SlideShare uma empresa Scribd logo
SUMÁRIO




APRESENTAÇÃO .....................................................................................                23

CAPÍTULO 1 - A CONTABILIDADE E O PATRIMÔNIO EMPRESA-
RIAL ..........................................................................................................   25
1.    ASPECTOS CONCEITUAIS DA CONTABILIDADE..........................                                             25
      1.1. Objeto e objetivo ......................................................................               25
2.    A QUEM SE APLICA A CONTABILIDADE .......................................                                    26
3.    INFORMAÇÕES GERADAS PELA CONTABILIDADE......................                                                26
      3.1. Demonstrações contábeis obrigatórias .....................................                             27
           3.1.1. Outras demonstrações contábeis obrigatórias ..............                                      27
           3.1.2. Inclusão da DLPA na Demonstração das Mutações do
                  Patrimônio Líquido ......................................................                       28
           3.1.3. Aspectos formais das demonstrações ...........................                                  28
4.    USUÁRIOS DA CONTABILIDADE ....................................................                              29
      4.1. Usuários internos .....................................................................                29
      4.2. Usuários externos .....................................................................                29
5.    RESPONSABILIDADES DOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE                                                        30
6.    PATRIMÔNIO EMPRESARIAL ..........................................................                           31
      6.1. Conceito de patrimônio ...........................................................                     31
      6.2. Conceituando um pouco mais .................................................                           33
           6.2.1. “Passivo não exigível” ..................................................                       33
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
     6                                                                       Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



         6.3. Balanço Patrimonial .................................................................             34
              6.3.1. Estrutura do balanço patrimonial ................................                          35
7.       CONCEITO DE “EXERCÍCIO SOCIAL” ...........................................                             37
8.       RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                  37
9.       ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................                38

CAPÍTULO 2 - PRINCÍPIOS CONTÁBEIS .............................................                                 41
1.  PRINCÍPIOS DE CONTABILIDADE ..................................................                              42
2.  NÃO OBSERVÂNCIA DOS PRINCÍPIOS DE CONTABILIDADE -
    PENALIDADES IMPOSTAS AOS CONTABILISTAS ..........................                                           43
3. PRINCÍPIO DA ENTIDADE ..............................................................                         43
4. PRINCÍPIO DA CONTINUIDADE ....................................................                               44
5. PRINCÍPIO DA OPORTUNIDADE ....................................................                               44
    5.1. Integridade e tempestividade ...................................................                       44
6. PRINCÍPIO DO REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL ....................                                               45
    6.1. Aspectos relacionados à atualização monetária........................                                  46
7. PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA ......................................................                              47
8. PRINCÍPIO DA PRUDÊNCIA ............................................................                          47
9. RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                        48
10. ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................                     49

CAPÍTULO 3 - ENTENDENDO AS CONTAS (ATIVO, PASSIVO, RE-
CEITAS, CUSTOS E DESPESAS) ............................................................                         51

I - O “NOVO” BALANÇO PATRIMONIAL ..............................................                                 51
1.       AS CONTAS NO BALANÇO PATRIMONIAL ....................................                                  51
2.       NOVOS GRUPOS DE CONTAS NO BALANÇO PATRIMONIAL ......                                                   51
         2.1. Ativo .........................................................................................   52
              2.1.1. Efeitos da exclusão do ativo diferido............................                          52
         2.2. Passivo ......................................................................................    53
              2.2.1. Efeitos da exclusão do grupo “resultado de exercício
                       futuro” ..........................................................................       54
         2.3. Classificação dos bens e direitos, no balanço, segundo o ciclo
              operacional ...............................................................................       54
3.       ALGUNS REFLEXOS DAS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS NOS
         GRUPOS DE CONTAS DO ATIVO E DO PASSIVO ...........................                                     54
SUMÁRIO
                                                                                                            7

     3.1. Consolidação das demonstrações financeiras ..........................                             54
     3.2. Consórcio de empresas .............................................................               55
4.   AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL .......................................                               55
5.   APLICAÇÕES EM INSTRUMENTOS FINANCEIROS - CRITÉRIO
     DE AVALIAÇÃO .................................................................................         55

II - ESTRUTURA E CONTEÚDO DO BALANÇO PATRIMONIAL ........                                                   56
1.   INTRODUÇÃO ..................................................................................          56
2.   IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS...............                                               56
3.   FREQUÊNCIA NA APRESENTAÇÃO ...............................................                             57
4.   BALANÇO PATRIMONIAL - SEGREGAÇÃO ENTRE CIRCULAN-
     TE E NÃO CIRCULANTE..................................................................                  58
     4.1. Ativo circulante e não circulante ..............................................                  59
          4.1.1. Ciclo operacional..........................................................                59
     4.2. Passivo circulante e não circulante ...........................................                   60
          4.2.1. Hipóteses de classificação - Dívidas de longo prazo
                   como passivo circulante ...............................................                  60
          4.2.2. Eventos que devem ser divulgados em nota explicativa                                       61
5.   INFORMAÇÕES A SEREM APRESENTADAS NO PRÓPRIO BA-
     LANÇO PATRIMONIAL.....................................................................                 62
     5.1. Adoção de rubricas adicionais ..................................................                  63
     5.2. Impostos diferidos ....................................................................           64
6.   DETALHAMENTO OU SUBCLASSIFICAÇÕES DE ITENS DO BA-
     LANÇO...............................................................................................   64
     6.1. Ativo .........................................................................................   65
          6.1.1. Ativo circulante ............................................................              65
          6.1.2. Ativos não circulantes ..................................................                  66
     6.2. Passivo ......................................................................................    67
          6.2.1. Passivo circulante .........................................................               67
          6.2.2. Outros passivos e provisões..........................................                      68
          6.2.3. Passivo não circulante ..................................................                  68
     6.3. Patrimônio líquido ...................................................................            68

III - RECEITA, CUSTO E DESPESA ........................................................                     68
1.   DEFINIÇÕES .....................................................................................       68
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
     8                                                                         Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



2.       PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA ......................................................                           69
         2.1. Recebimentos e pagamentos antecipados.................................                               70
         2.2. Despesas incorridas ..................................................................               71
              2.2.1. Exemplo .......................................................................               71
3.       RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                     72
4.       ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................                   73

CAPÍTULO 4 - ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES (ESTOQUES,
PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS, DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO
PROVISÕES) ............................................................................................            75

I - AVALIAÇÃO DE ESTOQUES ..............................................................                           75
1.       MERCADORIAS PARA REVENDA E MATÉRIAS-PRIMAS INDUS-
         TRIAIS ................................................................................................   76
2.       CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ESTOQUE ....................................                                    77
3.       INEXISTÊNCIA DE REGISTRO PERMANENTE DE ESTOQUES ....                                                      78
4.       PRODUTOS ACABADOS E EM ELABORAÇÃO ...............................                                         78
5.       AVALIAÇÃO DOS ESTOQUES DE PRODUTOS COM BASE EM
         CONTABILIDADE DE CUSTOS ........................................................                          79
6.       ESTOQUES DE PRODUTOS RURAIS................................................                               80

II - AVALIAÇÃO DE INVESTIMENTOS EM PARTICIPAÇÕES SOCIE-
TÁRIAS PELO MÉTODO DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL ...........                                                         80
1.       CONCEITO DE MEP .........................................................................                 80
2.       APLICAÇÃO E EXCEÇÕES ...............................................................                      81
3.       DEFINIÇÕES .....................................................................................          81
         3.1. Demonstrações separadas .........................................................                    83
4.       INFLUÊNCIA SIGNIFICATIVA .........................................................                        83
         4.1. Situações possíveis que evidenciam a existência de influência
              significativa ..............................................................................         84
         4.2. Instrumentos que conferem à entidade poder de voto adicional                                         84
              4.2.1. Fatores que interferem no exercício potencial de voto                                         85
         4.3. Perda de influência significativa ...............................................                    85
5.       RECONHECIMENTO INICIAL DO INVESTIMENTO - UTILIZA-
         ÇÃO DO CUSTO................................................................................              85
SUMÁRIO
                                                                                                               9

6.    APLICAÇÃO DO MEP .......................................................................                 86
7.    A QUESTÃO DO RECEBIMENTO DE DIVIDENDOS COMO MEN-
      SURAÇÃO DO RESULTADO OBTIDO ..............................................                               87
8.    SUSPENSÃO DO MEP .......................................................................                 88
9.    DESCARACTERIZAÇÃO DO MEP - REFLEXOS NA CONTABILI-
      DADE .................................................................................................   89
10.   COLIGADA COM INVESTIMENTOS EM CONTROLADAS, CO-
      LIGADAS OU PARTICIPAÇÕES EM EMPREENDIMENTOS SOB
      CONTROLE CONJUNTO ..................................................................                     89
11.   TRANSAÇÕES ASCENDENTES E DESCENDENTES ENTRE
      CONTROLADORA E CONTROLADA, CONTROLADA E CON-
      TROLADORA E ENTRE AS CONTROLADAS DO MESMO GRUPO
      ECONÔMICO ....................................................................................           90
12.   MOMENTO A PARTIR DO QUAL SE CONTABILIZA O INVESTI-
      MENTO PELO MEP ...........................................................................               91
      12.1. Ajustes a serem feitos pela investida e pelo investidor.............                               91
      12.2. Demonstrações contábeis a serem utilizadas no MEP ..............                                   91
      12.3. Utilização de políticas contábeis uniformes .............................                          92
      12.4. Ações preferenciais em poder de outras partes ........................                             92
      12.5. Prejuízo do período igual ou maior que o saldo contábil da
            participação ..............................................................................        93
13.   PERDAS POR REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL (IMPAIR-
      MENT) ................................................................................................   94
      13.1. A questão do ágio fundamentado em rentabilidade futura ......                                      94
14.   DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS SEPARADAS................................                                        96
15.   DIVULGAÇÕES OBRIGATÓRIAS QUE ENVOLVEM O MEP ...........                                                  96
      15.1. Contabilização dos investimentos como ativo não circulante..                                       97
      15.2. Passivos contingentes ...............................................................              98

III - AVALIAÇÃO DE INVESTIMENTOS PELO MÉTODO DO CUSTO                                                          98

IV - DEPRECIAÇÃO DE BENS DO ATIVO IMOBILIZADO ..................                                               99
1.    DEPRECIAÇÃO ................................................................................. 99
2.    DEPRECIAÇÃO ACUMULADA......................................................... 99
3.    DEPRECIAÇÃO ACELERADA .......................................................... 100
4.    ESCOLHA DO MÉTODO DE DEPRECIAÇÃO ................................. 101
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 10                                                                       Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



