SlideShare uma empresa Scribd logo
Qual o Papel (função) da Equipe
Gestora em relação às indisciplinas
nas escolas ?
Todos os dias enfrentamos situações com
casos de indisciplina no contexto escolar.
Brigas, xingamentos, discussões,
bullying,etc. A preocupação em relação a
esses fatos é uma realidade presente em
toda escola, por isso cabe a equipe gestora
procurar as melhores soluções em
resolver tais questões.( prrsoares)
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
Em se falando de indisciplina na escola, existe
um a grande preocupação por parte de toda a
comunidade escolar.Que postura devem ter os
membros das equipes diretivas/gestoras
escolares (Direção/Coordenação Pedagógica,
Orientação Educacional, Supervisão Escolar
etc, frente a esses problemas?
O que fazer e qual o melhor posicionamento
sobre isto?
Uma coisa é certa, é preciso criar um clima de
confiança, baseado numa ética e no autêntico
diálogo. Por exemplo:
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
1- Construir participativamente uma
linha comum de atuação. Um dos
pontos mais enfatizados pelos
professores em escolas que estão
com problemas de disciplina é a falta
desta linha comum: que todos
tenham a "mesma linguagem".
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
1-Ajudar a manter uma visão de totalidade
do problema. Algumas vezes, para fazer
com que o professor assuma suas
responsabilidades, não se fala de todo o
resto, apenas questionando se ele já fez
sua parte. É claro que isto vai provocar a
sensação de
ser o "bode expiatório" ("É sempre culpa do
professor"; "Cai tudo nas costas do
professor" etc.). Não deixar que se perca a
visão de conjunto.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
3-Não designar alguém na
escola só para cuidar da
disciplina"; a
construção da disciplina é
tarefa de todos.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
4-Subsidiar, apoiar o professor
para que possa ser o autor da
ação educativa, inclusive
disciplinar; orientar, ajudar a
formar o professor
para o diálogo com os alunos.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
5-Resgatar o saber docente.
Reconhecer que os professores
construíram um saber a partir de suas
experiências.
Só que geralmente é um saber
fragmentado e até contraditório. Daí a
importância de partilhar, fazer a
crítica e sistematizar como cultura
pedagógica do grupo.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
6-Confiar no grupo; superar o controle, a
vigilância como se o professor fosse
irresponsável (ex.: ficar passando pelo corredor e
espiando a sala). Algo muito diferente ocorre
quando, por exemplo, há um acordo para que
alguém da equipe assista à aula, para depois
refletir com o professor sobre sua prática. Apoiar
as iniciativas de mudança dos professores; isto é
sinal de vida. Dar tempo para colocarem prática
e analisar.
Não frustrar com rigorismo e medo do erro.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
7-Pesquisar mais a própria prática; ser capaz de levantar
as representações dos professores. No caso aqui, o que
pensam a respeito dos problemas de disciplina. Ter mais
coragem de ouvir; esta é uma coisa que dificulta o
trabalho de direção ou coordenação: os professores vêm
com suas queixas; a equipe, com medo de que, com
aqueles problemas todos, ele desanime, já começa a
tentar dar explicações, justificativas, não os deixando
falar até o fim. É preciso confiar mais em nossa
capacidade, em nossa proposta, na força do
pró rio grupo e deixá-los falar tudo o que têm para falar, e
só depois disto começar a reconstruir coletivamente
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
8-Ser "colo" quando
necessário, mas também
ser firme se a situação
assim o exigir.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
9-Num primeiro momento,
trabalhar com um grupo menor,
que esteja mais aberto,
minimamente querendo, que
revele uma base de
humanidade preservada.
Criar base para um trabalho
maior.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
10-Superar o formalismo; abrir
espaços para que o professor
possa atender os
alunos em suas necessidades,
sejam de aprendizagem ou
relacionamento.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
11- Apoiar o professor diante da
comunidade. Os eventuais equívocos
serão tratados internamente. Saber
enfrentar pressões equivocadas dos pais. É
muito desgastante quando o professor
sente que seu trabalho não tem o respaldo
da equipe. Vejam, isto não significa
conivência, acobertar erros, mas
profissionalismo, tratar as coisas na hora e
local adequados.
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
12-Favorecer clima
ético; cortar
"fofocas", "diz-que-
diz-que".
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
...Os desafios a serem enfrentados são
enormes.
Se não encontrarmos um clima
favorável nem entre os companheiros
de trabalho, fica muito difícil manter
o ânimo e a esperança de que as coisas
podem de fato mudar.
Fonte de pesquisa:
http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br/ufmt/f
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
Só poderão alcançar
os objetivos
propostos aqueles
que se atém a
colocar em prática
as metas e os
princípios
delimitados.
prrsoares
Fonte de pesquisa:
http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br/ufmt/f
Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A INCLUSÃO ESCOLAR
A  INCLUSÃO ESCOLAR A  INCLUSÃO ESCOLAR
A INCLUSÃO ESCOLAR
Zélia Cordeiro
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
Kelly Vanderlei
 
