SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
www.themegallery.com
Oficina TEDCC
Trabalhador Espírita,
 Vamos Trabalhar?




  http://estudosespiritas.tk
Antes de Começarmos…

                       Ninguém é tão pobre que não
                       tenha nada para dar, e não há
                       alguém tão rico que não tenha
                       nada a receber.

                      – Então, ainda não nos reconhecemos na
                        condição de professor para ensinar,
                        antes um facilitador para compartilhar
                        experiências num processo de ensino-
                        aprendizagem…




“A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original”
http://estudosespiritas.tk
“Haja cabeça pra pensar
                        Haja coragem pra aceitar
                       Haja coração pra entender.”
                        (PERFEIÇAO. Ednilson Medeiros)




www.themegallery.com
Antes de iniciar a Jornada...

                          Perguntas:
                          2.Qual a sua cor predileta?
                          3.Qual o seu passatempo
                          predileto?
                          4.Qual o seu lugar preferido?
                          5.Qual o seu esporte
                          predileto?
                          6.Qual o seu autor espiritual
                          predileto?




 Quem serão os
 viajantes dessa grande
 jornada?
O Nosso Percurso…


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
1ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
1. Onde queremos chegar?


                              ...
– Será que nós temos claros onde
                                       Reflexão Final




  nós queremos chegar, isto é, os
  objetivos do nosso trabalho?
– Que resultados esperamos ao nos
  integrarmos às diversas atividades
  na Casa Espírita?

                                  Vamos
                               compartilhar
 1ª Reflexão                   as respostas?
1. Onde queremos chegar?
  – Vamos pedir a ajuda dos universitários?
 “Ditosos os que hajam dito a seus irmãos: ‘Trabalhemos
 juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o
 Senhor, ao chegar, encontre acabada a obra’, porquanto
 o Senhor lhes dirá: ‘Vinde a mim, vós que sois bons
 servidores, vós que soubestes impor silêncio aos vossos ciúmes
 e às vossas discórdias, a fim de que daí não viesse dano para a
 obra!’ ”
               (O Espírito de Verdade, Evangelho Segundo o Espiritismo,
                                cap. XX, item 5 – Os Obreiros do Senhor)

                 “Evangelizado o indivíduo, evangeliza-se a
                 família; regenerada esta, a sociedade
                 estará a caminho de sua purificação,
                 reabilitando-se simultaneamente a vida do
                 mundo.”
1ª Reflexão                       (Emmanuel. Dissertações Mediúnicas)
1. E os objetivos NOSSOS?
     Adaptado de: Preparação de Trabalhadores para as Atividades Espíritas FEB/CEI.
    • Compreende a importância da Doutrina e seus benefícios;
    • Empenha-se em servir na tarefa de promover o estudo, difusão e
       prática da doutrina, de forma espontânea, voluntária e gratuita;
    • Procura estudar e conhecer as diretrizes da codificação espírita;
    • Compreende e respeita as diferenças. Destaca os pontos afins.
       Fortalece os laços de união;
    • Busca a união fraternal dos trabalhadores da casa e movimento;
    • O servidor espírita estará sempre a serviço do Cristo e sob a
       orientação dos Espíritos Superiores;
    • Alia-se de humildade e desinteresse, sem outro propósito que
       não seja a prática da caridade;
                 • Observa que no trabalho de auxílio aos outros, está
                   trabalhando pelo seu próprio aprimoramento;
                 • Relembra o exemplo do Cristo que enfatizou que não
                   veio para ser servido, mas sim para servir;
                 • Avalia permanentemente o seu próprio trabalho;
                 • Procura colocar em prática o lema vivido por Kardec:
1ª Reflexão        “TRABALHO, SOLIDARIEDADE, TOLERÂNCIA”.
“Ajuda sem pensar no que possa vir depois
                         A ação do fazer depende só do querer
          Desperta e faz despertar, alguém que te estende a mão
E faz retornar o brilho no olhar desse irmão” (DESPERTA. Danilo Costa)
 www.themegallery.com
2ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
2. Jesus nos chama…

                  “Arme-se a vossa
                falange de decisão e
                coragem!     Mãos   à
                obra! o arado está
                pronto;     a   terra
                espera; arai!”
                   (Erasto. ESE, Cap. XX – 4 –
                          Missão dos Espíritas)




2ª Reflexão
2. Por que Trabalhar?
              O que nos motiva?




