SlideShare uma empresa Scribd logo
Recursos Digitais no
Ensino de Ciências
Professora: Andréa Barreto
Apresentação
Vídeo – Gentileza
Quem não troca
figurinhas, não completa
o álbum!
Dinâmica:
-Como é o aluno do século
XXI? É o mesmo ? É muito
diferente?
- Qual é o papel do Professor?
Vídeo aluno do Século 21.
Gerações:
Geração Y
Nascidos à partir da década de 1980.
 Presenciou os maiores avanços na
tecnologia e diversas quebras de paradigma
do mercado de trabalho.
Capacidade em fazer várias coisas ao
mesmo tempo, como ouvir música, navegar
na internet, ler os e-mails ...
Desejo constante por novas experiências.
Nascidos em meados dos anos 1990.
Conectada à Internet, em que os valores
familiares, como sentar-se à mesa e conversar
com os pais, não são tão expressivos.
Querem tudo para agora e não têm paciência.
“Zapeiam”.
Geração Z
Muitas informações.
Informações desconexas e
superficiais.Não sabem “tratar” a
informação.
"O que tem na internet, está
totalmente correto!"
“Se você dá uma busca no Google e
encontra a mesma informação em mais
de 3 sites diferentes, a informação
está certa!"
O Trabalho do Professor
começa, quando o do
Google acaba!
Os alunos mudaram.
E a escola?
Vídeo aprendizagem em redes.
Aprende
ProfessordoSéculoXXI Seis qualidades do Professor do Século
XXI:
 Formação continuada.
Usar novas tecnologias.
Ter vários recursos para ensinar.
Trabalhar em equipe/ compartilhar.
Planejar/ Avaliar/ Planejar.
Acreditar que todo aluno pode aprender.
Uso das Tecnologias digitais
da educação.
Recursos Educacionais
Abertos
“Recursos Educacionais Abertos são materiais de ensino,
aprendizado e pesquisa em qualquer suporte ou mídia,
que estão sob domínio público, ou estão licenciados de
maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou
adaptados por terceiros. O uso de formatos técnicos
abertos facilita o acesso e o reuso potencial dos recursos
publicados digitalmente. Recursos Educacionais Abertos
podem incluir cursos completos, partes de cursos,
módulos, livros didáticos, artigos de pesquisa, vídeos,
testes, software, e qualquer outra ferramenta, material ou
técnica que possa apoiar o acesso ao conhecimento.”
Unesco/Commonwealth of Learning com colaboração da Comunidade REA-Brasil (2011)
Uso de Blogs Educativos
Motivos para Usar os Blogs
Educativos
É divertido:
É sempre necessário termos um motivo genuíno
para fazer algo e, realmente, não há nada que
legitime mais uma atividade que o fato de ela ser
divertida. Um blog é criado assim: pensou,
escreveu. E depois os outros comentam.
Motivos para Usar os Blogs
Educativos
Aproxima professor e alunos:
Com o hábito de escrever e ter seu texto lido
e comentado, não é preciso dizer que se cria
um excelente canal de comunicação com os
alunos, tantas vezes tão distantes.
Motivos para Usar os Blogs
Educativos
Permite refletir sobre suas colocações:
O aspecto mais saudável do blog, e talvez o
mais encantador, é que os posts sempre
podem ser comentados.
Amplia a aula:
Não é preciso dizer que, com tanta conexão
possibilitada por um blog, o professor
consegue ampliar sua aula.
Permite trocar experiências com
outros Professores:
Com um recurso tão divertido em
mãos, também é possível que os
outros Professores entrem nos
blogs uns dos outros. Essa troca de
experiências e de reflexões
certamente será muito rica.
Motivos para Usar os Blogs
Educativos
Redes Sociais
Faça a mediação de grupos de
estudo.
Disponibilize conteúdos extras
para os alunos.
Promova discussões e
compartilhe bons exemplo.
Organize um chat para tirar
dúvidas.
Vídeo “The Book"
Ocs (2013) -
Habilidades
6º ano - Reconhecer a importancia dâ
atmosfera para a vida no planeta.
7º ano - Reconhecer a celula comó
estrutura basica dos processos dé
manutencao da vida.̧ ̃
8º ano - Identificar os grupos de
alimentos organicos e inorganicoŝ ̂
necessarios a uma dieta saudavel.́ ́
9º ano - Perceber que os atomos sé
agrupam em moleculas e estas eḿ
substanciaŝ
Ocs (2013) -
Habilidades
6º ano - Reconhecer a importancia dâ
atmosfera para a vida no planeta.
7º ano - Reconhecer a celula comó
estrutura basica dos processos dé
manutencao da vida.̧ ̃
8º ano - Identificar os grupos de
alimentos organicos e inorganicoŝ ̂
necessarios a uma dieta saudavel.́ ́
9º ano - Perceber que os atomos sé
agrupam em moleculas e estas eḿ
substanciaŝ
"Não haverá borboletas se a vida não
passar por longas e silenciosas
metamorfoses."
Rubem Alves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICABLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
Zélia Cordeiro
 