Educação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitosEducação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitos
Thiago de Almeida
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
FERNANDOCSARDOSSANTO1
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
Heilane Santos
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA
 
Distúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escolaDistúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escola
marleneevang
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
Almeida Emilene Santos
 
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação InclusivaCapacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Secretaria de Educação e Cultura - SEMEC aAcari
 
Relatório da entrevista sobre gestão
Relatório da entrevista sobre gestãoRelatório da entrevista sobre gestão
Relatório da entrevista sobre gestão
Karina Barbosa
 
Aula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão EscolarAula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão Escolar
Professora Florio
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
estudosacademicospedag
 
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slidesProjeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
prof_roseli_barbosa
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Dirce Cristiane Camilotti
 
Deficiência Intelectual
Deficiência IntelectualDeficiência Intelectual
Deficiência Intelectual
Edilene Sampaio
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Os Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da EducaçãoOs Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da Educação
Luziete Leite
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
Nailson Rocha
 
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
Isabela Rodrigues
 

Mais procurados (20)

A INCLUSÃO ESCOLAR
A  INCLUSÃO ESCOLAR A  INCLUSÃO ESCOLAR
A INCLUSÃO ESCOLAR
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
 
Educação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitosEducação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitos
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Distúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escolaDistúrbios de aprendizagem na escola
Distúrbios de aprendizagem na escola
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação InclusivaCapacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
Capacitação de educadores e cuidadores Educação Inclusiva
 
Relatório da entrevista sobre gestão
Relatório da entrevista sobre gestãoRelatório da entrevista sobre gestão
Relatório da entrevista sobre gestão
 
Aula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão EscolarAula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão Escolar
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
 
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slidesProjeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
Projeto prevenção e combate ao bullying escolar slides
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
 
Deficiência Intelectual
Deficiência IntelectualDeficiência Intelectual
Deficiência Intelectual
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Os Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da EducaçãoOs Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da Educação
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
 
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
 

Destaque

Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
bernadetefischerkrauze
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aula
Natália Lopes
 
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
francisleide
 
Como se resolve a indisciplina
Como se resolve a indisciplinaComo se resolve a indisciplina
Como se resolve a indisciplina
Docência "in loco"
 
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - PowerpointIndisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
davidqwerty
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Belister Paulino
 
Indisciplina na escola
Indisciplina na escolaIndisciplina na escola
Indisciplina na escola
Polly Lirio Rocha
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
guest1c37d0
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
Carla Choffe
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aula
Dinho Soares
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
QUEDMA SILVA
 
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escola
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escolaJulio Groppa Aquino - indisciplina na escola
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escola
Docência "in loco"
 
14 frases de vitória para 2014
14 frases  de vitória para 201414 frases  de vitória para 2014
14 frases de vitória para 2014
Seduc MT
 
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTESESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
Seduc MT
 
