SlideShare uma empresa Scribd logo
Uma promessa de
Salvação
www.ebdemfoco.comProfessor: Erberson R. Pinheiro dos Santos
Lição 1
“E porei inimizade entre ti e a mulher e
entre atua semente e a sua semente; esta
te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o
calcanhar.” (Gn3-15)"
Texto Áureo
A promessa da salvação foi a resposta
amorosa de Deus para reconciliar
consigo mesmo o ser humano.
"
Verdade prática
9 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque
estava nu, e escondi-me.
11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu
da árvore de que te ordenei que não comesses?
12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira,
ela me deu da árvore, e comi.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
(Gênesis 3.9-15.)
13 E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E
disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.
14 Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste
isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os
animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás
todos os dias da tua vida.
15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e
a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o
calcanhar.
Introdução
www.ebdemfoco.com
A salvação é um processo imediato (conversão) e
contínuo na vida do crente (santificação).
É necessário que o nascido de novo conheça todos os
benefícios que essa dádiva, por intermédio da morte de Cristo,
outorgou-lhe na cruz.
Justificação
Santificação
Adoção
Glorificação
O CONCEITO
BÍBLICO DE
SALVAÇÃO
I
www.ebemfoco.com
1. O conceito
O significado bíblico de salvação
Cura
Redenção
Remédio
Completude
Inteireza
Integralidade
saúde física, mental e emocional
No sentido espiritual, salvação quer dizer que:
Regenerando e
santificando sua vida.
A fim de um dia
“glorificar” o corpo dele
plenamente.
Cristo fez a expiação pelo
pecador, ocupando o lugar dele
na cruz.
Assim, a salvação só é possível
por causa da obra de Cristo
consumada na cruz.
Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas,
e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória,
consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles.
Hebreus 2:10
No sentido prático, salvação significa...
Livramento da
condenação eterna.
Felicidade na vida de quem aceita
Jesus como Senhor e Salvador.
Essa pessoa é nova criatura e, por
isso, se esforça para compartilhar
e implantar as virtudes do Reino
de Deus no mundo.
2. Salvação no Antigo
Testamento
Escape das mãos
dos inimigos.
libertação da
escravidão
Estabelecimento de
qualidades morais e
espirituais.
Significado de salvação na perspectiva do Antigo Testamento
Nessa perspectiva
Calamidades naturais
(Êx 15.25)
Perseguição
(Jz 15.18; 2 Sm 22.3),
Escravidão, das
doenças e da morte.
Libertá-lo
(Êx 14.13; 15.2,13)
Livrá-lo e curá-lo
(Is 38.16; 58.8)
Diante das...
O Altíssimo prometeu salvação
ao seu povo no sentido de...
Contudo, o ápice da salvação no Antigo Testamento (AT) se
deu com a profecia de Isaías.
Era desprezado, e o mais rejeitado
entre os homens, homem de dores, e
experimentado nos trabalhos; e,
como um de quem os homens
escondiam o rosto, era desprezado, e
não fizemos dele caso algum.
Isaías 53:3
Servo
sofredor.
O Antigo Testamento aponta os sacrifícios de animais para o
sacrifício substitutivo de Jesus Cristo na cruz do Calvário (Hb
10.11,12);
Aponta para
Era o oferecimento de um inocente no lugar de um culpado
3. Salvação em o Novo