5.  APLICAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO A TODAS AS PESSOAS JURÍ-
    DICAS ................................................................................................   101
6. CONDIÇÕES PARA DEDUTIBILIDADE DA DEPRECIAÇÃO
    COMO DESPESA OU CUSTO ...........................................................                        102
7. BENS DEPRECIÁVEIS PERANTE A LEGISLAÇÃO DO IMPOSTO
    DE RENDA .........................................................................................       104
8. BENS NÃO DEPRECIÁVEIS ..............................................................                      106
    8.1. Como proceder quando o registro contábil de imóvel cons-
         truído agregar o valor da construção ao do terreno? ...............                                 106
9. BENS NÃO SUJEITOS A REGISTRO NO ATIVO IMOBILIZADO -
    REGISTRO DIRETO COMO DESPESA .............................................                               107
10. AMORTIZAÇÃO ................................................................................             108

V - PROVISÕES ........................................................................................       109
1. CONTABILIZAÇÃO DA PROVISÃO .................................................                              110
2. PROVISÕES DEDUTÍVEIS.................................................................                     110
3. PROVISÕES INDEDUTÍVEIS ............................................................                       111
4. PROVISÃO PARA O IMPOSTO DE RENDA E PARA A CONTRI-
     BUIÇÃO SOCIAL ...............................................................................           112
5. RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                     113
6. ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................                   114

CAPÍTULO 5 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁ-
BEIS........................................................................................................... 115

I - ASPECTOS INTRODUTÓRIOS ..........................................................                        116
1. INTRODUÇÃO ..................................................................................             116
2. APLICAÇÃO ......................................................................................          116
3. EXCEÇÕES ........................................................................................         116
4. ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS E ENTIDADES SEM CAPI-
     TAL PRÓPRIO ....................................................................................        116
5. ALGUMAS DEFINIÇÕES ..................................................................                     117
     5.1. Utilização de outros termos......................................................                  120
     5.2. Termos utilizados em outros Pronunciamentos .......................                                120

II - FINALIDADE, CONSIDERAÇÕES E PEÇAS QUE COMPÕEM AS
DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS .......................................................... 120
1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 120
SUMÁRIO
                                                                                                            11

2.  FINALIDADE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS .....................                                            121
3.  CONJUNTO COMPLETO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ....                                                       121
    3.1. Relatório da administração e outros relatórios .........................                           122
4. APRESENTAÇÃO APROPRIADA EM CONFORMIDADE COM AS
    PRÁTICAS CONTÁBEIS BRASILEIRAS.............................................                             123
    4.1. Demonstrações contábeis em conformidade com os Pronun-
          ciamentos, Interpretações e Orientações do CPC ....................                               123
    4.2. Representação apropriada das demonstrações contábeis .........                                     123
    4.3. Utilização de políticas contábeis inadequadas .........................                            124
    4.4. Divulgações necessárias quando a entidade não aplicar um
          requisito necessário ..................................................................           124
    4.5. Conclusões enganosas tendo como base um requisito de Pro-
          nunciamento, Interpretação ou Orientação .............................                            125
    4.6. Item de informação versus objeto das demonstrações contábeis                                       126
5. CONTINUIDADE ..............................................................................              127
6. REGIME DE COMPETÊNCIA ...........................................................                        128
7. MATERIALIDADE E AGREGAÇÃO ..................................................                             128
8. COMPENSAÇÃO DE VALORES ........................................................                          129
9. FREQUÊNCIA DE APRESENTAÇÃO DE DEMONSTRAÇÕES
    CONTÁBEIS .......................................................................................       130
10. INFORMAÇÃO COMPARATIVA .......................................................                          130
    10.1. Apresentação das demonstrações contábeis - Quantidade mí-
          nima..........................................................................................    130
    10.2. Reclassificação dos montantes apresentados para fins compa-
          rativos .......................................................................................   131
    10.3. Reclassificação dos montantes - Impossibilidade .....................                             132
11. CONSISTÊNCIA DE APRESENTAÇÃO ............................................                               132

III - IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E ES-
TRUTURA E CONTÉUDO DO BALANÇO PATRIMONIAL .................. 133
1.    INTRODUÇÃO ..................................................................................         133
2.    IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS...............                                              134
      2.1. Identificação da demonstração contábil e respectivas notas
           explicativas ...............................................................................     134
      2.2. Apresentação em milhares ou milhões .....................................                        135
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 12                                                                       Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



3.    INFORMAÇÃO A SER APRESENTADA NO BALANÇO PATRI-
      MONIAL ............................................................................................     135
      3.1. Ordem ou formato utilizados na apresentação das contas pa-
           trimoniais .................................................................................       136
      3.2. Contas adicionais .....................................................................            137
4.    DISTINÇÃO ENTRE CIRCULANTE E NÃO CIRCULANTE ............                                                138
      4.1. Ciclo operacional .....................................................................            138
      4.2. Ordem crescente ou decrescente de liquidez ...........................                             138
      4.3. Datas previstas para a realização de ativos e de passivos - Uti-
           lidade ........................................................................................    139
5.    ATIVO CIRCULANTE........................................................................                139
      5.1. Ativo não circulante .................................................................             140
6.    PASSIVO CIRCULANTE ....................................................................                 140
      6.1. Itens que, por sua natureza, pertencem ao circulante ..............                                141
      6.2. Passivos financeiros que proporcionem financiamento a lon-
           go prazo ....................................................................................      141
      6.3. Classificação dos passivos financeiros como circulante ...........                                 142
      6.4. Roll over ....................................................................................     142
      6.5. Compromisso de longo prazo que se torna um passivo circu-
           lante ..........................................................................................   142
      6.6. A questão dos empréstimos classificados como passivo circu-
           lante ..........................................................................................   143
7.    INFORMAÇÃO A SER APRESENTADA NO BALANÇO PATRIMO-
      NIAL OU EM NOTAS EXPLICATIVAS ..............................................                            143
8.    DIVULGAÇÕES A SEREM FEITAS POR MEIO DO BALANÇO,
      DMPL OU EM NOTAS EXPLICATIVAS .............................................                             144

IV - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO E DEMONSTRAÇÃO DO
RESULTADO ABRANGENTE .................................................................. 145
1.    INTRODUÇÃO ..................................................................................           145
2.    INFORMAÇÕES A SEREM APRESENTADAS NA DEMONSTRA-
      ÇÃO DO RESULTADO .......................................................................                146
3.    DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE ......................                                             146
4.    ITENS DE DIVULGAÇÃO OBRIGATÓRIA EM AMBAS AS DE-
      MONSTRAÇÕES ................................................................................            147
5.    INCLUSÃO DE OUTRAS RUBRICAS EM AMBAS AS DEMONS-
      TRAÇÕES ...........................................................................................     147
SUMÁRIO
                                                                                                             13

6.   RESULTADO LÍQUIDO DO PERÍODO .............................................                              148
7.   OUTROS RESULTADOS ABRANGENTES DO PERÍODO.................                                               149
     7.1. Reclassificação de resultados abrangentes para o resultado do
          período .....................................................................................      149
     7.2. Apresentação dos ajustes de reclassificação .............................                          150
8.   DIVULGAÇÃO DE ITENS DE RECEITAS E DESPESAS SEPARA-
     DAMENTE .........................................................................................       150
     8.1. Análise das despesas .................................................................             151
          8.1.1. Método da natureza da despesa ....................................                          151
          8.1.2. Método da função da despesa ou do “custo dos produ-
                 tos e serviços vendidos” ...............................................                    152
          8.1.3. Escolha do método .......................................................                   153

V - APRESENTAÇÃO DA DMPL, DFC E NOTAS EXPLICATIVAS ....... 153
1.   INTRODUÇÃO ..................................................................................           153
2.   DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
     (DMPL) ..............................................................................................   153
     2.1. O que deve constar do patrimônio líquido ..............................                            154
     2.2. Ajustes retrospectivos ...............................................................             155
3.   DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (DFC) .......................                                          155
4.   NOTAS EXPLICATIVAS .....................................................................                156
     4.1. Estrutura...................................................................................       156
          4.1.1. Forma de apresentação .................................................                     156
     4.2. Divulgação de políticas contábeis ............................................                     157
          4.2.1. Utilização de mais de uma base de mensuração ...........                                    158
          4.2.2. Política contábil a ser utilizada.....................................                      158
          4.2.3. O que divulgar no resumo das políticas contábeis .......                                    159

VI - FONTES DE INCERTEZAS, CAPITAL E INSTRUMENTOS FI-
NANCEIROS A SEREM DETALHADOS NAS NOTAS EXPLICATIVAS 160
1.   INTRODUÇÃO ..................................................................................           160
2.   FONTES DE INCERTEZA NA ESTIMATIVA.....................................                                  160
     2.1. Definição dos montantes de ativos e passivos ..........................                            161
     2.2. Fontes da incerteza das estimativas..........................................                      161
     2.3. Aspectos relacionados à divulgação .........................................                       161
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 14                                                                        Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



      2.4. Impossibilidade de divulgar a extensão dos efeitos da fonte
           principal de incertezas..............................................................               162
3.    CAPITAL ............................................................................................     163
4.    INSTRUMENTOS FINANCEIROS COM OPÇÃO DE VENDA
      CLASSIFICADOS NO PATRIMÔNIO LÍQUIDO ...............................                                      165
5.    OUTRAS DIVULGAÇÕES..................................................................                     165
      5.1. Demais informações a serem divulgadas ..................................                            165

VII - EXEMPLOS DE DMPL COM EVIDENCIAÇÃO DE OUTROS RE-
SULTADOS ABRANGENTES ................................................................... 166
1.    RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 171
2.    ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 171

CAPÍTULO 6 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA .............. 173

I - ASPECTOS GERAIS ............................................................................ 173
1.    INTRODUÇÃO ..................................................................................            174
2.    UTILIDADE DAS INFORMAÇÕES SOBRE O FLUXO DE CAIXA ...                                                     174
3.    BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS PELA DEMONSTRAÇÃO DE
      FLUXOS DE CAIXA ...........................................................................              175
4.    ALGUNS CONCEITOS ......................................................................                  175
5.    CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA ..............................................                             176
      5.1. Investimentos em instrumentos patrimoniais ..........................                               176
      5.2. Empréstimos bancários ............................................................                  177
6.    APRESENTAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
      CAIXA ................................................................................................   177
      6.1. Transação que inclui fluxos de caixa em mais de uma atividade                                       178
7.    ATIVIDADES OPERACIONAIS..........................................................                        178
      7.1. Alguns exemplos ......................................................................              178
           7.1.1. Transações que envolvem a aquisição e a venda de
                      itens do imobilizado .....................................................               179
           7.1.2. Títulos e empréstimos para fins de negociação, ante-
                      cipações de caixa e empréstimos de instituições finan-
                      ceiras.............................................................................      179
8.    ATIVIDADES DE INVESTIMENTO ...................................................                           180
      8.1. Alguns exemplos ......................................................................              180
SUMÁRIO
                                                                                                           15