Bulling não é legal
Bulling não é legalBulling não é legal
Bulling não é legal
Dilan Hugo
 
Indisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolarIndisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolar
ProgramaEscolasTEIP
 
Agente Social No C R A S
Agente  Social No  C R A SAgente  Social No  C R A S
Agente Social No C R A S
Maria Gold
 
Teroia do Poder e da Influência
Teroia do Poder e da InfluênciaTeroia do Poder e da Influência
Teroia do Poder e da Influência
Adm Unime
 
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃOO PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
christianceapcursos
 

Destaque (20)

Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aula
 
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
Apresentação em slide para oficina de (In) disciplina e Mediação de Conflitos...
 
Como se resolve a indisciplina
Como se resolve a indisciplinaComo se resolve a indisciplina
Como se resolve a indisciplina
 
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - PowerpointIndisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
 
Indisciplina na escola
Indisciplina na escolaIndisciplina na escola
Indisciplina na escola
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Indisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aulaIndisciplina na sala de aula
Indisciplina na sala de aula
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
 
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escola
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escolaJulio Groppa Aquino - indisciplina na escola
Julio Groppa Aquino - indisciplina na escola
 
14 frases de vitória para 2014
14 frases  de vitória para 201414 frases  de vitória para 2014
14 frases de vitória para 2014
 
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTESESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES  NORTEADORAS E RELEVANTES
ESCOLA x VIOLÊNCIA x DISCIPLINA. QUESTÕES NORTEADORAS E RELEVANTES
 
Bulling não é legal
Bulling não é legalBulling não é legal
Bulling não é legal
 
Indisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolarIndisciplina em contexto escolar
Indisciplina em contexto escolar
 
Agente Social No C R A S
Agente  Social No  C R A SAgente  Social No  C R A S
Agente Social No C R A S
 
Teroia do Poder e da Influência
Teroia do Poder e da InfluênciaTeroia do Poder e da Influência
Teroia do Poder e da Influência
 
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃOO PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
O PAPEL DO GESTOR ESCOLAR DIANTE DA PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO
 

Semelhante a O papel da gestão em relação a indisciplina na escola

Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
Juliana Soares
 
Gestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptxGestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptx
IsabelaRibeiroBrosco
 
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
Juliana Soares
 
Formando os Próprios Talentos
Formando os Próprios TalentosFormando os Próprios Talentos
Formando os Próprios Talentos
Pedro Palma
 
Pedagogia atv 11
Pedagogia   atv 11Pedagogia   atv 11
Pedagogia atv 11
aline totti
 
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina   um dos desafios dos tempos modernosDisciplina   um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Valderez Cardoso
 
Relação professor
Relação professorRelação professor
Relação professor
Deia Araujo
 
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolas
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolasSame avaliação, monitorização e melhoria das escolas
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolas
José Matias Alves
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
gracielimarchite1
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
Carla Choffe
 
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdfrelaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
Jaylson Monteiro
 
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
AnnalySchewtschik
 
6 relacionamento professor aluno
6 relacionamento professor aluno6 relacionamento professor aluno
6 relacionamento professor aluno
Orientar Consultoria Ltda
 
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativaEducação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
wilkerfilipel
 
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
Katia Ampare-se Amparando
 
Apresentação do módulo 5
Apresentação do módulo 5Apresentação do módulo 5
Apresentação do módulo 5
JoseCicero
 
Weisz
WeiszWeisz
Dez importantes-questoes-rosaura-soligo
Dez importantes-questoes-rosaura-soligoDez importantes-questoes-rosaura-soligo
Dez importantes-questoes-rosaura-soligo
Naysa Taboada
 
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
Jovert Freire
 
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptxATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
LilianChama
 

Semelhante a O papel da gestão em relação a indisciplina na escola (20)

Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
Professor, o que fazer quando a sala está uma bagunça?
 
Gestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptxGestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptx
 
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
Gestor, como envolver a todos para superar as dificuldades da sua escola?
 
