SlideShare uma empresa Scribd logo
MÉTODO CIENTÍFICO
Prof Carlos Priante
Adaptado de Prof. Alan Bruno
AULA 13
George F. Kneller :
“Toda investigação é uma tentativa para resolver um problema
decorrente da solução de um problema anterior...
Resolver um problema nos leva a um novo problema que
precisa de uma nova solução
No meio da investigação é encontrado mais problemas que precisam
de pesquisas para serem resolvidos.
Assim, a ciência avança e novas descobertas são feitas.
...De um modo geral, uma nova teoria é uma fonte de problemas”.
LEIS EXPERIMENTAIS
TEORIAS & MODELOS
HIPÓTESES
OBSERVAÇÕES
EXPERIÊNCIAS
• Do medo à ciência
•Os seres humanos pré-históricos não
conseguiam entender os fenômenos da natureza.
•Por este motivo, suas reações eram sempre de
medo: tinham medo das tempestades e do
desconhecido.
•Num segundo momento, a inteligência humana
evoluiu do medo para a tentativa de explicação
dos fenômenos através do pensamento mágico,
das crenças e das superstições, através do
misticismo.
• Do medo à Ciência
•Como as explicações mágicas não
bastavam para compreender os fenômenos
os seres humanos passaram a buscar
respostas através de caminhos que
pudessem ser comprovados.
•Desta forma, nasceu a ciência metódica,
que procura sempre uma aproximação com
a lógica.
Metodo científico
Ex: descobrir o
funcionamento
dos órgãos do
corpo humano
Ex: acreditar
em cura por
milagres
Metodo científico
Ex: analisar a ética
na clonagem
humana
Ex: saber o
momento certo da
semeadura ou
colheita
Ex: saber o
momento certo da
semeadura ou
colheita
TIPOS DE PESQUISA
• Pesquisa Experimental: É toda pesquisa que
envolve algum tipo de experimento. Exemplo: Pinga-
se uma gota de ácido numa placa de metal para
observar o resultado.
• Pesquisa Exploratória: É toda pesquisa que busca
constatar algo num organismo ou num
fenômeno.Exemplo: Saber como os peixes respiram.
• Pesquisa Social: É toda pesquisa que busca
respostas de um grupo social.Exemplo: Saber quais
os hábitos alimentares de uma comunidade específica.
TIPOS DE PESQUISA
• Pesquisa Histórica: É toda pesquisa que estuda
o passado.Exemplo: Saber de que forma se deu a
Proclamação da República brasileira.
• Pesquisa Teórica: É toda pesquisa que analisa
uma determinada teoria.Exemplo: Saber o que é a
Neutralidade Científica.
O QUE É METODOLOGIA?
Méthodos organização
Logos discurso; estudo
Logo, metodologia é um estudo de
forma organizada.
•Parte do geral para o particular
• Só a razão leva ao conhecimento verdadeiro
•obtenção de uma conclusão lógica;
•descobre uma verdade a partir de outras verdades que
já conhecemos;
MÉTODO DEDUTIVO
Exemplo:
Se pegarmos uma galinha e ela por
um ovo, logo todas as galinhas põem
ovos.
•Parte do particular para o universal
• a observação confirma a realidade
• inclui quatro etapas: observação, hipótese,
experimentação e a constatação de que a hipótese
levantada é verdadeira ou falsa.
MÉTODO INDUTIVO
Vamos seguir um experimento de Ivan Pavlov (1849-1936):
Observação: Pavlov observando a alimentação de um cão percebeu que este
sempre salivava na presença de seu alimento.
Hipótese: O cientista então formula uma hiótese dizendo que o cachorro
salivava devido a uma resposta de seu sistema nervoso ao perceber pelo
cheiro o alerta à comida.
Controle experimental: Resolveu então fazer um experimento onde ele
apresentava um peço de carne a um cão ele salivava, após algum tempo ele
acionava um alarme cada vez que fornecia o alimento, e o cão salivava.
Mais um tempo depois somente era acionado o alarme, e o cão salivava,
mesmo na ausência do alimento.
Generalização: Pavlov Determinou então o reflexo condicionado, onde todos
os animais adaptam seu sistemas fisiológicos, um alarme sonoro era o
suficiente para ativar e modificar todo o sistema digestorio do cão.
Metodo científico
Observação
• Como o próprio nome diz, é a visualização de
um fato (ou fenômeno).
• Essa observação deve ser repetida várias vezes,
buscando obter o maior número possível de
detalhes, sendo realizada, portanto, com a maior
precisão possível.
Problematização
• Corresponde à execução de questionamentos
sobre o fato observado.
• E para essas perguntas, o pesquisador vai à
busca de respostas.
Formulação da hipótese
• A hipótese nada mais é do que uma possível
explicação para o problema.
• A hipótese é a suposição de uma causa ou de uma lei
destinada a explicar provisoriamente um fenômeno
até que os fatos a venham contradizer ou afirmar.
Experimentação
• Etapa em que o pesquisador realiza
experiências para provar (ou negar) a
veracidade de sua(s) hipótese(s).
• Se, após a execução por repetidas vezes da experiência,
os resultados obtidos forem os mesmos, a hipótese é
considerada verdadeira.
Leis e Teorias
• Uma hipótese confirmada nas experimentações
passa a ser denominada de lei científica.
• A um conjunto de leis que explicam um
determinado fenômeno (ou grupo deles) chamamos de
teoria.
• As teorias científicas têm validade até que sejam
incapazes de explicar determinados fatos ou
fenômenos, ou até que algum descobrimento novo
comprovado se oponha a elas.
É o suficiente ?
Dúvidas foram tiradas ?
O que você acha ?
Atividade
• Sobre a evolução (do homem, extinção de
animais pré-históricos, etc) e o criacionismo:
• Use o método cientifico para provar a evolução
do ponto de vista teórico.
• E prove o criacionismo do ponto de vista
científico.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula método cientifico
Aula método cientificoAula método cientifico
Aula método cientifico
Aln2
 
