SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof.Rodriguinho
1 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
01) O gráfico mostra a curva de solubilidade do sal dicromato de potássio em água.
Uma solução aquosa de dicromato de potássio, quando resfriada a 40 ºC, formou 240 g de sal
cristalizado.Se essa mesma solução fosse resfriada a 10ºC, teria formado 340 g de sal
cristalizado. Considerando-se que a cristalização é completa nas temperaturas examinadas,
pode-se afirmar que a massa dessa solução de dicromato de potássio é igual a
(A) 1.000 g.
(B) 950 g.
(C) 890 g.
(D) 800 g.
(E) 315 g.
02) As explorações dos mares podem ter conotações diversas, como o conhecimento de locais
e rotas não navegados anteriormente, ou a obtenção dos materiais desse recurso.
Um dos materiais mais conhecidos obtidos dos mares é o sal de cozinha, uma mistura cujo
principal componente é o NaCl. Considerando o que a concentração média de NaCl no mar é
de 25,0 g/L, ao secar, numa salina, 50 m
3
de água salgada, pode-se obter, no máximo, uma
quantidade, em mol, de NaCl, aproximadamente igual a
(A) 3,5 × 10
3
(B) 6,0 × 10
3
(C) 2,1 × 10
4
(D) 5,4 × 10
4
(E) 9,5 × 10
4
03) Observe o gráfico.
A quantidade de clorato de sódio capaz de atingir a saturação em 500 g de água na
temperatura de 60 °C, em grama, é aproximadamente igual a:
a) 70.
b) 140.
c) 210.
d) 480.
e) 700.
Prof.Rodriguinho
2 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
04) O gráfico a seguir representa a curva de solubilidade do nitrato de potássio (KNO3) em
água.
A 70 °C, foram preparadas duas soluções, cada uma contendo 70 g de nitrato de potássio
(KNO3) e 200 g de água.
A primeira solução foi mantida a 70 °C e, após a evaporação de uma certa massa de água (m),
houve início de precipitação do sólido. A outra solução foi resfriada a uma temperatura (t) em
que se percebeu o início da precipitação do sal. A análise do gráfico permite inferir que os
valores aproximados da massa e da temperatura são, respectivamente,
A) m = 50 g e t = 45 °C
B) m = 150 g e t = 22 °C
C) m = 100 g e t = 22 °C
D) m = 150 g e t = 35 °C
E) m = 100 g e t = 45 °C
05) As bolsas instantâneas, frias ou quentes, usadas nos atletas que sofrem distensões
musculares, dividem-se em dois compartimentos: um contendo água líquida e outro contendo
um sal, que absorve ou libera calor quando em contato com a água.
As reações químicas que ocorrem nas bolsas instantâneas são representadas nos gráficos a
seguir.
Com base no enunciado e nos conhecimentos sobre calor de reação, é correto afirmar:
a) A bolsa quente é constituída de nitrato de amônio.
b) A dissociação iônica do cloreto de cálcio libera calor.
c) A dissociação iônica do nitrato de amônio é exotérmica.
d) As dissoluções de sais em água são exotérmicas.
e) A bolsa fria é constituída de cloreto de cálcio.
06) A presença de O2 na água, essencial para a respiração de espécies aquáticas aeróbicas,
deve-se à dissolução do O2 atmosférico em água. A constante de equilíbrio desse processo de
Prof.Rodriguinho
3 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
dissolução é igual à solubilidade do O2 aquoso, dividida pela pressão parcial do O2 gasoso. Se
ao nível do mar a pressão atmosférica é de 1 atm e o oxigênio corresponde a 21% da
composição do ar, a solubilidade do O2 na água
(A) crescerá com o aumento da altitude.
(B) decrescerá com o aumento da altitude.
(C) crescerá independentemente da pressão atmosférica.
(D) decrescerá independentemente da pressão atmosférica.
(E) permanecerá inalterada com a altitude.
07) O óxido de cálcio apresenta baixa solubilidade em água, como mostrado na tabela a seguir:
Temperatura
(ºC)
Solubilidade de CaO em
água
(mol/L)
10 0,023
80 0,013
Considerando as características das soluções aquosas e as informações da tabela, é correto
afirmar:
a) Uma solução 0,023 mol/L de CaO a 10 ºC é insaturada.
b) Uma solução 0,023 mol/L de CaO a 10 ºC contém excesso de soluto dissolvido.
c) Uma solução 0,013 mol/L de CaO a 80 ºC é saturada.
d) A dissolução de CaO em água é endotérmica.
e) A dissolução de 0,013 mol de CaO em 1 L, a 80 ºC, forma uma solução supersaturada.
08) A sacarose é extraordinariamente solúvel em água, como mostram os dados da tabela a
seguir.
T (ºC) 30 50
Solubilidade (gSAC/100 g H2O) 220 260
