SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 54
Baixar para ler offline
Salvação - O Amor e a
Misericórdia de Deus
www.ebdemfoco.comProfessor: Erberson R. Pinheiro dos Santos
Lição 4
Vós que, em outro tempo, não éreis povo,
mas, agora, sois povo de Deus; que não
tínheis alcançado misericórdia, mas,
agora, alcançastes misericórdia.“
(1Pe 2.10)
"
Texto Áureo
A partir de seu amor misericordioso,
aprouve a Deus enviar seu Filho para
morrer em lugar da humanidade."
Verdade prática
13 Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que
nos deu do seu Espírito.
14 E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para
Salvador do mundo.
15 Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus
está nele, e ele em Deus.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
(1 João 4.13-19)
16 E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem.
Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele.
17 Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do
juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós
também neste mundo.
18 No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o
temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é
perfeito em amor.
19 Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.
Introdução
www.ebdemfoco.com
A salvação é obra do imenso amor de Deus e de
sua maravilhosa misericórdia.
Essa obra só foi possível porque o Pai
amou tanto a humanidade a ponto de
dar o seu próprio Filho para morrer no
lugar dela.
Salvação
Assim, por intermédio
de sua misericórdia. Deus concedeu perdão
ao pecador.
Fazendo deste seu
filho por adoção.
Dando-lhe vida em
abundância.
O MARAVILHOSO
AMOR DE DEUS
I www.ebdemfoco.com
1. Deus é amor.
Se é difícil dimensionar o
amor da mãe pelos filhos.
Imagine o amor de Deus, que é
mais profundo e incomensurável.
Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu
filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do
seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele,
contudo eu não me esquecerei de ti. Isaías 49:15
Nesse sentido, Deus usou o
profeta Oseias para demonstrar o
verdadeiro amor pelo seu povo
Quando Israel era menino, eu o amei; e do
Egito chamei a meu filho. Mas, como os
chamavam, assim se iam da sua face;
sacrificavam a baalins, e queimavam incenso às
imagens de escultura. Todavia, eu ensinei a
andar a Efraim; tomando-os pelos seus braços,
mas não entenderam que eu os curava. Oséias
11:1-3
Amar reflete a natureza do próprio Deus, pois Ele é amor
Somos apenas dotados por Ele
com a capacidade de amar.
Aquele que não ama não
conhece a Deus; porque Deus é
amor. 1 João 4:8
Sendo o Pai a própria
essência do amor.
Assim, a maior demonstração do amor de Deus pelo mundo
foi quando Ele ; entregou vicariamente o seu amado Filho
Mas Deus prova o seu amor
para conosco, em que Cristo
morreu por nós, sendo nós
ainda pecadores.
Romanos 5:8
O objeto desse amor vai
muito além da Criação, pois
tem, na humanidade, seu
valor monumental (Jo 3.16).
2. Um amor que não se
pode conter.
Deus sempre amou o ser humano E criou Deus o homem à
sua imagem; à imagem de
Deus o criou; homem e
mulher os criou.
Gênesis 1:27
Grande prova de amor
divino.
O amor de Deus pela humanidade é
incondicional.
Que quer que todos os homens se salvem, e venham
ao conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:4
Não há nada que o ser
humano possa fazer para
aumentá-lo ou diminuí-lo
O homem livremente
escolheu abandonar a Deus
e o seu amor (Rm 1.18-32).
Entretanto, há uma tensão entre o amor de
Deus e a sua justiça.
Como conciliar
isso?
Justiça
de Deus
x
Assim, o amor e a justiça de Deus se conciliam.
3.A certeza do amor de
Deus.
As relações humanas,
infelizmente, implicam trocas.
Por isso certa dificuldade de
compreendermos a gratuidade
do amor de Deus.
Amor
de Deus
Pensamos que quando o