9.    ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO ............................................... 181
      9.1. Alguns exemplos ...................................................................... 181

II - APRESENTAÇÃO DA DFC ................................................................ 182
1.  INTRODUÇÃO ..................................................................................          182
2.   APRESENTAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA....................................                                  182
    2.1. Atividades operacionais ............................................................              182
          2.1.1. Aspectos relacionados ao método direto ......................                             182
          2.1.2. Aspectos relacionados ao método indireto ...................                              183
    2.2. Atividades de investimento e de financiamento .......................                             183
    2.3. Apresentação dos fluxos de caixa em base líquida ...................                              184
          2.3.1. Exemplos de recebimentos e pagamentos em favor de
                  clientes..........................................................................       184
          2.3.2. Exemplos de recebimentos e pagamentos de itens de
                  giro rápido ....................................................................         184
          2.3.3. Instituições financeiras .................................................                185
3. FLUXOS DE CAIXA EM MOEDA ESTRANGEIRA ...........................                                        185
4. JUROS E DIVIDENDOS .....................................................................                186
    4.1. Juros pagos ...............................................................................       186
    4.2. Juros pagos e recebidos e os dividendos e os juros sobre o
          capital próprio recebidos ..........................................................             186
    4.3. Procedimento recomendável ....................................................                    187
5. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LU-
    CRO LÍQUIDO ...................................................................................        187
6. INVESTIMENTO EM CONTROLADA, COLIGADA E EMPREEN-
    DIMENTO CONTROLADO EM CONJUNTO ...................................                                     188
7. ALTERAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO EM CONTROLADA E EM OU-
    TROS NEGÓCIOS ..............................................................................           189
8. TRANSAÇÃO QUE NÃO ENVOLVE CAIXA OU EQUIVALENTES
    DE CAIXA ..........................................................................................    190
    8.1. Exemplos ..................................................................................       190
9. COMPONENTES DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA -
    CONCILIAÇÃO .................................................................................          191
10. OUTRAS DIVULGAÇÕES..................................................................                   191
    10.1. Caixa e equivalentes de caixa não disponíveis para uso pelo
          grupo ........................................................................................   191
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 16                                                                    Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



      10.2. Informações adicionais .............................................................         192
      10.3. Fluxos de caixa que representam aumentos na capacidade
            operacional e fluxos de caixa necessários para manter a capa-
            cidade operacional....................................................................       193
      10.4. Fluxos de caixa por segmento de negócios ..............................                      193
      10.5. Fluxos de caixa por ação ..........................................................          193

III - EXEMPLOS DE DFC ......................................................................... 193
1.    RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 202
2.    ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 203

CAPÍTULO 7 - INTRODUÇÃO À ANÁLISE ........................................... 205
1.    USUÁRIOS/CONSUMIDORES DA INFORMAÇÃO ..........................                                     206
      1.1. Instituições financeiras .............................................................        206
      1.2. Administradores ou gestores da empresa .................................                      206
      1.3. Investidores ..............................................................................   207
      1.4. Análise da concorrência ...........................................................           207
      1.5. Fornecedores ............................................................................     208
2.    ANÁLISE HORIZONTAL (AH) ..........................................................                 208
      2.1. Análise horizontal que compara valores positivos com valores
           negativos - Cuidados a serem tomados ....................................                     210
           2.1.1. Exemplo .......................................................................        211
3.    ANÁLISE VERTICAL (AV) .................................................................            214
4.    ANÁLISE POR QUOCIENTES (AQ) .................................................                      216
5.    AJUSTES DAS DEMONSTRAÇÕES PARA FINS DE ANÁLISE .........                                           218
6.    NOTAS EXPLICATIVAS - IMPORTÂNCIA PARA A ANÁLISE E A
      INTERPRETAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS..........                                              218
      6.1. Conteúdo mínimo das Notas Explicativas ...............................                        220
7.    OBSTÁCULOS ENCONTRADOS PELO ANALISTA .........................                                     220
      7.1. Observância dos princípios contábeis ......................................                   221
8.    RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................              221
9.    ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................            222

CAPÍTULO 8 - ANÁLISE HORIZONTAL ................................................ 225
1.    DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE ....... 226
SUMÁRIO
                                                                                                            17

     1.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de
          20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais)..............................                            226
     1.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de
          dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ........                                     227
2.   BALANÇO PATRIMONIAL - ANÁLISE DE TENDÊNCIA POR
     GRUPO DE CONTAS .........................................................................              228
     2.1. Ativo .........................................................................................   230
          2.1.1. Ativo Circulante ...........................................................               230
          2.1.2. Ativo Realizável a Longo Prazo (Não Circulante) ........                                   232
          2.1.3. Outras contas do Ativo Não Circulante (antigo Ativo
                   Permanente) .................................................................            233
     2.2. Passivo ......................................................................................    234
          2.2.1. Passivo Circulante ........................................................                234
          2.2.2. Passivo Não Circulante (Exigível a Longo Prazo) ........                                   236
          2.2.3. Patrimônio Líquido ......................................................                  237
          2.2.3. Resumo das contas patrimoniais (grupos de contas) ...                                      239
3.   DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - ANÁLISE
     DE TENDÊNCIA POR GRUPO DE CONTAS ....................................                                  240
     3.1. Receita Líquida de vendas ........................................................                241
     3.2. Lucro Bruto ..............................................................................        242
     3.3. Lucro operacional.....................................................................            243
     3.4. Lucro Líquido do Exercício ......................................................                 245
4.   RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                  247
5.   ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................                248

CAPÍTULO 9 - ANÁLISE VERTICAL ...................................................... 253
1.   DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE .......                                                 254
     1.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de
          20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais)..............................                            254
     1.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de
          dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ........                                     256
2.   BALANÇO PATRIMONIAL - ANÁLISE DE ESTRUTURA POR
     GRUPO DE CONTAS .........................................................................              256
     2.1. Ativo .........................................................................................   257
          2.1.1. Ativo Circulante ...........................................................               257
          2.1.2. Ativo Realizável a Longo Prazo (Não Circulante) ........                                   258
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 18                                                                      Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



           2.1.3. Outras contas do Ativo Não Circulante (antigo Ativo
                  Permanente) .................................................................             259
      2.2. Passivo ......................................................................................   260
           2.2.1. Passivo Circulante ........................................................               260
           2.2.2. Passivo Não Circulante (Exigível a Longo Prazo) ........                                  261
           2.2.3. Patrimônio Líquido ......................................................                 261
3.    DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - ANÁLISE
      DE ESTRUTURA POR GRUPO DE CONTAS ....................................                                 262
      3.1. Lucro bruto ..............................................................................       263
      3.2. Lucro operacional.....................................................................           264
      3.3. Lucro líquido do exercício .......................................................               266
4.    RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................                 267
5.    ATIVIDADES PRÁTICAS ...................................................................               268

CAPÍTULO 10 - ANÁLISE POR MEIO DE QUOCIENTES .................... 271
1.    AGRUPAMENTO DOS QUOCIENTES DE ACORDO COM OS DI-
      VERSOS AUTORES ............................................................................           273
      1.1. Quocientes de liquidez .............................................................             274
           1.1.1. Liquidez corrente .........................................................               274
           1.1.2. Liquidez seca ................................................................            274
           1.1.3. Liquidez imediata .........................................................               274
           1.1.4. Liquidez geral ...............................................................            274
      1.2. Quocientes de imobilização .....................................................                 274
           1.2.1. Imobilização do Ativo ..................................................                  275
           1.2.2. Imobilização geral (capital próprio e de terceiros) ......                                275
           1.2.3. Imobilização do capital próprio (AP) ..........................                           275
           1.2.4. Imobilização do capital próprio (AP-Inv.) ....................                            275
           1.2.5. Imobilização do capital próprio (AP-Imob.) ................                               275
      1.3. Quocientes de endividamento/dependência financeira ............                                  275
           1.3.1. Dependência financeira ................................................                   275
           1.3.2. Endividamento relativo ................................................                   276
           1.3.3. Endividamento total perante terceiros .........................                           276
           1.3.4. Endividamento de curto prazo .....................................                        276
      1.4. Quocientes de giro ...................................................................           276
           1.4.1 Giro dos estoques ........................................................                 276
SUMÁRIO
                                                                                                            19

                   1.4.1.1. Empresa industrial..........................................                    276
                   1.4.1.2. Empresa comercial..........................................                     276
          1.4.2. Giro do Duplicatas a Receber .......................................                       277
          1.4.3. Giro do Duplicatas a Pagar ...........................................                     277
          1.4.4. Giro do Duplicatas a Receber versus Duplicatas a Pa-
                   gar (quociente relativo) ................................................                277
          1.4.5. Giro do Ativo ................................................................             278
          1.4.6. Giro do Ativo Circulante ..............................................                    278
          1.4.7. Giro do Ativo Permanente............................................                       278
          1.4.8. Giro do Ativo Permanente-Imobilizado .......................                               278
          1.4.9. Giro do Ativo Permanente-Investimento .....................                                279
          1.4.10. Giro do Patrimônio Líquido .........................................                      279
          1.4.11. Giro do Capital Social (nominal) .................................                        279
          1.4.12. Giro dos Estoques em Relação às Vendas .....................                              279
     1.5. Quocientes de Rentabilidade/Retorno ......................................                        279
          1.5.1. Retorno Operacional sobre Vendas (Margem Opera-
                   cional) ..........................................................................       280
          1.5.2. Retorno Líquido sobre Vendas (Margem Líquida) .......                                      280
          1.5.3. Retorno do Ativo sobre o Lucro Líquido......................                               280
          1.5.4. Retorno do Patrimônio Líquido sobre o Lucro Líquido                                        280
          1.5.5. Retorno do Capital Social (nominal) Aplicado sobre o
                   Lucro Líquido ...............................................................            280
2.   DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE .......                                                 281
     2.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de
          20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais)..............................                            281
     2.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de de-
          zembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ............                                   283
     2.3. Informações Complementares (Dados Fornecidos pela Em-
          presa) ........................................................................................   283
3.   CÁLCULO E ANÁLISE DOS QUOCIENTES .....................................                                 284
     3.1. Quocientes de liquidez .............................................................              284
          3.1.1. Liquidez corrente .........................................................                284
          3.1.2. Liquidez seca ................................................................             285
          3.1.3. Liquidez imediata .........................................................                285
          3.1.4. Liquidez geral ...............................................................             286
ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO
 20                                                                   Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros



      3.2. Quocientes de Imobilização .....................................................             286
           3.2.1. Imobilização do Ativo ..................................................              286
           3.2.2. Imobilização geral (capital próprio e de terceiros) ......                            287
           3.2.3. Imobilização do capital próprio (AP) ...........................                      287
           3.2.4. Imobilização do capital próprio (AP-Inv.) ....................                        288
           3.2.5. Imobilização do capital próprio (AP-Imob.) ................                           288
      3.3. Quocientes de Endividamento/Dependência Financeira .........                                 289
           3.3.1. Dependência financeira ................................................               289
           3.3.2. Endividamento relativo ................................................               289
           3.3.3. Independência financeira .............................................                290
           3.3.4. Endividamento de curto prazo .....................................                    290
      3.4. Quocientes de Giro...................................................................        291
           3.4.1. Giro dos estoques (empresa industrial) .......................                        291
           3.4.2. Giro de duplicatas a receber .........................................                291
           3.4.3. Giro de duplicatas a pagar ............................................               292
           3.4.4. Giro do duplicatas a receber versus duplicatas a pagar
                   (quociente relativo) ......................................................          292
           3.4.5. Giro do Ativo ................................................................        293
           3.4.6. Giro do Ativo Circulante ..............................................               294
           3.4.7. Giro do Ativo Permanente............................................                  294
           3.4.8. Giro do Ativo Permanente-Imobilizado .......................                          295
           3.4.9. Giro do Ativo Permanente-Investimento .....................                           295
           3.4.10. Giro do Patrimônio Líquido .........................................                 296
           3.4.11. Giro do Capital Social (nominal) .................................                   296
           3.4.12. Giro dos estoques em relação às vendas .......................                       297
      3.5. Quocientes de Rentabilidade/Retorno ......................................                   297
           3.5.1. Retorno operacional sobre vendas (margem opera-
                   cional) ..........................................................................   297
           3.5.2. Retorno líquido sobre vendas (margem líquida) ..........                              298
           3.5.3. Retorno do Ativo sobre o lucro líquido ........................                       298
           3.5.4. Retorno do Patrimônio Líquido sobre o lucro líquido ..                                299
           3.5.5. Retorno do capital social (nominal) aplicado sobre o
                   lucro líquido .................................................................      299
           3.5.6. Glossário das abreviaturas utilizadas............................                     300
4.    RESUMO DO CAPÍTULO ..................................................................             301
5.    ATIVIDADE PRÁTICA .......................................................................         301
SUMÁRIO
                                                                                                            21

CAPÍTULO 11 - ASPECTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍN-
DICES-PADRÃO - QUARTIS.................................................................... 303
1.   INTRODUÇÃO ..................................................................................          303
2.   PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-
     -PADRÃO ...........................................................................................    304
3.   EXEMPLO DE ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-PADRÃO (QUARTIS)                                                      304
     3.1. Alocação dos índices selecionados em ordem crescente e em
          quartos......................................................................................     305
     3.2. Determinação da mediana ........................................................                  306
     3.3. Graduação dos índices .............................................................               308
4.   EXEMPLO PRÁTICO .........................................................................              309

CAPÍTULO 12 - ASPECTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍN-
DICES-PADRÃO - DECIL......................................................................... 311
1.   INTRODUÇÃO ..................................................................................          311
2.   PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-
     -PADRÃO (DECIS) .............................................................................          311
3.   EXEMPLO DE ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-PADRÃO (DECIS) .....                                                  312
     3.1. Alocação dos índices selecionados em ordem crescente e em
          decis..........................................................................................   313
     3.2. Determinação da mediana ........................................................                  314
     3.3. Graduação dos índices .............................................................               317
4.   EXEMPLO PRÁTICO DE ANÁLISE ..................................................                          319

CAPÍTULO 13 - RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS .................. 321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 1 ...................                                          321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 2 ...................                                          321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 3 ...................                                          321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 4 ...................                                          321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 5 ...................                                          321
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 6 ...................                                          322
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 7 ...................                                          322
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 8 ...................                                          322
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 9 ...................                                          324
RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 10 .................                                           324
Este conteúdo exclusivo é oferecido
         gratuitamente pela




            Clique aqui e
saiba mais detalhes sobre esta edição.




           www.iobstore.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-StoreControladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
IOB News
 
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdo
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdoContabilidade geral e tributária prévia conteúdo
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdo
IOB News
 
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
IOB News
 
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-StoreDepartamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
IOB News
 
Como planejar e resgatar créditos fiscais 2ªed (web)
Como planejar e resgatar créditos fiscais   2ªed (web)Como planejar e resgatar créditos fiscais   2ªed (web)
Como planejar e resgatar créditos fiscais 2ªed (web)
IOB News
 
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-StoreProcesso Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
IOB News
 
Processo Tributário Administrativo - 5° Edição
Processo Tributário Administrativo - 5° EdiçãoProcesso Tributário Administrativo - 5° Edição
Processo Tributário Administrativo - 5° Edição
IOB News
 
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-StoreRotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
IOB News
 
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-StoreExcel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
IOB News
 
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-StoreDepartamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
IOB News
 
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-StoreAnálise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
IOB News
 
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado DomésticoColeção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
IOB News
 
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-StoreGuia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
IOB News
 
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
IOB News
 
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-StoreColeção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
IOB News
 
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
IOB News
 
Livro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidadeLivro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidade
Reila Márcia Rezende
 
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-StoreManual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
IOB News
 
Guia de lançamentos contabeis
Guia de lançamentos contabeisGuia de lançamentos contabeis
Guia de lançamentos contabeis
simuladocontabil
 
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-StoreDepreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
IOB News
 

Mais procurados (20)

Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-StoreControladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
Controladoria para Gestão Empresarial - IOB e-Store
 
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdo
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdoContabilidade geral e tributária prévia conteúdo
Contabilidade geral e tributária prévia conteúdo
 
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Contrato de Trabalho - Aspectos Ju...
 
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-StoreDepartamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
Departamento de Pessoal Modelo - 2ª Edição - IOB e-Store
 
Como planejar e resgatar créditos fiscais 2ªed (web)
Como planejar e resgatar créditos fiscais   2ªed (web)Como planejar e resgatar créditos fiscais   2ªed (web)
Como planejar e resgatar créditos fiscais 2ªed (web)
 
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-StoreProcesso Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
Processo Tributário Administrativo - 4ª ed. | IOB e-Store
 
Processo Tributário Administrativo - 5° Edição
Processo Tributário Administrativo - 5° EdiçãoProcesso Tributário Administrativo - 5° Edição
Processo Tributário Administrativo - 5° Edição
 
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-StoreRotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
Rotinas para Administrador de Pessoal - IOB e-Store
 
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-StoreExcel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
Excel para Contadores 7ª Ed. - IOB e-Store
 
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-StoreDepartamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
Departamento Pessoal Modelo - 3ª edição - IOB e-Store
 
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-StoreAnálise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
Análise Financeira e Orçamentária - IOB e-Store
 
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado DomésticoColeção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
Coleção IOB Trabalhista e Previdenciária - Manual do Empregado Doméstico
 
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-StoreGuia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
Guia de Instrumentos Financeiros – 2ª edição - IOB e-Store
 
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS – Aspectos Teóricos e Práticos – 2ª Edição - IO...
 
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-StoreColeção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume III - IRPJ CSL PIS COFINS - IOB e-Store
 
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
Guia do PIS PASEP e da COFINS - Aspectos Teóricos e Práticos - 3ª Edição - IO...
 
Livro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidadeLivro custos e contabilidade
Livro custos e contabilidade
 
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-StoreManual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
Manual da empresa individual de responsabilidade limitada (eireli) - IOB e-Store
 
Guia de lançamentos contabeis
Guia de lançamentos contabeisGuia de lançamentos contabeis
Guia de lançamentos contabeis
 
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-StoreDepreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
Depreciação dos Bens do Ativo Imobilizado – 5ª Edição - IOB e-Store
 

Destaque

Balancos analise financeira
Balancos analise financeiraBalancos analise financeira
Balancos analise financeira
admcontabil
 
FT Módulo 619
FT Módulo 619FT Módulo 619
FT Módulo 619
Raquel Silva
 
Medidas de análise financeira formulas
Medidas de análise financeira   formulasMedidas de análise financeira   formulas
Medidas de análise financeira formulas
albumina
 
Indices tabela
Indices tabelaIndices tabela
Indices tabela
simuladocontabil
 
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das ContasContabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
escolaprofissionalsm
 
AULA DE EAB tecnicas
AULA DE EAB  tecnicasAULA DE EAB  tecnicas
AULA DE EAB tecnicas
Natasha Cunha
 
Acofi cap05 anliquidez
Acofi cap05 anliquidezAcofi cap05 anliquidez
Acofi cap05 anliquidez
Adriano Bruni
 
Aula 05 (4)
Aula 05 (4)Aula 05 (4)
Aula 05 (4)
Dieni Keli
 
Análise do Balanço Patrimonial do Corinthians
Análise do Balanço Patrimonial do CorinthiansAnálise do Balanço Patrimonial do Corinthians
Análise do Balanço Patrimonial do Corinthians
Kelly Ruas
 
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de casoAnalise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
Eduardo Cazetta
 
Análise fundamentalista cielo
Análise fundamentalista   cieloAnálise fundamentalista   cielo
Análise fundamentalista cielo
Roger Kammler
 
Visão geral sobre a gestão financeira
Visão geral sobre a gestão financeira Visão geral sobre a gestão financeira
Visão geral sobre a gestão financeira
Helder Cangovi
 
Aula14 analisedeindices
Aula14 analisedeindicesAula14 analisedeindices
Aula14 analisedeindices
fontouramail
 
Módulo II
Módulo IIMódulo II
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
Cristiane Monteiro
 
GestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
GestÃo Financeira, Auditoria E ControladoriaGestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
GestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
jcconsultores
 
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Leandro Faccini
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
Claudia Marinho
 
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãOAnálise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
Cristovão Matos
 
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
Alexandre Pereira
 

Destaque (20)

Balancos analise financeira
Balancos analise financeiraBalancos analise financeira
Balancos analise financeira
 
FT Módulo 619
FT Módulo 619FT Módulo 619
FT Módulo 619
 
Medidas de análise financeira formulas
Medidas de análise financeira   formulasMedidas de análise financeira   formulas
Medidas de análise financeira formulas
 
Indices tabela
Indices tabelaIndices tabela
Indices tabela
 
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das ContasContabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
Contabilidade e Fiscalidade - Módulo 2 - Representação e Movimentação das Contas
 
AULA DE EAB tecnicas
AULA DE EAB  tecnicasAULA DE EAB  tecnicas
AULA DE EAB tecnicas
 
Acofi cap05 anliquidez
Acofi cap05 anliquidezAcofi cap05 anliquidez
Acofi cap05 anliquidez
 
Aula 05 (4)
Aula 05 (4)Aula 05 (4)
Aula 05 (4)
 