Prepara-se uma solução saturada dissolvendo 65 g de sacarose em 25 g de água a 50 ºC. A
quantidade de água a ser adicionada a esta solução inicial, de modo que, quando a solução
resultante for resfriada até 30 ºC, tenhamos uma solução saturada de sacarose em água, sem
presença de precipitados, é de aproximadamente
(A) 2,5 g.
(B) 4,5 g.
(C) 10,0 g.
(D) 15,8 g.
(E) 40,0 g.
09) A solubilidade aquosa do KNO3 é de 36 g/100 mL, na temperatura 25 ºC, e de 55 g/100 mL
na temperatura de 35 ºC.
Prof.Rodriguinho
4 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
Uma solução de KNO3 preparada em água a 30 ºC, contendo 55 g deste sal em 100 mL de
água será uma
(A) solução saturada, porém sem precipitado.
(B) solução saturada na presença de precipitado.
(C) solução não saturada, porém sem precipitado.
(D) solução não saturada na presença de precipitado.
(E) mistura heterogênea formada por sal precipitado e água pura.
10) O gráfico a seguir ilustra a diferença de solubilidade de alguns sais, quando presentes na
água. Observe o gráfico e as afirmações listadas a seguir:
I) O sal mais solúvel a 20 °C é o nitrato de sódio.
II) Em 150 g de água, podemos dissolver completamente 100 gramas de cloreto de amônia, em
uma temperatura de 90 °C.
III) Em 250 g de água, podemos dissolver completamente 60 gramas de sulfato de cério, em
uma temperatura de 30 °C.
IV) Na temperatura de 10 °C, o nitrato de potássio é menos solúvel que o cloreto de sódio;
entretanto, na temperatura de 50 °C, observa-se comportamento oposto.
Das afirmações apresentadas:
(A) apenas a I é verdadeira.
(B) I, II e IV são verdadeiras.
(C) II e III são verdadeiras.
(D) I, II, e III são verdadeiras.
(E) apenas a III é verdadeira.
11) O coeficiente de solubilidade pode ser definido como sendo a quantidade máxima de um
soluto capaz de ser dissolvida por uma determinada quantidade de solvente, sob determinadas
condições de temperatura e pressão.
Sabendo-se, então, que o coeficiente de solubilidade do K2Cr2O7 é de 12,0 gramas em 100 mL
de água à T = 20 °C, que tipo de sistema será formado quando forem adicionadas 120 gramas
de K2Cr2O7 em 600 mL de água à T = 20 °C?
a. Um sistema heterogêneo, com 48 gramas de K2Cr2O7 como precipitado (corpo de fundo).
b. Um sistema homogêneo, com 48 gramas de K2Cr2O7 dissolvidos completamente.
Prof.Rodriguinho
5 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
c. Uma solução insaturada.
d. Um sistema heterogêneo, saturado, com volume final igual a 820 mL.
e. Um sistema homogêneo no qual 120 gramas de K2Cr2O7 foram completamente dissolvidos.
12) No gráfico, encontra-se representada a curva de solubilidade do nitrato de potássio (em
gramas de soluto por 1.000 g de água).
Para a obtenção de solução saturada contendo 200 g de nitrato de potássio em 500 g de água,
a solução deve estar a uma temperatura, aproximadamente, igual a
(A) 12 °C.
(B) 17 °C.
(C) 22 °C.
(D) 27 ºC.
(E) 32 °C
13) Considere o gráfico, representativo da curva de solubilidade do ácido
bórico em água
Adicionando-se 200g de H3BO3 em 1,00kg de água, a 20°C, quantos gramas do ácido restam
na fase sólida?
a) 50,0
b) 75,0
c) 100
d) 150
Prof.Rodriguinho
6 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
e) 175
14) O diagrama representa curvas de solubilidade de alguns sais em água.
Com relação ao diagrama anterior, é CORRETO afirmar:
a) O NaCl é insolúvel em água.
b) O KClO3 é mais solúvel do que o NaCl à temperatura ambiente.
c) A substância mais solúvel em água, a uma temperatura de 10°C, é CaCl2.
d) O KCl e o NaCl apresentam sempre a mesma solubilidade.
e) A 25°C, a solubilidade do CaCl2‚ e a do NaNO2 são praticamente iguais.
15) O gráfico a seguir refere-se à solubilidade (em g/100g de água) de determinado sal em
diferentes temperaturas (em°C).
Se, a 40°C forem acrescentados 20,0g do sal em 200g de água, e deixada a mistura em
repouso sob temperatura constante obter-se-á
a) solução saturada
b) solução saturada com corpo de fundo
c) solução insaturada
d) solução super-saturada
e) mistura heterogênea.
GABARITO
01) C
Prof.Rodriguinho
7 Lista de exercícios SOLUBILIDADE
02) C
03) E
04) B
05) B
06) B
07) C
08) B
09) B
10) B
11) A
12) D
13) D
14) E
15) C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
Fábio Garcia Ferreira
 