Testamento
A salvação não é alcançada por
mérito humano (Tt 2.11)
Salvação
Pois é oferecida por Deus
ao que crê pela graça
(Ef 2.8,9).
Nas suas epístolas, o apóstolo Paulo é um dos que mais
esclarece os conceitos de salvação.
Sabendo que o homem não é justificado pelas
obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos
também crido em Jesus Cristo, para sermos
justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da
lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne
será justificada. Gálatas 2:16
Justificação
Pela fé, cabe ao homem confiar em Cristo a fim de que seja
redimido e justificado por meio de sua crucificação.
Permitir que seja
santificado até o fim.
Ainda que o pecador não mereça.
Faz dele uma nova
criatura (2 Co 5.17).
O Pai o justifica, o
perdoa, o reconcilia
consigo (Rm 5.11).
O adota em sua
família (Gl 4.5)
o sela com o
Espírito Santo da
promessa (Ef 1.13)
Assim, o Espírito Santo capacita o
crente a viver em santidade.
Que transformará o nosso corpo abatido,
para ser conforme o seu corpo glorioso,
segundo o seu eficaz poder de sujeitar
também a si todas as coisas. Filipenses 3:21
Mortificando a
força do pecado,
assemelhando-o
com Cristo.
A IMPORTÂNCIA DA
DOUTRINA DA
SALVAÇÃO
II
www.ebdemfoco.com
1. A grandeza da salvação
Embora haja, na vida
do crente, um momento
de conversão.
É necessário ter o desejo de
conhecer mais a verdade
de Deus (1Tm 2.4).
Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao
conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:4
Nesse sentido, deve-se tomar o capacete da salvação.
Tomai também o capacete da
salvação, e a espada do Espírito,
que é a palavra de Deus;
Efésios 6:17
A fim de estarmos livres das
investidas de Satanás – que
busca nos colocar dúvidas.
2. Para compreender o
que Jesus fez
Visto que com o coração se
crê para a justiça, e com a
boca se faz confissão para a
salvação. Romanos 10:10
A salvação abrange todas
as dimensões da vida.
É muito simples vivenciar
a salvação...basta crer.
Porém, o processo de
“aperfeiçoamento dos
santos” pode ser lento
e demorado.
Embora a salvação seja um processo imediato
alcançado por meio do sacrifício de Cristo.
Esse aperfeiçoamento se dá por meio da assimilação
e da vivência constante na dependência de Deus.
Esse processo chama-se “santificação”.
3. Para se apropriar dos
benefícios da salvação
Devemos alcançar todos os benefícios da salvação.
O livramento da
condenação do
inferno.
A libertação do poder
do pecado e do poder
das trevas (Cl 1.13).
O experimentar da
redenção em Cristo
(1 Pe 1.18,19).
A vida segundo o
Espírito (Rm 8.1).
O novo nascimento
(Jo 3.5)
Participação da
manifestação de Cristo
em glória (Cl 3.4).
A SALVAÇÃO
PROMETIDA NO
ÉDENIII
www.ebdemfoco.com
1. O pecado humano
A partir do momento em que Adão e Eva pecaram, a raça
humana passou a expressar e a vivenciar a maldade.
Antes da queda
relacionavam com Deus.
Após a queda,
passaram a viver em
conflito com Deus.
Passando a
encobrir a
maldade do
seu coração.
A obra de Cristo, porém,
realizada no Calvário não nos
permite viver hipocritamente
Em Jesus, a maldade do
coração é substituída pela
capacidade de amar.
Realizar boas obras, pela fé,
manifestar a bondade de Deus.
Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as
boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos
nelas. Efésios 2:10
Fazemos boas obras
PORQUE SOMOS salvos,
NÃO PARA SERMOS salvos.
2. A transferência da
culpa
