Apresentação pacto fer

3.386 visualizações

Publicada em

Pacto Alfabetização na Idade Certa - UNESP - Marília 2013
Curso de formação

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.386
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.584
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação pacto fer

  1. 1. Quebrar mitos...• A criança com DI passa pelos mesmosprocessos de desenvolvimento que a semdeficiência?• SIM! Porém, com especificidades e intensidadesdiferenciadas  expectativas do professor• Devemos basear o ensino do aluno com DIapenas em conhecimentos concretos ousimplificados?• NÃO! Basear o ensino desses alunos emtécnicas de memória e repetição simplificadas énegar qualquer possibilidade da atuação delesobre o mundo e de suas possibilidades deaprender.
  2. 2. Quebrar mitos...• Devo utilizar da concepção de idade mentalX idade cronológica para fazer oplanejamento das atividades para o alunocom DI?• NÃO! Termo médico que não deve guiar aeducação dos alunos com DI. Desconsideraos contextos vividos por cada um.• O desenvolvimento da criança com DI épautado apenas nos aspectos biológicos?• NÃO! Devemos considerar suas vivências eoportunidades que lhes foram oferecidas.
  3. 3. Quebrar mitos...• O aluno com DI deve ser incluído na escolaapenas para socializar ?• NÃO! Os sistemas de ensino devem propiciaracesso e permanência com aproveitamentoacadêmico a estes alunos.• Devido as particularidades do aluno com DInão devo avaliá-lo pois seria uma avaliaçãoapenas negativa?• NÃO! Devemos sim avaliar tal aluno, porém,com uma avaliação adaptada, que atendasuas especificidades.
  4. 4. Dificuldades...• A complexidade dos conteúdos aumentaconforme aumenta o nível de escolaridade,dificuldade para adequar os conteúdos se oaluno está muito defasado  importância dese reforçar o trabalho de alfabetização comtais alunos no início do EF.• Quantidade excessiva de alunos na sala;• Planejamento rígido que não permiteadequação e/ou flexibilização do tempo eatividades propostas;
  5. 5. Dificuldades...• O professor, por falta de formação einformação crer que o aluno com DI nãopode ou pode menos aprender e sedesenvolver, e desta forma oferecer poucascondições para que isso ocorra;• Falta de apoio tanto no aspecto macro/micro:sistemas de ensino, direção, coordenação daescola ou família ;• Falta de atendimentos especializados ou anão frequência do aluno nos mesmos nocontraturno da escola;
  6. 6. Avaliação da Aprendizagem...
  7. 7. Avaliação da Aprendizagem...• A inclusão pode representarexclusão sempre que a avaliaçãofor para classificar e rotular e asdecisões acerca dos resultadoslevarem em conta parâmetroscomparativos e não as condiçõespróprias de cada aluno.(HOFFMANN, 2009)
  8. 8. Avaliação da Aprendizagem...• Os sistemas de ensino/escola devem ter apreocupação em adequar os instrumentos deavaliação para os alunos com DI.• A escola deve lhe dirigir um olhar avaliativoespecífico, único e não comparativo com o seugrupo, mas sim, com ele mesmo verificando:o quanto foi possível avançar;quais os conhecimentos que foram apropriados; sua forma de lidar com a escrita, a leitura, ocálculo, o desenho, as representações, suasexpressões e as inúmeras manifestações deconhecimento.
  9. 9. Avaliação da Aprendizagem...• A definição de critérios e a elaboração deindicadores podem se caracterizar comoelementos facilitadores para o professor;• Cabe aos sistemas de ensino construir seuspróprios instrumentos e adequá-los de acordocom sua realidade e necessidade, desta formaestaria atendendo as propostas de um ensinoinclusivo.
  10. 10. Caminhos...• Em pesquisa realizada por Valentim (2011)constatou-se que os professores que possuemalunos com DI em suas turmas regularescarecem de formação, principalmente no quediz respeito à prática pedagógica e avaliaçãoda aprendizagem relacionadas à deficiênciaintelectual;• A utilização de um referencial de avaliaçãopor tais professores propiciou uma avaliaçãomais completa e positiva do aluno com DI,apontado avanços, mesmo que singelos, naaprendizagem dos mesmos;

×