Formando os Próprios Talentos
Formando os Próprios TalentosFormando os Próprios Talentos
Formando os Próprios Talentos
 
Pedagogia atv 11
Pedagogia   atv 11Pedagogia   atv 11
Pedagogia atv 11
 
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina   um dos desafios dos tempos modernosDisciplina   um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
 
Relação professor
Relação professorRelação professor
Relação professor
 
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolas
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolasSame avaliação, monitorização e melhoria das escolas
Same avaliação, monitorização e melhoria das escolas
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdfrelaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
relaesinterpessoais Projeto de Vida 1.pdf
 
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
02_AtividadesInclusivas_AnosIniciaisEF_Vivescer.pdf
 
6 relacionamento professor aluno
6 relacionamento professor aluno6 relacionamento professor aluno
6 relacionamento professor aluno
 
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativaEducação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
Educação para a vida :os formadores e a estrutura educativa
 
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
Tarefa3etapa4 katiafranceschiabraçado jardim (1)
 
Apresentação do módulo 5
Apresentação do módulo 5Apresentação do módulo 5
Apresentação do módulo 5
 
Weisz
WeiszWeisz
Weisz
 
Dez importantes-questoes-rosaura-soligo
Dez importantes-questoes-rosaura-soligoDez importantes-questoes-rosaura-soligo
Dez importantes-questoes-rosaura-soligo
 
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
PIGEAD - STCD - Tarefa 5: Análise fórum de tutoria prática.
 
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptxATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
ATPCG - 05.09 - Gestão de sala de aula.pptx
 

Mais de Seduc MT

Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoaresSaudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
Seduc MT
 
Fake news, fato ou boato? prrsoares
Fake news, fato ou boato? prrsoaresFake news, fato ou boato? prrsoares
Fake news, fato ou boato? prrsoares
Seduc MT
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Seduc MT
 
Exposição de telas. Pintura com giz de cera
Exposição de telas. Pintura com giz de ceraExposição de telas. Pintura com giz de cera
Exposição de telas. Pintura com giz de cera
Seduc MT
 
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINARTExposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
Seduc MT
 
PRINART. Arte natalina em pet
PRINART. Arte natalina em petPRINART. Arte natalina em pet
PRINART. Arte natalina em pet
Seduc MT
 
Exposição de Brinquedos com PET. PRINART
Exposição de Brinquedos com PET. PRINARTExposição de Brinquedos com PET. PRINART
Exposição de Brinquedos com PET. PRINART
Seduc MT
 
Por amor à Gabby, no tom da vida II
Por amor à Gabby, no tom da vida IIPor amor à Gabby, no tom da vida II
Por amor à Gabby, no tom da vida II
Seduc MT
 
Ser músico. prrsoares
Ser músico. prrsoaresSer músico. prrsoares
Ser músico. prrsoares
Seduc MT
 
Doe VIDA. doe SANGUE !
Doe VIDA. doe SANGUE !  Doe VIDA. doe SANGUE !
Doe VIDA. doe SANGUE !
Seduc MT
 
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoaresImagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
Seduc MT
 
Fazer o bem, faz bem!
Fazer o bem, faz bem!Fazer o bem, faz bem!
Fazer o bem, faz bem!
Seduc MT
 
A Essência do amor. prrsoares
A Essência do amor. prrsoaresA Essência do amor. prrsoares
A Essência do amor. prrsoares
Seduc MT
 
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
Seduc MT
 
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoares
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoaresPorque a vida é feita de escolhas. prrsoares
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoares
Seduc MT
 
No tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
No tom da vida. prrsoares e Gabby MarquesNo tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
No tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
Seduc MT
 
A Canção da meia noite. prrsoares
A Canção da meia noite. prrsoaresA Canção da meia noite. prrsoares
A Canção da meia noite. prrsoares
Seduc MT
 
