SlideShare uma empresa Scribd logo
INDISCIPLINA ESCOLAR
CONCEITOS, MITOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES
AFINAL O QUE É INDISCIPLINA PRA VOCÊ ?
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O
CONCEITO DE DISCIPLINA X INDISCIPLINA
• Obediência
• Respeito
• Ordem
DisciplinaIndisciplina
• Desobediência
• Falta de Respeito
• Desordem
A NOÇÃO DE DISCIPLINA SE ATRELA A PUNIÇÃO, SOFRIMENTO,
RESTRIÇÃO, PRIVAÇÃO, CONTROLE E LIMITE ( GARCIA, 2000).
(...) a palavra disciplina pode ter significados diferentes, e se, para um professor, indisciplina é
não ter o caderno organizado; para o outro, uma turma, será caracterizada como indisciplina
se não fizer silêncio absoluto e, já para um terceiro, a indisciplina até poderá ser vista de
maneira positiva, considerada sinal de criatividade e de construção de conhecimento (
PARRAT-DAYAN 2008, p.19).
Portanto, o conceito de indisciplina não é estático e nem universal, é um conceito cultural,
onde o que prevalece são os valores morais e principalmente com a disciplina é vista pelo
professor dentro da sala de aula.
No geral, a indisciplina envolve: atitudes,
comportamentos e condutas que são considerados
inadequados, inapropriados, inaceitáveis ou
incompatíveis em relação ao momento, contexto,
atividade ou a uma expectativa . ( Garcia, 2008)
Indisciplina seria o modo de agir dos alunos em
diversas atividades pedagógicas, na escola ou fora
dela. Caracteriza-se por relações interpessoais
“conflituosas” existentes dentro do complexo
escolar. (GARCIA, 1999)
A noção de indisciplina nessa forma arcaica onde
somente o aluno é responsável pela mesma, deve
ser esquecida.
Devemos entender que o aluno de hoje é
diferente, pois detém de muito mais informações,
o ato de indisciplina pode até ser considerado
como uma forma de manifestar sua insatisfação
com o andamento da aula.
CAUSAS DA INDISCIPLINA
...Construção de um ser critico e independente
Sala de Aula
Escola
Sociedade
Família
Quando a indisciplina vem de
Era uma vez, em um passado não tão distante, os pais tinham um hábito muito importante
em seu cotidiano....os pais acompanhavam o desenvolvimento educacional e educavam seus
filhos. Os professores eram valorizados ...........até que
Fim
A família constitui o berço do processo de ensino e aprendizagem de todo o ser
humano . O comportamento do aluno é reflexo da educação familiar que ele recebe.
A família e a escola, são duas instituições diretamente ligadas
ao ser humano em desenvolvimento, por isso carece interferir
de maneira positiva, buscando pontos fundamentais que se
efetive este ser de maneira saudável
A cada uma, família e escola cabe cumprir a parte que lhe
compete, pois para a escola, seus alunos são passageiros e
para os pais, seus filhos são para sempre.
DINÂMICA DO BALÃO
• Cada um vai encher o balão e segurar com apenas uma das
mãos
• Na outra mão cada participante vai ter um palito de dente;
• A regra é : Cada participante deve proteger o seu balão até
que o tempo acabe.
INDISCIPLINA NA ESCOLA
A escola também pode gerar indisciplina, partimos do pressuposto das regras
escolares, que muitas vezes são impostas e não claras, e o não entendimento os a
contestação das mesmas pode reverter-se em atitudes que podem ser
consideradas indisciplinadas.