decepcionamos com nossas atitudes
e pecados, Ele vira as costas para
nós.
Havendo quebrantamento
de coração (SI 51.17).
Verdadeiro
arrependimento (Pv 28.13).
Atitude de retorno sincero.
Deus jamais abandona os seus
filhos, ainda que estes o
tenham ofendido (Lc 15.11-32)
Isso tudo acontece porque o amor do Altíssimo não se baseia
no ser humano, objeto de seu amor, mas nEle mesmo
Porque povo santo és ao Senhor teu Deus; o Senhor teu
Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo
especial, de todos os povos que há sobre a terra.
O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu,
porque a vossa multidão era mais do que a de todos os
outros povos, pois vós éreis menos em número do que
todos os povos; Deuteronômio 7:6,7
UM DEUS
MISERICORDIOSO
II www.ebdemfoco.com
1. O que é misericórdia?
É a fidelidade de Deus mediante a aliança de amor
estabelecida com a humanidade.
A minha benignidade lhe conservarei eu para sempre, e a
minha aliança lhe será firme, Salmos 89:28
Mesmo que a humanidade
não seja fiel.
Minha aliança
Assim, a misericórdia do Pai torna-se
favor imerecido para com o pecador.
Que merecia a
condenação eterna.
O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são
sobre todas as suas obras. Salmos 145:9
Quão permeadas de misericórdia são as obras de Deus
2. O pai da
misericórdia.
A Bíblia afirma que Deus é o Pai da misericórdia.
Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânimo e grande em
benignidade. Não reprovará perpetuamente, nem para sempre
reterá a sua ira. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem
nos recompensou segundo as nossas iniqüidades. Salmos 103:8-10
o Altíssimo exerce a sua misericórdia, demorando a irar-se
Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das
misericórdias e o Deus de toda a consolação; 2 Coríntios 1:3
Baseado na expressão dessa
misericórdia
O pecador arrependido não precisa
se sentir perturbado e aflito.
Meus filhinhos, estas coisas vos
escrevo, para que não pequeis;
e, se alguém pecar, temos um
Advogado para com o Pai,
Jesus Cristo, o justo. 1 João 2:1
Pode descansar no perdão e na
reconciliação de Deus.
Jesus Cristo, o Filho de Deus, manifestou na prática de seu
ministério a divina misericórdia do Pai.
A compaixão demonstrada pelo
Filho aos pecadores (Mt 15.32;
20.34; Mc 8.2)
O olhar terno de Jesus diante do
sofrimento humano (Lc 7.13;
15.20; Jo 8.10,11)
Tudo isso expressa a imagem do Pai da misericórdia (Hb 1.1-3).
O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e
sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a
purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
Hebreus 1:3
3. Misericórdia com o
pecador.
De nada adiantaria a misericórdia divina se não fosse o seu
impacto sobre a vida cotidiana do pecador.
Rendei graças ao SENHOR, porque
ele é bom, porque a sua misericórdia
dura para sempre. Sl 136.1
O Altíssimo é longânimo
para com o pecador,
dando-lhe sempre novas
chances de perdão.
Somos libertos dos adversários
(Ne 9.27).
Mediante a misericórdia divina
Cercados e coroados cuidadosamente pelo Todo-Poderoso
(SI 23.6; 32.10; 103-4).
Somos livres da destruição
(Ne 9.31).
Livres
É ele que salva tua vida da morte, e te coroa
de bondade e de misericórdia. Salmos 103:4
Assim, apesar da
situação dramática
do pecador, a
misericórdia de Deus
pode alcançá-lo
milagrosamente.
AMOR, BONDADE E
COMPAIXÃO NA VIDA
DO SALVO
III
www.ebdemfoco.com
1. Amor como adoração a
Deus.
Chegando até mesmo a odiá-lo
(Lc 19.14).
O pecador não alcançado pela
graça divina, por natureza, é
inimigo de Deus (Rm 5.10)
Mas, por intermédio da
reconciliação que Cristo
operou na cruz.
O próprio Deus tomou a
iniciativa e capacitou o salvo a
amá-lo.
Mas um sentimento de
profunda devoção de coração
Por isso, o mandamento bíblico convida o ser humano a
amar o Senhor Deus acima de todas as coisas.