                   – Será que estamos indo trabalhar na
                     Seara Espírita apenas preocupados em
                     “bater o nosso ponto”?
2ª Reflexão
2. Por que Trabalhar?
       – Ou será que na realidade nós estamos é com medo do
         PANDA?




                        O Panda representa esse nosso medo
                        inconsciente     das   consequências      de
                        negligenciar o trabalho... De não atender ao
2ª Reflexão             chamado...
“Já chove lá fora e as sementes acordam
         Amanhã será um novo dia
Só lembranças das noites sombrias vão ficar”
           (COMO É BOM. Hércules Bruno)
3ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
3. Como trilhar o caminho?


 Mas antes eu
gostaria que vocês
desenhassem uma
    paisagem
qualquer... Vamos
       lá?
                Inspirado na estória, refaça
  3ª Reflexão
                      o seu desenho...
3. Como trilhar o caminho?




              O pai é o símbolo do trabalhador espírita. É
              tudo que nós devemos nos esforçar para ser.
              E no esforço de dedicação ao próximo, nós
3ª Reflexão   acabamos por superar nossas limitações...
3. Como trilhar o caminho?
  “ (…) Reconhecê-los-eis pelos princípios da verdadeira
  caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê-
  los-eis pelo número de aflitos a que levem consolo;
  reconhecê-los-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua
  abnegação, pelo seu desinteresse pessoal; reconhecê-
  los-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios,
  porque Deus quer o triunfo de Sua lei (...). − Erasto”
                        (Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XX,
                                                           item 4)

                 AMAR, também significa buscar                 a
                 preparação necessária para ser                o
                 melhor semeador possível!
                      NÃO VAMOS FAZER APENAS
                        ISSO… VAMOS FAZER
3ª Reflexão                  MELHOR!!!
“Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos
outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis
uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus
discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.” Jesus –
www.themegallery.com                   (João: XIII - 34 e 35)
4ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
4. Sou ciente das dificuldades?
              E que dificuldades são essas,
              afinal?




                              – Assistidos




                             – Trabalhadores


4ª Reflexão
4. Sou ciente das dificuldades?
    “Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos
    confiou; mas, atenção! entre os chamados para o
    Espiritismo muitos se transviaram; reparai, pois, vosso
    caminho e segui a verdade..”
                          (Erasto. Evang. seg. Espiritismo, Cap. XX - 4)

“Permanecei, desse modo, dedicados e fiéis até o fim, mesmo
que as dificuldades repontem em forma ameaçadora de dor e
sombra. Quem anda na luz não receia a treva e quem faz o
bem não sofre solidão nem desajuste.”
                            (Francisco Thiesen. Reformador – jan/1997)

                    “Não se deixe induzir pelo desânimo nem
                    imagine que a tarefa não está produzindo
                         efeitos só porque seus frutos não são
                    visíveis de imediato. Insista no trabalho,
                                   empenhe-se diariamente.”
                                                 diariamente
   4ª Reflexão
                                               (Reformador – Out/1997)
4. Sou ciente das dificuldades?
     “Reconhece-se o
    verdadeiro espírita
         pela sua
  transformação moral e
    pelos esforços que
   emprega para domar
     suas inclinações
    más.”− Allan Kardec
    más
              (ESE - Cap. XVII - 4)




4ª Reflexão
“Então Ele Veio
                          E disse já é hora de seguir
                         E indicou o caminho tortuoso
                       Mostrou as pedras e os espinhos”
                             (CHAMADO. Marielza Tiscate)




www.themegallery.com
5ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
5. Vamos formar uma Equipe?
      E quipe

                     EU quipe



“Um por todos e
todos por um”
                  “Cada um por si e
                  Deus por todos”



5ª Reflexão
5. Vamos formar uma equipe?
  – Que tal ver o resultado de um trabalho em equipe?




5ª Reflexão
5. Vamos formar uma equipe?


