SlideShare uma empresa Scribd logo
Oficina NEP


   Eu posso fazer isso…




Mas eu posso fazer MELHOR!
      http://estudosespiritas.tk
Antes de Começarmos…

                       Ninguém é tão pobre que não
                       tenha nada para dar, e não há
                       alguém tão rico que não tenha
                       nada a receber.

                      – Então, ainda não nos reconhecemos na
                        condição de professor para ensinar,
                        antes um facilitador para compartilhar
                        experiências num processo de ensino-
                        aprendizagem…




“A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original”
http://estudosespiritas.tk
Antes de iniciar a Jornada...




 Quem serão os viajantes dessa grande
 jornada?
Fale-nos sobre o    Faça um pequeno       Qual a sua música    Ciência, Filosofia
que te motivou a    resumo de como        preferida? Cante     ou Religião? Com
estar hoje nesse    você tornou-se        um pouquinho dela    qual desses
encontro...         Espírita.             para nos alegrar!    aspectos você
                                                               mais se identifica?

Fale-nos um pouco   Qual o último livro   O que mais você      Qual o seu
sobre a pessoa      que você leu? O       admira na            passatempo
que você mais       que mais te           Natureza? Por        predileto?
admira. Por quê?    chamou atenção        quê?
                    nele?

Qual a melhor       Qual o seu autor      Deixe-nos com        De todas as leis
recordação que      preferido             água na boca e       morais, qual a que
você guarda da      (encarnado ou         diga qual o seu      você mais admira?
sua infância?       desencarnado)?        prato predileto. 


Qual a sua música   Se você fosse um      Dos amigos que já    Quando você
preferida? Cante    animal, que animal    se apresentaram,     acordou hoje, qual
um pouquinho dela   você seria???.        de quais você        foi o seu primeiro
para nos alegrar!                         ainda lembra o       pensamento?
                                          nome?
O Nosso Percurso…


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
1ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
1. Onde queremos chegar?


                              ...
– Será que nós temos claros onde
                                       Reflexão Final




  nós queremos chegar, isto é, os
  objetivos do nosso trabalho?
– Que resultados esperamos ao nos
  integrarmos às diversas atividades
  na Casa Espírita?

                                  Vamos
                               compartilhar
 1ª Reflexão                   as respostas?
1. Onde queremos chegar?
  – Vamos pedir a ajuda dos universitários?
 “Ditosos os que hajam dito a seus irmãos: ‘Trabalhemos
 juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o
 Senhor, ao chegar, encontre acabada a obra’, porquanto
 o Senhor lhes dirá: ‘Vinde a mim, vós que sois bons
 servidores, vós que soubestes impor silêncio aos vossos ciúmes
 e às vossas discórdias, a fim de que daí não viesse dano para a
 obra!’ ”
               (O Espírito de Verdade, Evangelho Segundo o Espiritismo,
                                cap. XX, item 5 – Os Obreiros do Senhor)

                 “Evangelizado o indivíduo, evangeliza-se a
                 família; regenerada esta, a sociedade
                 estará a caminho de sua purificação,
                 reabilitando-se simultaneamente a vida do
                 mundo.”
1ª Reflexão                       (Emmanuel. Dissertações Mediúnicas)
1. E os objetivos NOSSOS?
     Adaptado de: Preparação de Trabalhadores para as Atividades Espíritas FEB/CEI.
    • Compreende a importância da Doutrina e seus benefícios;
    • Empenha-se em servir na tarefa de promover o estudo, difusão e
       prática da doutrina, de forma espontânea, voluntária e gratuita;
    • Procura estudar e conhecer as diretrizes da codificação espírita;
    • Compreende e respeita as diferenças. Destaca os pontos afins.
       Fortalece os laços de união;
    • Busca a união fraternal dos trabalhadores da casa e movimento;
    • O servidor espírita estará sempre a serviço do Cristo e sob a
       orientação dos Espíritos Superiores;
    • Alia-se de humildade e desinteresse, sem outro propósito que
       não seja a prática da caridade;
                 • Observa que no trabalho de auxílio aos outros, está
                   trabalhando pelo seu próprio aprimoramento;
                 • Relembra o exemplo do Cristo que enfatizou que não
                   veio para ser servido, mas sim para servir;
                 • Avalia permanentemente o seu próprio trabalho;
                 • Procura colocar em prática o lema vivido por Kardec:
1ª Reflexão        “TRABALHO, SOLIDARIEDADE, TOLERÂNCIA”.
(HERDEIROS. Carlos Lima)