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagemTecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprenderAprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Lousa nunca mais
Lousa nunca maisLousa nunca mais
Lousa nunca mais
Erica Frau
 
Utilização do blog no quotidiano escolar
Utilização do blog no quotidiano escolarUtilização do blog no quotidiano escolar
Utilização do blog no quotidiano escolar
Ridelc Ahcor Arierep
 
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalvesAtiv3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
katiaalvesborges
 
Blog Salade Aula
Blog Salade AulaBlog Salade Aula
Blog Salade Aula
guest3f2292
 
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com linksO uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
 
Computador só na idade certa
Computador só na idade certaComputador só na idade certa
Computador só na idade certa
Suelen Dias
 
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livresFormação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
Vanessa Nogueira
 
Projeto blog
Projeto blogProjeto blog
Projeto blog
vanessadantas.tec
 
Apresentação escolas
Apresentação escolasApresentação escolas
Apresentação escolas
pcopmaze
 
Blog
BlogBlog
Blog painel final
Blog painel finalBlog painel final
Blog painel final
rositalima
 
Ações 2011 apresentadas na ufc campus do pici em dezembro de 2012
Ações 2011  apresentadas na ufc   campus do pici em dezembro de 2012Ações 2011  apresentadas na ufc   campus do pici em dezembro de 2012
Ações 2011 apresentadas na ufc campus do pici em dezembro de 2012
Suely Teixeira
 
Rosenilson Portfólio
Rosenilson PortfólioRosenilson Portfólio
Rosenilson Portfólio
Nilson
 
Vamos discutir ?
Vamos discutir ?Vamos discutir ?
Vamos discutir ?
Andrea Moreli
 
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
WordpressSystem
 
Projeto Ccc C Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
Projeto Ccc C  Cada Crianca Com Um Computador E Um ColoProjeto Ccc C  Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
Projeto Ccc C Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
PROJETOAFEICAO
 
Projeto Blog: como ferramenta de trabalho
Projeto Blog: como ferramenta de trabalhoProjeto Blog: como ferramenta de trabalho
Projeto Blog: como ferramenta de trabalho
celiaregiane
 

Mais procurados (20)

BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICABLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
BLOG COMO FERRAMENTA DIDÁTICA
 
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagemTecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
Tecnologias móveis como ferramentas para fomentar a leitura e a aprendizagem
 
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprenderAprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
Aprendizagem invertida: Uma abordagem colaborativa para ensinar e aprender
 
Lousa nunca mais
Lousa nunca maisLousa nunca mais
Lousa nunca mais
 
Utilização do blog no quotidiano escolar
Utilização do blog no quotidiano escolarUtilização do blog no quotidiano escolar
Utilização do blog no quotidiano escolar
 
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalvesAtiv3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
Ativ3 7 execucaodaatividadeplanejada_kcalves
 
Blog Salade Aula
Blog Salade AulaBlog Salade Aula
Blog Salade Aula
 
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com linksO uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
O uso do blog na sala de aula raphaella marques com links
 
