SlideShare uma empresa Scribd logo
O apego suas consequências
para o Espírito Imortal!
Leonardo Pereira
Um dos maiores obstáculos à nossa
evolução tem sido, sem dúvida alguma,
o apego às coisas materiais. Se
queremos a perfeição, temos que nos
desvencilhar de toda carga externa, de
todas as posses, pois “todo aquele que,
dentre vós não renunciar a tudo quanto
tem não pode ser meu discípulo” (Lc 14:33)
“desfazei-vos de
todos os vossos bens
e segui-me”
(Mt 19:21)
“(...)Porque, onde
estiver o teu tesouro,
aí também estará o
teu coração. ”
(Mt 6:21)
“Viver como
possuindo tudo, nada
tendo, com todos e
sem ninguém".
Paulo de Tarso
907. O princípio das
paixões sendo natural é
mau em si mesmo?
•
— Não. A paixão está no excesso
provocado pela vontade, pois o
princípio foi dado ao homem para
o bem e as paixões podem
conduzi-lo a grandes coisas. O
abuso a que ele se entrega é que
causa o mal. […]
Apego!
uma prisão
mental.
O apego está relacionado ao agarrar-
se;
Agarrar algo é um ato superficial, não
existencial;
Todos nós somos apegados à alguma
coisa;
Sofremos quando temos que abrir mão
daquilo que estamos apegados;
Tipos de Apego!
O apego à matéria é o
mais fácil ser
detectado;
Esse apego tem origem no instinto
primário de sobrevivência e
dependendo do meio no qual a
pessoa vive e foi criada;
Podemos distingui-lo quando a
pessoa tem dificuldade em dividir
bens materiais e também em se
desfazer daquilo que não é
necessário;
Para nos desapegarmos da
matéria, é preciso entender que
não precisamos possuir coisas
para alcançarmos a felicidade,
pois ela é um estado de espírito
e é conquistada através do
encontro consigo;
Apego emocional
o apego às emoções e
sentimentos que estão
ligados aos sentidos
físicos, aos desejos de
prazer e de felicidade
ilusórios;
“a codependência ou a
dependência emocional é uma
condição emocional ou
comportamental que afeta a
habilidade do indivíduo de ter
um relacionamento saudável e
mutualmente satisfatório”.
Por esta definição, começamos
a ver que a dependência
emocional terá impactos
negativos não só para a pessoa
que sofre, mas também para o
seu parceiro ou parceira.
TRANSTORNO DE
PERSONALIDADE
DEPENDENTE
Uma necessidade difusa e
excessiva de ser cuidado que leva
a comportamentos de submissão
e apego que surge no início da
vida adulta e apresenta em vários
contextos, conforme indicado por
cinco (ou mais) dos seguintes:
1) Tem dificuldades em tomar
decisões cotidianas sem uma
quantidade excessiva de
conselhos e reasseguramento
de outros.
2) Precisa que outros assumam
responsabilidade pela maior
parte das principais áreas de
sua vida
3) Tem dificuldade em
manifestar desacordo com
outros devido a medo de
perder apoio ou aprovação.
4) Apresenta dificuldade em
iniciar projetos ou fazer coisas
por conta própria (devido a
falta de autoconfiança em seu
julgamento ou em suas
capacidade do que a falta de
motivação ou energia).
5) Vai a extremos para obter
carinho e apoio de outros, a
ponto de voluntariar-se para
fazer coisas desagradáveis.
6) Sente-se desconfortável ou
desamparo quando sozinho
devido a temores exagerados
de ser incapaz de cuidar de si
mesmo.
7) Busca com urgência outro
relacionamento como fonte de
cuidado e amparo logo após
término de um relacionamento
íntimo.
8) Tem preocupações irreais
com medos de ser
abandonado à própria sorte.
5 FORMAS PARA SE TORNAR
MENOS DEPENDENTE.
1) Consciência da dependência
emocional.
2) Reconheça o seu valor.
4) Reconheça as suas
necessidades emocionais.
5) Não programe o seu dia-a-
dia dependendo da outra
pessoa.
Apego aos vícios
O apego aos vícios vem da
insatisfação consigo mesmo e
com o mundo, da baixa
autoestima, da crença ilusória
na incapacidade de realizar algo
ou de conquistar um lugar no
