SlideShare uma empresa Scribd logo
Letramento Digital
Do encantamento a emancipação
Karine Pinheiro de Souza
Phd. Uminho
Pesquisadora Colearn (Open/KMI-UK)
COMID/ SECITECE
Gerações ? Qual a sua ?
Multicultural
A tecnologia está a serviço de
quem ??
The Imitation Game - https://www.youtube.com/watch?
v=MLFNgtyFK98
6
Em 60 segundos, o que acontece?
7
Novos Letramentos
Letramento Digital
Souza, 2014
Não basta saber usar as tecnologias, desenvolver
programas de acesso, novas formações e conteúdos,
pois a educação precisa estar atrelada ao
desenvolvimento de práticas sociais. Esta perspectiva
pode ser evidenciada como uma prática situada, numa
atitude crítica e transformadora.(Souza e Silva, 2013)
Conecta, Cria, Compartilha, Colabora e
Coopera, que adjetivamos como
Geração C5
Multiletramento Digital
• Incorpora o Letramento digital
• Demandam diferentes recursos
( visual/ som/ gestual/ animação/vídeo)
• Fazer de diferentes formas.
• Promover o engajamento dos estudantes,
opiniões, experiências com foco nos cotidianos.
• A tecnologia digital deixa de ser apenas
Funcional ( ferramenta), além do artefato cultural
( questionadores – pensamento crítico), passa a
promover produtores reflexivos de tecnologia
digitais.
( Selber, 2004)
Mudança de Paradigma ?
Qual o desafio ?
• Implicação com a realidade humana, num
diálogo de busca das transformações sociais!
• Multiletramentos que mobilizem 4 elementos:
prática situada, instruções claras,
construção de pensamento crítico e
transformação prática.
( New London Group, 2005)
"não há amanhã sem projeto, sem sonho, sem
utopia, sem esperança, sem o trabalho de
criação e o desenvolvimento de possibilidades
que viabilizem a sua concretização” (Freire,
2001).
SOUZA,( 2014)
As tecnologias e novas perspectivas educacionais
empreendedoras
19
SOUZA,( 2014)
oempreender
Letramento Digital
Colaboração-Comunicação
Pensamento crítico-criativo
Coempreender
envolve a
criatividade, a
colaboração e
numa perspectiva
em rede.
Souza, 2014 22
Reinventar a escola e a cidade
Reinventar a escola no mesmo movimento que
busca reinventar a cidade e nela a comunidade
como lugares de
aprendizagens permanentes na perspectiva do
aprofundamento da
das liberdades. (MOLL, 2002-2003).
Exemplos :
A popularização da Ciência com o intuito de promover
conhecimentos, habilidades e valores para a evolução
científica. Mesa 1 – Prof. Okada e Prof. Vidal
Ação
Exposição na Praça
• Obrigada ! Vamos voar e sonhar !
• Karine Pinheiro ®
• Kpinheiro.projetos@gmail.com
• http://lattes.cnpq.br/8284202817095095
• Abreu, N., Baldanza, R. & Gondim, S (2009). Os Grupos focais on-line: das reflexões conceituais à aplicação em ambiente virtual. In Journal of Information Systems and Technology
Management , Vol. 6, No. 1, 2009, p. 05-24. Recuperado em 18 abril de 2014, de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-17752009000100002&lng=pt&nrm=iso
•
• Alberta Government (2010). Inspiring Education. A dialogue with Albertans. Recuperado em 7 fevereiro, 2013, de
http://education.alberta.ca/media/7145083/inspiring%20education%20steering%20committee%20report.pdfAlberta Government (2010b). Inspiring Action on Education. Recuperado em 7
fevereiro, 2013, de: http://ideas.education.alberta.ca/media/2905/inspiringaction%20eng.pdf
• Alberta Education (2011). Framework for Student Learning. Competencies for Engaged Thinkers and Ethical Citizens with an Entrepreneurial Spirit. Government of Alberta. Recuperado em 7
fevereiro 2013, de: http://www.education.alberta.ca/media/6581166/framework.pdf
• Ausubel, D. (2003). Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano.
• Bauman, Z. (2001). Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.
• Bardin, L. (1995)Análise de Conteúdo. Edições 70. Lisboa: Portugal
• Castells, M. (2002). A Sociedade em Rede. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
• Delors, J. (coord.) (1996). Educação, um tesouro a descobrir. Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre a Educação para o século XXI. Porto: Asa.
• Dolabela, F. (2003). Pedagogia Empreendedora. São Paulo: Editora de Cultura.
• EC - European Commission (2012). Entrepreneuship Education at School in Europe – National Strategies Curricula and Learning Outcomes. Bruxelas. Recuperado em 30 de março 2014, de:
