SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO À METODOLOGIA DA
PESQUISA CIENTÍFICA
Direito: 1° Período Manhã
Nomes: Elvani da Silva Plínio
Fabiana De Jesus Barra Santos
Jéssica Larissa Leal
Stephany Gêany Dias
Thiago Vieira Carvalho
Professor: Msc. Vilmar Vilaça
Disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica
CONTAGEM
2019
INTRODUÇÃO À METODOLOGIA DA
PESQUISA CIENTÍFICA
 A metodologia da pesquisa científica é a ciência que busca
compreender qual a relação entre objeto de pesquisa e o sujeito
(indivíduo),analisando e entendendo os problemas visualizados e
quais suas aplicações em meio às alterações do ambiente.
 É uma ferramenta de fundamental importância para o conhecimento
dos métodos que são empregados na elaboração do Trabalho de
Conclusão de Curso (TCC).
 A Metodologia científica é uma disciplina que estimula o aprendizado,
levando o aluno a tirar o melhor proveito de uma leitura, da análise e
interpretação dos textos pesquisados, o que vai ajudar na
originalidade dos textos acadêmicos, sempre fundamentados nas
normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
A IMPORTÂNCIA DA DISCIPLINA DE
METODOLOGIA CIENTÍFICA (TEXTO I)
 A Metodologia Científica é vista por vários como a ciência que
ensina a pesquisar com o auxilio de métodos.
 O ensino da metodologia tem como objetivo aperfeiçoar o
conhecimento para que assim aprimore seus conhecimentos
e desenvolva sua opinião social e política.
 Podemos observar que os cursos visam conduzir seus alunos
a aprender a ponderar sobre os conceitos e teorias de um
determinado assunto, para com isso elevar suas habilidades
de interpretação de conceitos.
TEORIA DE SALOMON (1996, P.107)
 “Uma atividade é considerada científica
quando: Produz ciência ou dela deriva,
acompanha seu modelo de tratamento”
 De outra forma, “Salomon defende que
metodologia científica é a concretização
da atividade científica, ou seja, a
pesquisa e o tratamento por escrito de
questões abordadas
metodologicamente”
Délcio Vieira Salomon
A IMPORTÂNCIA DA METODOLOGIA
CIENTÍFICA PARA O ENSINO E
APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR
(TEXTO II)
 Ao falarmos da importância da metodologia
científica no ensino superior que ingressam
no mesmo, imaginam que o aluno ira utilizar
desses métodos durante o curso.
 Metodologia tem a finalidade de ampliar
várias áreas do conhecimento do aluno
 Em virtude do baixo nível de conhecimento o
qual a maioria dos alunos chegam as
universidades os mesmos acabam tendo
dificuldade em elaborar um texto com
qualidade. A metodologia científica no
aprendizado, uma vez que inserida, irá de
forma gradativa desenvolver no aluno, certas
habilidades, conhecimentos, segurança,
confiança para uma vida inteira.
LUZ, TREVAS E MÉTODO CIENTÍFICO (VÍDEO
DE LANÇAMENTO) VIDEO I – TEXTO III
 Alguns fenômenos eram explicados somente na
base natural, uma teoria, que não concluía o
que de fato acontecia, toda explicação era
voltada pro sub-natural, com o passar dos anos
diversas culturas nomearam e deram
personalidade os fenômenos, da natureza.
 Tese: A ciência surgiu com a tentativa do
homem estudar e explicar a própria natureza.De
outra forma, os filósofos trabalhavam para
buscar o intuito de poder fazer explicações para
a sociedade, e onde a religião predominava na
insistência de que tudo era ação do Divino a
ponto de causar terrores religiosos.
MÉTODO CIENTÍFICO (O MUNDO DE
BEAKMAN) VÍDEO II –TEXTO IV
 O mundo de Beakman
 Mostra com clareza como a ciência
funciona, com o conceito de como se usa
idéias para fazer perguntas e produzir
respostas. Definir um problema ou fazer-
se uma pergunta, trabalha com a função
de experimentar com testes até chegar a
conclusão em quer se pode confirmar
algo de fato. Errar não se torna problema,
pois com o erro pode modificar e renovar
os testes, pois tudo começa com uma
hipótese, e desta forma a ciência vai
procurando repostas para diversas
indagações quer parece inexplicável.
 Busca explicações através de testes
científicos para suas pesquisas, no intuito
de obter um resultado.
NOÇÕES BÁSICAS SOBRE METODOLOGIA DE
PESQUISA CIENTÍFICA – TEXTO V
MÉTODO DEDUTIVO
 É um processo de análise da informação
que utiliza o raciocínio lógico e a dedução
para obter uma conclusão a respeito de um
determinado assunto.
 Ex: Todo mamífero tem um coração
(Premissa maior – axioma)
 Ora, todos os cães são mamíferos.
(Premissa menor)
• O Criador do Método Dedutivo e
•Francis Bacon (1561-1626)
MÉTODO INDUTIVO:
 É um processo mental que, para
chegar ao conhecimento ou
demonstração da verdade, parte de
fatos particulares, comprovados, e
tira uma conclusão genérica.
 É um método baseado na indução,
ou seja, numa operação mental que
consiste em se estabelecer uma
verdade universal ou uma
referência geral com base no
conhecimento de certo número de
dados singulares.