1 método científico - power point
1  método científico - power point1  método científico - power point
1 método científico - power point
margaridabt
 
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
Ronaldo Santana
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
Luis Costa
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
Lucila Pesce
 
Lista de exercícios V- Histologia
Lista de exercícios V- HistologiaLista de exercícios V- Histologia
Lista de exercícios V- Histologia
Carlos Priante
 
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptxO Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
CristianaLealSabel
 
Exercicio de Eletrização
Exercicio de EletrizaçãoExercicio de Eletrização
Exercicio de Eletrização
Daniel Brito
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
Ghiordanno Bruno
 
Aula 2 metodologia científica
Aula 2   metodologia científicaAula 2   metodologia científica
Aula 2 metodologia científica
Wellington Costa de Oliveira
 
Filosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bimFilosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bim
Mary Alvarenga
 
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Atividades ciências  6ª série - profª elisangelaAtividades ciências  6ª série - profª elisangela
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Carlos Siqueira
 
Breve História da Ciência
Breve História da CiênciaBreve História da Ciência
Breve História da Ciência
Gonçalo Ferraz
 
9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico
Jane Jeiza
 
Biologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungosBiologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungos
Foto Layser Balsas
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
Mary Alvarenga
 
Atividade biologia divertida t.e. bio i ana hecht mamb20
Atividade biologia divertida   t.e. bio i  ana hecht mamb20Atividade biologia divertida   t.e. bio i  ana hecht mamb20
Atividade biologia divertida t.e. bio i ana hecht mamb20
Instituto Federal do Paraná - IFPR
 
Prova de biologia diagnóstico 2º ano
Prova de biologia diagnóstico 2º anoProva de biologia diagnóstico 2º ano
Prova de biologia diagnóstico 2º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
Módulo 2 - Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
Módulo 2 -  Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei CientíficaMódulo 2 -  Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
Módulo 2 - Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
Carlos Fernando Jung
 