http://eacea.ec.europa.eu/education/eurydice/documents/thematic_reports/135EN.pdf
• EC - European Commission (2009). Entrepreneurship in vocational education and training. Final report of the expert group. November, 2009. Recuperado em 30 de março 2014 de:
• http://ec.europa.eu/enterprise/policies/sme/files/smes/vocational/entr_voca_en.pdf
• EC - European Commission (2008). Digital Literacy - European Commission Working Paper and Recommendations from Digital Literacy High-Level Expert Group ( inclusion Be Part of It!).
Recuperado em 20 dezembro 2008, de: http://ec.europa.eu/Information_society/events/e_inclusion/2008/doc
• Lévy, P. (1998). A Inteligência Coletiva: por uma antroplogia do ciberespaço. São paulo: Edições Loyola.
• Lévy, P. (2000). Filosofia Word: o mercado, o ciberespaço, a consciência. Lisboa: Instituto Piaget.
• OCDE (2005) The definition and Selection of key Competencies. Recuperado em 30 março 2014 de: http://www.oecd.org/pisa/35070367.pdf
• OCDE (2013). PISA 2015 DRAFT COLLABORATIVE PROBLEM SOLVING FRAMEWORK. Recuperado em 29 março 2013 de:
• http://www.oecd.org/pisa/pisaproducts/Draft%20PISA%202015%20Collaborative%20Problem%20Solving%20Framework%20.pdf
• Okada, A., Serra, A.., Ribeiro, S., & Pinto, S. (2013). Competências-chave para coaprender e coinvestigar na era digital. In III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning. Lisboa:
Rede de Pesquisa Aberta COLEARN, pp. 1–33. Recuperado em 30 março. 2014 de: http://lead.uab.pt/OCS/index.php/CLB/club/paper/view/316
• Okada, A., Serra, A., Barros, D., Ribeiro, S.& Pinto, S. (2014).Competencias-clave para coaprender y coinvestigar en la era digital en entrornos abiertos y massivos. In A. Okada (Ed.), Recursos
Educacionais Abertos & Redes Sociais . EdUEMA, pp. 177-204.
• Perrenoud, P. (1995). Des savoirs aux competences: de quoi parle-t-on en parlant de competences? In in Pédagogie collégiale (Québec), Vol. 9, n° 1, octobre 1995, pp. 20-24. Recuperado em 30
março 2014 de: http://www.unige.ch/fapse/SSE/teachers/perrenoud/php_main/php_1995
• Selber, S. (2004). Multiliteracies for a Digital Age. Carbondale: Southern Illinois University Press.
• Senges, M., Brown, J. & Rheingold, H. (2008) Entrepreneurial learning in the networked age. How new learning environments foster entrepreneurship and innovation. Paradigms 1, December
2008, pp. 125-140. Recuperado em 22 março 2014, de: http://www.gencat.cat/diue/doc/doc_52863486_3.pdf
• Santaella, L. (2013). Comunicação ubíqua. Repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus.
• Silva, Bento & Ferreira, Maria da Conceição (2009). Interacção(ões) Online e categorias de análise sobre interacções: um diálogo em construção. In Bento D. Silva, Leandro S. Almeida, Alfonso
Barca & Manuel Peralbo (orgs.). Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, pp. 5780-5794
• Souza, K. & Silva, B. (2013a). Desenvolvimento de Inovações Pedagógicas para o Currículo de Empreendedorismo Digital em Portugal. In: Gomes, Mª. et. al. (orgs.), Atas da VIII Conferência
Internacional de TIC na Educação - Challenges 2013, Aprender a qualquer hora e em qualquer lugar. Braga: Centro de Competência TIC, pp. 699-714.
• Souza, K. & Silva, B. (2013b). Nativos Digitais: Atreve-te a empreender. In: Ferreira, C., Domingos, A. & Spínola, C., Atas do I Colóquio Cabo-Verdiano de Educação, “Nas pegadas das reformas
educativas”. Praia: Universidade de Cabo Verde, pp. 435-447.
• Tapia, A. & Ferreira, J. (2011). Competências Empreendedoras. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Lisboa - Portugal. Recuperado em 30 março 2014 de: http://www.tree-
institute.org/publica/ref%20formacao%20compet%20empreend%20IEFP.pdf
• UNESCO (2013). Currículo integrado para o Ensino Médio: das normas à prática transformadora In. Marilza Regattieri e Jane M. Castro Brasília (org.). Recuperado em 30 março2014 de:
http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this office/singleview/news/prototipos_curriculares_de_ensino_medio_e_ensino_medio_integrado_resumo_executivo/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
Rui Páscoa
 