mundo;
913. Entre os vícios, qual o
que podemos considerar
radical?
— Já o dissemos muitas vezes:
o egoísmo. Dele se deriva todo o
mal. Estudai todos os vícios e
vereis que no fundo de todos
existe o egoísmo. Por mais que
luteis contra eles, não chegareis a
extirpá-los enquanto não os
atacardes pela […]
Por último vem o mais
difícil de ser detectado,
que é o apego ao (...?)
Apego ao Ego
Personagens de O Senhor dos Anéis são boas
representações das estruturas psíquicas
O Ego
Comandada pelo “princípio da realidade”, essa
parte é aquela que mostramos aos outros.
Fortalecido pela razão, o ego está “preso”
entre os desejos do id (tentando encontrar um
jeito adequado de realizá-los) e as regras
ditadas pelo superego. Do mesmo modo,
Frodo se vê tentando conciliar as necessidades
de Gollum e Sam em sua jornada.
O Id
A ânsia selvagem de Gollum pelo “precioso”
anel é um bom símbolo para essa parte da
nossa psique, responsável pelos nossos
impulsos mais primitivos: as paixões, a libido, a
agressividade... O id (“isso” em alemão) está
conosco desde que nascemos e é norteado
pelo “princípio do prazer”, mas seus desejos
são frequentemente reprimidos.
O Superego
Também chamado de “ideal do ego”, tem a
função de conter os impulsos do id. Suas
regras sociais e morais não nascem com a
gente: nós a aprendemos na sociedade para
que possamos conviver nela corretamente. Em
O Senhor dos Anéis, esse é o papel de
Samwise, a bússola moral de Frodo, que o
impede de ser seduzido pelo diabólico Um-
Anel.
Apego a ideias,
conceitos e crenças que
fomos adquirindo ou
construindo durante a
vida;
Formamos a nossa
personalidade de
acordo com aquilo que
acreditamos que vai
impressionar os outros
ou a nós mesmos;
Criamos máscaras e
personagens, quase míticos
para conquistarmos o nosso
espaço neste grande palco
da vida;
Falta-nos coragem para nos
desapegar daquilo que
acreditamos ser o nosso
verdadeiro “Eu”, dos
aspectos inferiores da nossa
personalidade;
Diante do exposto,
entendemos que os apegos
são causados pela ilusão na
matéria, nos sentidos físicos,
e no nosso ego que nos
impulsiona a desejar uma
falsa felicidade;
A felicidade consiste em se
desapegar das coisas, pessoas,
situações e sentimentos e
permitir que uma nova etapa
inicie, assegurando-nos de não
ficarmos magoados e nem
deixarmos mágoas nos outros;
Isso não significa amar
menos ou descuidar mas,
ao contrário, enquanto o
amor liberta e cuida, o
apego aprisiona e sufoca;
O apego a coisas, pessoas
e situações é um dos mais
fortes obstáculos ao nosso
processo de individuação.
Conectar-se com o nosso
verdadeiro ser e direcionar a
vida por sua sabedoria,
implica, necessariamente,
em que nos libertemos de
toda forma de apego.
Allan Kardec afirma: “O egoísmo é a
fonte de todos os vícios, como a
caridade é a fonte de todas as
virtudes. Destruir um e desenvolver
a outra, tal deve ser o alvo de todos
os esforços do homem, caso queira
assegurar a sua felicidade tanto
neste mundo quanto no futuro”;
Desapegar-se é deixar de ser
egoísta, é estar cada vez mais
próximo de si mesmo, de
Deus e muito, mas muito
mais próximo da felicidade.
“Somente você se
pode permitir ser feliz
ou infeliz”
Bibliografia.
Apego em psicologia comportamental - John Bowlby
e a Teoria do Apego.
O Livro dos Espíritos – Allan Kardec
O novo testamento (Citações).
Teorias de Freud e o inconsciente.
Citações doutrinárias do orador.
Um lindo dia e uma
Feliz Semana!
Um lindo dia e uma
Feliz Semana!
Um lindo dia e uma
Feliz Semana!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Divulgador do Espiritismo
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
Leonardo Pereira
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
Fatima Carvalho
 
