SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Nome: No
:
Série: 1ª Turma: Ensino Médio Data: 08/07/2013
EXERCÍCIOS DE REVISÃO - 2ª ETAPA Valor Nota
Prof: Luciane e Cláudia
1 18
1A 8A
1 2
1o
H 2 13 14 15 16 17 He
1,0 2A 3A 4A 5A 6A 7A 4,0
3 4 No
atômico 5 6 7 8 9 10
2o
Li Be Símbolo B C N O F Ne
6,9 9,0 Massa atômica 10,8 12,0 14,0 16,0 19,0 20,2
11 12 13 14 15 16 17 18
3o
Na Mg 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Al Si P S Cl Ar
23,0 24,3 3B 4B 5B 6B 7B 8B 1B 2B 27,0 28,1 31,0 32,1 35,5 39,9
19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36
4o
K Ca Sc Ti V Cr Mn Fe Co Ni Cu Zn Ga Ge As Se Br Kr
39,1 40,1 45,0 47,9 50,9 52,0 54,9 55,8 58,9 58,7 63,5 65,4 69,7 72,6 74,9 79,0 79,9 83,8
37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54
5o
Rb Sr Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe
85,5 87,6 88,9 91,2 92,9 95,9 101,1 102,9 106,4 107,9 112,4 114,8 118,7 121,8 127,6 126,9 131,3
55 56 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86
6o
Cs Ba 57-71 Hf Ta W Re Os Ir Pt Au Hg Tl Pb Bi Po At Rn
132,9 137,3 178,5 180,9 183,8 186,2 190,2 192,2 195,1 197,0 200,6 204,4 207,2 209,0
87 88 104 105 106 107 108 109 110 111 112 114 116
7o
Fr Ra 89-103 Rf Db Sg Bh Hs Mt Ds Rg Cn Fl Lv
57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71
La Ce Pr Nd Pm Sm Eu Gd Tb Dy Ho Er Tm Yb Lu
138,9 140,1 140,9 144,2 150,4 152,0 157,3 158,9 162,5 164,9 167,3 168,9 173,0 175,0
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103
Ac Th Pa U Np Pu Am Cm Bk Cf Es Fm Md No Lr
232,0 231 238,0
Adaptada de http://www.iupac.org/fileadmin/user_upload/news/IUPAC_Periodic_Table-1Jun12.pdf
1) (CESGRANRIO-RJ) A molécula da água apresenta:
a) uma molécula de hidrogênio e meia molécula de oxigênio.
b) uma molécula de hidrogênio e um átomo de oxigênio.
c) dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio.
d) meia molécula de hidrogênio e meia molécula de oxigênio.
e) as substâncias hidrogênio e oxigênio.
2) (UF-SC) Na natureza, as três classes gerais em que todas as formas de matéria podem ser
divididas são: elementos, compostos e misturas. Dados os materiais:
I. Ouro
II. Leite
III. Cloreto de sódio
Quais deles constituem, respectivamente, uma mistura, um composto e um elemento ?
a) I, II, III
b) II, III, I
c) II, I, III
d) III, I, II
e) I, III, II
2
3) (FGV) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.
“Sendo C4H8O a fórmula molecular da butanona, pode-se afirmar que há treze ....................... em cada
............................ da referida substância.”
a) átomos – molécula
b) moléculas - átomo
c) íons – molécula
d) moléculas - íon
e) átomos - íon
4) (UF-RS) São dadas as seguintes características de um sistema:
I) É formado por um só tipo de átomos.
II) Apresenta pontos de fusão e de ebulição constantes;
III) É unifásico, incolor e inodoro;
IV) Resiste a processos comuns de fracionamento.
São critérios que definem uma substância pura:
a) I e II
b) II e IV
c) I, II e IV
d) II, III e IV
e) I e IV.
5) Faça a associação
(1) ventilação
(2) flotação
(3) dissolução fracionada
(4) fusão fracionada
(5) catação
(6) levigação
(7) peneiração ou tamisação
(8) cristalização fracionada
(9) separação magnética
(4 ) Os componentes têm diferentes pontos de
fusão
(3 ) Só uma das fases se dissolve no líquido
usado
(5 ) Os fragmentos das diferentes fases, são
relativamente grandes e visualmente diferentes
entre si
(1 ) Uma das fases é arrastada por uma
corrente de ar, separando-se, assim, das
outras
(9 ) Só uma das fases é atraída pelo ímã
(8 ) Todas os sólidos são solúveis no líquido
usado
(7 ) As fases estão reduzidas a grãos de
diferentes tamanhos
(6 ) Uma das fases é arrastada por uma
corrente de água separando-se, assim, das
outras
(2 ) Usa-se um líquido de densidade
intermediária em relação às densidades das
fases e no qual as fases não se dissolvem
6) (UNISINOS-RS) Abaixo está esquematizado o fluxograma relativo à separação dos componentes
de uma mistura constituída por azeite, água e açúcar totalmente dissolvido:
Examinando o fluxograma apresentado, você identifica os
processos 1 e 2 como sendo, respectivamente:
a) destilação e filtração
b) filtração e decantação
c) decantação e destilação
d) decantação e centrifugação
e) filtração e centrifugação
3
7) (CESCEA) Misturas de água e álcool não podem ser separadas totalmente por destilação
fracionada porque seus componentes:
a) são líquidos que apresentam o mesmo ponto de ebulição;
b) são homogêneos;
c) formam mistura azeotrópica;
d) apresentam a mesma pressão de vapor, à mesma temperatura;
e) decompõe-se quando a mistura é aquecida.
8) (UF-PR) Um sistema heterogêneo é constituído de 2 fases, uma sólida e outra líquida. Submetido à
filtração o sistema é desdobrado num sólido (sólido 1) e num líquido (líquido 1). O líquido 1 tem
aparência homogênea e quando submetido à destilação se desdobra num sólido (sólido 2) e num
líquido (líquido 2), ambos de aparência homogênea.
Pelo esquema podemos concluir que:
a) O sólido 2 e o líquido 2 são substâncias puras
b) O líquido 1 é uma substância composta
c) O líquido 2 é uma substância composta
d) O sólido 2 é uma substância pura
e) O líquido 1 é uma mistura homogênea.
9) (Ufpb 2012) O ar atmosférico, cuja composição até uma altura de 70 km varia muito pouco em
qualquer lugar do planeta, é constituído predominantemente pelos gases N2 e O2. Em meio a esses
gases, encontram-se dispersas partículas sólidas de origens naturais, provenientes da ação dos
ventos sobre desertos, emanações de partículas vulcânicas, liberação de pólen de plantas, e outras
partículas resultantes de queimadas e da poluição causada pelas fábricas e pelos veículos
automotores.
De acordo com essas informações, é correto afirmar que o ar atmosférico
a) é uma substância composta.
b) é uma substância gasosa.
c) tem composição idêntica tanto na zona rural quanto na zona urbana.
d) é uma mistura heterogênea.
e) pode ser purificado por processo de destilação simples.
10) (Unioeste 2012) Uma empresa de reciclagem de resíduos industriais recebeu uma grande
quantidade de resíduo industrial contendo basicamente uma mistura dos seguintes metais: mercúrio,
alumínio e ferro. A empresa tem interesse em desenvolver um processo para a separação dos