Computador só na idade certa
Computador só na idade certaComputador só na idade certa
Computador só na idade certa
 
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livresFormação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
Formação continuada de professores para utilização de tecnologias livres
 
Projeto blog
Projeto blogProjeto blog
Projeto blog
 
Apresentação escolas
Apresentação escolasApresentação escolas
Apresentação escolas
 
Blog
BlogBlog
Blog
 
Blog painel final
Blog painel finalBlog painel final
Blog painel final
 
Ações 2011 apresentadas na ufc campus do pici em dezembro de 2012
Ações 2011  apresentadas na ufc   campus do pici em dezembro de 2012Ações 2011  apresentadas na ufc   campus do pici em dezembro de 2012
Ações 2011 apresentadas na ufc campus do pici em dezembro de 2012
 
Rosenilson Portfólio
Rosenilson PortfólioRosenilson Portfólio
Rosenilson Portfólio
 
Vamos discutir ?
Vamos discutir ?Vamos discutir ?
Vamos discutir ?
 
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
Escola na Web, uma proposta para criação de um blog educativo por meio do Wor...
 
Projeto Ccc C Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
Projeto Ccc C  Cada Crianca Com Um Computador E Um ColoProjeto Ccc C  Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
Projeto Ccc C Cada Crianca Com Um Computador E Um Colo
 
Projeto Blog: como ferramenta de trabalho
Projeto Blog: como ferramenta de trabalhoProjeto Blog: como ferramenta de trabalho
Projeto Blog: como ferramenta de trabalho
 

Destaque

Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
Editora Moderna
 
Prova SME 7º ano 2º bim 2013
Prova SME 7º ano 2º bim 2013Prova SME 7º ano 2º bim 2013
Prova SME 7º ano 2º bim 2013Leonardo Kaplan
 
Prova SME 7º ano 2º bim 2014
Prova SME 7º ano 2º bim 2014Prova SME 7º ano 2º bim 2014
Prova SME 7º ano 2º bim 2014Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Prova SME 8º ano 2º bim 2014
Prova SME 8º ano 2º bim 2014Prova SME 8º ano 2º bim 2014
Prova SME 8º ano 2º bim 2014Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º anoGabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de Janeiro
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de JaneiroProva 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de Janeiro
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de JaneiroLeonardo Kaplan
 
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
Leonardo Kaplan
 
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de Janeiro
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de JaneiroProva 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de Janeiro
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de JaneiroLeonardo Kaplan
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
Pelo Siro
 
O que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
O que é um ser vivo? | 7º ANO | CiênciasO que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
O que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Exercícios de Célula
Exercícios de CélulaExercícios de Célula
Exercícios de Célula
Andrea Barreto
 
II - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS III - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS I
sandranascimento
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
César Milani
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
cienciasdinamica
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
Rebeca Vale
 

Destaque (20)

Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
Observatório de Ciências - Rita Helena Bröckelmann
 
Prova SME 7º ano 2º bim 2013
Prova SME 7º ano 2º bim 2013Prova SME 7º ano 2º bim 2013
Prova SME 7º ano 2º bim 2013
 
Prova SME 7º ano 2º bim 2014
Prova SME 7º ano 2º bim 2014Prova SME 7º ano 2º bim 2014
Prova SME 7º ano 2º bim 2014
 
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 4º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Prova SME 8º ano 2º bim 2014
Prova SME 8º ano 2º bim 2014Prova SME 8º ano 2º bim 2014
Prova SME 8º ano 2º bim 2014
 
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 1º bim - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º anoGabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
Gabarito da lista de exercícios 2º bimestre - 7º ano
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de Janeiro
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de JaneiroProva 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de Janeiro
Prova 7º ano - 1º bim - 2014 - SME Rio de Janeiro
 
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SMEProva 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
Prova 7º ano - 2º bimestre - 2010 - SME
 
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de Janeiro
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de JaneiroProva 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de Janeiro
Prova 8º ano - 1º bim - 2014 SME Rio de Janeiro
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
 
O que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
O que é um ser vivo? | 7º ANO | CiênciasO que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
O que é um ser vivo? | 7º ANO | Ciências
 