A falta de diálogo entre os membros da comunidade escolar,
resulta em falta de organização das regras. A escola causa
indisciplina quando não oferece a perspectiva de construir em
conjunto as regras e normas que orientem seu funcionamento
e de convivência entre os diferentes elementos que nela
atuam.
A mediação é o melhor caminho.
Bla blá blá
Hum!!!!!
QUANDO A “ CAUSA” DA INDISCIPLINA É O PROFESSOR
Para os professores , a indisciplina que é
apontada como um dos principais obstáculos
enfrentados no exercício da profissão, denota
da falta de noções de regras e limites por parte
das crianças.
A disciplina escolar é um conjunto
de regras que devem ser
obedecidas tanto pelos
professores quanto pelos alunos
para que o aprendizado escolar
tenha êxito. ( TIBA, 2006 )
Se o professor tem uma atitude descomprometida em relação a
sua sala de aula, o máximo que ele vai conseguir dos seus alunos
é a desmotivação.
Ensinar pode ser bastante prazeroso, porque é dividir o seu
saber, com quem não sabe. Não só o saber formal das escolas,
mas também o saber informal, que às vezes é muito mais
construtivo
SUA SALA DE AULA É UM LABORATÓRIO: CHEIO DE
EXPERIÊNCIAS, PRODUTOS E MISTURAS.
MITOS EM RELAÇÃO A INDISCIPLINA
O aluno indisciplinado não aprende?
Não se pode afirmar que o aluno indisciplinado não aprende,
só porque não entende certa parte do conteúdo não quer
dizer que ele não compreende nada, muita das vezes o que
falta é a motivação, o interesse pela disciplina.
A INDISCIPLINA É ALGO INERENTE AO
ALUNO
O que é mais comum de ouvir dentro da comunidade escolar é que
apenas o aluno é o único responsável pelo mau comportamento
dentro da sala de aula. É importante lembrar que em uma sala de
aula ocorrem interações tanto de alunos com alunos como de
professor com aluno, e que quando há uma falha nessa interação as
consequências podem ser graves.
A INDISCIPLINA É O RESULTADO DA INTERAÇÃO DO ALUNO
COM O MEIO SOCIAL EM QUE ELE ESTÁ INSERIDO
Não se pode atrelar a indisciplina do aluno a questões sociais
ou até mesmo afirmar que a falta de apoio da família resulta
na indisciplina do aluno, muito menos deixar que a culpa
recaia somente sobre a escola. A indisciplina escolar é
resultado da interação de todos esses fatores onde cada um
desses tem uma parcela de responsabilidade em relação ao
comportamento do aluno .
POSSÍVEIS SOLUÇÕES
Certos passos para se “conter” a indisciplina escolar
1- Procurar associar os novos saberes aos conhecimentos que
os alunos já possuem.
2-Preparar de maneira cuidadosa a aula, portanto, planejar é o
caminho.
3-Traçar um projeto de atividades anuais, dividindo suas etapas de
modo claro e preciso.
4-Ao entrar na sala, não demorar em começar a aula. Realizar a
chamada somente quando os alunos estiverem sentados e com
tarefas.
5- Não fazer exposições ou brincadeiras com a aparência física de seus
alunos.
6- Em caso de brigas, tente de maneira calma retirar o aluno do meio
que está inserido, ou seja o local que é líder. Quanto mais perto dos
amigos, maior será sua resistência em resolver o problema.
7-Você é o gestor de sua aula, portanto você deve tentar resolver seus
problemas. Apenas os casos mais graves deverão ser encaminhados a
equipe de gestão. Chamar a equipe de gestão constantemente em sua
aula, tira sua autoridade perante seus alunos.