Diisertação - Cultura digital e formação de Professores
Diisertação - Cultura digital e formação de ProfessoresDiisertação - Cultura digital e formação de Professores
Diisertação - Cultura digital e formação de Professores
sulesampaio
 
Tecnologias Digitais na Educação
Tecnologias Digitais na EducaçãoTecnologias Digitais na Educação
Tecnologias Digitais na Educação
Prof. JC
 
Relatório Social Good Brasil 2014 português
Relatório Social Good Brasil 2014 português Relatório Social Good Brasil 2014 português
Relatório Social Good Brasil 2014 português
Fernanda Bornhausen Sá
 
Apresentacao tic na educacao
Apresentacao   tic na educacaoApresentacao   tic na educacao
Apresentacao tic na educacao
Eduardo Becker Jr.
 
Tecnologias emergentes na sala de aula
Tecnologias emergentes na sala de aulaTecnologias emergentes na sala de aula
Tecnologias emergentes na sala de aula
Carlos Pinheiro
 
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
puerpolis.pe
 
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade CurricularO eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
Agrupamento de Escolas da Batalha
 
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
Agrupamento de Escolas da Batalha
 
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
Elizabeth Fantauzzi
 
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
clsilvaaaa
 
Tecnologias na sala de aula
Tecnologias na sala de aulaTecnologias na sala de aula
Tecnologias na sala de aula
Naira Delazari
 
O desafio de ensinar para as novas gerações
O desafio de ensinar para as novas geraçõesO desafio de ensinar para as novas gerações
O desafio de ensinar para as novas gerações
SEJUD
 

Mais procurados (13)

Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
Promoção da interculturalidade em elearning: uma atividade no Second Life®
 
Diisertação - Cultura digital e formação de Professores
Diisertação - Cultura digital e formação de ProfessoresDiisertação - Cultura digital e formação de Professores
Diisertação - Cultura digital e formação de Professores
 
Tecnologias Digitais na Educação
Tecnologias Digitais na EducaçãoTecnologias Digitais na Educação
Tecnologias Digitais na Educação
 
Relatório Social Good Brasil 2014 português
Relatório Social Good Brasil 2014 português Relatório Social Good Brasil 2014 português
Relatório Social Good Brasil 2014 português
 
Apresentacao tic na educacao
Apresentacao   tic na educacaoApresentacao   tic na educacao
Apresentacao tic na educacao
 
Tecnologias emergentes na sala de aula
Tecnologias emergentes na sala de aulaTecnologias emergentes na sala de aula
Tecnologias emergentes na sala de aula
 
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
Puerpolis ii apresentação i forum online medida iv
 
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade CurricularO eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
 
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
O eTwinning na Autonomia e Flexibilidade Curricular
 
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
Projeto Pedagógico Mind Lab - vol1
 
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
Ensinar e-aprender-no-mundo-digital-fasciculo-1-fundamentos-para-a-pratica-pe...
 
Tecnologias na sala de aula
Tecnologias na sala de aulaTecnologias na sala de aula
Tecnologias na sala de aula
 
O desafio de ensinar para as novas gerações
O desafio de ensinar para as novas geraçõesO desafio de ensinar para as novas gerações
O desafio de ensinar para as novas gerações
 

Semelhante a Letramento Digital

Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
UFPE
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
ricaselmavera
 
Me programa te_clara_coutinho
Me programa te_clara_coutinhoMe programa te_clara_coutinho
Me programa te_clara_coutinho
Ricardo Carvalho
 
Educação e era digital
Educação e era digital Educação e era digital
Educação e era digital
ejml
 
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto EducacionalAs Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptxTecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
MrioAndrDeOliveiraCr
 
Palestra TIC na educação
Palestra TIC na educaçãoPalestra TIC na educação
Palestra TIC na educação
Eduardo Becker Jr.
 
