SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof.Rodriguinho
1 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
Questão 1
Para cumprirem a função de reter grande quantidade de água, as fraldas descartáveis são confeccionadas
com um polímero superabsorvente, que contém grande quantidade de grupamentos (COOH) na sua
estrutura. A capacidade de retenção deve-se em parte às forças intermoleculares entre estes grupos e a
água. A interação mais forte que ocorre entre essas moléculas é do tipo:
(A) dispersão de London-dipolo permanente.
(B) ligações de hidrogênio.
(C) ligações iônicas.
(D) íon-dipolo permanente.
(E) dipolo permanente-dipolo permanente.
GABARITO: B
Questão 2
O uso dos combustíveis fósseis, gasolina e diesel, para fins veiculares resulta em emissão de gases para a
atmosfera, que geram os seguintes prejuízos ambientais: aquecimento global e chuva ácida. Como
resultado da combustão, detecta-se na atmosfera aumento da concentração dos gases CO2, SO3 e SO2.
Estas moléculas, apesar de possuírem a mesma origem, e serem formadas por ligações covalentes,
possuem diferentes valores de momento dipolo, o que acarreta em propriedades distintas. Uma das
diferenças é que o;
(A) CO2 é apolar e SO3 e SO2 são polares.
(B) CO2 é polar e SO3 e SO2 são apolares.
(C) CO2 e SO3 são apolares e SO2 é polar.
(D) CO2 e SO3 são polares e SO2 é apolar.
(E) CO2 e SO2 são apolares e SO3 é polar.
GABARITO: C
Questão 3
Estudos recentes têm indicado que o uso inapropriado de lubrificantes ordinários, normalmente
encontrados em farmácias e drogarias, tais como loções oleosas e cremes, que contêm vaselina, óleo
mineral ou outros derivados de petróleo, acarretam danificações nos preservativos masculinos
(camisinhas), os quais são feitos, geralmente, de um material denominado látex (poli-1,4-isopreno), cujo
momento dipolar é aproximadamente igual a zero, sendo considerado apolar.
Tais danificações, geralmente, constituem-se de micro-rupturas das camisinhas, imperceptíveis a olho nu,
que permitem o fluxo de esperma através das mesmas, acarretando gravidez indesejável, ou na
transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, particularmente a AIDS.
Desta forma;
a) Substâncias apolares seriam mais adequadas como lubrificantes dos preservativos.
b) Óleos lubrificantes bastante solúveis em tetracloreto de carbono (CCℓ4), geralmente, não
interagem com o látex.
c) Os óleos que provocam danificações nos preservativos são, geralmente, de natureza bastante polar.
d) Substâncias com momento dipolar semelhante a do látex devem ser utilizadas.
e) Substâncias bastante polares seriam mais adequadas como lubrificantes dos preservativos.
Prof.Rodriguinho
2 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
GABARITO: E
Questão 4
Sérgio foi para um restaurante italiano com Mozão. Ao se levantar para ir ao banheiro, virou o seu
prato espalhando molho de tomate por toda a mesa, sujando o belo vestido da sua acompanhante.
Envergonhado, prometeu que iria limpar a mancha do vestido. Após lavar com água, ainda ficou uma
mancha avermelhada, causada pela presença de betacaroteno, que é um pigmento apolar, presente em
alguns vegetais, como cenoura e tomate.
Para remover a mancha, qual dos solventes abaixo Sérgio deve usar?
a) água
b) NH3
c) CHCℓ3
d) CCℓ4
e) HCℓ
GABARITO: D
Questão 5
Uma pesquisa publicada na revista Nature (Ano: 2000, vol.405, pg. 681,) mostrou que a habilidade das
lagartixas (víboras) em escalar superfícies lisas como uma parede, por exemplo, é resultado de interações
intermoleculares. Admitindo que a parede é recoberta por um material apolar e encontra-se seca, o tipo de
interação que prevalece entre as lagartixas e a parede é do tipo:
a) iônica.
b) íon - dipolo.
c) dipolo instantâneo - dipolo induzido.
d) Ligação de hidrogênio.
e) dipolo - dipolo.
GABARITO: C
Questão 6
O CO2 é de importância crucial em vários processos que se desenvolvem na Terra, participando, por
exemplo, da fotossíntese, fonte de carbono para formação da matéria que compõe as plantas terrestres e
marinhas.
Devido ao seu caráter __I__, e baixa força intermolecular do tipo ___(II)____, esta substância apresenta
baixo ponto de ebulição/fusão, sendo gás na temperatura ambiente.
Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas no texto acima.
a) Polar, forças de London.
b) Polar, ponte de hidrogênio.
c) Apolar, dipolo-dipolo-permanente
d) Apolar, forças de London.
e) Apolar, dipolo-dipolo-permanente
Gab: D
Questão 7
O biogás tem origem nos efluentes dos setores agroindustrial, urbano (lodo das estações de tratamento
dos efluentes domésticos) e ainda nos aterros de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), sendo resultado da
degradação biológica anaeróbia da matéria orgânica contida nos resíduos. Esse gás é constituído,
principalmente, por metano (50-70%), gás carbônico (25-45%) e pequenas quantidades de hidrogênio,
Prof.Rodriguinho
3 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
nitrogênio e ácido sulfídrico. O biogás possui um alto poder calorífico devido à grande quantidade de
metano (CH4), que possui caráter _______ ,em sua composição, mas sua utilização torna-se limitada pela
presença do ácido sulfídrico (H2S), uma substância _______que pode ser removido desta corrente pela
passagem de um solvente _________.
As lacunas são preenchidas respectivamente com;
a) Apolar, Apolar, Apolar
b) Polar, Polar, Polar
c) Apolar, Polar, Polar
d) Apolar, Polar, Apolar.
e) Polar, Apolar, Apolar.
GABARITO: C
Questão 8
Algumas das características de um produto obtido industrialmente são apresentadas a seguir:
Para atender aos dados fornecidos no diagrama, as lacunas (I), (II), (III) e (IV) devem ser completadas, de
forma CORRETA e na mesma sequência, pela opção
A) oxigênio comercial; ar; homogênea; apolar.
B) hélio de uso analítico; ar; homogênea; polar.
C) argônio de grau hospitalar; ar; heterogênea; apolar.
D) gelo seco; gás de fermentação; homogênea; polar.
E) gás liquefeito de petróleo; petróleo; heterogênea; apolar
GABARITO: A
Questão 10
Não produzir qualquer tipo de resíduo ou poluente é o principal atributo em favor do hidrogênio como
combustível para gerar energia elétrica. Ele faz funcionar células de combustível, equipamentos que
produzem eletricidade sem danos ambientais. Como uma das fontes de hidrogênio é a água, uma das
alternativas, em consonância com a preocupação ambiental, é o reuso da água como produção de energia
renovável, utilizando esgotos e efluentes industriais.
O grupo de professores da Escola de Engenharia de São Carlos/USP desenvolveu um método para
produzir hidrogênio em um reator de fluxo contínuo, constantemente alimentado com rejeitos que seriam,
Prof.Rodriguinho
4 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
muitas vezes, descartados sem tratamento em rios e lagoas. No sistema, bactérias anaeróbicas do
gênero Clostridium, que não precisam de oxigênio para viver, aderem a partículas de polietileno dentro de
um reator. Nos automóveis, movidos a células de combustível, o consumo de hidrogênio varia de 1,0 a
10,0 g/km rodado, segundo um professor do grupo. (OLIVEIRA, 2009, p. 100).
De acordo com os conhecimentos das propriedades da molécula de H2O, é correto afirmar:
a) A dissolução de substâncias químicas em água se deve à polaridade das moléculas dessas
substâncias.
b) As moléculas de água, no estado líquido, formam agregados mantidos por ligações de
oxigênio.
c) Os íons e as moléculas polares comportam-se de forma hidrofóbica, em meio aquoso.
d) As moléculas apolares tendem a estabelecer intenso contato com a água, o que viabiliza as
reações de hidrólise em que essa substância atua como reagente.
e) As ligações de hidrogênio estabelecidas entre moléculas de água impedem a dissolução de
moléculas polares
GABARITO: A
Questão 11
Para cumprirem a função de reter grande quantidade de água, as fraldas descartáveis são confeccionadas
com um polímero superabsorvente, que contém grande quantidade de grupamentos carboxila (-COOH). A
capacidade de retenção deve-se em parte às forças intermoleculares entre estes grupos e e a água. A
interação mais forte que ocorre entre essas moléculas é do tipo:
(A) dispersão de London-dipolo permanente.
(B) ligações de hidrogênio.
(C) ligações iônicas.
(D) íon-dipolo permanente.
(E) dipolo permanente-dipolo permanente.
GABARITO: B
Questão 12
[...] pelo menos 1,1 milhão de brasileiros trabalham no período noturno em centros urbanos e estão