7-O que prometer , cumpra. O aluno perde a confiança nos professores
que não realizam seus combinados.
8-Você é o espelho de seus alunos, valorize –se . Seja zeloso com seu
material pessoal e da classe.
9-Troque experiências com seus pares , converse com outros
professores em busca de possíveis soluções.
10-A parceria com a família é muito importante. Antes de falar
mal do comportamento do aluno, tente encontrar alguma
qualidade. Ninguém gosta de ouvir falar de seus filhos.
Inicie sua conversa com algumas palavras:
.Estou preocupado....
.Sei que ele pode fazer melhor...
.Preciso de sua ajuda...
.Sei que posso contar com você...
.Sei que a senhora quer o melhor para seu filho.
11-Uma outra boa sugestão é criar algumas regras comuns
para o funcionamento das aulas. O professor pode fazer isso
com a ajuda dos próprios alunos. Dentro destas regras podem
constar: levantar a mão e aguardar a sua vez antes de
perguntar ou falar, fazer silêncio em momentos de explicação,
falar num tom de voz adequado, etc.
12-Desenvolva a escuta atenta. As vezes precisamos
ouvir atentamente os nossos alunos para podermos
resolver o problema.
13-Elogie. A aprendizagem começa pela afetividade.
14-Demostre ao seu aluno que você está triste com seu
comportamento.
15- Quando estiver em situação de conflito, o melhor caminho
é a parada das aulas e conversar com os alunos , atribuindo
aos mesmos a responsabilidade de melhorar a qualidade das
aulas.
Nunca tente blefar com os alunos
• Quando você estiver respondendo a perguntas durante uma aula, não
tenha medo de dizer “não sei”. Muitos professores tentam responder
de maneira incorreta diante dos alunos com uma resposta não muito
clara e não respondem à pergunta no todo. Normalmente todos
percebem. A melhor coisa a fazer é admitir que não sabe a resposta e
dizer algo como: “ se você vier me ver após a aula, eu farei o possível
para conseguir essa informação para você.
Com estas e outras atitudes, o professor vai
ganhar o respeito de seus alunos. Este
respeito é uma porta aberta para, através do
diálogo com os estudantes, buscar soluções
adequadas para melhorar as condições de
aula na escola.
Um professor autoritário... Um professor com autoridade...
...exige silêncio para ser ouvido;
...conquista a participação com atividades
pertinentes;
...pede tarefas descontextualizadas; ...mostra os objetivos dos exercícios sugeridos;
...ameaça e pune; ...escuta e dialoga;
...quer que a classe aprenda do jeito que ele sabe
ensinar;
...procura adequar os métodos às necessidades
da turma;
...não tem certeza da importância do que está
ensinando;
...valoriza o conteúdo de sua disciplina na
construção do conhecimento;
...quer apenas passar conteúdos;
...adapta os conteúdos aos objetivos da educação
e à realidade do aluno;
...vê o aluno como um a mais. ...vê o aluno como um ser humano.
O estudante precisa aprender a noção de limite e isso só ocorre quando ele percebe que há direitos e deveres para todos, sem exceção.
OS MOTIVOS DA INDISCIPLINA NA ESCOLA: A PERSPECTIVA DOS
ALUNOS
Fragilidade da prática do professor
Aulas desorganizadas
As regras não saõ construídas por eles
Indisciplina escolar
Indisciplina escolar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - PowerpointIndisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
davidqwerty
 