componentes desta mistura. Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela que fornece uma
sequência adequada para a separação dos componentes da mistura.
a) Centrifugação, sifonação e levigação.
b) Catação, flotação e decantação.
c) Destilação simples e separação magnética.
d) Filtração, fusão fracionada, decantação e ventilação.
e) Ventilação e levigação.
4
11) (Ufpe 2012) Considerando que o petróleo, ao ser extraído das profundezas do mar, vem
misturado com água e areia, podemos afirmar que:
(F ) por causa da elevada viscosidade do petróleo, este sistema é homogêneo.
(V ) a areia pode ser separada dos outros dois constituintes por filtração.
(V ) petróleo e água sob forte agitação formam uma emulsão, com microgotículas de água dispersas
no petróleo.
(V ) a separação da areia também pode ser realizada por decantação.
(F ) o fato de o petróleo permanecer acima da água é uma indicação de que este é mais denso que a
água.
12) (Mackenzie 2012) Durante a realização de uma aula prática, a respeito da separação de
misturas, o professor trouxe aos alunos três frascos A, B e C, contendo as seguintes misturas
binárias:
A: Líquida homogênea, cujos pontos de ebulição diferem em 25 °C.
B: Sólida heterogênea, composta por naftalina (naftaleno) moída e areia.
C: Sólido-líquida homogênea, composta por NaCl e água.
Assinale a alternativa que contém, respectivamente, os processos utilizados para a separação
inequívoca dos componentes das misturas A, B e C.
a) destilação simples, sublimação e filtração.
b) evaporação, catação e destilação fracionada.
c) destilação fracionada, separação magnética e destilação simples.
d) destilação fracionada, sublimação e destilação simples.
e) destilação simples, evaporação e destilação fracionada.
13) (Unimontes MG) A figura abaixo mostra o experimento de Rutherford com o uso de uma lâmina
de ouro e partículas.
Supondo que esse experimento fosse realizado com
átomos que tivessem a estrutura proposta pelo modelo de
Thomson, pode-se afirmar que
a) as partículas α atravessariam a lâmina de ouro, sendo
observados poucos desvios.
b) o anteparo apresentaria manchas luminosas dispersas
de forma homogênea.
c) os átomos da folha de ouro impediriam totalmente a
passagem das partículas α.
d) os núcleos e elétrons dos átomos da lâmina de ouro
absorveriam as partículas.
14) (UFG GO) O esquema a seguir representa de modo simplificado o experimento de J. J. Thomson.
Um feixe de partículas sai do cátodo, passa através de um orifício no ânodo e sofre a influência das
placas metálicas A e B.
De acordo com esse esquema, o feixe se aproxima de A quando
a) as placas A e B forem negativas.
b) a placa A for negativa e a B, positiva.
c) a placa A for positiva e a B negativa.
d) as placas A e B forem positivas.
e) as placas A e B forem neutras.
5
15) (UFU-MG) As afirmativas abaixo descrevem estudos sobre modelos atômicos, realizados por Niels
Bohr, John Dalton e Ernest Rutherford.
I. Partículas alfa foram desviadas de seu trajeto, devido à repulsão que o núcleo denso e a carga
positiva do metal exerceram.
II. Átomos (esferas indivisíveis e permanentes) de um elemento são idênticos em todas as suas
propriedades. Átomos de elementos diferentes têm propriedades diferentes.
III. Os elétrons movem-se em órbitas, em torno do núcleo, sem perder ou ganhar energia.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta do relacionamento desses estudos com seus
autores.
a) Rutherford, Dalton, Bohr
b) Rutherford, Bohr, Dalton
c) Dalton, Rutherford, Bohr
d) Dalton, Bohr, Rutherford
16) (UFC CE) Na tentativa de montar o intrincado quebra-cabeça da evolução humana, pesquisadores
têm utilizado relações que envolvem elementos de mesmo número atômico e diferentes números de
massa para fazer a datação de fósseis originados em sítios arqueológicos. Quanto a estes elementos,
é correto afirmar que são:
a) isóbaros.
b) isótonos.
c) isótopos.
d) alótropos.
e) isômeros.
17) (Uece) Dalton, na sua teoria atômica, propôs, entre outras hipóteses, que: "Os átomos de um
determinado elemento são idênticos em massa".
À luz dos conhecimentos atuais podemos afirmar que:
a) a hipótese é verdadeira, pois foi confirmada pela descoberta dos isótopos.
b) a hipótese é verdadeira, pois foi confirmada pela descoberta dos isótonos.
c) a hipótese é falsa, pois com a descoberta dos isótopos, verificou-se que átomos do mesmo
elemento químico podem ter massas diferentes.
d) A hipótese é falsa, pois com a descoberta dos isóbaros, verificou-se que átomos do mesmo
elemento químico podem ter massas diferentes.
18) (UNIRIO RJ) Um átomo do elemento químico X perde 3 elétrons para formar o cátion X3+ com 21
elétrons. O elemento químico X é isótopo do elemento químico W que possui 32 nêutrons. Outro
átomo do elemento químico Y possui número de massa (A) igual a 55, sendo isóbaro do elemento
químico X. Com base nas informações fornecidas:
a) determine o número de massa (A) e o número atômico (Z) do elemento químico X; A=55 Z= 24
b) o número de massa (A) do elemento químico W. A=56
19) (UFPE/2010.2 – CTG) Na construção do seu modelo atômico, Bohr aceitou a ideia de Rutherford
sobre o movimento do elétron em órbitas circulares e rejeitou o princípio clássico, segundo o qual
corpos carregados em movimento irradiam energia. Qual das afirmações a seguir, não está de acordo
com a estrutura e aplicações do modelo proposto por Bohr?
A) Ao percorrer uma dada órbita, o elétron mantém uma energia definida e constante.
B) Somente certos níveis discretos de energia são permitidos para o elétron.
C) O espectro de raias do átomo de hidrogênio pode ser interpretado em termos de um diagrama de
níveis de energia.
D) O modelo atômico de Bohr aplica-se com êxito exclusivamente ao átomo de hidrogênio.
E) A teoria conhecida como mecânica ondulatória ou mecânica quântica confirma os resultados
obtidos com o modelo de Bohr, dentro dos limites de suas aplicações.
6
20) (UFOP-MG) Bohr atribuiu a emissão de espectros de linhas pelos átomos:
a) à quantização centrífuga de elétrons de alta energia.
b) à troca de energia entre elétrons de baixa energia com elétrons de alta energia.
c) à polarização seletiva dos elétrons em orbitais.
d) ao retorno de elétrons excitados para estados de mais baixa energia.
e) ao colapso de elétrons de baixa energia no interior do núcleo.
