SlideShare uma empresa Scribd logo
O perdão
O perdão é um processo mental ou
espiritual de cessar o sentimento de
ressentimento ou raiva contra outra
pessoa ou contra si mesmo.
Cessar a exigência de castigo ou
restituição.
Significado de Perdão
Dicionário
O QUE É PERDÃO?
• Uma lei da natureza. Aparece em
nossas vidas e requisita uma
competência para lidar com ele.
• É uma necessidade cotidiana que nos
auxilia a vencer nossas limitações.
Alberto Almeida
Médico da Federação Médica Espírita
Palestrante Espírita.
Autor do livro: “O perdão como caminho,
e o caminho do perdão”
•É a nossa estratégia de libertação.
•É uma atitude, um jeito de se
colocar na vida.
O QUE É PERDÃO?
Alberto Almeida
• Um importante passo para a
evolução.
• Perdoar, não significa
esquecer, mas sim, não querer
revidar.
• Perdão é treinamento.
O QUE É PERDÃO?
Divaldo P. Franco
• Instrumento de evolução
• Sacrifício mais agradável à Deus.
• Falta de perdão está ligada ao orgulho e
da vaidade
O QUE É PERDÃO?
Nazareno Feitosa
Advogado, expositor espírita e
estudioso da doutrina.
• Remédio capaz de curar e libertar a
alma.
• Condição para mantermos nossa
integridade psíquica.
O QUE É PERDÃO?
Haroldo Dutra Dias
Juiz de direito do Tribunal de Justiça de
Minas Gerais.
Palestrante e Estudioso da Doutrina.
Resumindo, perdão é:
• Instrumento necessário para nossa
evolução.
• Importante exercício para a correção
de nossas deficiências morais.
• Virtude conquistada através de muita
boa vontade, vigilância dos
pensamentos e treinamento
disciplinado.
R: 1- Benevolência para com todos.
2- Indulgência para as imperfeições
alheias.
3- Perdão das ofensas.
L.E – Questão 886 :
Qual o verdadeiro sentido da
palavra caridade, como entendia
Jesus?
O perdão é muito bom
pra quem perdoa, ás
vezes, é aproveitado
por quem é
perdoado, pois
acende uma luz
interna.
Razões para perdoar:
• Perdão é terapêutico.
• Pessoas que não perdoam
adoecem com mais
facilidade.
• A mágoa crônica leva a
depressão e a desequilíbrios
psíquicos.
• Quando odiamos alguém, fixamo-nos
nessa pessoa e cada vez que revivemos a
situação que nos provocou a mágoa,
nosso organismo sofre o stress como se
a situação tivesse acontecido
novamente.
• Desencadeando substâncias químicas
negativas em nosso organismo repetidas
vezes.
• Culpamos o outro pelos nossos traumas,
cultivamos a auto-piedade.
• Q. 258-LE: Planejamos nossa reencarnação?
R: SIM
• Eu sofro hoje, a LEI DE CAUSA E EFEITO.
• Eu tenho em minha vida, o que eu preciso
pra minha evolução.
•Enquanto tivermos necessidade de aprender,
teremos necessidade de perdoar.
Na Terra existem injustos
sim, porém não existem
injustiçados.
Raul Teixeira:
• Devemos diluir as ofensas e não
acentuá-las.
• Q. 1000-LE:
Podemos modificar nosso carma
através do bem que fizermos.
O perdão
O perdão
• Quem nos agride está enfermo.
• Q.742-LE – Estágio evolutivo em que nos
encontramos faz com que nossa natureza
animal sobreponha a natureza espiritual.
• Deus permite que “os lobos” convivam com
“os cordeiros” devido ao estágio evolutivo do
nosso planeta.
• Mas...as “ovelhas” de hoje, provavelmente,
foram os “lobos” de ontem.
Minha infelicidade não é
resultado do que as pessoas
fizeram pra mim, mas sim o
que EU fiz com o que as
pessoas fizeram pra mim.
(Alberto Almeida)
Perdão é a nossa estratégia
de libertação.
Razões para perdoar:
O perdão
O rancor e a
mágoa nos
petrifica, nos
faz estacionar e
perder precioso
tempo.
• Precisamos trabalhar o nosso estado
interior para dominarmos mais
facilmente os nossos instintos.
• Trabalhar seriamente e
disciplinadamente a nossa
REFORMA ÍNTIMA
Perdão
• Perdoar é um hábito de se caminhar.
Só o tempo, o amor e a perseverança
são capazes de consolidá-lo em
nossos corações.
Precisamos de TEMPO para
digerirmos nossas “tragédias”.
• Perdoar não é ser conivente com o mal
causado, mas sim, não querer revidar,
não querer pagar com mal com o mal.
• Perdoar é enfrentar minhas provações
com humildade e intensa vontade de
vencê-la.
Somente o riso, o amor
e a caridade merecem
revanche.
O resto, é perda de
tempo, é perda de vida!
Perdão precisa ir sendo elaborado
AÇÃO
Coração
Cabeça
Perdão é um
tratamento longo e
diário que nos trará a
paz e nos permitirá
recuperar o nosso
poder de assumir a
responsabilidade
de como nos
sentimos.
FAMÍLIA X PERDÃO
FAMÍLIA X PERDÃO
• Encarnar que em uma mesma família podemos
ter pessoas afins ou antigos desafetos.
• Relacionamentos afetivos são uma universidade
da evolução. Ainda precisamos de
“instrumentos” para nossa evolução.
• Conviver em família é muito difícil, não porque
obrigatoriamente teremos na família antigos
inimigos, mas principalmente pelo fato de ainda
sermos espíritos imperfeitos.
FAMÍLIA X PERDÃO
• É muito importante aprendermos
a analisar situações
imparcialmente, como se não
fizéssemos parte dela, separando
a atitude, da pessoa.
• Perdoar nos ensina que podemos discordar
de alguém, porém não precisamos odiá-lo por
isso.
FAMÍLIA X PERDÃO
• A falta de perdão por si só,
não condena o ofensor, pois se
o mesmo se arrepender e
corrigir, será perdoado e
continuará sua evolução .
(Divaldo P. Franco)
FAMÍLIA X PERDÃO
• Longos relacionamentos podem nos
trazer feridas. Isso é normal no estágio
evolutivo em que nos encontramos.
• Precisamos aprender a enxergar as
criaturas do tamanho que elas são.
Não devemos alimentar expectativas
irreais.
FAMÍLIA X PERDÃO
Qual o
caminho?
• A adversidade questiona as nossas
limitações e nos convida ou “empurra”
para evolução.
• Acredite! Somente nós mesmos somos
capazes de curar nossas dores.
• Faça o que dever ser feito, com ética e
amor, sempre. Independentemente do
que o outro nos faça.
• Aprenda a olhar o mundo de
forma mais branda, menos
impulsiva. Dê-se tempo para
“digerir” as situações.
• Supere a você mesmo! Vá além de
suas limitações.
• Esteja pronto e disposto a
recomeçar SEMPRE!
• Fortaleça-se com a vida!
O perdão não é algo que precisamos
resolver com quem nos ofendeu, é
uma questão que precisa ser
resolvida com a gente mesmo, e só
conseguiremos isto, quando nosso
amor, o amor assim como Jesus
nos ensinou, for maior que nosso
orgulho.
Por fim...
O perdão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
Grupo Espírita Cristão
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
Marcos Antônio Alves
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda... Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Tiburcio Santos
 
