SlideShare uma empresa Scribd logo
LIÇÃO 3
Erberson R. Pinheiro dos Santos
A MARAVILHOSA E INEFÁVEL
GRAÇA DE DEUS
www.ebdemfoco.com
“Porque tudo isso é por amor de vós,
para que a graça, multiplicada por meio
de muitos, faça abundar a ação de graças,
para glória de Deus”
(2 Co 4.15).
TEXTO ÁUREO
A graça é o ato misericordioso de
Deus pelo qual Ele oferece
salvação e vida eterna a todos os
pecadores.
VERDADE APLICADA
3 — Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou
com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo,
4 — Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que
fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade,
5 — E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo,
segundo o beneplácito de sua vontade,
6 — Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no
Amado.
TEXTOS DE REFERÊNCIA
Efésios 1.3-6
INTRODUÇÃO
www.ebdemfoco.com
INTRODUÇÃO
Não há como negar que todos nós
somos pecadores
Nossa natureza é corrupta e nossos
pensamentos e ações, cheios de engano
Porém, louvaremos a Deus
E, sim, por Sua graça (Ef 2.8-9)Porque Ele não nos
salva por nossas obras
1
COMPREENDENDO A
GRAÇA DE DEUS
www.ebdemfoco.com
COMPREENDENDO A GRAÇA DE DEUS
A graça se refere à bondade de Deus aos homens e demais criaturas.
Aquele que antes habitava em um
mundo de trevas e totalmente
inimigo ao projeto divino
Passa da condição de perdido a filho de
Deus
Através dela
1.1 Uma definição bíblica a
respeito da graça.
1.1 Uma definição bíblica a respeito da graça.
A graça é um favor que não merecemos. A palavra grega utilizada
para graça é “charis”, e era empregada em diferentes aspectos
Era usada para aquilo que causara atração, tal
como a graça na aparência ou na fala
Era usada quanto à consideração favorável
sentida em relação a uma pessoa
Era usada para significar gratidão
Era usada quanto a um favor
Era usada adverbialmente em frases como:
“por amor a alguma coisa”
Mas, a graça só assumiu seu
significado pleno com a vinda
de Cristo
Quando recebida pelo cristão, ela governa sua vida espiritual
compondo favor sobre favor. Ela capacita, fortalece e controla todas
as fases da vida (2 Co 8.6-7; Ef 4.29; 2 Ts 2.16; 2Tm 2.1).
O Seu sacrifício é a graça propriamente dita
(2 Co 8.9)
1.1 Uma definição bíblica a respeito da graça.
1.2 A graça inexplicável.
O estado natural do pecador
não o faz merecedor de nada
Se Deus nada fizesse pela humanidade, Ele não
estaria sendo mau, nem tampouco injusto.
Todavia, a Bíblia nos ensina que Deus opera
com Sua graça mesmo entre os injustos
(Mt 5.45)
1.2 A graça inexplicável.
A não ser do juízo
Teologicamente, a ação de Deus
em abençoar também as pessoas
não regeneradas é identificada
como “graça comum”
Não há como explicar tal bondade manifesta,
deve-se apenas crer e desfrutá-la
1.2 A graça inexplicável.
CRER DESFRUTÁ-LA
1.2 A graça inexplicável.
Na vida do cristão, a graça provê diversos
benefícios, como
Justificação (Rm 3.24)
Capacidade de realizar a obra de Deus
(Cl 1.29)
Dignidades e uma nova posição (1Pe 2.5, 9)
Uma eterna herança (Ef 1.3, 14)
1.3 A graça comparada à Lei.
A Lei foi a revelação de Deus
para Israel
1.3 A graça comparada à Lei.
Acerca de como manter o
relacionamento com Deus
Esta lei que Deus impôs mostrou
A santidade
do Senhor
A imperfeição do
Seu povo
E a necessidade de um Salvador
SALVAÇÃO
1.3 A graça comparada à Lei.
Assim se expressou Agostinho: “A lei foi concedida
por Deus para que busquemos a graça, e a graça nos