Mais procurados (20)

Aula método cientifico
Aula método cientificoAula método cientifico
Aula método cientifico
 
1 método científico - power point
1  método científico - power point1  método científico - power point
1 método científico - power point
 
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
JOGOS DIDÁTICOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO JOGO “MUNDO DOS PARAS...
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
 
Lista de exercícios V- Histologia
Lista de exercícios V- HistologiaLista de exercícios V- Histologia
Lista de exercícios V- Histologia
 
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptxO Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
O Conhecimento científico e a Ciências da Natureza.pptx
 
Exercicio de Eletrização
Exercicio de EletrizaçãoExercicio de Eletrização
Exercicio de Eletrização
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 
Aula 2 metodologia científica
Aula 2   metodologia científicaAula 2   metodologia científica
Aula 2 metodologia científica
 
Filosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bimFilosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bim
 
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Atividades ciências  6ª série - profª elisangelaAtividades ciências  6ª série - profª elisangela
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
 
Breve História da Ciência
Breve História da CiênciaBreve História da Ciência
Breve História da Ciência
 
9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico9 ano método ciêntífico
9 ano método ciêntífico
 
Biologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungosBiologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungos
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
 
Atividade biologia divertida t.e. bio i ana hecht mamb20
Atividade biologia divertida   t.e. bio i  ana hecht mamb20Atividade biologia divertida   t.e. bio i  ana hecht mamb20
Atividade biologia divertida t.e. bio i ana hecht mamb20
 
Prova de biologia diagnóstico 2º ano
Prova de biologia diagnóstico 2º anoProva de biologia diagnóstico 2º ano
Prova de biologia diagnóstico 2º ano
 
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 8º ano 1º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
Módulo 2 - Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
Módulo 2 -  Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei CientíficaMódulo 2 -  Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
Módulo 2 - Hipótese, Modelo, Achado, Teoria e Lei Científica
 

Semelhante a Metodo científico

Aula método científico
Aula método científicoAula método científico
Aula método científico
Mayra Ruas da Costa
 
Aula de Método Científico: Metodologia Científica
Aula de Método Científico: Metodologia CientíficaAula de Método Científico: Metodologia Científica
Aula de Método Científico: Metodologia Científica
natboy51
 
Os parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisaOs parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisa
unesp
 
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptxaulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
ClaudislaneLima
 
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISAMÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
Jadde Caroline
 
16 o método científico
16 o método científico16 o método científico
16 o método científico
Joao Balbi
 
A01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientificaA01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientifica
Adriana Guimarães
 
Trabalho método científico
Trabalho método científico Trabalho método científico
Trabalho método científico
Vanderson lage
 
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazzaMetodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
Romualdo Caetano Barros
 
Metodo cientifico (romualdo_caetano)
Metodo cientifico (romualdo_caetano)Metodo cientifico (romualdo_caetano)
Metodo cientifico (romualdo_caetano)
Romualdo Caetano Barros
 
Método Científico em 6 passos
Método Científico em 6 passosMétodo Científico em 6 passos
Método Científico em 6 passos
Thiago Xavier
 
Biologia ciencia e vida
Biologia ciencia e vidaBiologia ciencia e vida
Algumas características do método científico
Algumas características do método científicoAlgumas características do método científico
Algumas características do método científico
WaleskaSampaio
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
URCA
 
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.pptAula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
Pedro Luis Moraes
 
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptxeqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
MnicaMatos22
 
Construção da ciência
Construção da ciênciaConstrução da ciência
Construção da ciência
MariaSantos508206
 
Introdução a ciencia
Introdução a cienciaIntrodução a ciencia
Introdução a ciencia
ClaudiaGianine
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Leonardo Kaplan
 
O que e ciencia afinal
O que e ciencia afinalO que e ciencia afinal
O que e ciencia afinal
Ivo Mai
 

Semelhante a Metodo científico (20)

Aula método científico
Aula método científicoAula método científico
Aula método científico
 