A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2
Marcel Jefferson Gonçalves
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
Ana Maria Louzada
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
Dalila Melo
 
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Leonardo Pereira
 
Apego e desapego
Apego e desapegoApego e desapego
Apego e desapego
paikachambi
 
Alegria de Viver
Alegria de Viver Alegria de Viver
Alegria de Viver
Ricardo Azevedo
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
Eduardo Ottonelli Pithan
 
ÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão EspíritaÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
Isnande Mota Barros
 
A fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 eseA fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 ese
ctollin
 
O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
Ricardo Azevedo
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
Clair Bianchini
 
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 201756º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
cak_sacramento
 

Mais procurados (20)

Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 
Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
APEGO E LIBERTAÇÃO VISÃO ESPÍRITA
 
A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
 
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
NÃO JULGUEIS... PARA NÃO SERDES JULGADO!
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
 
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"Estudos do evangelho " Fé e caridade"
Estudos do evangelho " Fé e caridade"
 
Apego e desapego
Apego e desapegoApego e desapego
Apego e desapego
 
Alegria de Viver
Alegria de Viver Alegria de Viver
Alegria de Viver
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
ÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão EspíritaÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão Espírita
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
 
A fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 eseA fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 ese
 
O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 201756º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
 

Destaque

A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira). A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espíritoQual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Leandro Sales
 
Quem ama não adoece depressão!
Quem ama não adoece depressão!Quem ama não adoece depressão!
Quem ama não adoece depressão!
Leonardo Pereira
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
Leonardo Pereira
 
Porque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estouPorque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estou
Alice Lirio
 
Nos dominios da mediunidade cap. 4
Nos dominios da mediunidade cap. 4Nos dominios da mediunidade cap. 4
Nos dominios da mediunidade cap. 4
Leonardo Pereira
 
Nos domínios da mediunidade aula11
Nos domínios da mediunidade aula11Nos domínios da mediunidade aula11
Nos domínios da mediunidade aula11
Leonardo Pereira
 
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecerDr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
ProfCalazans
 
Escrito na porta de um consultório médico
Escrito na porta de um consultório médicoEscrito na porta de um consultório médico
Escrito na porta de um consultório médico
Norberto Scavone Augusto
 
A dinãmica do perdão
A dinãmica do perdão A dinãmica do perdão
A dinãmica do perdão
Leonardo Pereira
 
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do EspíritoEspírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
David Lucas Desidério
 
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
Deborah Oliver
 
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira). Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
Leonardo Pereira
 
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Wilma Badan C.G.
 
Projeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAFProjeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAF
vineta
 
Aura foto kirlian
Aura   foto kirlianAura   foto kirlian
Aura foto kirlian
carlos freire
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 

Destaque (20)

A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira). A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
A arte de não adoecer" ( Leonardo Pereira).
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espíritoQual é a diferença entre corpo, alma e espírito
Qual é a diferença entre corpo, alma e espírito
 
Quem ama não adoece depressão!
Quem ama não adoece depressão!Quem ama não adoece depressão!
Quem ama não adoece depressão!
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
Porque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estouPorque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estou
 
Nos dominios da mediunidade cap. 4
Nos dominios da mediunidade cap. 4Nos dominios da mediunidade cap. 4
Nos dominios da mediunidade cap. 4
 
Nos domínios da mediunidade aula11
Nos domínios da mediunidade aula11Nos domínios da mediunidade aula11
Nos domínios da mediunidade aula11
 
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecerDr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
Dr. Dráuzio Varella - A arte de não adoecer
 
Escrito na porta de um consultório médico
Escrito na porta de um consultório médicoEscrito na porta de um consultório médico
Escrito na porta de um consultório médico
 
A dinãmica do perdão
A dinãmica do perdão A dinãmica do perdão
A dinãmica do perdão
 
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do EspíritoEspírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
Espírito, PErispírito e Alma: Modelo Geométrico do Espírito
 
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
Nos domínios da mediunidade - Capítulo 12
 
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira). Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
 