Isso não é apenas
uma lei moral
Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de
todo o teu coração, e de toda a tua
alma, e de todo o teu entendimento, e
de todas as tuas forças Marcos 12:30
Mediante o amor divino, o salvo em Cristo é levado a
demonstrar, em atitudes e palavras, o quanto ele ama a Deus.
2. Amor ao próximo.
Esse amor nos constrange
a amar o próximo.
Progredi na caridade, segundo o
exemplo de Cristo, que nos amou e por
nós se entregou a Deus como oferenda e
sacrifício de agradável odor. Efésios 5:2
"Porque o amor
de Cristo nos
constrange"
(2 Co 5.14)
Cristo morreu por
você.
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o
fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Mt 25:40
Mas também morreu
pelo “seu próximo”.
Ajudar o próximo. É a mesma coisa que
ajudar a Cristo
De acordo com a parábola do Bom Samaritano,
devemos amar o nosso próximo.
Mas a quem aparece diante de nós
durante a caminhada da vida.
Não a quem
escolhemos.
Embora as relações sociais estejam
precárias no contexto moderno.
Devemos amar o outro sem
esperar algo em troca.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo
como a ti mesmo. Mateus 22:39
O nosso desafio é simplesmente amar!
3. Amor como serviço
diaconal.
Quando Jesus lavou os
pés dos discípulos.
Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos
lavei os pés, vós deveis também
lavar os pés uns aos outros.
João 13:14
Ele ensinou, na prática, um estilo de
vida que deveria caracterizar seus
discípulos.
Servir um ao outro.O serviço em favor do
próximo, demonstra, na
prática, a grandeza do
amor de Deus.
Qual a melhor maneira de
demonstrar que somos
seguidores de Cristo?
Amando o
próximo.
Expressar afeto de
misericórdia é um estado de
bem-aventurança que o Pai
nos concede.
Conclusão
O amor e a misericórdia de Deus extrapolam a
compreensão humana, pois ainda que se usem os
melhores recursos linguísticos, estes não seriam
capazes de descrever quão incomensuráveis são
essas virtudes divinas.
Nem mesmo o amor de uma mãe pelo seu filho é
capaz de sobrepor o amor e a misericórdia de
nosso Deus. Por isso, resta-nos expressar esse
amor em nossa relação com cada criatura.
• Como podemos medir e comparar o amor de Deus pela
humanidade?
A maior demonstração do amor de Deus pelo mundo foi quando Ele
entregou vicariamente o seu amado Filho (Rm 5.8; 2 Co 5. 14; Gl 2.20).
Logo, o objeto desse amor vai muito além da Criação, pois tem, na
humanidade, seu valor monumental (Jo 3.16).
• O amor de Deus pode ser modificado pelo homem?
Nesse aspecto, o amor de Deus pela humanidade é incondicional, ou seja,
não há nada que o ser humano possa fazer para aumentá-lo ou diminuí-
lo.
• O que é a misericórdia de Deus?
É a fidelidade de Deus mediante a aliança de amor estabelecida com a
humanidade, apesar da infidelidade dela.
• Quando Jesus lavou os pés dos discípulos, o que Ele estava
ensinando na prática?
Quando Jesus lavou os pés dos discípulos, Ele ensinou, na prática, um
estilo de vida que deveria caracterizar seus discípulos (Jo 13. 14), ou seja,
o de um servirão outro.
• Qual a maneira mais eficaz do crente demonstrar que é
seguidor de Jesus?
"Amar uns aos outros" é a maneira mais eficaz de demonstrar ao mundo
que somos seguidores de Jesus (Jo 13. 34).
Bibliografia recomendada
Cursos do EBD em Foco
Baixe em Power Point
Slide em PowerPoint Slide em PDF
Você pode editar
Tem animações
É interativo
O slide em PowerPoint é muito melhor.
www.ebdemfoco.com
Fique por dentro do conteúdo da Escola
Dominical. Acesse o site
www.ebdemfoco.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaÉder Tomé
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.Márcio Martins
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadeIBMemorialJC
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.RODRIGO FERREIRA
 
