SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Volemar Ornelas Araujo  - 1° Sem. Direito - IESGO<br />CIÊNCIAS POLÍTICAS<br />SÍNTESE DOS CONCEITOS, TEORIAS E OBRAS SOBRE OS PRINCIPAIS PENSADORES ESTUDADOS <br />NOMETEORIAS  E OBRASMAQUIAVEL1469  a 1527Uma ciência Política deve ser distinta e independente de qualquer consideração de ordem moral, Vislumbrava um estado centralizador, no qual o governante é o grande poderoso, sua principal obra é o manual “O Principe” . Foi associado ao mal por ter desnudado  com absoluta precisão a Natureza  humana aplicada à arte da Política. – Sua visão de governar era meramente cientifica. –Virtú x Fortuna – os fins justificam os meios. – A política tem uma ética própria.THOMAS HOBBES1588 a 1679“O homem é o lobo do homem.” Estado de Natureza: Na natureza do homem encontramos três causas principais de discórdia, primeiro a Competição; segundo, a Desconfiança; terceiro a Gloria. – Para Hobbes o Direito de Natureza consiste em : 1ª Lei – Procurar a Paz e 2ª Lei – Defendermos a nós mesmos. – Não basta o fundamento jurídico , é preciso que exista um estado dotado da espada aramados para forçar os homens ao respeito.  – Renuncia-se a liberdade e transfere todo o poder ao Leviatã (Estado). Para Hobbes Estado de Natureza: ( - ) ; Pacto/ Contrato: Poder Coercitivo.JOHN  LOCKE1632 a 1708Liberalismo . –Conjunto de idéias éticas, políticas e econômicas da burguesia, em oposição à visão demundo da nobreza feudal. -  Para Locke o poder legislativo é o poder supremo .  Sociedade Política ou Civil : “ todo governo não possui outra finalidade , além da conservação da propriedade.” Para Locke o conceito de propriedade vem o contrato. Para Locke no Estado de Natureza: (+) Propriedade; Pacto/Contrato: Defender a propriedade.JEAN  JAQUES  ROUSSEAU1972 a 1778“ O restabelecimento das ciências e das artes terá contribuição para aprimorar os costumes.” Sua obra Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade social – do Contrato Social, onde estão suas principais idéias políticas. Estado de Natureza – O Contrato Social para ele , trata-se de um falso pacto social , esse que coloca as pessoas sob grilhões. – Soberano e Governo  - Soberano é o corpo coletivo que expressa, por meio da lei, a vontade geral. -  Vontade Geral X Vontade de todos /Vontade Geral é aquela que convém a toda sociedade  /  Vontade de todos não poderia ser considerada por não se caracterizar como coletiva. Para Rousseau o Estado de Natureza: (+) ; Pacto/Contrato: Falso Contrato e no Estado/Sociedade: tinha a soberania do povo. Obra : O Contrato SocialNOME TEORIAS  E OBRASMONTESQUIEU1689 a 1755Na sua obra mais importante “O espírito das leis”, trata das leis, e busca compreender a diversidade das legislações existentes em diferentes épocas e lugares. Em sua reflexão concluiu que “só o poder freia o poder. A modração é a pedra de toque do funcionamento estável dos Governos, e é preciso encontrar os mecanismos que a produziram . O que deve ser investigado não é a existência de instituições propriamnte políticas, mas sim a maneira como elas funcionam. Assim considera duas dimensões do funcionamento ético das Instituições , que são: A natureza e o Princípio de Govenro.Princípio: - Monarquia (Honra) – Paixão                    - Republica(Virtude) – Paixão Política                   - Despotismo( medo) – TiranoPoder Legislativo: Função típica ( Legislar e fiscalizar); Função atípica( Administrar o próprio poder);O poder Legislativo é bicameral(câmara e Senado); Sistema Eleitoral: Majoritário : Maioria Simples  / Maioria Absoluta  e Proporcional ( Parlamento).Poder Executivo: Função Típica ( Exeutar, Administar coisa pública); Função Atípica ( Fiscalizar);Poder Judiciário: Vitaliciedade, inamovibilidade (não pode ser removido), e irredutibilidade dos vencimentos.KARL MARX1818 a 1883Influenciou fortemente a filosofia e a ciência mundial,Evidenciou a proposta de um modelo de sociedade alternativo ao capitalismo. Solidificou as bases teóricas para uma sociedade socialista, caracterizada pela igualdade social, uma sociedade sem exclusões  e sem classes sociais. Sua vida foi marcada pela organização e pela luta  dos trabalhadores e pela perseguição dos que defendiam o capitalismo como modelo de sociedade perfeita. Idéias : Modo de Produção, Mais- valia, Acumulação primitiva , Alienação,Materialismo histórico e dialético , luta de classes. Principais Obras: Manuscritos Econômico-filosóficos,A Guerra civil na França, Critica da filosofia do Direito de Hegel, A Sagrada Família.As primeiras teorias socialistas do sec.XIX são classificadas por Marx e Engels como socialismo utópico, ao qual irão contrapor o socialismo científico.Materialismo Dialético considera os fenômenos naturais como processo. A Dialética é a estrutura contraditória do real, que passa por três fase: Tese – Antítese – Síntese.Materialismo Histórico: Superestrutura( Estado, Ideologia...) ; Infraestrutura(Industria, terra,...)<br />
Ciências políticas   pensadores

