SlideShare uma empresa Scribd logo
II–FATORESABIÓTICOSI 
ESCOLA CATUJAL 
14/15 
PROFª SANDRA NASCIMENTO
Fatores abióticos 
LUZ 
TEMPERATURA 
ÁGUA 
SUBSTRATO 
Profª: Sandra Nascimento 
2
I -LUZ 3 
Profª: Sandra Nascimento
Luz 
Odesenvolvimentodosseresvivoséinfluenciadopelaluz. 
Aluzéafonteenergéticadafotossíntese. 
Influenciaadistribuiçãodasplantaseanimais,emterraenaágua. 
Condicionaocrescimentodaplantas,aformaçãodefrutoseafetaasatividadesdosanimais 
Profª: Sandra Nascimento 
4
Fototropismo 
Éomovimentolentodasplantas,queenvolveoseucrescimentocomorespostaaoestímulodaluz. 
Profª: Sandra Nascimento 
5
Fotoperíodo 
Éonúmerodehorasdeexposiçãodeluz,duranteumdia,numdeterminadolocal. 
Variadeacordocomalatitudeeaestaçãodoano. 
Algunsseresvivossãocondicionadospelofotoperíodo,enquantooutrosnão. 
Profª: Sandra Nascimento 
6
Luz 
Ocrescimentoeafloraçãodasplantasestátambémdependentedofotoperíodo: 
Profª: Sandra Nascimento 
7 
Plantas de dia longo 
Plantas de dia curto 
Plantas de dia indiferente
Classificação das plantas quanto à floração 
Profª: Sandra Nascimento 
8 
Plantasdedialongo 
Florescemquandooperíododeiluminaçãodiáriaé,emmédia, superiora12horas. 
Plantasdediacurto 
Florescemquandooperíododeiluminaçãodiáriaé,emmédia, inferiora8horas. 
Plantas indiferentes 
Não são influenciadas pelo fotoperíodo.
Luz 
Naszonascommuitavegetaçãoaluzcondicionaadistribuiçãodasplantas. 
•Estratoherbáceo:camadavegetalinferior. 
•Estratoarbustivo:camadavegetalintermédia. 
•Estratoarbóreo:camadavegetalsuperior. 
Ascaracterísticasdecadaumdestesestratosfornecemhabitatsespecíficosparadiferentesseresvivos. 
Profª: Sandra Nascimento 
9
Classificação das plantas 
Plantasheliófilas 
Desenvolvem-semelhorsobaaçãodeluzdiretaeintensa. 
Plantasumbrófilas 
Necessitamparaoseudesen- volvimentodaexistênciadesombra. 
Profª: Sandra Nascimento 
10
Influência da luz na atividade dos animais 
Animaisnotívagosounoturnos 
Encontram-seativosduranteanoite. 
Animaisdiurnos 
Encontram-seativosduranteodia. 
Profª: Sandra Nascimento 
11
Influênciadaluznocomportamentodosanimais 
Animais lucífilos 
Sentem-se atraídos pela luz. 
Animais lucífugos 
Não suportam a luz. 
Profª: Sandra Nascimento 
12
Deslocação dos animais em relação à luz 
Fototaxiapositiva 
Quandoosanimaissemovimentamemdireçãoaumafonteluminosa. 
Fototaxianegativa 
Quandoosanimaissedeslocamemdireçãoopostaaumafonteluminosa. 
Profª: Sandra Nascimento 
13
Influênciadofotoperíodoemalgunsanimais 
Ofotoperíodopodeinfluenciaramudançadecordapelagemdealgunsmamíferosedapenugemdealgumasaves. 
Estacaracterísticafacilitaacamuflagemdoanimal,fazendocomqueseconfundamaisfacilmentecomomeioambiente, ficandodestaformaprotegidodospredadores. 
Profª: Sandra Nascimento 
14
Migrações 
Deslocaçõesregularesdeumservivoparalocaisqueconferemmelhorescondiçõesdesobrevivência, tambémpodemsercondicionadaspelofotoperíodo. 
Profª: Sandra Nascimento 
15 
Influênciadofotoperíodoemalgunsanimais
Hibernação 
Éareduçãodasatividadesvitaisdoorganismoparavaloresmínimos,quandoexpostosaumclimafrio, ficandoestenumestadodevidalatente. 