                      “Somos todos herdeiros da perfeição
      E não podemos ficar assim, perdidos em pequenas paixões
         Não, não dá... Não dá, não... Temos que assumir a nossa
encarnação. E trabalhar (perseverar)... Pra melhorar (se reformar)”
 www.themegallery.com
2ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
2. Jesus nos chama…

                  “Arme-se a vossa
                falange de decisão e
                coragem!     Mãos   à
                obra! o arado está
                pronto;     a   terra
                espera; arai!”
                   (Erasto. ESE, Cap. XX – 4 –
                          Missão dos Espíritas)




2ª Reflexão
2. Por que Trabalhar?
              O que nos motiva?




                   – Será que estamos indo trabalhar na
                     Seara Espírita apenas preocupados em
                     “bater o nosso ponto”?
2ª Reflexão
2. Por que Trabalhar?
       – Ou será que na realidade nós estamos é com medo do
         PANDA?




                        O Panda representa esse nosso medo
                        inconsciente     das   consequências      de
                        negligenciar o trabalho... De não atender ao
2ª Reflexão             chamado...
“Levantemos a bandeira
   De uma paz verdadeira
 Concentremos um sentir
A nossa alma pede o amar”
   (A ALMA PEDE. Carlos Lima)
3ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
3. Como trilhar o caminho?


 Mas antes eu
gostaria que vocês
desenhassem uma
    paisagem
qualquer... Vamos
       lá?
                Inspirado na estória, refaça
  3ª Reflexão
                      o seu desenho...
3. Como trilhar o caminho?




              O pai é o símbolo do trabalhador espírita. É
              tudo que nós devemos nos esforçar para ser.
              E no esforço de dedicação ao próximo, nós
3ª Reflexão   acabamos por superar nossas limitações...
3. Como trilhar o caminho?
  “ (…) Reconhecê-los-eis pelos princípios da verdadeira
  caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê-
  los-eis pelo número de aflitos a que levem consolo;
  reconhecê-los-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua
  abnegação, pelo seu desinteresse pessoal; reconhecê-
  los-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios,
  porque Deus quer o triunfo de Sua lei (...). − Erasto”
                        (Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XX,
                                                           item 4)

                 AMAR, também significa buscar                 a
                 preparação necessária para ser                o
                 melhor semeador possível!
                      NÃO VAMOS FAZER APENAS
                        ISSO… VAMOS FAZER
3ª Reflexão                  MELHOR!!!
“Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos
outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis
uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus
discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.” Jesus –
www.themegallery.com                   (João: XIII - 34 e 35)
“Não é só verbalizar, é querer crescer
          Não é olhar o quanto falta, é chegar aonde pode ir
             É bem mais do que fazer só o que convém fazer
               É bem mais, é bem mais...” (NÃO É SÓ. Carlos Lima)
www.themegallery.com
4ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
4. Sou ciente das dificuldades?
 E que dificuldades são essas, afinal?

                                   – Assistidos




                                   – Trabalhadores




                        Trabalho




                                      Espírito
              Família




4ª Reflexão
4. Sou ciente das dificuldades?
    “Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos
    confiou; mas, atenção! entre os chamados para o
    Espiritismo muitos se transviaram; reparai, pois, vosso
    caminho e segui a verdade..”
                          (Erasto. Evang. seg. Espiritismo, Cap. XX - 4)

“Permanecei, desse modo, dedicados e fiéis até o fim, mesmo
que as dificuldades repontem em forma ameaçadora de dor e
sombra. Quem anda na luz não receia a treva e quem faz o
bem não sofre solidão nem desajuste.”
                            (Francisco Thiesen. Reformador – jan/1997)

                    “Não se deixe induzir pelo desânimo nem
                    imagine que a tarefa não está produzindo
                         efeitos só porque seus frutos não são
                    visíveis de imediato. Insista no trabalho,
                                   empenhe-se diariamente.”
                                                 diariamente
   4ª Reflexão
                                               (Reformador – Out/1997)
4. Sou ciente das dificuldades?
     “Reconhece-se o
    verdadeiro espírita
         pela sua
  transformação moral e
    pelos esforços que
   emprega para domar
     suas inclinações
    más.”− Allan Kardec
    más
              (ESE - Cap. XVII - 4)




4ª Reflexão
“Então Ele Veio
                          E disse já é hora de seguir
                         E indicou o caminho tortuoso
                       Mostrou as pedras e os espinhos”
                             (CHAMADO. Marielza Tiscate)




www.themegallery.com
5ª Reflexão:


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
5. Vamos formar uma Equipe?
      E quipe

                     EU quipe



“Um por todos e
todos por um”
                  “Cada um por si e
                  Deus por todos”



5ª Reflexão
5. Vamos formar uma equipe?
  – Que tal ver o resultado de um trabalho em equipe?