O Poder da Vontade
O Poder da VontadeO Poder da Vontade
O Poder da Vontade
Ricardo Azevedo
 
Na luz da indulgência
Na luz da indulgênciaNa luz da indulgência
Na luz da indulgência
Leonardo Pereira
 
A PACIENCIA
A PACIENCIAA PACIENCIA
Sono e sonhos
Sono e sonhosSono e sonhos
Sono e sonhos
Victor Passos
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
Clair Bianchini
 
Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6
Leonardo Pereira
 
Cuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espíritoCuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espírito
Izabel Cristina Fonseca
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
gmo1973
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Divulgador do Espiritismo
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
Izabel Cristina Fonseca
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
grupodepaisceb
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
Francisco de Assis Alencar
 
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
Francisco de Assis Alencar
 

Mais procurados (20)

ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda... Palestra ESE13 que a mão esquerda...
Palestra ESE13 que a mão esquerda...
 
O Poder da Vontade
O Poder da VontadeO Poder da Vontade
O Poder da Vontade
 
Na luz da indulgência
Na luz da indulgênciaNa luz da indulgência
Na luz da indulgência
 
A PACIENCIA
A PACIENCIAA PACIENCIA
A PACIENCIA
 
Sono e sonhos
Sono e sonhosSono e sonhos
Sono e sonhos
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6
 
Cuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espíritoCuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espírito
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
 

Semelhante a O perdão

Perdão
PerdãoPerdão
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
Lisete B.
 
Tolerância
Tolerância Tolerância
Tolerância
Marcelo Suster
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
grupodepaisceb
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
Lisete B.
 