sujeitos a problemas de memória, obesidade, falta de sono e enfraquecimento do sistema imunológico,
entre outros males. [...] os trabalhadores noturnos perdem aproximadamente cinco anos de vida a cada 15
trabalhados de madrugada. E têm 40% mais chances de desenvolverem transtornos neuropsicológicos,
digestivos e cardiovasculares.
[...] nosso organismo precisa descansar durante as noites, quando libera hormônios como a melatonina, o
cortisol e o GH (hormônio do crescimento). [...]
Uma das substâncias que dependem muito do escuro e da noite para serem liberadas é a melatonina. O
hormônio ajuda a controlar o momento certo de cada função corporal.
(Revista Galileu, outubro de 2010, p. 22)
A presença dos grupos OH no cortisol promove a formação de ligações de hidrogênio com a água. Outra
molécula que também forma ligações de hidrogênio com a água é
(A) NH3
Prof.Rodriguinho
5 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
(B) CO2
(C) N2
(D) O2
(E) Cl2
GABARITO: A
Questão 13
O japonês Osamu Shimomura de 80 anos, ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2008, estuda há
meio século a proteína verde fluorescente (GFP). Extraída nos anos 60 de uma água-viva luminescente
(Aequorea victoria), a GFP se tornou a base de técnicas importantes utilizadas pela bioquímica moderna.
Com a ajuda da GFP, os cientistas desenvolveram meios para observar processos que antes eram
invisíveis, como o desenvolvimento das células nervosas no cérebro e de células cancerígenas.
(Scientific American Brasil online. 17 de out. 2008.)
Representação da GFP; completa à esquerda e, no centro, com um dos lados cortados para revelar o
cromóforo no interior. Estrutura química do cromóforo à direita.
(Adaptado de: <http://en.wikipedia.org/wiki/Green_fluorescent_protein>. Acesso em: 20 ago. 2009.)
A GFP desnaturada não é fluorescente. Isto sugere que a estrutura terciária da GFP é importante e que a
fluorescência é ativada por interações não covalentes (ou forças de Van der Waals) do cromóforo com
resíduos de aminoácidos da proteína espacialmente próximos.
Com relação à estrutura do cromóforo da GFP, é correto afirmar:
a) Interações dipolo-dipolo induzido são as interações não covalentes mais fortes que o cromóforo realiza.
b) Realiza várias interações não covalentes do tipo ligação de hidrogênio.
c) A ligação química entre os átomos 1 e 2 é do tipo dipolo instantâneo dipolo induzido.
d) O hidrogênio 4 e o nitrogênio 3 estão unidos por interação do tipo ligação de hidrogênio.
e) O hidrogênio 4 e o nitrogênio 3 estão unidos por uma ligação covalente apolar.
GABARITO:B
Prof.Rodriguinho
6 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA)
Questão 14
Quando há aproximação de duas ou mais moléculas apolares, os núcleos exercem uma atração sobre a
eletrosfera da molécula vizinha, gerando polarizações eventuais e interação de natureza fraca. A
intensidade dessa força de atração depende da superfície de contato entre as moléculas e é proporcional à
massa molar.
O texto acima refere-se a:
a. ligações iônicas.
b. pontes de hidrogênio.
c. ligações covalentes.
d. ligações dativas.
e. forças de London.
GABARITO: E
Questão 15
Em 2007, o Brasil decidiu suspender, em território nacional, o licenciamento compulsório do
antirretroviral Efavirenz, um medicamento de combate à Aids. Com essa decisão, o país pode importar
um genérico que custa três vezes menos. A maioria dos membros da Organização Mundial da Saúde
demonstrou apoio às reivindicações das nações em desenvolvimento, ao aprovar um texto que pede
respeito e ajuda aos governos destes países para quebrarem patentes de medicamentos de interesse da
saúde pública.
O tipo de ligação entre os átomos na molécula do Efavirenz e o nome da principal força de interação que
pode ocorrer entre o grupo NH do medicamento e os fluidos aquosos do nosso organismo são,
respectivamente,
(A) iônica e dipolo-dipolo.
(B) covalente e ligações de hidrogênio.
(C) metálica e dipolo-dipolo.
(D) iônica e ligações de hidrogênio.
(E) covalente e dipolo-dipolo
GABARITO B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Simulado qui02
Simulado qui02Simulado qui02
Simulado qui02
 