5ª Reflexão
5. Vamos formar uma equipe?


                 “Reunamo-nos no campo da
                      fraternidade edificante.
                Não teremos espiritismo unido
                      sem que nos unamos.
              Debalde ensinaremos amor sem
              nos amarmos uns aos outros.
              Não elevaremos a doutrina sem
                             nos elevarmos.”
                                      Emmanuel


5ª Reflexão
6ª Reflexão:


              ...                 ...               Reflexão Final




                                      5ª Reflexão


        6ª Reflexão

                 2ª Reflexão




                                                     4ª Reflexão




1ª Reflexão                    3ª Reflexão
6. União de corações…
       – É claro que poderíamos ter feito tantas outras
         reflexões!
       – Por isso, precisamos repetir esses momentos
         de interação, capacitação, planejamento,
         multiplicando as reflexões e os esforços para
         que a tarefa na Seara do Cristo não sofra
         solução de continuidade!

              “Filhos, antes de pretenderdes a
              unificação dos serviços
              concernentes à fé espírita,
              pretendei a unificação dos vossos
              sentimentos na vivência dos
6ª Reflexão   postulados que abraçastes.”
6. Os novos desafios…
  – Sabemos que vivemos momentos decisivos na história
    do nosso planeta.
  – O mundo de regeneração aponta, mas “o homem
    jamais mudará o mundo, antes de operar em si, a
    grande modificação”.
  – Relembremos o exemplo dos primeiros Cristãos e
    sejamos firmes no testemunho de nossa Fé e de nosso
    amor à causa do Cristo.




6ª Reflexão
6. Vamos espalhar esse vírus…




              “Então, virá um novo tempo
              Em que amar será comum
6ª Reflexão   E será normal tentar fazer o bem, de coração”
                                    (UM NOVO TEMPO. Carlos Lima)
Ufa! Chegamos…


              ...               ...               Reflexão Final




                                    5ª Reflexão

6ª Reflexão


               2ª Reflexão




                                                   4ª Reflexão




1ª Reflexão                  3ª Reflexão
Reflexão Final


                                              Reflexão Final




“Se hoje somos apenas sementes
  Amanhã frutos amadurecerão”
                   (JUVENTUDE. Francisco Faustino / Edson)
Muito
Obrigado!                      Reflexão Final




  http://estudosespiritas.tk
   igor.mateus@oi.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS
 
As 7 Leis Espirtuais do Sucesso
As 7 Leis Espirtuais do SucessoAs 7 Leis Espirtuais do Sucesso
As 7 Leis Espirtuais do Sucesso
Tajra Assessoria Educacional Ltda
 
Oficialmente velho
Oficialmente velhoOficialmente velho
Oficialmente velho
jmeirelles
 
Mística e Simbologia da III Secção
Mística e Simbologia da III SecçãoMística e Simbologia da III Secção
Mística e Simbologia da III Secção
pioneirosalcobaca
 
Umbanda sem-medo-vol-ll
Umbanda sem-medo-vol-llUmbanda sem-medo-vol-ll
Umbanda sem-medo-vol-ll
cilommendes63
 
Conhece a ti mesmo
Conhece a ti mesmoConhece a ti mesmo
Conhece a ti mesmo
CEENA_SS
 
A ética do livro dos espíritos
A ética do livro dos espíritosA ética do livro dos espíritos
A ética do livro dos espíritos
jomartg
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de TemasAula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Flávio Darin Buongermino
 
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritosQuarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
CeiClarencio
 
4º Trimestre 2013 Lição 9 o tempo para todas as Coisas
4º Trimestre 2013 Lição 9   o tempo para todas as Coisas4º Trimestre 2013 Lição 9   o tempo para todas as Coisas
4º Trimestre 2013 Lição 9 o tempo para todas as Coisas
Anderson Silva
 
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzidoFilosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
Francisco Carlos Palosque
 
