SlideShare uma empresa Scribd logo
Carta de paulo aos colossenses
Carta de Paulo aos Colossenses
ColossensesAutor: Paulo, o apóstolo.Data: Incerta, provavelmente entre os anos 60-64 d.C.Em RomaDirigida a Igreja em Colossos Uma cidade da Ásia Menor
Conteúdo: uma mensagem de exortação e ensino Para os ColossensesEspecialmente para contestar erros doutrinários oriundo mesclados por ensinos e práticas judaizantes, ritos, mistificados com a especulação oriental e filosófica.
Essas heresias tendiam a obscurecer a GLÓRIA divina de CRISTO!Características da Carta aos ColossensesEsta é uma carta cuja aparência assemelha-se a Efésios, tanto nos Conceitos, como na linguagem. Mas com uma mensagem Particular aos Colossenses. Em Efésios, Paulo enfatiza a Igreja como o corpo de Cristo, Enquanto que aqui ele ressalta a Cristo como a cabeça da igreja.A advertência contra a sabedoria humana e mundana que apareceEm 1° Corintios também aparece nessa carta. Sofismas.Mensagem Central: Jesus Cristo como cabeça da igreja.
I) Capítulo 1:Saudação apostólica e recomendações, vv 1-8;Oração pela igreja, vv 9-14;Para q seja cheia de sabedoria, frutifique e seja fortalecida no poder divino, vv 9-11.Dando graças pela herança espiritual, a grande        libertação e redenção dos pecados, vv 12-14.II) Seção doutrinária:Tema principal: A glória da pessoa e obra de Cristo.
Rendição e exaltação a Cristo
Capítulo 1:Sua preeminência gloriosa:        a) Como a imagem de Deus, v 15.        b) Ele é criador de todas as coisas, v 16.        c) Sua preexistência, v 17.d) Como  cabeça da igreja, v 18.e) Sua plenitude divina, v 19.f) Sua obra reconciliadora, vv 20-23.g) O ministério da habilitação de Cristo nos crentes, e proclamado no ministério de Paulo,Vv. 24-29.
Cristo, o cabeça da Igreja
Capítulo 2:A preocupação de Paulo acerca do estado da igreja, vv 1-3.         Para que os membros possam estar unidos em amor, tendo um conhecimento maior dos mistérios espirituais        do Pai e de Cristo. (2) Adverte contra falsas doutrinas e exorta a ter uma fé constante em Cristo, vv 4-7.III) Seção Doutrinária e polêmicaCapítulo 2O perigo da filosofia mundana e o legalismo, v 8.A glória transcendente de Cristo e o poder de suas ordenanças espirituais, contrastando com o sistema cerimonial, vv 4-13.O poder libertador da cruz, abolindo o cerimonialismo, vv 14-17.Advertências aos cultos a anjos, vv 18-19.Advertências contra asceticismo, vv 20-23.
Cuidado com o misticismo e idolatria!!!
Capítulo 3IV) Seção de exortações:(1) Aspirações e inclinações celestiais, vv 1-4.(2) A subjugação das concupiscências e dos desejos carnais, vv 5-7.(3) A deixar de lado as paixões e vícios, revestindo-se da graça, vv 8-14.(4) A ser governados por um espírito de paz, unidade e gratidão,V 15.(5) A buscar a verdade para que sejamos ajudados mutuamentena instrução, na admoestação e no louvor.A fazer todas as coisas no nome de Cristo, vv 16-17.Não tentar barganhar ou pensar Que podemos ludibriá-lo!
Exortação a santidade!!!!
Regras para viver em santidade:“Portanto, se fostes ressuscitados com Cristo, buscai as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à destra de Deus.Pensai nas coisas que são de cima, e não nas terrenas. Pois morrestes, e a vossa vida está oculta com Cristo em Deus”.                                                                                          Colossenses 3: 1-3.
V) Seção FamiliarCapitulo 3, 4.(1) Os deveres dos diferentes membros do lar cristão:(a) Esposos;(b) Esposas;(c)  Pais;(d) Filhos;(e) Senhores;(f) Escravos.Citação: 3: 18-4:1
Carta de paulo aos colossenses
VI) Seção do companheirismo:Capítulo 4:Pedido de Paulo para que orem por ele, e seus conselhos acerca        da conduta social, vv 3-6.(2)  Saudações finais e recomendação de trabalhadores, vv 7-18.Mensagem Central de Colossenses: Jesus Cristo como cabeça da igreja.
Exortação a oração e sabedoria:“Perseverai na oração, velando nela com ações de graça... Andai em sabedoria para com os que estão de fora, aproveitando bem cada oportunidade. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como deveis responder a cada um”.                                                                 Colossenses 4: 2-6 .
Carta de paulo aos colossenses
Acesse e siga...http://mergulhandonapalavracampinagrande.blogspot.com/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atos
AtosAtos
Panorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1TimóteoPanorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1Timóteo
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
Respirando Deus
 
Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
Respirando Deus
 
Panorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1CoríntiosPanorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1Coríntios
Respirando Deus
 
Panorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2TimóteoPanorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2Timóteo
Respirando Deus
 
As Cartas de Paulo
As Cartas de PauloAs Cartas de Paulo
As Cartas de Paulo
Egmon Pereira
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1TessalonicensesPanorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Respirando Deus
 
Panorama do NT - 2Pedro
Panorama do NT - 2PedroPanorama do NT - 2Pedro
Panorama do NT - 2Pedro
Respirando Deus
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
Moisés Sampaio
 
1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)
Daniel Junior
 
9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
Antonio Filho
 
CARTA AOS GÁLATAS
CARTA AOS GÁLATASCARTA AOS GÁLATAS
CARTA AOS GÁLATAS
Cesar Oliveira
 
estudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateusestudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateus
RODRIGO FERREIRA
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
1 e 2 Pedro
1 e 2 Pedro1 e 2 Pedro
1 e 2 Pedro
IzabellaSantos17
 
Panorama do NT - Tiago
Panorama do NT - TiagoPanorama do NT - Tiago
Panorama do NT - Tiago
Respirando Deus
 

Mais procurados (20)

Atos
AtosAtos
Atos
 
Panorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1TimóteoPanorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1Timóteo
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
 
Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
 
Panorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1CoríntiosPanorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1Coríntios
 
Panorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2TimóteoPanorama do NT - 2Timóteo
Panorama do NT - 2Timóteo
 
As Cartas de Paulo
As Cartas de PauloAs Cartas de Paulo
As Cartas de Paulo
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1TessalonicensesPanorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
 
Panorama do NT - 2Pedro
Panorama do NT - 2PedroPanorama do NT - 2Pedro
Panorama do NT - 2Pedro
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
 
1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)1 Coríntios (1º Estudo)
1 Coríntios (1º Estudo)
 
9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
CARTA AOS GÁLATAS
CARTA AOS GÁLATASCARTA AOS GÁLATAS
CARTA AOS GÁLATAS
 
estudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateusestudo do evangelho de Mateus
estudo do evangelho de Mateus
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
1 e 2 Pedro
1 e 2 Pedro1 e 2 Pedro
1 e 2 Pedro
 
Panorama do NT - Tiago
Panorama do NT - TiagoPanorama do NT - Tiago
Panorama do NT - Tiago
 

Destaque

Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01
Daniel M Junior
 
Galatas completo
Galatas completoGalatas completo
Galatas completo
mamitanora
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A Cidade
Eid Marques
 
Comentario a Efesios Hendriksen
Comentario a Efesios HendriksenComentario a Efesios Hendriksen
Comentario a Efesios Hendriksen
agape instituto biblico
 
Slides Epistola aos Efesios
Slides   Epistola aos EfesiosSlides   Epistola aos Efesios
Slides Epistola aos Efesios
Abdias Barreto
 
