SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Dimensões 
Espirituais do 
Centro Espírita 
Leonardo Pereira
Bastidores de uma Reunião Pública 
História extraída do livro “Seara do 
Bem” de Carlos Alberto Tonini pelo 
médium Luís Antônio Ferraz, 
que conta a ação dos espíritos 
benfeitores nas várias tarefas que 
ocorrem no mundo espiritual, 
durante uma reunião pública. 
A preparação e a defesa do 
ambiente, os recursos fluídicos para 
o passe, 
os dispositivos de defesa e análise, o 
trabalho junto à infância/juventude 
e o atendimento fraterno. 
Imagens : www.Projetoimagem.com.br
O Trabalho Espiritual em um centro 
espírita 
• Os servidores espirituais de dividem entre 
médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos e 
colaboradores. 
• Os trabalhos são divididos pelos seguintes 
setores: de Vigilância, de Enfermagem, de 
Esclarecimentos e de Comunicação. Os 
trabalhos são coordenados por um dirigente 
e contam com dezenas de servidores.
Bastidores de uma Reunião 
Pública
Abertura do centro espírita
Quando se abrem as portas de um templo 
espírita cristão ou um santuário 
doméstico dedicado ao culto do 
Evangelho, uma luz divina acende-se nas 
trevas da ignorância humana e através de 
raios benfazejos desse astro de 
fraternidade e conhecimento, que brilha 
para o bem da comunidade, os homens 
que dele se avizinham, ainda que não 
desejem, caminham, sem perceber, para 
vida melhor. 
Ditado pelo Espírito Emmanuel. Psicografada por Francisco Cândido Xavier em Pedro Leopoldo (MG), em 10.04.1950.
Setor de vigilancia
O Setor possui equipamentos a 
serem utilizados para defesa, no 
trato com Espíritos ainda cegos 
para a luz da verdade. São 
equipamentos elétricos, que tem 
como base descargas de energia. 
Podem ter a forma de projéteis, de 
lança-raios ou de canhões (para a 
defesa de colônias). 
• André Luiz, no livro "Os Mensageiros", capítulo 20, visita um Posto de Socorro e conversa com Alfredo, 
trabalhador do mesmo, a cerca da necessidade de se ter um sistema de defesa contra o mal. Alfredo lhe 
esclarece, relatando a lenda hindu da serpente e do santo.
- Mas, minha irmã, houve engano de 
tua parte. 
- Aconselhei-te a não morderes 
ninguém, a não praticares o assassínio 
e a perseguição, mas não te disse que 
evitasses de assustar os maus. 
- Não ataques as criaturas de Deus, 
nossas irmãs no mesmo caminho da 
vida, mas defende a tua cooperação 
na obra do Senhor. Não mordas, nem 
firas, mas é preciso manter o perverso 
à distância, mostrando-lhe os teus 
dentes e emitindo os teus silvos.
• ARMAS NA ESPIRITUALIDADE 
• - (...) E as armas? – disse Alfredo, 
pressuroso – não temos balas de aço, mas 
temos projéteis elétricos. (...). Nossos 
projéteis, portanto, expulsam os inimigos 
do bem através de vibrações de medo, 
mas poderiam causar a ilusão da morte, 
atuando sobre o corpo denso (períspirito) 
dos nossos semelhantes menos 
adiantados no caminho da vida. (sistema de defesa 
numa fortificação contra espíritos perversos, usando projéteis elétricos). 
• Os Mensageiros -20-111.
Setor de comunicação
• 
• Este Setor serve como área de apoio 
aos demais setores, fornecendo-lhes 
recursos que servirão de base para o 
desempenho das tarefas de cada 
setor. 
• As informações prestadas a outros 
setores são obtidas a partir de telas 
eletromagnéticas, comunicadores de 
longa distância, receptores, 
auscultadores vibracionais, etc.
Serviço de atendimento fraterno
Aprendemos aqui que a verdade é 
imprescindível à iluminação das criaturas, 
entretanto há que ser dosada de acordo 
com a maturidade de cada um. 
Por isso, para que realizemos o melhor ao 
nosso alcance, participamos, sempre que 
possível, de cursos e conferências que nos 
permitam o sublime aprendizado de 
esclarecer sem ferir, ajudar sem violentar e 
colaborar sem exigir."
Abertura da reunião
A música elevada repercute nas criaturas, 
pacificando-as e harmonizando-as, com sua 
linguagem universal. Está a música presente na 
vida do homem, desde os tempos mais remotos, 