Exercícios de Célula
Exercícios de CélulaExercícios de Célula
Exercícios de Célula
 
II - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS III - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS I
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 

Semelhante a Recursos digitais

Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio   as mídias digitais na e além da sala de aulaUnirio   as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
Tatiane Martins
 
Apresentacao ge rea
Apresentacao ge reaApresentacao ge rea
Apresentacao ge rea
Carolina Rossini
 
Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital
Grupo de Estudos Educar na Cultura DigitalGrupo de Estudos Educar na Cultura Digital
Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital
REA Brasil
 
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociaisO ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
Carolina Viviana Alayo Hidalgo Schulz
 
Tic na educação
Tic na educaçãoTic na educação
Tic na educação
Elida Furtado
 
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação BásicaPotencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
Debora Sebriam
 
Tic na educação
Tic na educaçãoTic na educação
Tic na educação
Elida Furtado
 
Apresentação final oficinas tic 2
Apresentação final oficinas tic 2Apresentação final oficinas tic 2
Apresentação final oficinas tic 2
Madalena Augusto
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
NTE RJ14/SEEDUC RJ
 
Educação e cibercultura
Educação e ciberculturaEducação e cibercultura
Educação e cibercultura
Selma1962
 
Atividade 2 - PUC Minas Virtual
Atividade 2 - PUC Minas VirtualAtividade 2 - PUC Minas Virtual
Atividade 2 - PUC Minas Virtual
LuizEstevoPaiva
 
Redes sociais na educação
 Redes sociais na educação Redes sociais na educação
Redes sociais na educação
Raquel Mendes
 
Projeto blog
Projeto blogProjeto blog
Projeto blog
Daniela Menezes
 
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Colearn Coaprendizagem
 
Portfolio de curso adão
Portfolio de curso  adãoPortfolio de curso  adão
Portfolio de curso adão
adao1
 
Portfolio de curso adão
Portfolio de curso  adãoPortfolio de curso  adão
Portfolio de curso adão
adao1
 
Apresentação p as salvador do sul
Apresentação p as salvador do sulApresentação p as salvador do sul
Apresentação p as salvador do sul
Nadie Christina Machado-Spence
 
Redes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
Redes Sociais Virtuais e AVA - ApresentaçãoRedes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
Redes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
luizaselis
 
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
Rosemary Santos
 
Redes sociais virtuais e ava apresentação
Redes sociais virtuais e ava  apresentaçãoRedes sociais virtuais e ava  apresentação
Redes sociais virtuais e ava apresentação
luizaselis
 

Semelhante a Recursos digitais (20)

Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio   as mídias digitais na e além da sala de aulaUnirio   as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
 
Apresentacao ge rea
Apresentacao ge reaApresentacao ge rea
Apresentacao ge rea
 
Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital
Grupo de Estudos Educar na Cultura DigitalGrupo de Estudos Educar na Cultura Digital
Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital
 
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociaisO ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
O ensino e a aprendizagem de língua espanhola por meio de redes sociais
 
Tic na educação
Tic na educaçãoTic na educação
Tic na educação
 
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação BásicaPotencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
Potencialidades e Uso das Telas Digitais e da Web 2.0 na Educação Básica
 
Tic na educação
Tic na educaçãoTic na educação
Tic na educação
 
Apresentação final oficinas tic 2
Apresentação final oficinas tic 2Apresentação final oficinas tic 2
Apresentação final oficinas tic 2
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Educação e cibercultura
Educação e ciberculturaEducação e cibercultura
Educação e cibercultura
 
Atividade 2 - PUC Minas Virtual
Atividade 2 - PUC Minas VirtualAtividade 2 - PUC Minas Virtual
Atividade 2 - PUC Minas Virtual
 
Redes sociais na educação
 Redes sociais na educação Redes sociais na educação
Redes sociais na educação
 
Projeto blog
Projeto blogProjeto blog
Projeto blog
 
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
 
Portfolio de curso adão
Portfolio de curso  adãoPortfolio de curso  adão
Portfolio de curso adão
 
Portfolio de curso adão
Portfolio de curso  adãoPortfolio de curso  adão
Portfolio de curso adão
 
Apresentação p as salvador do sul
Apresentação p as salvador do sulApresentação p as salvador do sul
Apresentação p as salvador do sul
 
Redes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
Redes Sociais Virtuais e AVA - ApresentaçãoRedes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
Redes Sociais Virtuais e AVA - Apresentação
 
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
A tessitura do conhecimento via mídias e redes sociais da internet: Notas de ...
 
