SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho de Física
MODELOS ATÔMICOS
Escola : Papa João Paulo l
Aluna: karine silva de jesus
N° 27
Série: 3° A
Leucipo e Demócrito
 Os primeiros que imaginaram a existência dos átomos foram os
filósofos gregos Leucipo e Demócrito em, aproximadamente, 450 a.C.
Segundo eles, tudo seria formado por minúsculas partículas
indivisíveis. Daí a origem do nome “átomo”, que vem do grego a (não)
e tomo (partes).
No entanto, essas ideias não puderam ser
comprovadas na época, constituindo-se
apenas como hipóteses. Assim, outras
teorias tomaram o seu lugar, e o
pensamento de que tudo seria composto
por átomos ficou esquecido durante uma
boa parte da história da humanidade.
Evolução dos modelos atômicos
 Mas no século XIX, alguns cientistas passaram a realizar testes
experimentais cada vez mais precisos graças aos avanços tecnológicos.
Com isso, não só se descobriu que tudo era realmente formado por
minúsculas partículas, mas também foi possível entender cada vez
mais sobre a estrutura atômica.
 Os cientistas usaram as informações descobertas por outros estudiosos
para desenvolver o modelo atômico. Dessa forma, as descobertas de
um cientista eram substituídas pelas de outros. Os conceitos que
estavam corretos permaneciam, mas os que comprovadamente não
eram reais passavam a ser abandonados. Assim, novos modelos
atômicos foram criados. Essa série de descobertas da estrutura atômica
até se chegar aos modelos aceitos hoje ficou conhecida como a
evolução do modelo atômico.
Dalton
 Em 1803, Dalton retomou as ideias de Leucipo e Demócrito e propôs o
seguinte:
“ A matéria é formada por átomos, que são partículas minúsculas,
maciças, esféricas e indivisíveis.”
 Esse modelo fazia uma analogia à estrutura de uma bola de bilhar.
Todos os átomos seriam assim, diferenciando-se somente pela massa,
tamanho e propriedades para formar elementos químicos diferentes.
Modelo atômico de Dalton baseado em
uma bola de bilhar
• Indivisível
• Indestrutível
• Maciças
• Esféricas
Tomson
 O filósofo Tales de Mileto já havia mostrado que quando atritamos âmbar com um
pedaço de lã, ele passa a atrair objetos leves. Porém, o modelo atômico de
Dalton não explicava esse fato: como a matéria neutra podia ficar elétrica.
 Assim, em 1897, o físico Joseph John Thomson (1856-1940) passou a trabalhar
com a ampola de Crookes, ou seja, um tubo onde gases eram submetidos a
voltagens elevadíssimas, produzindo raios catódicos. Quando se colocava um
campo elétrico externo, esses raios se desviavam em direção à placa positiva, o
que significava que o átomo teria partículas negativas, que ficaram denominadas
como elétrons.
 em 1903, Thomson modificou o modelo de Dalton, pois o átomo não seria maciço
nem indivisível. O seu modelo foi comparado como um “pudim de passas”
Modelo atômico de Tomson comparado a
um “pudim de passas”
• Elétrons
(- )
• Cargas carregadas positivamente
( + )
Rutherford
 Em 1911, o físico neozelandês Ernest Rutherford (1871-1937) realizou um
experimento em que ele bombardeou uma finíssima lâmina de ouro com
partículas alfa vindas do polônio radioativo. Ele observou que a maioria das
partículas atravessava a folha, o que significava que o átomo deveria ter imensos
espaços vazios.
 Algumas partículas eram rebatidas, o que seria explicado se o átomo tivesse um
núcleo pequeno e denso e, por fim, algumas partículas alfa sofriam um desvio em
sua trajetória, o que significava que o núcleo seria positivo, pois as partículas alfa
eram positivas e foram repelidas ao passar perto do núcleo.
Com isso, o modelo atômico de Rutherford defendeu o seguinte:
O átomo seria composto por um núcleo muito pequeno e de carga elétrica
positiva, que seria equilibrado por elétrons (partículas negativas), que
ficavam girando ao redor do núcleo, numa região periférica denominada
eletrosfera.
O átomo seria semelhante ao sistema solar, em que o núcleo representaria o
Sol e os elétrons girando ao redor do núcleo seriam os planetas.
Modelo atômico de Rutherford
• (+) Prótons
• (0)Nêutrons
• ( - ) elétrons
Em 1904, Rutherford descobriu que na verdade o núcleo era
composto por partículas positivas denominadas prótons e, em
1932, Chadwick descobriu que havia também partículas neutras
