SlideShare uma empresa Scribd logo
Salazar e o Estado Novo
COMO SALAZAR SE TORNOU CHEFE DO
GOVERNO...
1928
Óscar Carmona foi
eleito presidente da
República e convi-
dou Salazar para mi-
nistro das Finanças.
1932
O êxito de Salazar
foi tão grande que
foi nomeado presi-
dente do Conselho
de Ministros.
1933
Salazar fez aprovar
uma nova Constituição.
Com a sua aprovação,
Salazar concentrou du-
rante muito tempo
(1932/1968), um
grande poder nas suas mãos:
reduziu as funções do Presidente
e da Assembleia Nacional;
reduziu as liberdades individuais
(de reunião, greve, imprensa...)
SALAZAR FOI CHEFE ÚNICO DA
NAÇÃO
SALAZAR GOVERNOU EM
DITADURA
A POLÍTICA DE OBRAS PÚBLICAS...
Durante o Estado Novo construíram-se:
pontes e estradas;
metropolitano em Lisboa;
aeroportos;
barragens;
grandes edifícios públicos;
hospitais
escolas.
A EMIGRAÇÃO...
O desemprego e as más condições de
vida levaram muitos portugueses, so-
bretudo das regiões rurais a emigra-
rem sobretudo para a França e para a
Alemanha.
A REPRESSÃO...
Salazar:
proibiu a existência de partidos
políticos;
criou a União Nacional;
proibiu o direito à greve;
criou a comissão de censura;
criou uma polícia política;
criou a Mocidade Portuguesa;
criou a Legião Portuguesa.
A REPRESSÃO...
A MOCIDADE PORTUGUESA
E A EDUCAÇÃO DA JUVENTUDE
Greve dos trabalhadores
com carga da polícia.
Álvaro Cunhal, um dos
maiores opositores do
regime de Salazar.
Greve de estudantes
PIDE
Revolta do navio Sta. Maria
Legião Portuguesa
Soeiro Pereira Gomes
Prisão do Tarrafal
A OPOSIÇÃO AO REGIME
Francisco Sá CarneiroMUD – Movimento de Unidade Democrática
A CANDIDATURA DE HUMBERTO
DELGADO...
Em 1958, o general Humberto Delgado
candidatou-se às eleições presidenci-
ais com o apoio de toda a oposição.
Apesar de ter obtido a vitória, Américo
Tomás, candidato do Estado Novo, foi
declarado vencedor.
Humberto Delgado acabou por ser as-
sassinado pela PIDE.
A GUERRA COLONIAL...
Salazar recusou-se sempre a
dar a independência às colóni-
as portuguesas.
Tal opção provocou a revolta
das populações africanas e a
hostilidade da União Indiana
O primeiro conflito surgiu em 1961,
quando Goa, Damão e Diu foram o-
cupadas pelo exército da União In-
diana.
Seguiram-se, em África, Angola,Gui-
né e Moçambique.
A guerra colonial durou 13 anos...
IMAGENS DA GUERRA
O GOVERNO DE MARCELO CAETANO...
Em 1968, Salazar adoeceu gravemente. Marcelo Caetano
sucedeu-lhe como presidente do Conselho de Ministros.
Deu continuidade ao Salazarismo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
7 de Setembro
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Rainha Maga
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
blog-eic
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
Tocestudar
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
becastanheiradepera
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
Carlos Vieira
 
A primeira república portuguesa
A primeira república portuguesaA primeira república portuguesa
A primeira república portuguesa
cattonia
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Susana Simões
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974
diuguitofelgas
 
Estado Novo 1
Estado Novo 1Estado Novo 1
Estado Novo 1
Susana Simões
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
A queda da monarquia e a 1ª república
A queda da monarquia e a 1ª repúblicaA queda da monarquia e a 1ª república
A queda da monarquia e a 1ª república
Becre Celorico de Basto
 
52 portugal do autoritarismo à democracia
52   portugal do autoritarismo à democracia52   portugal do autoritarismo à democracia
52 portugal do autoritarismo à democracia
Carla Freitas
 
New deal
New dealNew deal
New deal
Susana Simões
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
Carlos Vieira
 
A Era Estalinista
A Era EstalinistaA Era Estalinista
A Era Estalinista
Rainha Maga
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
aprendizes
 

Mais procurados (20)

Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
 
A primeira república portuguesa
A primeira república portuguesaA primeira república portuguesa
A primeira república portuguesa
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974
 
Estado Novo 1
Estado Novo 1Estado Novo 1
Estado Novo 1
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
A queda da monarquia e a 1ª república
A queda da monarquia e a 1ª repúblicaA queda da monarquia e a 1ª república
A queda da monarquia e a 1ª república
 
52 portugal do autoritarismo à democracia
52   portugal do autoritarismo à democracia52   portugal do autoritarismo à democracia
52 portugal do autoritarismo à democracia
 
New deal
New dealNew deal
New deal
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
 
A Era Estalinista
A Era EstalinistaA Era Estalinista
A Era Estalinista
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 

Destaque

5 de outubro
5 de outubro 5 de outubro
5 de outubro
Ana Barreiros
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Inês e Beatriz
 
Fim da monarquia e implantação da república
Fim da monarquia e implantação da repúblicaFim da monarquia e implantação da república
Fim da monarquia e implantação da república
vanessasequeira
 
Da queda da Monarquia à implantação da República
Da queda da Monarquia à implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à implantação da República
Da queda da Monarquia à implantação da República
guesta40f44
 
A revolução repúblicana
A revolução repúblicanaA revolução repúblicana
A revolução repúblicana
eb23ja
 
ImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlicaImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlica
Margarida Moreira
 
A RevoluçãO Republicana Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
A RevoluçãO Republicana   Os Acontecimentos De 4 E 5 De OutubroA RevoluçãO Republicana   Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
A RevoluçãO Republicana Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
Gina Rodrigues
 
Portugal: da 1º republica a ditadura militar
Portugal: da 1º republica a ditadura militarPortugal: da 1º republica a ditadura militar
Portugal: da 1º republica a ditadura militar
Joao Bernardo Santos
 
Power Point De HistóRia
Power Point De HistóRiaPower Point De HistóRia
Power Point De HistóRia
guestde15028
 
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
jdlimaaear
 
História 9ºano
História 9ºanoHistória 9ºano
História 9ºano
Fabiana Severiano
 
A Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma CatólicaA Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma Católica
profhistoria
 
O mundo industrializado no
O mundo industrializado noO mundo industrializado no
O mundo industrializado no
maria40
 
A expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequênciasA expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequências
Carla Teixeira
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
cidalialuis
 
Especiarias
EspeciariasEspeciarias
Especiarias
fernandaataide55
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
maria40
 
Revisao 9 D Sb
Revisao 9 D SbRevisao 9 D Sb
Revisao 9 D Sb
Sérgio Bernardo
 
As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]
António Luís Catarino
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
Carlos Vieira
 

Destaque (20)

5 de outubro
5 de outubro 5 de outubro
5 de outubro
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 
Fim da monarquia e implantação da república
Fim da monarquia e implantação da repúblicaFim da monarquia e implantação da república
Fim da monarquia e implantação da república
 
Da queda da Monarquia à implantação da República
Da queda da Monarquia à implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à implantação da República
Da queda da Monarquia à implantação da República
 
A revolução repúblicana
A revolução repúblicanaA revolução repúblicana
A revolução repúblicana
 
ImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlicaImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlica
 
A RevoluçãO Republicana Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
A RevoluçãO Republicana   Os Acontecimentos De 4 E 5 De OutubroA RevoluçãO Republicana   Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
A RevoluçãO Republicana Os Acontecimentos De 4 E 5 De Outubro
 
Portugal: da 1º republica a ditadura militar
Portugal: da 1º republica a ditadura militarPortugal: da 1º republica a ditadura militar
Portugal: da 1º republica a ditadura militar
 
Power Point De HistóRia
Power Point De HistóRiaPower Point De HistóRia
Power Point De HistóRia
 
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
A RevoluçãO De 5 De Outubro De 1910
 
História 9ºano
História 9ºanoHistória 9ºano
História 9ºano
 
A Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma CatólicaA Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma Católica
 
O mundo industrializado no
O mundo industrializado noO mundo industrializado no
O mundo industrializado no
 
A expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequênciasA expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequências
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Especiarias
EspeciariasEspeciarias
Especiarias
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
 
Revisao 9 D Sb
Revisao 9 D SbRevisao 9 D Sb
Revisao 9 D Sb
 
As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
 

Semelhante a Salazar e o Estado Novo

Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
sylvialuzo
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
Pelo Siro
 