Galatas
GalatasGalatas
Galatas
Edwin Ruiz
 
Carta aos efesios
Carta aos efesiosCarta aos efesios
Carta aos efesios
Jasiel Oliveira
 
Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
UEPB
 
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
marquione ban
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
Eid Marques
 
Galatas
GalatasGalatas
Galatas
Mario777
 

Destaque (11)

Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01
 
Galatas completo
Galatas completoGalatas completo
Galatas completo
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A Cidade
 
Comentario a Efesios Hendriksen
Comentario a Efesios HendriksenComentario a Efesios Hendriksen
Comentario a Efesios Hendriksen
 
Slides Epistola aos Efesios
Slides   Epistola aos EfesiosSlides   Epistola aos Efesios
Slides Epistola aos Efesios
 
Galatas
GalatasGalatas
Galatas
 
Carta aos efesios
Carta aos efesiosCarta aos efesios
Carta aos efesios
 
Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
 
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas Estudo sobre a Carta aos Gálatas
Estudo sobre a Carta aos Gálatas
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
 
Galatas
GalatasGalatas
Galatas
 

Semelhante a Carta de paulo aos colossenses

Livro bibliologia novo testamento
Livro bibliologia novo testamento Livro bibliologia novo testamento
Livro bibliologia novo testamento
Construção Edificações
 
014 timoteo 1º
014 timoteo 1º014 timoteo 1º
014 timoteo 1º
Diógenes Gimenes
 
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
007 corintios 1º
007 corintios 1º007 corintios 1º
007 corintios 1º
Diógenes Gimenes
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
Joel Silva
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
JUERP
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Herberti Pedroso
 
NT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdfNT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdf
robsonferreirapintos
 
Aula 4 gálatas e efésios
Aula 4   gálatas e efésiosAula 4   gálatas e efésios
Aula 4 gálatas e efésios
Pastor W. Costa
 
A ordem de deus bruce anstey
A ordem de deus   bruce ansteyA ordem de deus   bruce anstey
A ordem de deus bruce anstey
Jessé Ferreira
 
Bruce anstey-a-ordem-de-deus
Bruce anstey-a-ordem-de-deusBruce anstey-a-ordem-de-deus
Bruce anstey-a-ordem-de-deus
Alysson Pessoa Miranda
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”
JUERP
 
Epistola de efeso
Epistola de efesoEpistola de efeso
Epistola de efeso
Junior Miranda
 
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptxAula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
OrlandoJunior85
 
éFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadenteéFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadente
Instituto Teológico Gamaliel
 
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
Joel Silva
 
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESPAprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Jose Maria Magalhaes
 
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARESMENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
cnisbrasil
 

Semelhante a Carta de paulo aos colossenses (20)

Livro bibliologia novo testamento
Livro bibliologia novo testamento Livro bibliologia novo testamento
Livro bibliologia novo testamento
 
014 timoteo 1º
014 timoteo 1º014 timoteo 1º
014 timoteo 1º
 
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
A Organização de Uma Igreja Local - Lição 11 - 3º Trimestre de 2015
 
007 corintios 1º
007 corintios 1º007 corintios 1º
007 corintios 1º
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
 
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-clEstudo 12   as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
Estudo 12 as cartas de paulo III - gl-ef-fp-cl
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
 
Vinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicosVinte respostas aos católicos
Vinte respostas aos católicos
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
 
NT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdfNT III EPISTOLA.pdf
NT III EPISTOLA.pdf
 
Aula 4 gálatas e efésios
Aula 4   gálatas e efésiosAula 4   gálatas e efésios
Aula 4 gálatas e efésios
 
A ordem de deus bruce anstey
A ordem de deus   bruce ansteyA ordem de deus   bruce anstey
A ordem de deus bruce anstey
 
Bruce anstey-a-ordem-de-deus
Bruce anstey-a-ordem-de-deusBruce anstey-a-ordem-de-deus
Bruce anstey-a-ordem-de-deus
 