Profª: Sandra Nascimento 
16 
Influênciadofotoperíodoemalgunsanimais
Estivação 
Éareduçãodasatividadesvitaisdoorganismoparavaloresmínimos,quandoexpostosaumclimaquenteeseco,ficandoestenumestadodevidalatente. 
Profª: Sandra Nascimento 
17 
Influênciadofotoperíodoemalgunsanimais
II -TEMPERATURA 18 
Profª: Sandra Nascimento
Temperaturasletais–sãoosvaloresquelevamàmortedosseresvivos. 
Temperaturasdetolerância–intervalosdetemperaturaondeavidaépossível(variaconformeaespécie). 
Profª: Sandra Nascimento 
19 
Temperaturaótima–valornosquaisaespéciereagemaisfavoravelmente. 
Relação entre a variação da temp. e o nº de indivíduos
Relação entre a variação da temp. e o nº de indivíduos 
Seresestenotérmicos(A):sobrevivementreestreitoslimitesdetemperatura(pequenaamplitudetérmica). Ex:lagartixa. 
Sereseuritérmicos(B):resistemagrandesvariaçõesdetemperatura(grandeamplitudetérmica).Ex:lobo, Homem. 
Profª: Sandra Nascimento 
20 
B 
A 
Temperatura
De acordo com a temperatura corporal 
Animaispoiquilotérmicos:atemperaturacorporalvariadeacordocomatemperaturaambiente.Ex:répteis,anfíbios, peixeseinsetos. 
Animaishomeotérmicos:mantêmatemperaturacorporalconstante.Ex:Avesemamíferos. 
21 
Profª: Sandra Nascimento
Hibernação 
Emestaçõesfrias 
Profª: Sandra Nascimento 
22 
Adaptaçõescomportamentaisdosanimais 
Estivação 
Emestaçõesquentes
Orelhasgrandes 
Algunsanimaispossuemestaadaptaçãoquelhespermiteaumentarasuperfíciedeperdadecalorparaoambiente. 
Profª: Sandra Nascimento 
23 
Adaptaçõescorporaisdosanimaisaambientesquentes 
Pelocurto 
Certosanimaisquevivememregiõesmuitoquentestêmopelocurtoparamaisfacilmentesedissiparocalorcorporal.
Orelhaspequenas 
Estaadaptaçãopermiteaosanimaisdiminuíremasuperfíciedeperdadecalorparaoambiente. 
Profª: Sandra Nascimento 
24 
Adaptaçõescorporaisdosanimaisaambientesfrios 
Pelolongo 
Algunsanimaisquehabitamemregiõesmuitofriaspossuempelolongo, minimizandoasperdasdecalorcorporal.
Profª: Sandra Nascimento 
25 
Adaptaçõescorporaisdosanimaisaambientesfrios 
Espessacamadadegordura 
Permiteaosanimaisresistiràsmaisbaixastemperaturas.
Adaptações fisiológicas dos animais 
Ambientequente 
Arfar–estecomporta- mentopermiteaumentaradissipaçãodecalor. 
Profª: Sandra Nascimento 
26 
Ambientefrio 
Ereçãodospelos–aprojeçãoverticaldospelospermitecriarumacamadadearisolantejuntoàpele, diminuindo,assim,asperdasdecalorparaomeio.
Adaptações das plantas às variações de temperaturas 
Plantasdefolhapersistenteouperenifólias 
Mantêmafolhagem, independentementedaestaçãodoano. 
Profª: Sandra Nascimento 
27 
Plantasdefolhacaducaoucaducifólias 
Perdemasfolhasduranteaestaçãofria.
Adaptações das plantas às variações de temperaturas 
Plantas ficam reduzidas à parte subterrânea 
Comoformaderesistiràdiminuiçãodatemperaturaalgumasplantasficamreduzidasàpartesubterrâneaduranteasestaçõesdesfavoráveis. 
Profª: Sandra Nascimento 
28 
Plantasficamreduzidasasementes 
Háplantasqueresistemaofriopassandooinvernosobaformadesementeegerminandosomentequan- doascondiçõesdetemperaturasãofavoráveis.
II - FATORES ABIÓTICOS I