Análise do Balanço Patrimonial do Corinthians
Análise do Balanço Patrimonial do CorinthiansAnálise do Balanço Patrimonial do Corinthians
Análise do Balanço Patrimonial do Corinthians
 
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de casoAnalise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
Analise de Demonstrativos financeiros - Estudo de caso
 
Análise fundamentalista cielo
Análise fundamentalista   cieloAnálise fundamentalista   cielo
Análise fundamentalista cielo
 
Visão geral sobre a gestão financeira
Visão geral sobre a gestão financeira Visão geral sobre a gestão financeira
Visão geral sobre a gestão financeira
 
Aula14 analisedeindices
Aula14 analisedeindicesAula14 analisedeindices
Aula14 analisedeindices
 
Módulo II
Módulo IIMódulo II
Módulo II
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
 
GestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
GestÃo Financeira, Auditoria E ControladoriaGestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
GestÃo Financeira, Auditoria E Controladoria
 
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
 
Balanco patrimonial
Balanco patrimonialBalanco patrimonial
Balanco patrimonial
 
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãOAnálise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
Análise Económico-Financeira Santander Totta - ApresentaçãO
 
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
 

Semelhante a Estrutura e Análise de Balanço - IOB e-Store

Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
IOB News
 
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
IOB News
 
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-StoreDFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
IOB News
 
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-StoreAuditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
IOB News
 
Apostila cpa 20
Apostila cpa 20Apostila cpa 20
Apostila cpa 20
JeffersonDuarte28
 
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-StoreColeção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
IOB News
 
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-StoreA Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
IOB News
 
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-StoreManual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
IOB News
 
Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01
zeramento contabil
 
Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01
zeramento contabil
 
Contabilidade Rural - IOB e-Store
Contabilidade Rural - IOB e-StoreContabilidade Rural - IOB e-Store
Contabilidade Rural - IOB e-Store
IOB News
 
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª edição
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª  edição Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª  edição
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª edição
IOB News
 
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° EdiçãoPerícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
IOB News
 
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-StoreMatemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
IOB News
 
Fechamento de Balanço - IOB e-Store
Fechamento de Balanço - IOB e-StoreFechamento de Balanço - IOB e-Store
Fechamento de Balanço - IOB e-Store
IOB News
 
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-StoreContabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
IOB News
 
Apostila contabilidade geral i teoria_completa
Apostila contabilidade geral i teoria_completaApostila contabilidade geral i teoria_completa
Apostila contabilidade geral i teoria_completa
capitulocontabil
 
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-StoreManual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
IOB News
 
Plano segurancasaude
Plano segurancasaudePlano segurancasaude
Plano segurancasaude
glauciaseg
 
Apostila
ApostilaApostila

Semelhante a Estrutura e Análise de Balanço - IOB e-Store (20)

Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
Estrutura Conceitual para a Elaboração e a Divulgação de Relatório Contábil F...
 
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
Contabilidade geral e tributaria – 7ª edição
 
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-StoreDFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
DFC e DVA - 2ª ed. | IOB e-Store
 
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-StoreAuditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
Auditoria Contábil (Aspectos Teóricos e Práticos) - IOB e-Store
 
Apostila cpa 20
Apostila cpa 20Apostila cpa 20
Apostila cpa 20
 
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-StoreColeção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
Coleção IOB de Construção Civil – Volume II - ICMS e ISS - IOB e-Store
 
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-StoreA Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
A Fiscalização na Era Digital - IOB e-Store
 
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-StoreManual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
Manual do Ativo Imobilizado - IOB e-Store
 
Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01
 
Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01Contabilidade aula 01
Contabilidade aula 01
 
Contabilidade Rural - IOB e-Store
Contabilidade Rural - IOB e-StoreContabilidade Rural - IOB e-Store
Contabilidade Rural - IOB e-Store
 
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª edição
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª  edição Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª  edição
Contabilidade na atividade imobiliária – 2ª edição
 
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° EdiçãoPerícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira - 2° Edição
 
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-StoreMatemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C - IOB e-Store
 
Fechamento de Balanço - IOB e-Store
Fechamento de Balanço - IOB e-StoreFechamento de Balanço - IOB e-Store
Fechamento de Balanço - IOB e-Store
 
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-StoreContabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
Contabilidade Geral e Tributária - 8ª Edição - IOB e-Store
 
Apostila contabilidade geral i teoria_completa
Apostila contabilidade geral i teoria_completaApostila contabilidade geral i teoria_completa
Apostila contabilidade geral i teoria_completa
 
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-StoreManual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
Manual da Escrituração Fiscal Digital - IOB e-Store
 
Plano segurancasaude
Plano segurancasaudePlano segurancasaude
Plano segurancasaude
 
Apostila
ApostilaApostila
Apostila
 

Mais de IOB News

Coletânea de Direito Aduaneiro
Coletânea de Direito AduaneiroColetânea de Direito Aduaneiro
Coletânea de Direito Aduaneiro
IOB News
 
Desenvolvimento de Analista Fiscal
Desenvolvimento de Analista FiscalDesenvolvimento de Analista Fiscal
Desenvolvimento de Analista Fiscal
IOB News
 
IOB Guia Prático da ECF
IOB Guia Prático da ECFIOB Guia Prático da ECF
IOB Guia Prático da ECF
IOB News
 
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª ediçãoEnciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
IOB News
 
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e TributáriosLogística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
IOB News
 
Contabilidade Fiscal - 2ª edição
Contabilidade Fiscal - 2ª ediçãoContabilidade Fiscal - 2ª edição
Contabilidade Fiscal - 2ª edição
IOB News
 
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª ediçãoSPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
IOB News
 
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
IOB News
 
Guia Prático do Bloco H e Bloco K
Guia Prático do Bloco H e Bloco KGuia Prático do Bloco H e Bloco K
Guia Prático do Bloco H e Bloco K
IOB News
 
EFD ICMS/IPI e NF-e
EFD ICMS/IPI e NF-eEFD ICMS/IPI e NF-e
EFD ICMS/IPI e NF-e
IOB News
 
Retenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
Retenção de impostos e Contribuições - Manual PráticoRetenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
Retenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
IOB News
 
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
IOB News
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
IOB News
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
IOB News
 
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª ediçãoObrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
IOB News
 
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª EdiçãoHolding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
IOB News
 
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º EdiçãoPerícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
IOB News
 
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12CMatemática Financeira – Com o uso da HP 12C
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C
IOB News
 
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais EventosIOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
IOB News
 
Excel para Contadores – 8ª edição
Excel para Contadores – 8ª ediçãoExcel para Contadores – 8ª edição
Excel para Contadores – 8ª edição
IOB News
 

Mais de IOB News (20)

Coletânea de Direito Aduaneiro
Coletânea de Direito AduaneiroColetânea de Direito Aduaneiro
Coletânea de Direito Aduaneiro
 
Desenvolvimento de Analista Fiscal
Desenvolvimento de Analista FiscalDesenvolvimento de Analista Fiscal
Desenvolvimento de Analista Fiscal
 
IOB Guia Prático da ECF
IOB Guia Prático da ECFIOB Guia Prático da ECF
IOB Guia Prático da ECF
 
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª ediçãoEnciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
Enciclopédia de Lançamentos Contábeis - 5ª edição
 
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e TributáriosLogística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
Logística Empresarial - Aspectos Teóricos e Tributários
 
Contabilidade Fiscal - 2ª edição
Contabilidade Fiscal - 2ª ediçãoContabilidade Fiscal - 2ª edição
Contabilidade Fiscal - 2ª edição
 
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª ediçãoSPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
SPED – Sistema Público de Escrituração Digital – 8ª edição
 
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
Revista da Livraria IOB - Outubro/2015
 
Guia Prático do Bloco H e Bloco K
Guia Prático do Bloco H e Bloco KGuia Prático do Bloco H e Bloco K
Guia Prático do Bloco H e Bloco K
 
EFD ICMS/IPI e NF-e
EFD ICMS/IPI e NF-eEFD ICMS/IPI e NF-e
EFD ICMS/IPI e NF-e
 
Retenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
Retenção de impostos e Contribuições - Manual PráticoRetenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
Retenção de impostos e Contribuições - Manual Prático
 
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
Revista da Livraria IOB - Setembro/2015
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB Agosto/2015
 
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
REVISTA DA LIVRARIA IOB - Julho/2015
 
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª ediçãoObrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias na Contratação de Serviços – 9ª edição
 
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª EdiçãoHolding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
Holding – Aspectos Contábeis, Societários e Tributários – 2ª Edição
 
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º EdiçãoPerícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
Perícia Contábil em Matéria Financeira – 4º Edição
 
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12CMatemática Financeira – Com o uso da HP 12C
Matemática Financeira – Com o uso da HP 12C
 
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais EventosIOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
IOB Guia Prático do eSocial – Orientações Gerais e Principais Eventos
 
Excel para Contadores – 8ª edição
Excel para Contadores – 8ª ediçãoExcel para Contadores – 8ª edição
Excel para Contadores – 8ª edição
 