21) (UFR-RJ) O íon Fe++
, que faz parte da molécula de hemoglobina e integra o sistema de transporte
de oxigênio no interior do corpo, possui 24 elétrons e número de massa igual a 56. O número atômico
e o número de nêutrons desse íon correspondem, respectivamente, a:
a) Z = 26 e n = 30.
b) Z = 24 e n = 30.
c) Z = 24 e n = 32.
d) Z = 30 e n = 24.
e) Z = 26 e n = 32.
22 (UFRS) Ao comparar-se os íons K+
e Br–
com os respectivos átomos neutros de que se originaram,
pode-se verificar que:
a) houve manutenção da carga nuclear de ambos os íons;
b) o número de elétrons permanece inalterado;
c) o número de prótons sofreu alteração em sua quantidade;
d) ambos os íons são provenientes de átomos que perderam elétrons;
e) o cátion originou-se do átomo neutro a partir do recebimento de um elétron.
23) (FUVEST-SP) As espécies Fe2+
e Fe3+
, provenientes de isótopos distintos do ferro, diferem entre
si, quanto ao número
a) atômico e ao número de oxidação.
b) atômico e ao raio iônico.
c) de prótons e ao número de elétrons.
d) de elétrons e ao número de nêutrons.
e) de prótons e ao número de nêutrons.
24) (UFRGS) Partículas alfa, partículas beta e raios gama podem ser emitidos por átomos radioativos.
As partículas alfa são íons de hélio carregados positivamente. As partículas beta são elétrons. Os
raios gama são ondas eletromagnéticas de frequência muito alta. Na desintegração de 88Ra226
resultando na formação de um núcleo 86Rn222
, pode-se inferir que houve a emissão
a) de apenas de raios gama.
b) de uma partícula alfa.
c) de uma partícula beta.
d) de duas partículas beta e duas partículas alfa.
e) de raios gama e de duas partículas beta.
25) (UFRGS) Num reator, núcleos de U235
capturam nêutrons e então sofrem um processo de
fragmentação em núcleos mais leves, liberando energia e emitindo nêutrons. Este processo é
conhecido como
a) fusão.
b) fissão.
c) espalhamento.
d) reação termonuclear.
e) aniquilação
7
26. A fenolftaleína apresenta propriedades catárticas (favorece a eliminação das fezes) e por isso era
usada, em mistura com α-lactose monoidratada, na proporção de 1:4 em peso (ou seja, 20% em
massa de fenolftaleína), na formulação de certo laxante.
Considere algumas propriedades das substâncias.
Substância cor
Temperatura (
o
C) de Solubilidade em
fusão ebulição Água etanol
Fenolftaleína branca 262,5
Não há,
pois se
decompõe.
Praticamente
insolúvel
6,7 g/100 mL a
25ºC
α-lactose
monoidratada
branca 201,5
Não há,
pois se
decompõe.
25 g/100 mL a 25ºC
95 g/100 mL a 80ºC
Praticamente
insolúvel
Etanol incolor -114,3 78,4 Miscível ----
Deseja-se separar e purificar essas duas substâncias, em uma amostra de 100 g da mistura. Com
base nas informações do quadro, foi proposto o procedimento representado no fluxograma:
A) CALCULE a quantidade mínima de etanol necessária para dissolver completamente toda a
fenolftaleína presente na mistura.
Raciocínio
Resposta final:
B) EXPLIQUE a constituição do filtrado B.
C) Supondo que não ocorram perdas nas etapas, CALCULE a quantidade de lactose obtida no
final da separação.
Raciocínio
Resposta final:
8
ÓLEO
VEGETAL
ÁGUA COM
CORANTE
COMPRIMIDO
EFERVESCENTE
D) CITE duas propriedades do filtrado A.
E) QUAIS os processos foram empregados na separação da mistura?
27. Na nossa aula de laboratório observamos uma luminária conhecida como lâmpada de lava ou
lava-luz (figura 1) e fizemos uma “quase lâmpada de lava” (figura 2) e uma “lava de óleo e sal”
(figura 3).
A) Sabendo que a gota 3 está em movimento ascendente e que a gota 2 em movimento
descendente, COMPARE as densidades das gotas com a do líquido.
ÁGUA
ÓLEO
VEGETAL
SAL DE
COZINHA
FIGURA 1 –
Lâmpada de lava
FIGURA 2 – Quase
lâmpada de lava
FIGURA 3 – Lava de óleo
e sal
GOTA 1
GOTA 3
LÍQUIDO
TOPO
GOTA 2
BASE
COM UMA
LÂMPADA
9
B) EXPLIQUE o funcionamento da quase lâmpada de lava.
C) QUAL outro material poderia substituir o sal de cozinha na lava de óleo e sal? Justifique sua
escolha baseando-se nas propriedades dos materiais importantes para o experimento.
28. Considere as seguintes informações, além daquelas que você deve conhecer em função das aulas
do nosso laboratório:
I. Carbonatos e bicarbonatos de metais alcalinos (grupo 1 da tabela periódica) são solúveis
em água e não reagem com tetracloreto de carbono.
II. Carbonatos de metais alcalinos terrosos (grupo 2 da tabela periódica) são praticamente
insolúveis em água e não reagem com tetracloreto de carbono.
III. Tetracloreto de carbono (CCl4) é líquido na temperatura ambiente, insolúvel em água e
com densidade a 20ºC igual a 1,59 g/cm3
.
IV.Carbonatos, bicarbonatos e cloretos sólidos apresentam densidade maior que 1,50 g/cm3
V. Cloreto de prata é um sólido praticamente insolúvel.
Um químico possui 6 frascos de amostras não identificadas. As amostras podem ser constituídas,
não necessariamente nesta ordem, pelos seguintes materiais:
· Solução aquosa de cloreto de potássio - KCl (aq)
· Solução aquosa de ácido clorídrico - HCl (aq)
· Água de cal - Ca(OH)2 (aq)
· Tetracloreto de carbono - CCl4
· Carbonato de estrôncio - SrCO3
· Bicarbonato de potássio - KHCO3
Foram feitos alguns testes com as amostras obtendo-se os seguintes resultados:
frasco Resultado do teste Nome da amostra
A Possui temperaturas de fusão e ebulição variáveis Solução aquosa de ácido clorídrico
B
Soprando com um canudinho dentro da amostra,
ela se torna turva.
Água de cal
C
Quando é feita a pirólise da amostra em pó,
ocorre diminuição da massa e as paredes do tubo
ficam molhadas.
Bicarbonato de potássio
D
Adicionando uma colher rasa da amostra (líquida
ou sólida) em um copo contendo 500 mL de água,
forma-se um sistema bifásico.
Tetracloreto de carbono
10
E
Adicionando uma solução de ácido acético sobre
a amostra, ocorre a formação de bolhas.
Carbonato de estrôncio
F
Adicionando uma colher rasa de carbonato de
sódio na amostra, o sistema fica homogêneo
Solução aquosa de cloreto de
potássio
A) PREENCHA o quadro com o nome das amostras após a sua identificação.
B) EXPLIQUE a identificação da amostra C.
C) QUE tipo de reação ocorre quando é adicionado a amostra F, uma solução de nitrato de prata
- AgNO3?
D) ELABORE um modelo em termos microscópicos para o sistema formado por tetracloreto de
carbono e água. Faça uma legenda em termos atômico.
Modelo Legenda