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaFilosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaguestc51fe5
 
Filosofia PolíTica Blog
Filosofia PolíTica BlogFilosofia PolíTica Blog
Filosofia PolíTica Blogguestc51fe5
 
Introdução à Ciência Política - USP
Introdução à Ciência Política - USPIntrodução à Ciência Política - USP
Introdução à Ciência Política - USPUSP
 
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Israel serique
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Carlagi Gi
 
02. o estado na teoria política moderna
02. o estado na teoria política moderna02. o estado na teoria política moderna
02. o estado na teoria política modernaHernando Professor
 
Introdução à ciencia politica uab
Introdução à ciencia politica   uabIntrodução à ciencia politica   uab
Introdução à ciencia politica uabEspi Sul
 
Revisão de filosofia politica
Revisão de filosofia politicaRevisão de filosofia politica
Revisão de filosofia politicaFelipe Serra
 
Introdução à Política
Introdução à PolíticaIntrodução à Política
Introdução à PolíticaJorge Barbosa
 
Ciência Política: Introdução
Ciência Política: IntroduçãoCiência Política: Introdução
Ciência Política: IntroduçãoIsrael serique
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia políticaricardo13613
 
Política e o Poder
Política e o PoderPolítica e o Poder
Política e o PoderKamila Joyce
 
Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?Ingrit Silva Sampaio
 
Conceitos de política, poder e autoridade
Conceitos de política, poder e autoridadeConceitos de política, poder e autoridade
Conceitos de política, poder e autoridadeEdenilson Morais
 

Mais procurados (20)

Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Filosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaFilosofia PolíTica
Filosofia PolíTica
 
Filosofia PolíTica Blog
Filosofia PolíTica BlogFilosofia PolíTica Blog
Filosofia PolíTica Blog
 
Introdução à Ciência Política - USP
Introdução à Ciência Política - USPIntrodução à Ciência Política - USP
Introdução à Ciência Política - USP
 
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1
 
02. o estado na teoria política moderna
02. o estado na teoria política moderna02. o estado na teoria política moderna
02. o estado na teoria política moderna
 
Introdução à ciencia politica uab
Introdução à ciencia politica   uabIntrodução à ciencia politica   uab
Introdução à ciencia politica uab
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Principais reflexões sobre política
Principais reflexões sobre políticaPrincipais reflexões sobre política
Principais reflexões sobre política
 
Ciência política1
Ciência política1Ciência política1
Ciência política1
 
Revisão de filosofia politica
Revisão de filosofia politicaRevisão de filosofia politica
Revisão de filosofia politica
 
Introdução à Política
Introdução à PolíticaIntrodução à Política
Introdução à Política
 
Ciência Política: Introdução
Ciência Política: IntroduçãoCiência Política: Introdução
Ciência Política: Introdução
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Filosofia politica
Filosofia politicaFilosofia politica
Filosofia politica
 
Resumo de tge
Resumo de tgeResumo de tge
Resumo de tge
 
Política e o Poder
Política e o PoderPolítica e o Poder
Política e o Poder
 
Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?Filosofia política/Política: para quê?
Filosofia política/Política: para quê?
 