sendo a mais sublime dentre todas as expressões 
de arte, sensibilizando profundamente a muitas 
criaturas.
Embora não seja fator indispensável 
para a prática do Bem, a música pode 
ser considerada como elemento de 
auxílio na desintoxicação mental das 
criaturas e no equilíbrio das emoções. 
"... comecei a perceber uma chuva de 
pequeninas pétalas suavemente 
coloridas que caiam sobre os presentes, 
modificando-lhes o estado íntimo para 
melhor."
Setor de esclarecimento
O Setor atua auxiliando, através da 
intuição, os encarnados encarregados dos 
estudos e comentários evangélicos e 
doutrinários, e também presta assistência 
no trabalho de Atendimento Fraterno. 
O autor descreve que os servidores deste 
Setor utilizam livros e uma espécie de 
fichário, semelhante a um arquivo, que 
consultam para desempenharem suas 
atividades.
No instante da prece
• O instante da prece inicial a 
Jesus é proferido nos dois 
planos, Espiritual e material, 
interligados no mesmo 
propósito. Os sinceros 
sentimentos do dirigente 
encarnado harmonizam-se com 
os do mentor espiritual da 
reunião.
•Tênue luz se irradia dos 
presentes, e vibrações 
salutares derramam-se 
por sobre o ambiente, 
propiciando paz 
reconforto.
Mas, nem todos os presentes 
assimilam aquelas dádivas e seus 
benefícios, pois mantêm seus 
pensamentos nas preocupações 
diárias, por falta de disciplina 
mental, que se conquista pela 
autoeducação. Somente com o 
amadurecimento, as criaturas 
poderão avaliar os sublimes valores 
da oração. ( L E, q.659-660 )
Na palestra pública
Evangelização da criança e do jovem
Setor de enfermagem
O Setor atua nas atividades de 
manipulação de fluídos e 
substâncias medicamentosas; 
auscultação de pacientes; 
acompanhamento do serviço dos 
médiuns passistas, com 
aplicações ou transfusões de 
energias e execução de cirurgias.
Magnetização das águas
Passes magnéticos
Encerramento da reunião
O Centro de Espiritismo Evangélico, por mais 
humilde, é sempre santuário de renovação 
mental em direção da vida superior. 
Nenhum de nós que serve, embora com a simples 
presença, a uma instituição dessa natureza, deve 
esquecer a dignidade do encargo recebido e a 
elevação do sacerdócio que nos cabe. 
Nesse sentido, é sempre lastimável duvidar da 
essência divina da nossa tarefa.
• O ensejo de conhecer, iluminar, contribuir, criar e 
auxiliar, o que uma organização nesses moldes nos 
faculta, procede invariavelmente de algum ato 
de amor ou de alguma sementeira de simpatia que 
nosso espírito, ainda não burilado, deixou à 
distância, no pretérito escuro que até agora não 
resgatamos de todo. 
Um Centro Espírito é uma escola onde podemos aprender e 
ensinar, plantar o bem e recolher-lhe as graças, aprimorar-nos 
e aperfeiçoar os outros, na senda eterna.
Quando se abrem as portas de um templo espírita 
cristão ou um santuário doméstico dedicado ao culto 
do Evangelho, uma luz divina acende-se nas trevas 
da ignorância humana e através de raios benfazejos 
desse astro de fraternidade e conhecimento, que 
brilha para o bem da comunidade, os homens que 
dele se avizinham, ainda que não desejem, 
caminham, sem perceber, para vida melhor. 
Ditado pelo Espírito Emmanuel. Psicografada por Francisco Cândido Xavier em Pedro 
Leopoldo (MG), em 10.04.1950.
Bastidores de uma Reunião Pública 
História extraída do livro “Seara do 
Bem” de Carlos Alberto Tonini pelo 
médium Luís Antônio Ferraz, 
que conta a ação dos espíritos 
benfeitores nas várias tarefas que 
ocorrem no mundo espiritual, 
durante uma reunião pública. 
A preparação e a defesa do ambiente, os 
recursos fluídicos para o passe, 
os dispositivos de defesa e análise, o 
trabalho junto à infância/juventude e o 
atendimento fraterno. 
Imagens : www.Projetoimagem.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosPluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosFórum Espírita
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6Graça Maciel
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaIsnande Mota Barros
 
Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17Graça Maciel
 
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismoSono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismoDeborah Oliver
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusAntonino Silva
 
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuProgressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuEduardo Ottonelli Pithan
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espíritanelmarvoc
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraSergio Menezes
 
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDA
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDAPALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDA
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDAMauro Santos
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direitagmo1973
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasVanda Machado
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósRicardo Azevedo
 

Mais procurados (20)

Pluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosPluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos Habitados
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última hora
 
Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismoSono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
 
Palestra 14 o evangelho no lar
Palestra 14 o evangelho no larPalestra 14 o evangelho no lar
Palestra 14 o evangelho no lar
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
 
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuProgressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDA
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDAPALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDA
PALESTRA - LEI DO TRABALHO - LEI DA VIDA
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetas
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 

Destaque

O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaHelio Cruz
 
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDECO CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDECJorge Luiz dos Santos
 
O centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneraçãoO centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneraçãoumecamaqua
 
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritasOlm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritasCarlos Alberto Freire De Souza
 
1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensascarlos freire
 
O que é ser espírita
O que é ser espírita  O que é ser espírita
O que é ser espírita Amadeu Wolff
 
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaEspiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaGraça Maciel
 
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesus
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesusEade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesus
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesusJoyAlbanez
 
Benção de Deus (por Emmanuel)
Benção de Deus (por Emmanuel)Benção de Deus (por Emmanuel)
Benção de Deus (por Emmanuel)carlos freire
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaFábio Paiva
 
Palestra Natal e Espiritismo
Palestra Natal e EspiritismoPalestra Natal e Espiritismo
Palestra Natal e EspiritismoVictor Passos
 
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindadeMaria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindadeAfonso Murad (FAJE)
 

Destaque (20)

O valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espíritaO valor do acolhimento na casa espírita
O valor do acolhimento na casa espírita
 
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDECO CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
O CENTRO ESPÍRITA SEGUNDO ALLAN KARDEC
 
O centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneraçãoO centro espírita na era de regeneração
O centro espírita na era de regeneração
 
O Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDEO Centro Espírita - ESDE
O Centro Espírita - ESDE
 
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritasOlm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas
Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas
 
LM XXIX
LM XXIXLM XXIX
LM XXIX
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
 
1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas1) perdao--das-ofensas
1) perdao--das-ofensas
 
O que é ser espírita
O que é ser espírita  O que é ser espírita
O que é ser espírita
 
Natal e espiritismo
Natal e espiritismoNatal e espiritismo
Natal e espiritismo
 
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaEspiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesus
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesusEade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesus
Eade i-ii-7-o-cristianismo-maria-mãe-de-jesus
 
Visão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidadeVisão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidade
 
Benção de Deus (por Emmanuel)
Benção de Deus (por Emmanuel)Benção de Deus (por Emmanuel)
Benção de Deus (por Emmanuel)
 
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espíritaMaria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
Maria, Mãe de Jesus - um olhar espírita
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
 
Os tres reinos
Os tres reinosOs tres reinos
Os tres reinos
 
Palestra Natal e Espiritismo
Palestra Natal e EspiritismoPalestra Natal e Espiritismo
Palestra Natal e Espiritismo
 
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindadeMaria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
 

Semelhante a Dimensões espirituais do centro espírita!

Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Sonia Dalmeida Dalmeida
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro espritaClaudio Macedo
 
Boletim o pae dezembro 2018 (1)
Boletim o pae   dezembro 2018 (1)Boletim o pae   dezembro 2018 (1)
Boletim o pae dezembro 2018 (1)O PAE PAE
 
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - CompletoEdna Costa
 
Dialogando com Espíritos.pdf
Dialogando com Espíritos.pdfDialogando com Espíritos.pdf
Dialogando com Espíritos.pdfMarta Gomes
 
A idéia da Comunicação com os Espíritos
A idéia da Comunicação com os EspíritosA idéia da Comunicação com os Espíritos
A idéia da Comunicação com os EspíritosEduardo Henrique Marçal
 
01 a idéia da comunicação com os espíritos
01 a idéia da comunicação com os espíritos01 a idéia da comunicação com os espíritos
01 a idéia da comunicação com os espíritosAntonio SSantos
 
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-la
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-laMediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-la
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-laigmateus
 