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Funções Orgânicas Nitrogenadas e Sulfuradas
Funções Orgânicas Nitrogenadas e SulfuradasFunções Orgânicas Nitrogenadas e Sulfuradas
Funções Orgânicas Nitrogenadas e SulfuradasKaires Braga
 
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equações
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equaçõesFísico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equações
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equaçõesEspaço Crescer Centro de Estudos
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correçãovaltervnunes
 
Exercicios Matematica 6 ano
Exercicios Matematica 6 anoExercicios Matematica 6 ano
Exercicios Matematica 6 anobiozana
 
Teste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto EditoraTeste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto EditoraZé Mário
 
Química Orgânica 1 - ENEM 2014
Química Orgânica 1 - ENEM 2014Química Orgânica 1 - ENEM 2014
Química Orgânica 1 - ENEM 2014Joelson Barral
 
Powerpoint - Ficha 1 e 2
Powerpoint - Ficha 1 e 2 Powerpoint - Ficha 1 e 2
Powerpoint - Ficha 1 e 2 filipereira
 
A importância da Informática no Mercado de Trabalho
A importância da Informática no Mercado de TrabalhoA importância da Informática no Mercado de Trabalho
A importância da Informática no Mercado de TrabalhoLaurentino Mello
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slideJoelson Barral
 
Excel exercicio 1
Excel exercicio 1Excel exercicio 1
Excel exercicio 1IEFP
 
Apostila quimica-orgânica-ana-paula
Apostila quimica-orgânica-ana-paulaApostila quimica-orgânica-ana-paula
Apostila quimica-orgânica-ana-paulaLuis Silva
 
Os músculos. informativa e formativa.
Os músculos. informativa e formativa.Os músculos. informativa e formativa.
Os músculos. informativa e formativa.Lúcia Mendonça
 

Mais procurados (20)

Trabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficasTrabalho de grupo politicas demograficas
Trabalho de grupo politicas demograficas
 
1ª ficha avalia_aliment_sist_dig
1ª ficha avalia_aliment_sist_dig1ª ficha avalia_aliment_sist_dig
1ª ficha avalia_aliment_sist_dig
 
Funções Orgânicas Nitrogenadas e Sulfuradas
Funções Orgânicas Nitrogenadas e SulfuradasFunções Orgânicas Nitrogenadas e Sulfuradas
Funções Orgânicas Nitrogenadas e Sulfuradas
 
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equações
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equaçõesFísico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equações
Físico-Química 8º ano - Lei de Lavoisier e Acerto de equações
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
 
Exercicios Matematica 6 ano
Exercicios Matematica 6 anoExercicios Matematica 6 ano
Exercicios Matematica 6 ano
 
hidrocarbonetos
hidrocarbonetoshidrocarbonetos
hidrocarbonetos
 
Funções químicas
Funções químicasFunções químicas
Funções químicas
 
Teste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto EditoraTeste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto Editora
 
Química Orgânica 1 - ENEM 2014
Química Orgânica 1 - ENEM 2014Química Orgânica 1 - ENEM 2014
Química Orgânica 1 - ENEM 2014
 
Powerpoint - Ficha 1 e 2
Powerpoint - Ficha 1 e 2 Powerpoint - Ficha 1 e 2
Powerpoint - Ficha 1 e 2
 
A importância da Informática no Mercado de Trabalho
A importância da Informática no Mercado de TrabalhoA importância da Informática no Mercado de Trabalho
A importância da Informática no Mercado de Trabalho
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Excel exercicio 1
Excel exercicio 1Excel exercicio 1
Excel exercicio 1
 
Micróbios
MicróbiosMicróbios
Micróbios
 
Apostila quimica-orgânica-ana-paula
Apostila quimica-orgânica-ana-paulaApostila quimica-orgânica-ana-paula
Apostila quimica-orgânica-ana-paula
 
Os músculos. informativa e formativa.
Os músculos. informativa e formativa.Os músculos. informativa e formativa.
Os músculos. informativa e formativa.
 
Hidrocarbonetos 3a2
Hidrocarbonetos   3a2Hidrocarbonetos   3a2
Hidrocarbonetos 3a2
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Aula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema BinárioAula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema Binário
 

Destaque

Métodos de separação
Métodos de separaçãoMétodos de separação
Métodos de separaçãoMarco Bumba
 
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigoQuestões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigoZé Knust
 
Lista de exerccios
Lista de exercciosLista de exerccios
Lista de exercciosSabrina Abud
 
Exercícios - ligações
Exercícios - ligaçõesExercícios - ligações
Exercícios - ligaçõesIsabella Silva
 
Leituras de fisica 5 electromagnetismo
Leituras de fisica 5 electromagnetismoLeituras de fisica 5 electromagnetismo
Leituras de fisica 5 electromagnetismopacosantos
 
ENEM 2013 QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREU
ENEM 2013   QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREUENEM 2013   QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREU
ENEM 2013 QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREUFernando Abreu
 
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016paulomigoto
 
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2universiabrasil
 
Áreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras PlanasÁreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras PlanasThi Lima
 
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-anoRicardo Araujo
 
Aula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturasAula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturasprofmauricioquimcia
 
Exercícis mudanças de estado físico
Exercícis mudanças de estado físicoExercícis mudanças de estado físico
Exercícis mudanças de estado físicoalexgrandi
 
Lista estrutura molecular 2
Lista estrutura molecular 2Lista estrutura molecular 2
Lista estrutura molecular 2alexgrandi
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasRodrigo Sampaio
 

Destaque (20)

Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015
 
Métodos de separação
Métodos de separaçãoMétodos de separação
Métodos de separação
 
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigoQuestões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
Questões de vestibulares e ENEM sobre o Mediterrâneo antigo
 
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTARGABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
 
Lista de exerccios
Lista de exercciosLista de exerccios
Lista de exerccios
 
Exercícios de processos de separação de misturas
Exercícios de processos de separação de misturasExercícios de processos de separação de misturas
Exercícios de processos de separação de misturas
 