Após pecarem, Adão e Eva forma incapazes
de resolver o problema do pecado.
Nesse contexto, Deus havia providenciado uma solução
Cobrir a sua
nudez com a
pele de um
animal.
E fez o Senhor Deus a Adão
e à sua mulher túnicas de
peles, e os vestiu.
Gênesis 3:21
Naquele instante, o Criador “transferiu” a culpa pelo pecado
dos nossos primeiros pais para um animal inocente
Pecado
Esse ato simbolizava o
sacrifício de Cristo.
3. Satanás esmagado e o
pecado vencido
Deus anunciou no Éden o que se denomina de protoevangelho.
E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua
semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe
ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15
Deus anuncia
aqui o seu plano
de salvação.
Seu intento não
passou de uma
simples tentativa
de “morder o seu
calcanhar”
Mas, por intermédio
da salvação. Cristo
esmagou a cabeça da
“Serpente”.
A peçonha do pecado que Satanás tentou passar à
humanidade foi aniquilada pela morte redentora de Cristo.
Pecado
Porque isto é bom e agradável diante
de Deus nosso Salvador, Que quer que
todos os homens se salvem, e venham
ao conhecimento da verdade.
1 Timóteo 2:3,4
Venceu o pecado na cruz.
Conclusão
Embora o homem tenha contrariado o plano divino,
desprezando o grande cuidado de Deus dispensado a
ele no Éden, o Criador imediatamente lhe
providenciou um substituto através da morte de um
animal, apontando, dessa forma, para Cristo.
Portanto, no Éden, Deus apresenta duplamente o
Redentor:
(1) proferindo a promessa de redenção (Gn 3.15);
(2) sacrificando o animal para vestir Adão e Eva (Gn 3.21).
• Qual é o conceito bíblico para salvação?
O significado bíblico de salvação compreende cura, redenção, remédio,
completude, inteireza, integralidade, saúde física, mental e emocional.
No sentido espiritual, salvação quer dizer que Cristo fez a expiação pelo
pecador, ocupando o lugar dele na cruz (passado), regenerando e
santificando sua vida (presente), a fim de um dia “glorificar” o corpo dele
plenamente (futuro).
• Como se concebia a salvação no Antigo Testamento?
No Antigo Testamento, a salvação está relacionada ao escape das mãos
dos inimigos, à libertação da escravidão e ao estabelecimento de
qualidades morais e espirituais para a vida de quem tem Deus como seu
Senhor (Is 33.22-24).
•
• Qual é a abrangência da salvação?
A salvação abrange todas as dimensões da vida, por isso, embora tão
simples de ser vivenciada, pois para isso basta aceitarmos a Cristo (Rm
10.10), muitas vezes seu processo é lento e requer compreensões
maiores.
• Qual foi a promessa de salvação que Deus fez no Éden?
Deus prometeu que enviaria a Semente da mulher (Jesus) e que esta
Semente feriria a cabeça da serpente (Satanás), mostrando que Jesus
viria ao mundo e morreria na cruz por nossos pecados.
• Qual deve ser nossa postura diante da tão grandiosa salvação de Jesus?
Crer no sacrifício de Cristo e se render a Ele como Salvador e Senhor.
Bibliografia recomendada
Cursos do EBD em Foco
Baixe em Power Point
Slide em PowerPoint Slide em PDF
Você pode editar
Tem animações
É interativo
O slide em PowerPoint é muito melhor.
www.ebdemfoco.com
Fique por dentro do conteúdo da Escola
Bíblica Dominical. Acesse o site
www.slidesebd.com
www.ebdemfoco.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
André Rocha
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
Apostila discipulado
Apostila discipuladoApostila discipulado
Apostila discipulado
Adriana Ferreira
 