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o Levítico
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o LevíticoLição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o Levítico
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o LevíticoÉder Tomé
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéÉder Tomé
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoJosue Lima
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéÉder Tomé
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãJoanilson França Garcia
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaMoisés Sampaio
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroEdnilson do Valle
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusÉder Tomé
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Daniel Junior
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAlberto Nery
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deusNayara Mayla Brito Damasceno
 

Mais procurados (20)

A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
Mordomia Cristã
Mordomia CristãMordomia Cristã
Mordomia Cristã
 
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o Levítico
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o LevíticoLição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o Levítico
Lição 11 - O Sacerdócio de Cristo e o Levítico
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
A Doutrina da Salvação
A Doutrina da SalvaçãoA Doutrina da Salvação
A Doutrina da Salvação
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no ApocalipseCarta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
Carta à Igreja de Laodiceia no Apocalipse
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
 
Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)Estudo 3 (Maturidade)
Estudo 3 (Maturidade)
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5   jesus e a implantação do reino de deussLição 5   jesus e a implantação do reino de deus
sLição 5 jesus e a implantação do reino de deus
 

Destaque

Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzErberson Pinheiro
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICAErberson Pinheiro
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoErberson Pinheiro
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoErberson Pinheiro
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusErberson Pinheiro
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoErberson Pinheiro
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSErberson Pinheiro
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouErberson Pinheiro
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoErberson Pinheiro
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaErberson Pinheiro
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoErberson Pinheiro
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaErberson Pinheiro
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasErberson Pinheiro
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.Márcio Martins
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteErberson Pinheiro
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaErberson Pinheiro
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoErberson Pinheiro
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialErberson Pinheiro
 

Destaque (20)

Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
 

Semelhante a Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus

Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Márcio Martins
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusNatalino das Neves Neves
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfJayronSilvaPinto
 
Biblia solução dos seus problemas
Biblia solução dos seus problemasBiblia solução dos seus problemas
Biblia solução dos seus problemasSérgyo Costa
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outrospohlos
 
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para crianças
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para criançasEsperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para crianças
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para criançasFreekidstories
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossenses - Cap. 03 parte 02
Colossenses - Cap. 03 parte 02Colossenses - Cap. 03 parte 02
Colossenses - Cap. 03 parte 02Daniel M Junior
 
O Dom Supremo
O Dom SupremoO Dom Supremo
O Dom Supremolucena
 
Nosso amado Pai celestial_132014_GGR
Nosso amado Pai celestial_132014_GGRNosso amado Pai celestial_132014_GGR
Nosso amado Pai celestial_132014_GGRGerson G. Ramos
 
As batalhas espirituais finais - parte 3
As batalhas espirituais finais  - parte 3As batalhas espirituais finais  - parte 3
As batalhas espirituais finais - parte 3Silvio Dutra
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptxJoel Silva
 
1 ebd 2017 lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias
1 ebd 2017   lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias1 ebd 2017   lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias
1 ebd 2017 lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfiasugleybson
 

Semelhante a Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus (20)

Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
 
Para sua alegria
Para sua alegriaPara sua alegria
Para sua alegria
 
E-book Jonh Piper
E-book Jonh PiperE-book Jonh Piper
E-book Jonh Piper
 
Salvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGRSalvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGR
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
 
PERDÃO.pptx
PERDÃO.pptxPERDÃO.pptx
PERDÃO.pptx
 
Biblia solução dos seus problemas
Biblia solução dos seus problemasBiblia solução dos seus problemas
Biblia solução dos seus problemas
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros
 