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
 
Projeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAFProjeto Energia com Vida - ESAF
Projeto Energia com Vida - ESAF
 
Aura foto kirlian
Aura   foto kirlianAura   foto kirlian
Aura foto kirlian
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Semelhante a O apego e suas consequencias para o espirito imortal

Auto iluminação
Auto iluminação Auto iluminação
Auto iluminação
Cinara Aline
 
aautoestima_Anderson.pdf
aautoestima_Anderson.pdfaautoestima_Anderson.pdf
aautoestima_Anderson.pdf
Telma Lima
 
A autoestima
A autoestimaA autoestima
A autoestima
Anderson Santos
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
Leonardo Pereira
 
Maturidadeemocional
MaturidadeemocionalMaturidadeemocional
Maturidadeemocional
Manoel Gamas
 
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃOO FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMAAUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Arquétipos
ArquétiposArquétipos
Arquétipos
Daniel Santos
 
Esvaziando os armários de nossa vida
Esvaziando os armários de nossa vidaEsvaziando os armários de nossa vida
Esvaziando os armários de nossa vida
Helio Cruz
 
Técnicas de poder1
Técnicas de poder1Técnicas de poder1
Técnicas de poder1
Zuleica Jaroszewski
 
# Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
#   Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]#   Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
# Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Sabedoria do desapego
Sabedoria do desapegoSabedoria do desapego
Sabedoria do desapego
Helio Cruz
 
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos RelacionamentosA Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
mommentumadinfinitum
 
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
Leonardo Pereira
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
Joseni Carvalho Ramos
 
Auto encontro - O ser humano diante de si
Auto encontro - O ser humano diante de siAuto encontro - O ser humano diante de si
Auto encontro - O ser humano diante de si
Lisete B.
 
Sete dicas contra o ego
Sete dicas contra o egoSete dicas contra o ego
Sete dicas contra o ego
Luciana Rugani
 
02_Fevereiro/17
02_Fevereiro/1702_Fevereiro/17
O que sentimos sobre nos?
O que sentimos sobre nos?O que sentimos sobre nos?
O que sentimos sobre nos?
ARILMA TAVARES
 

Semelhante a O apego e suas consequencias para o espirito imortal (20)

Auto iluminação
Auto iluminação Auto iluminação
Auto iluminação
 
aautoestima_Anderson.pdf
aautoestima_Anderson.pdfaautoestima_Anderson.pdf
aautoestima_Anderson.pdf
 
A autoestima
A autoestimaA autoestima
A autoestima
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 
Maturidadeemocional
MaturidadeemocionalMaturidadeemocional
Maturidadeemocional
 
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃOO FENOMENO DA PROJEÇÃO
O FENOMENO DA PROJEÇÃO
 
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMAAUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
AUTOCONHECIMENTO X AUTOESTIMA
 
Arquétipos
ArquétiposArquétipos
Arquétipos
 
Esvaziando os armários de nossa vida
Esvaziando os armários de nossa vidaEsvaziando os armários de nossa vida
Esvaziando os armários de nossa vida
 
Técnicas de poder1
Técnicas de poder1Técnicas de poder1
Técnicas de poder1
 
# Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
#   Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]#   Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
# Amália silveira - o egoísmo - [ espiritismo]
 
Sabedoria do desapego
Sabedoria do desapegoSabedoria do desapego
Sabedoria do desapego
 
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos RelacionamentosA Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
 
Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"Escutando Sentimentos "O Seminário"
Escutando Sentimentos "O Seminário"
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
 
Auto encontro - O ser humano diante de si
Auto encontro - O ser humano diante de siAuto encontro - O ser humano diante de si
Auto encontro - O ser humano diante de si
 
Sete dicas contra o ego
Sete dicas contra o egoSete dicas contra o ego
Sete dicas contra o ego
 
02_Fevereiro/17
02_Fevereiro/1702_Fevereiro/17
02_Fevereiro/17
 
O que sentimos sobre nos?
O que sentimos sobre nos?O que sentimos sobre nos?
O que sentimos sobre nos?
 