Reforma Íntima
Reforma ÍntimaReforma Íntima
Reforma Íntima
Antonino Silva
 
Egociencia - Livro 02 / 02
Egociencia  - Livro 02 / 02Egociencia  - Livro 02 / 02
Egociencia - Livro 02 / 02
Carlos Azeitona
 
Mabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no CaminhoMabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no Caminho
universalismo-7
 
Reforma intima aula 2
Reforma intima aula 2Reforma intima aula 2
Reforma intima aula 2
Moacyr Costa Júnior
 
Conhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmoConhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmo
Amanda Figueirêdo
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
Abrindo janelas para deus
Abrindo janelas para deusAbrindo janelas para deus
Abrindo janelas para deus
Arturo Menesses
 

Mais procurados (19)

POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
POEMAS DIVERSOS (Novos Conceitos)
 
As 7 Leis Espirtuais do Sucesso
As 7 Leis Espirtuais do SucessoAs 7 Leis Espirtuais do Sucesso
As 7 Leis Espirtuais do Sucesso
 
Oficialmente velho
Oficialmente velhoOficialmente velho
Oficialmente velho
 
Mística e Simbologia da III Secção
Mística e Simbologia da III SecçãoMística e Simbologia da III Secção
Mística e Simbologia da III Secção
 
Umbanda sem-medo-vol-ll
Umbanda sem-medo-vol-llUmbanda sem-medo-vol-ll
Umbanda sem-medo-vol-ll
 
Conhece a ti mesmo
Conhece a ti mesmoConhece a ti mesmo
Conhece a ti mesmo
 
A ética do livro dos espíritos
A ética do livro dos espíritosA ética do livro dos espíritos
A ética do livro dos espíritos
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
 
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de TemasAula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
 
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritosQuarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
 
4º Trimestre 2013 Lição 9 o tempo para todas as Coisas
4º Trimestre 2013 Lição 9   o tempo para todas as Coisas4º Trimestre 2013 Lição 9   o tempo para todas as Coisas
4º Trimestre 2013 Lição 9 o tempo para todas as Coisas
 
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzidoFilosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
Filosofia caa 2s_vol1_2010reduzido
 
Reforma Íntima
Reforma ÍntimaReforma Íntima
Reforma Íntima
 
Egociencia - Livro 02 / 02
Egociencia  - Livro 02 / 02Egociencia  - Livro 02 / 02
Egociencia - Livro 02 / 02
 
Mabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no CaminhoMabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no Caminho
 
Reforma intima aula 2
Reforma intima aula 2Reforma intima aula 2
Reforma intima aula 2
 
Conhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmoConhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmo
 
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira). Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
Conhecendo a ti mesmo!(Leonardo Pereira).
 
Abrindo janelas para deus
Abrindo janelas para deusAbrindo janelas para deus
Abrindo janelas para deus
 

Destaque

Se queres ter boas Notas!!
Se queres ter boas Notas!!Se queres ter boas Notas!!
Se queres ter boas Notas!!
francisca
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
Rute1993
 
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
Isabel Aguiar
 
Slid de como estudar
Slid de como estudarSlid de como estudar
Slid de como estudar
Luciana Moraes
 
O que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescerO que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescer
igmateus
 
Como Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos EstudosComo Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos Estudos
delanievov
 
Dicas de como estudar
Dicas de como estudar Dicas de como estudar
Dicas de como estudar
Marcos Escatambulo
 
Crônica jornalística slides
Crônica jornalística slidesCrônica jornalística slides
Crônica jornalística slides
fernandaluzia12
 
10 técnicas para ajudar você a estudar
10 técnicas para ajudar  você a estudar10 técnicas para ajudar  você a estudar
10 técnicas para ajudar você a estudar
Cristhiane Aguiar
 
Como estudar?
Como estudar?Como estudar?
Como estudar?
Mary Hellen
 
A Importância do Estudo
A Importância do EstudoA Importância do Estudo
A Importância do Estudo
Luiza Collet
 
Slaide
SlaideSlaide
Slaide
evyllinn
 
Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudar
André Luis
 
Treinamento de sonhos e metas
Treinamento de sonhos e metasTreinamento de sonhos e metas
Treinamento de sonhos e metas
Luciana Velasquez
 
Habitos de estudos
Habitos de estudosHabitos de estudos
Habitos de estudos
Governo de Rondônia
 

Destaque (15)

Se queres ter boas Notas!!
Se queres ter boas Notas!!Se queres ter boas Notas!!
Se queres ter boas Notas!!
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
 
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
COMO ESTUDAR E SE SAIR BEM NA ESCOLA?
 