é oferecida para que possamos cumprir a lei”.
SALVAÇÃO
A Lei Nos conduziu a Cristo, para crermos nEle
(Gl 3.23-24)
1.3 A graça comparada à Lei.
“Porque o fim da lei é Cristo para
justiça de todo aquele que crê”
(Rm 10.4).
Como escreveu o apóstolo Paulo
O mesmo Deus que nos pede algo, também nos capacita a
realizá-lo (2 Co 3.5).
2
O MOVER DA GRAÇA NA
VIDA CRISTÃ
www.ebdemfoco.com
O MOVER DA GRAÇA NA VIDA CRISTÃ
GRAÇA DIVINA
Em Tito 2.11-12, encontramos que a
graça de Deus se manifesta para
trazer salvação e para nos ensinar a
viver neste mundo
Assim, a graça divina nos acompanha ao
longo de toda a caminhada cristã
2.1 A graça nos ensina.
Assim, carecemos desta graça para salvação e para
vivermos neste mundo enquanto aguardamos a
volta de Jesus Cristo.
2.1 A graça nos ensina.
Notar a ação da graça de Deus entre duas
manifestações divinas
“Se há
manifestado”
(Tt 2.11)
“Aguardando...o
aparecimento” – a
manifestação (Tt 2.13)
Após o novo nascimento
Bem-aventurados todos os que, tendo iniciado a nova vida em Cristo, tornam-se
matriculados na “Escola da Graça”, como designou o escritor inglês Canon Hay
Aitken, em 1880.
2.1 A graça nos ensina.
A graça salvadora torna-se a graça de um
Mestre, pois nos instrui
2.2 A graça nos fortalece.
2.2 A graça nos fortalece.
“Tu, pois, meu filho fortifica-te na graça
que há em Cristo Jesus” (2 Tm 2.1).
No segundo livro de Timóteo, capítulo um, o apóstolo Paulo faz menção à prisão,
padecimento e deserção de cristãos na Ásia. Eram dias difíceis e trabalhosos. Neste
contexto, Paulo escreve a Timóteo
O mesmo favor gratuito de Deus
que se manifestou para salvação
2.2 A graça nos fortalece.
Não se trata de sermos fortes em nós mesmos
Mas por meio da graça que está em Cristo Jesus Também intervém para fortalecer-
nos e, assim, podermos prosseguir
SALVAÇÃO
DEUS
2.3 A graça nos capacita para o
serviço.
2.3 A graça nos capacita para o serviço.
A graça de Deus atua nos diversos aspectos da
vida cristã
Salvação Ensino
Fortalecimento
SALVAÇÃO
É importante refletir em
Hebreus 12.28
“ [...] retenhamos a graça,
pela qual sirvamos a Deus
agradavelmente, com
reverência e piedade”
(Hb 12.28).
Serviço
DEUS
2.3 A graça nos capacita para o serviço.
O início do versículo 28 relata
que estamos herdando um
Reino inabalável
“Por isso, tendo recebido
um reino que não pode
ser abalado [...]”
(Hb 12.28).
Portanto, se fomos alcançados por tão
grande dádiva divina, temos mais
responsabilidades ainda de
Retermos, perseverarmos e
sermos ativos participantes
servindo ao Senhor
3
A GRAÇA DIVINA E
DOUTRINAS ESTRANHAS
www.ebdemfoco.com
A GRAÇA DIVINA E DOUTRINAS ESTRANHAS
Há um alerta bíblico para que não nos deixemos ser levados “por doutrinas várias e
estranhas” (Hb 13.9), para tanto se faz necessário que busquemos o fortalecimento
espiritual por meio da graça de Deus. Ao longo da história da Igreja, várias doutrinas
sem fundamentação bíblica, ou baseadas em distorções do texto bíblico, têm surgido.
Fortalecimento
“Não vos deixeis levar em redor por
doutrinas várias e estranhas, porque
bom é que o coração se fortifique com
graça, e não com alimentos que de nada
aproveitaram aos que a eles se
entregaram” (Hb 13.9).
3.1 Antinomismo.
3.1 Antinomismo.
Antinomo Do Grego “contra” (anti) a “lei”
(nomos)
Antinomismo = Contra a lei
Trata-se de uma antiga heresia que distorce a doutrina bíblica da graça e
dissemina a ideia de que todos os que foram alcançados pela graça de Deus