Indisciplina x disciplina apresentação em slides
Indisciplina x disciplina apresentação em slidesIndisciplina x disciplina apresentação em slides
Indisciplina x disciplina apresentação em slides
Deise Delf
 
Pei slides programa de acao
Pei slides programa de acaoPei slides programa de acao
Pei slides programa de acao
E.E. Mario Martins Pereira
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
Luúh Reis
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
Rosana Leite
 
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Viviane De Carvalho Teixeira
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Relatório sindrome de down
Relatório sindrome de down Relatório sindrome de down
Relatório sindrome de down
Victor Said
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Prof. Noe Assunção
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorges
luannagorges
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escola
Martileny Vieira
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Anaí Peña
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
eebirmawienfrida
 
O papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhosO papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhos
Marta Lemos
 
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Kássia Quadros Ferreira
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor
 
Gestão de sala de aula – dicas
Gestão de sala de aula – dicasGestão de sala de aula – dicas
Gestão de sala de aula – dicas
pso2510
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Daniela Marckevitz
 
Palestra sobre bullying
Palestra sobre bullyingPalestra sobre bullying
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
Roshelly Milanez
 

Mais procurados (20)

Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - PowerpointIndisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
Indisciplina Na Sala de aula - Powerpoint
 
Indisciplina x disciplina apresentação em slides
Indisciplina x disciplina apresentação em slidesIndisciplina x disciplina apresentação em slides
Indisciplina x disciplina apresentação em slides
 
Pei slides programa de acao
Pei slides programa de acaoPei slides programa de acao
Pei slides programa de acao
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
 
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
Projeto "Bullying: Somos todos iguais nas próprias diferenças"
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Relatório sindrome de down
Relatório sindrome de down Relatório sindrome de down
Relatório sindrome de down
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorges
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escola
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
 
O papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhosO papel da família na educação dos filhos
O papel da família na educação dos filhos
 
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
Família e escola: A união como solução da educação no mundo.
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Gestão de sala de aula – dicas
Gestão de sala de aula – dicasGestão de sala de aula – dicas
Gestão de sala de aula – dicas
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Palestra sobre bullying
Palestra sobre bullyingPalestra sobre bullying
Palestra sobre bullying
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 

Semelhante a Indisciplina escolar

Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
Carla Choffe
 
Indisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxIndisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptx
Joana Faria
 
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
Viotto advocacia
 
Orientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnósticoOrientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnóstico
josivaldopassos
 
Orientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagemOrientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagem
josivaldopassos
 
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
gilson nascimento da nascimento
 
50 ideias para começar o ano
50 ideias para começar o ano50 ideias para começar o ano
50 ideias para começar o ano
eliasdemoch
 
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
Adilson P Motta Motta
 
Sindown2
Sindown2Sindown2
Sindown2
guest13361e0
 
Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula
Roselene Rocha
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
marcaocampos
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Diego Garcia
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
Pedro Kangombe
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
guest1c37d0
 
Questionario clima
Questionario climaQuestionario clima
Questionario clima
Marina Heitor
 
A indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolarA indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolar
Tamiris Cerqueira
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
gracielimarchite1
 
Didática professores trânsito fácil1
Didática professores trânsito fácil1Didática professores trânsito fácil1
Didática professores trânsito fácil1
Priscilla Binotto
 
25 atitudes-tornar-excelente-professor
25 atitudes-tornar-excelente-professor25 atitudes-tornar-excelente-professor
25 atitudes-tornar-excelente-professor
Lucio José Braga dos Santos
 
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina   um dos desafios dos tempos modernosDisciplina   um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Valderez Cardoso
 

Semelhante a Indisciplina escolar (20)

Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Indisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxIndisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptx
 
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
50 dicas para professores começarem bem o ano letivo
 
Orientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnósticoOrientaçõs para período diagnóstico
Orientaçõs para período diagnóstico
 
Orientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagemOrientaçõs para período de sondagem
Orientaçõs para período de sondagem
 
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
09 maneiras de_ser_um_prof._excelente
 
50 ideias para começar o ano
50 ideias para começar o ano50 ideias para começar o ano
50 ideias para começar o ano
 
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
8 Maneiras de Estimular o Aprendizado
 
Sindown2
Sindown2Sindown2
Sindown2
 
Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
 
Indisciplina
IndisciplinaIndisciplina
Indisciplina
 
Questionario clima
Questionario climaQuestionario clima
Questionario clima
 
A indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolarA indisciplina no contexto escolar
A indisciplina no contexto escolar
 
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).pptprojeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
projeto-mediao-escolar-e-comunitria-4-formao (1).ppt
 
Didática professores trânsito fácil1
Didática professores trânsito fácil1Didática professores trânsito fácil1
Didática professores trânsito fácil1
 
25 atitudes-tornar-excelente-professor
25 atitudes-tornar-excelente-professor25 atitudes-tornar-excelente-professor
25 atitudes-tornar-excelente-professor
 
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina   um dos desafios dos tempos modernosDisciplina   um dos desafios dos tempos modernos
Disciplina um dos desafios dos tempos modernos
 