Coragem para mudar
Coragem para mudarCoragem para mudar
Coragem para mudar
Ailton Guimaraes
 
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e ProgressoO Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
Ceile Bernardo
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
Christian Lepelletier
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Marcelo Suster
 
Coragem para mudar 2019
Coragem para mudar 2019Coragem para mudar 2019
Coragem para mudar 2019
Ailton Guimaraes
 
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitosCapítulo 5- Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitos
Roberta Andrade
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
Levi Antonio Amancio
 
O poder liberador do perdão
O poder liberador do perdãoO poder liberador do perdão
O poder liberador do perdão
Rosa Luzia Da Hora
 
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitosCapítulo 5 Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitos
Roberta Andrade
 
Palestra técnicas de proteção-2.pptx
Palestra técnicas de proteção-2.pptxPalestra técnicas de proteção-2.pptx
Palestra técnicas de proteção-2.pptx
ssusere4feb1
 
2ª oficina dos sentimentos
2ª oficina dos sentimentos 2ª oficina dos sentimentos
2ª oficina dos sentimentos
Leonardo Pereira
 
Promessas de AA
Promessas de AAPromessas de AA
Promessas de AA
grupodeaaaracas
 
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
Leonardo Pereira
 
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOSBEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
Sergio Menezes
 
Estudo de pais 30
Estudo de pais 30Estudo de pais 30
Estudo de pais 30
Fatoze
 

Semelhante a O perdão (20)

Perdão
PerdãoPerdão
Perdão
 
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
 
Tolerância
Tolerância Tolerância
Tolerância
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
Coragem para mudar
Coragem para mudarCoragem para mudar
Coragem para mudar
 
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e ProgressoO Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
 
Coragem para mudar 2019
Coragem para mudar 2019Coragem para mudar 2019
Coragem para mudar 2019
 
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitosCapítulo 5- Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5- Bem aventurados os aflitos
 
Reforma íntima
Reforma íntimaReforma íntima
Reforma íntima
 
O poder liberador do perdão
O poder liberador do perdãoO poder liberador do perdão
O poder liberador do perdão
 
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitosCapítulo 5 Bem aventurados os aflitos
Capítulo 5 Bem aventurados os aflitos
 
Palestra técnicas de proteção-2.pptx
Palestra técnicas de proteção-2.pptxPalestra técnicas de proteção-2.pptx
Palestra técnicas de proteção-2.pptx
 
2ª oficina dos sentimentos
2ª oficina dos sentimentos 2ª oficina dos sentimentos
2ª oficina dos sentimentos
 
Promessas de AA
Promessas de AAPromessas de AA
Promessas de AA
 
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
Obssidade da alma atual (leonardo pereira).
 
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOSBEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
BEM AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS
 
Estudo de pais 30
Estudo de pais 30Estudo de pais 30
Estudo de pais 30
 

Mais de Francisco de Assis Alencar

Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina EspíritaFormas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Francisco de Assis Alencar
 
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
Francisco de Assis Alencar
 
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos" Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Francisco de Assis Alencar
 
O poder do pensamento
O poder do pensamentoO poder do pensamento
O poder do pensamento
Francisco de Assis Alencar
 
Leis divinas
Leis divinasLeis divinas
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGOAtuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Francisco de Assis Alencar
 
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. BarsanulfoTransformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Francisco de Assis Alencar
 
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Francisco de Assis Alencar
 
Palestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelhoPalestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelho
Francisco de Assis Alencar
 
Perdão e autoperdão
Perdão e autoperdãoPerdão e autoperdão
Perdão e autoperdão
Francisco de Assis Alencar
 
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador   cap vi Evang. Seg. EspiritismoCristo consolador   cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Francisco de Assis Alencar
 
Não se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamónNão se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamón
Francisco de Assis Alencar
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
Francisco de Assis Alencar
 
Opções diante da vida
Opções diante da vidaOpções diante da vida
Opções diante da vida
Francisco de Assis Alencar
 
O bem e o mal
O bem e o malO bem e o mal
Aprendendo a amar
Aprendendo a amarAprendendo a amar
Aprendendo a amar
Francisco de Assis Alencar
 
O médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amorO médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amor
Francisco de Assis Alencar
 
A codificação espírita
A codificação espíritaA codificação espírita
A codificação espírita
Francisco de Assis Alencar
 
A medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismoA medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismo
Francisco de Assis Alencar
 
Ave sr Benedito, nosso querido Seu Dito
Ave sr Benedito, nosso querido Seu DitoAve sr Benedito, nosso querido Seu Dito
Ave sr Benedito, nosso querido Seu Dito
Francisco de Assis Alencar
 