estão livres para viver sem regras ou princípios morais
3.1 Antinomismo.
Antinomismo
Só existe uma regra:
3.1 Antinomismo.
O apóstolo Paulo refuta esse pensamento em
Romanos 6
E a pessoa está morta para o pecado
(Rm 6.2)
Ao contrário, quando a graça
domina, ela proporciona vida
em Cristo Jesus (Rm 5.1)
“Tendo sido, pois, justificados
pela fé, temos paz com Deus,
por nosso Senhor Jesus
Cristo” (Rm 5.1).
“De modo nenhum. Nós, que
estamos mortos para o pecado, como
viveremos ainda nele?” (Rm 6.2).
A manifestação da
graça salvadora não
é “passaporte” para
continuar vivendo
em pecado.
3.2 Legalismo.
3.2 Legalismo.
É o oposto do antinomismo, é outro extremo
Legalismo = Tudo pela lei
Enfatiza a lei
Em detrimento da graça (Gl 2.16)
3.2 Legalismo.
Como se fosse
necessário
“completar” o
processo de salvação
Não como resultado da
ação da graça de Deus na
vida humana, mas como
requisito para alcançar
mérito diante de Deus
LEGALISMO
Considera e concentra
toda a atenção no
comportamento humano
Lembremo-nos de Cornélio, que
era piedoso, temente a Deus,
fazia esmolas, orava a Deus,
jejuava (At 10.1-2, 30), porém
não era salvo (At 11.14)
3.2 Legalismo.
O texto sagrado afirma que a
salvação é pela graça
“[...] por meio da fé; e isto não
vem de vós; é dom de Deus.
Não vem das obras, para que
ninguém se glorie”
(Ef 2.8-9).
3.3 A falta do uso da disciplina
na Igreja.
3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja.
A sensação é que muitos
evitam este assunto por
considerá-lo não
apropriado em nossos
dias.
Eis um tema bíblico, mas que
não tem sido muito exposto na
igreja. Será que há
incompatibilidade entre a
graça e a disciplina?
São ações
excludentes?
Biblicamente, a disciplina é um
exercício de amor e graça
(Hb 12.1-15)
3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja.
A ausência de disciplina pode
resultar em alguém abandonar
a graça de Deus (Hb 12.15)
AMOR
3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja.
A disciplina na igreja
Visa corrigir para aperfeiçoar o
caráter e conduta do discípulo
de Cristo
Visa restaurar o faltoso e
manter a pureza espiritual, pois
contribui para que haja temor
na igreja local
www.ebdemfoco.com
CONCLUSÃO
CONCLUSÃO
Louvemos a Deus por Sua superabundante
graça, que se manifestou em Cristo Jesus para
nos trazer salvação, pois não há méritos em nós.
até o dia final.
Por nossos próprios recursos não conseguimos
satisfazer a justiça divina. Esta graça que trouxe
salvação, também é suficiente para nos sustentar
até o dia final.
1. Quando a graça assumiu significado pleno?
R: Com a vinda de Cristo (2 Co 8.9).
2. Qual foi o conselho de Paulo a Timóteo?
R: “Tu, pois meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus (2 Tm 2.1).
3. O que o legalismo enfatiza?
R: A lei em detrimento da graça (Gl 2.16).
4. O que é, biblicamente, a disciplina?
R: É um exercício de amor e graça (Hb 12.1-15).
5. O que pode resultar a ausência de disciplina?
R: Em alguém abandonar a graça de Deus (Hb 12.15).
QUESTIONÁRIO
Cursos do EBD em Foco
Baixe em Power Point
Slide em PowerPoint Slide em PDF
Você pode editar
Tem animações
É interativo
O slide em PowerPoint é muito melhor.
www.ebdemfoco.com
Fique por dentro do conteúdo da Escola
Bíblica Dominical. Acesse o site
www.ebdemfoco.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 
Lição 4 - Ética Cristã e o Aborto
Lição 4 - Ética Cristã e o AbortoLição 4 - Ética Cristã e o Aborto
Lição 4 - Ética Cristã e o Aborto
Éder Tomé
 
