SlideShare uma empresa Scribd logo
ENERGIA
Prof Carlos Priante
Energia é a capacidade de realizar trabalho.
Só se pode medir a energia quando ela esta em transição,
Conceitos
Formas de geração de energia elétrica
A Energia pode se tornar
presente sob diversas formas
Energia Radiante
ou
Luminosa
Energia Química
Energia Mecânica
•Potencial Gravitacional
•Cinética
Energia Interna
Energia Elétrica
Energia Nuclear Energia Eólica
Fontes de energia
As fontes de energia podem classificar-se em:
 Fontes de energia primárias – quando ocorrem
livremente na Natureza.
Ex.: Sol, água, vento, gás natural, petróleo bruto
 Fontes de energia secundárias – quando são obtidas
a partir de outras.
Ex.: eletricidade, gasolina, diesel.
Fontes de energia
As fontes de energia primárias podem ser:
 Fontes de energia renováveis são aquelas que se
renovam continuamente na Natureza, sendo, por isso
inesgotáveis.
 Fontes de energia não renováveis são aquelas cujas
reservas se esgotam, pois o seu processo de formação
é muito lento comparado com o ritmo de consumo que
o ser humano faz delas.
Fontes Primárias
de Energia
Petróleo
Gás Natural
Carvão mineral
Minério de Urânio
Biomassa
Sol
Vento
Hidráulica
Fontes Não Renováveis
•Milhões de ano para a formação
•Suprimento limitado
Fontes Renováveis
Recompostas em curto espaço de tempo
Fontes de energia renováveis
O Sol
Esta energia pode ser utilizada para produzir:
 Calor através de colectores solares.
 Electricidade através de painéis
fotovoltaicos.
O vento
Esta energia pode ser utilizada para
produzir electricidade através de
aerogeradores.
Fontes de energia renováveis
A biomassa
A biomossa consiste no aproveitamento da
energia acumulada nos combustíveis
tradicionais (lenha) e em algumas plantas com
elevado teor energético (milho, cana-de-
açúcar).
A Água
A energia da água pode ser aproveitada
recorrendo aos modernos recursos da ciência e
tecnologia.
Por isso constroem-se barragens hidroeléctricas
para produzir electricidade.
Fontes de energia renováveis
As marés
O aproveitamento desta energia pode ser feito
através de centrais eléctricas que funcionam
por acção da água das marés.
É necessário uma diferença de 5 metros entre
a maré alta e a maré baixa para que este
aproveitamento se torne rentável.
Os géiseres e fumarolas
O calor proveniente do interior da Terra pode ser
aproveitado.
A água de uma jazida geotérmica pode ser
recuperada sob a forma de calor e ser aproveitada
para produzir electricidade.
Fontes de energia não renováveis
Gás natural Petróleo brutoCarvão
Estas fontes de energia não renováveis são combustíveis fósseis.
Parte da electricidade que utilizamos provém destes combustíveis e
é produzida em centrais térmicas.
O calor que se liberta durante a queima destes combustíveis pode
ser utilizado para mover as turbinas das centrais e produzir
electricidade que chega às nossas casas através dos cabos de alta
tensão.
Fontes de energia não renováveis
Urânio
Também se pode produzir energia eléctrica nas centrais
nucleares.
Nestas centrais a fonte de energia é normalmente o
urânio.
Exemplos de energia
Energia potencial
gravitacional É a energia que o corpo adquire quando é elevado em
relação a um determinado nível, ou seja, a uma altura h.
Ep = m.g.h
Ep = energia potencial (J)
m = massa (kg)
h = altura (m)
g = aceleração da gravidade (m/s2
)
P.R
h
Energia potencial elástica
 É a energia que o corpo adquire quando está preso em
uma das extremidades de um elástico ou mola
deformados.
Energia cinética
 É a energia que o corpo adquire devido a sua
velocidade.
Ec = m.v2
2
Ec = energia cinética (J)
m = massa (kg)
v = velocidade (m/s)
Energia mecânica
 É a soma das energias potencial e
cinética do corpo. Dizemos que
houve conservação da energia
mecânica (o sistema é
conservativo) quando não ocorre
dissipação de energia na forma de
calor, barulho, etc.
Em = Ep + Ec
Transferências e transformações de
energia
Transformações de energia
Transformação de energia cinética em energia
potencial
Transformação de energia elétrica em energia
luminosa
Transformação de energia luminosa em energia
química
Transformação de energia química em energia
elétrica
Transformação de energia cinética em energia
elétrica
Transformação de energia química em energia
mecânica: 
é o que acontece, por exemplo, em qualquer
tipo de contração muscular, desde os batimentos
do coração até um simples piscar de olhos.
Transformação de energia química em energia
elétrica: 
ocorre, por exemplo, em certos músculos de alguns animais,
como o peixe-elétrico, ou poraquê (Eletrophorus electricus).
Esse peixe é capaz de gerar descargas elétricas superiores a
220 voltz, empregando-as tanto na própria defesa quanto na
paralisação de animais dos quais se alimenta.
Transformação de energia química em energia luminosa: 
ocorre em animais diversos, como certos peixes, crustáceos
e esponjas, bem como em bactérias, algas e fungos. Nos
peixes abissais, nas regiões profundas e escuras dos oceanos,
admite-se que a capacidade de alguns deles em emitir luz
favoreça o reconhecimento de indivíduos do sexo oposto,
além de facilitar a captura de presas e a fuga diante do
ataque de predadores.
Transformação de energia cinética ou de movimento em
energia elétrica: 
é o que ocorre nas usinas hidrelétricas: a energia cinética
(de movimento) da água em queda faz girar uma turbina
que fica acoplada a um gerador. Então o gerador
transforma a energia cinética em eletricidade.
TERMOELÉTRICAS
USINA NUCLEAR
TURBINA EÓLICA
TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA
Televisão
Elétrica= luminosa+ sonora
Ouvir música no rádio
Elétrica= sonora
Ouvir música no celular
Química (bateria)= elétrica = sonora
Locomotiva a vapor
Térmica= cinética
Metrô (elétrico)
Elétrica= cinética
(CEFET-PR) Dentre as citadas, assinale a alternativa que(CEFET-PR) Dentre as citadas, assinale a alternativa que
contenha apenas as fontes de energia renováveis maiscontenha apenas as fontes de energia renováveis mais
utilizadas no Brasil:utilizadas no Brasil:
a)a)solar, hidrelétrica e eólica.solar, hidrelétrica e eólica.
c) hidráulica, xisto e solar.c) hidráulica, xisto e solar.
d) petróleo, solar e lenha.d) petróleo, solar e lenha.
e) álcool, eólica e solar.e) álcool, eólica e solar.
Exercício 01Exercício 01
Resposta: b)Resposta: b)
b) hidráulica, lenha eb) hidráulica, lenha e
biomassa.biomassa.
A figura ao lado mostra umA figura ao lado mostra um
esquema simplificado de uma Usinaesquema simplificado de uma Usina
Hidrelétrica.Hidrelétrica.
A respeito do funcionamento deA respeito do funcionamento de
uma hidrelétrica e dos conceitos físicosuma hidrelétrica e dos conceitos físicos
envolvidos, marque a alternativaenvolvidos, marque a alternativa
CORRETA:CORRETA:
Exercício 02Exercício 02
Resposta: a)Resposta: a)
b) a barragem serve para armazenar energia cinética da águab) a barragem serve para armazenar energia cinética da água
c) na turbina do gerador ocorre a transformação de energia potencialc) na turbina do gerador ocorre a transformação de energia potencial
gravitacional da água em energia elétricagravitacional da água em energia elétrica
d) as usinas hidroelétricas não causam impactos ambientaisd) as usinas hidroelétricas não causam impactos ambientais
a) a função principal da água é fazer girar a turbina do gerador.a) a função principal da água é fazer girar a turbina do gerador.
Imagem: Sturm / domínio público.
A lei da conservação da energia mecânica diz que “a energia mecânicaA lei da conservação da energia mecânica diz que “a energia mecânica
não é criada nem destruída, ela é apenas transformada de um tipo denão é criada nem destruída, ela é apenas transformada de um tipo de
energia em outro”.energia em outro”.
Então, pode-se concluir que os tipos de transformação de energia queEntão, pode-se concluir que os tipos de transformação de energia que
ocorrem em uma usina hidrelétrica são, respectivamente:ocorrem em uma usina hidrelétrica são, respectivamente:
Exercício 03Exercício 03
Resposta: a)Resposta: a)
b) Energia Cinética → Energia Potencial Gravitacional →b) Energia Cinética → Energia Potencial Gravitacional →
Energia ElétricaEnergia Elétrica
c) Energia Cinética → Energia Elétrica → Energiac) Energia Cinética → Energia Elétrica → Energia
Potencial GravitacionalPotencial Gravitacional
d) Energia Cinética → Energia Elétricad) Energia Cinética → Energia Elétrica
a) Energia Potencial Gravitacional → Energia Cinética →a) Energia Potencial Gravitacional → Energia Cinética →
Energia ElétricaEnergia Elétrica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
João França
 
Energias
EnergiasEnergias
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Wellington Sampaio
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
Clécio Bubela
 
Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
cristbarb
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia
Raquel Alves
 
Fontes de energia.
Fontes de energia.Fontes de energia.
Fontes de energia.
Robs
 
O big bang
O big bangO big bang
O big bang
Rildo Borges
 
Energia elétrica.
Energia elétrica.Energia elétrica.
Energia elétrica.
Nicole Gouveia
 
Uma breve história das máquinas térmicas
Uma breve história das máquinas térmicasUma breve história das máquinas térmicas
Uma breve história das máquinas térmicas
Gustavo Brandão de Souza
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
Miky Mine
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Sandra Peixoto
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
Elisabete Trentin
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
Vivian Reis
 
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao RenovaveisEnergias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Miguel Santos
 
Física Quântica
Física QuânticaFísica Quântica
Física Quântica
Marcos Azevedo
 
Consumo de energia eletrica
Consumo de energia eletricaConsumo de energia eletrica
Consumo de energia eletrica
Creuza201011
 
Evolução estelar
Evolução estelarEvolução estelar
Evolução estelar
O mundo da FÍSICA
 

Mais procurados (20)

Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Aula energia
Aula energiaAula energia
Aula energia
 
Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia
 
Fontes de energia.
Fontes de energia.Fontes de energia.
Fontes de energia.
 
O big bang
O big bangO big bang
O big bang
 
Energia elétrica.
Energia elétrica.Energia elétrica.
Energia elétrica.
 
Uma breve história das máquinas térmicas
Uma breve história das máquinas térmicasUma breve história das máquinas térmicas
Uma breve história das máquinas térmicas
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
 
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao RenovaveisEnergias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
 
Física Quântica
Física QuânticaFísica Quântica
Física Quântica
 
Consumo de energia eletrica
Consumo de energia eletricaConsumo de energia eletrica
Consumo de energia eletrica
 
Evolução estelar
Evolução estelarEvolução estelar
Evolução estelar
 

Semelhante a Energia: transformação e conservação

Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Anabela600
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
Pablo Jati
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
Bruna Evelin
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
aveca
 
9oano_abcd-lo-07092020.pdf
9oano_abcd-lo-07092020.pdf9oano_abcd-lo-07092020.pdf
9oano_abcd-lo-07092020.pdf
Nivea Neves
 
preservação da biodiversidade
preservação da biodiversidadepreservação da biodiversidade
preservação da biodiversidade
AglisDelgadoCincias
 
01 energia overview
01   energia overview01   energia overview
01 energia overview
gilson
 
CIE1_V8.pptx
CIE1_V8.pptxCIE1_V8.pptx
CIE1_V8.pptx
Ires Costa
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
Sérgio Ferreira
 
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAformas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
GeizaGeovannaSoaresd
 
Trabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias PedroTrabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias Pedro
Bruna Evelin
 
A energia
A energiaA energia
A energia
tft1844
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
thiago oda
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e FrancimarTrabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
Kelly Cristina Araujo
 
Energia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no FuturoEnergia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no Futuro
Elisabete Trentin
 
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
guest65df5d
 
Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
aroudus
 

Semelhante a Energia: transformação e conservação (20)

Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
 
9oano_abcd-lo-07092020.pdf
9oano_abcd-lo-07092020.pdf9oano_abcd-lo-07092020.pdf
9oano_abcd-lo-07092020.pdf
 
preservação da biodiversidade
preservação da biodiversidadepreservação da biodiversidade
preservação da biodiversidade
 
01 energia overview
01   energia overview01   energia overview
01 energia overview
 
CIE1_V8.pptx
CIE1_V8.pptxCIE1_V8.pptx
CIE1_V8.pptx
 
EPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias LuisEPF Fontes de energias Luis
EPF Fontes de energias Luis
 
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAformas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
 
Trabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias PedroTrabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias Pedro
 
A energia
A energiaA energia
A energia
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e FrancimarTrabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
 
Energia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no FuturoEnergia no Presente e no Futuro
Energia no Presente e no Futuro
 
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
 
Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
 

Mais de Carlos Priante

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
Carlos Priante
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Carlos Priante
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
Carlos Priante
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Carlos Priante
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
Carlos Priante
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
Carlos Priante
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
Carlos Priante
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
Carlos Priante
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Carlos Priante
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
Carlos Priante
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matériaLista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
Carlos Priante
 

Mais de Carlos Priante (20)

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
 
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matériaLista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 

Energia: transformação e conservação

  • 2. Energia é a capacidade de realizar trabalho. Só se pode medir a energia quando ela esta em transição, Conceitos
  • 3.
  • 4. Formas de geração de energia elétrica
  • 5. A Energia pode se tornar presente sob diversas formas Energia Radiante ou Luminosa Energia Química Energia Mecânica •Potencial Gravitacional •Cinética Energia Interna Energia Elétrica Energia Nuclear Energia Eólica
  • 6. Fontes de energia As fontes de energia podem classificar-se em:  Fontes de energia primárias – quando ocorrem livremente na Natureza. Ex.: Sol, água, vento, gás natural, petróleo bruto  Fontes de energia secundárias – quando são obtidas a partir de outras. Ex.: eletricidade, gasolina, diesel.
  • 7. Fontes de energia As fontes de energia primárias podem ser:  Fontes de energia renováveis são aquelas que se renovam continuamente na Natureza, sendo, por isso inesgotáveis.  Fontes de energia não renováveis são aquelas cujas reservas se esgotam, pois o seu processo de formação é muito lento comparado com o ritmo de consumo que o ser humano faz delas.
  • 8. Fontes Primárias de Energia Petróleo Gás Natural Carvão mineral Minério de Urânio Biomassa Sol Vento Hidráulica Fontes Não Renováveis •Milhões de ano para a formação •Suprimento limitado Fontes Renováveis Recompostas em curto espaço de tempo
  • 9. Fontes de energia renováveis O Sol Esta energia pode ser utilizada para produzir:  Calor através de colectores solares.  Electricidade através de painéis fotovoltaicos. O vento Esta energia pode ser utilizada para produzir electricidade através de aerogeradores.
  • 10. Fontes de energia renováveis A biomassa A biomossa consiste no aproveitamento da energia acumulada nos combustíveis tradicionais (lenha) e em algumas plantas com elevado teor energético (milho, cana-de- açúcar). A Água A energia da água pode ser aproveitada recorrendo aos modernos recursos da ciência e tecnologia. Por isso constroem-se barragens hidroeléctricas para produzir electricidade.
  • 11. Fontes de energia renováveis As marés O aproveitamento desta energia pode ser feito através de centrais eléctricas que funcionam por acção da água das marés. É necessário uma diferença de 5 metros entre a maré alta e a maré baixa para que este aproveitamento se torne rentável. Os géiseres e fumarolas O calor proveniente do interior da Terra pode ser aproveitado. A água de uma jazida geotérmica pode ser recuperada sob a forma de calor e ser aproveitada para produzir electricidade.
  • 12. Fontes de energia não renováveis Gás natural Petróleo brutoCarvão Estas fontes de energia não renováveis são combustíveis fósseis. Parte da electricidade que utilizamos provém destes combustíveis e é produzida em centrais térmicas. O calor que se liberta durante a queima destes combustíveis pode ser utilizado para mover as turbinas das centrais e produzir electricidade que chega às nossas casas através dos cabos de alta tensão.
  • 13. Fontes de energia não renováveis Urânio Também se pode produzir energia eléctrica nas centrais nucleares. Nestas centrais a fonte de energia é normalmente o urânio.
  • 15. Energia potencial gravitacional É a energia que o corpo adquire quando é elevado em relação a um determinado nível, ou seja, a uma altura h. Ep = m.g.h Ep = energia potencial (J) m = massa (kg) h = altura (m) g = aceleração da gravidade (m/s2 ) P.R h
  • 16. Energia potencial elástica  É a energia que o corpo adquire quando está preso em uma das extremidades de um elástico ou mola deformados.
  • 17. Energia cinética  É a energia que o corpo adquire devido a sua velocidade. Ec = m.v2 2 Ec = energia cinética (J) m = massa (kg) v = velocidade (m/s)
  • 18. Energia mecânica  É a soma das energias potencial e cinética do corpo. Dizemos que houve conservação da energia mecânica (o sistema é conservativo) quando não ocorre dissipação de energia na forma de calor, barulho, etc. Em = Ep + Ec
  • 21. Transformação de energia cinética em energia potencial
  • 22. Transformação de energia elétrica em energia luminosa
  • 23. Transformação de energia luminosa em energia química
  • 24. Transformação de energia química em energia elétrica
  • 25. Transformação de energia cinética em energia elétrica
  • 26. Transformação de energia química em energia mecânica:  é o que acontece, por exemplo, em qualquer tipo de contração muscular, desde os batimentos do coração até um simples piscar de olhos.
  • 27. Transformação de energia química em energia elétrica:  ocorre, por exemplo, em certos músculos de alguns animais, como o peixe-elétrico, ou poraquê (Eletrophorus electricus). Esse peixe é capaz de gerar descargas elétricas superiores a 220 voltz, empregando-as tanto na própria defesa quanto na paralisação de animais dos quais se alimenta.
  • 28. Transformação de energia química em energia luminosa:  ocorre em animais diversos, como certos peixes, crustáceos e esponjas, bem como em bactérias, algas e fungos. Nos peixes abissais, nas regiões profundas e escuras dos oceanos, admite-se que a capacidade de alguns deles em emitir luz favoreça o reconhecimento de indivíduos do sexo oposto, além de facilitar a captura de presas e a fuga diante do ataque de predadores.
  • 29. Transformação de energia cinética ou de movimento em energia elétrica:  é o que ocorre nas usinas hidrelétricas: a energia cinética (de movimento) da água em queda faz girar uma turbina que fica acoplada a um gerador. Então o gerador transforma a energia cinética em eletricidade.
  • 33. TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA Televisão Elétrica= luminosa+ sonora Ouvir música no rádio Elétrica= sonora Ouvir música no celular Química (bateria)= elétrica = sonora Locomotiva a vapor Térmica= cinética Metrô (elétrico) Elétrica= cinética
  • 34.
  • 35. (CEFET-PR) Dentre as citadas, assinale a alternativa que(CEFET-PR) Dentre as citadas, assinale a alternativa que contenha apenas as fontes de energia renováveis maiscontenha apenas as fontes de energia renováveis mais utilizadas no Brasil:utilizadas no Brasil: a)a)solar, hidrelétrica e eólica.solar, hidrelétrica e eólica. c) hidráulica, xisto e solar.c) hidráulica, xisto e solar. d) petróleo, solar e lenha.d) petróleo, solar e lenha. e) álcool, eólica e solar.e) álcool, eólica e solar. Exercício 01Exercício 01 Resposta: b)Resposta: b) b) hidráulica, lenha eb) hidráulica, lenha e biomassa.biomassa.
  • 36. A figura ao lado mostra umA figura ao lado mostra um esquema simplificado de uma Usinaesquema simplificado de uma Usina Hidrelétrica.Hidrelétrica. A respeito do funcionamento deA respeito do funcionamento de uma hidrelétrica e dos conceitos físicosuma hidrelétrica e dos conceitos físicos envolvidos, marque a alternativaenvolvidos, marque a alternativa CORRETA:CORRETA: Exercício 02Exercício 02 Resposta: a)Resposta: a) b) a barragem serve para armazenar energia cinética da águab) a barragem serve para armazenar energia cinética da água c) na turbina do gerador ocorre a transformação de energia potencialc) na turbina do gerador ocorre a transformação de energia potencial gravitacional da água em energia elétricagravitacional da água em energia elétrica d) as usinas hidroelétricas não causam impactos ambientaisd) as usinas hidroelétricas não causam impactos ambientais a) a função principal da água é fazer girar a turbina do gerador.a) a função principal da água é fazer girar a turbina do gerador. Imagem: Sturm / domínio público.
  • 37. A lei da conservação da energia mecânica diz que “a energia mecânicaA lei da conservação da energia mecânica diz que “a energia mecânica não é criada nem destruída, ela é apenas transformada de um tipo denão é criada nem destruída, ela é apenas transformada de um tipo de energia em outro”.energia em outro”. Então, pode-se concluir que os tipos de transformação de energia queEntão, pode-se concluir que os tipos de transformação de energia que ocorrem em uma usina hidrelétrica são, respectivamente:ocorrem em uma usina hidrelétrica são, respectivamente: Exercício 03Exercício 03 Resposta: a)Resposta: a) b) Energia Cinética → Energia Potencial Gravitacional →b) Energia Cinética → Energia Potencial Gravitacional → Energia ElétricaEnergia Elétrica c) Energia Cinética → Energia Elétrica → Energiac) Energia Cinética → Energia Elétrica → Energia Potencial GravitacionalPotencial Gravitacional d) Energia Cinética → Energia Elétricad) Energia Cinética → Energia Elétrica a) Energia Potencial Gravitacional → Energia Cinética →a) Energia Potencial Gravitacional → Energia Cinética → Energia ElétricaEnergia Elétrica