Mais de Carla Choffe

O patinho feio
O patinho feio O patinho feio
O patinho feio
Carla Choffe
 
Coelhinho
CoelhinhoCoelhinho
Coelhinho
Carla Choffe
 
Profissões
ProfissõesProfissões
Profissões
Carla Choffe
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
Carla Choffe
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
Carla Choffe
 
Sequência dia dos pais
Sequência  dia dos paisSequência  dia dos pais
Sequência dia dos pais
Carla Choffe
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
Carla Choffe
 
Data comemorativa - Dia dos pais
Data comemorativa - Dia dos paisData comemorativa - Dia dos pais
Data comemorativa - Dia dos pais
Carla Choffe
 

Mais de Carla Choffe (8)

O patinho feio
O patinho feio O patinho feio
O patinho feio
 
Coelhinho
CoelhinhoCoelhinho
Coelhinho
 
Profissões
ProfissõesProfissões
Profissões
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
 
Sequência dia dos pais
Sequência  dia dos paisSequência  dia dos pais
Sequência dia dos pais
 
Tipos de escuta
Tipos de escutaTipos de escuta
Tipos de escuta
 
Data comemorativa - Dia dos pais
Data comemorativa - Dia dos paisData comemorativa - Dia dos pais
Data comemorativa - Dia dos pais
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 