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para crianças
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para criançasEsperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para crianças
Esperança viva - 40 pensamentos sobre a Quaresma para crianças
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossenses - Cap. 03 parte 02
Colossenses - Cap. 03 parte 02Colossenses - Cap. 03 parte 02
Colossenses - Cap. 03 parte 02
 
O Dom Supremo
O Dom SupremoO Dom Supremo
O Dom Supremo
 
Nosso amado Pai celestial_132014_GGR
Nosso amado Pai celestial_132014_GGRNosso amado Pai celestial_132014_GGR
Nosso amado Pai celestial_132014_GGR
 
Dom supremo
Dom supremoDom supremo
Dom supremo
 
As batalhas espirituais finais - parte 3
As batalhas espirituais finais  - parte 3As batalhas espirituais finais  - parte 3
As batalhas espirituais finais - parte 3
 
Perdão
Perdão Perdão
Perdão
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
 
1 ebd 2017 lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias
1 ebd 2017   lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias1 ebd 2017   lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias
1 ebd 2017 lição 7 - begnidade um escudo protetor contra as porfias
 

Mais de Erberson Pinheiro

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoErberson Pinheiro
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãErberson Pinheiro
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorErberson Pinheiro
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroErberson Pinheiro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IIErberson Pinheiro
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iErberson Pinheiro
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasErberson Pinheiro
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoErberson Pinheiro
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoErberson Pinheiro
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaErberson Pinheiro
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Erberson Pinheiro
 

Mais de Erberson Pinheiro (14)

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
 

Último

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptxFabianoHaider1
 

Último (8)