Revisao vieira
Revisao vieiraRevisao vieira
Revisao vieira
 
enem revisão soluções
enem revisão soluções enem revisão soluções
enem revisão soluções
 
Simulado01share
Simulado01shareSimulado01share
Simulado01share
 
revisão enem radioatividade
revisão enem radioatividaderevisão enem radioatividade
revisão enem radioatividade
 
Inor parte 2
Inor parte 2Inor parte 2
Inor parte 2
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 
Reações orgânicas bahiana revisão
Reações orgânicas bahiana revisãoReações orgânicas bahiana revisão
Reações orgânicas bahiana revisão
 
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEMEQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
 
Classificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da MatériaClassificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da Matéria
 
Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito
Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabaritoClaudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito
Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito
 
cáculos com mol
cáculos com molcáculos com mol
cáculos com mol
 
Simulado01ufba gabarito
Simulado01ufba gabaritoSimulado01ufba gabarito
Simulado01ufba gabarito
 
simulado QUÍMICA
simulado QUÍMICAsimulado QUÍMICA
simulado QUÍMICA
 
Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015
 
Pilha2013
Pilha2013Pilha2013
Pilha2013
 
Simulado enem
Simulado enem Simulado enem
Simulado enem
 
concentração soluções
concentração soluçõesconcentração soluções
concentração soluções
 
Combustão
Combustão Combustão
Combustão
 
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEMELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
 

Destaque

exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
Kassen Azanki
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
Nai Mariano
 

Destaque (20)

Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
 
Modelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto culturalModelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto cultural
 
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 
Radioatividade - Exerícicios
Radioatividade - ExeríciciosRadioatividade - Exerícicios
Radioatividade - Exerícicios
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
 
Expressoes de concentração
Expressoes de concentraçãoExpressoes de concentração
Expressoes de concentração
 
Bioquimica revisão
Bioquimica revisãoBioquimica revisão
Bioquimica revisão
 
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boaEstequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
 
Modelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona CientíficaModelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona Científica
 
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesResumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
 
UFCG 2010 objetiva
 UFCG 2010 objetiva UFCG 2010 objetiva
UFCG 2010 objetiva
 

Semelhante a REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES

Ludmila química ambiental - 8 ano trabalho
Ludmila   química ambiental - 8 ano trabalhoLudmila   química ambiental - 8 ano trabalho
Ludmila química ambiental - 8 ano trabalho
professoraludmila
 
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
Lista 35   funções inorgânicas - difícilLista 35   funções inorgânicas - difícil
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
Colegio CMC
 
Recuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bimRecuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bim
blogprofbento
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermoleculares
Colegio CMC
 

Semelhante a REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES (20)

Química Jefferson
Química   JeffersonQuímica   Jefferson
Química Jefferson
 
Lista qui-1-geral-fenomenosmudancafases
Lista qui-1-geral-fenomenosmudancafasesLista qui-1-geral-fenomenosmudancafases
Lista qui-1-geral-fenomenosmudancafases
 
Polaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermolecularesPolaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermoleculares
 
Alotropia share
Alotropia shareAlotropia share
Alotropia share
 
Ligaã§ã£o intermolecular
Ligaã§ã£o intermolecularLigaã§ã£o intermolecular
Ligaã§ã£o intermolecular
 
LISTA DE QUESTÕES DO ENEM SOBRE POLIMEROS
LISTA DE QUESTÕES DO ENEM SOBRE POLIMEROSLISTA DE QUESTÕES DO ENEM SOBRE POLIMEROS
LISTA DE QUESTÕES DO ENEM SOBRE POLIMEROS
 
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exerciciosQuimica ligacoes quimicas_exercicios
Quimica ligacoes quimicas_exercicios
 
Area ll
Area llArea ll
Area ll
 
Exercicios gerais
Exercicios geraisExercicios gerais
Exercicios gerais
 
Forças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicasForças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicas
 
Ludmila química ambiental - 8 ano trabalho
Ludmila   química ambiental - 8 ano trabalhoLudmila   química ambiental - 8 ano trabalho
Ludmila química ambiental - 8 ano trabalho
 
Prova de Ciências, Ensino Fundamental, nono anos. Com temas: Quimica e fisica.
Prova de Ciências, Ensino Fundamental, nono anos. Com temas: Quimica e fisica. Prova de Ciências, Ensino Fundamental, nono anos. Com temas: Quimica e fisica.
Prova de Ciências, Ensino Fundamental, nono anos. Com temas: Quimica e fisica.
 
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
Lista 35   funções inorgânicas - difícilLista 35   funções inorgânicas - difícil
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
 
Ciências - 9º ano
Ciências -  9º anoCiências -  9º ano
Ciências - 9º ano
 
Recuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bimRecuperação 1º ano 1º bim
Recuperação 1º ano 1º bim
 
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
 
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
Unidade4 2012 csa_gabarit_op129a136
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermoleculares
 
C iclo c carbono
C iclo c carbonoC iclo c carbono
C iclo c carbono
 

Mais de Rodrigo Sampaio (11)

Resumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneasResumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneas
 
Cinética química questoes
Cinética química questoesCinética química questoes
Cinética química questoes
 
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoesEntalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
 
Estequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impurezaEstequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impureza
 
Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
 
Revisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 anoRevisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 ano
 
Lista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidadeLista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidade
 
Passo a passo ftool
Passo a passo ftoolPasso a passo ftool
Passo a passo ftool
 

Último

GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 

Último (20)

