SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
OFICINAS DE LEITURA




       Módulo I: estratégias de leitura
DISCUSSÃO DO TEXTO:



    1. Compreendendo o texto: o
questionário e o vocabulário.

    2. O texto não é pretexto. Será que
não é mesmo?
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



       O que são estratégias de leitura?
Para Solé (1998) trata-se de um conjunto de
ações ordenadas e finalizadas na busca de
uma meta, portanto, estratégia envolve
autodireção e autocontrole, mas não devem
ser vistas como receitas para ordenar essas
ações.
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



Há duas abordagens importantes: a primeira
é que as estratégias precisam ser ensinadas
para a compreensão do texto já que elas
“não amadurecem, nem se desenvolvem, nem
emergem, nem aparecem. Ensina-se - ou não se
ensinam – e se aprendem – ou não se aprendem”
(SOLÉ, 1998, p. 70).
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



E a segunda é que as estratégias são
procedimentos de ordem elevada que
envolve o cognitivo e o metacognitivo,
portanto, não podem ser tratadas como
receitas infalíveis, técnicas precisas ou
habilidades específicas.
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



O que caracteriza a “mentalidade estratégica
é sua capacidade de analisar e representar os
problemas e a flexibilidade para encontrar
soluções” (SOLÉ, 2008, p. 70). A autora
defende que ao ensiná-las as instruções
precisam ser explícitas a fim de contribuir
de fato com o desenvolvimento global dos
estudantes.
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



                 Isabel Solé (década de 80)
Define estratégias para antes, durante e depois da leitura:
Antes da leitura: motivação; objetivos da leitura; ativar o
conhecimento prévio; previsões sobre o texto e
perguntas dos alunos sobre o texto;
Durante a leitura: ler, resumir (no sentido de recapitular),
solicitar esclarecimento a respeito de texto (de modo que
a leitura torne-se necessária para responder) e prever (o
que ainda não foi lido)
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM




Depois da leitura: a identificação da
ideia principal; a elaboração de
resumos e a formulação e respostas
de perguntas.
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



               Angela Kleiman (década de 90)
A interação é suporte para o leitor inexperiente compreender o
texto;
Portanto, a compreensão ocorre nesse momento e não durante a
leitura silenciosa ou em voz alta do texto;
Parte de dois pontos: professor como mediador entre o autor e o
leitor; e o fornecimento de estratégias específicas: aprender o
tema, a estrutura global do texto, reconstruir relações lógicas e
temporais, apropriar-se da voz do autor, resumir, recontar e
elaborar perguntas sobre texto.
ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM



             Harvey e Goudvins (2007)
 Denominadas de estratégias norte-americanas:
1. Conhecimento prévio;
2. Conexões;
3. Inferência/
4. Visualização;
5. Questões ao texto;
6. Sumarização;
7. Síntese.
ATIVANDO O CONHECIMENTO
                        PRÉVIO




“Quando iniciamos uma leitura, deixamos vir à tona em
nossa mente uma série de informações e conhecimentos
que temos acerca do mundo em relação àquilo que
estamos lendo, assim, o conhecimento prévio é definido
pelos “norte-americanos de estratégia-mãe ou estratégia
guarda-chuva, pois agrega todas as demais” (GIROTTO;
SOUZA, 2010, p. 66, grifos no original).
AQUILO - RICARDO AZEVEDO
GRÁFICO ORGANIZADOR


O que eu sei      O que quero saber   O que aprendi

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Fernanda Tulio
 
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
Heloiza Moura
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
Ananda Lima
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
henriqueocarvalho
 

Mais procurados (20)

A escrita como produção de textos
A escrita como produção de textosA escrita como produção de textos
A escrita como produção de textos
 
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
 
Pnaic leitura 2016
Pnaic leitura 2016Pnaic leitura 2016
Pnaic leitura 2016
 
BNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
BNCC EDUCAÇÃO INFANTILBNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
BNCC EDUCAÇÃO INFANTIL
 
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
1ª formação: Currículo no Ciclo de alfabetização
 