                 “Reunamo-nos no campo da
                      fraternidade edificante.
                Não teremos espiritismo unido
                      sem que nos unamos.
              Debalde ensinaremos amor sem
              nos amarmos uns aos outros.
              Não elevaremos a doutrina sem
                             nos elevarmos.”
                                      Emmanuel


5ª Reflexão
6ª Reflexão:


              ...                 ...               Reflexão Final




                                      5ª Reflexão


        6ª Reflexão

                 2ª Reflexão




                                                     4ª Reflexão




1ª Reflexão                    3ª Reflexão
6. União de corações…
       – É claro que poderíamos ter feito tantas outras
         reflexões!
       – Por isso, precisamos repetir esses momentos
         de interação, capacitação, planejamento,
         multiplicando as reflexões e os esforços para
         que a tarefa na Seara do Cristo não sofra
         solução de continuidade!

              “Filhos, antes de pretenderdes a
              unificação dos serviços
              concernentes à fé espírita,
              pretendei a unificação dos vossos
              sentimentos na vivência dos
6ª Reflexão   postulados que abraçastes.”
6. Os novos desafios…
  – Sabemos que vivemos momentos decisivos na história
    do nosso planeta.
  – O mundo de regeneração aponta, mas “o homem
    jamais mudará o mundo, antes de operar em si, a
    grande modificação”.
  – Relembremos o exemplo dos primeiros Cristãos e
    sejamos firmes no testemunho de nossa Fé e de nosso
    amor à causa do Cristo.




6ª Reflexão
6. Vamos espalhar esse vírus…




              “Eu preciso ser a mudança que eu espero no
              mundo. Se eu parar e pensar um segundo não vou
6ª Reflexão   hesitar em amar”
                        (NÃO VOU HESITAR EM AMAR. Danilo Costa)
Ufa! Chegamos…


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
Reflexão Final


                                           Reflexão Final




             “Podemos ser muito mais,
             basta acreditar!”
                 (INIFINITO. Ednilson Medeiros / Wagner
                                                 Bastos)
Muito
Obrigado!                      Reflexão Final




  http://estudosespiritas.tk
   igor.mateus@oi.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Obsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritualObsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritual
grupodepaisceb
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
Graça Maciel
 
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso LarChico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
. Sobrenome
 
As três Revelações
As três RevelaçõesAs três Revelações
As três Revelações
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

Apresentação a missão da casa espírita
Apresentação a missão da casa espíritaApresentação a missão da casa espírita
Apresentação a missão da casa espírita
 
Trabalhador espírita
Trabalhador espíritaTrabalhador espírita
Trabalhador espírita
 
Obsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritualObsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritual
 
Palestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essênciaPalestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essência
 
O psicoscópio aula 2
O psicoscópio aula 2O psicoscópio aula 2
O psicoscópio aula 2
 
Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
 
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso LarChico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
Chico Xavier - Andre Luiz - Nosso Lar
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Família - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão EspiritualFamília - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão Espiritual
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
 
As três Revelações
As três RevelaçõesAs três Revelações
As três Revelações
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios OcultosEvangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
 
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITAVÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
 

Destaque

Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Daura Alves
 
Capitulo xx os trabalhadores da última hora
Capitulo xx os trabalhadores da última horaCapitulo xx os trabalhadores da última hora
Capitulo xx os trabalhadores da última hora
caminhodaluz41
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
umecamaqua
 
Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!
Dalila Melo
 
Obreiros da última hora
Obreiros da última horaObreiros da última hora
Obreiros da última hora
Graça Maciel
 
O Trabalhador Espírita
O Trabalhador EspíritaO Trabalhador Espírita
O Trabalhador Espírita
igmateus
 
A casa espírita
A casa espírita A casa espírita
A casa espírita
telmacorte
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da última
familiaelopaz
 
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
USE Jabaquara
 

Destaque (20)

Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
 
Capitulo xx os trabalhadores da última hora
Capitulo xx os trabalhadores da última horaCapitulo xx os trabalhadores da última hora
Capitulo xx os trabalhadores da última hora
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
 
Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!
 
Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)
 
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
 
Obreiros da última hora
Obreiros da última horaObreiros da última hora
Obreiros da última hora
 
O voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espiritaO voluntario trabalhador espirita
O voluntario trabalhador espirita
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última hora
 
Mediunidade 1
Mediunidade 1Mediunidade 1
Mediunidade 1
 
O Trabalhador Espírita
O Trabalhador EspíritaO Trabalhador Espírita
O Trabalhador Espírita
 
A casa espírita
A casa espírita A casa espírita
A casa espírita
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
 
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDECO CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
 
Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!
 