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 

Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus

  • 1. Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus www.ebdemfoco.comProfessor: Erberson R. Pinheiro dos Santos Lição 4
  • 2. Vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.“ (1Pe 2.10) " Texto Áureo
  • 3. A partir de seu amor misericordioso, aprouve a Deus enviar seu Filho para morrer em lugar da humanidade." Verdade prática
  • 4. 13 Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. 14 E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. 15 Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE (1 João 4.13-19)
  • 5. 16 E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. 17 Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo. 18 No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor. 19 Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.
  • 7. A salvação é obra do imenso amor de Deus e de sua maravilhosa misericórdia. Essa obra só foi possível porque o Pai amou tanto a humanidade a ponto de dar o seu próprio Filho para morrer no lugar dela. Salvação
  • 8. Assim, por intermédio de sua misericórdia. Deus concedeu perdão ao pecador. Fazendo deste seu filho por adoção. Dando-lhe vida em abundância.
  • 9. O MARAVILHOSO AMOR DE DEUS I www.ebdemfoco.com
  • 10. 1. Deus é amor.
  • 11. Se é difícil dimensionar o amor da mãe pelos filhos. Imagine o amor de Deus, que é mais profundo e incomensurável. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Isaías 49:15
  • 12. Nesse sentido, Deus usou o profeta Oseias para demonstrar o verdadeiro amor pelo seu povo Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei a meu filho. Mas, como os chamavam, assim se iam da sua face; sacrificavam a baalins, e queimavam incenso às imagens de escultura. Todavia, eu ensinei a andar a Efraim; tomando-os pelos seus braços, mas não entenderam que eu os curava. Oséias 11:1-3
  • 13. Amar reflete a natureza do próprio Deus, pois Ele é amor Somos apenas dotados por Ele com a capacidade de amar. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. 1 João 4:8 Sendo o Pai a própria essência do amor.
  • 14. Assim, a maior demonstração do amor de Deus pelo mundo foi quando Ele ; entregou vicariamente o seu amado Filho Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8 O objeto desse amor vai muito além da Criação, pois tem, na humanidade, seu valor monumental (Jo 3.16).
  • 15. 2. Um amor que não se pode conter.
  • 16. Deus sempre amou o ser humano E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gênesis 1:27 Grande prova de amor divino.
  • 17. O amor de Deus pela humanidade é incondicional. Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:4 Não há nada que o ser humano possa fazer para aumentá-lo ou diminuí-lo
  • 18. O homem livremente escolheu abandonar a Deus e o seu amor (Rm 1.18-32). Entretanto, há uma tensão entre o amor de Deus e a sua justiça. Como conciliar isso? Justiça de Deus x Assim, o amor e a justiça de Deus se conciliam.
  • 19. 3.A certeza do amor de Deus.
  • 20. As relações humanas, infelizmente, implicam trocas. Por isso certa dificuldade de compreendermos a gratuidade do amor de Deus. Amor de Deus Pensamos que quando o decepcionamos com nossas atitudes e pecados, Ele vira as costas para nós.
  • 21. Havendo quebrantamento de coração (SI 51.17). Verdadeiro arrependimento (Pv 28.13). Atitude de retorno sincero. Deus jamais abandona os seus filhos, ainda que estes o tenham ofendido (Lc 15.11-32)
  • 22. Isso tudo acontece porque o amor do Altíssimo não se baseia no ser humano, objeto de seu amor, mas nEle mesmo Porque povo santo és ao Senhor teu Deus; o Senhor teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra. O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Deuteronômio 7:6,7
  • 24. 1. O que é misericórdia?
  • 25. É a fidelidade de Deus mediante a aliança de amor estabelecida com a humanidade. A minha benignidade lhe conservarei eu para sempre, e a minha aliança lhe será firme, Salmos 89:28 Mesmo que a humanidade não seja fiel. Minha aliança
  • 26. Assim, a misericórdia do Pai torna-se favor imerecido para com o pecador. Que merecia a condenação eterna. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras. Salmos 145:9 Quão permeadas de misericórdia são as obras de Deus
  • 27. 2. O pai da misericórdia.
  • 28. A Bíblia afirma que Deus é o Pai da misericórdia. Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânimo e grande em benignidade. Não reprovará perpetuamente, nem para sempre reterá a sua ira. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniqüidades. Salmos 103:8-10 o Altíssimo exerce a sua misericórdia, demorando a irar-se Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; 2 Coríntios 1:3
  • 29. Baseado na expressão dessa misericórdia O pecador arrependido não precisa se sentir perturbado e aflito. Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 1 João 2:1 Pode descansar no perdão e na reconciliação de Deus.