Estrutura e Análise de Balanço - IOB e-Store

  • 1.
  • 2. SUMÁRIO APRESENTAÇÃO ..................................................................................... 23 CAPÍTULO 1 - A CONTABILIDADE E O PATRIMÔNIO EMPRESA- RIAL .......................................................................................................... 25 1. ASPECTOS CONCEITUAIS DA CONTABILIDADE.......................... 25 1.1. Objeto e objetivo ...................................................................... 25 2. A QUEM SE APLICA A CONTABILIDADE ....................................... 26 3. INFORMAÇÕES GERADAS PELA CONTABILIDADE...................... 26 3.1. Demonstrações contábeis obrigatórias ..................................... 27 3.1.1. Outras demonstrações contábeis obrigatórias .............. 27 3.1.2. Inclusão da DLPA na Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido ...................................................... 28 3.1.3. Aspectos formais das demonstrações ........................... 28 4. USUÁRIOS DA CONTABILIDADE .................................................... 29 4.1. Usuários internos ..................................................................... 29 4.2. Usuários externos ..................................................................... 29 5. RESPONSABILIDADES DOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE 30 6. PATRIMÔNIO EMPRESARIAL .......................................................... 31 6.1. Conceito de patrimônio ........................................................... 31 6.2. Conceituando um pouco mais ................................................. 33 6.2.1. “Passivo não exigível” .................................................. 33
  • 3. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 6 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 6.3. Balanço Patrimonial ................................................................. 34 6.3.1. Estrutura do balanço patrimonial ................................ 35 7. CONCEITO DE “EXERCÍCIO SOCIAL” ........................................... 37 8. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 37 9. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 38 CAPÍTULO 2 - PRINCÍPIOS CONTÁBEIS ............................................. 41 1. PRINCÍPIOS DE CONTABILIDADE .................................................. 42 2. NÃO OBSERVÂNCIA DOS PRINCÍPIOS DE CONTABILIDADE - PENALIDADES IMPOSTAS AOS CONTABILISTAS .......................... 43 3. PRINCÍPIO DA ENTIDADE .............................................................. 43 4. PRINCÍPIO DA CONTINUIDADE .................................................... 44 5. PRINCÍPIO DA OPORTUNIDADE .................................................... 44 5.1. Integridade e tempestividade ................................................... 44 6. PRINCÍPIO DO REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL .................... 45 6.1. Aspectos relacionados à atualização monetária........................ 46 7. PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA ...................................................... 47 8. PRINCÍPIO DA PRUDÊNCIA ............................................................ 47 9. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 48 10. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 49 CAPÍTULO 3 - ENTENDENDO AS CONTAS (ATIVO, PASSIVO, RE- CEITAS, CUSTOS E DESPESAS) ............................................................ 51 I - O “NOVO” BALANÇO PATRIMONIAL .............................................. 51 1. AS CONTAS NO BALANÇO PATRIMONIAL .................................... 51 2. NOVOS GRUPOS DE CONTAS NO BALANÇO PATRIMONIAL ...... 51 2.1. Ativo ......................................................................................... 52 2.1.1. Efeitos da exclusão do ativo diferido............................ 52 2.2. Passivo ...................................................................................... 53 2.2.1. Efeitos da exclusão do grupo “resultado de exercício futuro” .......................................................................... 54 2.3. Classificação dos bens e direitos, no balanço, segundo o ciclo operacional ............................................................................... 54 3. ALGUNS REFLEXOS DAS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS NOS GRUPOS DE CONTAS DO ATIVO E DO PASSIVO ........................... 54
  • 4. SUMÁRIO 7 3.1. Consolidação das demonstrações financeiras .......................... 54 3.2. Consórcio de empresas ............................................................. 55 4. AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL ....................................... 55 5. APLICAÇÕES EM INSTRUMENTOS FINANCEIROS - CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO ................................................................................. 55 II - ESTRUTURA E CONTEÚDO DO BALANÇO PATRIMONIAL ........ 56 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 56 2. IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS............... 56 3. FREQUÊNCIA NA APRESENTAÇÃO ............................................... 57 4. BALANÇO PATRIMONIAL - SEGREGAÇÃO ENTRE CIRCULAN- TE E NÃO CIRCULANTE.................................................................. 58 4.1. Ativo circulante e não circulante .............................................. 59 4.1.1. Ciclo operacional.......................................................... 59 4.2. Passivo circulante e não circulante ........................................... 60 4.2.1. Hipóteses de classificação - Dívidas de longo prazo como passivo circulante ............................................... 60 4.2.2. Eventos que devem ser divulgados em nota explicativa 61 5. INFORMAÇÕES A SEREM APRESENTADAS NO PRÓPRIO BA- LANÇO PATRIMONIAL..................................................................... 62 5.1. Adoção de rubricas adicionais .................................................. 63 5.2. Impostos diferidos .................................................................... 64 6. DETALHAMENTO OU SUBCLASSIFICAÇÕES DE ITENS DO BA- LANÇO............................................................................................... 64 6.1. Ativo ......................................................................................... 65 6.1.1. Ativo circulante ............................................................ 65 6.1.2. Ativos não circulantes .................................................. 66 6.2. Passivo ...................................................................................... 67 6.2.1. Passivo circulante ......................................................... 67 6.2.2. Outros passivos e provisões.......................................... 68 6.2.3. Passivo não circulante .................................................. 68 6.3. Patrimônio líquido ................................................................... 68 III - RECEITA, CUSTO E DESPESA ........................................................ 68 1. DEFINIÇÕES ..................................................................................... 68
  • 5. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 8 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 2. PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA ...................................................... 69 2.1. Recebimentos e pagamentos antecipados................................. 70 2.2. Despesas incorridas .................................................................. 71 2.2.1. Exemplo ....................................................................... 71 3. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 72 4. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 73 CAPÍTULO 4 - ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES (ESTOQUES, PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS, DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO PROVISÕES) ............................................................................................ 75 I - AVALIAÇÃO DE ESTOQUES .............................................................. 75 1. MERCADORIAS PARA REVENDA E MATÉRIAS-PRIMAS INDUS- TRIAIS ................................................................................................ 76 2. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ESTOQUE .................................... 77 3. INEXISTÊNCIA DE REGISTRO PERMANENTE DE ESTOQUES .... 78 4. PRODUTOS ACABADOS E EM ELABORAÇÃO ............................... 78 5. AVALIAÇÃO DOS ESTOQUES DE PRODUTOS COM BASE EM CONTABILIDADE DE CUSTOS ........................................................ 79 6. ESTOQUES DE PRODUTOS RURAIS................................................ 80 II - AVALIAÇÃO DE INVESTIMENTOS EM PARTICIPAÇÕES SOCIE- TÁRIAS PELO MÉTODO DA EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL ........... 80 1. CONCEITO DE MEP ......................................................................... 80 2. APLICAÇÃO E EXCEÇÕES ............................................................... 81 3. DEFINIÇÕES ..................................................................................... 81 3.1. Demonstrações separadas ......................................................... 83 4. INFLUÊNCIA SIGNIFICATIVA ......................................................... 83 4.1. Situações possíveis que evidenciam a existência de influência significativa .............................................................................. 84 4.2. Instrumentos que conferem à entidade poder de voto adicional 84 4.2.1. Fatores que interferem no exercício potencial de voto 85 4.3. Perda de influência significativa ............................................... 85 5. RECONHECIMENTO INICIAL DO INVESTIMENTO - UTILIZA- ÇÃO DO CUSTO................................................................................ 85
  • 6. SUMÁRIO 9 6. APLICAÇÃO DO MEP ....................................................................... 86 7. A QUESTÃO DO RECEBIMENTO DE DIVIDENDOS COMO MEN- SURAÇÃO DO RESULTADO OBTIDO .............................................. 87 8. SUSPENSÃO DO MEP ....................................................................... 88 9. DESCARACTERIZAÇÃO DO MEP - REFLEXOS NA CONTABILI- DADE ................................................................................................. 89 10. COLIGADA COM INVESTIMENTOS EM CONTROLADAS, CO- LIGADAS OU PARTICIPAÇÕES EM EMPREENDIMENTOS SOB CONTROLE CONJUNTO .................................................................. 89 11. TRANSAÇÕES ASCENDENTES E DESCENDENTES ENTRE CONTROLADORA E CONTROLADA, CONTROLADA E CON- TROLADORA E ENTRE AS CONTROLADAS DO MESMO GRUPO ECONÔMICO .................................................................................... 90 12. MOMENTO A PARTIR DO QUAL SE CONTABILIZA O INVESTI- MENTO PELO MEP ........................................................................... 91 12.1. Ajustes a serem feitos pela investida e pelo investidor............. 91 12.2. Demonstrações contábeis a serem utilizadas no MEP .............. 91 12.3. Utilização de políticas contábeis uniformes ............................. 92 12.4. Ações preferenciais em poder de outras partes ........................ 92 12.5. Prejuízo do período igual ou maior que o saldo contábil da participação .............................................................................. 93 13. PERDAS POR REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL (IMPAIR- MENT) ................................................................................................ 94 13.1. A questão do ágio fundamentado em rentabilidade futura ...... 94 14. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS SEPARADAS................................ 96 15. DIVULGAÇÕES OBRIGATÓRIAS QUE ENVOLVEM O MEP ........... 96 15.1. Contabilização dos investimentos como ativo não circulante.. 97 15.2. Passivos contingentes ............................................................... 98 III - AVALIAÇÃO DE INVESTIMENTOS PELO MÉTODO DO CUSTO 98 IV - DEPRECIAÇÃO DE BENS DO ATIVO IMOBILIZADO .................. 99 1. DEPRECIAÇÃO ................................................................................. 99 2. DEPRECIAÇÃO ACUMULADA......................................................... 99 3. DEPRECIAÇÃO ACELERADA .......................................................... 100 4. ESCOLHA DO MÉTODO DE DEPRECIAÇÃO ................................. 101
  • 7. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 10 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 5. APLICAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO A TODAS AS PESSOAS JURÍ- DICAS ................................................................................................ 101 6. CONDIÇÕES PARA DEDUTIBILIDADE DA DEPRECIAÇÃO COMO DESPESA OU CUSTO ........................................................... 102 7. BENS DEPRECIÁVEIS PERANTE A LEGISLAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA ......................................................................................... 104 8. BENS NÃO DEPRECIÁVEIS .............................................................. 106 8.1. Como proceder quando o registro contábil de imóvel cons- truído agregar o valor da construção ao do terreno? ............... 106 9. BENS NÃO SUJEITOS A REGISTRO NO ATIVO IMOBILIZADO - REGISTRO DIRETO COMO DESPESA ............................................. 107 10. AMORTIZAÇÃO ................................................................................ 108 V - PROVISÕES ........................................................................................ 109 1. CONTABILIZAÇÃO DA PROVISÃO ................................................. 110 2. PROVISÕES DEDUTÍVEIS................................................................. 110 3. PROVISÕES INDEDUTÍVEIS ............................................................ 111 4. PROVISÃO PARA O IMPOSTO DE RENDA E PARA A CONTRI- BUIÇÃO SOCIAL ............................................................................... 112 5. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 113 6. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 114 CAPÍTULO 5 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁ- BEIS........................................................................................................... 115 I - ASPECTOS INTRODUTÓRIOS .......................................................... 116 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 116 2. APLICAÇÃO ...................................................................................... 116 3. EXCEÇÕES ........................................................................................ 116 4. ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS E ENTIDADES SEM CAPI- TAL PRÓPRIO .................................................................................... 116 5. ALGUMAS DEFINIÇÕES .................................................................. 117 5.1. Utilização de outros termos...................................................... 120 5.2. Termos utilizados em outros Pronunciamentos ....................... 120 II - FINALIDADE, CONSIDERAÇÕES E PEÇAS QUE COMPÕEM AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS .......................................................... 120 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 120