Carta de tiago
Carta de tiagoCarta de tiago
Carta de tiago
Diana E Junior
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
Pedro Quintanilha
 
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da VerdadeLição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
Éder Tomé
 
Lição 08 - A Igreja de Cristo
Lição 08 - A Igreja de CristoLição 08 - A Igreja de Cristo
Lição 08 - A Igreja de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 10 o processo da salvação
Lição   10 o processo da salvaçãoLição   10 o processo da salvação
Lição 10 o processo da salvação
Cicero
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
Respirando Deus
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
Carlos Cirleno Neves
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
Nayara Mayla Brito Damasceno
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
Geversom Sousa
 
A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.
Márcio Martins
 
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
Marconi Pacheco
 
33
3333
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
Eid Marques
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZeca
DM Zeca
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Éder Tomé
 
Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
Respirando Deus
 
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de DeusLição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
Éder Tomé
 

Mais procurados (20)

Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
Lição 4 - Ética Cristã e o Aborto
Lição 4 - Ética Cristã e o AbortoLição 4 - Ética Cristã e o Aborto
Lição 4 - Ética Cristã e o Aborto
 
Carta de tiago
Carta de tiagoCarta de tiago
Carta de tiago
 
Ecap reino de deus
Ecap  reino de deusEcap  reino de deus
Ecap reino de deus
 
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da VerdadeLição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
Lição 10 - Permaneçam Firmes na Palavra da Verdade
 
Lição 08 - A Igreja de Cristo
Lição 08 - A Igreja de CristoLição 08 - A Igreja de Cristo
Lição 08 - A Igreja de Cristo
 
Lição 10 o processo da salvação
Lição   10 o processo da salvaçãoLição   10 o processo da salvação
Lição 10 o processo da salvação
 
Panorama do NT - Romanos
Panorama do NT - RomanosPanorama do NT - Romanos
Panorama do NT - Romanos
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
 
A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.
 
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
O Poder da Língua - Tiago 3.1-12
 
33
3333
33
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
 
Maturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZecaMaturidade Espiritual com DMZeca
Maturidade Espiritual com DMZeca
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
 
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de DeusLição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
 

Destaque

Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Erberson Pinheiro
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Erberson Pinheiro
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Erberson Pinheiro
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
Natalino das Neves Neves
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Erberson Pinheiro
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
Márcio Martins
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
Márcio Martins
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
Erberson Pinheiro
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
Erberson Pinheiro
 

Destaque (20)

Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
 

Semelhante a Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus

Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de DeusSlide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Éder Tomé
 
A Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da SalvaçãoA Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da Salvação
Wander Sousa
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2
fogotv
 
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvaçãoLição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Regio Davis
 
Meios de graça na igreja
Meios de graça na igrejaMeios de graça na igreja
Meios de graça na igreja
Ivan Barreto
 
Meios de graça na igreja
Meios de graça na igrejaMeios de graça na igreja
Meios de graça na igreja
Ivan Barreto
 
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Joel Oliveira
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 083º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
Joel Silva
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Claudio Marcio
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos OliveiraA Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
Luis Carlos Oliveira
 
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
Ismael Isidio
 
A santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crenteA santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crente
Eder L. Souza
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
Elias Farias
 
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Éder Tomé
 
Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.
Márcio Martins
 
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃOLição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Andrew Guimarães
 
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - SoteriologiaDoutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
Roberto Trindade
 

Semelhante a Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus (20)

Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de DeusSlide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
 
A Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da SalvaçãoA Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da Salvação
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2
 
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvaçãoLição 13 - A manifestação da graça da salvação
Lição 13 - A manifestação da graça da salvação
 
Meios de graça na igreja
Meios de graça na igrejaMeios de graça na igreja
Meios de graça na igreja
 
Meios de graça na igreja
Meios de graça na igrejaMeios de graça na igreja
Meios de graça na igreja
 
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 08 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 08 - 3º trimestre 2015
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 083º trimestre 2015 juvenis lição 08
3º trimestre 2015 juvenis lição 08
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
 
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos OliveiraA Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
 
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
 
A santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crenteA santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crente
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
 
Lição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela GraçaLição 07 - A Salvação pela Graça
Lição 07 - A Salvação pela Graça
 
Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.Fidelidade Firmes na Fé.
Fidelidade Firmes na Fé.
 
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃOLição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
 
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - SoteriologiaDoutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
 

Mais de Erberson Pinheiro

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Erberson Pinheiro
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
Erberson Pinheiro
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Erberson Pinheiro
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Erberson Pinheiro
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Erberson Pinheiro
 

Mais de Erberson Pinheiro (15)

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
 

Último

DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 

Último (16)

DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 

Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus

  • 1. LIÇÃO 3 Erberson R. Pinheiro dos Santos A MARAVILHOSA E INEFÁVEL GRAÇA DE DEUS www.ebdemfoco.com
  • 2. “Porque tudo isso é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças, para glória de Deus” (2 Co 4.15). TEXTO ÁUREO
  • 3. A graça é o ato misericordioso de Deus pelo qual Ele oferece salvação e vida eterna a todos os pecadores. VERDADE APLICADA
  • 4. 3 — Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo, 4 — Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade, 5 — E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, 6 — Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado. TEXTOS DE REFERÊNCIA Efésios 1.3-6
  • 6. INTRODUÇÃO Não há como negar que todos nós somos pecadores Nossa natureza é corrupta e nossos pensamentos e ações, cheios de engano Porém, louvaremos a Deus E, sim, por Sua graça (Ef 2.8-9)Porque Ele não nos salva por nossas obras
  • 7. 1 COMPREENDENDO A GRAÇA DE DEUS www.ebdemfoco.com
  • 8. COMPREENDENDO A GRAÇA DE DEUS A graça se refere à bondade de Deus aos homens e demais criaturas. Aquele que antes habitava em um mundo de trevas e totalmente inimigo ao projeto divino Passa da condição de perdido a filho de Deus Através dela
  • 9. 1.1 Uma definição bíblica a respeito da graça.
  • 10. 1.1 Uma definição bíblica a respeito da graça. A graça é um favor que não merecemos. A palavra grega utilizada para graça é “charis”, e era empregada em diferentes aspectos Era usada para aquilo que causara atração, tal como a graça na aparência ou na fala Era usada quanto à consideração favorável sentida em relação a uma pessoa Era usada para significar gratidão Era usada quanto a um favor Era usada adverbialmente em frases como: “por amor a alguma coisa”
  • 11. Mas, a graça só assumiu seu significado pleno com a vinda de Cristo Quando recebida pelo cristão, ela governa sua vida espiritual compondo favor sobre favor. Ela capacita, fortalece e controla todas as fases da vida (2 Co 8.6-7; Ef 4.29; 2 Ts 2.16; 2Tm 2.1). O Seu sacrifício é a graça propriamente dita (2 Co 8.9) 1.1 Uma definição bíblica a respeito da graça.
  • 12. 1.2 A graça inexplicável.
  • 13. O estado natural do pecador não o faz merecedor de nada Se Deus nada fizesse pela humanidade, Ele não estaria sendo mau, nem tampouco injusto. Todavia, a Bíblia nos ensina que Deus opera com Sua graça mesmo entre os injustos (Mt 5.45) 1.2 A graça inexplicável. A não ser do juízo
  • 14. Teologicamente, a ação de Deus em abençoar também as pessoas não regeneradas é identificada como “graça comum” Não há como explicar tal bondade manifesta, deve-se apenas crer e desfrutá-la 1.2 A graça inexplicável. CRER DESFRUTÁ-LA
  • 15. 1.2 A graça inexplicável. Na vida do cristão, a graça provê diversos benefícios, como Justificação (Rm 3.24) Capacidade de realizar a obra de Deus (Cl 1.29) Dignidades e uma nova posição (1Pe 2.5, 9) Uma eterna herança (Ef 1.3, 14)
  • 16. 1.3 A graça comparada à Lei.
  • 17. A Lei foi a revelação de Deus para Israel 1.3 A graça comparada à Lei. Acerca de como manter o relacionamento com Deus Esta lei que Deus impôs mostrou A santidade do Senhor A imperfeição do Seu povo E a necessidade de um Salvador SALVAÇÃO
  • 18. 1.3 A graça comparada à Lei. Assim se expressou Agostinho: “A lei foi concedida por Deus para que busquemos a graça, e a graça nos é oferecida para que possamos cumprir a lei”. SALVAÇÃO A Lei Nos conduziu a Cristo, para crermos nEle (Gl 3.23-24)
  • 19. 1.3 A graça comparada à Lei. “Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê” (Rm 10.4). Como escreveu o apóstolo Paulo O mesmo Deus que nos pede algo, também nos capacita a realizá-lo (2 Co 3.5).
  • 20. 2 O MOVER DA GRAÇA NA VIDA CRISTÃ www.ebdemfoco.com
  • 21. O MOVER DA GRAÇA NA VIDA CRISTÃ GRAÇA DIVINA Em Tito 2.11-12, encontramos que a graça de Deus se manifesta para trazer salvação e para nos ensinar a viver neste mundo Assim, a graça divina nos acompanha ao longo de toda a caminhada cristã
  • 22. 2.1 A graça nos ensina.
  • 23. Assim, carecemos desta graça para salvação e para vivermos neste mundo enquanto aguardamos a volta de Jesus Cristo. 2.1 A graça nos ensina. Notar a ação da graça de Deus entre duas manifestações divinas “Se há manifestado” (Tt 2.11) “Aguardando...o aparecimento” – a manifestação (Tt 2.13)
  • 24. Após o novo nascimento Bem-aventurados todos os que, tendo iniciado a nova vida em Cristo, tornam-se matriculados na “Escola da Graça”, como designou o escritor inglês Canon Hay Aitken, em 1880. 2.1 A graça nos ensina. A graça salvadora torna-se a graça de um Mestre, pois nos instrui
  • 25. 2.2 A graça nos fortalece.
  • 26. 2.2 A graça nos fortalece. “Tu, pois, meu filho fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus” (2 Tm 2.1). No segundo livro de Timóteo, capítulo um, o apóstolo Paulo faz menção à prisão, padecimento e deserção de cristãos na Ásia. Eram dias difíceis e trabalhosos. Neste contexto, Paulo escreve a Timóteo
  • 27. O mesmo favor gratuito de Deus que se manifestou para salvação 2.2 A graça nos fortalece. Não se trata de sermos fortes em nós mesmos Mas por meio da graça que está em Cristo Jesus Também intervém para fortalecer- nos e, assim, podermos prosseguir SALVAÇÃO DEUS
  • 28. 2.3 A graça nos capacita para o serviço.
  • 29. 2.3 A graça nos capacita para o serviço. A graça de Deus atua nos diversos aspectos da vida cristã Salvação Ensino Fortalecimento SALVAÇÃO É importante refletir em Hebreus 12.28 “ [...] retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente, com reverência e piedade” (Hb 12.28). Serviço DEUS
  • 30. 2.3 A graça nos capacita para o serviço. O início do versículo 28 relata que estamos herdando um Reino inabalável “Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado [...]” (Hb 12.28). Portanto, se fomos alcançados por tão grande dádiva divina, temos mais responsabilidades ainda de Retermos, perseverarmos e sermos ativos participantes servindo ao Senhor
  • 31. 3 A GRAÇA DIVINA E DOUTRINAS ESTRANHAS www.ebdemfoco.com
  • 32. A GRAÇA DIVINA E DOUTRINAS ESTRANHAS Há um alerta bíblico para que não nos deixemos ser levados “por doutrinas várias e estranhas” (Hb 13.9), para tanto se faz necessário que busquemos o fortalecimento espiritual por meio da graça de Deus. Ao longo da história da Igreja, várias doutrinas sem fundamentação bíblica, ou baseadas em distorções do texto bíblico, têm surgido. Fortalecimento “Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram” (Hb 13.9).
  • 34. 3.1 Antinomismo. Antinomo Do Grego “contra” (anti) a “lei” (nomos) Antinomismo = Contra a lei
  • 35. Trata-se de uma antiga heresia que distorce a doutrina bíblica da graça e dissemina a ideia de que todos os que foram alcançados pela graça de Deus estão livres para viver sem regras ou princípios morais 3.1 Antinomismo. Antinomismo Só existe uma regra:
  • 36. 3.1 Antinomismo. O apóstolo Paulo refuta esse pensamento em Romanos 6 E a pessoa está morta para o pecado (Rm 6.2) Ao contrário, quando a graça domina, ela proporciona vida em Cristo Jesus (Rm 5.1) “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Rm 5.1). “De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?” (Rm 6.2). A manifestação da graça salvadora não é “passaporte” para continuar vivendo em pecado.
  • 38. 3.2 Legalismo. É o oposto do antinomismo, é outro extremo Legalismo = Tudo pela lei Enfatiza a lei Em detrimento da graça (Gl 2.16)
  • 39. 3.2 Legalismo. Como se fosse necessário “completar” o processo de salvação Não como resultado da ação da graça de Deus na vida humana, mas como requisito para alcançar mérito diante de Deus LEGALISMO Considera e concentra toda a atenção no comportamento humano
  • 40. Lembremo-nos de Cornélio, que era piedoso, temente a Deus, fazia esmolas, orava a Deus, jejuava (At 10.1-2, 30), porém não era salvo (At 11.14) 3.2 Legalismo. O texto sagrado afirma que a salvação é pela graça “[...] por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8-9).
  • 41. 3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja.
  • 42. 3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja. A sensação é que muitos evitam este assunto por considerá-lo não apropriado em nossos dias. Eis um tema bíblico, mas que não tem sido muito exposto na igreja. Será que há incompatibilidade entre a graça e a disciplina? São ações excludentes?
  • 43. Biblicamente, a disciplina é um exercício de amor e graça (Hb 12.1-15) 3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja. A ausência de disciplina pode resultar em alguém abandonar a graça de Deus (Hb 12.15) AMOR
  • 44. 3.3 A falta do uso da disciplina na Igreja. A disciplina na igreja Visa corrigir para aperfeiçoar o caráter e conduta do discípulo de Cristo Visa restaurar o faltoso e manter a pureza espiritual, pois contribui para que haja temor na igreja local
  • 46. CONCLUSÃO Louvemos a Deus por Sua superabundante graça, que se manifestou em Cristo Jesus para nos trazer salvação, pois não há méritos em nós. até o dia final. Por nossos próprios recursos não conseguimos satisfazer a justiça divina. Esta graça que trouxe salvação, também é suficiente para nos sustentar até o dia final.
  • 47. 1. Quando a graça assumiu significado pleno? R: Com a vinda de Cristo (2 Co 8.9). 2. Qual foi o conselho de Paulo a Timóteo? R: “Tu, pois meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus (2 Tm 2.1). 3. O que o legalismo enfatiza? R: A lei em detrimento da graça (Gl 2.16). 4. O que é, biblicamente, a disciplina? R: É um exercício de amor e graça (Hb 12.1-15). 5. O que pode resultar a ausência de disciplina? R: Em alguém abandonar a graça de Deus (Hb 12.15). QUESTIONÁRIO
  • 48. Cursos do EBD em Foco
  • 49. Baixe em Power Point Slide em PowerPoint Slide em PDF Você pode editar Tem animações É interativo O slide em PowerPoint é muito melhor. www.ebdemfoco.com
  • 50. Fique por dentro do conteúdo da Escola Bíblica Dominical. Acesse o site www.ebdemfoco.com