Conceitos de política, poder e autoridade
Conceitos de política, poder e autoridadeConceitos de política, poder e autoridade
Conceitos de política, poder e autoridade
 

Destaque

Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Edenilson Morais
 
Estado e mercado power point
Estado e mercado power pointEstado e mercado power point
Estado e mercado power pointsaaah10
 
Pierre bourdieu – uma introdução
Pierre bourdieu – uma introduçãoPierre bourdieu – uma introdução
Pierre bourdieu – uma introduçãoMarcio Neske
 
Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Carlagi Gi
 
Aula1oquee Tp Objetivos Importancia
Aula1oquee Tp Objetivos ImportanciaAula1oquee Tp Objetivos Importancia
Aula1oquee Tp Objetivos Importanciapolianna
 
Grandes Mestres das Ciências Sociais
Grandes Mestres das Ciências SociaisGrandes Mestres das Ciências Sociais
Grandes Mestres das Ciências SociaisAdriano Capilupe
 
Apostila hermenêutica jurídica.
Apostila hermenêutica jurídica.Apostila hermenêutica jurídica.
Apostila hermenêutica jurídica.Direito2012sl08
 
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OK
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OKVÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OK
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OKYureruy
 
Livro praticas da linguagem juridica cesar luiz pasold
Livro praticas da linguagem juridica   cesar luiz pasoldLivro praticas da linguagem juridica   cesar luiz pasold
Livro praticas da linguagem juridica cesar luiz pasoldJornal Floripa
 
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da lei
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da leiAs escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da lei
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da leiBruno Tanaka
 
Hermeneutica Jurídica
Hermeneutica JurídicaHermeneutica Jurídica
Hermeneutica Jurídicajovenniu
 
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICASDIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICASPedagogo Santos
 
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]abriluni
 

Destaque (20)

Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes Sociologia: Principais correntes
Sociologia: Principais correntes
 
Estado e mercado power point
Estado e mercado power pointEstado e mercado power point
Estado e mercado power point
 
Pierre bourdieu – uma introdução
Pierre bourdieu – uma introduçãoPierre bourdieu – uma introdução
Pierre bourdieu – uma introdução
 
Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5
 
Aula1oquee Tp Objetivos Importancia
Aula1oquee Tp Objetivos ImportanciaAula1oquee Tp Objetivos Importancia
Aula1oquee Tp Objetivos Importancia
 
Teorias do cinema aula 1
Teorias do cinema aula 1Teorias do cinema aula 1
Teorias do cinema aula 1
 
Grandes Mestres das Ciências Sociais
Grandes Mestres das Ciências SociaisGrandes Mestres das Ciências Sociais
Grandes Mestres das Ciências Sociais
 
Antropologia
Antropologia Antropologia
Antropologia
 
Apostila hermenêutica jurídica.
Apostila hermenêutica jurídica.Apostila hermenêutica jurídica.
Apostila hermenêutica jurídica.
 
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OK
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OKVÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OK
VÍCIOS DA LINGUAGEM JURÍDICA OK
 
Livro praticas da linguagem juridica cesar luiz pasold
Livro praticas da linguagem juridica   cesar luiz pasoldLivro praticas da linguagem juridica   cesar luiz pasold
Livro praticas da linguagem juridica cesar luiz pasold
 
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da lei
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da leiAs escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da lei
As escolas hermeneuticas e os métodos de interpretação da lei
 
Ciência política
Ciência política Ciência política
Ciência política
 
Revoltas liberais
Revoltas liberaisRevoltas liberais
Revoltas liberais
 
Hermeneutica Jurídica
Hermeneutica JurídicaHermeneutica Jurídica
Hermeneutica Jurídica
 