Aula de Método Científico: Metodologia Científica
Aula de Método Científico: Metodologia CientíficaAula de Método Científico: Metodologia Científica
Aula de Método Científico: Metodologia Científica
 
Os parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisaOs parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisa
 
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptxaulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
aulamtodocientifico-130213204339-phpapp01.pptx
 
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISAMÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA
 
16 o método científico
16 o método científico16 o método científico
16 o método científico
 
A01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientificaA01 +metodologia+cientifica
A01 +metodologia+cientifica
 
Trabalho método científico
Trabalho método científico Trabalho método científico
Trabalho método científico
 
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazzaMetodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
Metodo cientifico (romualdo_caetano)_mazza
 
Metodo cientifico (romualdo_caetano)
Metodo cientifico (romualdo_caetano)Metodo cientifico (romualdo_caetano)
Metodo cientifico (romualdo_caetano)
 
Método Científico em 6 passos
Método Científico em 6 passosMétodo Científico em 6 passos
Método Científico em 6 passos
 
Biologia ciencia e vida
Biologia ciencia e vidaBiologia ciencia e vida
Biologia ciencia e vida
 
Algumas características do método científico
Algumas características do método científicoAlgumas características do método científico
Algumas características do método científico
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
 
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.pptAula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
Aula de Metodologia do Trabalho Cientifico.ppt
 
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptxeqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
eqt11_estatuto_conhecimento_cientifico.pptx
 
Construção da ciência
Construção da ciênciaConstrução da ciência
Construção da ciência
 
Introdução a ciencia
Introdução a cienciaIntrodução a ciencia
Introdução a ciencia
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
 
O que e ciencia afinal
O que e ciencia afinalO que e ciencia afinal
O que e ciencia afinal
 

Mais de Carlos Priante

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
Carlos Priante
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Carlos Priante
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
Carlos Priante
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
Carlos Priante
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Carlos Priante
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
Carlos Priante
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
Carlos Priante
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
Carlos Priante
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
Carlos Priante
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Carlos Priante
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
Carlos Priante
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 

Mais de Carlos Priante (20)

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
 

Último

A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 

Último (20)