O ensino da língua portuguesa 1ª aula 04
O ensino da língua portuguesa 1ª aula 04O ensino da língua portuguesa 1ª aula 04
O ensino da língua portuguesa 1ª aula 04
 
Metodos
MetodosMetodos
Metodos
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Leitura e produção textual
Leitura e produção textualLeitura e produção textual
Leitura e produção textual
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Apresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escritaApresentação psicogênese da língua escrita
Apresentação psicogênese da língua escrita
 
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCCPlanejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
 
Oficina formação de leitores
Oficina formação de leitoresOficina formação de leitores
Oficina formação de leitores
 
INCENTIVO A LEITURA
INCENTIVO A LEITURAINCENTIVO A LEITURA
INCENTIVO A LEITURA
 
LEITURA
LEITURALEITURA
LEITURA
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
 
Estratégias de leitura 5 ano
Estratégias de leitura 5 anoEstratégias de leitura 5 ano
Estratégias de leitura 5 ano
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
 

Destaque

Destaque (20)

A preciosa pergunta da pata
A preciosa pergunta da pataA preciosa pergunta da pata
A preciosa pergunta da pata
 
Gêneros de texto
Gêneros de textoGêneros de texto
Gêneros de texto
 
Cidinha e a pulga da cidinha
Cidinha e a pulga da cidinhaCidinha e a pulga da cidinha
Cidinha e a pulga da cidinha
 
Guilherme augusto araújo fernandes
Guilherme augusto araújo fernandesGuilherme augusto araújo fernandes
Guilherme augusto araújo fernandes
 
Apresentação da valquíria
Apresentação da valquíriaApresentação da valquíria
Apresentação da valquíria
 
Oficinas de leitura.4
Oficinas de leitura.4Oficinas de leitura.4
Oficinas de leitura.4
 
Apresentação inicial 2
Apresentação inicial 2Apresentação inicial 2
Apresentação inicial 2
 
Pacto apresentacao padrao_06_jul12_com_mapa
Pacto apresentacao padrao_06_jul12_com_mapaPacto apresentacao padrao_06_jul12_com_mapa
Pacto apresentacao padrao_06_jul12_com_mapa
 
Encontro de educadores sme marilia
Encontro de educadores sme mariliaEncontro de educadores sme marilia
Encontro de educadores sme marilia
 
Planejando a alfabetização unidade 6
Planejando  a alfabetização   unidade 6Planejando  a alfabetização   unidade 6
Planejando a alfabetização unidade 6
 
Oficinas de leitura2
Oficinas de leitura2Oficinas de leitura2
Oficinas de leitura2
 
Síntese do caderno
Síntese do cadernoSíntese do caderno
Síntese do caderno
 
O caso da lagarta que tomou um chá de sumiço
O caso da lagarta que tomou um chá de sumiçoO caso da lagarta que tomou um chá de sumiço
O caso da lagarta que tomou um chá de sumiço
 
Apresentação pacto fer
Apresentação pacto ferApresentação pacto fer
Apresentação pacto fer
 
O menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a verO menino que aprendeu a ver
O menino que aprendeu a ver
 
Brincadeiras do curso primeiro ano - sme 2013
Brincadeiras do curso   primeiro ano - sme 2013Brincadeiras do curso   primeiro ano - sme 2013
Brincadeiras do curso primeiro ano - sme 2013
 
Apresentação 3° encontro_-_relatórios
Apresentação 3° encontro_-_relatóriosApresentação 3° encontro_-_relatórios
Apresentação 3° encontro_-_relatórios
 
Oficina deleitura 5
Oficina deleitura 5Oficina deleitura 5
Oficina deleitura 5
 
Questões ao texto - Estratégias de leitura
Questões ao texto - Estratégias de leituraQuestões ao texto - Estratégias de leitura
Questões ao texto - Estratégias de leitura
 
Oficinas de leitura 2pptx
Oficinas de leitura 2pptxOficinas de leitura 2pptx
Oficinas de leitura 2pptx
 