Slid de como estudar
Slid de como estudarSlid de como estudar
Slid de como estudar
 
O que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescerO que você quer ser quando crescer
O que você quer ser quando crescer
 
Como Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos EstudosComo Obter Sucesso Nos Estudos
Como Obter Sucesso Nos Estudos
 
Dicas de como estudar
Dicas de como estudar Dicas de como estudar
Dicas de como estudar
 
Crônica jornalística slides
Crônica jornalística slidesCrônica jornalística slides
Crônica jornalística slides
 
10 técnicas para ajudar você a estudar
10 técnicas para ajudar  você a estudar10 técnicas para ajudar  você a estudar
10 técnicas para ajudar você a estudar
 
Como estudar?
Como estudar?Como estudar?
Como estudar?
 
A Importância do Estudo
A Importância do EstudoA Importância do Estudo
A Importância do Estudo
 
Slaide
SlaideSlaide
Slaide
 
Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudar
 
Treinamento de sonhos e metas
Treinamento de sonhos e metasTreinamento de sonhos e metas
Treinamento de sonhos e metas
 
Habitos de estudos
Habitos de estudosHabitos de estudos
Habitos de estudos
 

Semelhante a Oficina NEP 2012

Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
igmateus
 
O Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a EvangelizaçãoO Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a Evangelização
igmateus
 
Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012
igmateus
 
O Caminho da Felicidade
O Caminho da FelicidadeO Caminho da Felicidade
O Caminho da Felicidade
igmateus
 
Se a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse ivSe a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse iv
Marcílio Pereira
 
smf ix pequena mestra
smf ix  pequena mestrasmf ix  pequena mestra
smf ix pequena mestra
Marcílio Pereira
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Marcílio Pereira
 
Saberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à EvangelizaçãoSaberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à Evangelização
igmateus
 
Se a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viiiSe a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viii
Marcílio Pereira
 
Se a mediunidade falasse v publicaã§ã£o normal
Se a mediunidade falasse v   publicaã§ã£o normalSe a mediunidade falasse v   publicaã§ã£o normal
Se a mediunidade falasse v publicaã§ã£o normal
Marcílio Pereira
 
Se a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse iiSe a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse ii
Marcílio Pereira
 
Contrafp2005
Contrafp2005Contrafp2005
Contrafp2005
Alice Lirio
 
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Marcílio Pereira
 
EEI - Aula 6 a diferença entre os espíritos
EEI - Aula 6   a diferença entre os espíritosEEI - Aula 6   a diferença entre os espíritos
EEI - Aula 6 a diferença entre os espíritos
Fatoze
 
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Aulas
AulasAulas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Jose Luiz Maio
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Ricardo Azevedo
 
Apostilajovem
ApostilajovemApostilajovem
Apostilajovem
Ourofino
 
Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011
newton bandini
 

Semelhante a Oficina NEP 2012 (20)

Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
 
O Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a EvangelizaçãoO Compromisso com a Evangelização
O Compromisso com a Evangelização
 
Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012Oficina DIJ 2012
Oficina DIJ 2012
 
O Caminho da Felicidade
O Caminho da FelicidadeO Caminho da Felicidade
O Caminho da Felicidade
 
Se a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse ivSe a mediunidade falasse iv
Se a mediunidade falasse iv
 
smf ix pequena mestra
smf ix  pequena mestrasmf ix  pequena mestra
smf ix pequena mestra
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
 
Saberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à EvangelizaçãoSaberes Necessários à Evangelização
Saberes Necessários à Evangelização
 
Se a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viiiSe a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viii
 
Se a mediunidade falasse v publicaã§ã£o normal
Se a mediunidade falasse v   publicaã§ã£o normalSe a mediunidade falasse v   publicaã§ã£o normal
Se a mediunidade falasse v publicaã§ã£o normal
 
Se a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse iiSe a mediunidade falasse ii
Se a mediunidade falasse ii
 
Contrafp2005
Contrafp2005Contrafp2005
Contrafp2005
 
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
 
EEI - Aula 6 a diferença entre os espíritos
EEI - Aula 6   a diferença entre os espíritosEEI - Aula 6   a diferença entre os espíritos
EEI - Aula 6 a diferença entre os espíritos
 
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
Edição n. 43 do CH Noticias - Janeiro/2019
 