Exercícios - ligações
Exercícios - ligaçõesExercícios - ligações
Exercícios - ligações
 
Leituras de fisica 5 electromagnetismo
Leituras de fisica 5 electromagnetismoLeituras de fisica 5 electromagnetismo
Leituras de fisica 5 electromagnetismo
 
ENEM 2013 QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREU
ENEM 2013   QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREUENEM 2013   QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREU
ENEM 2013 QUÍMICA - PROF. FERNANDO ABREU
 
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
 
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2
Prova Fuvest 2012 - 2ª Fase - Dia 2
 
Caderno5
Caderno5Caderno5
Caderno5
 
1osimulado propriedades
1osimulado propriedades1osimulado propriedades
1osimulado propriedades
 
Áreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras PlanasÁreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras Planas
 
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
17117212 lista-exercicios-separacao-de-misturas-1-ano
 
Apostila dom paulo
Apostila dom pauloApostila dom paulo
Apostila dom paulo
 
Aula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturasAula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturas
 
Exercícis mudanças de estado físico
Exercícis mudanças de estado físicoExercícis mudanças de estado físico
Exercícis mudanças de estado físico
 
Lista estrutura molecular 2
Lista estrutura molecular 2Lista estrutura molecular 2
Lista estrutura molecular 2
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
 

Semelhante a Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito

Lista de exerccios quimica
Lista de exerccios quimicaLista de exerccios quimica
Lista de exerccios quimicaOsileia Monteiro
 
Trabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodoTrabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodonildeci nascimento
 
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Kaires Braga
 
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdfExame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdfHadrianlorrandasilva
 
Prova recuperação 2013 1serie_v4
Prova recuperação 2013 1serie_v4Prova recuperação 2013 1serie_v4
Prova recuperação 2013 1serie_v4Claudia Cinara Braga
 
Exercicios gerais
Exercicios geraisExercicios gerais
Exercicios geraisSEED
 
Lista 2 ano final nox
Lista 2 ano final noxLista 2 ano final nox
Lista 2 ano final noxRenato Souza
 
1ª lista de exercícios-Físico-Química
1ª lista de exercícios-Físico-Química1ª lista de exercícios-Físico-Química
1ª lista de exercícios-Físico-QuímicaBiomedicina_
 
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3Maiquel Vieira
 
Apostila oficial quimica propriedades
Apostila oficial quimica  propriedadesApostila oficial quimica  propriedades
Apostila oficial quimica propriedadesSantos Raimundo
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - unoOswaldo Stanziola
 

Semelhante a Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito (20)

Lista de exerccios quimica
Lista de exerccios quimicaLista de exerccios quimica
Lista de exerccios quimica
 
1º ano
1º ano1º ano
1º ano
 
01.docx
01.docx01.docx
01.docx
 
Trabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodoTrabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodo
 
1º ano
1º ano1º ano
1º ano
 
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
 
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdfExame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
 
Prova recuperação 2013 1serie_v4
Prova recuperação 2013 1serie_v4Prova recuperação 2013 1serie_v4
Prova recuperação 2013 1serie_v4
 
Pucmg2007
Pucmg2007Pucmg2007
Pucmg2007
 
Exercicios gerais
Exercicios geraisExercicios gerais
Exercicios gerais
 
Lista 2 ano final nox
Lista 2 ano final noxLista 2 ano final nox
Lista 2 ano final nox
 
Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)
 
1ª lista de exercícios-Físico-Química
1ª lista de exercícios-Físico-Química1ª lista de exercícios-Físico-Química
1ª lista de exercícios-Físico-Química
 
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
 
Apostila oficial quimica propriedades
Apostila oficial quimica  propriedadesApostila oficial quimica  propriedades
Apostila oficial quimica propriedades
 
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar
ExercciosderevisoparaavaliaosuplementarExercciosderevisoparaavaliaosuplementar
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar
 
1ª lista química - revisão geral - uno
1ª lista   química - revisão geral - uno1ª lista   química - revisão geral - uno
1ª lista química - revisão geral - uno
 
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTARGABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
GABARITO EXERCÍCIOS SUPLEMENTAR
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabaritoExercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
 

Mais de ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES

Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuição
Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuiçãoCorreção de exercícios sobre tabela periódica e distribuição
Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuiçãoProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 

Mais de ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES (20)

Unidade1 pag 4 a 10
Unidade1  pag 4 a 10Unidade1  pag 4 a 10
Unidade1 pag 4 a 10
 
Aula polímeros 2014
Aula polímeros 2014Aula polímeros 2014
Aula polímeros 2014
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
Gabarito ligaçãometalica
Gabarito ligaçãometalicaGabarito ligaçãometalica
Gabarito ligaçãometalica
 
Gabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicasGabarito propriedades periódicas
Gabarito propriedades periódicas
 
Simulado de prop periodicas
Simulado de prop periodicasSimulado de prop periodicas
Simulado de prop periodicas
 
Simulado de ligações químicas
Simulado de ligações químicasSimulado de ligações químicas
Simulado de ligações químicas
 
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
 
Unidade6 a 2014_csa_v3_gabaritop269a275
Unidade6 a 2014_csa_v3_gabaritop269a275Unidade6 a 2014_csa_v3_gabaritop269a275
Unidade6 a 2014_csa_v3_gabaritop269a275
 
Propriedades coligativas
Propriedades coligativasPropriedades coligativas
Propriedades coligativas
 
Titulação 2014
Titulação 2014Titulação 2014
Titulação 2014
 
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabaritoExercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
Exercciosderevisoparaavaliaosuplementar gabarito
 
Aula lig metalica_2014
Aula lig metalica_2014Aula lig metalica_2014
Aula lig metalica_2014
 
Ligaçãox propriedades v2_2014
Ligaçãox propriedades v2_2014Ligaçãox propriedades v2_2014
Ligaçãox propriedades v2_2014
 
Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuição
Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuiçãoCorreção de exercícios sobre tabela periódica e distribuição
Correção de exercícios sobre tabela periódica e distribuição
 
Leis ponderais 2014 v2
Leis ponderais 2014 v2Leis ponderais 2014 v2
Leis ponderais 2014 v2
 
Tabela 2014 csa
Tabela 2014 csaTabela 2014 csa
Tabela 2014 csa
 
Luminescência 2014 sintético
Luminescência 2014 sintéticoLuminescência 2014 sintético
Luminescência 2014 sintético
 
Balanceamento 2014 csa
Balanceamento 2014 csaBalanceamento 2014 csa
Balanceamento 2014 csa
 
Estequiometria 2014 csa_parte II
Estequiometria 2014 csa_parte IIEstequiometria 2014 csa_parte II
Estequiometria 2014 csa_parte II
 