Mais de Leonardo Pereira

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
Leonardo Pereira
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Leonardo Pereira
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
Leonardo Pereira
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
Leonardo Pereira
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
Leonardo Pereira
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 

Mais de Leonardo Pereira (20)

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Último

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
ElijainaVelozoGonalv
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 

Último (18)

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 

O apego e suas consequencias para o espirito imortal

  • 1. O apego suas consequências para o Espírito Imortal! Leonardo Pereira
  • 2. Um dos maiores obstáculos à nossa evolução tem sido, sem dúvida alguma, o apego às coisas materiais. Se queremos a perfeição, temos que nos desvencilhar de toda carga externa, de todas as posses, pois “todo aquele que, dentre vós não renunciar a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo” (Lc 14:33)
  • 3. “desfazei-vos de todos os vossos bens e segui-me” (Mt 19:21)
  • 4. “(...)Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração. ” (Mt 6:21)
  • 5. “Viver como possuindo tudo, nada tendo, com todos e sem ninguém". Paulo de Tarso
  • 6. 907. O princípio das paixões sendo natural é mau em si mesmo?
  • 7. • — Não. A paixão está no excesso provocado pela vontade, pois o princípio foi dado ao homem para o bem e as paixões podem conduzi-lo a grandes coisas. O abuso a que ele se entrega é que causa o mal. […]
  • 9. O apego está relacionado ao agarrar- se; Agarrar algo é um ato superficial, não existencial; Todos nós somos apegados à alguma coisa; Sofremos quando temos que abrir mão daquilo que estamos apegados;
  • 11. O apego à matéria é o mais fácil ser detectado;
  • 12. Esse apego tem origem no instinto primário de sobrevivência e dependendo do meio no qual a pessoa vive e foi criada;
  • 13. Podemos distingui-lo quando a pessoa tem dificuldade em dividir bens materiais e também em se desfazer daquilo que não é necessário;
  • 14. Para nos desapegarmos da matéria, é preciso entender que não precisamos possuir coisas para alcançarmos a felicidade, pois ela é um estado de espírito e é conquistada através do encontro consigo;
  • 16. o apego às emoções e sentimentos que estão ligados aos sentidos físicos, aos desejos de prazer e de felicidade ilusórios;
  • 17. “a codependência ou a dependência emocional é uma condição emocional ou comportamental que afeta a habilidade do indivíduo de ter um relacionamento saudável e mutualmente satisfatório”.
  • 18. Por esta definição, começamos a ver que a dependência emocional terá impactos negativos não só para a pessoa que sofre, mas também para o seu parceiro ou parceira.
  • 20. Uma necessidade difusa e excessiva de ser cuidado que leva a comportamentos de submissão e apego que surge no início da vida adulta e apresenta em vários contextos, conforme indicado por cinco (ou mais) dos seguintes:
  • 21. 1) Tem dificuldades em tomar decisões cotidianas sem uma quantidade excessiva de conselhos e reasseguramento de outros.
  • 22. 2) Precisa que outros assumam responsabilidade pela maior parte das principais áreas de sua vida
  • 23. 3) Tem dificuldade em manifestar desacordo com outros devido a medo de perder apoio ou aprovação.
  • 24. 4) Apresenta dificuldade em iniciar projetos ou fazer coisas por conta própria (devido a falta de autoconfiança em seu julgamento ou em suas capacidade do que a falta de motivação ou energia).
  • 25. 5) Vai a extremos para obter carinho e apoio de outros, a ponto de voluntariar-se para fazer coisas desagradáveis.
  • 26. 6) Sente-se desconfortável ou desamparo quando sozinho devido a temores exagerados de ser incapaz de cuidar de si mesmo.
  • 27. 7) Busca com urgência outro relacionamento como fonte de cuidado e amparo logo após término de um relacionamento íntimo.