Aulas
AulasAulas
Aulas
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
 
Apostilajovem
ApostilajovemApostilajovem
Apostilajovem
 
Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011
 

Mais de igmateus

Violência não
Violência   nãoViolência   não
Violência não
igmateus
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
igmateus
 
A Eficácia da Prece
A Eficácia da PreceA Eficácia da Prece
A Eficácia da Prece
igmateus
 
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da almaObsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
igmateus
 
Amar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmoAmar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmo
igmateus
 
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de VidaJesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
igmateus
 
Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão
igmateus
 
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes DestruidasDecepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
igmateus
 
A Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de VidaA Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de Vida
igmateus
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
igmateus
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
igmateus
 
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser VividaJesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
igmateus
 
ENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAMENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAM
igmateus
 
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquenteComo NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
igmateus
 
Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862
igmateus
 
Falsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da ErraticidadeFalsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da Erraticidade
igmateus
 
Caracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro ProfetaCaracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro Profeta
igmateus
 
Provas da Reencarnação
Provas da ReencarnaçãoProvas da Reencarnação
Provas da Reencarnação
igmateus
 
Bom Samaritano
Bom SamaritanoBom Samaritano
Bom Samaritano
igmateus
 
Fé Humana e Divina
Fé Humana e DivinaFé Humana e Divina
Fé Humana e Divina
igmateus
 

Mais de igmateus (20)

Violência não
Violência   nãoViolência   não
Violência não
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
A Eficácia da Prece
A Eficácia da PreceA Eficácia da Prece
A Eficácia da Prece
 
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da almaObsessão e suas relações com as doenças da alma
Obsessão e suas relações com as doenças da alma
 
Amar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmoAmar ao próximo como a si mesmo
Amar ao próximo como a si mesmo
 
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de VidaJesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
Jesus: Roteiro de Luz, Espiritismo: Receita de Vida
 
Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão Obsessão e Desobsessão
Obsessão e Desobsessão
 
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes DestruidasDecepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
Decepcoes, Ingratidao, Afeicoes Destruidas
 
A Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de VidaA Gratidão como Roteiro de Vida
A Gratidão como Roteiro de Vida
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
 
Auta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico XavierAuta de Souza e Chico Xavier
Auta de Souza e Chico Xavier
 
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser VividaJesus - Uma Verdade para ser Vivida
Jesus - Uma Verdade para ser Vivida
 
ENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAMENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAM
 
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquenteComo NÃO tornar seu filho um delinquente
Como NÃO tornar seu filho um delinquente
 
Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862Viagem Espírita em 1862
Viagem Espírita em 1862
 
Falsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da ErraticidadeFalsos Profetas da Erraticidade
Falsos Profetas da Erraticidade
 
Caracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro ProfetaCaracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro Profeta
 
Provas da Reencarnação
Provas da ReencarnaçãoProvas da Reencarnação
Provas da Reencarnação
 
Bom Samaritano
Bom SamaritanoBom Samaritano
Bom Samaritano
 
Fé Humana e Divina
Fé Humana e DivinaFé Humana e Divina
Fé Humana e Divina
 

Último

13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 

Último (14)

