SlideShare uma empresa Scribd logo
Em que estou melhorando? “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” Paulo de Tarso – Romanos, 7:19 Expositor: Daniel Fundamentação: Obras da Codificação e o livro Reforma Íntima
Erramos por ignorância; Erramos intencionalmente; Erramos e reconhecemos o nosso erro; Erramos, reconhecemos o nosso erro e nos arrependemos; Esforçamo-nos para não errar e quando erramos nos arrependemos rapidamente; Não nos permitimos errar mais e quando somos agredidos tiramos por menos. Vamos analisar as seguintes opções em situação de conflito:
... em relação a mim mesmo ... em relação ao próximo mais próximo (família) ... no meu trabalho ... com os vizinhos ... com as pessoas em geral ... na Casa Espírita ... etc. em que estou melhorando?
Não queremos ser mais quem fomos, mas ainda não somos quem queremos ser. Então quem somos?  Situação de indefinição...
[object Object]
Precisamos ter noções claras sobre as conquistas interiores para que possamos ter motivação no nosso processo de renovação.
Reencarnação é renovação – temos um corpo novinho e os nossos sentimentos?...gera uma profunda não aceitação com tudo na vida
L.E. 919 – Qual é o meio mais prático e mais eficiente para aperfeiçoar-se nesta vida, resistindo a tentação do mal? – Conhece-te a ti mesmo (Sócrates) Santo Agostinho – O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do desenvolvimento individual. Autoconhecimento - através das luzes de imortalidade que se espraia dos fundamentos espíritas; Mapa de como chegar ao “eu verdadeiro”, à consciência - essa viagem não pode ser feita somente com o mapa, necessita de suprimentos morais preventivos e fortalecedores, necessita de uma ética de paz consigo próprio; Somente se conhecer não basta - é necessário nos aceitarmos como somos para não cairmos nas garras de perigosas ameaças nessa “viagem de retorno a Deus”; Perigosas ameaças - a culpa, a autopunição e a baixa auto-estima, as quais estabelecem o clima psicológico do martírio.
Não ser o que gostaríamos... é o mais alto preço tributado por nós que optamos pelos descaminhos do egoísmo; é a maior tormenta para todos os que almejam a melhoria de si próprios. L.E. 913 – Dentre os vícios, qual é o que pode ser considerado o pior? – O egoísmo – dele deriva todo o mal.
O mesmo Paulo de Tarso que declarou na angústia de suas lutas (...) o mal que não quero esse faço, mais adiante, calejado pelas esfregas educativas compreendeu a importância que tinha para os ofícios do bem ao afirmar: “(...) não sou digno de ser chamado apóstolo (...) mas pela graça de Deus sou o que sou”. “Amai ao próximo como a si mesmo” Jesus
Reforma íntima não e ser contra nós. Não é reprimir e sim educar. A palavra educação, que vem do latim educere, significa tirar de dentro para fora. Renovar é extrair da alma os valores divinos que recebemos quando fomos criados. Fazer brilhar a centelha divina que está dentro de nós desde a nossa criação. A luz que provém do Espiritismo não deve vir de fora para dentro de nós e sim de dentro de nós para fora. A lei estabelece a morte do pecado e não do pecador
Reforma íntima não é exterminar o mal em nós, e sim fortalecer o bem que está adormecido na consciência. À luz dos princípios universais das Leis Naturais, que não existe morte ou extinção, e sim transformação. Jamais matamos o “homem velho”, podemos sim conquistá-lo, renová-lo, educá-lo. Não eliminamos nada do que fomos um dia, transformamos para melhor. Ao invés de ser contra o que fomos, precisamos aprender uma relação pacífica de aceitação sem conformismo a fim de fazer do “homem velho” um grande aliado no aperfeiçoamento. “Matar o homem velho”, “Extinguir sombras”, “vencer o passado”
Postura de aprendiz – jamais perder o interesse em buscar o novo; Observação de si mesmo - é o conhecimento das nossas emoções, o não julgamento e a auto-avaliaçãoconstante; Renúncia - seletividade dos ambientes e costumes, ampliando-se também ao terreno das opiniões pessoais; Aceitação da sombra – aceitação da nossa realidade presente, dando novo aproveitamento a tudo que conquistamos, inclusive nossos erros; Auto-perdão – postura de perdão às faltas que cometemos, mas que gostaríamos de não cometer mais; Cumplicidade com a decisão de crescer- dedicação e serviço continuado a cada instante da nossa vida, onde estivermos; Desapego das coisas materiais – “o amor aos bens terrenos constitui um dos mais fortes óbices ao vosso adiantamento moral e espiritual” (Lacordaire – E.S.E.);  Sugestões para instauração das linhas éticas no processo autotransformador:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O perdão
O perdãoO perdão
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
Leonardo Pereira
 
CONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMOCONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)
Grupo Espírita Mensageiros
 
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Eduino Tschoepke
 
Eu, pacificador de minha vida
Eu, pacificador de minha vidaEu, pacificador de minha vida
Eu, pacificador de minha vida
Dr. Walter Cury
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
Leonardo Pereira
 
A MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIAA MALEDICÊNCIA
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Leonardo Pereira
 
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
Lisete B.
 
O sentimento mais libertador
O sentimento mais libertadorO sentimento mais libertador
O sentimento mais libertador
Irene Aguiar
 
Escravo das Emoções
Escravo das EmoçõesEscravo das Emoções
Escravo das Emoções
arigomesgomes
 

Mais procurados (13)

O perdão
O perdãoO perdão
O perdão
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
CONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMOCONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMO
 
Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)Melindre no centro espírita (1)
Melindre no centro espírita (1)
 
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
 
Eu, pacificador de minha vida
Eu, pacificador de minha vidaEu, pacificador de minha vida
Eu, pacificador de minha vida
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
A MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIAA MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIA
 
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
 
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
 
O sentimento mais libertador
O sentimento mais libertadorO sentimento mais libertador
O sentimento mais libertador
 
Escravo das Emoções
Escravo das EmoçõesEscravo das Emoções
Escravo das Emoções
 

Destaque

Eae aula 1 - inaugural - eae
Eae   aula 1 - inaugural - eaeEae   aula 1 - inaugural - eae
Eae aula 1 - inaugural - eae
Roberto Rossignatti
 
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAEAula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
Flávio Darin Buongermino
 
Datashow - Os vícios na visão espírita
Datashow  - Os vícios na visão espíritaDatashow  - Os vícios na visão espírita
Datashow - Os vícios na visão espírita
Alfredo Lopes
 
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do EvangelhoO que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
E.A.E
 
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
Helio Cruz
 
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de TemasAula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Flávio Darin Buongermino
 
curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12
Roseli Lemes
 
Curso Básico de Espiritismo 5
Curso Básico de Espiritismo 5Curso Básico de Espiritismo 5
Curso Básico de Espiritismo 5
Roseli Lemes
 
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do EvangelhoExemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Flávio Darin Buongermino
 
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o EspiritismoCB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
Roseli Lemes
 
Curso Básico de Espiritismo 6
Curso Básico de Espiritismo 6Curso Básico de Espiritismo 6
Curso Básico de Espiritismo 6
Roseli Lemes
 
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1bEscola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Roseli Lemes
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira). Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
Curso Básico de Espiritismo aula inaugural
Curso Básico de Espiritismo aula inauguralCurso Básico de Espiritismo aula inaugural
Curso Básico de Espiritismo aula inaugural
Roseli Lemes
 
Curso Básico de Espiritismo 2
Curso Básico de Espiritismo 2Curso Básico de Espiritismo 2
Curso Básico de Espiritismo 2
Roseli Lemes
 
A Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da AlmaA Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da Alma
Emilia Maria Araujo Rios
 
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Eae   98 - categoria dos mundos habitadosEae   98 - categoria dos mundos habitados
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Norberto Scavone Augusto
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
Vi Meirim
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Flávio Darin Buongermino
 

Destaque (20)

Eae aula 1 - inaugural - eae
Eae   aula 1 - inaugural - eaeEae   aula 1 - inaugural - eae
Eae aula 1 - inaugural - eae
 
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAEAula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
Aula 1a - inaugural - 18ª Turma - EAE
 
Datashow - Os vícios na visão espírita
Datashow  - Os vícios na visão espíritaDatashow  - Os vícios na visão espírita
Datashow - Os vícios na visão espírita
 
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do EvangelhoO que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
 
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
Livro curso de aprendizes do evangelho (1)
 
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de TemasAula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
 
curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12
 
Curso Básico de Espiritismo 5
Curso Básico de Espiritismo 5Curso Básico de Espiritismo 5
Curso Básico de Espiritismo 5
 
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do EvangelhoExemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
 
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o EspiritismoCB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
CB 16 Esboço do Livro O Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Curso Básico de Espiritismo 6
Curso Básico de Espiritismo 6Curso Básico de Espiritismo 6
Curso Básico de Espiritismo 6
 
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1bEscola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
 
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira). Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
Lições de jesus para a imortalidade ( Leonardo Pereira).
 