A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 

Metodo científico

  • 1. MÉTODO CIENTÍFICO Prof Carlos Priante Adaptado de Prof. Alan Bruno AULA 13
  • 2. George F. Kneller : “Toda investigação é uma tentativa para resolver um problema decorrente da solução de um problema anterior... Resolver um problema nos leva a um novo problema que precisa de uma nova solução No meio da investigação é encontrado mais problemas que precisam de pesquisas para serem resolvidos. Assim, a ciência avança e novas descobertas são feitas. ...De um modo geral, uma nova teoria é uma fonte de problemas”.
  • 3. LEIS EXPERIMENTAIS TEORIAS & MODELOS HIPÓTESES OBSERVAÇÕES EXPERIÊNCIAS
  • 4. • Do medo à ciência •Os seres humanos pré-históricos não conseguiam entender os fenômenos da natureza. •Por este motivo, suas reações eram sempre de medo: tinham medo das tempestades e do desconhecido. •Num segundo momento, a inteligência humana evoluiu do medo para a tentativa de explicação dos fenômenos através do pensamento mágico, das crenças e das superstições, através do misticismo.
  • 5. • Do medo à Ciência •Como as explicações mágicas não bastavam para compreender os fenômenos os seres humanos passaram a buscar respostas através de caminhos que pudessem ser comprovados. •Desta forma, nasceu a ciência metódica, que procura sempre uma aproximação com a lógica.
  • 7. Ex: descobrir o funcionamento dos órgãos do corpo humano
  • 8. Ex: acreditar em cura por milagres
  • 10. Ex: analisar a ética na clonagem humana
  • 11. Ex: saber o momento certo da semeadura ou colheita Ex: saber o momento certo da semeadura ou colheita
  • 12. TIPOS DE PESQUISA • Pesquisa Experimental: É toda pesquisa que envolve algum tipo de experimento. Exemplo: Pinga- se uma gota de ácido numa placa de metal para observar o resultado. • Pesquisa Exploratória: É toda pesquisa que busca constatar algo num organismo ou num fenômeno.Exemplo: Saber como os peixes respiram. • Pesquisa Social: É toda pesquisa que busca respostas de um grupo social.Exemplo: Saber quais os hábitos alimentares de uma comunidade específica.
  • 13. TIPOS DE PESQUISA • Pesquisa Histórica: É toda pesquisa que estuda o passado.Exemplo: Saber de que forma se deu a Proclamação da República brasileira. • Pesquisa Teórica: É toda pesquisa que analisa uma determinada teoria.Exemplo: Saber o que é a Neutralidade Científica.
  • 14. O QUE É METODOLOGIA? Méthodos organização Logos discurso; estudo Logo, metodologia é um estudo de forma organizada.
  • 15. •Parte do geral para o particular • Só a razão leva ao conhecimento verdadeiro •obtenção de uma conclusão lógica; •descobre uma verdade a partir de outras verdades que já conhecemos; MÉTODO DEDUTIVO Exemplo: Se pegarmos uma galinha e ela por um ovo, logo todas as galinhas põem ovos.
  • 16. •Parte do particular para o universal • a observação confirma a realidade • inclui quatro etapas: observação, hipótese, experimentação e a constatação de que a hipótese levantada é verdadeira ou falsa. MÉTODO INDUTIVO
  • 17. Vamos seguir um experimento de Ivan Pavlov (1849-1936): Observação: Pavlov observando a alimentação de um cão percebeu que este sempre salivava na presença de seu alimento. Hipótese: O cientista então formula uma hiótese dizendo que o cachorro salivava devido a uma resposta de seu sistema nervoso ao perceber pelo cheiro o alerta à comida. Controle experimental: Resolveu então fazer um experimento onde ele apresentava um peço de carne a um cão ele salivava, após algum tempo ele acionava um alarme cada vez que fornecia o alimento, e o cão salivava. Mais um tempo depois somente era acionado o alarme, e o cão salivava, mesmo na ausência do alimento. Generalização: Pavlov Determinou então o reflexo condicionado, onde todos os animais adaptam seu sistemas fisiológicos, um alarme sonoro era o suficiente para ativar e modificar todo o sistema digestorio do cão.
  • 19. Observação • Como o próprio nome diz, é a visualização de um fato (ou fenômeno). • Essa observação deve ser repetida várias vezes, buscando obter o maior número possível de detalhes, sendo realizada, portanto, com a maior precisão possível.
  • 20. Problematização • Corresponde à execução de questionamentos sobre o fato observado. • E para essas perguntas, o pesquisador vai à busca de respostas.
  • 21. Formulação da hipótese • A hipótese nada mais é do que uma possível explicação para o problema. • A hipótese é a suposição de uma causa ou de uma lei destinada a explicar provisoriamente um fenômeno até que os fatos a venham contradizer ou afirmar.
  • 22. Experimentação • Etapa em que o pesquisador realiza experiências para provar (ou negar) a veracidade de sua(s) hipótese(s). • Se, após a execução por repetidas vezes da experiência, os resultados obtidos forem os mesmos, a hipótese é considerada verdadeira.
  • 23. Leis e Teorias • Uma hipótese confirmada nas experimentações passa a ser denominada de lei científica. • A um conjunto de leis que explicam um determinado fenômeno (ou grupo deles) chamamos de teoria. • As teorias científicas têm validade até que sejam incapazes de explicar determinados fatos ou fenômenos, ou até que algum descobrimento novo comprovado se oponha a elas.
  • 24. É o suficiente ? Dúvidas foram tiradas ? O que você acha ?
  • 25. Atividade • Sobre a evolução (do homem, extinção de animais pré-históricos, etc) e o criacionismo: • Use o método cientifico para provar a evolução do ponto de vista teórico. • E prove o criacionismo do ponto de vista científico.