Ex:Todos os cães que foram
observados tinham coração.
MÉTODO HIPOTÉTICO-DEDUTIVO
 Consiste na construção de
conjecturas baseada nas
hipóteses, isto é, caso as
hipóteses sejam verdadeiras, as
conjecturas também serão.
Ex: Como se formam os
vermes nas carnes? Seriam
espontaneamente ou não?
MÉTODO DIALÉTICO
 Frequentemente referido apenas
como Dialética, é uma forma de discurso
entre duas ou mais pessoas que possuem
diferentes pontos de vista sobre um mesmo
assunto, mas que pretendem estabelecer a
verdade através de argumentos
fundamentados e não simplesmente vencer
um debate ou persuadir o opositor.
 Ex: No exemplo clássico dos cisnes, para se
sustentar, com certeza e evidência, que todos
os cisnes são brancos, seria necessário
verificar cada cisne particular possível, do
presente, do passado e do futuro, porque, na
realidade, a soma dos casos concretos dá
apenas um número finito, ao passo que o
enunciado geral pretende ser infinito.
MÉTODO FENOMENOLÓGICO
 Fenomenologia - em E. Husserl (1859-
1938), método filosófico que se propõe a
uma descrição da experiência vivida da
consciência, cujas manifestações são
expurgadas de suas características reais
ou empíricas e consideradas no plano da
generalidade essencial. Reconhecida
como uma das principais correntes
filosóficas do século XX, influenciou
autores como Heidegger (1889-1976),
Sartre (1905-1980) e Merleau-
Ponty(1908-1961).
 Preocupa-se com a descrição direta da
experiência tal como ela é.
 A realidade não é única: existem tantas
quantas forem as suas interpretações e
comunicações;
 Sujeito/ator => importante no processo
de construção do conhecimento.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
Do ponto de vista de sua natureza;
 Pesquisa básica, também chamada pesquisa pura
ou pesquisa fundamental, é uma pesquisa científica focada na
melhoria de teorias científicas para melhoria da predição ou
compreensão de fenômenos naturais ou de outro tipo.Ela refere-se
ao estudo destinado a aumentar nossa base de conhecimento
científico.
 Pesquisa aplicada ou investigação aplicada método científico que
envolve a aplicação prática da ciência.
Do ponto de vista de sua natureza;
 Pesquisa básica, também chamada pesquisa pura
ou pesquisa fundamental, é uma pesquisa científica focada na
melhoria de teorias científicas para melhoria da predição ou
compreensão de fenômenos naturais ou de outro tipo.Ela refere-se
ao estudo destinado a aumentar nossa base de conhecimento
científico.
 Pesquisa aplicada ou investigação aplicada método científico que
envolve a aplicação prática da ciência.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
Do ponto de Vista dos objetivos;
 A principal diferença entre esses tipos de pesquisa se dá no objetivo final
de cada uma delas.
 Na pesquisa exploratória o objetivo é conhecer melhor um determinado
tema,
 Na pesquisa descritiva se busca um aprofundamento no tema.
 Na pesquisa explicativa procura conectar as idéias para compreender
causas e efeitos.
Do ponto de vista dos procedimentos técnicos
 1. Pesquisa Bibliográfica: A pesquisa bibliográfica é baseada em
materiais já elaborados, em especial, livros e artigos científicos.Sua
principal vantagem é permitir, ao investigador, uma ampla cobertura dos
fenômenos.
 2. Pesquisa Documental: A pesquisa documental difere-se da
bibliográfica pela natureza das fontes. A base da pesquisa documental são
os documentos. Podem ser, por exemplo, cartas, diários, ofícios,
regulamentos, correspondências pessoais, etc.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
 3. Pesquisa Experimental: A pesquisa experimental ocorre quando
há a delimitação de um objeto de estudo, a seleção das variáveis
que seriam capazes de influenciá-lo e a definição das formas de
controle e de observação que a variável produz no objeto. Testes em
laboratórios costumam ser resultados de pesquisas experimentais,
já que o pesquisador tem o controle de toda a situação. Ele pode
simular situações, analisá-las, compará-las e tirar conclusões sobre
elas.
 4. Pesquisa Ex-Post Facto: Ex-post facto significa “a partir do fato
passado”. O experimento, portanto, realiza-se depois dos fatos e
visa verificar a existência de relações entre as variáveis. Em
palavras mais simples, a pesquisa ex-post facto pretende entender
como um fato passado impacta um grupo no presente ou irá
impactar no futuro. Diferentemente da pesquisa experimental,
entretanto, o pesquisador não possui controle sobre a situação visto
que ela já ocorreu.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
 5. Estudo de Coorte: Para Antônio Carlos Gil, o estudo de coorte
refere-se a um grupo de pessoas com características em comum
que vão ser analisadas durante um tempo a fim de entender o que
acontece entre elas.
Esse grupo vai constituir, então, uma amostra, ou seja, uma parte de
um todo.