13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 

Oficina NEP 2012

  • 1. Oficina NEP Eu posso fazer isso… Mas eu posso fazer MELHOR! http://estudosespiritas.tk
  • 2. Antes de Começarmos…  Ninguém é tão pobre que não tenha nada para dar, e não há alguém tão rico que não tenha nada a receber. – Então, ainda não nos reconhecemos na condição de professor para ensinar, antes um facilitador para compartilhar experiências num processo de ensino- aprendizagem… “A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original” http://estudosespiritas.tk
  • 3. Antes de iniciar a Jornada...  Quem serão os viajantes dessa grande jornada?
  • 4. Fale-nos sobre o Faça um pequeno Qual a sua música Ciência, Filosofia que te motivou a resumo de como preferida? Cante ou Religião? Com estar hoje nesse você tornou-se um pouquinho dela qual desses encontro... Espírita. para nos alegrar! aspectos você mais se identifica? Fale-nos um pouco Qual o último livro O que mais você Qual o seu sobre a pessoa que você leu? O admira na passatempo que você mais que mais te Natureza? Por predileto? admira. Por quê? chamou atenção quê? nele? Qual a melhor Qual o seu autor Deixe-nos com De todas as leis recordação que preferido água na boca e morais, qual a que você guarda da (encarnado ou diga qual o seu você mais admira? sua infância? desencarnado)? prato predileto.  Qual a sua música Se você fosse um Dos amigos que já Quando você preferida? Cante animal, que animal se apresentaram, acordou hoje, qual um pouquinho dela você seria???. de quais você foi o seu primeiro para nos alegrar! ainda lembra o pensamento? nome?
  • 5. O Nosso Percurso… ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 6. 1ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 7. 1. Onde queremos chegar? ... – Será que nós temos claros onde Reflexão Final nós queremos chegar, isto é, os objetivos do nosso trabalho? – Que resultados esperamos ao nos integrarmos às diversas atividades na Casa Espírita? Vamos compartilhar 1ª Reflexão as respostas?
  • 8. 1. Onde queremos chegar? – Vamos pedir a ajuda dos universitários? “Ditosos os que hajam dito a seus irmãos: ‘Trabalhemos juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o Senhor, ao chegar, encontre acabada a obra’, porquanto o Senhor lhes dirá: ‘Vinde a mim, vós que sois bons servidores, vós que soubestes impor silêncio aos vossos ciúmes e às vossas discórdias, a fim de que daí não viesse dano para a obra!’ ” (O Espírito de Verdade, Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XX, item 5 – Os Obreiros do Senhor) “Evangelizado o indivíduo, evangeliza-se a família; regenerada esta, a sociedade estará a caminho de sua purificação, reabilitando-se simultaneamente a vida do mundo.” 1ª Reflexão (Emmanuel. Dissertações Mediúnicas)
  • 9. 1. E os objetivos NOSSOS? Adaptado de: Preparação de Trabalhadores para as Atividades Espíritas FEB/CEI. • Compreende a importância da Doutrina e seus benefícios; • Empenha-se em servir na tarefa de promover o estudo, difusão e prática da doutrina, de forma espontânea, voluntária e gratuita; • Procura estudar e conhecer as diretrizes da codificação espírita; • Compreende e respeita as diferenças. Destaca os pontos afins. Fortalece os laços de união; • Busca a união fraternal dos trabalhadores da casa e movimento; • O servidor espírita estará sempre a serviço do Cristo e sob a orientação dos Espíritos Superiores; • Alia-se de humildade e desinteresse, sem outro propósito que não seja a prática da caridade; • Observa que no trabalho de auxílio aos outros, está trabalhando pelo seu próprio aprimoramento; • Relembra o exemplo do Cristo que enfatizou que não veio para ser servido, mas sim para servir; • Avalia permanentemente o seu próprio trabalho; • Procura colocar em prática o lema vivido por Kardec: 1ª Reflexão “TRABALHO, SOLIDARIEDADE, TOLERÂNCIA”.
  • 10. (HERDEIROS. Carlos Lima) “Somos todos herdeiros da perfeição E não podemos ficar assim, perdidos em pequenas paixões Não, não dá... Não dá, não... Temos que assumir a nossa encarnação. E trabalhar (perseverar)... Pra melhorar (se reformar)” www.themegallery.com
  • 11. 2ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 12. 2. Jesus nos chama… “Arme-se a vossa falange de decisão e coragem! Mãos à obra! o arado está pronto; a terra espera; arai!” (Erasto. ESE, Cap. XX – 4 – Missão dos Espíritas) 2ª Reflexão
  • 13. 2. Por que Trabalhar? O que nos motiva? – Será que estamos indo trabalhar na Seara Espírita apenas preocupados em “bater o nosso ponto”? 2ª Reflexão
  • 14. 2. Por que Trabalhar? – Ou será que na realidade nós estamos é com medo do PANDA? O Panda representa esse nosso medo inconsciente das consequências de negligenciar o trabalho... De não atender ao 2ª Reflexão chamado...