“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”“Tratai aos empregados com equidade”
“Tratai aos empregados com equidade”
 
Epistola de efeso
Epistola de efesoEpistola de efeso
Epistola de efeso
 
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptxAula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
Aula 2 - Eclesiologia Missional_abcdpdf_pdf_para_ppt.pptx
 
éFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadenteéFeso a igreja do amor decadente
éFeso a igreja do amor decadente
 
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 02.pptx
 
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESPAprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
Aprendizes do Evangelho 2º Ano - 18ª aula - Parte B - Epístola aos Efésios FEESP
 
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARESMENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
MENSAGEM DO PAPA AOS INSTITUTOS SECULARES
 

Mais de UEPB

Sindrome de timóteo
Sindrome de timóteoSindrome de timóteo
Sindrome de timóteo
UEPB
 
O dilúvio
O dilúvioO dilúvio
O dilúvio
UEPB
 
História patriarcal
História patriarcalHistória patriarcal
História patriarcal
UEPB
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
UEPB
 
Romanos 2
Romanos 2Romanos 2
Romanos 2
UEPB
 
Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2
UEPB
 
Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo
UEPB
 
Continuação da Análise de I Corintios
Continuação da Análise de I CorintiosContinuação da Análise de I Corintios
Continuação da Análise de I Corintios
UEPB
 
Estudo Bíblico de I Corintios
Estudo Bíblico de I CorintiosEstudo Bíblico de I Corintios
Estudo Bíblico de I Corintios
UEPB
 
Intimidade x privacidade
Intimidade x privacidadeIntimidade x privacidade
Intimidade x privacidade
UEPB
 
I Corintios Inicio
 I Corintios Inicio I Corintios Inicio
I Corintios Inicio
UEPB
 
Jesus, a figueira e a adoração
Jesus, a figueira e a adoraçãoJesus, a figueira e a adoração
Jesus, a figueira e a adoração
UEPB
 
Pecado
PecadoPecado
Pecado
UEPB
 

Mais de UEPB (13)

Sindrome de timóteo
Sindrome de timóteoSindrome de timóteo
Sindrome de timóteo
 
O dilúvio
O dilúvioO dilúvio
O dilúvio
 
História patriarcal
História patriarcalHistória patriarcal
História patriarcal
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
 
Romanos 2
Romanos 2Romanos 2
Romanos 2
 
Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2
 
Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo Os Dons do Espirito Santo
Os Dons do Espirito Santo
 
Continuação da Análise de I Corintios
Continuação da Análise de I CorintiosContinuação da Análise de I Corintios
Continuação da Análise de I Corintios
 
Estudo Bíblico de I Corintios
Estudo Bíblico de I CorintiosEstudo Bíblico de I Corintios
Estudo Bíblico de I Corintios
 
Intimidade x privacidade
Intimidade x privacidadeIntimidade x privacidade
Intimidade x privacidade
 
I Corintios Inicio
 I Corintios Inicio I Corintios Inicio
I Corintios Inicio
 
Jesus, a figueira e a adoração
Jesus, a figueira e a adoraçãoJesus, a figueira e a adoração
Jesus, a figueira e a adoração
 
Pecado
PecadoPecado
Pecado
 

Último

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (14)