1007
10071007
1007
Pelo Siro
 
Portugal:Do autoritarismo à democracia
Portugal:Do autoritarismo à democraciaPortugal:Do autoritarismo à democracia
Portugal:Do autoritarismo à democracia
João Costa
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
cruchinho
 
14 estadonovo
14 estadonovo14 estadonovo
14 estadonovo
R C
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Armin Caldas
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
bandeirolas
 
O Estado novo
O Estado novoO Estado novo
O Estado novo
carol slides
 
O ESTADO NOVO.docx
O ESTADO NOVO.docxO ESTADO NOVO.docx
O ESTADO NOVO.docx
Belmiramolar
 
Salazar
SalazarSalazar
1159
11591159
1159
Pelo Siro
 
Estado - Novo
Estado - NovoEstado - Novo
Estado - Novo
guestce5692b
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
tiagomartinho95
 
Do autoritarismo à democracia
Do autoritarismo à democraciaDo autoritarismo à democracia
Do autoritarismo à democracia
Arlindo Rodrigues Vieira
 

Semelhante a Salazar e o Estado Novo (20)

Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
 
1007
10071007
1007
 
Portugal:Do autoritarismo à democracia
Portugal:Do autoritarismo à democraciaPortugal:Do autoritarismo à democracia
Portugal:Do autoritarismo à democracia
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
14 estadonovo
14 estadonovo14 estadonovo
14 estadonovo
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
 
O Estado novo
O Estado novoO Estado novo
O Estado novo
 
O ESTADO NOVO.docx
O ESTADO NOVO.docxO ESTADO NOVO.docx
O ESTADO NOVO.docx
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar
 
1159
11591159
1159
 
Estado - Novo
Estado - NovoEstado - Novo
Estado - Novo
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Do autoritarismo à democracia
Do autoritarismo à democraciaDo autoritarismo à democracia
Do autoritarismo à democracia
 

Mais de cruchinho

Amar... no meu tempo
Amar... no meu tempoAmar... no meu tempo
Amar... no meu tempo
cruchinho
 
Para mim...janeiro
Para mim...janeiroPara mim...janeiro
Para mim...janeiro
cruchinho
 
Quitapenas
QuitapenasQuitapenas
Quitapenas
cruchinho
 
Dia do pai
Dia do paiDia do pai
Dia do pai
cruchinho
 
O regresso
O regressoO regresso
O regresso
cruchinho
 
A rainha das cores
A rainha das coresA rainha das cores
A rainha das cores
cruchinho
 
Civilizações e povos
Civilizações e povosCivilizações e povos
Civilizações e povos
cruchinho
 
O livro dos porquinhos - Anthony Browne
O livro dos porquinhos - Anthony BrowneO livro dos porquinhos - Anthony Browne
O livro dos porquinhos - Anthony Browne
cruchinho
 
A princesa espertalhona - Babette Cole
A princesa espertalhona - Babette ColeA princesa espertalhona - Babette Cole
A princesa espertalhona - Babette Cole
cruchinho
 
Coisas de mãe - sílvia alves
Coisas de mãe - sílvia alvesCoisas de mãe - sílvia alves
Coisas de mãe - sílvia alves
cruchinho
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
cruchinho
 
Espelho da saúde oral
Espelho da saúde oralEspelho da saúde oral
Espelho da saúde oral
cruchinho
 
O menino de vento
O menino de ventoO menino de vento
O menino de vento
cruchinho
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
cruchinho
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
cruchinho
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
cruchinho
 
Bilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namoradosBilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namorados
cruchinho
 
João Manuel Ribeiro
João Manuel RibeiroJoão Manuel Ribeiro
João Manuel Ribeiro
cruchinho
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
cruchinho
 
Pelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... trapsPelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... traps
cruchinho
 

Mais de cruchinho (20)

Amar... no meu tempo
Amar... no meu tempoAmar... no meu tempo
Amar... no meu tempo
 
Para mim...janeiro
Para mim...janeiroPara mim...janeiro
Para mim...janeiro
 
Quitapenas
QuitapenasQuitapenas
Quitapenas
 
Dia do pai
Dia do paiDia do pai
Dia do pai
 
O regresso
O regressoO regresso
O regresso
 
A rainha das cores
A rainha das coresA rainha das cores
A rainha das cores
 
Civilizações e povos
Civilizações e povosCivilizações e povos
Civilizações e povos
 
