Bovinocultura

3.697 visualizações

Publicada em

Slide sobre a Criação de Bovinos

Publicada em: Ciências
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.697
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
306
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bovinocultura

  1. 1.  Carne (Bovinocultura de Corte)  Consumo básico  Culinária exótica  Leite (Bovinocultura de Leite)  Produção de laticínios  Consumo  Culinária  Indústria cosmética
  2. 2.  As raças são divididas em rebanhos que variam de região de acordo com as características do animal.  Existem cerca de 100 raças conhecidas no mundo.  No Brasil predomina-se as raças do rebanho Zebu.
  3. 3.  Corcova característica (cupim ou giba)  Resistência a climas tropicais  Resistente à ectoparasitas  Originária da Índia  Inferioridade ás raças européias (precocidade e carne)
  4. 4.  Nelore  Raça base para o cruzamento de gado de corte no Brasil.  Utilizada para aprimoramento genético.
  5. 5.  Gir  É a única raça com perfil craniano ultraconvexo (com fronte larga, lisa e proeminente)  Única raça com pelagem chitada  Moderno produtor de carne e leite  Temperamento dócil  Aprimoramento genético com a raça holandesa formando a "Girolando"
  6. 6.  Guzerá  Ótima para produção de carne e leite  Resistente à Seca  Facilidade com ganho de peso  Extremamente fértil
  7. 7.  Indubrasil (Geneticamente modificado)  Primeira raça zebuína formada no Brasil .  Cabeça grande, relativamente comprida, porém proporcional ao corpo  Aptidão para carne, principalmente.
  8. 8.  Raças: Angus, Limousin, Hereford, Charolês, Chianina, Marchigiana, Shorthorn.  Sofrem com o clima tropical  Pequena resistencia a parasitas  Barbela pouco desenvolvida  Não possuem cupim
  9. 9. o Sistema Extensivo o Muito praticado de forma extrativista. o Grandes extensões de terras (distantes dos grandes centros). o Dependendo do manejo das pastagens, os investimentos são menores. o Muito praticado no Brasil o O animal fica livre no pasto natural o É um sistema denso, pode aumentar os riscos de problemas derivados da superpopulação.
  10. 10.  Sistema semi-intensivo  Suplementação a pasto.  Realizada na época das águas e seca ou apenas na seca.  É um meio termo entre o sistema extensivo e intensivo
  11. 11.  Sistema intensivo  Confinamento propriamente dito.  Realiza-se a terminação de animais.  O animal possui menos mobilidade  Atividade de alto custo, pelas instalações e manejo.
  12. 12.  Dupla aptidão  Da carne bovina se extrai nutrientes que o corpo não consegue extrair das plantas.  Estrume  Ótimo fertilizante
  13. 13.  A falta de padronização dos animais no rebanho pode dificultar o manejo das fêmeas em produção  Despesas  Doenças  Estrume  O gado precisa de rigorosa manutenção física todos os dias.  Tempo  A mudança entre uma estação seca e outra pode ser a diferença entre uma boa e uma péssima produção.
  14. 14.  No mercado interno, o aumento do consumo de carne bovina é notório.  A previsão é que em 2014 o Brasil bata um novo recorde de exportação: US$ 8 bilhões em carne bovina.  Os principais concorrentes do Brasil no setor, que são Estados Unidos e Austrália.  O Irã, que recentemente abriu seu mercado para importações deve voltar a ser um importante comprador.
  15. 15.  BANCO DO BRASIL, Fundação. Desenvolvimento Regional Sustentável: Bovinocultura de Leite. Brasília: 2010. 60p. (Série cadernos de propostas para atuação em cadeias produtivas, 1)  http://pt.wikipedia.org/wiki/Zebu  http://stravaganzastravaganza.blogspot.com.br/2012/02/zebu-o-gado-dos-tropicos. html  http://www.manera.feis.unesp.br/fazenda%20escola/bov_corte.htm  http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/boi/131924-demanda-por-carne- bovina-deve-continuar-forte-em-2014--afirmam-analistas. html#.U4KpPNJdVgg  http://saocamilo-sp.br/pdf/mundo_saude/106/1828.pdf  http://redeglobo.globo.com/globoecologia/noticia/2013/09/tipos-de-criacao- e-alimentacao-do-gado-alteram-qualidade-da-carne.html (todos com acesso em 24 de maio de 2014)

×