TermoquíMica
TermoquíMicaTermoquíMica
TermoquíMica
ProfªThaiza Montine
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Profª Alda Ernestina
 
Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
José Vitor Alves
 
Diluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - ExerciciosDiluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - Exercicios
José Vitor Alves
 
Soluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenhariaSoluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenharia
Joana Gomes
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matériaPrimeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Nai Mariano
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
Luana Salgueiro
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Karol Maia
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
Marilena Meira
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
Daniela Dameto
 
Solubilidade
SolubilidadeSolubilidade
Solubilidade
Ajudar Pessoas
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
Ana Dias
 
Química orgânica parte I
Química orgânica parte IQuímica orgânica parte I
Química orgânica parte I
Karol Maia
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Quadro de distribuição de conteúdos da eja química
Quadro de distribuição de conteúdos da eja   químicaQuadro de distribuição de conteúdos da eja   química
Quadro de distribuição de conteúdos da eja química
japquimica
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
paramore146
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
Cláudio Santos
 
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
kaliandra Lisboa
 

Mais procurados (20)

Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
 
TermoquíMica
TermoquíMicaTermoquíMica
TermoquíMica
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
 
Aula 8 sais e oxidos
Aula 8   sais e oxidosAula 8   sais e oxidos
Aula 8 sais e oxidos
 
Diluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - ExerciciosDiluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - Exercicios
 
Soluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenhariaSoluções - Química geral para engenharia
Soluções - Química geral para engenharia
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matériaPrimeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
 
Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas Funções químicas inorgânicas
Funções químicas inorgânicas
 
Solubilidade
SolubilidadeSolubilidade
Solubilidade
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
 
Química orgânica parte I
Química orgânica parte IQuímica orgânica parte I
Química orgânica parte I
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Quadro de distribuição de conteúdos da eja química
Quadro de distribuição de conteúdos da eja   químicaQuadro de distribuição de conteúdos da eja   química
Quadro de distribuição de conteúdos da eja química
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
 