As mídias na prática docente
As mídias na prática docenteAs mídias na prática docente
As mídias na prática docente
Lydia Wanderley
 
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura DigitalFundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
Elizabeth Fantauzzi
 
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
SteCabedelo
 
Letramento digital
Letramento digitalLetramento digital
Letramento digital
Gilberto Souza
 
2
22
Informática na educação - 1
Informática na educação - 1Informática na educação - 1
Informática na educação - 1
rafael_neves
 
Apresentação Web Currículo 1
Apresentação Web Currículo 1Apresentação Web Currículo 1
Apresentação Web Currículo 1
Renata Aquino
 
Relatório crítico final
Relatório crítico finalRelatório crítico final
Relatório crítico final
Luisa1959
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
Juliana Baino
 
Conheca o instituto crescer apresentacao institucional
Conheca o instituto crescer apresentacao institucionalConheca o instituto crescer apresentacao institucional
Conheca o instituto crescer apresentacao institucional
Instituto Crescer
 
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_mTratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
IsabelPereira2010
 
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdfMarcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
Marcio Okabe
 
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Daniela Melaré
 

Semelhante a Letramento Digital (20)

Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
Os sentidos da tecnologia da informação na experiência educativa e design ...
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
 
Me programa te_clara_coutinho
Me programa te_clara_coutinhoMe programa te_clara_coutinho
Me programa te_clara_coutinho
 
Educação e era digital
Educação e era digital Educação e era digital
Educação e era digital
 
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto EducacionalAs Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
As Tecnologias de Informação e Comunicação no Contexto Educacional
 
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptxTecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
Tecnologias digitais na educação (apresentação piaget escola).pptx
 
Palestra TIC na educação
Palestra TIC na educaçãoPalestra TIC na educação
Palestra TIC na educação
 
As mídias na prática docente
As mídias na prática docenteAs mídias na prática docente
As mídias na prática docente
 
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura DigitalFundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
Fundamentos para a Prática Pedagógica na Cultura Digital
 
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
Ensinar e aprender no mundo digital - Fascículo 1
 
Letramento digital
Letramento digitalLetramento digital
Letramento digital
 
2
22
2
 
Informática na educação - 1
Informática na educação - 1Informática na educação - 1
Informática na educação - 1
 
Apresentação Web Currículo 1
Apresentação Web Currículo 1Apresentação Web Currículo 1
Apresentação Web Currículo 1
 
Relatório crítico final
Relatório crítico finalRelatório crítico final
Relatório crítico final
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
 
Conheca o instituto crescer apresentacao institucional
Conheca o instituto crescer apresentacao institucionalConheca o instituto crescer apresentacao institucional
Conheca o instituto crescer apresentacao institucional
 
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_mTratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
Tratar os media_por_tu_guia_pratico_de_ep_m
 
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdfMarcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
Marcio Okabe - Palestras para área de Educação e Origami (1).pdf
 
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
 

Mais de Karine Pinheiro

Educação pós-pademia
Educação pós-pademiaEducação pós-pademia
Educação pós-pademia
Karine Pinheiro
 
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
Karine Pinheiro
 
Oficina Escola Espaço de Reflexão
Oficina Escola Espaço de Reflexão Oficina Escola Espaço de Reflexão
Oficina Escola Espaço de Reflexão
Karine Pinheiro
 
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexãoComunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
Karine Pinheiro
 
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃOCeis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
Karine Pinheiro
 
Modelo de artigo
Modelo de artigoModelo de artigo
Modelo de artigo
Karine Pinheiro
 
Avaliação de aprendizagem
Avaliação de aprendizagemAvaliação de aprendizagem
Avaliação de aprendizagem
Karine Pinheiro
 
Didatica e conhecimento
Didatica e conhecimentoDidatica e conhecimento
Didatica e conhecimento
Karine Pinheiro
 
Corredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
Corredores Digitais - 26å Conferência AnprotecCorredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
Corredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
Karine Pinheiro
 
Didática - retrospectiva
Didática - retrospectivaDidática - retrospectiva
Didática - retrospectiva
Karine Pinheiro
 