O livro dos porquinhos - Anthony Browne
O livro dos porquinhos - Anthony BrowneO livro dos porquinhos - Anthony Browne
O livro dos porquinhos - Anthony Browne
 
A princesa espertalhona - Babette Cole
A princesa espertalhona - Babette ColeA princesa espertalhona - Babette Cole
A princesa espertalhona - Babette Cole
 
Coisas de mãe - sílvia alves
Coisas de mãe - sílvia alvesCoisas de mãe - sílvia alves
Coisas de mãe - sílvia alves
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
 
Espelho da saúde oral
Espelho da saúde oralEspelho da saúde oral
Espelho da saúde oral
 
O menino de vento
O menino de ventoO menino de vento
O menino de vento
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História local-Sta. Comba Dão
 
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba DãoPAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
PAA HGP AESCD 2016.2017-História Local-Sta. Comba Dão
 
Bilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namoradosBilhetinhos de namorados
Bilhetinhos de namorados
 
João Manuel Ribeiro
João Manuel RibeiroJoão Manuel Ribeiro
João Manuel Ribeiro
 
Amores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. InêsAmores de D. Pedro e D. Inês
Amores de D. Pedro e D. Inês
 
Pelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... trapsPelo nosso planeta... traps
Pelo nosso planeta... traps
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 

Salazar e o Estado Novo

  • 1. Salazar e o Estado Novo
  • 2. COMO SALAZAR SE TORNOU CHEFE DO GOVERNO... 1928 Óscar Carmona foi eleito presidente da República e convi- dou Salazar para mi- nistro das Finanças. 1932 O êxito de Salazar foi tão grande que foi nomeado presi- dente do Conselho de Ministros. 1933 Salazar fez aprovar uma nova Constituição. Com a sua aprovação, Salazar concentrou du- rante muito tempo (1932/1968), um grande poder nas suas mãos: reduziu as funções do Presidente e da Assembleia Nacional; reduziu as liberdades individuais (de reunião, greve, imprensa...) SALAZAR FOI CHEFE ÚNICO DA NAÇÃO SALAZAR GOVERNOU EM DITADURA
  • 3. A POLÍTICA DE OBRAS PÚBLICAS... Durante o Estado Novo construíram-se: pontes e estradas; metropolitano em Lisboa; aeroportos; barragens; grandes edifícios públicos; hospitais escolas.
  • 4. A EMIGRAÇÃO... O desemprego e as más condições de vida levaram muitos portugueses, so- bretudo das regiões rurais a emigra- rem sobretudo para a França e para a Alemanha. A REPRESSÃO... Salazar: proibiu a existência de partidos políticos; criou a União Nacional; proibiu o direito à greve; criou a comissão de censura; criou uma polícia política; criou a Mocidade Portuguesa; criou a Legião Portuguesa.
  • 5. A REPRESSÃO... A MOCIDADE PORTUGUESA E A EDUCAÇÃO DA JUVENTUDE
  • 6. Greve dos trabalhadores com carga da polícia. Álvaro Cunhal, um dos maiores opositores do regime de Salazar. Greve de estudantes PIDE Revolta do navio Sta. Maria Legião Portuguesa Soeiro Pereira Gomes Prisão do Tarrafal
  • 8. Francisco Sá CarneiroMUD – Movimento de Unidade Democrática
  • 9. A CANDIDATURA DE HUMBERTO DELGADO... Em 1958, o general Humberto Delgado candidatou-se às eleições presidenci- ais com o apoio de toda a oposição. Apesar de ter obtido a vitória, Américo Tomás, candidato do Estado Novo, foi declarado vencedor. Humberto Delgado acabou por ser as- sassinado pela PIDE.
  • 10. A GUERRA COLONIAL... Salazar recusou-se sempre a dar a independência às colóni- as portuguesas. Tal opção provocou a revolta das populações africanas e a hostilidade da União Indiana O primeiro conflito surgiu em 1961, quando Goa, Damão e Diu foram o- cupadas pelo exército da União In- diana. Seguiram-se, em África, Angola,Gui- né e Moçambique. A guerra colonial durou 13 anos...
  • 12. O GOVERNO DE MARCELO CAETANO... Em 1968, Salazar adoeceu gravemente. Marcelo Caetano sucedeu-lhe como presidente do Conselho de Ministros. Deu continuidade ao Salazarismo.