A Doutrina da Salvação
A Doutrina da SalvaçãoA Doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação
Geversom Sousa
 
Soteriologia: Primeiro Estudo
Soteriologia: Primeiro EstudoSoteriologia: Primeiro Estudo
Soteriologia: Primeiro Estudo
Dilean Melo
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Éder Tomé
 
Lição 10 o processo da salvação
Lição   10 o processo da salvaçãoLição   10 o processo da salvação
Lição 10 o processo da salvação
Cicero
 
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santaLição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
Éder Tomé
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Éder Tomé
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
Geversom Sousa
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
Márcio Martins
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
Pr Neto
 
Cristologia
CristologiaCristologia
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
Antonio Filho
 
Discipulado lição 3 - jesus cristo
Discipulado   lição 3 - jesus cristoDiscipulado   lição 3 - jesus cristo
Discipulado lição 3 - jesus cristo
Alexandro Oliveira
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
Marcianno Teofilo
 

Mais procurados (20)

A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Apostila discipulado
Apostila discipuladoApostila discipulado
Apostila discipulado
 
A Doutrina da Salvação
A Doutrina da SalvaçãoA Doutrina da Salvação
A Doutrina da Salvação
 
A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação
 
Soteriologia: Primeiro Estudo
Soteriologia: Primeiro EstudoSoteriologia: Primeiro Estudo
Soteriologia: Primeiro Estudo
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
Lição 10 o processo da salvação
Lição   10 o processo da salvaçãoLição   10 o processo da salvação
Lição 10 o processo da salvação
 
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santaLição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 09 - A necessidade de termos uma vida santa
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado Doutrina do Pecado
Doutrina do Pecado
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
 
Cristologia
CristologiaCristologia
Cristologia
 
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
Lição 01 ( inspiração divina e autoridade da bíblia)
 
Discipulado lição 3 - jesus cristo
Discipulado   lição 3 - jesus cristoDiscipulado   lição 3 - jesus cristo
Discipulado lição 3 - jesus cristo
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 

Destaque

Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Erberson Pinheiro
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
Natalino das Neves Neves
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Erberson Pinheiro
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Erberson Pinheiro
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
Márcio Martins
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
Márcio Martins
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
Erberson Pinheiro
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Erberson Pinheiro
 

Destaque (20)

Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graçaLBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
LBA LIÇÃO 7 - A salvação pela graça
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICALição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
Lição 11 - A IGREJA E A POLÍTICA
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 

Semelhante a Lição 1 - Uma promessa de salvação

Lição 01 - Uma promessa de Salvação
Lição 01 - Uma promessa de SalvaçãoLição 01 - Uma promessa de Salvação
Lição 01 - Uma promessa de Salvação
Éder Tomé
 
Uma Promessa de Salvação.
 Uma Promessa de Salvação. Uma Promessa de Salvação.
Uma Promessa de Salvação.
Márcio Martins
 
Lição 1 - Uma Promessa de Salvação
Lição 1 - Uma Promessa de SalvaçãoLição 1 - Uma Promessa de Salvação
Lição 1 - Uma Promessa de Salvação
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
LBA LIÇÃO 1 - Uma promessa de salvação
LBA LIÇÃO 1 -  Uma promessa de salvaçãoLBA LIÇÃO 1 -  Uma promessa de salvação
LBA LIÇÃO 1 - Uma promessa de salvação
Natalino das Neves Neves
 
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptxsoteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
bpclaudio11
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Éder Tomé
 
A obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula finalA obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula final
Samuel De Lima Santana
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
Rosemeire Souza
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Erberson Pinheiro
 
Manual do-discipulado
Manual do-discipuladoManual do-discipulado
Manual do-discipulado
marcio augusto
 
Lição 2.pptx
Lição 2.pptxLição 2.pptx
Lição 2.pptx
ssuser010f46
 
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdfAula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
AUREOVIEIRA
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a SalvaçãoLição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Éder Tomé
 
Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.
Márcio Martins
 
Apostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguasApostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguas
Pedro Henrique
 
Estudos na confissão de fé de westminster
Estudos na confissão de fé de westminsterEstudos na confissão de fé de westminster
Estudos na confissão de fé de westminster
Eli Vieira
 
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizadeslição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
Erberson Pinheiro
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-cura
tadslideshare
 
missiologia (2).ppsx
missiologia (2).ppsxmissiologia (2).ppsx
missiologia (2).ppsx
Valdir Carmo
 

Semelhante a Lição 1 - Uma promessa de salvação (20)

Lição 01 - Uma promessa de Salvação
Lição 01 - Uma promessa de SalvaçãoLição 01 - Uma promessa de Salvação
Lição 01 - Uma promessa de Salvação
 
Uma Promessa de Salvação.
 Uma Promessa de Salvação. Uma Promessa de Salvação.
Uma Promessa de Salvação.
 