As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 

REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES

  • 1. Prof.Rodriguinho 1 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) Questão 1 Para cumprirem a função de reter grande quantidade de água, as fraldas descartáveis são confeccionadas com um polímero superabsorvente, que contém grande quantidade de grupamentos (COOH) na sua estrutura. A capacidade de retenção deve-se em parte às forças intermoleculares entre estes grupos e a água. A interação mais forte que ocorre entre essas moléculas é do tipo: (A) dispersão de London-dipolo permanente. (B) ligações de hidrogênio. (C) ligações iônicas. (D) íon-dipolo permanente. (E) dipolo permanente-dipolo permanente. GABARITO: B Questão 2 O uso dos combustíveis fósseis, gasolina e diesel, para fins veiculares resulta em emissão de gases para a atmosfera, que geram os seguintes prejuízos ambientais: aquecimento global e chuva ácida. Como resultado da combustão, detecta-se na atmosfera aumento da concentração dos gases CO2, SO3 e SO2. Estas moléculas, apesar de possuírem a mesma origem, e serem formadas por ligações covalentes, possuem diferentes valores de momento dipolo, o que acarreta em propriedades distintas. Uma das diferenças é que o; (A) CO2 é apolar e SO3 e SO2 são polares. (B) CO2 é polar e SO3 e SO2 são apolares. (C) CO2 e SO3 são apolares e SO2 é polar. (D) CO2 e SO3 são polares e SO2 é apolar. (E) CO2 e SO2 são apolares e SO3 é polar. GABARITO: C Questão 3 Estudos recentes têm indicado que o uso inapropriado de lubrificantes ordinários, normalmente encontrados em farmácias e drogarias, tais como loções oleosas e cremes, que contêm vaselina, óleo mineral ou outros derivados de petróleo, acarretam danificações nos preservativos masculinos (camisinhas), os quais são feitos, geralmente, de um material denominado látex (poli-1,4-isopreno), cujo momento dipolar é aproximadamente igual a zero, sendo considerado apolar. Tais danificações, geralmente, constituem-se de micro-rupturas das camisinhas, imperceptíveis a olho nu, que permitem o fluxo de esperma através das mesmas, acarretando gravidez indesejável, ou na transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, particularmente a AIDS. Desta forma; a) Substâncias apolares seriam mais adequadas como lubrificantes dos preservativos. b) Óleos lubrificantes bastante solúveis em tetracloreto de carbono (CCℓ4), geralmente, não interagem com o látex. c) Os óleos que provocam danificações nos preservativos são, geralmente, de natureza bastante polar. d) Substâncias com momento dipolar semelhante a do látex devem ser utilizadas. e) Substâncias bastante polares seriam mais adequadas como lubrificantes dos preservativos.
  • 2. Prof.Rodriguinho 2 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) GABARITO: E Questão 4 Sérgio foi para um restaurante italiano com Mozão. Ao se levantar para ir ao banheiro, virou o seu prato espalhando molho de tomate por toda a mesa, sujando o belo vestido da sua acompanhante. Envergonhado, prometeu que iria limpar a mancha do vestido. Após lavar com água, ainda ficou uma mancha avermelhada, causada pela presença de betacaroteno, que é um pigmento apolar, presente em alguns vegetais, como cenoura e tomate. Para remover a mancha, qual dos solventes abaixo Sérgio deve usar? a) água b) NH3 c) CHCℓ3 d) CCℓ4 e) HCℓ GABARITO: D Questão 5 Uma pesquisa publicada na revista Nature (Ano: 2000, vol.405, pg. 681,) mostrou que a habilidade das lagartixas (víboras) em escalar superfícies lisas como uma parede, por exemplo, é resultado de interações intermoleculares. Admitindo que a parede é recoberta por um material apolar e encontra-se seca, o tipo de interação que prevalece entre as lagartixas e a parede é do tipo: a) iônica. b) íon - dipolo. c) dipolo instantâneo - dipolo induzido. d) Ligação de hidrogênio. e) dipolo - dipolo. GABARITO: C Questão 6 O CO2 é de importância crucial em vários processos que se desenvolvem na Terra, participando, por exemplo, da fotossíntese, fonte de carbono para formação da matéria que compõe as plantas terrestres e marinhas. Devido ao seu caráter __I__, e baixa força intermolecular do tipo ___(II)____, esta substância apresenta baixo ponto de ebulição/fusão, sendo gás na temperatura ambiente. Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas no texto acima. a) Polar, forças de London. b) Polar, ponte de hidrogênio. c) Apolar, dipolo-dipolo-permanente d) Apolar, forças de London. e) Apolar, dipolo-dipolo-permanente Gab: D Questão 7 O biogás tem origem nos efluentes dos setores agroindustrial, urbano (lodo das estações de tratamento dos efluentes domésticos) e ainda nos aterros de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), sendo resultado da degradação biológica anaeróbia da matéria orgânica contida nos resíduos. Esse gás é constituído, principalmente, por metano (50-70%), gás carbônico (25-45%) e pequenas quantidades de hidrogênio,
  • 3. Prof.Rodriguinho 3 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) nitrogênio e ácido sulfídrico. O biogás possui um alto poder calorífico devido à grande quantidade de metano (CH4), que possui caráter _______ ,em sua composição, mas sua utilização torna-se limitada pela presença do ácido sulfídrico (H2S), uma substância _______que pode ser removido desta corrente pela passagem de um solvente _________. As lacunas são preenchidas respectivamente com; a) Apolar, Apolar, Apolar b) Polar, Polar, Polar c) Apolar, Polar, Polar d) Apolar, Polar, Apolar. e) Polar, Apolar, Apolar. GABARITO: C Questão 8 Algumas das características de um produto obtido industrialmente são apresentadas a seguir: Para atender aos dados fornecidos no diagrama, as lacunas (I), (II), (III) e (IV) devem ser completadas, de forma CORRETA e na mesma sequência, pela opção A) oxigênio comercial; ar; homogênea; apolar. B) hélio de uso analítico; ar; homogênea; polar. C) argônio de grau hospitalar; ar; heterogênea; apolar. D) gelo seco; gás de fermentação; homogênea; polar. E) gás liquefeito de petróleo; petróleo; heterogênea; apolar GABARITO: A Questão 10 Não produzir qualquer tipo de resíduo ou poluente é o principal atributo em favor do hidrogênio como combustível para gerar energia elétrica. Ele faz funcionar células de combustível, equipamentos que produzem eletricidade sem danos ambientais. Como uma das fontes de hidrogênio é a água, uma das alternativas, em consonância com a preocupação ambiental, é o reuso da água como produção de energia renovável, utilizando esgotos e efluentes industriais. O grupo de professores da Escola de Engenharia de São Carlos/USP desenvolveu um método para produzir hidrogênio em um reator de fluxo contínuo, constantemente alimentado com rejeitos que seriam,
  • 4. Prof.Rodriguinho 4 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) muitas vezes, descartados sem tratamento em rios e lagoas. No sistema, bactérias anaeróbicas do gênero Clostridium, que não precisam de oxigênio para viver, aderem a partículas de polietileno dentro de um reator. Nos automóveis, movidos a células de combustível, o consumo de hidrogênio varia de 1,0 a 10,0 g/km rodado, segundo um professor do grupo. (OLIVEIRA, 2009, p. 100). De acordo com os conhecimentos das propriedades da molécula de H2O, é correto afirmar: a) A dissolução de substâncias químicas em água se deve à polaridade das moléculas dessas substâncias. b) As moléculas de água, no estado líquido, formam agregados mantidos por ligações de oxigênio. c) Os íons e as moléculas polares comportam-se de forma hidrofóbica, em meio aquoso. d) As moléculas apolares tendem a estabelecer intenso contato com a água, o que viabiliza as reações de hidrólise em que essa substância atua como reagente. e) As ligações de hidrogênio estabelecidas entre moléculas de água impedem a dissolução de moléculas polares GABARITO: A Questão 11 Para cumprirem a função de reter grande quantidade de água, as fraldas descartáveis são confeccionadas com um polímero superabsorvente, que contém grande quantidade de grupamentos carboxila (-COOH). A capacidade de retenção deve-se em parte às forças intermoleculares entre estes grupos e e a água. A interação mais forte que ocorre entre essas moléculas é do tipo: (A) dispersão de London-dipolo permanente. (B) ligações de hidrogênio. (C) ligações iônicas. (D) íon-dipolo permanente. (E) dipolo