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

Carta de paulo aos colossenses

  • 2. Carta de Paulo aos Colossenses
  • 3. ColossensesAutor: Paulo, o apóstolo.Data: Incerta, provavelmente entre os anos 60-64 d.C.Em RomaDirigida a Igreja em Colossos Uma cidade da Ásia Menor
  • 4. Conteúdo: uma mensagem de exortação e ensino Para os ColossensesEspecialmente para contestar erros doutrinários oriundo mesclados por ensinos e práticas judaizantes, ritos, mistificados com a especulação oriental e filosófica.
  • 5. Essas heresias tendiam a obscurecer a GLÓRIA divina de CRISTO!Características da Carta aos ColossensesEsta é uma carta cuja aparência assemelha-se a Efésios, tanto nos Conceitos, como na linguagem. Mas com uma mensagem Particular aos Colossenses. Em Efésios, Paulo enfatiza a Igreja como o corpo de Cristo, Enquanto que aqui ele ressalta a Cristo como a cabeça da igreja.A advertência contra a sabedoria humana e mundana que apareceEm 1° Corintios também aparece nessa carta. Sofismas.Mensagem Central: Jesus Cristo como cabeça da igreja.
  • 6. I) Capítulo 1:Saudação apostólica e recomendações, vv 1-8;Oração pela igreja, vv 9-14;Para q seja cheia de sabedoria, frutifique e seja fortalecida no poder divino, vv 9-11.Dando graças pela herança espiritual, a grande libertação e redenção dos pecados, vv 12-14.II) Seção doutrinária:Tema principal: A glória da pessoa e obra de Cristo.
  • 8. Capítulo 1:Sua preeminência gloriosa: a) Como a imagem de Deus, v 15. b) Ele é criador de todas as coisas, v 16. c) Sua preexistência, v 17.d) Como cabeça da igreja, v 18.e) Sua plenitude divina, v 19.f) Sua obra reconciliadora, vv 20-23.g) O ministério da habilitação de Cristo nos crentes, e proclamado no ministério de Paulo,Vv. 24-29.
  • 9. Cristo, o cabeça da Igreja
  • 10. Capítulo 2:A preocupação de Paulo acerca do estado da igreja, vv 1-3. Para que os membros possam estar unidos em amor, tendo um conhecimento maior dos mistérios espirituais do Pai e de Cristo. (2) Adverte contra falsas doutrinas e exorta a ter uma fé constante em Cristo, vv 4-7.III) Seção Doutrinária e polêmicaCapítulo 2O perigo da filosofia mundana e o legalismo, v 8.A glória transcendente de Cristo e o poder de suas ordenanças espirituais, contrastando com o sistema cerimonial, vv 4-13.O poder libertador da cruz, abolindo o cerimonialismo, vv 14-17.Advertências aos cultos a anjos, vv 18-19.Advertências contra asceticismo, vv 20-23.
  • 11. Cuidado com o misticismo e idolatria!!!
  • 12. Capítulo 3IV) Seção de exortações:(1) Aspirações e inclinações celestiais, vv 1-4.(2) A subjugação das concupiscências e dos desejos carnais, vv 5-7.(3) A deixar de lado as paixões e vícios, revestindo-se da graça, vv 8-14.(4) A ser governados por um espírito de paz, unidade e gratidão,V 15.(5) A buscar a verdade para que sejamos ajudados mutuamentena instrução, na admoestação e no louvor.A fazer todas as coisas no nome de Cristo, vv 16-17.Não tentar barganhar ou pensar Que podemos ludibriá-lo!
  • 14. Regras para viver em santidade:“Portanto, se fostes ressuscitados com Cristo, buscai as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à destra de Deus.Pensai nas coisas que são de cima, e não nas terrenas. Pois morrestes, e a vossa vida está oculta com Cristo em Deus”. Colossenses 3: 1-3.
  • 15. V) Seção FamiliarCapitulo 3, 4.(1) Os deveres dos diferentes membros do lar cristão:(a) Esposos;(b) Esposas;(c) Pais;(d) Filhos;(e) Senhores;(f) Escravos.Citação: 3: 18-4:1
  • 17. VI) Seção do companheirismo:Capítulo 4:Pedido de Paulo para que orem por ele, e seus conselhos acerca da conduta social, vv 3-6.(2) Saudações finais e recomendação de trabalhadores, vv 7-18.Mensagem Central de Colossenses: Jesus Cristo como cabeça da igreja.
  • 18. Exortação a oração e sabedoria:“Perseverai na oração, velando nela com ações de graça... Andai em sabedoria para com os que estão de fora, aproveitando bem cada oportunidade. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como deveis responder a cada um”. Colossenses 4: 2-6 .