  • 15. “Levantemos a bandeira De uma paz verdadeira Concentremos um sentir A nossa alma pede o amar” (A ALMA PEDE. Carlos Lima)
  • 16. 3ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 17. 3. Como trilhar o caminho? Mas antes eu gostaria que vocês desenhassem uma paisagem qualquer... Vamos lá? Inspirado na estória, refaça 3ª Reflexão o seu desenho...
  • 18. 3. Como trilhar o caminho? O pai é o símbolo do trabalhador espírita. É tudo que nós devemos nos esforçar para ser. E no esforço de dedicação ao próximo, nós 3ª Reflexão acabamos por superar nossas limitações...
  • 19. 3. Como trilhar o caminho? “ (…) Reconhecê-los-eis pelos princípios da verdadeira caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê- los-eis pelo número de aflitos a que levem consolo; reconhecê-los-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua abnegação, pelo seu desinteresse pessoal; reconhecê- los-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios, porque Deus quer o triunfo de Sua lei (...). − Erasto” (Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XX, item 4) AMAR, também significa buscar a preparação necessária para ser o melhor semeador possível! NÃO VAMOS FAZER APENAS ISSO… VAMOS FAZER 3ª Reflexão MELHOR!!!
  • 20. “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.” Jesus – www.themegallery.com (João: XIII - 34 e 35)
  • 21. “Não é só verbalizar, é querer crescer Não é olhar o quanto falta, é chegar aonde pode ir É bem mais do que fazer só o que convém fazer É bem mais, é bem mais...” (NÃO É SÓ. Carlos Lima) www.themegallery.com
  • 22. 4ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 23. 4. Sou ciente das dificuldades? E que dificuldades são essas, afinal? – Assistidos – Trabalhadores Trabalho Espírito Família 4ª Reflexão
  • 24. 4. Sou ciente das dificuldades? “Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos confiou; mas, atenção! entre os chamados para o Espiritismo muitos se transviaram; reparai, pois, vosso caminho e segui a verdade..” (Erasto. Evang. seg. Espiritismo, Cap. XX - 4) “Permanecei, desse modo, dedicados e fiéis até o fim, mesmo que as dificuldades repontem em forma ameaçadora de dor e sombra. Quem anda na luz não receia a treva e quem faz o bem não sofre solidão nem desajuste.” (Francisco Thiesen. Reformador – jan/1997) “Não se deixe induzir pelo desânimo nem imagine que a tarefa não está produzindo efeitos só porque seus frutos não são visíveis de imediato. Insista no trabalho, empenhe-se diariamente.” diariamente 4ª Reflexão (Reformador – Out/1997)
  • 25. 4. Sou ciente das dificuldades? “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más.”− Allan Kardec más (ESE - Cap. XVII - 4) 4ª Reflexão
  • 26. “Então Ele Veio E disse já é hora de seguir E indicou o caminho tortuoso Mostrou as pedras e os espinhos” (CHAMADO. Marielza Tiscate) www.themegallery.com
  • 27. 5ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 28. 5. Vamos formar uma Equipe? E quipe EU quipe “Um por todos e todos por um” “Cada um por si e Deus por todos” 5ª Reflexão
  • 29. 5. Vamos formar uma equipe? – Que tal ver o resultado de um trabalho em equipe? 5ª Reflexão
  • 30. 5. Vamos formar uma equipe? “Reunamo-nos no campo da fraternidade edificante. Não teremos espiritismo unido sem que nos unamos. Debalde ensinaremos amor sem nos amarmos uns aos outros. Não elevaremos a doutrina sem nos elevarmos.” Emmanuel 5ª Reflexão
  • 31. 6ª Reflexão: ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 32. 6. União de corações… – É claro que poderíamos ter feito tantas outras reflexões! – Por isso, precisamos repetir esses momentos de interação, capacitação, planejamento, multiplicando as reflexões e os esforços para que a tarefa na Seara do Cristo não sofra solução de continuidade! “Filhos, antes de pretenderdes a unificação dos serviços concernentes à fé espírita, pretendei a unificação dos vossos sentimentos na vivência dos 6ª Reflexão postulados que abraçastes.”
  • 33. 6. Os novos desafios… – Sabemos que vivemos momentos decisivos na história do nosso planeta. – O mundo de regeneração aponta, mas “o homem jamais mudará o mundo, antes de operar em si, a grande modificação”. – Relembremos o exemplo dos primeiros Cristãos e sejamos firmes no testemunho de nossa Fé e de nosso amor à causa do Cristo. 6ª Reflexão
  • 34. 6. Vamos espalhar esse vírus… “Então, virá um novo tempo Em que amar será comum 6ª Reflexão E será normal tentar fazer o bem, de coração” (UM NOVO TEMPO. Carlos Lima)
  • 35. Ufa! Chegamos… ... ... Reflexão Final 5ª Reflexão 6ª Reflexão 2ª Reflexão 4ª Reflexão 1ª Reflexão 3ª Reflexão
  • 36. Reflexão Final Reflexão Final “Se hoje somos apenas sementes Amanhã frutos amadurecerão” (JUVENTUDE. Francisco Faustino / Edson)
  • 37. Muito Obrigado! Reflexão Final http://estudosespiritas.tk igor.mateus@oi.com.br