Transição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da últimaTransição planetária e os trabalhadores da última
Transição planetária e os trabalhadores da última
 
Motivação kardec
Motivação   kardecMotivação   kardec
Motivação kardec
 
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
Aspectos jurídicos na gestão ce 2012
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
 
Mediunidade 2
Mediunidade 2Mediunidade 2
Mediunidade 2
 

Semelhante a Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?

Almanaque de dinamicas
Almanaque de dinamicasAlmanaque de dinamicas
Almanaque de dinamicas
Eduardo Lopes
 
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
Re David
 

Semelhante a Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar? (20)

Oficina NEP 2012
Oficina NEP 2012Oficina NEP 2012
Oficina NEP 2012
 
O Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a EvangelizaçãoO Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a Evangelização
 
Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012
 
O Caminho da Felicidade
O Caminho da FelicidadeO Caminho da Felicidade
O Caminho da Felicidade
 
Saberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à EvangelizaçãoSaberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à Evangelização
 
Contrafp2005
Contrafp2005Contrafp2005
Contrafp2005
 
Se a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse ivSe a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse iv
 
smf ix pequena mestra
smf ix  pequena mestrasmf ix  pequena mestra
smf ix pequena mestra
 
Apostila do crisma
Apostila do crismaApostila do crisma
Apostila do crisma
 
Estudando André Luiz 1- Cap 1.
Estudando André Luiz 1- Cap 1.Estudando André Luiz 1- Cap 1.
Estudando André Luiz 1- Cap 1.
 
Reciclagem_EAE.pptx
Reciclagem_EAE.pptxReciclagem_EAE.pptx
Reciclagem_EAE.pptx
 
Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23Estudo do livro Roteiro lição 23
Estudo do livro Roteiro lição 23
 
Harmonia Psiquica
Harmonia PsiquicaHarmonia Psiquica
Harmonia Psiquica
 
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptxReunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
 
A manutenção da casa espírita (rodrigo felix da cruz)
A manutenção da casa espírita (rodrigo felix da cruz)A manutenção da casa espírita (rodrigo felix da cruz)
A manutenção da casa espírita (rodrigo felix da cruz)
 
Parábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - PropósitoParábola dos Talentos - Propósito
Parábola dos Talentos - Propósito
 
Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011
 
Almanaque de dinamicas
Almanaque de dinamicasAlmanaque de dinamicas
Almanaque de dinamicas
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
 
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 

Mais de igmateus

Mais de igmateus (20)

Violência não
Violência   nãoViolência   não
Violência não
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
A Eficácia da Prece
A Eficácia da PreceA Eficácia da Prece
A Eficácia da Prece
 
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da almaObsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
 
Amar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmoAmar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmo
 
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de VidaJesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
 
O que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescerO que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescer
 
Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão
 
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes DestruidasDecepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
 
A Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de VidaA Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de Vida
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
 
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser VividaJesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
 
ENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAMENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAM
 
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquenteComo NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
 
Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862
 
Falsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da ErraticidadeFalsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da Erraticidade
 
Caracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro ProfetaCaracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro Profeta
 
Provas da Reencarnação
Provas da ReencarnaçãoProvas da Reencarnação
Provas da Reencarnação
 
Bom Samaritano
Bom SamaritanoBom Samaritano
Bom Samaritano
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (8)

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?