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
Seduc MT
 
Árvore Genealógica de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
Árvore Genealógica  de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de AndradeÁrvore Genealógica  de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
Árvore Genealógica de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
Seduc MT
 
A Menina que Sonhava. prrsoares
A Menina que Sonhava. prrsoaresA Menina que Sonhava. prrsoares
A Menina que Sonhava. prrsoares
Seduc MT
 

Mais de Seduc MT (20)

Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoaresSaudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
Saudades do tempo que a igreja era IGREJA. prrsoares
 
Fake news, fato ou boato? prrsoares
Fake news, fato ou boato? prrsoaresFake news, fato ou boato? prrsoares
Fake news, fato ou boato? prrsoares
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
 
Exposição de telas. Pintura com giz de cera
Exposição de telas. Pintura com giz de ceraExposição de telas. Pintura com giz de cera
Exposição de telas. Pintura com giz de cera
 
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINARTExposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
Exposição de pintura em telas com giz de cera. PRINART
 
PRINART. Arte natalina em pet
PRINART. Arte natalina em petPRINART. Arte natalina em pet
PRINART. Arte natalina em pet
 
Exposição de Brinquedos com PET. PRINART
Exposição de Brinquedos com PET. PRINARTExposição de Brinquedos com PET. PRINART
Exposição de Brinquedos com PET. PRINART
 
Por amor à Gabby, no tom da vida II
Por amor à Gabby, no tom da vida IIPor amor à Gabby, no tom da vida II
Por amor à Gabby, no tom da vida II
 
Ser músico. prrsoares
Ser músico. prrsoaresSer músico. prrsoares
Ser músico. prrsoares
 
Doe VIDA. doe SANGUE !
Doe VIDA. doe SANGUE !  Doe VIDA. doe SANGUE !
Doe VIDA. doe SANGUE !
 
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoaresImagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
Imagens e mensagens do mundo da música. Musicômico. prrsoares
 
Fazer o bem, faz bem!
Fazer o bem, faz bem!Fazer o bem, faz bem!
Fazer o bem, faz bem!
 
A Essência do amor. prrsoares
A Essência do amor. prrsoaresA Essência do amor. prrsoares
A Essência do amor. prrsoares
 
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
Artes gerais. Artes Visuais, Dança, Teatro e Música.
 
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoares
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoaresPorque a vida é feita de escolhas. prrsoares
Porque a vida é feita de escolhas. prrsoares
 
No tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
No tom da vida. prrsoares e Gabby MarquesNo tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
No tom da vida. prrsoares e Gabby Marques
 
A Canção da meia noite. prrsoares
A Canção da meia noite. prrsoaresA Canção da meia noite. prrsoares
A Canção da meia noite. prrsoares
 
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
O COORDENADOR PEDAGÓGICO ENQUANTO GESTOR EDUCACIONAL “Questões relevantes ent...
 
Árvore Genealógica de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
Árvore Genealógica  de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de AndradeÁrvore Genealógica  de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
Árvore Genealógica de Raimundo Soares de Andrade e Traudi Ullmann de Andrade
 
A Menina que Sonhava. prrsoares
A Menina que Sonhava. prrsoaresA Menina que Sonhava. prrsoares
A Menina que Sonhava. prrsoares
 