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICAI - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
sandranascimento
 
Fatores abióticos - água e luz
Fatores abióticos - água e luzFatores abióticos - água e luz
Fatores abióticos - água e luz
Luís Filipe Marinho
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
Catir
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidade
Ana Castro
 
Fatores abióticos
Fatores abióticosFatores abióticos
Fatores abióticos
Carla Martins
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
margaridabt
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
José Luís Alves
 
Princípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológicoPrincípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológico
margaridabt
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
margaridabt
 
Fatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e ventoFatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e vento
Luís Filipe Marinho
 
Factores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - SoloFactores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - Solo
Catir
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
Ana Castro
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ana Castro
 
Ciclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energiaCiclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energia
Ana Castro
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Cláudia Moura
 
fósseis - 7º ano
fósseis - 7º anofósseis - 7º ano
fósseis - 7º ano
olgacacao
 
Relações bióticas
Relações bióticas  Relações bióticas
Relações bióticas
Vanessa Anzolin
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
sandranascimento
 
Factores Abióticos
Factores AbióticosFactores Abióticos
Factores Abióticos
Sérgio Luiz
 
Subsistemas
SubsistemasSubsistemas
Subsistemas
Tânia Reis
 

Mais procurados (20)

I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICAI - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
 
Fatores abióticos - água e luz
Fatores abióticos - água e luzFatores abióticos - água e luz
Fatores abióticos - água e luz
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidade
 
Fatores abióticos
Fatores abióticosFatores abióticos
Fatores abióticos
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
Princípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológicoPrincípios básicos do raciocínio geológico
Princípios básicos do raciocínio geológico
 
6 métodos estudo interior da terra
6   métodos estudo interior da terra6   métodos estudo interior da terra
6 métodos estudo interior da terra
 
Fatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e ventoFatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e vento
 
Factores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - SoloFactores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - Solo
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
 
Ciclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energiaCiclo da matéria e fluxo energia
Ciclo da matéria e fluxo energia
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
fósseis - 7º ano
fósseis - 7º anofósseis - 7º ano
fósseis - 7º ano
 
Relações bióticas
Relações bióticas  Relações bióticas
Relações bióticas
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
 
Factores Abióticos
Factores AbióticosFactores Abióticos
Factores Abióticos
 
Subsistemas
SubsistemasSubsistemas
Subsistemas
 

Destaque

A célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vidaA célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vida
Leonardo Alves
 
4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
Catir
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
mariacarmoteixeira
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
Margarida Cardoso
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
Catir
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Catir
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
hugo dias
 
A célula
A célulaA célula
A célula
catiacsantos
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
cn2012
 
I - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRAI - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRA
sandranascimento
 
Fatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticosFatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticos
mmbbss
 
Distribuição mundial da população
Distribuição mundial da população Distribuição mundial da população
Distribuição mundial da população
Paula Melo
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
sandranascimento
 
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticos
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticosEcossistema: Fatores bióticos e abióticos
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticos
Carlos Priante
 
Interacções entre os seres vivos
Interacções entre os seres vivosInteracções entre os seres vivos
Interacções entre os seres vivos
Catir
 
12ª classe aula4
12ª classe aula412ª classe aula4
12ª classe aula4
Diabzie
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
nelsonesim
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
Cláudia Moura
 
4 fatores abioticos-temperatura
4 fatores abioticos-temperatura4 fatores abioticos-temperatura
4 fatores abioticos-temperatura
Maria João Drumond
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicos
catiacsantos
 

Destaque (20)

A célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vidaA célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vida
 
4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
 
I - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRAI - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRA
 
Fatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticosFatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticos
 
Distribuição mundial da população
Distribuição mundial da população Distribuição mundial da população
Distribuição mundial da população
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
 