Destaque

Coeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercíciosCoeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercícios
Escola Pública/Particular
 
Lista 2 recuperacao
Lista 2   recuperacaoLista 2   recuperacao
Lista 2 recuperacao
Rodrigo Sampaio
 
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48   coeficciente de solubilidadeLista de exercícios 48   coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
Colegio CMC
 
Expressoes de concentração
Expressoes de concentraçãoExpressoes de concentração
Expressoes de concentração
Rodrigo Sampaio
 
Bioquimica revisão
Bioquimica revisãoBioquimica revisão
Bioquimica revisão
Rodrigo Sampaio
 
Revisão prova 1 unidade 1 ano
Revisão prova 1 unidade 1 anoRevisão prova 1 unidade 1 ano
Revisão prova 1 unidade 1 ano
Rodrigo Sampaio
 
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKSModelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
Rodrigo Sampaio
 
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Rodrigo Sampaio
 
Estequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impurezaEstequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impureza
Rodrigo Sampaio
 
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Rodrigo Sampaio
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
Rodrigo Sampaio
 
Revisão de mol 3 ano solução
Revisão de mol 3 ano   soluçãoRevisão de mol 3 ano   solução
Revisão de mol 3 ano solução
Rodrigo Sampaio
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
Rodrigo Sampaio
 
Quim03 livro-propostos
Quim03 livro-propostosQuim03 livro-propostos
Quim03 livro-propostos
eduardo
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
Joana Figueredo
 
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
LAURA BARROS
 
Lista 2-exercícios-de-cátions
Lista 2-exercícios-de-cátionsLista 2-exercícios-de-cátions
Lista 2-exercícios-de-cátions
viano esvencio nofre morais
 
Exercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºbExercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºb
blogprofbento
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
juniorpaulistano
 
Correção
CorreçãoCorreção
Correção
Monni Duka
 

Destaque (20)

Coeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercíciosCoeficiente de solubilidade exercícios
Coeficiente de solubilidade exercícios
 
Lista 2 recuperacao
Lista 2   recuperacaoLista 2   recuperacao
Lista 2 recuperacao
 
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48   coeficciente de solubilidadeLista de exercícios 48   coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
 
Expressoes de concentração
Expressoes de concentraçãoExpressoes de concentração
Expressoes de concentração
 
Bioquimica revisão
Bioquimica revisãoBioquimica revisão
Bioquimica revisão
 
Revisão prova 1 unidade 1 ano
Revisão prova 1 unidade 1 anoRevisão prova 1 unidade 1 ano
Revisão prova 1 unidade 1 ano
 
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKSModelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
Modelo analise _ MARATONA CIENTÍFICA QUARKS
 
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
 
Estequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impurezaEstequiometria pureza e impureza
Estequiometria pureza e impureza
 
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
 
Revisão de mol 3 ano solução
Revisão de mol 3 ano   soluçãoRevisão de mol 3 ano   solução
Revisão de mol 3 ano solução
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Quim03 livro-propostos
Quim03 livro-propostosQuim03 livro-propostos
Quim03 livro-propostos
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
 
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
 
Lista 2-exercícios-de-cátions
Lista 2-exercícios-de-cátionsLista 2-exercícios-de-cátions
Lista 2-exercícios-de-cátions
 
Exercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºbExercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºb
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
 
Correção
CorreçãoCorreção
Correção
 

Semelhante a Lista de exercicios solubilidade

Lista 2 de exercicios de solubilidade
Lista 2 de exercicios de solubilidadeLista 2 de exercicios de solubilidade
Lista 2 de exercicios de solubilidade
Estude Mais
 
Atividade revisão p1 2º médio
Atividade revisão p1 2º médioAtividade revisão p1 2º médio
Atividade revisão p1 2º médio
Escola Pública/Particular
 