  • 2. Oficina TEDCC Trabalhador Espírita, Vamos Trabalhar? http://estudosespiritas.tk
  • 3. Antes de Começarmos…  Ninguém é tão pobre que não tenha nada para dar, e não há alguém tão rico que não tenha nada a receber. – Então, ainda não nos reconhecemos na condição de professor para ensinar, antes um facilitador para compartilhar experiências num processo de ensino- aprendizagem… “A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original” http://estudosespiritas.tk
  • 4. “Haja cabeça pra pensar Haja coragem pra aceitar Haja coração pra entender.” (PERFEIÇAO. Ednilson Medeiros) www.themegallery.com
  • 5. Antes de iniciar a Jornada... Perguntas: 2.Qual a sua cor predileta? 3.Qual o seu passatempo predileto? 4.Qual o seu lugar preferido? 5.Qual o seu esporte predileto? 6.Qual o seu autor espiritual predileto?  Quem serão os viajantes dessa grande jornada?
  • 6. O Nosso Percurso… ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 7. 1ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 8. 1. Onde queremos chegar? ... – Será que nós temos claros onde Reflexão Final nós queremos chegar, isto é, os objetivos do nosso trabalho? – Que resultados esperamos ao nos integrarmos às diversas atividades na Casa Espírita? Vamos compartilhar 1ª Reflexão as respostas?
  • 9. 1. Onde queremos chegar? – Vamos pedir a ajuda dos universitários? “Ditosos os que hajam dito a seus irmãos: ‘Trabalhemos juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o Senhor, ao chegar, encontre acabada a obra’, porquanto o Senhor lhes dirá: ‘Vinde a mim, vós que sois bons servidores, vós que soubestes impor silêncio aos vossos ciúmes e às vossas discórdias, a fim de que daí não viesse dano para a obra!’ ” (O Espírito de Verdade, Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XX, item 5 – Os Obreiros do Senhor) “Evangelizado o indivíduo, evangeliza-se a família; regenerada esta, a sociedade estará a caminho de sua purificação, reabilitando-se simultaneamente a vida do mundo.” 1ª Reflexão (Emmanuel. Dissertações Mediúnicas)
  • 10. 1. E os objetivos NOSSOS? Adaptado de: Preparação de Trabalhadores para as Atividades Espíritas FEB/CEI. • Compreende a importância da Doutrina e seus benefícios; • Empenha-se em servir na tarefa de promover o estudo, difusão e prática da doutrina, de forma espontânea, voluntária e gratuita; • Procura estudar e conhecer as diretrizes da codificação espírita; • Compreende e respeita as diferenças. Destaca os pontos afins. Fortalece os laços de união; • Busca a união fraternal dos trabalhadores da casa e movimento; • O servidor espírita estará sempre a serviço do Cristo e sob a orientação dos Espíritos Superiores; • Alia-se de humildade e desinteresse, sem outro propósito que não seja a prática da caridade; • Observa que no trabalho de auxílio aos outros, está trabalhando pelo seu próprio aprimoramento; • Relembra o exemplo do Cristo que enfatizou que não veio para ser servido, mas sim para servir; • Avalia permanentemente o seu próprio trabalho; • Procura colocar em prática o lema vivido por Kardec: 1ª Reflexão “TRABALHO, SOLIDARIEDADE, TOLERÂNCIA”.
  • 11. “Ajuda sem pensar no que possa vir depois A ação do fazer depende só do querer Desperta e faz despertar, alguém que te estende a mão E faz retornar o brilho no olhar desse irmão” (DESPERTA. Danilo Costa) www.themegallery.com
  • 12. 2ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 13. 2. Jesus nos chama… “Arme-se a vossa falange de decisão e coragem! Mãos à obra! o arado está pronto; a terra espera; arai!” (Erasto. ESE, Cap. XX – 4 – Missão dos Espíritas) 2ª Reflexão
  • 14. 2. Por que Trabalhar? O que nos motiva? – Será que estamos indo trabalhar na Seara Espírita apenas preocupados em “bater o nosso ponto”? 2ª Reflexão
  • 15. 2. Por que Trabalhar? – Ou será que na realidade nós estamos é com medo do PANDA? O Panda representa esse nosso medo inconsciente das consequências de negligenciar o trabalho... De não atender ao 2ª Reflexão chamado...
  • 16. “Já chove lá fora e as sementes acordam Amanhã será um novo dia Só lembranças das noites sombrias vão ficar” (COMO É BOM. Hércules Bruno)
  • 17. 3ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 18. 3. Como trilhar o caminho? Mas antes eu gostaria que vocês desenhassem uma paisagem qualquer... Vamos lá? Inspirado na estória, refaça 3ª Reflexão o seu desenho...