  • 30. Jesus Cristo, o Filho de Deus, manifestou na prática de seu ministério a divina misericórdia do Pai. A compaixão demonstrada pelo Filho aos pecadores (Mt 15.32; 20.34; Mc 8.2) O olhar terno de Jesus diante do sofrimento humano (Lc 7.13; 15.20; Jo 8.10,11) Tudo isso expressa a imagem do Pai da misericórdia (Hb 1.1-3). O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; Hebreus 1:3
  • 31. 3. Misericórdia com o pecador.
  • 32. De nada adiantaria a misericórdia divina se não fosse o seu impacto sobre a vida cotidiana do pecador. Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. Sl 136.1 O Altíssimo é longânimo para com o pecador, dando-lhe sempre novas chances de perdão.
  • 33. Somos libertos dos adversários (Ne 9.27). Mediante a misericórdia divina Cercados e coroados cuidadosamente pelo Todo-Poderoso (SI 23.6; 32.10; 103-4). Somos livres da destruição (Ne 9.31). Livres É ele que salva tua vida da morte, e te coroa de bondade e de misericórdia. Salmos 103:4
  • 34. Assim, apesar da situação dramática do pecador, a misericórdia de Deus pode alcançá-lo milagrosamente.
  • 35. AMOR, BONDADE E COMPAIXÃO NA VIDA DO SALVO III www.ebdemfoco.com
  • 36. 1. Amor como adoração a Deus.
  • 37. Chegando até mesmo a odiá-lo (Lc 19.14). O pecador não alcançado pela graça divina, por natureza, é inimigo de Deus (Rm 5.10) Mas, por intermédio da reconciliação que Cristo operou na cruz. O próprio Deus tomou a iniciativa e capacitou o salvo a amá-lo.
  • 38. Mas um sentimento de profunda devoção de coração Por isso, o mandamento bíblico convida o ser humano a amar o Senhor Deus acima de todas as coisas. Isso não é apenas uma lei moral Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças Marcos 12:30
  • 39. Mediante o amor divino, o salvo em Cristo é levado a demonstrar, em atitudes e palavras, o quanto ele ama a Deus.
  • 40. 2. Amor ao próximo.
  • 41. Esse amor nos constrange a amar o próximo. Progredi na caridade, segundo o exemplo de Cristo, que nos amou e por nós se entregou a Deus como oferenda e sacrifício de agradável odor. Efésios 5:2 "Porque o amor de Cristo nos constrange" (2 Co 5.14)
  • 42. Cristo morreu por você. E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Mt 25:40 Mas também morreu pelo “seu próximo”. Ajudar o próximo. É a mesma coisa que ajudar a Cristo
  • 43. De acordo com a parábola do Bom Samaritano, devemos amar o nosso próximo. Mas a quem aparece diante de nós durante a caminhada da vida. Não a quem escolhemos.
  • 44. Embora as relações sociais estejam precárias no contexto moderno. Devemos amar o outro sem esperar algo em troca. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Mateus 22:39 O nosso desafio é simplesmente amar!
  • 45. 3. Amor como serviço diaconal.
  • 46. Quando Jesus lavou os pés dos discípulos. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. João 13:14 Ele ensinou, na prática, um estilo de vida que deveria caracterizar seus discípulos. Servir um ao outro.O serviço em favor do próximo, demonstra, na prática, a grandeza do amor de Deus.
  • 47. Qual a melhor maneira de demonstrar que somos seguidores de Cristo? Amando o próximo. Expressar afeto de misericórdia é um estado de bem-aventurança que o Pai nos concede.
  • 48. Conclusão O amor e a misericórdia de Deus extrapolam a compreensão humana, pois ainda que se usem os melhores recursos linguísticos, estes não seriam capazes de descrever quão incomensuráveis são essas virtudes divinas. Nem mesmo o amor de uma mãe pelo seu filho é capaz de sobrepor o amor e a misericórdia de nosso Deus. Por isso, resta-nos expressar esse amor em nossa relação com cada criatura.
  • 49. • Como podemos medir e comparar o amor de Deus pela humanidade? A maior demonstração do amor de Deus pelo mundo foi quando Ele entregou vicariamente o seu amado Filho (Rm 5.8; 2 Co 5. 14; Gl 2.20). Logo, o objeto desse amor vai muito além da Criação, pois tem, na humanidade, seu valor monumental (Jo 3.16). • O amor de Deus pode ser modificado pelo homem? Nesse aspecto, o amor de Deus pela humanidade é incondicional, ou seja, não há nada que o ser humano possa fazer para aumentá-lo ou diminuí- lo. • O que é a misericórdia de Deus? É a fidelidade de Deus mediante a aliança de amor estabelecida com a humanidade, apesar da infidelidade dela.
  • 50. • Quando Jesus lavou os pés dos discípulos, o que Ele estava ensinando na prática? Quando Jesus lavou os pés dos discípulos, Ele ensinou, na prática, um estilo de vida que deveria caracterizar seus discípulos (Jo 13. 14), ou seja, o de um servirão outro. • Qual a maneira mais eficaz do crente demonstrar que é seguidor de Jesus? "Amar uns aos outros" é a maneira mais eficaz de demonstrar ao mundo que somos seguidores de Jesus (Jo 13. 34).
  • 52. Cursos do EBD em Foco
  • 53. Baixe em Power Point Slide em PowerPoint Slide em PDF Você pode editar Tem animações É interativo O slide em PowerPoint é muito melhor. www.ebdemfoco.com
  • 54. Fique por dentro do conteúdo da Escola Dominical. Acesse o site www.ebdemfoco.com