Semelhante a Oficinas de leitura3

Estratégias de leitura corrigida
Estratégias de leitura corrigidaEstratégias de leitura corrigida
Estratégias de leitura corrigida
pipatcleopoldina
 
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-anoAtividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
Sandracbm123456
 
PNAIC - Ano 3 unidade 2
PNAIC - Ano 3  unidade 2PNAIC - Ano 3  unidade 2
PNAIC - Ano 3 unidade 2
ElieneDias
 
Metacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagemMetacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagem
SUPORTE EDUCACIONAL
 
Texto 2 teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Texto 2   teorias da aprendizagem para a prática pedagógicaTexto 2   teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Texto 2 teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Fátima Noronha
 

Semelhante a Oficinas de leitura3 (20)

Instrumentode aprendizagem
Instrumentode aprendizagemInstrumentode aprendizagem
Instrumentode aprendizagem
 
Estratégias de leitura corrigida
Estratégias de leitura corrigidaEstratégias de leitura corrigida
Estratégias de leitura corrigida
 
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-anoAtividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
Atividades de-leitura-livre-planejamento-7c2ba-ano
 
PNAIC - Ano 3 unidade 2
PNAIC - Ano 3  unidade 2PNAIC - Ano 3  unidade 2
PNAIC - Ano 3 unidade 2
 
A sequência didática
A sequência didáticaA sequência didática
A sequência didática
 
Resenha ensinar a pensar. Raths, Louis. prof Laenio Loche
Resenha ensinar a pensar. Raths, Louis. prof Laenio LocheResenha ensinar a pensar. Raths, Louis. prof Laenio Loche
Resenha ensinar a pensar. Raths, Louis. prof Laenio Loche
 
Metacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagemMetacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagem
 
Metacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagemMetacognição e apoio a aprendizagem
Metacognição e apoio a aprendizagem
 
VII OFICINA - GESTAR II
VII OFICINA - GESTAR IIVII OFICINA - GESTAR II
VII OFICINA - GESTAR II
 
Estrategias de leitura 2
Estrategias de leitura 2Estrategias de leitura 2
Estrategias de leitura 2
 
Apostila teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Apostila  teorias da aprendizagem para a prática pedagógicaApostila  teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Apostila teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
 
Apostila teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Apostila  teorias da aprendizagem para a prática pedagógicaApostila  teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Apostila teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
 
INTRODUÇÃO A METODOLOGIA CIENTÍFICA.pptx
INTRODUÇÃO  A METODOLOGIA CIENTÍFICA.pptxINTRODUÇÃO  A METODOLOGIA CIENTÍFICA.pptx
INTRODUÇÃO A METODOLOGIA CIENTÍFICA.pptx
 
Aula 2 unidade 1a
Aula 2 unidade 1aAula 2 unidade 1a
Aula 2 unidade 1a
 
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdfManual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
 
O ensino pragmático da leitura
O ensino pragmático da leituraO ensino pragmático da leitura
O ensino pragmático da leitura
 
Apostila de didatica
Apostila de didaticaApostila de didatica
Apostila de didatica
 
atitudes operativas em espaços de educação.pptx
atitudes operativas em espaços de educação.pptxatitudes operativas em espaços de educação.pptx
atitudes operativas em espaços de educação.pptx
 
Texto 2 teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Texto 2   teorias da aprendizagem para a prática pedagógicaTexto 2   teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
Texto 2 teorias da aprendizagem para a prática pedagógica
 
Escola de Pais
Escola de PaisEscola de Pais
Escola de Pais
 

Mais de Rosemary Batista

Mais de Rosemary Batista (20)

Sinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritanteSinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritante
 
01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua
 
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_webCartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
 
Boletim informativo n 04 2016 - final
Boletim informativo n 04 2016 - finalBoletim informativo n 04 2016 - final
Boletim informativo n 04 2016 - final
 
Devolução dos Livros Didáticos
Devolução dos Livros DidáticosDevolução dos Livros Didáticos
Devolução dos Livros Didáticos
 
Halloween 2016
Halloween 2016Halloween 2016
Halloween 2016
 
Textos vencedores
Textos vencedoresTextos vencedores
Textos vencedores
 
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumidoPpt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
 