Redes sociais virtuais e ava apresentação
Redes sociais virtuais e ava  apresentaçãoRedes sociais virtuais e ava  apresentação
Redes sociais virtuais e ava apresentação
 

Mais de Andrea Barreto

Termos Científicos
Termos CientíficosTermos Científicos
Termos Científicos
Andrea Barreto
 
Dúvida Genética
Dúvida GenéticaDúvida Genética
Dúvida Genética
Andrea Barreto
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentarCadeia alimentar
Cadeia alimentar
Andrea Barreto
 
Seres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambienteSeres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambiente
Andrea Barreto
 
Grupos vegetais
Grupos vegetaisGrupos vegetais
Grupos vegetais
Andrea Barreto
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
Andrea Barreto
 
Adaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivosAdaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivos
Andrea Barreto
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
Andrea Barreto
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Andrea Barreto
 
MRU & MRUV
MRU & MRUVMRU & MRUV
MRU & MRUV
Andrea Barreto
 
Substâncias
Substâncias Substâncias
Substâncias
Andrea Barreto
 
Flores angiospermas
Flores angiospermasFlores angiospermas
Flores angiospermas
Andrea Barreto
 
Terrário
TerrárioTerrário
Terrário
Andrea Barreto
 
Orgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogosOrgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogos
Andrea Barreto
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Andrea Barreto
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Andrea Barreto
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula Eucarionte
Andrea Barreto
 
Fatores abio limitantes
Fatores abio limitantesFatores abio limitantes
Fatores abio limitantes
Andrea Barreto
 
Ciclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiiiCiclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiii
Andrea Barreto
 
Rochas
RochasRochas

Mais de Andrea Barreto (20)

Termos Científicos
Termos CientíficosTermos Científicos
Termos Científicos
 
Dúvida Genética
Dúvida GenéticaDúvida Genética
Dúvida Genética
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentarCadeia alimentar
Cadeia alimentar
 
Seres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambienteSeres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambiente
 
Grupos vegetais
Grupos vegetaisGrupos vegetais
Grupos vegetais
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
 
Adaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivosAdaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivos
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
MRU & MRUV
MRU & MRUVMRU & MRUV
MRU & MRUV
 
Substâncias
Substâncias Substâncias
Substâncias
 
Flores angiospermas
Flores angiospermasFlores angiospermas
Flores angiospermas
 
Terrário
TerrárioTerrário
Terrário
 
Orgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogosOrgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogos
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula Eucarionte
 
Fatores abio limitantes
Fatores abio limitantesFatores abio limitantes
Fatores abio limitantes
 
Ciclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiiiCiclo biogeoquiii
Ciclo biogeoquiii
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 