Curso Básico de Espiritismo aula inaugural
Curso Básico de Espiritismo aula inauguralCurso Básico de Espiritismo aula inaugural
Curso Básico de Espiritismo aula inaugural
 
Curso Básico de Espiritismo 2
Curso Básico de Espiritismo 2Curso Básico de Espiritismo 2
Curso Básico de Espiritismo 2
 
A Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da AlmaA Imortalidade Da Alma
A Imortalidade Da Alma
 
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Eae   98 - categoria dos mundos habitadosEae   98 - categoria dos mundos habitados
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
 

Semelhante a Em Que Estou melhorando

As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
paikachambi
 
UMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTROUMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTRO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Reforma Íntima e Livre Arbítrio
Reforma Íntima e Livre ArbítrioReforma Íntima e Livre Arbítrio
Reforma Íntima e Livre Arbítrio
Idéias Luz
 
Reforma intima e livre arbtrio
Reforma intima e livre arbtrioReforma intima e livre arbtrio
Reforma intima e livre arbtrio
Victor Passos
 
Estudo junho reforma íntima www forumespirita net
Estudo junho  reforma íntima www forumespirita netEstudo junho  reforma íntima www forumespirita net
Estudo junho reforma íntima www forumespirita net
Fórum Espírita
 
5ª oficina dos sentimentos
5ª oficina dos sentimentos 5ª oficina dos sentimentos
5ª oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos 7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
4ª Oficina dos sentimentos
4ª  Oficina dos sentimentos 4ª  Oficina dos sentimentos
4ª Oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
6 ª Oficina dos sentimentos
6 ª Oficina dos sentimentos 6 ª Oficina dos sentimentos
6 ª Oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
3ª Oficina dos sentimentos
3ª Oficina dos sentimentos 3ª Oficina dos sentimentos
3ª Oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
Verdadeiro Ensinamento 30abr2011
Verdadeiro Ensinamento  30abr2011Verdadeiro Ensinamento  30abr2011
Verdadeiro Ensinamento 30abr2011
Fraternidade Hilaríon de Monte Nebo
 
Reforma íntima: uma abordagem espírita
Reforma íntima:   uma abordagem espíritaReforma íntima:   uma abordagem espírita
Reforma íntima: uma abordagem espírita
EmmanuelSales4
 
Verdadeiro ensinamento 21ago2010
Verdadeiro ensinamento   21ago2010Verdadeiro ensinamento   21ago2010
Verdadeiro ensinamento 21ago2010
Fraternidade Hilaríon de Monte Nebo
 
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.pptA Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
EdsonAguiar30
 
O Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - EspiritismoO Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - Espiritismo
Valéria Domingues
 
Perdão
PerdãoPerdão
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
Helio Cruz
 
Porque adoecemos para nos curar
Porque adoecemos para nos curarPorque adoecemos para nos curar
Porque adoecemos para nos curar
M.R.L
 
(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf
LeonardoRangelCruz
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
Leonardo Pereira
 

Semelhante a Em Que Estou melhorando (20)

As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
 
UMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTROUMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTRO
 
Reforma Íntima e Livre Arbítrio
Reforma Íntima e Livre ArbítrioReforma Íntima e Livre Arbítrio
Reforma Íntima e Livre Arbítrio
 
Reforma intima e livre arbtrio
Reforma intima e livre arbtrioReforma intima e livre arbtrio
Reforma intima e livre arbtrio
 
Estudo junho reforma íntima www forumespirita net
Estudo junho  reforma íntima www forumespirita netEstudo junho  reforma íntima www forumespirita net
Estudo junho reforma íntima www forumespirita net
 
5ª oficina dos sentimentos
5ª oficina dos sentimentos 5ª oficina dos sentimentos
5ª oficina dos sentimentos
 
7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos 7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos
 
4ª Oficina dos sentimentos
4ª  Oficina dos sentimentos 4ª  Oficina dos sentimentos
4ª Oficina dos sentimentos
 
6 ª Oficina dos sentimentos
6 ª Oficina dos sentimentos 6 ª Oficina dos sentimentos
6 ª Oficina dos sentimentos
 