  • 19. 3. Como trilhar o caminho? O pai é o símbolo do trabalhador espírita. É tudo que nós devemos nos esforçar para ser. E no esforço de dedicação ao próximo, nós 3ª Reflexão acabamos por superar nossas limitações...
  • 20. 3. Como trilhar o caminho? “ (…) Reconhecê-los-eis pelos princípios da verdadeira caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê- los-eis pelo número de aflitos a que levem consolo; reconhecê-los-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua abnegação, pelo seu desinteresse pessoal; reconhecê- los-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios, porque Deus quer o triunfo de Sua lei (...). − Erasto” (Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XX, item 4) AMAR, também significa buscar a preparação necessária para ser o melhor semeador possível! NÃO VAMOS FAZER APENAS ISSO… VAMOS FAZER 3ª Reflexão MELHOR!!!
  • 21. “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.” Jesus – www.themegallery.com (João: XIII - 34 e 35)
  • 22. 4ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 23. 4. Sou ciente das dificuldades? E que dificuldades são essas, afinal? – Assistidos – Trabalhadores 4ª Reflexão
  • 24. 4. Sou ciente das dificuldades? “Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos confiou; mas, atenção! entre os chamados para o Espiritismo muitos se transviaram; reparai, pois, vosso caminho e segui a verdade..” (Erasto. Evang. seg. Espiritismo, Cap. XX - 4) “Permanecei, desse modo, dedicados e fiéis até o fim, mesmo que as dificuldades repontem em forma ameaçadora de dor e sombra. Quem anda na luz não receia a treva e quem faz o bem não sofre solidão nem desajuste.” (Francisco Thiesen. Reformador – jan/1997) “Não se deixe induzir pelo desânimo nem imagine que a tarefa não está produzindo efeitos só porque seus frutos não são visíveis de imediato. Insista no trabalho, empenhe-se diariamente.” diariamente 4ª Reflexão (Reformador – Out/1997)
  • 25. 4. Sou ciente das dificuldades? “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más.”− Allan Kardec más (ESE - Cap. XVII - 4) 4ª Reflexão
  • 26. “Então Ele Veio E disse já é hora de seguir E indicou o caminho tortuoso Mostrou as pedras e os espinhos” (CHAMADO. Marielza Tiscate) www.themegallery.com
  • 27. 5ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 28. 5. Vamos formar uma Equipe? E quipe EU quipe “Um por todos e todos por um” “Cada um por si e Deus por todos” 5ª Reflexão
  • 29. 5. Vamos formar uma equipe? – Que tal ver o resultado de um trabalho em equipe? 5ª Reflexão
  • 30. 5. Vamos formar uma equipe? “Reunamo-nos no campo da fraternidade edificante. Não teremos espiritismo unido sem que nos unamos. Debalde ensinaremos amor sem nos amarmos uns aos outros. Não elevaremos a doutrina sem nos elevarmos.” Emmanuel 5ª Reflexão
  • 31. 6ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 32. 6. União de corações… – É claro que poderíamos ter feito tantas outras reflexões! – Por isso, precisamos repetir esses momentos de interação, capacitação, planejamento, multiplicando as reflexões e os esforços para que a tarefa na Seara do Cristo não sofra solução de continuidade! “Filhos, antes de pretenderdes a unificação dos serviços concernentes à fé espírita, pretendei a unificação dos vossos sentimentos na vivência dos 6ª Reflexão postulados que abraçastes.”
  • 33. 6. Os novos desafios… – Sabemos que vivemos momentos decisivos na história do nosso planeta. – O mundo de regeneração aponta, mas “o homem jamais mudará o mundo, antes de operar em si, a grande modificação”. – Relembremos o exemplo dos primeiros Cristãos e sejamos firmes no testemunho de nossa Fé e de nosso amor à causa do Cristo. 6ª Reflexão
  • 34. 6. Vamos espalhar esse vírus… “Eu preciso ser a mudança que eu espero no mundo. Se eu parar e pensar um segundo não vou 6ª Reflexão hesitar em amar” (NÃO VOU HESITAR EM AMAR. Danilo Costa)
  • 35. Ufa! Chegamos… ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 36. Reflexão Final Reflexão Final “Podemos ser muito mais, basta acreditar!” (INIFINITO. Ednilson Medeiros / Wagner Bastos)
  • 37. Muito Obrigado! Reflexão Final http://estudosespiritas.tk igor.mateus@oi.com.br