Claudiacinara exercíciosrevisão 08072013_gabarito

  • 1. 1 Nome: No : Série: 1ª Turma: Ensino Médio Data: 08/07/2013 EXERCÍCIOS DE REVISÃO - 2ª ETAPA Valor Nota Prof: Luciane e Cláudia 1 18 1A 8A 1 2 1o H 2 13 14 15 16 17 He 1,0 2A 3A 4A 5A 6A 7A 4,0 3 4 No atômico 5 6 7 8 9 10 2o Li Be Símbolo B C N O F Ne 6,9 9,0 Massa atômica 10,8 12,0 14,0 16,0 19,0 20,2 11 12 13 14 15 16 17 18 3o Na Mg 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Al Si P S Cl Ar 23,0 24,3 3B 4B 5B 6B 7B 8B 1B 2B 27,0 28,1 31,0 32,1 35,5 39,9 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 4o K Ca Sc Ti V Cr Mn Fe Co Ni Cu Zn Ga Ge As Se Br Kr 39,1 40,1 45,0 47,9 50,9 52,0 54,9 55,8 58,9 58,7 63,5 65,4 69,7 72,6 74,9 79,0 79,9 83,8 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 5o Rb Sr Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe 85,5 87,6 88,9 91,2 92,9 95,9 101,1 102,9 106,4 107,9 112,4 114,8 118,7 121,8 127,6 126,9 131,3 55 56 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 6o Cs Ba 57-71 Hf Ta W Re Os Ir Pt Au Hg Tl Pb Bi Po At Rn 132,9 137,3 178,5 180,9 183,8 186,2 190,2 192,2 195,1 197,0 200,6 204,4 207,2 209,0 87 88 104 105 106 107 108 109 110 111 112 114 116 7o Fr Ra 89-103 Rf Db Sg Bh Hs Mt Ds Rg Cn Fl Lv 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 La Ce Pr Nd Pm Sm Eu Gd Tb Dy Ho Er Tm Yb Lu 138,9 140,1 140,9 144,2 150,4 152,0 157,3 158,9 162,5 164,9 167,3 168,9 173,0 175,0 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 Ac Th Pa U Np Pu Am Cm Bk Cf Es Fm Md No Lr 232,0 231 238,0 Adaptada de http://www.iupac.org/fileadmin/user_upload/news/IUPAC_Periodic_Table-1Jun12.pdf 1) (CESGRANRIO-RJ) A molécula da água apresenta: a) uma molécula de hidrogênio e meia molécula de oxigênio. b) uma molécula de hidrogênio e um átomo de oxigênio. c) dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio. d) meia molécula de hidrogênio e meia molécula de oxigênio. e) as substâncias hidrogênio e oxigênio. 2) (UF-SC) Na natureza, as três classes gerais em que todas as formas de matéria podem ser divididas são: elementos, compostos e misturas. Dados os materiais: I. Ouro II. Leite III. Cloreto de sódio Quais deles constituem, respectivamente, uma mistura, um composto e um elemento ? a) I, II, III b) II, III, I c) II, I, III d) III, I, II e) I, III, II
  • 2. 2 3) (FGV) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas. “Sendo C4H8O a fórmula molecular da butanona, pode-se afirmar que há treze ....................... em cada ............................ da referida substância.” a) átomos – molécula b) moléculas - átomo c) íons – molécula d) moléculas - íon e) átomos - íon 4) (UF-RS) São dadas as seguintes características de um sistema: I) É formado por um só tipo de átomos. II) Apresenta pontos de fusão e de ebulição constantes; III) É unifásico, incolor e inodoro; IV) Resiste a processos comuns de fracionamento. São critérios que definem uma substância pura: a) I e II b) II e IV c) I, II e IV d) II, III e IV e) I e IV. 5) Faça a associação (1) ventilação (2) flotação (3) dissolução fracionada (4) fusão fracionada (5) catação (6) levigação (7) peneiração ou tamisação (8) cristalização fracionada (9) separação magnética (4 ) Os componentes têm diferentes pontos de fusão (3 ) Só uma das fases se dissolve no líquido usado (5 ) Os fragmentos das diferentes fases, são relativamente grandes e visualmente diferentes entre si (1 ) Uma das fases é arrastada por uma corrente de ar, separando-se, assim, das outras (9 ) Só uma das fases é atraída pelo ímã (8 ) Todas os sólidos são solúveis no líquido usado (7 ) As fases estão reduzidas a grãos de diferentes tamanhos (6 ) Uma das fases é arrastada por uma corrente de água separando-se, assim, das outras (2 ) Usa-se um líquido de densidade intermediária em relação às densidades das fases e no qual as fases não se dissolvem 6) (UNISINOS-RS) Abaixo está esquematizado o fluxograma relativo à separação dos componentes de uma mistura constituída por azeite, água e açúcar totalmente dissolvido: Examinando o fluxograma apresentado, você identifica os processos 1 e 2 como sendo, respectivamente: a) destilação e filtração b) filtração e decantação c) decantação e destilação d) decantação e centrifugação e) filtração e centrifugação
  • 3. 3 7) (CESCEA) Misturas de água e álcool não podem ser separadas totalmente por destilação fracionada porque seus componentes: a) são líquidos que apresentam o mesmo ponto de ebulição; b) são homogêneos; c) formam mistura azeotrópica; d) apresentam a mesma pressão de vapor, à mesma temperatura; e) decompõe-se quando a mistura é aquecida. 8) (UF-PR) Um sistema heterogêneo é constituído de 2 fases, uma sólida e outra líquida. Submetido à filtração o sistema é desdobrado num sólido (sólido 1) e num líquido (líquido 1). O líquido 1 tem aparência homogênea e quando submetido à destilação se desdobra num sólido (sólido 2) e num líquido (líquido 2), ambos de aparência homogênea. Pelo esquema podemos concluir que: a) O sólido 2 e o líquido 2 são substâncias puras b) O líquido 1 é uma substância composta c) O líquido 2 é uma substância composta d) O sólido 2 é uma substância pura e) O líquido 1 é uma mistura homogênea. 9) (Ufpb 2012) O ar atmosférico, cuja composição até uma altura de 70 km varia muito pouco em qualquer lugar do planeta, é constituído predominantemente pelos gases N2 e O2. Em meio a esses gases, encontram-se dispersas partículas sólidas de origens naturais, provenientes da ação dos ventos sobre desertos, emanações de partículas vulcânicas, liberação de pólen de plantas, e outras partículas resultantes de queimadas e da poluição causada pelas fábricas e pelos veículos automotores. De acordo com essas informações, é correto afirmar que o ar atmosférico a) é uma substância composta. b) é uma substância gasosa. c) tem composição idêntica tanto na zona rural quanto na zona urbana. d) é uma mistura heterogênea. e) pode ser purificado por processo de destilação simples. 10) (Unioeste 2012) Uma empresa de reciclagem de resíduos industriais recebeu uma grande quantidade de resíduo industrial contendo basicamente uma mistura dos seguintes metais: mercúrio, alumínio e ferro. A empresa tem interesse em desenvolver um processo para a separação dos componentes desta mistura. Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela que fornece uma sequência adequada para a separação dos componentes da mistura. a) Centrifugação, sifonação e levigação. b) Catação, flotação e decantação. c) Destilação simples e separação magnética. d) Filtração, fusão fracionada, decantação e ventilação. e) Ventilação e levigação.
  • 4. 4 11) (Ufpe 2012) Considerando que o petróleo, ao ser extraído das profundezas do mar, vem misturado com água e areia, podemos afirmar que: (F ) por causa da elevada viscosidade do petróleo, este sistema é homogêneo. (V ) a areia pode ser separada dos outros dois constituintes por filtração. (V ) petróleo e água sob forte agitação formam uma emulsão, com microgotículas de água dispersas no petróleo. (V ) a separação da areia também pode ser realizada por decantação. (F ) o fato de o petróleo permanecer acima da água é uma indicação de que este é mais denso que a água. 12) (Mackenzie 2012) Durante a realização de uma aula prática, a respeito da separação de misturas, o professor trouxe aos alunos três frascos A, B e C, contendo as seguintes misturas binárias: A: Líquida homogênea, cujos pontos de ebulição diferem em 25 °C. B: Sólida heterogênea, composta por naftalina (naftaleno) moída e areia. C: Sólido-líquida homogênea, composta por NaCl e água. Assinale a alternativa que contém, respectivamente, os processos utilizados para a separação inequívoca dos componentes das misturas A, B e C. a) destilação simples, sublimação e filtração. b) evaporação, catação e destilação fracionada. c) destilação fracionada, separação magnética e destilação simples. d) destilação fracionada, sublimação e destilação simples. e) destilação simples, evaporação e destilação fracionada. 13) (Unimontes MG) A figura abaixo mostra o experimento de Rutherford com o uso de uma lâmina de ouro e partículas. Supondo que esse experimento fosse realizado com átomos que tivessem a estrutura proposta pelo modelo de Thomson, pode-se afirmar que a) as partículas α atravessariam a lâmina de ouro, sendo observados poucos desvios. b) o anteparo apresentaria manchas luminosas dispersas de forma homogênea. c) os átomos da folha de ouro impediriam totalmente a passagem das partículas α. d) os núcleos e elétrons dos átomos da lâmina de ouro absorveriam as partículas. 14) (UFG GO) O esquema a seguir representa de modo simplificado o experimento de J. J. Thomson. Um feixe de partículas sai do cátodo, passa através de um orifício no ânodo e sofre a influência das placas metálicas A e B. De acordo com esse esquema, o feixe se aproxima de A quando a) as placas A e B forem negativas. b) a placa A for negativa e a B, positiva. c) a placa A for positiva e a B negativa. d) as placas A e B forem positivas. e) as placas A e B forem neutras.
  • 5. 5 15) (UFU-MG) As afirmativas abaixo descrevem estudos sobre modelos atômicos, realizados por Niels Bohr, John Dalton e Ernest Rutherford. I. Partículas alfa foram desviadas de seu trajeto, devido à repulsão que o núcleo denso e a carga positiva do metal exerceram. II. Átomos (esferas indivisíveis e permanentes) de um elemento são idênticos em todas as suas propriedades. Átomos de elementos diferentes têm propriedades diferentes. III. Os elétrons movem-se em órbitas, em torno do núcleo, sem perder ou ganhar energia. Assinale a alternativa que indica a sequência correta do relacionamento desses estudos com seus autores. a) Rutherford, Dalton, Bohr b) Rutherford, Bohr, Dalton c) Dalton, Rutherford, Bohr d) Dalton, Bohr, Rutherford 16) (UFC CE) Na tentativa de montar o intrincado quebra-cabeça da evolução humana, pesquisadores têm utilizado relações que envolvem elementos de mesmo número atômico e diferentes números de massa para fazer a datação de fósseis originados em sítios arqueológicos. Quanto a estes elementos, é correto afirmar que são: a) isóbaros. b) isótonos. c) isótopos. d) alótropos. e) isômeros. 17) (Uece) Dalton, na sua teoria atômica, propôs, entre outras hipóteses, que: "Os átomos de um determinado elemento são idênticos em massa". À luz dos conhecimentos atuais podemos afirmar que: a) a hipótese é verdadeira, pois foi confirmada pela descoberta dos isótopos. b) a hipótese é verdadeira, pois foi confirmada pela descoberta dos isótonos. c) a hipótese é falsa, pois com a descoberta dos isótopos, verificou-se que átomos do mesmo elemento químico podem ter massas diferentes. d) A hipótese é falsa, pois com a descoberta dos isóbaros, verificou-se que átomos do mesmo elemento químico podem ter massas diferentes. 18) (UNIRIO RJ) Um átomo do elemento químico X perde 3 elétrons para formar o cátion X3+ com 21 elétrons. O elemento químico X é isótopo do elemento químico W que possui 32 nêutrons. Outro átomo do elemento químico Y possui número de massa (A) igual a 55, sendo isóbaro do elemento químico X. Com base nas informações fornecidas: a) determine o número de massa (A) e o número atômico (Z) do elemento químico X; A=55 Z= 24 b) o número de massa (A) do elemento químico W. A=56 19) (UFPE/2010.2 – CTG) Na construção do seu modelo atômico, Bohr aceitou a ideia de Rutherford sobre o movimento do elétron em órbitas circulares e rejeitou o princípio clássico, segundo o qual corpos carregados em movimento irradiam energia. Qual das afirmações a seguir, não está de acordo com a estrutura e aplicações do modelo proposto por Bohr? A) Ao percorrer uma dada órbita, o elétron mantém uma energia definida e constante. B) Somente certos níveis discretos de energia são permitidos para o elétron. C) O espectro de raias do átomo de hidrogênio pode ser interpretado em termos de um diagrama de níveis de energia. D) O modelo atômico de Bohr aplica-se com êxito exclusivamente ao átomo de hidrogênio. E) A teoria conhecida como mecânica ondulatória ou mecânica quântica confirma os resultados obtidos com o modelo de Bohr, dentro dos limites de suas aplicações.