Encontro de educação integral ação intermunicipal
Encontro de educação integral   ação intermunicipalEncontro de educação integral   ação intermunicipal
Encontro de educação integral ação intermunicipal
 
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
 
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
 
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
 
Lista aprovados v1
Lista aprovados v1Lista aprovados v1
Lista aprovados v1
 
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
 
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
Domm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogiaDomm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogia
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
 
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogiaDomm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
Khan academy 2016
Khan academy 2016Khan academy 2016
Khan academy 2016
 
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 

Oficinas de leitura3

  • 1. OFICINAS DE LEITURA Módulo I: estratégias de leitura
  • 2. DISCUSSÃO DO TEXTO: 1. Compreendendo o texto: o questionário e o vocabulário. 2. O texto não é pretexto. Será que não é mesmo?
  • 3. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM O que são estratégias de leitura? Para Solé (1998) trata-se de um conjunto de ações ordenadas e finalizadas na busca de uma meta, portanto, estratégia envolve autodireção e autocontrole, mas não devem ser vistas como receitas para ordenar essas ações.
  • 4. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM Há duas abordagens importantes: a primeira é que as estratégias precisam ser ensinadas para a compreensão do texto já que elas “não amadurecem, nem se desenvolvem, nem emergem, nem aparecem. Ensina-se - ou não se ensinam – e se aprendem – ou não se aprendem” (SOLÉ, 1998, p. 70).
  • 5. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM E a segunda é que as estratégias são procedimentos de ordem elevada que envolve o cognitivo e o metacognitivo, portanto, não podem ser tratadas como receitas infalíveis, técnicas precisas ou habilidades específicas.
  • 6. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM O que caracteriza a “mentalidade estratégica é sua capacidade de analisar e representar os problemas e a flexibilidade para encontrar soluções” (SOLÉ, 2008, p. 70). A autora defende que ao ensiná-las as instruções precisam ser explícitas a fim de contribuir de fato com o desenvolvimento global dos estudantes.
  • 7. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM Isabel Solé (década de 80) Define estratégias para antes, durante e depois da leitura: Antes da leitura: motivação; objetivos da leitura; ativar o conhecimento prévio; previsões sobre o texto e perguntas dos alunos sobre o texto; Durante a leitura: ler, resumir (no sentido de recapitular), solicitar esclarecimento a respeito de texto (de modo que a leitura torne-se necessária para responder) e prever (o que ainda não foi lido)
  • 8. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM Depois da leitura: a identificação da ideia principal; a elaboração de resumos e a formulação e respostas de perguntas.
  • 9. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM Angela Kleiman (década de 90) A interação é suporte para o leitor inexperiente compreender o texto; Portanto, a compreensão ocorre nesse momento e não durante a leitura silenciosa ou em voz alta do texto; Parte de dois pontos: professor como mediador entre o autor e o leitor; e o fornecimento de estratégias específicas: aprender o tema, a estrutura global do texto, reconstruir relações lógicas e temporais, apropriar-se da voz do autor, resumir, recontar e elaborar perguntas sobre texto.
  • 10. ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONAM Harvey e Goudvins (2007) Denominadas de estratégias norte-americanas: 1. Conhecimento prévio; 2. Conexões; 3. Inferência/ 4. Visualização; 5. Questões ao texto; 6. Sumarização; 7. Síntese.
  • 11. ATIVANDO O CONHECIMENTO PRÉVIO “Quando iniciamos uma leitura, deixamos vir à tona em nossa mente uma série de informações e conhecimentos que temos acerca do mundo em relação àquilo que estamos lendo, assim, o conhecimento prévio é definido pelos “norte-americanos de estratégia-mãe ou estratégia guarda-chuva, pois agrega todas as demais” (GIROTTO; SOUZA, 2010, p. 66, grifos no original).
  • 12. AQUILO - RICARDO AZEVEDO
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. GRÁFICO ORGANIZADOR O que eu sei O que quero saber O que aprendi