Último

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 

Recursos digitais

  • 1. Recursos Digitais no Ensino de Ciências Professora: Andréa Barreto
  • 2. Apresentação Vídeo – Gentileza Quem não troca figurinhas, não completa o álbum!
  • 3. Dinâmica: -Como é o aluno do século XXI? É o mesmo ? É muito diferente? - Qual é o papel do Professor? Vídeo aluno do Século 21.
  • 5. Geração Y Nascidos à partir da década de 1980.  Presenciou os maiores avanços na tecnologia e diversas quebras de paradigma do mercado de trabalho. Capacidade em fazer várias coisas ao mesmo tempo, como ouvir música, navegar na internet, ler os e-mails ... Desejo constante por novas experiências.
  • 6. Nascidos em meados dos anos 1990. Conectada à Internet, em que os valores familiares, como sentar-se à mesa e conversar com os pais, não são tão expressivos. Querem tudo para agora e não têm paciência. “Zapeiam”. Geração Z
  • 7. Muitas informações. Informações desconexas e superficiais.Não sabem “tratar” a informação. "O que tem na internet, está totalmente correto!" “Se você dá uma busca no Google e encontra a mesma informação em mais de 3 sites diferentes, a informação está certa!"
  • 8. O Trabalho do Professor começa, quando o do Google acaba!
  • 9. Os alunos mudaram. E a escola? Vídeo aprendizagem em redes.
  • 11. ProfessordoSéculoXXI Seis qualidades do Professor do Século XXI:  Formação continuada. Usar novas tecnologias. Ter vários recursos para ensinar. Trabalhar em equipe/ compartilhar. Planejar/ Avaliar/ Planejar. Acreditar que todo aluno pode aprender.
  • 12. Uso das Tecnologias digitais da educação.
  • 13. Recursos Educacionais Abertos “Recursos Educacionais Abertos são materiais de ensino, aprendizado e pesquisa em qualquer suporte ou mídia, que estão sob domínio público, ou estão licenciados de maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou adaptados por terceiros. O uso de formatos técnicos abertos facilita o acesso e o reuso potencial dos recursos publicados digitalmente. Recursos Educacionais Abertos podem incluir cursos completos, partes de cursos, módulos, livros didáticos, artigos de pesquisa, vídeos, testes, software, e qualquer outra ferramenta, material ou técnica que possa apoiar o acesso ao conhecimento.” Unesco/Commonwealth of Learning com colaboração da Comunidade REA-Brasil (2011)
  • 14.
  • 15. Uso de Blogs Educativos
  • 16. Motivos para Usar os Blogs Educativos É divertido: É sempre necessário termos um motivo genuíno para fazer algo e, realmente, não há nada que legitime mais uma atividade que o fato de ela ser divertida. Um blog é criado assim: pensou, escreveu. E depois os outros comentam.
  • 17. Motivos para Usar os Blogs Educativos Aproxima professor e alunos: Com o hábito de escrever e ter seu texto lido e comentado, não é preciso dizer que se cria um excelente canal de comunicação com os alunos, tantas vezes tão distantes.
  • 18. Motivos para Usar os Blogs Educativos Permite refletir sobre suas colocações: O aspecto mais saudável do blog, e talvez o mais encantador, é que os posts sempre podem ser comentados. Amplia a aula: Não é preciso dizer que, com tanta conexão possibilitada por um blog, o professor consegue ampliar sua aula.
  • 19. Permite trocar experiências com outros Professores: Com um recurso tão divertido em mãos, também é possível que os outros Professores entrem nos blogs uns dos outros. Essa troca de experiências e de reflexões certamente será muito rica. Motivos para Usar os Blogs Educativos
  • 20. Redes Sociais Faça a mediação de grupos de estudo. Disponibilize conteúdos extras para os alunos. Promova discussões e compartilhe bons exemplo. Organize um chat para tirar dúvidas.
  • 22. Ocs (2013) - Habilidades 6º ano - Reconhecer a importancia dâ atmosfera para a vida no planeta. 7º ano - Reconhecer a celula comó estrutura basica dos processos dé manutencao da vida.̧ ̃ 8º ano - Identificar os grupos de alimentos organicos e inorganicoŝ ̂ necessarios a uma dieta saudavel.́ ́ 9º ano - Perceber que os atomos sé agrupam em moleculas e estas eḿ substanciaŝ
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26. Ocs (2013) - Habilidades 6º ano - Reconhecer a importancia dâ atmosfera para a vida no planeta. 7º ano - Reconhecer a celula comó estrutura basica dos processos dé manutencao da vida.̧ ̃ 8º ano - Identificar os grupos de alimentos organicos e inorganicoŝ ̂ necessarios a uma dieta saudavel.́ ́ 9º ano - Perceber que os atomos sé agrupam em moleculas e estas eḿ substanciaŝ
  • 27. "Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses." Rubem Alves