permanente-dipolo permanente. GABARITO: B Questão 12 [...] pelo menos 1,1 milhão de brasileiros trabalham no período noturno em centros urbanos e estão sujeitos a problemas de memória, obesidade, falta de sono e enfraquecimento do sistema imunológico, entre outros males. [...] os trabalhadores noturnos perdem aproximadamente cinco anos de vida a cada 15 trabalhados de madrugada. E têm 40% mais chances de desenvolverem transtornos neuropsicológicos, digestivos e cardiovasculares. [...] nosso organismo precisa descansar durante as noites, quando libera hormônios como a melatonina, o cortisol e o GH (hormônio do crescimento). [...] Uma das substâncias que dependem muito do escuro e da noite para serem liberadas é a melatonina. O hormônio ajuda a controlar o momento certo de cada função corporal. (Revista Galileu, outubro de 2010, p. 22) A presença dos grupos OH no cortisol promove a formação de ligações de hidrogênio com a água. Outra molécula que também forma ligações de hidrogênio com a água é (A) NH3
  • 5. Prof.Rodriguinho 5 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) (B) CO2 (C) N2 (D) O2 (E) Cl2 GABARITO: A Questão 13 O japonês Osamu Shimomura de 80 anos, ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2008, estuda há meio século a proteína verde fluorescente (GFP). Extraída nos anos 60 de uma água-viva luminescente (Aequorea victoria), a GFP se tornou a base de técnicas importantes utilizadas pela bioquímica moderna. Com a ajuda da GFP, os cientistas desenvolveram meios para observar processos que antes eram invisíveis, como o desenvolvimento das células nervosas no cérebro e de células cancerígenas. (Scientific American Brasil online. 17 de out. 2008.) Representação da GFP; completa à esquerda e, no centro, com um dos lados cortados para revelar o cromóforo no interior. Estrutura química do cromóforo à direita. (Adaptado de: <http://en.wikipedia.org/wiki/Green_fluorescent_protein>. Acesso em: 20 ago. 2009.) A GFP desnaturada não é fluorescente. Isto sugere que a estrutura terciária da GFP é importante e que a fluorescência é ativada por interações não covalentes (ou forças de Van der Waals) do cromóforo com resíduos de aminoácidos da proteína espacialmente próximos. Com relação à estrutura do cromóforo da GFP, é correto afirmar: a) Interações dipolo-dipolo induzido são as interações não covalentes mais fortes que o cromóforo realiza. b) Realiza várias interações não covalentes do tipo ligação de hidrogênio. c) A ligação química entre os átomos 1 e 2 é do tipo dipolo instantâneo dipolo induzido. d) O hidrogênio 4 e o nitrogênio 3 estão unidos por interação do tipo ligação de hidrogênio. e) O hidrogênio 4 e o nitrogênio 3 estão unidos por uma ligação covalente apolar. GABARITO:B
  • 6. Prof.Rodriguinho 6 FORÇAS INTERMOLECULARES , POLARIDADE (REVISÃO DE BOA) Questão 14 Quando há aproximação de duas ou mais moléculas apolares, os núcleos exercem uma atração sobre a eletrosfera da molécula vizinha, gerando polarizações eventuais e interação de natureza fraca. A intensidade dessa força de atração depende da superfície de contato entre as moléculas e é proporcional à massa molar. O texto acima refere-se a: a. ligações iônicas. b. pontes de hidrogênio. c. ligações covalentes. d. ligações dativas. e. forças de London. GABARITO: E Questão 15 Em 2007, o Brasil decidiu suspender, em território nacional, o licenciamento compulsório do antirretroviral Efavirenz, um medicamento de combate à Aids. Com essa decisão, o país pode importar um genérico que custa três vezes menos. A maioria dos membros da Organização Mundial da Saúde demonstrou apoio às reivindicações das nações em desenvolvimento, ao aprovar um texto que pede respeito e ajuda aos governos destes países para quebrarem patentes de medicamentos de interesse da saúde pública. O tipo de ligação entre os átomos na molécula do Efavirenz e o nome da principal força de interação que pode ocorrer entre o grupo NH do medicamento e os fluidos aquosos do nosso organismo são, respectivamente, (A) iônica e dipolo-dipolo. (B) covalente e ligações de hidrogênio. (C) metálica e dipolo-dipolo. (D) iônica e ligações de hidrogênio. (E) covalente e dipolo-dipolo GABARITO B