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Recuperação 2º ano 1º bim
Recuperação 2º ano 1º bimRecuperação 2º ano 1º bim
Recuperação 2º ano 1º bim
blogprofbento
 
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Atv   2º c (solubilidade e concentração)Atv   2º c (solubilidade e concentração)
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Analynne Almeida
 
2 exercicios físico química
2 exercicios físico química2 exercicios físico química
2 exercicios físico química
Biomedicina_
 
Lista de exercicios - solucoes
Lista de exercicios - solucoesLista de exercicios - solucoes
Lista de exercicios - solucoes
Savio Troglio
 
Coeficiente de solubilidade
Coeficiente de solubilidadeCoeficiente de solubilidade
Coeficiente de solubilidade
Emmanuel De Mello Nogueira
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
Escola Pública/Particular
 
AP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDFAP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDF
JoseNeves49
 
Alex 01
Alex 01Alex 01
Estudos2
Estudos2Estudos2
Exercicio de solubilidade aplicada
Exercicio de solubilidade aplicadaExercicio de solubilidade aplicada
Exercicio de solubilidade aplicada
Estude Mais
 
Ficha 1 soluções
Ficha 1  soluçõesFicha 1  soluções
Ficha 1 soluções
Plínio Gonçalves
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
Escola Pública/Particular
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
Marcio Pereira
 
Lista de exercicios de propriedades coligativas
Lista de exercicios de propriedades coligativasLista de exercicios de propriedades coligativas
Lista de exercicios de propriedades coligativas
Alberio Rocha
 
Rc – 2º ano
Rc – 2º anoRc – 2º ano
Soluções EEHG
Soluções EEHGSoluções EEHG
Soluções EEHG
Júlio Morais
 
Concentração
ConcentraçãoConcentração
Concentração
Marcio Pereira
 

Semelhante a Lista de exercicios solubilidade (20)

Lista 2 de exercicios de solubilidade
Lista 2 de exercicios de solubilidadeLista 2 de exercicios de solubilidade
Lista 2 de exercicios de solubilidade
 
Atividade revisão p1 2º médio
Atividade revisão p1 2º médioAtividade revisão p1 2º médio
Atividade revisão p1 2º médio
 
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
 
Recuperação 2º ano 1º bim
Recuperação 2º ano 1º bimRecuperação 2º ano 1º bim
Recuperação 2º ano 1º bim
 
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
Atv   2º c (solubilidade e concentração)Atv   2º c (solubilidade e concentração)
Atv 2º c (solubilidade e concentração)
 
2 exercicios físico química
2 exercicios físico química2 exercicios físico química
2 exercicios físico química
 
Lista de exercicios - solucoes
Lista de exercicios - solucoesLista de exercicios - solucoes
Lista de exercicios - solucoes
 
Coeficiente de solubilidade
Coeficiente de solubilidadeCoeficiente de solubilidade
Coeficiente de solubilidade
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
 
AP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDFAP SOLUÇÕES.PDF
AP SOLUÇÕES.PDF
 
Alex 01
Alex 01Alex 01
Alex 01
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos2
 
Exercicio de solubilidade aplicada
Exercicio de solubilidade aplicadaExercicio de solubilidade aplicada
Exercicio de solubilidade aplicada
 
Ficha 1 soluções
Ficha 1  soluçõesFicha 1  soluções
Ficha 1 soluções
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Lista de exercicios de propriedades coligativas
Lista de exercicios de propriedades coligativasLista de exercicios de propriedades coligativas
Lista de exercicios de propriedades coligativas
 
Rc – 2º ano
Rc – 2º anoRc – 2º ano
Rc – 2º ano
 
Soluções EEHG
Soluções EEHGSoluções EEHG
Soluções EEHG
 
Concentração
ConcentraçãoConcentração
Concentração
 

Mais de Rodrigo Sampaio

Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
Rodrigo Sampaio
 
Resumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneasResumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneas
Rodrigo Sampaio
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Rodrigo Sampaio
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
Rodrigo Sampaio
 
Modelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto culturalModelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto cultural
Rodrigo Sampaio
 
Modelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona CientíficaModelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona Científica
Rodrigo Sampaio
 
Radioatividade - Exerícicios
Radioatividade - ExeríciciosRadioatividade - Exerícicios
Radioatividade - Exerícicios
Rodrigo Sampaio
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Rodrigo Sampaio
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
Rodrigo Sampaio
 
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boaEstequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Rodrigo Sampaio
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
Rodrigo Sampaio
 
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARESREVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
Rodrigo Sampaio
 
Revisao vieira
Revisao vieiraRevisao vieira
Revisao vieira
Rodrigo Sampaio
 
Cinética química questoes
Cinética química questoesCinética química questoes
Cinética química questoes
Rodrigo Sampaio
 
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoesEntalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Rodrigo Sampaio
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Rodrigo Sampaio
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
Rodrigo Sampaio
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
Rodrigo Sampaio
 
Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
Rodrigo Sampaio
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
Rodrigo Sampaio
 

Mais de Rodrigo Sampaio (20)

Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
 
Resumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneasResumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneas
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
 
Modelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto culturalModelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto cultural
 
Modelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona CientíficaModelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona Científica
 
Radioatividade - Exerícicios
Radioatividade - ExeríciciosRadioatividade - Exerícicios
Radioatividade - Exerícicios
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
 
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boaEstequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARESREVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
 
Revisao vieira
Revisao vieiraRevisao vieira
Revisao vieira
 
Cinética química questoes
Cinética química questoesCinética química questoes
Cinética química questoes
 
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoesEntalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
 
Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 

Lista de exercicios solubilidade

  • 1. Prof.Rodriguinho 1 Lista de exercícios SOLUBILIDADE 01) O gráfico mostra a curva de solubilidade do sal dicromato de potássio em água. Uma solução aquosa de dicromato de potássio, quando resfriada a 40 ºC, formou 240 g de sal cristalizado.Se essa mesma solução fosse resfriada a 10ºC, teria formado 340 g de sal cristalizado. Considerando-se que a cristalização é completa nas temperaturas examinadas, pode-se afirmar que a massa dessa solução de dicromato de potássio é igual a (A) 1.000 g. (B) 950 g. (C) 890 g. (D) 800 g. (E) 315 g. 02) As explorações dos mares podem ter conotações diversas, como o conhecimento de locais e rotas não navegados anteriormente, ou a obtenção dos materiais desse recurso. Um dos materiais mais conhecidos obtidos dos mares é o sal de cozinha, uma mistura cujo principal componente é o NaCl. Considerando o que a concentração média de NaCl no mar é de 25,0 g/L, ao secar, numa salina, 50 m 3 de água salgada, pode-se obter, no máximo, uma quantidade, em mol, de NaCl, aproximadamente igual a (A) 3,5 × 10 3 (B) 6,0 × 10 3 (C) 2,1 × 10 4 (D) 5,4 × 10 4 (E) 9,5 × 10 4 03) Observe o gráfico. A quantidade de clorato de sódio capaz de atingir a saturação em 500 g de água na temperatura de 60 °C, em grama, é aproximadamente igual a: a) 70. b) 140. c) 210. d) 480. e) 700.
  • 2. Prof.Rodriguinho 2 Lista de exercícios SOLUBILIDADE 04) O gráfico a seguir representa a curva de solubilidade do nitrato de potássio (KNO3) em água. A 70 °C, foram preparadas duas soluções, cada uma contendo 70 g de nitrato de potássio (KNO3) e 200 g de água. A primeira solução foi mantida a 70 °C e, após a evaporação de uma certa massa de água (m), houve início de precipitação do sólido. A outra solução foi resfriada a uma temperatura (t) em que se percebeu o início da precipitação do sal. A análise do gráfico permite inferir que os valores aproximados da massa e da temperatura são, respectivamente, A) m = 50 g e t = 45 °C B) m = 150 g e t = 22 °C C) m = 100 g e t = 22 °C D) m = 150 g e t = 35 °C E) m = 100 g e t = 45 °C 05) As bolsas instantâneas, frias ou quentes, usadas nos atletas que sofrem distensões musculares, dividem-se em dois compartimentos: um contendo água líquida e outro contendo um sal, que absorve ou libera calor quando em contato com a água. As reações químicas que ocorrem nas bolsas instantâneas são representadas nos gráficos a seguir. Com base no enunciado e nos conhecimentos sobre calor de reação, é correto afirmar: a) A bolsa quente é constituída de nitrato de amônio. b) A dissociação iônica do cloreto de cálcio libera calor. c) A dissociação iônica do nitrato de amônio é exotérmica. d) As dissoluções de sais em água são exotérmicas. e) A bolsa fria é constituída de cloreto de cálcio. 06) A presença de O2 na água, essencial para a respiração de espécies aquáticas aeróbicas, deve-se à dissolução do O2 atmosférico em água. A constante de equilíbrio desse processo de
  • 3. Prof.Rodriguinho 3 Lista de exercícios SOLUBILIDADE dissolução é igual à solubilidade do O2 aquoso, dividida pela pressão parcial do O2 gasoso. Se ao nível do mar a pressão atmosférica é de 1 atm e o oxigênio corresponde a 21% da composição do ar, a solubilidade do O2 na água (A) crescerá com o aumento da altitude. (B) decrescerá com o aumento da altitude. (C) crescerá independentemente da pressão atmosférica. (D) decrescerá independentemente da pressão atmosférica. (E) permanecerá inalterada com a altitude. 07) O óxido de cálcio apresenta baixa solubilidade em água, como mostrado na tabela a seguir: Temperatura (ºC) Solubilidade de CaO em água (mol/L) 10 0,023 80 0,013 Considerando as características das soluções aquosas e as informações da tabela, é correto afirmar: a) Uma solução 0,023 mol/L de CaO a 10 ºC é insaturada. b) Uma solução 0,023 mol/L de CaO a 10 ºC contém excesso de soluto dissolvido. c) Uma solução 0,013 mol/L de CaO a 80 ºC é saturada. d) A dissolução de CaO em água é endotérmica. e) A dissolução de 0,013 mol de CaO em 1 L, a 80 ºC, forma uma solução supersaturada. 08) A sacarose é extraordinariamente solúvel em água, como mostram os dados da tabela a seguir. T (ºC) 30 50 Solubilidade (gSAC/100 g H2O) 220 260 Prepara-se uma solução saturada dissolvendo 65 g de sacarose em 25 g de água a 50 ºC. A quantidade de água a ser adicionada a esta solução inicial, de modo que, quando a solução resultante for resfriada até 30 ºC, tenhamos uma solução saturada de sacarose em água, sem presença de precipitados, é de aproximadamente (A) 2,5 g. (B) 4,5 g. (C) 10,0 g. (D) 15,8 g. (E) 40,0 g. 09) A solubilidade aquosa do KNO3 é de 36 g/100 mL, na temperatura 25 ºC, e de 55 g/100 mL na temperatura de 35 ºC.
  • 4. Prof.Rodriguinho 4 Lista de exercícios SOLUBILIDADE Uma solução de KNO3 preparada em água a 30 ºC, contendo 55 g deste sal em 100 mL de água será uma (A) solução saturada, porém sem precipitado. (B) solução saturada na presença de precipitado. (C) solução não saturada, porém sem precipitado. (D) solução não saturada na presença de precipitado. (E) mistura heterogênea formada por sal precipitado e água pura. 10) O gráfico a seguir ilustra a diferença de solubilidade de alguns sais, quando presentes na água. Observe o gráfico e as afirmações listadas a seguir: I) O sal mais solúvel a 20 °C é o nitrato de sódio. II) Em 150 g de água, podemos dissolver completamente 100 gramas de cloreto de amônia, em uma temperatura de 90 °C. III) Em 250 g de água, podemos dissolver completamente 60 gramas de sulfato de cério, em uma temperatura de 30 °C. IV) Na temperatura de 10 °C, o nitrato de potássio é menos solúvel que o cloreto de sódio; entretanto, na temperatura de 50 °C, observa-se comportamento oposto. Das afirmações apresentadas: (A) apenas a I é verdadeira. (B) I, II e IV são verdadeiras. (C) II e III são verdadeiras. (D) I, II, e III são verdadeiras. (E) apenas a III é verdadeira. 11) O coeficiente de solubilidade pode ser definido como sendo a quantidade máxima de um soluto capaz de ser dissolvida por uma determinada quantidade de solvente, sob determinadas condições de temperatura e pressão. Sabendo-se, então, que o coeficiente de solubilidade do K2Cr2O7 é de 12,0 gramas em 100 mL de água à T = 20 °C, que tipo de sistema será formado quando forem adicionadas 120 gramas de K2Cr2O7 em 600 mL de água à T = 20 °C? a. Um sistema heterogêneo, com 48 gramas de K2Cr2O7 como precipitado (corpo de fundo). b. Um sistema homogêneo, com 48 gramas de K2Cr2O7 dissolvidos completamente.
  • 5. Prof.Rodriguinho 5 Lista de exercícios SOLUBILIDADE c. Uma solução insaturada. d. Um sistema heterogêneo, saturado, com volume final igual a 820 mL. e. Um sistema homogêneo no qual 120 gramas de K2Cr2O7 foram completamente dissolvidos. 12) No gráfico, encontra-se representada a curva de solubilidade do nitrato de potássio (em gramas de soluto por 1.000 g de água). Para a obtenção de solução saturada contendo 200 g de nitrato de potássio em 500 g de água, a solução deve estar a uma temperatura, aproximadamente, igual a (A) 12 °C. (B) 17 °C. (C) 22 °C. (D) 27 ºC. (E) 32 °C 13) Considere o gráfico, representativo da curva de solubilidade do ácido bórico em água Adicionando-se 200g de H3BO3 em 1,00kg de água, a 20°C, quantos gramas do ácido restam na fase sólida? a) 50,0 b) 75,0 c) 100 d) 150
  • 6. Prof.Rodriguinho 6 Lista de exercícios SOLUBILIDADE e) 175 14) O diagrama representa curvas de solubilidade de alguns sais em água. Com relação ao diagrama anterior, é CORRETO afirmar: a) O NaCl é insolúvel em água. b) O KClO3 é mais solúvel do que o NaCl à temperatura ambiente. c) A substância mais solúvel em água, a uma temperatura de 10°C, é CaCl2. d) O KCl e o NaCl apresentam sempre a mesma solubilidade. e) A 25°C, a solubilidade do CaCl2‚ e a do NaNO2 são praticamente iguais. 15) O gráfico a seguir refere-se à solubilidade (em g/100g de água) de determinado sal em diferentes temperaturas (em°C). Se, a 40°C forem acrescentados 20,0g do sal em 200g de água, e deixada a mistura em repouso sob temperatura constante obter-se-á a) solução saturada b) solução saturada com corpo de fundo c) solução insaturada d) solução super-saturada e) mistura heterogênea. GABARITO 01) C
  • 7. Prof.Rodriguinho 7 Lista de exercícios SOLUBILIDADE 02) C 03) E 04) B 05) B 06) B 07) C 08) B 09) B 10) B 11) A 12) D 13) D 14) E 15) C