no núcleo que ajudavam a diminuir a repulsão entre os prótons.
Rutherford-Bohr
 O estudo dos espectros eletromagnéticos dos elementos pelo físico dinamarquês
Niels Bohr (1885-1962) permitiu adicionar algumas observações ao modelo de
Rutherford, por isso, o seu modelo passou a ser conhecido como modelo atômico
de Rutherford-Bohr:
 Só é permitido ao elétron ocupar níveis energéticos nos quais ele se
apresenta com valores de energia múltiplos inteiros de um fóton.
Modelo atômico de Rutherford-bohr
• (E) eletrons
• (N) nêutrons
• (P) prótons
As ideias sobre o que compõe o átomo continuam progredindo e
existem outros modelos atômicos mais modernos. Entretanto, o
modelo de Rutherford-Bohr explica a grande maioria dos
comportamentos do átomo.
Exercícios
1- O PRIMEIRO MODELO
CIENTÍFICO PARA O ÁTOMO
FOI PROPOSTO POR
DALTON EM 1808. ESTE
MODELO FOI COMPARADO
A:
A) ( ) UMA BOLA DE TÊNIS;
B) ( ) UMA BOLA DE
FUTEBOL;
C) ( )UMA BOLA DE PINGUE-
PONGUE;
D) ( × ) UMA BOLA DE
BILHAR;
E) ( ) UMA BEXIGA CHEIA
DE AR.
2- Relacione os nomes dos cientistas e filósofos apresentados na coluna à esquerda com suas
descobertas na coluna à direita:
a) Demócrito ( E ) Descobridor do nêutron.
b) Thomson (D ) Seu modelo atômico era semelhante a uma bola de bilhar.
c) Rutherford ( B ) Seu modelo atômico era semelhante a um “pudim de passas”.
d) Dalton ( A ) Foi o primeiro a utilizar a palavra átomo.
e) Chadwick ( C ) Criou um modelo para o átomo semelhante ao Sistema Solar.
3- (UFJF-MG) Associe as afirmações a seus respectivos responsáveis:
I- O átomo não é indivisível e a matéria possui propriedades elétricas (1897).
II- O átomo é uma esfera maciça (1808).
III- O átomo é formado por duas regiões denominadas núcleo e eletrosfera (1911).
a) ( ) I - Dalton, II - Rutherford, III - Thomson.
b) ( × ) I - Thomson, II - Dalton, III - Rutherford.
c) ( ) I - Dalton, II - Thomson, III - Rutherford.
d) ( ) I - Rutherford, II - Thomson, III - Dalton.
e) ( ) I - Thomson, II - Rutherford, III - Dalton.
4- Assinale a alternativa que completa melhor os espaços
apresentados na frase abaixo:
“O modelo de Rutherford propõe que o átomo seria composto por um
núcleo muito pequeno e de carga elétrica ..., que seria equilibrado
por …, de carga elétrica …, que ficavam girando ao redor do núcleo,
numa região periférica denominada ...”
a)( ) neutra, prótons, positiva e núcleo.
b) ( )positiva, elétrons, positiva, eletrosfera.
c) ( ) negativa, prótons, negativa, eletrosfera.
d) (× ) positiva, elétrons, negativa, eletrosfera.
e) ( ) negativa, prótons, negativa, núcleo.
5- (ESPM-SP)
O átomo de Rutherford (1911) foi comparado ao sistema
planetário (o núcleo atômico representa o sol e a
eletrosfera, os planetas):
Eletrosfera é a região do átomo que:
a)(×) contém as partículas de carga elétrica negativa.
b) ( )contém as partículas de carga elétrica positiva.
c) ( )contém nêutrons.
d) ( )concentra praticamente toda a massa do átomo.
e) ( )contém prótons e nêutrons.
6 - A respeito de um dos primeiros modelos atômicos propostos por
John Dalton, antecessor do modelo atômico Thomson, assinale a
alternativa correta:
a)( ) Para Dalton, os átomos apresentam estrutura interna de carga
positiva e pequenas partículas de carga negativa ao seu redor.
b) (×)Para Dalton, os átomos de uma mesma substância são
idênticos, esféricos e indivisíveis.
c) ( )Seu modelo atômico propõe a existência de uma eletrosfera ao
redor de um núcleo atômico de carga positiva.
d)( ) Seu modelo propõe que os elétrons orbitam o núcleo positivo
dos átomos em níveis de energia bem-definidos.
e)( ) Seu modelo propõe a existência de uma “nuvem” de elétrons
em volta do núcleo atômico
7- J. J. Thomson propôs um modelo atômico que lhe rendeu o prêmio
Nobel de Física em 1906. De acordo com esse modelo:
a) ()os elétrons e núcleos comportam-se probabilisticamente, estando
sujeitos às propriedades da Mecânica Quântica.
b)(×) os elétrons, de carga elétrica negativa, encontram-se espalhados
na superfície de uma carga positiva.
c) ()o átomo é indivisível e não apresenta qualquer estrutura interna.
d) ()os elétrons orbitam em torno de um núcleo denso de carga
elétrica positiva.
e)() os elétrons encontram-se espalhados em uma região muito maior
que o núcleo atômico, orbitando-o como os planetas orbitam o Sol.
Física - Calorimetria

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
TelmoMendes70
 
Lista 5 2014
Lista 5   2014Lista 5   2014
Lista 5 2014
profNICODEMOS
 
Evolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicosEvolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicos
Marivane Biazus
 
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d..."Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
Wander Amorim
 
Evolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo AtómicoEvolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo Atómico
713773
 
Atomo de bohr
Atomo de bohrAtomo de bohr
Modelos atômicos 1
Modelos atômicos 1Modelos atômicos 1
Modelos atômicos 1
vania2012
 
3º ano aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
3º ano   aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos3º ano   aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
3º ano aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015
Enio Silva De Lima
 
Rusumo 01 MODELOS ATÔMICOS
Rusumo 01  MODELOS ATÔMICOSRusumo 01  MODELOS ATÔMICOS
Rusumo 01 MODELOS ATÔMICOS
Ricardo Bruno Nunes
 
Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)
ct-esma
 
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas noEvolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
Pablo Vasconcelos
 
O átomo
O átomoO átomo
Resumo conceitos fundamentais e teorias atomicas
Resumo   conceitos fundamentais e teorias atomicasResumo   conceitos fundamentais e teorias atomicas
Resumo conceitos fundamentais e teorias atomicas
Profª Alda Ernestina
 
Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicosEvolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
Patrícia Morais
 
Evolução da Teoria Atômica
Evolução da Teoria AtômicaEvolução da Teoria Atômica
Evolução da Teoria Atômica
Jubiana Gomes
 
O átomo
O átomoO átomo
9º aula
9º aula9º aula
9º aula
bioontheweb
 
Slides evolução do modelo atômico
Slides  evolução do modelo atômicoSlides  evolução do modelo atômico
Slides evolução do modelo atômico
elismarafernandes
 
Aula estrutura atomica
Aula estrutura atomicaAula estrutura atomica
Aula estrutura atomica
dandias5
 

Mais procurados (20)

Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
 
Lista 5 2014
Lista 5   2014Lista 5   2014
Lista 5 2014
 
Evolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicosEvolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicos
 
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d..."Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
"Do átomo pré-socrático às novas partículas elementares: Uma breve historia d...
 
Evolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo AtómicoEvolução do Modelo Atómico
Evolução do Modelo Atómico
 
Atomo de bohr
Atomo de bohrAtomo de bohr
Atomo de bohr
 
Modelos atômicos 1
Modelos atômicos 1Modelos atômicos 1
Modelos atômicos 1
 
3º ano aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
3º ano   aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos3º ano   aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
3º ano aulas 01 e 02 - evolução dos modelos atômicos
 
Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015
 
Rusumo 01 MODELOS ATÔMICOS
Rusumo 01  MODELOS ATÔMICOSRusumo 01  MODELOS ATÔMICOS
Rusumo 01 MODELOS ATÔMICOS
 
Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)
 
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas noEvolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
Evolução dos modelos atômicos e analogias empregadas no
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Resumo conceitos fundamentais e teorias atomicas
Resumo   conceitos fundamentais e teorias atomicasResumo   conceitos fundamentais e teorias atomicas
Resumo conceitos fundamentais e teorias atomicas
 
Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicosEvolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
 
Evolução da Teoria Atômica
Evolução da Teoria AtômicaEvolução da Teoria Atômica
Evolução da Teoria Atômica
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
9º aula
9º aula9º aula
9º aula
 
Slides evolução do modelo atômico
Slides  evolução do modelo atômicoSlides  evolução do modelo atômico
Slides evolução do modelo atômico
 
Aula estrutura atomica
Aula estrutura atomicaAula estrutura atomica
Aula estrutura atomica
 

Semelhante a Física - Calorimetria

Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012
Matheus Oliveira Santana
 
Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010
Coc2010
 
Evolução dos modelos atômicos.docx
Evolução dos modelos atômicos.docxEvolução dos modelos atômicos.docx
Evolução dos modelos atômicos.docx
ColEstPolivalenteGoi
 
Estrutura atômica para apresntação
Estrutura atômica para apresntaçãoEstrutura atômica para apresntação
Estrutura atômica para apresntação
simone1444
 
Evolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicosEvolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicos
Emmanuel De Mello Nogueira
 
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃOATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ORISVALDO SANTANA
 
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
Samuca Love
 
Modelos
 Modelos Modelos
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
joana bolsi
 
Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)
Karol Maia
 
Modelo atômico
Modelo atômicoModelo atômico
Modelo atômico
Davi Gonçalves Valério
 
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesssApresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
marioaraujorosas1
 
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Juliane Vieira
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
ProfªThaiza Montine
 
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
Modelos  atômicos 2013   objetivo ituveravaModelos  atômicos 2013   objetivo ituverava
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
José Marcelo Cangemi
 
Modelos atõmicos
Modelos atõmicosModelos atõmicos
Modelos atõmicos
Katharina Fernandes
 
Modelos atômicos 2013 coc
Modelos  atômicos 2013   cocModelos  atômicos 2013   coc
Modelos atômicos 2013 coc
José Marcelo Cangemi
 
132
132132
09 ampliacao unidade_2
09 ampliacao unidade_209 ampliacao unidade_2
09 ampliacao unidade_2
Fernanda Boff
 

Semelhante a Física - Calorimetria (20)

Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012Estrutura atomica 2012
Estrutura atomica 2012
 
Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010
 
Evolução dos modelos atômicos.docx
Evolução dos modelos atômicos.docxEvolução dos modelos atômicos.docx
Evolução dos modelos atômicos.docx
 
Estrutura atômica para apresntação
Estrutura atômica para apresntaçãoEstrutura atômica para apresntação
Estrutura atômica para apresntação
 
Evolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicosEvolução dos modelos atômicos
Evolução dos modelos atômicos
 
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃOATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
ATOMÍSTICA-INTRODUÇÃO
 
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
01 20 in_c3_a_dcio_20dos_20modelos_20at_c3_b4micos_20i
 
Modelos
 Modelos Modelos
Modelos
 
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
 
Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)Modelos atômicos ( 2 ano)
Modelos atômicos ( 2 ano)
 
Modelo atômico
Modelo atômicoModelo atômico
Modelo atômico
 
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesssApresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
Apresentação1.pptx fisica das radiaçõesss
 
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Química - Número Atômico - Vídeo Aula
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Estrutura atômica
Estrutura atômica Estrutura atômica
Estrutura atômica
 
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
Modelos  atômicos 2013   objetivo ituveravaModelos  atômicos 2013   objetivo ituverava
Modelos atômicos 2013 objetivo ituverava
 
Modelos atõmicos
Modelos atõmicosModelos atõmicos
Modelos atõmicos
 
Modelos atômicos 2013 coc
Modelos  atômicos 2013   cocModelos  atômicos 2013   coc
Modelos atômicos 2013 coc
 
132
132132
132
 
09 ampliacao unidade_2
09 ampliacao unidade_209 ampliacao unidade_2
09 ampliacao unidade_2
 

Mais de Vania Lima "Somos Físicos"

Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica   Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Energia Calorífica
Física - Energia CaloríficaFísica - Energia Calorífica
Física - Energia Calorífica
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica   "Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
Vania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Marie Curie
"Somos Físicos" Marie Curie"Somos Físicos" Marie Curie
"Somos Físicos" Marie Curie
Vania Lima "Somos Físicos"
 

Mais de Vania Lima "Somos Físicos" (20)

Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica   Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
 
Física - Energia Calorífica
Física - Energia CaloríficaFísica - Energia Calorífica
Física - Energia Calorífica
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
 
"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água
 
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
 
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica   "Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
 
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
 
"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
"Somos Físicos" Marie Curie
"Somos Físicos" Marie Curie"Somos Físicos" Marie Curie
"Somos Físicos" Marie Curie
 

Último

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 

Último (20)

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 

Física - Calorimetria

  • 1. Trabalho de Física MODELOS ATÔMICOS Escola : Papa João Paulo l Aluna: karine silva de jesus N° 27 Série: 3° A
  • 2. Leucipo e Demócrito  Os primeiros que imaginaram a existência dos átomos foram os filósofos gregos Leucipo e Demócrito em, aproximadamente, 450 a.C. Segundo eles, tudo seria formado por minúsculas partículas indivisíveis. Daí a origem do nome “átomo”, que vem do grego a (não) e tomo (partes). No entanto, essas ideias não puderam ser comprovadas na época, constituindo-se apenas como hipóteses. Assim, outras teorias tomaram o seu lugar, e o pensamento de que tudo seria composto por átomos ficou esquecido durante uma boa parte da história da humanidade.
  • 3. Evolução dos modelos atômicos  Mas no século XIX, alguns cientistas passaram a realizar testes experimentais cada vez mais precisos graças aos avanços tecnológicos. Com isso, não só se descobriu que tudo era realmente formado por minúsculas partículas, mas também foi possível entender cada vez mais sobre a estrutura atômica.  Os cientistas usaram as informações descobertas por outros estudiosos para desenvolver o modelo atômico. Dessa forma, as descobertas de um cientista eram substituídas pelas de outros. Os conceitos que estavam corretos permaneciam, mas os que comprovadamente não eram reais passavam a ser abandonados. Assim, novos modelos atômicos foram criados. Essa série de descobertas da estrutura atômica até se chegar aos modelos aceitos hoje ficou conhecida como a evolução do modelo atômico.
  • 4. Dalton  Em 1803, Dalton retomou as ideias de Leucipo e Demócrito e propôs o seguinte: “ A matéria é formada por átomos, que são partículas minúsculas, maciças, esféricas e indivisíveis.”  Esse modelo fazia uma analogia à estrutura de uma bola de bilhar. Todos os átomos seriam assim, diferenciando-se somente pela massa, tamanho e propriedades para formar elementos químicos diferentes.
  • 5. Modelo atômico de Dalton baseado em uma bola de bilhar • Indivisível • Indestrutível • Maciças • Esféricas
  • 6. Tomson  O filósofo Tales de Mileto já havia mostrado que quando atritamos âmbar com um pedaço de lã, ele passa a atrair objetos leves. Porém, o modelo atômico de Dalton não explicava esse fato: como a matéria neutra podia ficar elétrica.  Assim, em 1897, o físico Joseph John Thomson (1856-1940) passou a trabalhar com a ampola de Crookes, ou seja, um tubo onde gases eram submetidos a voltagens elevadíssimas, produzindo raios catódicos. Quando se colocava um campo elétrico externo, esses raios se desviavam em direção à placa positiva, o que significava que o átomo teria partículas negativas, que ficaram denominadas como elétrons.  em 1903, Thomson modificou o modelo de Dalton, pois o átomo não seria maciço nem indivisível. O seu modelo foi comparado como um “pudim de passas”
  • 7. Modelo atômico de Tomson comparado a um “pudim de passas” • Elétrons (- ) • Cargas carregadas positivamente ( + )
  • 8. Rutherford  Em 1911, o físico neozelandês Ernest Rutherford (1871-1937) realizou um experimento em que ele bombardeou uma finíssima lâmina de ouro com partículas alfa vindas do polônio radioativo. Ele observou que a maioria das partículas atravessava a folha, o que significava que o átomo deveria ter imensos espaços vazios.  Algumas partículas eram rebatidas, o que seria explicado se o átomo tivesse um núcleo pequeno e denso e, por fim, algumas partículas alfa sofriam um desvio em sua trajetória, o que significava que o núcleo seria positivo, pois as partículas alfa eram positivas e foram repelidas ao passar perto do núcleo.
  • 9. Com isso, o modelo atômico de Rutherford defendeu o seguinte: O átomo seria composto por um núcleo muito pequeno e de carga elétrica positiva, que seria equilibrado por elétrons (partículas negativas), que ficavam girando ao redor do núcleo, numa região periférica denominada eletrosfera. O átomo seria semelhante ao sistema solar, em que o núcleo representaria o Sol e os elétrons girando ao redor do núcleo seriam os planetas.
  • 10. Modelo atômico de Rutherford • (+) Prótons • (0)Nêutrons • ( - ) elétrons
  • 11. Em 1904, Rutherford descobriu que na verdade o núcleo era composto por partículas positivas denominadas prótons e, em 1932, Chadwick descobriu que havia também partículas neutras no núcleo que ajudavam a diminuir a repulsão entre os prótons.
  • 12. Rutherford-Bohr  O estudo dos espectros eletromagnéticos dos elementos pelo físico dinamarquês Niels Bohr (1885-1962) permitiu adicionar algumas observações ao modelo de Rutherford, por isso, o seu modelo passou a ser conhecido como modelo atômico de Rutherford-Bohr:  Só é permitido ao elétron ocupar níveis energéticos nos quais ele se apresenta com valores de energia múltiplos inteiros de um fóton.
  • 13. Modelo atômico de Rutherford-bohr • (E) eletrons • (N) nêutrons • (P) prótons
  • 14. As ideias sobre o que compõe o átomo continuam progredindo e existem outros modelos atômicos mais modernos. Entretanto, o modelo de Rutherford-Bohr explica a grande maioria dos comportamentos do átomo.
  • 15. Exercícios 1- O PRIMEIRO MODELO CIENTÍFICO PARA O ÁTOMO FOI PROPOSTO POR DALTON EM 1808. ESTE MODELO FOI COMPARADO A: A) ( ) UMA BOLA DE TÊNIS; B) ( ) UMA BOLA DE FUTEBOL; C) ( )UMA BOLA DE PINGUE- PONGUE; D) ( × ) UMA BOLA DE BILHAR; E) ( ) UMA BEXIGA CHEIA DE AR.
  • 16. 2- Relacione os nomes dos cientistas e filósofos apresentados na coluna à esquerda com suas descobertas na coluna à direita: a) Demócrito ( E ) Descobridor do nêutron. b) Thomson (D ) Seu modelo atômico era semelhante a uma bola de bilhar. c) Rutherford ( B ) Seu modelo atômico era semelhante a um “pudim de passas”. d) Dalton ( A ) Foi o primeiro a utilizar a palavra átomo. e) Chadwick ( C ) Criou um modelo para o átomo semelhante ao Sistema Solar. 3- (UFJF-MG) Associe as afirmações a seus respectivos responsáveis: I- O átomo não é indivisível e a matéria possui propriedades elétricas (1897). II- O átomo é uma esfera maciça (1808). III- O átomo é formado por duas regiões denominadas núcleo e eletrosfera (1911). a) ( ) I - Dalton, II - Rutherford, III - Thomson. b) ( × ) I - Thomson, II - Dalton, III - Rutherford. c) ( ) I - Dalton, II - Thomson, III - Rutherford. d) ( ) I - Rutherford, II - Thomson, III - Dalton. e) ( ) I - Thomson, II - Rutherford, III - Dalton.
  • 17. 4- Assinale a alternativa que completa melhor os espaços apresentados na frase abaixo: “O modelo de Rutherford propõe que o átomo seria composto por um núcleo muito pequeno e de carga elétrica ..., que seria equilibrado por …, de carga elétrica …, que ficavam girando ao redor do núcleo, numa região periférica denominada ...” a)( ) neutra, prótons, positiva e núcleo. b) ( )positiva, elétrons, positiva, eletrosfera. c) ( ) negativa, prótons, negativa, eletrosfera. d) (× ) positiva, elétrons, negativa, eletrosfera. e) ( ) negativa, prótons, negativa, núcleo.
  • 18. 5- (ESPM-SP) O átomo de Rutherford (1911) foi comparado ao sistema planetário (o núcleo atômico representa o sol e a eletrosfera, os planetas): Eletrosfera é a região do átomo que: a)(×) contém as partículas de carga elétrica negativa. b) ( )contém as partículas de carga elétrica positiva. c) ( )contém nêutrons. d) ( )concentra praticamente toda a massa do átomo. e) ( )contém prótons e nêutrons.
  • 19. 6 - A respeito de um dos primeiros modelos atômicos propostos por John Dalton, antecessor do modelo atômico Thomson, assinale a alternativa correta: a)( ) Para Dalton, os átomos apresentam estrutura interna de carga positiva e pequenas partículas de carga negativa ao seu redor. b) (×)Para Dalton, os átomos de uma mesma substância são idênticos, esféricos e indivisíveis. c) ( )Seu modelo atômico propõe a existência de uma eletrosfera ao redor de um núcleo atômico de carga positiva. d)( ) Seu modelo propõe que os elétrons orbitam o núcleo positivo dos átomos em níveis de energia bem-definidos. e)( ) Seu modelo propõe a existência de uma “nuvem” de elétrons em volta do núcleo atômico
  • 20. 7- J. J. Thomson propôs um modelo atômico que lhe rendeu o prêmio Nobel de Física em 1906. De acordo com esse modelo: a) ()os elétrons e núcleos comportam-se probabilisticamente, estando sujeitos às propriedades da Mecânica Quântica. b)(×) os elétrons, de carga elétrica negativa, encontram-se espalhados na superfície de uma carga positiva. c) ()o átomo é indivisível e não apresenta qualquer estrutura interna. d) ()os elétrons orbitam em torno de um núcleo denso de carga elétrica positiva. e)() os elétrons encontram-se espalhados em uma região muito maior que o núcleo atômico, orbitando-o como os planetas orbitam o Sol.