 6. Levantamento: O levantamento tem como principal característica
o questionamento direto com pessoas relevantes para a pesquisa.
Após a coleta das informações, faz-se uma análise quantitativa dos
dados obtidos.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
 7. Estudo de Campo: Embora se assemelhe ao levantamento, o
estudo de campo proporciona, ao pesquisador, uma análise mais
profunda dos dados coletados. O pesquisador também realiza a
maior parte da pesquisa pessoalmente, no local onde ocorre o
fenômeno pesquisado. Consequentemente, é um procedimento que
exige mais tempo.
 8. Estudo de Caso: De acordo com Gil, a modalidade exploratória
da pesquisa utiliza bastante o método de estudo de caso. Ele
consiste em um estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos
objetos, tendo como propósitos:
* Explorar situações da vida real ainda não-definidas;
* Preservar o caráter unitário do objeto estudado;
* Descrever a situação do contexto em que está sendo feita a
investigação;
* Formular hipóteses e/ou desenvolver teorias;
* Explicar as variáveis causais do fenômeno em situações
complexas.
CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS
 9.Pesquisa-ação: Na pesquisa-ação, os pesquisadores se
envolvem ativamente com o grupo de pessoas do problema a ser
estudado e solucionado. Esse envolvimento acontece de forma
cooperativa ou participativa.
 10.Pesquisa-participante: A pesquisa participante é aquela em que
o objeto de estudo do pesquisador (por exemplo, uma comunidade)
se envolve na análise de sua própria realidade. Ela tem um caráter
de participação social e busca promover uma transformação social
para aquele público.
LUZ, TREVAS E O MÉTODO CIENTIFICO (TEXTO
VI)
 Fornecer ao aluno conceitos teóricos de estudo de tempos e métodos .
 Ao fazer uma declaração como essa os cientistas estão praticando o método
de muito utilização nas ciências naturais a partir dos exemplos formados, as
regras partindo das premissas particulares inferimos uma verdade geral.
 O método indutivo que permite demarca a ciência de outra forma de
conhecimento segundo os indutivista a ciência evolui a partir da
comunicação de novos dados na prática as novas teorias acrescenta
conhecimento sem alterar sua estrutura é colocado na verificação e
confirmação.
 O método dialético parte do pressuposto frequente referido apenas como
dialética e a forma de discurso entre duas ou mais pessoas que possuem
diferente pontos de vista sobre um mesmo assunto mas que pretendem
estabelecer a verdade através de argumentos fundamentados e não
simplesmente vencer um debate ou presidir o opositor.
 A fenomenologia foi proposta pelo filósofo e matemático Edmund Husser
(1859_1938) como uma forma critica de pensar a realidade não é a única
existem tantas quanto suas interpretações.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
 Através desse trabalho podemos ver como devemos elaborar um trabalho
acadêmico tirando como base a Metodologia da pesquisa científica, através
de textos que podemos ler para compreender a matéria imposta no trabalho,
e além de podermos pesquisar bastante sobre o devido assunto, para cada
vez mais poder aprender mais sobre a matéria.
 Os métodos nos ensina bastante coisa perante a demanda do trabalho
passado.
REFERÊNCIAS
 Texto I – A importância da Disciplina Metodologia Científica (introdução)
• https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/a-
importancia-da-disciplina-de-metodologia-cientifica/64956
 Texto II – A importância da Metodologia Científica para o ensino e
aprendizagem no ensino superior
• http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/17807_10482.pdf
 Texto III - Luz, Trevas e Método Científico (vídeo de lançamento)
• https://www.youtube.com/watch?v=xLZYsCn2Y4g
 Texto IV - O método científico (O Mundo de Beakman)
• https://www.dailymotion.com/video/x6jycy9
 Texto V - Metodologia da Pesquisa – noções básica
• http://mba.eci.ufmg.br/downloads/metodologia.pdf
 Texto VI - Luz, Trevas e Método Científico – RESENHA
• ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/download/371/112
REFERÊNCIAS DE IMAGEM
 Imagem I – A importância da Disciplina Metodologia Científica
• https://images.app.goo.gl/aTgyXN4QdLcizQgA8
 Imagem II – Luz, Trevas e Método Científico
• https://images.app.goo.gl/Pca9kuUfcU4brFrL7
 Imagem III – Método Dedutivo
• https://pt.thpanorama.com/blog/filosofia/francis-bacon-biografa-filosofa-
aportes-y-obras.html
 Imagem IV – Método Científico
• https://brasilescola.uol.com.br/quimica/metodo-cientifico.htm
 Imagem V – Método Indutivo
• https://images.app.goo.gl/QYN7YpdWRCjgPcNq7
 Imagem VI – Método hipotético-dedutivo
• https://images.app.goo.gl/4FNK8pgxitV21rnNA
 Imagem VII – Método Dialético
• https://images.app.goo.gl/LQnu5MwkoWLo8fxi6
 Imagem VIII – Método fenomenológico
• https://images.app.goo.gl/XTtooGModicRGAP76

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisaMetodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisa
Marcos Aurélio R. Igreja
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
mauricio aquino
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
jaddy xavier
 
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologiaAula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
bioalvarenga
 
Capítulo 5 instrumentos de pesquisa
Capítulo 5   instrumentos de pesquisaCapítulo 5   instrumentos de pesquisa
Capítulo 5 instrumentos de pesquisa
Sandra Pereira
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
Jonathan Nascyn
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Juliana Sarieddine
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
Ghiordanno Bruno
 
Apresentação metodologia da pesquisa
Apresentação   metodologia da pesquisaApresentação   metodologia da pesquisa
Apresentação metodologia da pesquisa
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
Elaboração do projeto de pesquisa
Elaboração do projeto de pesquisaElaboração do projeto de pesquisa
Elaboração do projeto de pesquisa
Sandra Pereira
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológias
Renato De Souza Abelha
 
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Aula 2   elaboração trabalhos científicosAula 2   elaboração trabalhos científicos
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Rodrigo Abreu
 
Tipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aulaTipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aula
maloa
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Francislaine Souza
 
Aula como elaborar um artigo científico
Aula   como elaborar um artigo científicoAula   como elaborar um artigo científico
Aula como elaborar um artigo científico
Ludmila Moura
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
Cursos Profissionalizantes
 
Slide sobre artigo cientifico
Slide sobre artigo cientificoSlide sobre artigo cientifico
Slide sobre artigo cientifico
Carlos Eugenio Lima Silva
 
Pesquisa Bibliografica
Pesquisa BibliograficaPesquisa Bibliografica
Pesquisa Bibliografica
Leticia Strehl
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Humberto Serra
 
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSCSlide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Cândido Silva
 

Mais procurados (20)

Metodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisaMetodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisa
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologiaAula 3 revisão de literatura e metodologia
Aula 3 revisão de literatura e metodologia
 
Capítulo 5 instrumentos de pesquisa
Capítulo 5   instrumentos de pesquisaCapítulo 5   instrumentos de pesquisa
Capítulo 5 instrumentos de pesquisa
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 
Apresentação metodologia da pesquisa
Apresentação   metodologia da pesquisaApresentação   metodologia da pesquisa
Apresentação metodologia da pesquisa
 
Elaboração do projeto de pesquisa
Elaboração do projeto de pesquisaElaboração do projeto de pesquisa
Elaboração do projeto de pesquisa
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológias
 
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
Aula 2   elaboração trabalhos científicosAula 2   elaboração trabalhos científicos
Aula 2 elaboração trabalhos científicos
 
Tipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aulaTipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aula
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
 
Aula como elaborar um artigo científico
Aula   como elaborar um artigo científicoAula   como elaborar um artigo científico
Aula como elaborar um artigo científico
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Slide sobre artigo cientifico
Slide sobre artigo cientificoSlide sobre artigo cientifico
Slide sobre artigo cientifico
 
Pesquisa Bibliografica
Pesquisa BibliograficaPesquisa Bibliografica
Pesquisa Bibliografica
 
Estrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de PesquisaEstrutura de Projeto de Pesquisa
Estrutura de Projeto de Pesquisa
 
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSCSlide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
 

Semelhante a Introdução à Metodologia da Pesquisa Científica

Concurso Professor Cariri Pesquisa
Concurso Professor Cariri   PesquisaConcurso Professor Cariri   Pesquisa
Concurso Professor Cariri Pesquisa
Jonathas Carvalho
 
Apostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científicaApostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científica
Projovem Urbano
 
MTC_ProfLuciana
MTC_ProfLucianaMTC_ProfLuciana
MTC_ProfLuciana
Paulo Silva
 
Os parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisaOs parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisa
unesp
 
Adefinicaodoproblema
AdefinicaodoproblemaAdefinicaodoproblema
Adefinicaodoproblema
Manuel João Araújo
 
1 slides.pdf
1 slides.pdf1 slides.pdf
1 slides.pdf
BrandoneLeeOficial
 
Pesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisPesquisas educacionais
Pesquisas educacionais
Ana Rodrigues
 
Revisão
RevisãoRevisão
Oficina de pesquisa na escola
Oficina de pesquisa na escolaOficina de pesquisa na escola
Oficina de pesquisa na escola
Edilson Borges
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
gadelhabrito
 
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisaAlvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
André de Oliveira
 
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptxAula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
itamaremerson
 
MIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptxMIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptx
VenncioCorreia
 
Teoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicosTeoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicos
Mauricio Serafim
 
Aula 2 metodologia científica
Aula 2   metodologia científicaAula 2   metodologia científica
Aula 2 metodologia científica
Wellington Costa de Oliveira
 
apresentacao de metodologia cientifica pa
apresentacao de metodologia cientifica paapresentacao de metodologia cientifica pa
apresentacao de metodologia cientifica pa
DescomplicandocomMar
 
metodologia de pesquisa I
metodologia de pesquisa Imetodologia de pesquisa I
metodologia de pesquisa I
RaulSilveiraSantos
 
Metodologia do trabalho científico
Metodologia do trabalho científicoMetodologia do trabalho científico
Metodologia do trabalho científico
dayenimelo
 
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdfMetodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
profsandragurgelfama
 
Métodos cientificos 2017
 Métodos cientificos 2017 Métodos cientificos 2017
Métodos cientificos 2017
Dr. Leovine Vieira Neto
 

Semelhante a Introdução à Metodologia da Pesquisa Científica (20)

Concurso Professor Cariri Pesquisa
Concurso Professor Cariri   PesquisaConcurso Professor Cariri   Pesquisa
Concurso Professor Cariri Pesquisa
 
Apostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científicaApostila de metodologia científica
Apostila de metodologia científica
 
MTC_ProfLuciana
MTC_ProfLucianaMTC_ProfLuciana
MTC_ProfLuciana
 
Os parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisaOs parametros da pesquisa
Os parametros da pesquisa
 
Adefinicaodoproblema
AdefinicaodoproblemaAdefinicaodoproblema
Adefinicaodoproblema
 
1 slides.pdf
1 slides.pdf1 slides.pdf
1 slides.pdf
 
Pesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisPesquisas educacionais
Pesquisas educacionais
 
Revisão
RevisãoRevisão
Revisão
 
Oficina de pesquisa na escola
Oficina de pesquisa na escolaOficina de pesquisa na escola
Oficina de pesquisa na escola
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
 
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisaAlvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
Alvorada rh-tecno-métodos e técnicas de pesquisa
 
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptxAula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
Aula 1 - Metodologia_Método Cientifíco (2).pptx
 
MIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptxMIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptx
 
Teoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicosTeoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicos
 
Aula 2 metodologia científica
Aula 2   metodologia científicaAula 2   metodologia científica
Aula 2 metodologia científica
 
apresentacao de metodologia cientifica pa
apresentacao de metodologia cientifica paapresentacao de metodologia cientifica pa
apresentacao de metodologia cientifica pa
 
metodologia de pesquisa I
metodologia de pesquisa Imetodologia de pesquisa I
metodologia de pesquisa I
 
Metodologia do trabalho científico
Metodologia do trabalho científicoMetodologia do trabalho científico
Metodologia do trabalho científico
 
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdfMetodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
Metodologia_Cientificaapresentação__Copy.pdf
 
Métodos cientificos 2017
 Métodos cientificos 2017 Métodos cientificos 2017
Métodos cientificos 2017
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

Introdução à Metodologia da Pesquisa Científica

  • 1. INTRODUÇÃO À METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Direito: 1° Período Manhã Nomes: Elvani da Silva Plínio Fabiana De Jesus Barra Santos Jéssica Larissa Leal Stephany Gêany Dias Thiago Vieira Carvalho Professor: Msc. Vilmar Vilaça Disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica CONTAGEM 2019
  • 2. INTRODUÇÃO À METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA  A metodologia da pesquisa científica é a ciência que busca compreender qual a relação entre objeto de pesquisa e o sujeito (indivíduo),analisando e entendendo os problemas visualizados e quais suas aplicações em meio às alterações do ambiente.  É uma ferramenta de fundamental importância para o conhecimento dos métodos que são empregados na elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).  A Metodologia científica é uma disciplina que estimula o aprendizado, levando o aluno a tirar o melhor proveito de uma leitura, da análise e interpretação dos textos pesquisados, o que vai ajudar na originalidade dos textos acadêmicos, sempre fundamentados nas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
  • 3. A IMPORTÂNCIA DA DISCIPLINA DE METODOLOGIA CIENTÍFICA (TEXTO I)  A Metodologia Científica é vista por vários como a ciência que ensina a pesquisar com o auxilio de métodos.  O ensino da metodologia tem como objetivo aperfeiçoar o conhecimento para que assim aprimore seus conhecimentos e desenvolva sua opinião social e política.  Podemos observar que os cursos visam conduzir seus alunos a aprender a ponderar sobre os conceitos e teorias de um determinado assunto, para com isso elevar suas habilidades de interpretação de conceitos.
  • 4. TEORIA DE SALOMON (1996, P.107)  “Uma atividade é considerada científica quando: Produz ciência ou dela deriva, acompanha seu modelo de tratamento”  De outra forma, “Salomon defende que metodologia científica é a concretização da atividade científica, ou seja, a pesquisa e o tratamento por escrito de questões abordadas metodologicamente” Délcio Vieira Salomon
  • 5. A IMPORTÂNCIA DA METODOLOGIA CIENTÍFICA PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM NO ENSINO SUPERIOR (TEXTO II)  Ao falarmos da importância da metodologia científica no ensino superior que ingressam no mesmo, imaginam que o aluno ira utilizar desses métodos durante o curso.  Metodologia tem a finalidade de ampliar várias áreas do conhecimento do aluno  Em virtude do baixo nível de conhecimento o qual a maioria dos alunos chegam as universidades os mesmos acabam tendo dificuldade em elaborar um texto com qualidade. A metodologia científica no aprendizado, uma vez que inserida, irá de forma gradativa desenvolver no aluno, certas habilidades, conhecimentos, segurança, confiança para uma vida inteira.
  • 6. LUZ, TREVAS E MÉTODO CIENTÍFICO (VÍDEO DE LANÇAMENTO) VIDEO I – TEXTO III  Alguns fenômenos eram explicados somente na base natural, uma teoria, que não concluía o que de fato acontecia, toda explicação era voltada pro sub-natural, com o passar dos anos diversas culturas nomearam e deram personalidade os fenômenos, da natureza.  Tese: A ciência surgiu com a tentativa do homem estudar e explicar a própria natureza.De outra forma, os filósofos trabalhavam para buscar o intuito de poder fazer explicações para a sociedade, e onde a religião predominava na insistência de que tudo era ação do Divino a ponto de causar terrores religiosos.
  • 7. MÉTODO CIENTÍFICO (O MUNDO DE BEAKMAN) VÍDEO II –TEXTO IV  O mundo de Beakman  Mostra com clareza como a ciência funciona, com o conceito de como se usa idéias para fazer perguntas e produzir respostas. Definir um problema ou fazer- se uma pergunta, trabalha com a função de experimentar com testes até chegar a conclusão em quer se pode confirmar algo de fato. Errar não se torna problema, pois com o erro pode modificar e renovar os testes, pois tudo começa com uma hipótese, e desta forma a ciência vai procurando repostas para diversas indagações quer parece inexplicável.  Busca explicações através de testes científicos para suas pesquisas, no intuito de obter um resultado.
  • 8. NOÇÕES BÁSICAS SOBRE METODOLOGIA DE PESQUISA CIENTÍFICA – TEXTO V MÉTODO DEDUTIVO  É um processo de análise da informação que utiliza o raciocínio lógico e a dedução para obter uma conclusão a respeito de um determinado assunto.  Ex: Todo mamífero tem um coração (Premissa maior – axioma)  Ora, todos os cães são mamíferos. (Premissa menor) • O Criador do Método Dedutivo e •Francis Bacon (1561-1626)
  • 9. MÉTODO INDUTIVO:  É um processo mental que, para chegar ao conhecimento ou demonstração da verdade, parte de fatos particulares, comprovados, e tira uma conclusão genérica.  É um método baseado na indução, ou seja, numa operação mental que consiste em se estabelecer uma verdade universal ou uma referência geral com base no conhecimento de certo número de dados singulares. Ex:Todos os cães que foram observados tinham coração.
  • 10. MÉTODO HIPOTÉTICO-DEDUTIVO  Consiste na construção de conjecturas baseada nas hipóteses, isto é, caso as hipóteses sejam verdadeiras, as conjecturas também serão. Ex: Como se formam os vermes nas carnes? Seriam espontaneamente ou não?
  • 11. MÉTODO DIALÉTICO  Frequentemente referido apenas como Dialética, é uma forma de discurso entre duas ou mais pessoas que possuem diferentes pontos de vista sobre um mesmo assunto, mas que pretendem estabelecer a verdade através de argumentos fundamentados e não simplesmente vencer um debate ou persuadir o opositor.  Ex: No exemplo clássico dos cisnes, para se sustentar, com certeza e evidência, que todos os cisnes são brancos, seria necessário verificar cada cisne particular possível, do presente, do passado e do futuro, porque, na realidade, a soma dos casos concretos dá apenas um número finito, ao passo que o enunciado geral pretende ser infinito.
  • 12. MÉTODO FENOMENOLÓGICO  Fenomenologia - em E. Husserl (1859- 1938), método filosófico que se propõe a uma descrição da experiência vivida da consciência, cujas manifestações são expurgadas de suas características reais ou empíricas e consideradas no plano da generalidade essencial. Reconhecida como uma das principais correntes filosóficas do século XX, influenciou autores como Heidegger (1889-1976), Sartre (1905-1980) e Merleau- Ponty(1908-1961).  Preocupa-se com a descrição direta da experiência tal como ela é.  A realidade não é única: existem tantas quantas forem as suas interpretações e comunicações;  Sujeito/ator => importante no processo de construção do conhecimento.
  • 13. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS Do ponto de vista de sua natureza;  Pesquisa básica, também chamada pesquisa pura ou pesquisa fundamental, é uma pesquisa científica focada na melhoria de teorias científicas para melhoria da predição ou compreensão de fenômenos naturais ou de outro tipo.Ela refere-se ao estudo destinado a aumentar nossa base de conhecimento científico.  Pesquisa aplicada ou investigação aplicada método científico que envolve a aplicação prática da ciência. Do ponto de vista de sua natureza;  Pesquisa básica, também chamada pesquisa pura ou pesquisa fundamental, é uma pesquisa científica focada na melhoria de teorias científicas para melhoria da predição ou compreensão de fenômenos naturais ou de outro tipo.Ela refere-se ao estudo destinado a aumentar nossa base de conhecimento científico.  Pesquisa aplicada ou investigação aplicada método científico que envolve a aplicação prática da ciência.
  • 14. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS Do ponto de Vista dos objetivos;  A principal diferença entre esses tipos de pesquisa se dá no objetivo final de cada uma delas.  Na pesquisa exploratória o objetivo é conhecer melhor um determinado tema,  Na pesquisa descritiva se busca um aprofundamento no tema.  Na pesquisa explicativa procura conectar as idéias para compreender causas e efeitos. Do ponto de vista dos procedimentos técnicos  1. Pesquisa Bibliográfica: A pesquisa bibliográfica é baseada em materiais já elaborados, em especial, livros e artigos científicos.Sua principal vantagem é permitir, ao investigador, uma ampla cobertura dos fenômenos.  2. Pesquisa Documental: A pesquisa documental difere-se da bibliográfica pela natureza das fontes. A base da pesquisa documental são os documentos. Podem ser, por exemplo, cartas, diários, ofícios, regulamentos, correspondências pessoais, etc.
  • 15. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS  3. Pesquisa Experimental: A pesquisa experimental ocorre quando há a delimitação de um objeto de estudo, a seleção das variáveis que seriam capazes de influenciá-lo e a definição das formas de controle e de observação que a variável produz no objeto. Testes em laboratórios costumam ser resultados de pesquisas experimentais, já que o pesquisador tem o controle de toda a situação. Ele pode simular situações, analisá-las, compará-las e tirar conclusões sobre elas.  4. Pesquisa Ex-Post Facto: Ex-post facto significa “a partir do fato passado”. O experimento, portanto, realiza-se depois dos fatos e visa verificar a existência de relações entre as variáveis. Em palavras mais simples, a pesquisa ex-post facto pretende entender como um fato passado impacta um grupo no presente ou irá impactar no futuro. Diferentemente da pesquisa experimental, entretanto, o pesquisador não possui controle sobre a situação visto que ela já ocorreu.
  • 16. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS  5. Estudo de Coorte: Para Antônio Carlos Gil, o estudo de coorte refere-se a um grupo de pessoas com características em comum que vão ser analisadas durante um tempo a fim de entender o que acontece entre elas. Esse grupo vai constituir, então, uma amostra, ou seja, uma parte de um todo.  6. Levantamento: O levantamento tem como principal característica o questionamento direto com pessoas relevantes para a pesquisa. Após a coleta das informações, faz-se uma análise quantitativa dos dados obtidos.
  • 17. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS  7. Estudo de Campo: Embora se assemelhe ao levantamento, o estudo de campo proporciona, ao pesquisador, uma análise mais profunda dos dados coletados. O pesquisador também realiza a maior parte da pesquisa pessoalmente, no local onde ocorre o fenômeno pesquisado. Consequentemente, é um procedimento que exige mais tempo.  8. Estudo de Caso: De acordo com Gil, a modalidade exploratória da pesquisa utiliza bastante o método de estudo de caso. Ele consiste em um estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos objetos, tendo como propósitos: * Explorar situações da vida real ainda não-definidas; * Preservar o caráter unitário do objeto estudado; * Descrever a situação do contexto em que está sendo feita a investigação; * Formular hipóteses e/ou desenvolver teorias; * Explicar as variáveis causais do fenômeno em situações complexas.
  • 18. CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS  9.Pesquisa-ação: Na pesquisa-ação, os pesquisadores se envolvem ativamente com o grupo de pessoas do problema a ser estudado e solucionado. Esse envolvimento acontece de forma cooperativa ou participativa.  10.Pesquisa-participante: A pesquisa participante é aquela em que o objeto de estudo do pesquisador (por exemplo, uma comunidade) se envolve na análise de sua própria realidade. Ela tem um caráter de participação social e busca promover uma transformação social para aquele público.
  • 19. LUZ, TREVAS E O MÉTODO CIENTIFICO (TEXTO VI)  Fornecer ao aluno conceitos teóricos de estudo de tempos e métodos .  Ao fazer uma declaração como essa os cientistas estão praticando o método de muito utilização nas ciências naturais a partir dos exemplos formados, as regras partindo das premissas particulares inferimos uma verdade geral.  O método indutivo que permite demarca a ciência de outra forma de conhecimento segundo os indutivista a ciência evolui a partir da comunicação de novos dados na prática as novas teorias acrescenta conhecimento sem alterar sua estrutura é colocado na verificação e confirmação.  O método dialético parte do pressuposto frequente referido apenas como dialética e a forma de discurso entre duas ou mais pessoas que possuem diferente pontos de vista sobre um mesmo assunto mas que pretendem estabelecer a verdade através de argumentos fundamentados e não simplesmente vencer um debate ou presidir o opositor.  A fenomenologia foi proposta pelo filósofo e matemático Edmund Husser (1859_1938) como uma forma critica de pensar a realidade não é a única existem tantas quanto suas interpretações.
  • 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS  Através desse trabalho podemos ver como devemos elaborar um trabalho acadêmico tirando como base a Metodologia da pesquisa científica, através de textos que podemos ler para compreender a matéria imposta no trabalho, e além de podermos pesquisar bastante sobre o devido assunto, para cada vez mais poder aprender mais sobre a matéria.  Os métodos nos ensina bastante coisa perante a demanda do trabalho passado.
  • 21. REFERÊNCIAS  Texto I – A importância da Disciplina Metodologia Científica (introdução) • https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/a- importancia-da-disciplina-de-metodologia-cientifica/64956  Texto II – A importância da Metodologia Científica para o ensino e aprendizagem no ensino superior • http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/17807_10482.pdf  Texto III - Luz, Trevas e Método Científico (vídeo de lançamento) • https://www.youtube.com/watch?v=xLZYsCn2Y4g  Texto IV - O método científico (O Mundo de Beakman) • https://www.dailymotion.com/video/x6jycy9  Texto V - Metodologia da Pesquisa – noções básica • http://mba.eci.ufmg.br/downloads/metodologia.pdf  Texto VI - Luz, Trevas e Método Científico – RESENHA • ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/download/371/112
  • 22. REFERÊNCIAS DE IMAGEM  Imagem I – A importância da Disciplina Metodologia Científica • https://images.app.goo.gl/aTgyXN4QdLcizQgA8  Imagem II – Luz, Trevas e Método Científico • https://images.app.goo.gl/Pca9kuUfcU4brFrL7  Imagem III – Método Dedutivo • https://pt.thpanorama.com/blog/filosofia/francis-bacon-biografa-filosofa- aportes-y-obras.html  Imagem IV – Método Científico • https://brasilescola.uol.com.br/quimica/metodo-cientifico.htm  Imagem V – Método Indutivo • https://images.app.goo.gl/QYN7YpdWRCjgPcNq7  Imagem VI – Método hipotético-dedutivo • https://images.app.goo.gl/4FNK8pgxitV21rnNA  Imagem VII – Método Dialético • https://images.app.goo.gl/LQnu5MwkoWLo8fxi6  Imagem VIII – Método fenomenológico • https://images.app.goo.gl/XTtooGModicRGAP76