Turma A05
Turma A05Turma A05
Turma A05
 
Periodizacao - História da Filosofia
Periodizacao - História da FilosofiaPeriodizacao - História da Filosofia
Periodizacao - História da Filosofia
 
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICASDIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
 
Linguagem jurídica
Linguagem jurídicaLinguagem jurídica
Linguagem jurídica
 
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]
Pensadores politicos epoca moderna [modo de compatibilidad]
 

Semelhante a Ciências políticas pensadores

TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptTGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptdramagnoliaaleixoadv
 
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...andrea almeida
 
Filosofia política
Filosofia política Filosofia política
Filosofia política Elson Junior
 
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
VvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvVvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvrose soratto
 
O estado e o pensamento político liberal
O estado e o pensamento político liberalO estado e o pensamento político liberal
O estado e o pensamento político liberalDavi Islabao
 
Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismoEstado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismoLucio Braga
 
Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismo  Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismo Lucio Braga
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesAlan
 
Os contratualistas
Os contratualistasOs contratualistas
Os contratualistasConrado_p_m
 
Os contratualistas
Os contratualistasOs contratualistas
Os contratualistasConrado_p_m
 

Semelhante a Ciências políticas pensadores (20)

Concepções do Estado....
Concepções do Estado.... Concepções do Estado....
Concepções do Estado....
 
Concepções de Estado 02
Concepções  de Estado 02Concepções  de Estado 02
Concepções de Estado 02
 
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANOFILOSOFIA  POLÍTICA - 3 ANO
FILOSOFIA POLÍTICA - 3 ANO
 
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptTGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
 
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
 
Teoria do Estado... Introdução...
Teoria do Estado... Introdução...Teoria do Estado... Introdução...
Teoria do Estado... Introdução...
 
Contratualistas
ContratualistasContratualistas
Contratualistas
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Hobbes, Locke e Rousseau.pptx
Hobbes, Locke e Rousseau.pptxHobbes, Locke e Rousseau.pptx
Hobbes, Locke e Rousseau.pptx
 
Ciência política [1o gq] Locke, Montesquieu & Rousseau
Ciência política [1o gq] Locke, Montesquieu & RousseauCiência política [1o gq] Locke, Montesquieu & Rousseau
Ciência política [1o gq] Locke, Montesquieu & Rousseau
 
Filosofia política
Filosofia política Filosofia política
Filosofia política
 
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
VvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvVvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
 
O estado e o pensamento político liberal
O estado e o pensamento político liberalO estado e o pensamento político liberal
O estado e o pensamento político liberal
 
Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismoEstado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismo
 
Iluminismo
Iluminismo Iluminismo
Iluminismo
 
Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismo  Estado liberal e contratualismo
Estado liberal e contratualismo
 
Política.pdf
Política.pdfPolítica.pdf
Política.pdf
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de Aristóteles
 
Os contratualistas
Os contratualistasOs contratualistas
Os contratualistas
 
Os contratualistas
Os contratualistasOs contratualistas
Os contratualistas
 

Mais de volemar

Temas para monografia
Temas para monografiaTemas para monografia
Temas para monografiavolemar
 
Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)volemar
 
Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)volemar
 
Mario quintana
Mario quintanaMario quintana
Mario quintanavolemar
 
Hans kelsen
Hans kelsenHans kelsen
Hans kelsenvolemar
 
10 direito empresarial - completo
10   direito empresarial - completo10   direito empresarial - completo
10 direito empresarial - completovolemar
 
8 direito do trabalho
8   direito do trabalho8   direito do trabalho
8 direito do trabalhovolemar
 
1 estatuto e etica oab
1  estatuto e etica oab1  estatuto e etica oab
1 estatuto e etica oabvolemar
 
Direito penal i parte geral
Direito penal i   parte geralDireito penal i   parte geral
Direito penal i parte geralvolemar
 
Quadro explicativo defeitos do n j
Quadro explicativo defeitos do n jQuadro explicativo defeitos do n j
Quadro explicativo defeitos do n jvolemar
 
Interpretação constituicional
Interpretação constituicionalInterpretação constituicional
Interpretação constituicionalvolemar
 