Indisciplina escolar

  • 1. INDISCIPLINA ESCOLAR CONCEITOS, MITOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES
  • 2. AFINAL O QUE É INDISCIPLINA PRA VOCÊ ?
  • 3. ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O CONCEITO DE DISCIPLINA X INDISCIPLINA • Obediência • Respeito • Ordem DisciplinaIndisciplina • Desobediência • Falta de Respeito • Desordem
  • 4. A NOÇÃO DE DISCIPLINA SE ATRELA A PUNIÇÃO, SOFRIMENTO, RESTRIÇÃO, PRIVAÇÃO, CONTROLE E LIMITE ( GARCIA, 2000). (...) a palavra disciplina pode ter significados diferentes, e se, para um professor, indisciplina é não ter o caderno organizado; para o outro, uma turma, será caracterizada como indisciplina se não fizer silêncio absoluto e, já para um terceiro, a indisciplina até poderá ser vista de maneira positiva, considerada sinal de criatividade e de construção de conhecimento ( PARRAT-DAYAN 2008, p.19). Portanto, o conceito de indisciplina não é estático e nem universal, é um conceito cultural, onde o que prevalece são os valores morais e principalmente com a disciplina é vista pelo professor dentro da sala de aula.
  • 5. No geral, a indisciplina envolve: atitudes, comportamentos e condutas que são considerados inadequados, inapropriados, inaceitáveis ou incompatíveis em relação ao momento, contexto, atividade ou a uma expectativa . ( Garcia, 2008)
  • 6. Indisciplina seria o modo de agir dos alunos em diversas atividades pedagógicas, na escola ou fora dela. Caracteriza-se por relações interpessoais “conflituosas” existentes dentro do complexo escolar. (GARCIA, 1999)
  • 7. A noção de indisciplina nessa forma arcaica onde somente o aluno é responsável pela mesma, deve ser esquecida. Devemos entender que o aluno de hoje é diferente, pois detém de muito mais informações, o ato de indisciplina pode até ser considerado como uma forma de manifestar sua insatisfação com o andamento da aula.
  • 8.
  • 9. CAUSAS DA INDISCIPLINA ...Construção de um ser critico e independente
  • 11. Quando a indisciplina vem de Era uma vez, em um passado não tão distante, os pais tinham um hábito muito importante em seu cotidiano....os pais acompanhavam o desenvolvimento educacional e educavam seus filhos. Os professores eram valorizados ...........até que Fim A família constitui o berço do processo de ensino e aprendizagem de todo o ser humano . O comportamento do aluno é reflexo da educação familiar que ele recebe.
  • 12. A família e a escola, são duas instituições diretamente ligadas ao ser humano em desenvolvimento, por isso carece interferir de maneira positiva, buscando pontos fundamentais que se efetive este ser de maneira saudável A cada uma, família e escola cabe cumprir a parte que lhe compete, pois para a escola, seus alunos são passageiros e para os pais, seus filhos são para sempre.
  • 13.
  • 14. DINÂMICA DO BALÃO • Cada um vai encher o balão e segurar com apenas uma das mãos • Na outra mão cada participante vai ter um palito de dente; • A regra é : Cada participante deve proteger o seu balão até que o tempo acabe.
  • 15. INDISCIPLINA NA ESCOLA A escola também pode gerar indisciplina, partimos do pressuposto das regras escolares, que muitas vezes são impostas e não claras, e o não entendimento os a contestação das mesmas pode reverter-se em atitudes que podem ser consideradas indisciplinadas.
  • 16. A falta de diálogo entre os membros da comunidade escolar, resulta em falta de organização das regras. A escola causa indisciplina quando não oferece a perspectiva de construir em conjunto as regras e normas que orientem seu funcionamento e de convivência entre os diferentes elementos que nela atuam. A mediação é o melhor caminho. Bla blá blá Hum!!!!!
  • 17. QUANDO A “ CAUSA” DA INDISCIPLINA É O PROFESSOR Para os professores , a indisciplina que é apontada como um dos principais obstáculos enfrentados no exercício da profissão, denota da falta de noções de regras e limites por parte das crianças.
  • 18. A disciplina escolar é um conjunto de regras que devem ser obedecidas tanto pelos professores quanto pelos alunos para que o aprendizado escolar tenha êxito. ( TIBA, 2006 )
  • 19. Se o professor tem uma atitude descomprometida em relação a sua sala de aula, o máximo que ele vai conseguir dos seus alunos é a desmotivação. Ensinar pode ser bastante prazeroso, porque é dividir o seu saber, com quem não sabe. Não só o saber formal das escolas, mas também o saber informal, que às vezes é muito mais construtivo
  • 20. SUA SALA DE AULA É UM LABORATÓRIO: CHEIO DE EXPERIÊNCIAS, PRODUTOS E MISTURAS.
  • 21. MITOS EM RELAÇÃO A INDISCIPLINA O aluno indisciplinado não aprende? Não se pode afirmar que o aluno indisciplinado não aprende, só porque não entende certa parte do conteúdo não quer dizer que ele não compreende nada, muita das vezes o que falta é a motivação, o interesse pela disciplina.