  • 6. 6 20) (UFOP-MG) Bohr atribuiu a emissão de espectros de linhas pelos átomos: a) à quantização centrífuga de elétrons de alta energia. b) à troca de energia entre elétrons de baixa energia com elétrons de alta energia. c) à polarização seletiva dos elétrons em orbitais. d) ao retorno de elétrons excitados para estados de mais baixa energia. e) ao colapso de elétrons de baixa energia no interior do núcleo. 21) (UFR-RJ) O íon Fe++ , que faz parte da molécula de hemoglobina e integra o sistema de transporte de oxigênio no interior do corpo, possui 24 elétrons e número de massa igual a 56. O número atômico e o número de nêutrons desse íon correspondem, respectivamente, a: a) Z = 26 e n = 30. b) Z = 24 e n = 30. c) Z = 24 e n = 32. d) Z = 30 e n = 24. e) Z = 26 e n = 32. 22 (UFRS) Ao comparar-se os íons K+ e Br– com os respectivos átomos neutros de que se originaram, pode-se verificar que: a) houve manutenção da carga nuclear de ambos os íons; b) o número de elétrons permanece inalterado; c) o número de prótons sofreu alteração em sua quantidade; d) ambos os íons são provenientes de átomos que perderam elétrons; e) o cátion originou-se do átomo neutro a partir do recebimento de um elétron. 23) (FUVEST-SP) As espécies Fe2+ e Fe3+ , provenientes de isótopos distintos do ferro, diferem entre si, quanto ao número a) atômico e ao número de oxidação. b) atômico e ao raio iônico. c) de prótons e ao número de elétrons. d) de elétrons e ao número de nêutrons. e) de prótons e ao número de nêutrons. 24) (UFRGS) Partículas alfa, partículas beta e raios gama podem ser emitidos por átomos radioativos. As partículas alfa são íons de hélio carregados positivamente. As partículas beta são elétrons. Os raios gama são ondas eletromagnéticas de frequência muito alta. Na desintegração de 88Ra226 resultando na formação de um núcleo 86Rn222 , pode-se inferir que houve a emissão a) de apenas de raios gama. b) de uma partícula alfa. c) de uma partícula beta. d) de duas partículas beta e duas partículas alfa. e) de raios gama e de duas partículas beta. 25) (UFRGS) Num reator, núcleos de U235 capturam nêutrons e então sofrem um processo de fragmentação em núcleos mais leves, liberando energia e emitindo nêutrons. Este processo é conhecido como a) fusão. b) fissão. c) espalhamento. d) reação termonuclear. e) aniquilação
  • 7. 7 26. A fenolftaleína apresenta propriedades catárticas (favorece a eliminação das fezes) e por isso era usada, em mistura com α-lactose monoidratada, na proporção de 1:4 em peso (ou seja, 20% em massa de fenolftaleína), na formulação de certo laxante. Considere algumas propriedades das substâncias. Substância cor Temperatura ( o C) de Solubilidade em fusão ebulição Água etanol Fenolftaleína branca 262,5 Não há, pois se decompõe. Praticamente insolúvel 6,7 g/100 mL a 25ºC α-lactose monoidratada branca 201,5 Não há, pois se decompõe. 25 g/100 mL a 25ºC 95 g/100 mL a 80ºC Praticamente insolúvel Etanol incolor -114,3 78,4 Miscível ---- Deseja-se separar e purificar essas duas substâncias, em uma amostra de 100 g da mistura. Com base nas informações do quadro, foi proposto o procedimento representado no fluxograma: A) CALCULE a quantidade mínima de etanol necessária para dissolver completamente toda a fenolftaleína presente na mistura. Raciocínio Resposta final: B) EXPLIQUE a constituição do filtrado B. C) Supondo que não ocorram perdas nas etapas, CALCULE a quantidade de lactose obtida no final da separação. Raciocínio Resposta final:
  • 8. 8 ÓLEO VEGETAL ÁGUA COM CORANTE COMPRIMIDO EFERVESCENTE D) CITE duas propriedades do filtrado A. E) QUAIS os processos foram empregados na separação da mistura? 27. Na nossa aula de laboratório observamos uma luminária conhecida como lâmpada de lava ou lava-luz (figura 1) e fizemos uma “quase lâmpada de lava” (figura 2) e uma “lava de óleo e sal” (figura 3). A) Sabendo que a gota 3 está em movimento ascendente e que a gota 2 em movimento descendente, COMPARE as densidades das gotas com a do líquido. ÁGUA ÓLEO VEGETAL SAL DE COZINHA FIGURA 1 – Lâmpada de lava FIGURA 2 – Quase lâmpada de lava FIGURA 3 – Lava de óleo e sal GOTA 1 GOTA 3 LÍQUIDO TOPO GOTA 2 BASE COM UMA LÂMPADA
  • 9. 9 B) EXPLIQUE o funcionamento da quase lâmpada de lava. C) QUAL outro material poderia substituir o sal de cozinha na lava de óleo e sal? Justifique sua escolha baseando-se nas propriedades dos materiais importantes para o experimento. 28. Considere as seguintes informações, além daquelas que você deve conhecer em função das aulas do nosso laboratório: I. Carbonatos e bicarbonatos de metais alcalinos (grupo 1 da tabela periódica) são solúveis em água e não reagem com tetracloreto de carbono. II. Carbonatos de metais alcalinos terrosos (grupo 2 da tabela periódica) são praticamente insolúveis em água e não reagem com tetracloreto de carbono. III. Tetracloreto de carbono (CCl4) é líquido na temperatura ambiente, insolúvel em água e com densidade a 20ºC igual a 1,59 g/cm3 . IV.Carbonatos, bicarbonatos e cloretos sólidos apresentam densidade maior que 1,50 g/cm3 V. Cloreto de prata é um sólido praticamente insolúvel. Um químico possui 6 frascos de amostras não identificadas. As amostras podem ser constituídas, não necessariamente nesta ordem, pelos seguintes materiais: · Solução aquosa de cloreto de potássio - KCl (aq) · Solução aquosa de ácido clorídrico - HCl (aq) · Água de cal - Ca(OH)2 (aq) · Tetracloreto de carbono - CCl4 · Carbonato de estrôncio - SrCO3 · Bicarbonato de potássio - KHCO3 Foram feitos alguns testes com as amostras obtendo-se os seguintes resultados: frasco Resultado do teste Nome da amostra A Possui temperaturas de fusão e ebulição variáveis Solução aquosa de ácido clorídrico B Soprando com um canudinho dentro da amostra, ela se torna turva. Água de cal C Quando é feita a pirólise da amostra em pó, ocorre diminuição da massa e as paredes do tubo ficam molhadas. Bicarbonato de potássio D Adicionando uma colher rasa da amostra (líquida ou sólida) em um copo contendo 500 mL de água, forma-se um sistema bifásico. Tetracloreto de carbono
  • 10. 10 E Adicionando uma solução de ácido acético sobre a amostra, ocorre a formação de bolhas. Carbonato de estrôncio F Adicionando uma colher rasa de carbonato de sódio na amostra, o sistema fica homogêneo Solução aquosa de cloreto de potássio A) PREENCHA o quadro com o nome das amostras após a sua identificação. B) EXPLIQUE a identificação da amostra C. C) QUE tipo de reação ocorre quando é adicionado a amostra F, uma solução de nitrato de prata - AgNO3? D) ELABORE um modelo em termos microscópicos para o sistema formado por tetracloreto de carbono e água. Faça uma legenda em termos atômico. Modelo Legenda