Ciências políticas pensadores
Ciências políticas   pensadoresCiências políticas   pensadores
Ciências políticas pensadoresvolemar
 
Direito penal ii teoria geral da pena
Direito penal ii teoria geral da penaDireito penal ii teoria geral da pena
Direito penal ii teoria geral da penavolemar
 
Invalidade do negócio jurídico
Invalidade do negócio jurídicoInvalidade do negócio jurídico
Invalidade do negócio jurídicovolemar
 
Prescrição e decadência
Prescrição e decadênciaPrescrição e decadência
Prescrição e decadênciavolemar
 
Educação de qualidade
Educação de qualidadeEducação de qualidade
Educação de qualidadevolemar
 
Resenha como fazer
Resenha como fazerResenha como fazer
Resenha como fazervolemar
 
Valores família
Valores  famíliaValores  família
Valores famíliavolemar
 

Mais de volemar (20)

Temas para monografia
Temas para monografiaTemas para monografia
Temas para monografia
 
Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)
 
Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)Monografia (salvo automaticamente)
Monografia (salvo automaticamente)
 
Mario quintana
Mario quintanaMario quintana
Mario quintana
 
Hans kelsen
Hans kelsenHans kelsen
Hans kelsen
 
10 direito empresarial - completo
10   direito empresarial - completo10   direito empresarial - completo
10 direito empresarial - completo
 
9 cdc
9   cdc9   cdc
9 cdc
 
8 direito do trabalho
8   direito do trabalho8   direito do trabalho
8 direito do trabalho
 
1 estatuto e etica oab
1  estatuto e etica oab1  estatuto e etica oab
1 estatuto e etica oab
 
Direito penal i parte geral
Direito penal i   parte geralDireito penal i   parte geral
Direito penal i parte geral
 
Quadro explicativo defeitos do n j
Quadro explicativo defeitos do n jQuadro explicativo defeitos do n j
Quadro explicativo defeitos do n j
 
Interpretação constituicional
Interpretação constituicionalInterpretação constituicional
Interpretação constituicional
 
Ciências políticas pensadores
Ciências políticas   pensadoresCiências políticas   pensadores
Ciências políticas pensadores
 
Sursis
SursisSursis
Sursis
 
Direito penal ii teoria geral da pena
Direito penal ii teoria geral da penaDireito penal ii teoria geral da pena
Direito penal ii teoria geral da pena
 
Invalidade do negócio jurídico
Invalidade do negócio jurídicoInvalidade do negócio jurídico
Invalidade do negócio jurídico
 
Prescrição e decadência
Prescrição e decadênciaPrescrição e decadência
Prescrição e decadência
 
Educação de qualidade
Educação de qualidadeEducação de qualidade
Educação de qualidade
 