3ª Oficina dos sentimentos
3ª Oficina dos sentimentos 3ª Oficina dos sentimentos
3ª Oficina dos sentimentos
 
Verdadeiro Ensinamento 30abr2011
Verdadeiro Ensinamento  30abr2011Verdadeiro Ensinamento  30abr2011
Verdadeiro Ensinamento 30abr2011
 
Reforma íntima: uma abordagem espírita
Reforma íntima:   uma abordagem espíritaReforma íntima:   uma abordagem espírita
Reforma íntima: uma abordagem espírita
 
Verdadeiro ensinamento 21ago2010
Verdadeiro ensinamento   21ago2010Verdadeiro ensinamento   21ago2010
Verdadeiro ensinamento 21ago2010
 
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.pptA Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
A Felicidade, As Leis Divinas e A Reforma Íntima.ppt
 
O Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - EspiritismoO Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - Espiritismo
 
Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
 
Porque adoecemos para nos curar
Porque adoecemos para nos curarPorque adoecemos para nos curar
Porque adoecemos para nos curar
 
(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 

Mais de Idéias Luz

A Vida Após a Vida
A Vida Após a VidaA Vida Após a Vida
A Vida Após a Vida
Idéias Luz
 
Apresentação o espírita e a reforma íntima
Apresentação o espírita e a reforma íntimaApresentação o espírita e a reforma íntima
Apresentação o espírita e a reforma íntima
Idéias Luz
 
Companhia de jesus
Companhia de jesusCompanhia de jesus
Companhia de jesus
Idéias Luz
 
Convite de Jesus
Convite de JesusConvite de Jesus
Convite de Jesus
Idéias Luz
 
Escolhas e Atitudes
Escolhas e AtitudesEscolhas e Atitudes
Escolhas e Atitudes
Idéias Luz
 
Apresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espíritaApresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espírita
Idéias Luz
 

Mais de Idéias Luz (6)

A Vida Após a Vida
A Vida Após a VidaA Vida Após a Vida
A Vida Após a Vida
 
Apresentação o espírita e a reforma íntima
Apresentação o espírita e a reforma íntimaApresentação o espírita e a reforma íntima
Apresentação o espírita e a reforma íntima
 
Companhia de jesus
Companhia de jesusCompanhia de jesus
Companhia de jesus
 
Convite de Jesus
Convite de JesusConvite de Jesus
Convite de Jesus
 
Escolhas e Atitudes
Escolhas e AtitudesEscolhas e Atitudes
Escolhas e Atitudes
 
Apresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espíritaApresentação doutrina espírita
Apresentação doutrina espírita
 

Último

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 

Último (20)