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticos
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticosEcossistema: Fatores bióticos e abióticos
Ecossistema: Fatores bióticos e abióticos
 
Interacções entre os seres vivos
Interacções entre os seres vivosInteracções entre os seres vivos
Interacções entre os seres vivos
 
12ª classe aula4
12ª classe aula412ª classe aula4
12ª classe aula4
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
 
4 fatores abioticos-temperatura
4 fatores abioticos-temperatura4 fatores abioticos-temperatura
4 fatores abioticos-temperatura
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicos
 

Mais de sandranascimento

I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
sandranascimento
 
XII - PAISAGENS GEOLO
XII - PAISAGENS GEOLOXII - PAISAGENS GEOLO
XII - PAISAGENS GEOLO
sandranascimento
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
sandranascimento
 
VII - SISMOLOGIA
VII - SISMOLOGIAVII - SISMOLOGIA
VII - SISMOLOGIA
sandranascimento
 
Vi vulcanismo secundario
Vi   vulcanismo secundarioVi   vulcanismo secundario
Vi vulcanismo secundario
sandranascimento
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACAS
sandranascimento
 
II - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTALII - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTAL
sandranascimento
 
I estrutura interna da ter
I   estrutura interna da terI   estrutura interna da ter
I estrutura interna da ter
sandranascimento
 
Ficha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretorFicha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretor
sandranascimento
 
III - SISTEMA RESPIRATÓRIO
III - SISTEMA RESPIRATÓRIOIII - SISTEMA RESPIRATÓRIO
III - SISTEMA RESPIRATÓRIO
sandranascimento
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
sandranascimento
 
I - SAÚDE
I - SAÚDEI - SAÚDE
I - SAÚDE
sandranascimento
 
PROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
PROGRAMA: SAÚDE INFANTILPROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
PROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
sandranascimento
 
FT10 - DEFORMAÇÕES
FT10 - DEFORMAÇÕESFT10 - DEFORMAÇÕES
FT10 - DEFORMAÇÕES
sandranascimento
 
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICASFT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
sandranascimento
 
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARESFT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
sandranascimento
 
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
sandranascimento
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
sandranascimento
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
sandranascimento
 
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICAFT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
sandranascimento
 

Mais de sandranascimento (20)

I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
I - PAISAGENS GEOLOGICAS - Ciências naturais 7
 
XII - PAISAGENS GEOLO
XII - PAISAGENS GEOLOXII - PAISAGENS GEOLO
XII - PAISAGENS GEOLO
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
VII - SISMOLOGIA
VII - SISMOLOGIAVII - SISMOLOGIA
VII - SISMOLOGIA
 
Vi vulcanismo secundario
Vi   vulcanismo secundarioVi   vulcanismo secundario
Vi vulcanismo secundario
 
III - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACASIII - TECTÓNICA DE PLACAS
III - TECTÓNICA DE PLACAS
 
II - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTALII - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTAL
 
I estrutura interna da ter
I   estrutura interna da terI   estrutura interna da ter
I estrutura interna da ter
 
Ficha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretorFicha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretor
 
III - SISTEMA RESPIRATÓRIO
III - SISTEMA RESPIRATÓRIOIII - SISTEMA RESPIRATÓRIO
III - SISTEMA RESPIRATÓRIO
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
 
I - SAÚDE
I - SAÚDEI - SAÚDE
I - SAÚDE
 
PROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
PROGRAMA: SAÚDE INFANTILPROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
PROGRAMA: SAÚDE INFANTIL
 
FT10 - DEFORMAÇÕES
FT10 - DEFORMAÇÕESFT10 - DEFORMAÇÕES
FT10 - DEFORMAÇÕES
 
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICASFT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
FT9 - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARESFT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
FT8 - ROCHAS SEDIMENTARES
 
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
EXAMES NACIONAIS DESDE 2006
 
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANOTESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
TESTES INTERMÉDIOS 11ºANO
 
Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
 
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICAFT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
FT7 - OCUPAÇÃO ANTRÓPICA
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 

II - FATORES ABIÓTICOS I