Resenha como fazer
Resenha como fazerResenha como fazer
Resenha como fazer
 
Valores família
Valores  famíliaValores  família
Valores família
 

Último

Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 

Último (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 

Ciências políticas pensadores

  • 1. Volemar Ornelas Araujo - 1° Sem. Direito - IESGO<br />CIÊNCIAS POLÍTICAS<br />SÍNTESE DOS CONCEITOS, TEORIAS E OBRAS SOBRE OS PRINCIPAIS PENSADORES ESTUDADOS <br />NOMETEORIAS E OBRASMAQUIAVEL1469 a 1527Uma ciência Política deve ser distinta e independente de qualquer consideração de ordem moral, Vislumbrava um estado centralizador, no qual o governante é o grande poderoso, sua principal obra é o manual “O Principe” . Foi associado ao mal por ter desnudado com absoluta precisão a Natureza humana aplicada à arte da Política. – Sua visão de governar era meramente cientifica. –Virtú x Fortuna – os fins justificam os meios. – A política tem uma ética própria.THOMAS HOBBES1588 a 1679“O homem é o lobo do homem.” Estado de Natureza: Na natureza do homem encontramos três causas principais de discórdia, primeiro a Competição; segundo, a Desconfiança; terceiro a Gloria. – Para Hobbes o Direito de Natureza consiste em : 1ª Lei – Procurar a Paz e 2ª Lei – Defendermos a nós mesmos. – Não basta o fundamento jurídico , é preciso que exista um estado dotado da espada aramados para forçar os homens ao respeito. – Renuncia-se a liberdade e transfere todo o poder ao Leviatã (Estado). Para Hobbes Estado de Natureza: ( - ) ; Pacto/ Contrato: Poder Coercitivo.JOHN LOCKE1632 a 1708Liberalismo . –Conjunto de idéias éticas, políticas e econômicas da burguesia, em oposição à visão demundo da nobreza feudal. - Para Locke o poder legislativo é o poder supremo . Sociedade Política ou Civil : “ todo governo não possui outra finalidade , além da conservação da propriedade.” Para Locke o conceito de propriedade vem o contrato. Para Locke no Estado de Natureza: (+) Propriedade; Pacto/Contrato: Defender a propriedade.JEAN JAQUES ROUSSEAU1972 a 1778“ O restabelecimento das ciências e das artes terá contribuição para aprimorar os costumes.” Sua obra Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade social – do Contrato Social, onde estão suas principais idéias políticas. Estado de Natureza – O Contrato Social para ele , trata-se de um falso pacto social , esse que coloca as pessoas sob grilhões. – Soberano e Governo - Soberano é o corpo coletivo que expressa, por meio da lei, a vontade geral. - Vontade Geral X Vontade de todos /Vontade Geral é aquela que convém a toda sociedade / Vontade de todos não poderia ser considerada por não se caracterizar como coletiva. Para Rousseau o Estado de Natureza: (+) ; Pacto/Contrato: Falso Contrato e no Estado/Sociedade: tinha a soberania do povo. Obra : O Contrato SocialNOME TEORIAS E OBRASMONTESQUIEU1689 a 1755Na sua obra mais importante “O espírito das leis”, trata das leis, e busca compreender a diversidade das legislações existentes em diferentes épocas e lugares. Em sua reflexão concluiu que “só o poder freia o poder. A modração é a pedra de toque do funcionamento estável dos Governos, e é preciso encontrar os mecanismos que a produziram . O que deve ser investigado não é a existência de instituições propriamnte políticas, mas sim a maneira como elas funcionam. Assim considera duas dimensões do funcionamento ético das Instituições , que são: A natureza e o Princípio de Govenro.Princípio: - Monarquia (Honra) – Paixão - Republica(Virtude) – Paixão Política - Despotismo( medo) – TiranoPoder Legislativo: Função típica ( Legislar e fiscalizar); Função atípica( Administrar o próprio poder);O poder Legislativo é bicameral(câmara e Senado); Sistema Eleitoral: Majoritário : Maioria Simples / Maioria Absoluta e Proporcional ( Parlamento).Poder Executivo: Função Típica ( Exeutar, Administar coisa pública); Função Atípica ( Fiscalizar);Poder Judiciário: Vitaliciedade, inamovibilidade (não pode ser removido), e irredutibilidade dos vencimentos.KARL MARX1818 a 1883Influenciou fortemente a filosofia e a ciência mundial,Evidenciou a proposta de um modelo de sociedade alternativo ao capitalismo. Solidificou as bases teóricas para uma sociedade socialista, caracterizada pela igualdade social, uma sociedade sem exclusões e sem classes sociais. Sua vida foi marcada pela organização e pela luta dos trabalhadores e pela perseguição dos que defendiam o capitalismo como modelo de sociedade perfeita. Idéias : Modo de Produção, Mais- valia, Acumulação primitiva , Alienação,Materialismo histórico e dialético , luta de classes. Principais Obras: Manuscritos Econômico-filosóficos,A Guerra civil na França, Critica da filosofia do Direito de Hegel, A Sagrada Família.As primeiras teorias socialistas do sec.XIX são classificadas por Marx e Engels como socialismo utópico, ao qual irão contrapor o socialismo científico.Materialismo Dialético considera os fenômenos naturais como processo. A Dialética é a estrutura contraditória do real, que passa por três fase: Tese – Antítese – Síntese.Materialismo Histórico: Superestrutura( Estado, Ideologia...) ; Infraestrutura(Industria, terra,...)<br />