O centro espírita os médiuns e a prática cópia
O centro espírita os médiuns e a prática   cópiaO centro espírita os médiuns e a prática   cópia
O centro espírita os médiuns e a prática cópiaLeonardo Pereira
 
Dialogando com Espíritos.pptx
Dialogando com Espíritos.pptxDialogando com Espíritos.pptx
Dialogando com Espíritos.pptxMarta Gomes
 
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicações
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicaçõesTerceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicações
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicaçõesCeiClarencio
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Seminario de Mediunidade
Seminario de Mediunidade Seminario de Mediunidade
Seminario de Mediunidade USE Jabaquara
 
Mediunidade Missao de amor e o evangellho do Cristo
Mediunidade Missao de amor e o  evangellho do Cristo Mediunidade Missao de amor e o  evangellho do Cristo
Mediunidade Missao de amor e o evangellho do Cristo Claudio Macedo
 

Semelhante a Dimensões espirituais do centro espírita! (20)

Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........Dimensões espirituais do centro espírita........
Dimensões espirituais do centro espírita........
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro esprita
 
Boletim o pae dezembro 2018 (1)
Boletim o pae   dezembro 2018 (1)Boletim o pae   dezembro 2018 (1)
Boletim o pae dezembro 2018 (1)
 
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina EspíritaMediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
 
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...( Espiritismo)   # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
( Espiritismo) # - astolfo o oliveira filho - visao espirita da assistencia...
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
 
Dialogando com Espíritos.pdf
Dialogando com Espíritos.pdfDialogando com Espíritos.pdf
Dialogando com Espíritos.pdf
 
Desobsessao
DesobsessaoDesobsessao
Desobsessao
 
A idéia da Comunicação com os Espíritos
A idéia da Comunicação com os EspíritosA idéia da Comunicação com os Espíritos
A idéia da Comunicação com os Espíritos
 
01 a idéia da comunicação com os espíritos
01 a idéia da comunicação com os espíritos01 a idéia da comunicação com os espíritos
01 a idéia da comunicação com os espíritos
 
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-la
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-laMediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-la
Mediunidade - O que é, como se Apresenta e como Desenvolvê-la
 
01
0101
01
 
01
0101
01
 
O centro espírita os médiuns e a prática cópia
O centro espírita os médiuns e a prática   cópiaO centro espírita os médiuns e a prática   cópia
O centro espírita os médiuns e a prática cópia
 
Dialogando com Espíritos.pptx
Dialogando com Espíritos.pptxDialogando com Espíritos.pptx
Dialogando com Espíritos.pptx
 
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicações
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicaçõesTerceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicações
Terceiro Módulo - 4ªaula - Mecanismo das comunicações
 
A região do Umbral
A região do UmbralA região do Umbral
A região do Umbral
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Seminario de Mediunidade
Seminario de Mediunidade Seminario de Mediunidade
Seminario de Mediunidade
 
Mediunidade Missao de amor e o evangellho do Cristo
Mediunidade Missao de amor e o  evangellho do Cristo Mediunidade Missao de amor e o  evangellho do Cristo
Mediunidade Missao de amor e o evangellho do Cristo
 

Mais de Leonardo Pereira

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Leonardo Pereira
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Leonardo Pereira
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1Leonardo Pereira
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalLeonardo Pereira
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução Leonardo Pereira
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosLeonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Leonardo Pereira
 

Mais de Leonardo Pereira (20)

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Último

Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Fraternitas Movimento
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfFrancisco Baptista
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (7)

Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Dimensões espirituais do centro espírita!