Último

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

O papel da gestão em relação a indisciplina na escola

  • 1. Qual o Papel (função) da Equipe Gestora em relação às indisciplinas nas escolas ?
  • 2. Todos os dias enfrentamos situações com casos de indisciplina no contexto escolar. Brigas, xingamentos, discussões, bullying,etc. A preocupação em relação a esses fatos é uma realidade presente em toda escola, por isso cabe a equipe gestora procurar as melhores soluções em resolver tais questões.( prrsoares) Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 3. Em se falando de indisciplina na escola, existe um a grande preocupação por parte de toda a comunidade escolar.Que postura devem ter os membros das equipes diretivas/gestoras escolares (Direção/Coordenação Pedagógica, Orientação Educacional, Supervisão Escolar etc, frente a esses problemas? O que fazer e qual o melhor posicionamento sobre isto? Uma coisa é certa, é preciso criar um clima de confiança, baseado numa ética e no autêntico diálogo. Por exemplo: Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 4. 1- Construir participativamente uma linha comum de atuação. Um dos pontos mais enfatizados pelos professores em escolas que estão com problemas de disciplina é a falta desta linha comum: que todos tenham a "mesma linguagem". Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 5. 1-Ajudar a manter uma visão de totalidade do problema. Algumas vezes, para fazer com que o professor assuma suas responsabilidades, não se fala de todo o resto, apenas questionando se ele já fez sua parte. É claro que isto vai provocar a sensação de ser o "bode expiatório" ("É sempre culpa do professor"; "Cai tudo nas costas do professor" etc.). Não deixar que se perca a visão de conjunto. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 6. 3-Não designar alguém na escola só para cuidar da disciplina"; a construção da disciplina é tarefa de todos. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 7. 4-Subsidiar, apoiar o professor para que possa ser o autor da ação educativa, inclusive disciplinar; orientar, ajudar a formar o professor para o diálogo com os alunos. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 8. 5-Resgatar o saber docente. Reconhecer que os professores construíram um saber a partir de suas experiências. Só que geralmente é um saber fragmentado e até contraditório. Daí a importância de partilhar, fazer a crítica e sistematizar como cultura pedagógica do grupo. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 9. 6-Confiar no grupo; superar o controle, a vigilância como se o professor fosse irresponsável (ex.: ficar passando pelo corredor e espiando a sala). Algo muito diferente ocorre quando, por exemplo, há um acordo para que alguém da equipe assista à aula, para depois refletir com o professor sobre sua prática. Apoiar as iniciativas de mudança dos professores; isto é sinal de vida. Dar tempo para colocarem prática e analisar. Não frustrar com rigorismo e medo do erro. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 10. 7-Pesquisar mais a própria prática; ser capaz de levantar as representações dos professores. No caso aqui, o que pensam a respeito dos problemas de disciplina. Ter mais coragem de ouvir; esta é uma coisa que dificulta o trabalho de direção ou coordenação: os professores vêm com suas queixas; a equipe, com medo de que, com aqueles problemas todos, ele desanime, já começa a tentar dar explicações, justificativas, não os deixando falar até o fim. É preciso confiar mais em nossa capacidade, em nossa proposta, na força do pró rio grupo e deixá-los falar tudo o que têm para falar, e só depois disto começar a reconstruir coletivamente Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 11. 8-Ser "colo" quando necessário, mas também ser firme se a situação assim o exigir. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 12. 9-Num primeiro momento, trabalhar com um grupo menor, que esteja mais aberto, minimamente querendo, que revele uma base de humanidade preservada. Criar base para um trabalho maior. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 13. 10-Superar o formalismo; abrir espaços para que o professor possa atender os alunos em suas necessidades, sejam de aprendizagem ou relacionamento. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 14. 11- Apoiar o professor diante da comunidade. Os eventuais equívocos serão tratados internamente. Saber enfrentar pressões equivocadas dos pais. É muito desgastante quando o professor sente que seu trabalho não tem o respaldo da equipe. Vejam, isto não significa conivência, acobertar erros, mas profissionalismo, tratar as coisas na hora e local adequados. Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 15. 12-Favorecer clima ético; cortar "fofocas", "diz-que- diz-que". Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 16. ...Os desafios a serem enfrentados são enormes. Se não encontrarmos um clima favorável nem entre os companheiros de trabalho, fica muito difícil manter o ânimo e a esperança de que as coisas podem de fato mudar. Fonte de pesquisa: http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br/ufmt/f Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/
  • 17. Só poderão alcançar os objetivos propostos aqueles que se atém a colocar em prática as metas e os princípios delimitados. prrsoares Fonte de pesquisa: http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br/ufmt/f Visite: http://prrsoaresamigodedeus.blogspot.com/