  • 28. 8) Tem preocupações irreais com medos de ser abandonado à própria sorte.
  • 29. 5 FORMAS PARA SE TORNAR MENOS DEPENDENTE.
  • 30. 1) Consciência da dependência emocional.
  • 31. 2) Reconheça o seu valor.
  • 32. 4) Reconheça as suas necessidades emocionais.
  • 33. 5) Não programe o seu dia-a- dia dependendo da outra pessoa.
  • 35. O apego aos vícios vem da insatisfação consigo mesmo e com o mundo, da baixa autoestima, da crença ilusória na incapacidade de realizar algo ou de conquistar um lugar no mundo;
  • 36. 913. Entre os vícios, qual o que podemos considerar radical?
  • 37. — Já o dissemos muitas vezes: o egoísmo. Dele se deriva todo o mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos existe o egoísmo. Por mais que luteis contra eles, não chegareis a extirpá-los enquanto não os atacardes pela […]
  • 38. Por último vem o mais difícil de ser detectado, que é o apego ao (...?)
  • 40. Personagens de O Senhor dos Anéis são boas representações das estruturas psíquicas
  • 41. O Ego Comandada pelo “princípio da realidade”, essa parte é aquela que mostramos aos outros. Fortalecido pela razão, o ego está “preso” entre os desejos do id (tentando encontrar um jeito adequado de realizá-los) e as regras ditadas pelo superego. Do mesmo modo, Frodo se vê tentando conciliar as necessidades de Gollum e Sam em sua jornada.
  • 42. O Id A ânsia selvagem de Gollum pelo “precioso” anel é um bom símbolo para essa parte da nossa psique, responsável pelos nossos impulsos mais primitivos: as paixões, a libido, a agressividade... O id (“isso” em alemão) está conosco desde que nascemos e é norteado pelo “princípio do prazer”, mas seus desejos são frequentemente reprimidos.
  • 43. O Superego Também chamado de “ideal do ego”, tem a função de conter os impulsos do id. Suas regras sociais e morais não nascem com a gente: nós a aprendemos na sociedade para que possamos conviver nela corretamente. Em O Senhor dos Anéis, esse é o papel de Samwise, a bússola moral de Frodo, que o impede de ser seduzido pelo diabólico Um- Anel.
  • 44. Apego a ideias, conceitos e crenças que fomos adquirindo ou construindo durante a vida;
  • 45. Formamos a nossa personalidade de acordo com aquilo que acreditamos que vai impressionar os outros ou a nós mesmos;
  • 46. Criamos máscaras e personagens, quase míticos para conquistarmos o nosso espaço neste grande palco da vida;
  • 47. Falta-nos coragem para nos desapegar daquilo que acreditamos ser o nosso verdadeiro “Eu”, dos aspectos inferiores da nossa personalidade;
  • 48. Diante do exposto, entendemos que os apegos são causados pela ilusão na matéria, nos sentidos físicos, e no nosso ego que nos impulsiona a desejar uma falsa felicidade;
  • 49. A felicidade consiste em se desapegar das coisas, pessoas, situações e sentimentos e permitir que uma nova etapa inicie, assegurando-nos de não ficarmos magoados e nem deixarmos mágoas nos outros;
  • 50. Isso não significa amar menos ou descuidar mas, ao contrário, enquanto o amor liberta e cuida, o apego aprisiona e sufoca;
  • 51. O apego a coisas, pessoas e situações é um dos mais fortes obstáculos ao nosso processo de individuação.
  • 52. Conectar-se com o nosso verdadeiro ser e direcionar a vida por sua sabedoria, implica, necessariamente, em que nos libertemos de toda forma de apego.
  • 53. Allan Kardec afirma: “O egoísmo é a fonte de todos os vícios, como a caridade é a fonte de todas as virtudes. Destruir um e desenvolver a outra, tal deve ser o alvo de todos os esforços do homem, caso queira assegurar a sua felicidade tanto neste mundo quanto no futuro”;
  • 54. Desapegar-se é deixar de ser egoísta, é estar cada vez mais próximo de si mesmo, de Deus e muito, mas muito mais próximo da felicidade.
  • 55. “Somente você se pode permitir ser feliz ou infeliz”
  • 56. Bibliografia. Apego em psicologia comportamental - John Bowlby e a Teoria do Apego. O Livro dos Espíritos – Allan Kardec O novo testamento (Citações). Teorias de Freud e o inconsciente. Citações doutrinárias do orador.
  • 57. Um lindo dia e uma Feliz Semana! Um lindo dia e uma Feliz Semana! Um lindo dia e uma Feliz Semana!