  • 1. Dimensões Espirituais do Centro Espírita Leonardo Pereira
  • 2. Bastidores de uma Reunião Pública História extraída do livro “Seara do Bem” de Carlos Alberto Tonini pelo médium Luís Antônio Ferraz, que conta a ação dos espíritos benfeitores nas várias tarefas que ocorrem no mundo espiritual, durante uma reunião pública. A preparação e a defesa do ambiente, os recursos fluídicos para o passe, os dispositivos de defesa e análise, o trabalho junto à infância/juventude e o atendimento fraterno. Imagens : www.Projetoimagem.com.br
  • 3. O Trabalho Espiritual em um centro espírita • Os servidores espirituais de dividem entre médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos e colaboradores. • Os trabalhos são divididos pelos seguintes setores: de Vigilância, de Enfermagem, de Esclarecimentos e de Comunicação. Os trabalhos são coordenados por um dirigente e contam com dezenas de servidores.
  • 4. Bastidores de uma Reunião Pública
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. Abertura do centro espírita
  • 9. Quando se abrem as portas de um templo espírita cristão ou um santuário doméstico dedicado ao culto do Evangelho, uma luz divina acende-se nas trevas da ignorância humana e através de raios benfazejos desse astro de fraternidade e conhecimento, que brilha para o bem da comunidade, os homens que dele se avizinham, ainda que não desejem, caminham, sem perceber, para vida melhor. Ditado pelo Espírito Emmanuel. Psicografada por Francisco Cândido Xavier em Pedro Leopoldo (MG), em 10.04.1950.
  • 10.
  • 12. O Setor possui equipamentos a serem utilizados para defesa, no trato com Espíritos ainda cegos para a luz da verdade. São equipamentos elétricos, que tem como base descargas de energia. Podem ter a forma de projéteis, de lança-raios ou de canhões (para a defesa de colônias). • André Luiz, no livro "Os Mensageiros", capítulo 20, visita um Posto de Socorro e conversa com Alfredo, trabalhador do mesmo, a cerca da necessidade de se ter um sistema de defesa contra o mal. Alfredo lhe esclarece, relatando a lenda hindu da serpente e do santo.
  • 13. - Mas, minha irmã, houve engano de tua parte. - Aconselhei-te a não morderes ninguém, a não praticares o assassínio e a perseguição, mas não te disse que evitasses de assustar os maus. - Não ataques as criaturas de Deus, nossas irmãs no mesmo caminho da vida, mas defende a tua cooperação na obra do Senhor. Não mordas, nem firas, mas é preciso manter o perverso à distância, mostrando-lhe os teus dentes e emitindo os teus silvos.
  • 14. • ARMAS NA ESPIRITUALIDADE • - (...) E as armas? – disse Alfredo, pressuroso – não temos balas de aço, mas temos projéteis elétricos. (...). Nossos projéteis, portanto, expulsam os inimigos do bem através de vibrações de medo, mas poderiam causar a ilusão da morte, atuando sobre o corpo denso (períspirito) dos nossos semelhantes menos adiantados no caminho da vida. (sistema de defesa numa fortificação contra espíritos perversos, usando projéteis elétricos). • Os Mensageiros -20-111.
  • 16. • • Este Setor serve como área de apoio aos demais setores, fornecendo-lhes recursos que servirão de base para o desempenho das tarefas de cada setor. • As informações prestadas a outros setores são obtidas a partir de telas eletromagnéticas, comunicadores de longa distância, receptores, auscultadores vibracionais, etc.
  • 17.
  • 19. Aprendemos aqui que a verdade é imprescindível à iluminação das criaturas, entretanto há que ser dosada de acordo com a maturidade de cada um. Por isso, para que realizemos o melhor ao nosso alcance, participamos, sempre que possível, de cursos e conferências que nos permitam o sublime aprendizado de esclarecer sem ferir, ajudar sem violentar e colaborar sem exigir."
  • 20.
  • 21.
  • 23. A música elevada repercute nas criaturas, pacificando-as e harmonizando-as, com sua linguagem universal. Está a música presente na vida do homem, desde os tempos mais remotos, sendo a mais sublime dentre todas as expressões de arte, sensibilizando profundamente a muitas criaturas.
  • 24. Embora não seja fator indispensável para a prática do Bem, a música pode ser considerada como elemento de auxílio na desintoxicação mental das criaturas e no equilíbrio das emoções. "... comecei a perceber uma chuva de pequeninas pétalas suavemente coloridas que caiam sobre os presentes, modificando-lhes o estado íntimo para melhor."
  • 26. O Setor atua auxiliando, através da intuição, os encarnados encarregados dos estudos e comentários evangélicos e doutrinários, e também presta assistência no trabalho de Atendimento Fraterno. O autor descreve que os servidores deste Setor utilizam livros e uma espécie de fichário, semelhante a um arquivo, que consultam para desempenharem suas atividades.
  • 27. No instante da prece
  • 28. • O instante da prece inicial a Jesus é proferido nos dois planos, Espiritual e material, interligados no mesmo propósito. Os sinceros sentimentos do dirigente encarnado harmonizam-se com os do mentor espiritual da reunião.
  • 29. •Tênue luz se irradia dos presentes, e vibrações salutares derramam-se por sobre o ambiente, propiciando paz reconforto.
  • 30. Mas, nem todos os presentes assimilam aquelas dádivas e seus benefícios, pois mantêm seus pensamentos nas preocupações diárias, por falta de disciplina mental, que se conquista pela autoeducação. Somente com o amadurecimento, as criaturas poderão avaliar os sublimes valores da oração. ( L E, q.659-660 )
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 42. O Setor atua nas atividades de manipulação de fluídos e substâncias medicamentosas; auscultação de pacientes; acompanhamento do serviço dos médiuns passistas, com aplicações ou transfusões de energias e execução de cirurgias.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49. O Centro de Espiritismo Evangélico, por mais humilde, é sempre santuário de renovação mental em direção da vida superior. Nenhum de nós que serve, embora com a simples presença, a uma instituição dessa natureza, deve esquecer a dignidade do encargo recebido e a elevação do sacerdócio que nos cabe. Nesse sentido, é sempre lastimável duvidar da essência divina da nossa tarefa.
  • 50. • O ensejo de conhecer, iluminar, contribuir, criar e auxiliar, o que uma organização nesses moldes nos faculta, procede invariavelmente de algum ato de amor ou de alguma sementeira de simpatia que nosso espírito, ainda não burilado, deixou à distância, no pretérito escuro que até agora não resgatamos de todo. Um Centro Espírito é uma escola onde podemos aprender e ensinar, plantar o bem e recolher-lhe as graças, aprimorar-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna.
  • 51. Quando se abrem as portas de um templo espírita cristão ou um santuário doméstico dedicado ao culto do Evangelho, uma luz divina acende-se nas trevas da ignorância humana e através de raios benfazejos desse astro de fraternidade e conhecimento, que brilha para o bem da comunidade, os homens que dele se avizinham, ainda que não desejem, caminham, sem perceber, para vida melhor. Ditado pelo Espírito Emmanuel. Psicografada por Francisco Cândido Xavier em Pedro Leopoldo (MG), em 10.04.1950.
  • 52. Bastidores de uma Reunião Pública História extraída do livro “Seara do Bem” de Carlos Alberto Tonini pelo médium Luís Antônio Ferraz, que conta a ação dos espíritos benfeitores nas várias tarefas que ocorrem no mundo espiritual, durante uma reunião pública. A preparação e a defesa do ambiente, os recursos fluídicos para o passe, os dispositivos de defesa e análise, o trabalho junto à infância/juventude e o atendimento fraterno. Imagens : www.Projetoimagem.com.br

Notas do Editor

  1. História extraída do livro “Seara do Bem” de Carlos Alberto Tonini pelo médium Luís Antônio Ferraz,
  2. Contam as tradições populares da Índia que existia uma serpente venenosa em certo campo. Ninguém se aventurava a passar por lá, receando-lhe o assalto. Mas um santo homem, a serviço de Deus, buscou a região, mais confiado no Senhor que em si mesmo. A serpente o atacou, desrespeitosa. Ele dominou-a, porém, com o olhar sereno, e falou: - Minha irmã, é da lei que não façamos mal a ninguém. A víbora recolheu-se envergonhada. Continuou o sábio o seu caminho e a serpente modificou-se completamente. Procurou os lugares habitados pelo homem, como desejosa de reparar os antigos crimes. Mostrou-se integralmente pacífica, mas, desde então, começaram a abusar dela. Quando lhe identificaram a submissão absoluta, homens, mulheres e crianças davam-lhe pedradas. A infeliz recolheu-se à toca, desalentada. Vivia aflita, medrosa, desanimada. Eis, porém que o santo voltou pelo mesmo caminho e deliberou visitá-la. Espantou-se, observando tamanha ruína. A serpente contou-lhe, então, a história amargurada. Desejava ser boa, afável e carinhosa, mas as criaturas perseguiam-na e apedrejavam-na. O sábio pensou, pensou e respondeu após ouvi-la: - Mas, minha irmã, houve engano de tua parte. Aconselhei-te a não morderes ninguém, a não praticares o assassínio e a perseguição, mas não te disse que evitasses de assustar os maus. Não ataques as criaturas de Deus, nossas irmãs no mesmo caminho da vida, mas defende a tua cooperação na obra do Senhor. Não mordas, nem firas, mas é preciso manter o perverso à distância, mostrando-lhe os teus dentes e emitindo os teus silvos. ( Mensagem retirada do livro “Os Mensageiros” – André Luiz / Chico Xavier )