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 

Em Que Estou melhorando

  • 1. Em que estou melhorando? “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” Paulo de Tarso – Romanos, 7:19 Expositor: Daniel Fundamentação: Obras da Codificação e o livro Reforma Íntima
  • 2. Erramos por ignorância; Erramos intencionalmente; Erramos e reconhecemos o nosso erro; Erramos, reconhecemos o nosso erro e nos arrependemos; Esforçamo-nos para não errar e quando erramos nos arrependemos rapidamente; Não nos permitimos errar mais e quando somos agredidos tiramos por menos. Vamos analisar as seguintes opções em situação de conflito:
  • 3. ... em relação a mim mesmo ... em relação ao próximo mais próximo (família) ... no meu trabalho ... com os vizinhos ... com as pessoas em geral ... na Casa Espírita ... etc. em que estou melhorando?
  • 4. Não queremos ser mais quem fomos, mas ainda não somos quem queremos ser. Então quem somos? Situação de indefinição...
  • 5.
  • 6. Precisamos ter noções claras sobre as conquistas interiores para que possamos ter motivação no nosso processo de renovação.
  • 7. Reencarnação é renovação – temos um corpo novinho e os nossos sentimentos?...gera uma profunda não aceitação com tudo na vida
  • 8. L.E. 919 – Qual é o meio mais prático e mais eficiente para aperfeiçoar-se nesta vida, resistindo a tentação do mal? – Conhece-te a ti mesmo (Sócrates) Santo Agostinho – O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do desenvolvimento individual. Autoconhecimento - através das luzes de imortalidade que se espraia dos fundamentos espíritas; Mapa de como chegar ao “eu verdadeiro”, à consciência - essa viagem não pode ser feita somente com o mapa, necessita de suprimentos morais preventivos e fortalecedores, necessita de uma ética de paz consigo próprio; Somente se conhecer não basta - é necessário nos aceitarmos como somos para não cairmos nas garras de perigosas ameaças nessa “viagem de retorno a Deus”; Perigosas ameaças - a culpa, a autopunição e a baixa auto-estima, as quais estabelecem o clima psicológico do martírio.
  • 9. Não ser o que gostaríamos... é o mais alto preço tributado por nós que optamos pelos descaminhos do egoísmo; é a maior tormenta para todos os que almejam a melhoria de si próprios. L.E. 913 – Dentre os vícios, qual é o que pode ser considerado o pior? – O egoísmo – dele deriva todo o mal.
  • 10. O mesmo Paulo de Tarso que declarou na angústia de suas lutas (...) o mal que não quero esse faço, mais adiante, calejado pelas esfregas educativas compreendeu a importância que tinha para os ofícios do bem ao afirmar: “(...) não sou digno de ser chamado apóstolo (...) mas pela graça de Deus sou o que sou”. “Amai ao próximo como a si mesmo” Jesus
  • 11. Reforma íntima não e ser contra nós. Não é reprimir e sim educar. A palavra educação, que vem do latim educere, significa tirar de dentro para fora. Renovar é extrair da alma os valores divinos que recebemos quando fomos criados. Fazer brilhar a centelha divina que está dentro de nós desde a nossa criação. A luz que provém do Espiritismo não deve vir de fora para dentro de nós e sim de dentro de nós para fora. A lei estabelece a morte do pecado e não do pecador
  • 12. Reforma íntima não é exterminar o mal em nós, e sim fortalecer o bem que está adormecido na consciência. À luz dos princípios universais das Leis Naturais, que não existe morte ou extinção, e sim transformação. Jamais matamos o “homem velho”, podemos sim conquistá-lo, renová-lo, educá-lo. Não eliminamos nada do que fomos um dia, transformamos para melhor. Ao invés de ser contra o que fomos, precisamos aprender uma relação pacífica de aceitação sem conformismo a fim de fazer do “homem velho” um grande aliado no aperfeiçoamento. “Matar o homem velho”, “Extinguir sombras”, “vencer o passado”
  • 13. Postura de aprendiz – jamais perder o interesse em buscar o novo; Observação de si mesmo - é o conhecimento das nossas emoções, o não julgamento e a auto-avaliaçãoconstante; Renúncia - seletividade dos ambientes e costumes, ampliando-se também ao terreno das opiniões pessoais; Aceitação da sombra – aceitação da nossa realidade presente, dando novo aproveitamento a tudo que conquistamos, inclusive nossos erros; Auto-perdão – postura de perdão às faltas que cometemos, mas que gostaríamos de não cometer mais; Cumplicidade com a decisão de crescer- dedicação e serviço continuado a cada instante da nossa vida, onde estivermos; Desapego das coisas materiais – “o amor aos bens terrenos constitui um dos mais fortes óbices ao vosso adiantamento moral e espiritual” (Lacordaire – E.S.E.); Sugestões para instauração das linhas éticas no processo autotransformador:
  • 14. Vigilância – é a atitude de cuidar da vida mental; Oração – é a terapia da mente, sairmos de nós para entrarmos em Deus; Trabalho - dar utilidade a cada momento dos nossos dias; Tolerância – há tempo para tudo e tudo tem seu momento. Complacência conosco para que haja mais resultados satisfatórios, ou seja, mas caridade com nossos esforços; Amor incondicional - aprender a gostar de si mesmo, independente do que fizemos no passado e do que queremos ser no futuro; Socialização - edificação de laços de afeto nos grupamentos humanos, no intuito de fixarmos na intimidade as mensagens do evangelho e do bem universal; Caridade - é o “dínamo de sentimentos nobres”. Sugestões para instauração das linhas éticas no processo autotransformador:
  • 15. O objetivo do projeto de mudança espiritual é tornar o homem mais feliz e integrado à sua divina tarefa perante a vida; Compreender que é um binômio corpo-alma, que tem um destino, a perfeição, e que a vida na Terra é um aprendizado são as lições que lhe permitirão romper com os estreitos limites da visão materialista; Já nos encontramos dispostos a transformar o mal e a construir o bem que pudermos. Existe um melhor recomeço do que esse? A reforma íntima solicita fazer de nossas vidas um projeto. Um projeto de cumplicidade e amor! Para finalizarmos é bom entendermos que: