SlideShare uma empresa Scribd logo
Biografia: Manuel José de Arriaga Escola Secundária Ibn Mucana Ano Lectivo 2009/2010 Trabalho Realizado Por: Ana Sofia Grilo, 8ºC , nº2
Nasceu na Horta (ilha do arquipélago dos Açores), a 8 de Julho de 1840 No dia  5 de Março de 1917, fora o primeiro presidente da República Portuguesa, tendo sido sucedido por Teófilo Braga. Foi também escritor, poeta e um grande orador. Estudou direito na Universidade de Coimbra de 1860 a 1865. Membro do Partido Republicano, foi eleito quatro vezes, deputado pelo círculo da Madeira (de 1882 a 1892), de cujo directório fazia parte, juntamente com Jacinto Nunes, Azevedo e Silva, Bernardino Pinheiro, Teófilo Braga e Francisco Homem Cristo.  Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
Era filho de Sebastião de Arriaga Brum da Silveira, oriundo de famílias aristocráticas e descendente de flamengos que se radicaram na Ilha do Faial no séc. XVII e de Maria Cristina Ramos Caldeira, natural de Lisboa, também descendente de nobre linhagem. Tiveram seis filhos Maria Cristina, a mais velha, viria a ser poetisa e a ela se refere Vitorino Nemésio em "Mau Tempo no Canal. Outros dois filhos do casal Arriaga vão distinguir-se também..  Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
José de Arriaga, que foi historiador ("História da Revolução Portuguesa de 1820", 4 v.,1889; "História da Revolução de Setembro", 3.v., 1892 e "Os Últimos 60 anos da Monarquia", 1911), foi viver para o Brasil, onde morreu; e Sebastião Arriaga Brum da Silveira Júnior, engenheiro agrónomo, que, depois de estudar no estrangeiro, tentou um programa inovador de recuperação do Alentejo, mas morreu com 39 anos sem acabar o seu projecto; por fim, Manuel, o quarto na linha de sucessão, mas que por morte do irmão e sendo o segundo varão deveria ser o herdeiro, optou muito cedo pela via política.  Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
Considerado um orador notável, muitos dos seus discursos deram um impulso não negligenciável à causa republicana. Não partilhava, porém, o anti-clericalismo próprio dos primeiros republicanos portugueses. A 17 de Outubro de 1905, era nomeado reitor da Universidade de Coimbra. Em 1910 mantém o mesmo cargo conjuntamente com o vice-reitor Sidónio Pais. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
Manuel José de Arriaga Brum da Silveira  e Peyrelongue Foi deputado constituinte em 1911 e eleito Presidente da República - o primeiro chefe do Estado do novo regime. Tentou reunificar o partido que, entretanto, se desmembrava em diferentes facções: esforço sem resultados.  O seu mandato foi atribulado devido a incursões monárquicas movidas por Paiva Couceiro. Após o "golpe das espadas", em 1915, Arriaga convidou o general Pimenta de Castro a formar governo, uma decisão que deu origem ao descontentamento e a uma revolta com centenas de mortos que consegue derrubar o general formando uma junta militar que repõe a ordem.
Manuel José de Arriaga Brum da Silveira  e Peyrelongue Arriaga é então substituído pelo professor Teófilo Braga. Morria em Lisboa, dois anos depois. Foi sepultado em jazigo de família no cemitério dos Prazeres e transladado para o Panteão Nacional de Santa Engrácia, cumprindo decisão votada por unanimidade pela Assembleia da República, em 16 de Setembro de 2004.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Dina Baptista
 
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
nanasimao
 
A ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordináriaA ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordinária
Luis De Sousa Rodrigues
 
Roteiro Queirosiano
Roteiro QueirosianoRoteiro Queirosiano
Roteiro Queirosiano
Nádia Garcia
 
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei JorgeFrei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
Patricia Martins
 
Nelson mandela
Nelson mandelaNelson mandela
Nelson mandela
Feliciano Novo
 
Correcção da ficha formativa1
Correcção da ficha formativa1Correcção da ficha formativa1
Correcção da ficha formativa1
Silvia Revez
 
Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?
becastanheiradepera
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
sin3stesia
 
Amadeo de Souza Cardoso vida e obra.
Amadeo de Souza Cardoso  vida e obra.Amadeo de Souza Cardoso  vida e obra.
Amadeo de Souza Cardoso vida e obra.
Ismael Bonifácio Pinto Magalhães
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
Carlos Vieira
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
José saramago capítulo vii
José saramago capítulo viiJosé saramago capítulo vii
José saramago capítulo vii
Ana Catarina Santos Carvalho
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
Margarida Moreira
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Orfeu rebelde
Orfeu rebeldeOrfeu rebelde
Orfeu rebelde
Inês Oliveira
 
Os Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e IIOs Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e II
sin3stesia
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estrutura
CostaIdalina
 
Ilse losa
Ilse losaIlse losa
Ilse losa
BBEBJB
 

Mais procurados (20)

Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
 
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
Os lusíadas - Canto I Estâncias 105 e 106
 
A ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordináriaA ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordinária
 
Roteiro Queirosiano
Roteiro QueirosianoRoteiro Queirosiano
Roteiro Queirosiano
 
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei JorgeFrei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
Frei Luis de Sousa - Manuel de Sousa Coutinho e Frei Jorge
 
Nelson mandela
Nelson mandelaNelson mandela
Nelson mandela
 
Correcção da ficha formativa1
Correcção da ficha formativa1Correcção da ficha formativa1
Correcção da ficha formativa1
 
Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
 
Amadeo de Souza Cardoso vida e obra.
Amadeo de Souza Cardoso  vida e obra.Amadeo de Souza Cardoso  vida e obra.
Amadeo de Souza Cardoso vida e obra.
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
José saramago capítulo vii
José saramago capítulo viiJosé saramago capítulo vii
José saramago capítulo vii
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Orfeu rebelde
Orfeu rebeldeOrfeu rebelde
Orfeu rebelde
 
Os Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e IIOs Maias: Cap. I e II
Os Maias: Cap. I e II
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Os Maias estrutura
Os Maias estruturaOs Maias estrutura
Os Maias estrutura
 
Ilse losa
Ilse losaIlse losa
Ilse losa
 

Destaque

Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºBBiografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
ricardocostacruz
 
Manuel de Arriaga
Manuel de ArriagaManuel de Arriaga
Manuel de Arriaga
eb23ja
 
Biografia manuel de arriaga
Biografia manuel de arriagaBiografia manuel de arriaga
Biografia manuel de arriaga
Joao Carlos
 
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
José Mesquita
 
Patricia palmelao 6ºe
Patricia palmelao 6ºePatricia palmelao 6ºe
Patricia palmelao 6ºe
eb23ja
 
Biografia de Teófilo Braga
Biografia de Teófilo BragaBiografia de Teófilo Braga
Biografia de Teófilo Braga
eb23ja
 
WTC 911
WTC 911 WTC 911
WTC 911
lounge
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Biografia Personalidades RepúBlica
Biografia Personalidades RepúBlicaBiografia Personalidades RepúBlica
Biografia Personalidades RepúBlica
ricardocostacruz
 
A Portuguesa David Santos 6 A
A Portuguesa David Santos 6 AA Portuguesa David Santos 6 A
A Portuguesa David Santos 6 A
ricardocostacruz
 
Biografia de Roberto Carlos
Biografia de Roberto CarlosBiografia de Roberto Carlos
Biografia de Roberto Carlos
Fábio Roque
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Escola Luis Freitas Branco
 
Republica ana e_mafalda
Republica ana e_mafaldaRepublica ana e_mafalda
Republica ana e_mafalda
eb23ja
 
Caricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª RepúblicaCaricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª República
Carolina Penedo
 
A 1ª república símbolos e figuras
A 1ª república   símbolos e figurasA 1ª república   símbolos e figuras
A 1ª república símbolos e figuras
Gina Rodrigues
 
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlicaDa Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
Minokitas 1
 
Biografias de personajes famosos
Biografias de personajes famososBiografias de personajes famosos
Biografias de personajes famosos
Santiago Ruiz
 
Elaborar biografia
Elaborar biografiaElaborar biografia
Elaborar biografia
amelasa
 
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
Dinarte de Abreu
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Álvaro Maurício
 

Destaque (20)

Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºBBiografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
Biografia Manuel De Arriaga Ana Rita Rita 6ºB
 
Manuel de Arriaga
Manuel de ArriagaManuel de Arriaga
Manuel de Arriaga
 
Biografia manuel de arriaga
Biografia manuel de arriagaBiografia manuel de arriaga
Biografia manuel de arriaga
 
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
Manuel de Arriaga, a República e o «Movimento das Espadas»
 
Patricia palmelao 6ºe
Patricia palmelao 6ºePatricia palmelao 6ºe
Patricia palmelao 6ºe
 
Biografia de Teófilo Braga
Biografia de Teófilo BragaBiografia de Teófilo Braga
Biografia de Teófilo Braga
 
WTC 911
WTC 911 WTC 911
WTC 911
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
 
Biografia Personalidades RepúBlica
Biografia Personalidades RepúBlicaBiografia Personalidades RepúBlica
Biografia Personalidades RepúBlica
 
A Portuguesa David Santos 6 A
A Portuguesa David Santos 6 AA Portuguesa David Santos 6 A
A Portuguesa David Santos 6 A
 
Biografia de Roberto Carlos
Biografia de Roberto CarlosBiografia de Roberto Carlos
Biografia de Roberto Carlos
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
 
Republica ana e_mafalda
Republica ana e_mafaldaRepublica ana e_mafalda
Republica ana e_mafalda
 
Caricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª RepúblicaCaricaturas da 1ª República
Caricaturas da 1ª República
 
A 1ª república símbolos e figuras
A 1ª república   símbolos e figurasA 1ª república   símbolos e figuras
A 1ª república símbolos e figuras
 
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlicaDa Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica
 
Biografias de personajes famosos
Biografias de personajes famososBiografias de personajes famosos
Biografias de personajes famosos
 
Elaborar biografia
Elaborar biografiaElaborar biografia
Elaborar biografia
 
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
Apresentação Powerpoint- Biografia "Van Gogh"
 
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.Reis portugal   1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
Reis portugal 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dinastias.
 

Semelhante a Manuel de arriaga

Presidentes da republica portuguesa
Presidentes da republica portuguesaPresidentes da republica portuguesa
Presidentes da republica portuguesa
eb23ja
 
A República está na rua
A República está na ruaA República está na rua
A República está na rua
bibliomag
 
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd impCópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
bibliomag
 
Centenário da republica
Centenário da republicaCentenário da republica
Centenário da republica
Lucilia Fonseca
 
Presidentes da República
Presidentes da RepúblicaPresidentes da República
Presidentes da República
alimentacao
 
Trabalhos Alunos Grupo A
Trabalhos Alunos Grupo ATrabalhos Alunos Grupo A
Trabalhos Alunos Grupo A
mariasrt4
 
Poetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores RepublicanosPoetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores Republicanos
Michele Pó
 
Trabalho antónio josé de alme
Trabalho antónio josé de almeTrabalho antónio josé de alme
Trabalho antónio josé de alme
20014
 
presidentes da republica
presidentes da republicapresidentes da republica
presidentes da republica
eb23cv
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Canto E Castro
Canto E CastroCanto E Castro
Canto E Castro
Ana Barreiros
 
Roteiros TâNia
Roteiros   TâNiaRoteiros   TâNia
Membros da Revolução do 5 de Outubro
Membros da Revolução do 5 de OutubroMembros da Revolução do 5 de Outubro
Membros da Revolução do 5 de Outubro
anapaulaoliveira
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iiRoteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Presidentes da república
Presidentes da repúblicaPresidentes da república
Presidentes da república
eb23ja
 
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
Umberto Neves
 
Notícias da historia 5 de outubro
Notícias da historia 5 de outubro Notícias da historia 5 de outubro
Notícias da historia 5 de outubro
rutegalvaoloureiro
 
António José de Almeida
António José de AlmeidaAntónio José de Almeida
António José de Almeida
Ana Barreiros
 

Semelhante a Manuel de arriaga (20)

Presidentes da republica portuguesa
Presidentes da republica portuguesaPresidentes da republica portuguesa
Presidentes da republica portuguesa
 
A República está na rua
A República está na ruaA República está na rua
A República está na rua
 
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd impCópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
Cópia (2) de centenario da republicao versao para dvd imp
 
Centenário da republica
Centenário da republicaCentenário da republica
Centenário da republica
 
Presidentes da República
Presidentes da RepúblicaPresidentes da República
Presidentes da República
 
Trabalhos Alunos Grupo A
Trabalhos Alunos Grupo ATrabalhos Alunos Grupo A
Trabalhos Alunos Grupo A
 
Poetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores RepublicanosPoetas e Escritores Republicanos
Poetas e Escritores Republicanos
 
Trabalho antónio josé de alme
Trabalho antónio josé de almeTrabalho antónio josé de alme
Trabalho antónio josé de alme
 
presidentes da republica
presidentes da republicapresidentes da republica
presidentes da republica
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
Canto E Castro
Canto E CastroCanto E Castro
Canto E Castro
 
Roteiros TâNia
Roteiros   TâNiaRoteiros   TâNia
Roteiros TâNia
 
Membros da Revolução do 5 de Outubro
Membros da Revolução do 5 de OutubroMembros da Revolução do 5 de Outubro
Membros da Revolução do 5 de Outubro
 
Iconografia Da RepúBlica Hugo
Iconografia Da RepúBlica   HugoIconografia Da RepúBlica   Hugo
Iconografia Da RepúBlica Hugo
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iiRoteiros republicanos do concelho de oeiras ii
Roteiros republicanos do concelho de oeiras ii
 
Presidentes da república
Presidentes da repúblicaPresidentes da república
Presidentes da república
 
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
Destaques Enciclopédia 17-05-2015 a 23-05-2015
 
Notícias da historia 5 de outubro
Notícias da historia 5 de outubro Notícias da historia 5 de outubro
Notícias da historia 5 de outubro
 
António José de Almeida
António José de AlmeidaAntónio José de Almeida
António José de Almeida
 

Mais de Ana Barreiros

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
Ana Barreiros
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
Ana Barreiros
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
Ana Barreiros
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
Ana Barreiros
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
Ana Barreiros
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
Ana Barreiros
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
Ana Barreiros
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
Ana Barreiros
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Ana Barreiros
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
Ana Barreiros
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
Ana Barreiros
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ana Barreiros
 

Mais de Ana Barreiros (20)

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 

Manuel de arriaga

  • 1. Biografia: Manuel José de Arriaga Escola Secundária Ibn Mucana Ano Lectivo 2009/2010 Trabalho Realizado Por: Ana Sofia Grilo, 8ºC , nº2
  • 2. Nasceu na Horta (ilha do arquipélago dos Açores), a 8 de Julho de 1840 No dia  5 de Março de 1917, fora o primeiro presidente da República Portuguesa, tendo sido sucedido por Teófilo Braga. Foi também escritor, poeta e um grande orador. Estudou direito na Universidade de Coimbra de 1860 a 1865. Membro do Partido Republicano, foi eleito quatro vezes, deputado pelo círculo da Madeira (de 1882 a 1892), de cujo directório fazia parte, juntamente com Jacinto Nunes, Azevedo e Silva, Bernardino Pinheiro, Teófilo Braga e Francisco Homem Cristo. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
  • 3. Era filho de Sebastião de Arriaga Brum da Silveira, oriundo de famílias aristocráticas e descendente de flamengos que se radicaram na Ilha do Faial no séc. XVII e de Maria Cristina Ramos Caldeira, natural de Lisboa, também descendente de nobre linhagem. Tiveram seis filhos Maria Cristina, a mais velha, viria a ser poetisa e a ela se refere Vitorino Nemésio em "Mau Tempo no Canal. Outros dois filhos do casal Arriaga vão distinguir-se também..  Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
  • 4. José de Arriaga, que foi historiador ("História da Revolução Portuguesa de 1820", 4 v.,1889; "História da Revolução de Setembro", 3.v., 1892 e "Os Últimos 60 anos da Monarquia", 1911), foi viver para o Brasil, onde morreu; e Sebastião Arriaga Brum da Silveira Júnior, engenheiro agrónomo, que, depois de estudar no estrangeiro, tentou um programa inovador de recuperação do Alentejo, mas morreu com 39 anos sem acabar o seu projecto; por fim, Manuel, o quarto na linha de sucessão, mas que por morte do irmão e sendo o segundo varão deveria ser o herdeiro, optou muito cedo pela via política. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
  • 5. Considerado um orador notável, muitos dos seus discursos deram um impulso não negligenciável à causa republicana. Não partilhava, porém, o anti-clericalismo próprio dos primeiros republicanos portugueses. A 17 de Outubro de 1905, era nomeado reitor da Universidade de Coimbra. Em 1910 mantém o mesmo cargo conjuntamente com o vice-reitor Sidónio Pais. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue
  • 6. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue Foi deputado constituinte em 1911 e eleito Presidente da República - o primeiro chefe do Estado do novo regime. Tentou reunificar o partido que, entretanto, se desmembrava em diferentes facções: esforço sem resultados. O seu mandato foi atribulado devido a incursões monárquicas movidas por Paiva Couceiro. Após o "golpe das espadas", em 1915, Arriaga convidou o general Pimenta de Castro a formar governo, uma decisão que deu origem ao descontentamento e a uma revolta com centenas de mortos que consegue derrubar o general formando uma junta militar que repõe a ordem.
  • 7. Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue Arriaga é então substituído pelo professor Teófilo Braga. Morria em Lisboa, dois anos depois. Foi sepultado em jazigo de família no cemitério dos Prazeres e transladado para o Panteão Nacional de Santa Engrácia, cumprindo decisão votada por unanimidade pela Assembleia da República, em 16 de Setembro de 2004.
  • 8. FIM