Lição 1 - Uma Promessa de Salvação
Lição 1 - Uma Promessa de SalvaçãoLição 1 - Uma Promessa de Salvação
Lição 1 - Uma Promessa de Salvação
 
LBA LIÇÃO 1 - Uma promessa de salvação
LBA LIÇÃO 1 -  Uma promessa de salvaçãoLBA LIÇÃO 1 -  Uma promessa de salvação
LBA LIÇÃO 1 - Uma promessa de salvação
 
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptxsoteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
soteriologia-doutrina220207183119 (1).pptx
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
 
A obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula finalA obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula final
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
 
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado iLição 11 - O processo de formação do discipulado i
Lição 11 - O processo de formação do discipulado i
 
Manual do-discipulado
Manual do-discipuladoManual do-discipulado
Manual do-discipulado
 
Lição 2.pptx
Lição 2.pptxLição 2.pptx
Lição 2.pptx
 
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdfAula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
Aula 25_Soteriologia - os 3 Aspectos da Salvação.pdf
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a SalvaçãoLição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
Lição 09 - Arrependimento e Fé para a Salvação
 
Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.
 
Apostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguasApostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguas
 
Estudos na confissão de fé de westminster
Estudos na confissão de fé de westminsterEstudos na confissão de fé de westminster
Estudos na confissão de fé de westminster
 
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizadeslição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
lição 5 - Paz de Deus Antídoto contra as inimizades
 
Book cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-curaBook cristo aquele-que-cura
Book cristo aquele-que-cura
 
missiologia (2).ppsx
missiologia (2).ppsxmissiologia (2).ppsx
missiologia (2).ppsx
 

Mais de Erberson Pinheiro

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Erberson Pinheiro
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
Erberson Pinheiro
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
Erberson Pinheiro
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Erberson Pinheiro
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Erberson Pinheiro
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Erberson Pinheiro
 

Mais de Erberson Pinheiro (13)

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo Lição 12 - Milagres no nosso tempo
Lição 12 - Milagres no nosso tempo
 
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo IILição 12 - O processo de formação do discípulo II
Lição 12 - O processo de formação do discípulo II
 
Lição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosasLição 11 - Crenças religiosas
Lição 11 - Crenças religiosas
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Lição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismoLição 10 - O perigo do materialismo
Lição 10 - O perigo do materialismo
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
Lição 9 - Hedonismo, um perigo do nosso tempo
 

Último

Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (18)

Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 

Lição 1 - Uma promessa de salvação

  • 1. Uma promessa de Salvação www.ebdemfoco.comProfessor: Erberson R. Pinheiro dos Santos Lição 1
  • 2. “E porei inimizade entre ti e a mulher e entre atua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gn3-15)" Texto Áureo
  • 3. A promessa da salvação foi a resposta amorosa de Deus para reconciliar consigo mesmo o ser humano. " Verdade prática
  • 4. 9 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? 10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. 11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? 12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE (Gênesis 3.9-15.)
  • 5. 13 E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. 14 Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. 15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
  • 7. A salvação é um processo imediato (conversão) e contínuo na vida do crente (santificação).
  • 8. É necessário que o nascido de novo conheça todos os benefícios que essa dádiva, por intermédio da morte de Cristo, outorgou-lhe na cruz. Justificação Santificação Adoção Glorificação
  • 11. O significado bíblico de salvação Cura Redenção Remédio Completude Inteireza Integralidade saúde física, mental e emocional
  • 12. No sentido espiritual, salvação quer dizer que: Regenerando e santificando sua vida. A fim de um dia “glorificar” o corpo dele plenamente. Cristo fez a expiação pelo pecador, ocupando o lugar dele na cruz.
  • 13. Assim, a salvação só é possível por causa da obra de Cristo consumada na cruz. Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles. Hebreus 2:10
  • 14. No sentido prático, salvação significa... Livramento da condenação eterna. Felicidade na vida de quem aceita Jesus como Senhor e Salvador. Essa pessoa é nova criatura e, por isso, se esforça para compartilhar e implantar as virtudes do Reino de Deus no mundo.
  • 15. 2. Salvação no Antigo Testamento
  • 16. Escape das mãos dos inimigos. libertação da escravidão Estabelecimento de qualidades morais e espirituais. Significado de salvação na perspectiva do Antigo Testamento
  • 17. Nessa perspectiva Calamidades naturais (Êx 15.25) Perseguição (Jz 15.18; 2 Sm 22.3), Escravidão, das doenças e da morte. Libertá-lo (Êx 14.13; 15.2,13) Livrá-lo e curá-lo (Is 38.16; 58.8) Diante das... O Altíssimo prometeu salvação ao seu povo no sentido de...
  • 18. Contudo, o ápice da salvação no Antigo Testamento (AT) se deu com a profecia de Isaías. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Isaías 53:3 Servo sofredor.
  • 19. O Antigo Testamento aponta os sacrifícios de animais para o sacrifício substitutivo de Jesus Cristo na cruz do Calvário (Hb 10.11,12); Aponta para Era o oferecimento de um inocente no lugar de um culpado
  • 20. 3. Salvação em o Novo Testamento
  • 21. A salvação não é alcançada por mérito humano (Tt 2.11) Salvação Pois é oferecida por Deus ao que crê pela graça (Ef 2.8,9).
  • 22. Nas suas epístolas, o apóstolo Paulo é um dos que mais esclarece os conceitos de salvação. Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. Gálatas 2:16 Justificação
  • 23. Pela fé, cabe ao homem confiar em Cristo a fim de que seja redimido e justificado por meio de sua crucificação. Permitir que seja santificado até o fim.
  • 24. Ainda que o pecador não mereça. Faz dele uma nova criatura (2 Co 5.17). O Pai o justifica, o perdoa, o reconcilia consigo (Rm 5.11). O adota em sua família (Gl 4.5) o sela com o Espírito Santo da promessa (Ef 1.13)
  • 25. Assim, o Espírito Santo capacita o crente a viver em santidade. Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas. Filipenses 3:21 Mortificando a força do pecado, assemelhando-o com Cristo.
  • 26. A IMPORTÂNCIA DA DOUTRINA DA SALVAÇÃO II www.ebdemfoco.com
  • 27. 1. A grandeza da salvação
  • 28. Embora haja, na vida do crente, um momento de conversão. É necessário ter o desejo de conhecer mais a verdade de Deus (1Tm 2.4). Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:4
  • 29. Nesse sentido, deve-se tomar o capacete da salvação. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Efésios 6:17 A fim de estarmos livres das investidas de Satanás – que busca nos colocar dúvidas.
  • 30. 2. Para compreender o que Jesus fez
  • 31. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Romanos 10:10 A salvação abrange todas as dimensões da vida. É muito simples vivenciar a salvação...basta crer. Porém, o processo de “aperfeiçoamento dos santos” pode ser lento e demorado.