  • 8. SUMÁRIO 11 2. FINALIDADE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ..................... 121 3. CONJUNTO COMPLETO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS .... 121 3.1. Relatório da administração e outros relatórios ......................... 122 4. APRESENTAÇÃO APROPRIADA EM CONFORMIDADE COM AS PRÁTICAS CONTÁBEIS BRASILEIRAS............................................. 123 4.1. Demonstrações contábeis em conformidade com os Pronun- ciamentos, Interpretações e Orientações do CPC .................... 123 4.2. Representação apropriada das demonstrações contábeis ......... 123 4.3. Utilização de políticas contábeis inadequadas ......................... 124 4.4. Divulgações necessárias quando a entidade não aplicar um requisito necessário .................................................................. 124 4.5. Conclusões enganosas tendo como base um requisito de Pro- nunciamento, Interpretação ou Orientação ............................. 125 4.6. Item de informação versus objeto das demonstrações contábeis 126 5. CONTINUIDADE .............................................................................. 127 6. REGIME DE COMPETÊNCIA ........................................................... 128 7. MATERIALIDADE E AGREGAÇÃO .................................................. 128 8. COMPENSAÇÃO DE VALORES ........................................................ 129 9. FREQUÊNCIA DE APRESENTAÇÃO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ....................................................................................... 130 10. INFORMAÇÃO COMPARATIVA ....................................................... 130 10.1. Apresentação das demonstrações contábeis - Quantidade mí- nima.......................................................................................... 130 10.2. Reclassificação dos montantes apresentados para fins compa- rativos ....................................................................................... 131 10.3. Reclassificação dos montantes - Impossibilidade ..................... 132 11. CONSISTÊNCIA DE APRESENTAÇÃO ............................................ 132 III - IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E ES- TRUTURA E CONTÉUDO DO BALANÇO PATRIMONIAL .................. 133 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 133 2. IDENTIFICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS............... 134 2.1. Identificação da demonstração contábil e respectivas notas explicativas ............................................................................... 134 2.2. Apresentação em milhares ou milhões ..................................... 135
  • 9. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 12 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 3. INFORMAÇÃO A SER APRESENTADA NO BALANÇO PATRI- MONIAL ............................................................................................ 135 3.1. Ordem ou formato utilizados na apresentação das contas pa- trimoniais ................................................................................. 136 3.2. Contas adicionais ..................................................................... 137 4. DISTINÇÃO ENTRE CIRCULANTE E NÃO CIRCULANTE ............ 138 4.1. Ciclo operacional ..................................................................... 138 4.2. Ordem crescente ou decrescente de liquidez ........................... 138 4.3. Datas previstas para a realização de ativos e de passivos - Uti- lidade ........................................................................................ 139 5. ATIVO CIRCULANTE........................................................................ 139 5.1. Ativo não circulante ................................................................. 140 6. PASSIVO CIRCULANTE .................................................................... 140 6.1. Itens que, por sua natureza, pertencem ao circulante .............. 141 6.2. Passivos financeiros que proporcionem financiamento a lon- go prazo .................................................................................... 141 6.3. Classificação dos passivos financeiros como circulante ........... 142 6.4. Roll over .................................................................................... 142 6.5. Compromisso de longo prazo que se torna um passivo circu- lante .......................................................................................... 142 6.6. A questão dos empréstimos classificados como passivo circu- lante .......................................................................................... 143 7. INFORMAÇÃO A SER APRESENTADA NO BALANÇO PATRIMO- NIAL OU EM NOTAS EXPLICATIVAS .............................................. 143 8. DIVULGAÇÕES A SEREM FEITAS POR MEIO DO BALANÇO, DMPL OU EM NOTAS EXPLICATIVAS ............................................. 144 IV - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO E DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE .................................................................. 145 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 145 2. INFORMAÇÕES A SEREM APRESENTADAS NA DEMONSTRA- ÇÃO DO RESULTADO ....................................................................... 146 3. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE ...................... 146 4. ITENS DE DIVULGAÇÃO OBRIGATÓRIA EM AMBAS AS DE- MONSTRAÇÕES ................................................................................ 147 5. INCLUSÃO DE OUTRAS RUBRICAS EM AMBAS AS DEMONS- TRAÇÕES ........................................................................................... 147
  • 10. SUMÁRIO 13 6. RESULTADO LÍQUIDO DO PERÍODO ............................................. 148 7. OUTROS RESULTADOS ABRANGENTES DO PERÍODO................. 149 7.1. Reclassificação de resultados abrangentes para o resultado do período ..................................................................................... 149 7.2. Apresentação dos ajustes de reclassificação ............................. 150 8. DIVULGAÇÃO DE ITENS DE RECEITAS E DESPESAS SEPARA- DAMENTE ......................................................................................... 150 8.1. Análise das despesas ................................................................. 151 8.1.1. Método da natureza da despesa .................................... 151 8.1.2. Método da função da despesa ou do “custo dos produ- tos e serviços vendidos” ............................................... 152 8.1.3. Escolha do método ....................................................... 153 V - APRESENTAÇÃO DA DMPL, DFC E NOTAS EXPLICATIVAS ....... 153 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 153 2. DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL) .............................................................................................. 153 2.1. O que deve constar do patrimônio líquido .............................. 154 2.2. Ajustes retrospectivos ............................................................... 155 3. DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (DFC) ....................... 155 4. NOTAS EXPLICATIVAS ..................................................................... 156 4.1. Estrutura................................................................................... 156 4.1.1. Forma de apresentação ................................................. 156 4.2. Divulgação de políticas contábeis ............................................ 157 4.2.1. Utilização de mais de uma base de mensuração ........... 158 4.2.2. Política contábil a ser utilizada..................................... 158 4.2.3. O que divulgar no resumo das políticas contábeis ....... 159 VI - FONTES DE INCERTEZAS, CAPITAL E INSTRUMENTOS FI- NANCEIROS A SEREM DETALHADOS NAS NOTAS EXPLICATIVAS 160 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 160 2. FONTES DE INCERTEZA NA ESTIMATIVA..................................... 160 2.1. Definição dos montantes de ativos e passivos .......................... 161 2.2. Fontes da incerteza das estimativas.......................................... 161 2.3. Aspectos relacionados à divulgação ......................................... 161
  • 11. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 14 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 2.4. Impossibilidade de divulgar a extensão dos efeitos da fonte principal de incertezas.............................................................. 162 3. CAPITAL ............................................................................................ 163 4. INSTRUMENTOS FINANCEIROS COM OPÇÃO DE VENDA CLASSIFICADOS NO PATRIMÔNIO LÍQUIDO ............................... 165 5. OUTRAS DIVULGAÇÕES.................................................................. 165 5.1. Demais informações a serem divulgadas .................................. 165 VII - EXEMPLOS DE DMPL COM EVIDENCIAÇÃO DE OUTROS RE- SULTADOS ABRANGENTES ................................................................... 166 1. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 171 2. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 171 CAPÍTULO 6 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA .............. 173 I - ASPECTOS GERAIS ............................................................................ 173 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 174 2. UTILIDADE DAS INFORMAÇÕES SOBRE O FLUXO DE CAIXA ... 174 3. BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS PELA DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA ........................................................................... 175 4. ALGUNS CONCEITOS ...................................................................... 175 5. CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA .............................................. 176 5.1. Investimentos em instrumentos patrimoniais .......................... 176 5.2. Empréstimos bancários ............................................................ 177 6. APRESENTAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA ................................................................................................ 177 6.1. Transação que inclui fluxos de caixa em mais de uma atividade 178 7. ATIVIDADES OPERACIONAIS.......................................................... 178 7.1. Alguns exemplos ...................................................................... 178 7.1.1. Transações que envolvem a aquisição e a venda de itens do imobilizado ..................................................... 179 7.1.2. Títulos e empréstimos para fins de negociação, ante- cipações de caixa e empréstimos de instituições finan- ceiras............................................................................. 179 8. ATIVIDADES DE INVESTIMENTO ................................................... 180 8.1. Alguns exemplos ...................................................................... 180
  • 12. SUMÁRIO 15 9. ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO ............................................... 181 9.1. Alguns exemplos ...................................................................... 181 II - APRESENTAÇÃO DA DFC ................................................................ 182 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 182 2. APRESENTAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA.................................... 182 2.1. Atividades operacionais ............................................................ 182 2.1.1. Aspectos relacionados ao método direto ...................... 182 2.1.2. Aspectos relacionados ao método indireto ................... 183 2.2. Atividades de investimento e de financiamento ....................... 183 2.3. Apresentação dos fluxos de caixa em base líquida ................... 184 2.3.1. Exemplos de recebimentos e pagamentos em favor de clientes.......................................................................... 184 2.3.2. Exemplos de recebimentos e pagamentos de itens de giro rápido .................................................................... 184 2.3.3. Instituições financeiras ................................................. 185 3. FLUXOS DE CAIXA EM MOEDA ESTRANGEIRA ........................... 185 4. JUROS E DIVIDENDOS ..................................................................... 186 4.1. Juros pagos ............................................................................... 186 4.2. Juros pagos e recebidos e os dividendos e os juros sobre o capital próprio recebidos .......................................................... 186 4.3. Procedimento recomendável .................................................... 187 5. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LU- CRO LÍQUIDO ................................................................................... 187 6. INVESTIMENTO EM CONTROLADA, COLIGADA E EMPREEN- DIMENTO CONTROLADO EM CONJUNTO ................................... 188 7. ALTERAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO EM CONTROLADA E EM OU- TROS NEGÓCIOS .............................................................................. 189 8. TRANSAÇÃO QUE NÃO ENVOLVE CAIXA OU EQUIVALENTES DE CAIXA .......................................................................................... 190 8.1. Exemplos .................................................................................. 190 9. COMPONENTES DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA - CONCILIAÇÃO ................................................................................. 191 10. OUTRAS DIVULGAÇÕES.................................................................. 191 10.1. Caixa e equivalentes de caixa não disponíveis para uso pelo grupo ........................................................................................ 191