Cidadeeducadora1
Cidadeeducadora1Cidadeeducadora1
Cidadeeducadora1
Karine Pinheiro
 
Carta aos professores
Carta aos professoresCarta aos professores
Carta aos professores
Karine Pinheiro
 
Fórum de Orientadores CREDE
Fórum de Orientadores CREDE Fórum de Orientadores CREDE
Fórum de Orientadores CREDE
Karine Pinheiro
 
Okada usp
Okada uspOkada usp
Okada usp
Karine Pinheiro
 
Competências para Coempreender
Competências para CoempreenderCompetências para Coempreender
Competências para Coempreender
Karine Pinheiro
 
Research Open University - Karine Pinheiro de Souza
Research Open University - Karine Pinheiro de SouzaResearch Open University - Karine Pinheiro de Souza
Research Open University - Karine Pinheiro de Souza
Karine Pinheiro
 
Reunião da REDE E-Criativa
Reunião da REDE E-CriativaReunião da REDE E-Criativa
Reunião da REDE E-Criativa
Karine Pinheiro
 
Empreendedorismomulheres
EmpreendedorismomulheresEmpreendedorismomulheres
Empreendedorismomulheres
Karine Pinheiro
 

Mais de Karine Pinheiro (18)

Educação pós-pademia
Educação pós-pademiaEducação pós-pademia
Educação pós-pademia
 
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
Aula 2 - Reflexões críticas sobre tecnologia educacional
 
Oficina Escola Espaço de Reflexão
Oficina Escola Espaço de Reflexão Oficina Escola Espaço de Reflexão
Oficina Escola Espaço de Reflexão
 
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexãoComunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
Comunidades virtuais - Escola Espaço de reflexão
 
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃOCeis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
Ceis - BORDER CROSSINGS: TERRITÓRIOS E FRONTEIRAS EM INVESTIGAÇÃO
 
Modelo de artigo
Modelo de artigoModelo de artigo
Modelo de artigo
 
Avaliação de aprendizagem
Avaliação de aprendizagemAvaliação de aprendizagem
Avaliação de aprendizagem
 
Didatica e conhecimento
Didatica e conhecimentoDidatica e conhecimento
Didatica e conhecimento
 
Corredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
Corredores Digitais - 26å Conferência AnprotecCorredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
Corredores Digitais - 26å Conferência Anprotec
 
Didática - retrospectiva
Didática - retrospectivaDidática - retrospectiva
Didática - retrospectiva
 
Cidadeeducadora1
Cidadeeducadora1Cidadeeducadora1
Cidadeeducadora1
 
Carta aos professores
Carta aos professoresCarta aos professores
Carta aos professores
 
Fórum de Orientadores CREDE
Fórum de Orientadores CREDE Fórum de Orientadores CREDE
Fórum de Orientadores CREDE
 
Okada usp
Okada uspOkada usp
Okada usp
 
Competências para Coempreender
Competências para CoempreenderCompetências para Coempreender
Competências para Coempreender
 
Research Open University - Karine Pinheiro de Souza
Research Open University - Karine Pinheiro de SouzaResearch Open University - Karine Pinheiro de Souza
Research Open University - Karine Pinheiro de Souza
 
Reunião da REDE E-Criativa
Reunião da REDE E-CriativaReunião da REDE E-Criativa
Reunião da REDE E-Criativa
 
Empreendedorismomulheres
EmpreendedorismomulheresEmpreendedorismomulheres
Empreendedorismomulheres
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 

Letramento Digital

  • 1. Letramento Digital Do encantamento a emancipação Karine Pinheiro de Souza Phd. Uminho Pesquisadora Colearn (Open/KMI-UK) COMID/ SECITECE
  • 2.
  • 3.
  • 6. A tecnologia está a serviço de quem ?? The Imitation Game - https://www.youtube.com/watch? v=MLFNgtyFK98 6
  • 7. Em 60 segundos, o que acontece? 7
  • 8.
  • 11. Não basta saber usar as tecnologias, desenvolver programas de acesso, novas formações e conteúdos, pois a educação precisa estar atrelada ao desenvolvimento de práticas sociais. Esta perspectiva pode ser evidenciada como uma prática situada, numa atitude crítica e transformadora.(Souza e Silva, 2013)
  • 12.
  • 13. Conecta, Cria, Compartilha, Colabora e Coopera, que adjetivamos como Geração C5
  • 14. Multiletramento Digital • Incorpora o Letramento digital • Demandam diferentes recursos ( visual/ som/ gestual/ animação/vídeo) • Fazer de diferentes formas. • Promover o engajamento dos estudantes, opiniões, experiências com foco nos cotidianos. • A tecnologia digital deixa de ser apenas Funcional ( ferramenta), além do artefato cultural ( questionadores – pensamento crítico), passa a promover produtores reflexivos de tecnologia digitais. ( Selber, 2004)
  • 16. Qual o desafio ? • Implicação com a realidade humana, num diálogo de busca das transformações sociais! • Multiletramentos que mobilizem 4 elementos: prática situada, instruções claras, construção de pensamento crítico e transformação prática. ( New London Group, 2005)
  • 17. "não há amanhã sem projeto, sem sonho, sem utopia, sem esperança, sem o trabalho de criação e o desenvolvimento de possibilidades que viabilizem a sua concretização” (Freire, 2001).
  • 19. As tecnologias e novas perspectivas educacionais empreendedoras 19
  • 22. Coempreender envolve a criatividade, a colaboração e numa perspectiva em rede. Souza, 2014 22
  • 23. Reinventar a escola e a cidade Reinventar a escola no mesmo movimento que busca reinventar a cidade e nela a comunidade como lugares de aprendizagens permanentes na perspectiva do aprofundamento da das liberdades. (MOLL, 2002-2003).
  • 24. Exemplos : A popularização da Ciência com o intuito de promover conhecimentos, habilidades e valores para a evolução científica. Mesa 1 – Prof. Okada e Prof. Vidal
  • 26. • Obrigada ! Vamos voar e sonhar ! • Karine Pinheiro ® • Kpinheiro.projetos@gmail.com • http://lattes.cnpq.br/8284202817095095
  • 27. • Abreu, N., Baldanza, R. & Gondim, S (2009). Os Grupos focais on-line: das reflexões conceituais à aplicação em ambiente virtual. In Journal of Information Systems and Technology Management , Vol. 6, No. 1, 2009, p. 05-24. Recuperado em 18 abril de 2014, de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-17752009000100002&lng=pt&nrm=iso • • Alberta Government (2010). Inspiring Education. A dialogue with Albertans. Recuperado em 7 fevereiro, 2013, de http://education.alberta.ca/media/7145083/inspiring%20education%20steering%20committee%20report.pdfAlberta Government (2010b). Inspiring Action on Education. Recuperado em 7 fevereiro, 2013, de: http://ideas.education.alberta.ca/media/2905/inspiringaction%20eng.pdf • Alberta Education (2011). Framework for Student Learning. Competencies for Engaged Thinkers and Ethical Citizens with an Entrepreneurial Spirit. Government of Alberta. Recuperado em 7 fevereiro 2013, de: http://www.education.alberta.ca/media/6581166/framework.pdf • Ausubel, D. (2003). Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano. • Bauman, Z. (2001). Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. • Bardin, L. (1995)Análise de Conteúdo. Edições 70. Lisboa: Portugal • Castells, M. (2002). A Sociedade em Rede. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. • Delors, J. (coord.) (1996). Educação, um tesouro a descobrir. Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre a Educação para o século XXI. Porto: Asa. • Dolabela, F. (2003). Pedagogia Empreendedora. São Paulo: Editora de Cultura. • EC - European Commission (2012). Entrepreneuship Education at School in Europe – National Strategies Curricula and Learning Outcomes. Bruxelas. Recuperado em 30 de março 2014, de: http://eacea.ec.europa.eu/education/eurydice/documents/thematic_reports/135EN.pdf • EC - European Commission (2009). Entrepreneurship in vocational education and training. Final report of the expert group. November, 2009. Recuperado em 30 de março 2014 de: • http://ec.europa.eu/enterprise/policies/sme/files/smes/vocational/entr_voca_en.pdf • EC - European Commission (2008). Digital Literacy - European Commission Working Paper and Recommendations from Digital Literacy High-Level Expert Group ( inclusion Be Part of It!). Recuperado em 20 dezembro 2008, de: http://ec.europa.eu/Information_society/events/e_inclusion/2008/doc • Lévy, P. (1998). A Inteligência Coletiva: por uma antroplogia do ciberespaço. São paulo: Edições Loyola. • Lévy, P. (2000). Filosofia Word: o mercado, o ciberespaço, a consciência. Lisboa: Instituto Piaget. • OCDE (2005) The definition and Selection of key Competencies. Recuperado em 30 março 2014 de: http://www.oecd.org/pisa/35070367.pdf • OCDE (2013). PISA 2015 DRAFT COLLABORATIVE PROBLEM SOLVING FRAMEWORK. Recuperado em 29 março 2013 de: • http://www.oecd.org/pisa/pisaproducts/Draft%20PISA%202015%20Collaborative%20Problem%20Solving%20Framework%20.pdf • Okada, A., Serra, A.., Ribeiro, S., & Pinto, S. (2013). Competências-chave para coaprender e coinvestigar na era digital. In III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning. Lisboa: Rede de Pesquisa Aberta COLEARN, pp. 1–33. Recuperado em 30 março. 2014 de: http://lead.uab.pt/OCS/index.php/CLB/club/paper/view/316 • Okada, A., Serra, A., Barros, D., Ribeiro, S.& Pinto, S. (2014).Competencias-clave para coaprender y coinvestigar en la era digital en entrornos abiertos y massivos. In A. Okada (Ed.), Recursos Educacionais Abertos & Redes Sociais . EdUEMA, pp. 177-204. • Perrenoud, P. (1995). Des savoirs aux competences: de quoi parle-t-on en parlant de competences? In in Pédagogie collégiale (Québec), Vol. 9, n° 1, octobre 1995, pp. 20-24. Recuperado em 30 março 2014 de: http://www.unige.ch/fapse/SSE/teachers/perrenoud/php_main/php_1995 • Selber, S. (2004). Multiliteracies for a Digital Age. Carbondale: Southern Illinois University Press. • Senges, M., Brown, J. & Rheingold, H. (2008) Entrepreneurial learning in the networked age. How new learning environments foster entrepreneurship and innovation. Paradigms 1, December 2008, pp. 125-140. Recuperado em 22 março 2014, de: http://www.gencat.cat/diue/doc/doc_52863486_3.pdf • Santaella, L. (2013). Comunicação ubíqua. Repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus. • Silva, Bento & Ferreira, Maria da Conceição (2009). Interacção(ões) Online e categorias de análise sobre interacções: um diálogo em construção. In Bento D. Silva, Leandro S. Almeida, Alfonso Barca & Manuel Peralbo (orgs.). Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, pp. 5780-5794 • Souza, K. & Silva, B. (2013a). Desenvolvimento de Inovações Pedagógicas para o Currículo de Empreendedorismo Digital em Portugal. In: Gomes, Mª. et. al. (orgs.), Atas da VIII Conferência Internacional de TIC na Educação - Challenges 2013, Aprender a qualquer hora e em qualquer lugar. Braga: Centro de Competência TIC, pp. 699-714. • Souza, K. & Silva, B. (2013b). Nativos Digitais: Atreve-te a empreender. In: Ferreira, C., Domingos, A. & Spínola, C., Atas do I Colóquio Cabo-Verdiano de Educação, “Nas pegadas das reformas educativas”. Praia: Universidade de Cabo Verde, pp. 435-447. • Tapia, A. & Ferreira, J. (2011). Competências Empreendedoras. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Lisboa - Portugal. Recuperado em 30 março 2014 de: http://www.tree- institute.org/publica/ref%20formacao%20compet%20empreend%20IEFP.pdf • UNESCO (2013). Currículo integrado para o Ensino Médio: das normas à prática transformadora In. Marilza Regattieri e Jane M. Castro Brasília (org.). Recuperado em 30 março2014 de: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this office/singleview/news/prototipos_curriculares_de_ensino_medio_e_ensino_medio_integrado_resumo_executivo/

Notas do Editor

  1. O que demarca a criação de novos setores, novos negócios, novas formas de estudar e conviver na Rede, por meio de fotos, vídeos, imagens, ícones e textos. As mais diversas necessidades, como o estar junto, compartilhar e colaborar, isso tudo é inerente ao homem no desejo de se comunicar, conectar e viver em comunidade, são inatos ao homem, apenas foram maximizados pelo advento da Internet (Putnam, 2000).
  2. Auto retrato - Pablo Picasso ( 1972 )