  • 32. Embora a salvação seja um processo imediato alcançado por meio do sacrifício de Cristo. Esse aperfeiçoamento se dá por meio da assimilação e da vivência constante na dependência de Deus. Esse processo chama-se “santificação”.
  • 33. 3. Para se apropriar dos benefícios da salvação
  • 34. Devemos alcançar todos os benefícios da salvação. O livramento da condenação do inferno. A libertação do poder do pecado e do poder das trevas (Cl 1.13). O experimentar da redenção em Cristo (1 Pe 1.18,19). A vida segundo o Espírito (Rm 8.1). O novo nascimento (Jo 3.5) Participação da manifestação de Cristo em glória (Cl 3.4).
  • 36. 1. O pecado humano
  • 37. A partir do momento em que Adão e Eva pecaram, a raça humana passou a expressar e a vivenciar a maldade. Antes da queda relacionavam com Deus. Após a queda, passaram a viver em conflito com Deus. Passando a encobrir a maldade do seu coração.
  • 38. A obra de Cristo, porém, realizada no Calvário não nos permite viver hipocritamente Em Jesus, a maldade do coração é substituída pela capacidade de amar. Realizar boas obras, pela fé, manifestar a bondade de Deus.
  • 39. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. Efésios 2:10 Fazemos boas obras PORQUE SOMOS salvos, NÃO PARA SERMOS salvos.
  • 41. Após pecarem, Adão e Eva forma incapazes de resolver o problema do pecado. Nesse contexto, Deus havia providenciado uma solução Cobrir a sua nudez com a pele de um animal. E fez o Senhor Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu. Gênesis 3:21
  • 42. Naquele instante, o Criador “transferiu” a culpa pelo pecado dos nossos primeiros pais para um animal inocente Pecado Esse ato simbolizava o sacrifício de Cristo.
  • 43. 3. Satanás esmagado e o pecado vencido
  • 44. Deus anunciou no Éden o que se denomina de protoevangelho. E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15 Deus anuncia aqui o seu plano de salvação. Seu intento não passou de uma simples tentativa de “morder o seu calcanhar” Mas, por intermédio da salvação. Cristo esmagou a cabeça da “Serpente”.
  • 45. A peçonha do pecado que Satanás tentou passar à humanidade foi aniquilada pela morte redentora de Cristo. Pecado Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:3,4 Venceu o pecado na cruz.
  • 46. Conclusão Embora o homem tenha contrariado o plano divino, desprezando o grande cuidado de Deus dispensado a ele no Éden, o Criador imediatamente lhe providenciou um substituto através da morte de um animal, apontando, dessa forma, para Cristo. Portanto, no Éden, Deus apresenta duplamente o Redentor: (1) proferindo a promessa de redenção (Gn 3.15); (2) sacrificando o animal para vestir Adão e Eva (Gn 3.21).
  • 47. • Qual é o conceito bíblico para salvação? O significado bíblico de salvação compreende cura, redenção, remédio, completude, inteireza, integralidade, saúde física, mental e emocional. No sentido espiritual, salvação quer dizer que Cristo fez a expiação pelo pecador, ocupando o lugar dele na cruz (passado), regenerando e santificando sua vida (presente), a fim de um dia “glorificar” o corpo dele plenamente (futuro). • Como se concebia a salvação no Antigo Testamento? No Antigo Testamento, a salvação está relacionada ao escape das mãos dos inimigos, à libertação da escravidão e ao estabelecimento de qualidades morais e espirituais para a vida de quem tem Deus como seu Senhor (Is 33.22-24). •
  • 48. • Qual é a abrangência da salvação? A salvação abrange todas as dimensões da vida, por isso, embora tão simples de ser vivenciada, pois para isso basta aceitarmos a Cristo (Rm 10.10), muitas vezes seu processo é lento e requer compreensões maiores. • Qual foi a promessa de salvação que Deus fez no Éden? Deus prometeu que enviaria a Semente da mulher (Jesus) e que esta Semente feriria a cabeça da serpente (Satanás), mostrando que Jesus viria ao mundo e morreria na cruz por nossos pecados. • Qual deve ser nossa postura diante da tão grandiosa salvação de Jesus? Crer no sacrifício de Cristo e se render a Ele como Salvador e Senhor.
  • 50. Cursos do EBD em Foco
  • 51. Baixe em Power Point Slide em PowerPoint Slide em PDF Você pode editar Tem animações É interativo O slide em PowerPoint é muito melhor. www.ebdemfoco.com
  • 52. Fique por dentro do conteúdo da Escola Bíblica Dominical. Acesse o site www.slidesebd.com www.ebdemfoco.com