  • 13. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 16 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 10.2. Informações adicionais ............................................................. 192 10.3. Fluxos de caixa que representam aumentos na capacidade operacional e fluxos de caixa necessários para manter a capa- cidade operacional.................................................................... 193 10.4. Fluxos de caixa por segmento de negócios .............................. 193 10.5. Fluxos de caixa por ação .......................................................... 193 III - EXEMPLOS DE DFC ......................................................................... 193 1. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 202 2. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 203 CAPÍTULO 7 - INTRODUÇÃO À ANÁLISE ........................................... 205 1. USUÁRIOS/CONSUMIDORES DA INFORMAÇÃO .......................... 206 1.1. Instituições financeiras ............................................................. 206 1.2. Administradores ou gestores da empresa ................................. 206 1.3. Investidores .............................................................................. 207 1.4. Análise da concorrência ........................................................... 207 1.5. Fornecedores ............................................................................ 208 2. ANÁLISE HORIZONTAL (AH) .......................................................... 208 2.1. Análise horizontal que compara valores positivos com valores negativos - Cuidados a serem tomados .................................... 210 2.1.1. Exemplo ....................................................................... 211 3. ANÁLISE VERTICAL (AV) ................................................................. 214 4. ANÁLISE POR QUOCIENTES (AQ) ................................................. 216 5. AJUSTES DAS DEMONSTRAÇÕES PARA FINS DE ANÁLISE ......... 218 6. NOTAS EXPLICATIVAS - IMPORTÂNCIA PARA A ANÁLISE E A INTERPRETAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS.......... 218 6.1. Conteúdo mínimo das Notas Explicativas ............................... 220 7. OBSTÁCULOS ENCONTRADOS PELO ANALISTA ......................... 220 7.1. Observância dos princípios contábeis ...................................... 221 8. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 221 9. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 222 CAPÍTULO 8 - ANÁLISE HORIZONTAL ................................................ 225 1. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE ....... 226
  • 14. SUMÁRIO 17 1.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais).............................. 226 1.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ........ 227 2. BALANÇO PATRIMONIAL - ANÁLISE DE TENDÊNCIA POR GRUPO DE CONTAS ......................................................................... 228 2.1. Ativo ......................................................................................... 230 2.1.1. Ativo Circulante ........................................................... 230 2.1.2. Ativo Realizável a Longo Prazo (Não Circulante) ........ 232 2.1.3. Outras contas do Ativo Não Circulante (antigo Ativo Permanente) ................................................................. 233 2.2. Passivo ...................................................................................... 234 2.2.1. Passivo Circulante ........................................................ 234 2.2.2. Passivo Não Circulante (Exigível a Longo Prazo) ........ 236 2.2.3. Patrimônio Líquido ...................................................... 237 2.2.3. Resumo das contas patrimoniais (grupos de contas) ... 239 3. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - ANÁLISE DE TENDÊNCIA POR GRUPO DE CONTAS .................................... 240 3.1. Receita Líquida de vendas ........................................................ 241 3.2. Lucro Bruto .............................................................................. 242 3.3. Lucro operacional..................................................................... 243 3.4. Lucro Líquido do Exercício ...................................................... 245 4. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 247 5. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 248 CAPÍTULO 9 - ANÁLISE VERTICAL ...................................................... 253 1. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE ....... 254 1.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais).............................. 254 1.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ........ 256 2. BALANÇO PATRIMONIAL - ANÁLISE DE ESTRUTURA POR GRUPO DE CONTAS ......................................................................... 256 2.1. Ativo ......................................................................................... 257 2.1.1. Ativo Circulante ........................................................... 257 2.1.2. Ativo Realizável a Longo Prazo (Não Circulante) ........ 258
  • 15. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 18 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 2.1.3. Outras contas do Ativo Não Circulante (antigo Ativo Permanente) ................................................................. 259 2.2. Passivo ...................................................................................... 260 2.2.1. Passivo Circulante ........................................................ 260 2.2.2. Passivo Não Circulante (Exigível a Longo Prazo) ........ 261 2.2.3. Patrimônio Líquido ...................................................... 261 3. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - ANÁLISE DE ESTRUTURA POR GRUPO DE CONTAS .................................... 262 3.1. Lucro bruto .............................................................................. 263 3.2. Lucro operacional..................................................................... 264 3.3. Lucro líquido do exercício ....................................................... 266 4. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 267 5. ATIVIDADES PRÁTICAS ................................................................... 268 CAPÍTULO 10 - ANÁLISE POR MEIO DE QUOCIENTES .................... 271 1. AGRUPAMENTO DOS QUOCIENTES DE ACORDO COM OS DI- VERSOS AUTORES ............................................................................ 273 1.1. Quocientes de liquidez ............................................................. 274 1.1.1. Liquidez corrente ......................................................... 274 1.1.2. Liquidez seca ................................................................ 274 1.1.3. Liquidez imediata ......................................................... 274 1.1.4. Liquidez geral ............................................................... 274 1.2. Quocientes de imobilização ..................................................... 274 1.2.1. Imobilização do Ativo .................................................. 275 1.2.2. Imobilização geral (capital próprio e de terceiros) ...... 275 1.2.3. Imobilização do capital próprio (AP) .......................... 275 1.2.4. Imobilização do capital próprio (AP-Inv.) .................... 275 1.2.5. Imobilização do capital próprio (AP-Imob.) ................ 275 1.3. Quocientes de endividamento/dependência financeira ............ 275 1.3.1. Dependência financeira ................................................ 275 1.3.2. Endividamento relativo ................................................ 276 1.3.3. Endividamento total perante terceiros ......................... 276 1.3.4. Endividamento de curto prazo ..................................... 276 1.4. Quocientes de giro ................................................................... 276 1.4.1 Giro dos estoques ........................................................ 276
  • 16. SUMÁRIO 19 1.4.1.1. Empresa industrial.......................................... 276 1.4.1.2. Empresa comercial.......................................... 276 1.4.2. Giro do Duplicatas a Receber ....................................... 277 1.4.3. Giro do Duplicatas a Pagar ........................................... 277 1.4.4. Giro do Duplicatas a Receber versus Duplicatas a Pa- gar (quociente relativo) ................................................ 277 1.4.5. Giro do Ativo ................................................................ 278 1.4.6. Giro do Ativo Circulante .............................................. 278 1.4.7. Giro do Ativo Permanente............................................ 278 1.4.8. Giro do Ativo Permanente-Imobilizado ....................... 278 1.4.9. Giro do Ativo Permanente-Investimento ..................... 279 1.4.10. Giro do Patrimônio Líquido ......................................... 279 1.4.11. Giro do Capital Social (nominal) ................................. 279 1.4.12. Giro dos Estoques em Relação às Vendas ..................... 279 1.5. Quocientes de Rentabilidade/Retorno ...................................... 279 1.5.1. Retorno Operacional sobre Vendas (Margem Opera- cional) .......................................................................... 280 1.5.2. Retorno Líquido sobre Vendas (Margem Líquida) ....... 280 1.5.3. Retorno do Ativo sobre o Lucro Líquido...................... 280 1.5.4. Retorno do Patrimônio Líquido sobre o Lucro Líquido 280 1.5.5. Retorno do Capital Social (nominal) Aplicado sobre o Lucro Líquido ............................................................... 280 2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PARA FINS DE ANÁLISE ....... 281 2.1. Balanços patrimoniais encerrados em 31 de dezembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais).............................. 281 2.2. Demonstração do Resultado - Exercícios findos em 31 de de- zembro de 20X1, 20X2 e 20X3 (em milhares de reais) ............ 283 2.3. Informações Complementares (Dados Fornecidos pela Em- presa) ........................................................................................ 283 3. CÁLCULO E ANÁLISE DOS QUOCIENTES ..................................... 284 3.1. Quocientes de liquidez ............................................................. 284 3.1.1. Liquidez corrente ......................................................... 284 3.1.2. Liquidez seca ................................................................ 285 3.1.3. Liquidez imediata ......................................................... 285 3.1.4. Liquidez geral ............................................................... 286
  • 17. ESTRUTURA E ANÁLISE DE BALANÇO 20 Cleônimo dos Santos/Sidney Ferro Barros 3.2. Quocientes de Imobilização ..................................................... 286 3.2.1. Imobilização do Ativo .................................................. 286 3.2.2. Imobilização geral (capital próprio e de terceiros) ...... 287 3.2.3. Imobilização do capital próprio (AP) ........................... 287 3.2.4. Imobilização do capital próprio (AP-Inv.) .................... 288 3.2.5. Imobilização do capital próprio (AP-Imob.) ................ 288 3.3. Quocientes de Endividamento/Dependência Financeira ......... 289 3.3.1. Dependência financeira ................................................ 289 3.3.2. Endividamento relativo ................................................ 289 3.3.3. Independência financeira ............................................. 290 3.3.4. Endividamento de curto prazo ..................................... 290 3.4. Quocientes de Giro................................................................... 291 3.4.1. Giro dos estoques (empresa industrial) ....................... 291 3.4.2. Giro de duplicatas a receber ......................................... 291 3.4.3. Giro de duplicatas a pagar ............................................ 292 3.4.4. Giro do duplicatas a receber versus duplicatas a pagar (quociente relativo) ...................................................... 292 3.4.5. Giro do Ativo ................................................................ 293 3.4.6. Giro do Ativo Circulante .............................................. 294 3.4.7. Giro do Ativo Permanente............................................ 294 3.4.8. Giro do Ativo Permanente-Imobilizado ....................... 295 3.4.9. Giro do Ativo Permanente-Investimento ..................... 295 3.4.10. Giro do Patrimônio Líquido ......................................... 296 3.4.11. Giro do Capital Social (nominal) ................................. 296 3.4.12. Giro dos estoques em relação às vendas ....................... 297 3.5. Quocientes de Rentabilidade/Retorno ...................................... 297 3.5.1. Retorno operacional sobre vendas (margem opera- cional) .......................................................................... 297 3.5.2. Retorno líquido sobre vendas (margem líquida) .......... 298 3.5.3. Retorno do Ativo sobre o lucro líquido ........................ 298 3.5.4. Retorno do Patrimônio Líquido sobre o lucro líquido .. 299 3.5.5. Retorno do capital social (nominal) aplicado sobre o lucro líquido ................................................................. 299 3.5.6. Glossário das abreviaturas utilizadas............................ 300 4. RESUMO DO CAPÍTULO .................................................................. 301 5. ATIVIDADE PRÁTICA ....................................................................... 301
  • 18. SUMÁRIO 21 CAPÍTULO 11 - ASPECTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍN- DICES-PADRÃO - QUARTIS.................................................................... 303 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 303 2. PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍNDICES- -PADRÃO ........................................................................................... 304 3. EXEMPLO DE ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-PADRÃO (QUARTIS) 304 3.1. Alocação dos índices selecionados em ordem crescente e em quartos...................................................................................... 305 3.2. Determinação da mediana ........................................................ 306 3.3. Graduação dos índices ............................................................. 308 4. EXEMPLO PRÁTICO ......................................................................... 309 CAPÍTULO 12 - ASPECTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍN- DICES-PADRÃO - DECIL......................................................................... 311 1. INTRODUÇÃO .................................................................................. 311 2. PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE ÍNDICES- -PADRÃO (DECIS) ............................................................................. 311 3. EXEMPLO DE ELABORAÇÃO DE ÍNDICES-PADRÃO (DECIS) ..... 312 3.1. Alocação dos índices selecionados em ordem crescente e em decis.......................................................................................... 313 3.2. Determinação da mediana ........................................................ 314 3.3. Graduação dos índices ............................................................. 317 4. EXEMPLO PRÁTICO DE ANÁLISE .................................................. 319 CAPÍTULO 13 - RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS .................. 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 1 ................... 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 2 ................... 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 3 ................... 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 4 ................... 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 5 ................... 321 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 6 ................... 322 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 7 ................... 322 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 8 ................... 322 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 9 ................... 324 RESPOSTAS ÀS ATIVIDADES PRÁTICAS DO CAPÍTULO 10 ................. 324
  • 19. Este conteúdo exclusivo é oferecido gratuitamente pela Clique aqui e saiba mais detalhes sobre esta edição. www.iobstore.com.br