  • 22. A INDISCIPLINA É ALGO INERENTE AO ALUNO O que é mais comum de ouvir dentro da comunidade escolar é que apenas o aluno é o único responsável pelo mau comportamento dentro da sala de aula. É importante lembrar que em uma sala de aula ocorrem interações tanto de alunos com alunos como de professor com aluno, e que quando há uma falha nessa interação as consequências podem ser graves.
  • 23. A INDISCIPLINA É O RESULTADO DA INTERAÇÃO DO ALUNO COM O MEIO SOCIAL EM QUE ELE ESTÁ INSERIDO Não se pode atrelar a indisciplina do aluno a questões sociais ou até mesmo afirmar que a falta de apoio da família resulta na indisciplina do aluno, muito menos deixar que a culpa recaia somente sobre a escola. A indisciplina escolar é resultado da interação de todos esses fatores onde cada um desses tem uma parcela de responsabilidade em relação ao comportamento do aluno .
  • 24. POSSÍVEIS SOLUÇÕES Certos passos para se “conter” a indisciplina escolar 1- Procurar associar os novos saberes aos conhecimentos que os alunos já possuem. 2-Preparar de maneira cuidadosa a aula, portanto, planejar é o caminho.
  • 25. 3-Traçar um projeto de atividades anuais, dividindo suas etapas de modo claro e preciso. 4-Ao entrar na sala, não demorar em começar a aula. Realizar a chamada somente quando os alunos estiverem sentados e com tarefas. 5- Não fazer exposições ou brincadeiras com a aparência física de seus alunos. 6- Em caso de brigas, tente de maneira calma retirar o aluno do meio que está inserido, ou seja o local que é líder. Quanto mais perto dos amigos, maior será sua resistência em resolver o problema. 7-Você é o gestor de sua aula, portanto você deve tentar resolver seus problemas. Apenas os casos mais graves deverão ser encaminhados a equipe de gestão. Chamar a equipe de gestão constantemente em sua aula, tira sua autoridade perante seus alunos.
  • 26. 7-O que prometer , cumpra. O aluno perde a confiança nos professores que não realizam seus combinados. 8-Você é o espelho de seus alunos, valorize –se . Seja zeloso com seu material pessoal e da classe. 9-Troque experiências com seus pares , converse com outros professores em busca de possíveis soluções. 10-A parceria com a família é muito importante. Antes de falar mal do comportamento do aluno, tente encontrar alguma qualidade. Ninguém gosta de ouvir falar de seus filhos. Inicie sua conversa com algumas palavras:
  • 27. .Estou preocupado.... .Sei que ele pode fazer melhor... .Preciso de sua ajuda... .Sei que posso contar com você... .Sei que a senhora quer o melhor para seu filho. 11-Uma outra boa sugestão é criar algumas regras comuns para o funcionamento das aulas. O professor pode fazer isso com a ajuda dos próprios alunos. Dentro destas regras podem constar: levantar a mão e aguardar a sua vez antes de perguntar ou falar, fazer silêncio em momentos de explicação, falar num tom de voz adequado, etc.
  • 28. 12-Desenvolva a escuta atenta. As vezes precisamos ouvir atentamente os nossos alunos para podermos resolver o problema. 13-Elogie. A aprendizagem começa pela afetividade. 14-Demostre ao seu aluno que você está triste com seu comportamento.
  • 29. 15- Quando estiver em situação de conflito, o melhor caminho é a parada das aulas e conversar com os alunos , atribuindo aos mesmos a responsabilidade de melhorar a qualidade das aulas.
  • 30. Nunca tente blefar com os alunos • Quando você estiver respondendo a perguntas durante uma aula, não tenha medo de dizer “não sei”. Muitos professores tentam responder de maneira incorreta diante dos alunos com uma resposta não muito clara e não respondem à pergunta no todo. Normalmente todos percebem. A melhor coisa a fazer é admitir que não sabe a resposta e dizer algo como: “ se você vier me ver após a aula, eu farei o possível para conseguir essa informação para você.
  • 31. Com estas e outras atitudes, o professor vai ganhar o respeito de seus alunos. Este respeito é uma porta aberta para, através do diálogo com os estudantes, buscar soluções adequadas para melhorar as condições de aula na escola.
  • 32. Um professor autoritário... Um professor com autoridade... ...exige silêncio para ser ouvido; ...conquista a participação com atividades pertinentes; ...pede tarefas descontextualizadas; ...mostra os objetivos dos exercícios sugeridos; ...ameaça e pune; ...escuta e dialoga; ...quer que a classe aprenda do jeito que ele sabe ensinar; ...procura adequar os métodos às necessidades da turma; ...não tem certeza da importância do que está ensinando; ...valoriza o conteúdo de sua disciplina na construção do conhecimento; ...quer apenas passar conteúdos; ...adapta os conteúdos aos objetivos da educação e à realidade do aluno; ...vê o aluno como um a mais. ...vê o aluno como um ser humano. O estudante precisa aprender a noção de limite e isso só ocorre quando ele percebe que há direitos e deveres para todos, sem exceção.
  • 33. OS MOTIVOS DA INDISCIPLINA NA ESCOLA: A PERSPECTIVA DOS ALUNOS Fragilidade da prática do professor Aulas desorganizadas As regras não saõ construídas por eles