Mais de Francisco de Assis Alencar (20)

Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina EspíritaFormas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
 
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
 
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos" Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
 
O poder do pensamento
O poder do pensamentoO poder do pensamento
O poder do pensamento
 
Leis divinas
Leis divinasLeis divinas
Leis divinas
 
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGOAtuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
 
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. BarsanulfoTransformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
 
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
 
Palestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelhoPalestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelho
 
Perdão e autoperdão
Perdão e autoperdãoPerdão e autoperdão
Perdão e autoperdão
 
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador   cap vi Evang. Seg. EspiritismoCristo consolador   cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
 
Não se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamónNão se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamón
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
 
Opções diante da vida
Opções diante da vidaOpções diante da vida
Opções diante da vida
 
O bem e o mal
O bem e o malO bem e o mal
O bem e o mal
 
Aprendendo a amar
Aprendendo a amarAprendendo a amar
Aprendendo a amar
 
O médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amorO médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amor
 
A codificação espírita
A codificação espíritaA codificação espírita
A codificação espírita
 
A medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismoA medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismo
 
Ave sr Benedito, nosso querido Seu Dito
Ave sr Benedito, nosso querido Seu DitoAve sr Benedito, nosso querido Seu Dito
Ave sr Benedito, nosso querido Seu Dito
 

Último

3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
tintcha62
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 

Último (20)

3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 

O perdão

  • 2. O perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo. Cessar a exigência de castigo ou restituição. Significado de Perdão Dicionário
  • 3. O QUE É PERDÃO? • Uma lei da natureza. Aparece em nossas vidas e requisita uma competência para lidar com ele. • É uma necessidade cotidiana que nos auxilia a vencer nossas limitações. Alberto Almeida Médico da Federação Médica Espírita Palestrante Espírita. Autor do livro: “O perdão como caminho, e o caminho do perdão”
  • 4. •É a nossa estratégia de libertação. •É uma atitude, um jeito de se colocar na vida. O QUE É PERDÃO? Alberto Almeida
  • 5. • Um importante passo para a evolução. • Perdoar, não significa esquecer, mas sim, não querer revidar. • Perdão é treinamento. O QUE É PERDÃO? Divaldo P. Franco
  • 6. • Instrumento de evolução • Sacrifício mais agradável à Deus. • Falta de perdão está ligada ao orgulho e da vaidade O QUE É PERDÃO? Nazareno Feitosa Advogado, expositor espírita e estudioso da doutrina.
  • 7. • Remédio capaz de curar e libertar a alma. • Condição para mantermos nossa integridade psíquica. O QUE É PERDÃO? Haroldo Dutra Dias Juiz de direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Palestrante e Estudioso da Doutrina.
  • 8. Resumindo, perdão é: • Instrumento necessário para nossa evolução. • Importante exercício para a correção de nossas deficiências morais. • Virtude conquistada através de muita boa vontade, vigilância dos pensamentos e treinamento disciplinado.
  • 9. R: 1- Benevolência para com todos. 2- Indulgência para as imperfeições alheias. 3- Perdão das ofensas. L.E – Questão 886 : Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como entendia Jesus?
  • 10. O perdão é muito bom pra quem perdoa, ás vezes, é aproveitado por quem é perdoado, pois acende uma luz interna. Razões para perdoar:
  • 11. • Perdão é terapêutico. • Pessoas que não perdoam adoecem com mais facilidade. • A mágoa crônica leva a depressão e a desequilíbrios psíquicos.
  • 12. • Quando odiamos alguém, fixamo-nos nessa pessoa e cada vez que revivemos a situação que nos provocou a mágoa, nosso organismo sofre o stress como se a situação tivesse acontecido novamente. • Desencadeando substâncias químicas negativas em nosso organismo repetidas vezes.
  • 13. • Culpamos o outro pelos nossos traumas, cultivamos a auto-piedade. • Q. 258-LE: Planejamos nossa reencarnação? R: SIM • Eu sofro hoje, a LEI DE CAUSA E EFEITO. • Eu tenho em minha vida, o que eu preciso pra minha evolução. •Enquanto tivermos necessidade de aprender, teremos necessidade de perdoar.
  • 14. Na Terra existem injustos sim, porém não existem injustiçados. Raul Teixeira:
  • 15. • Devemos diluir as ofensas e não acentuá-las. • Q. 1000-LE: Podemos modificar nosso carma através do bem que fizermos.
  • 18. • Quem nos agride está enfermo. • Q.742-LE – Estágio evolutivo em que nos encontramos faz com que nossa natureza animal sobreponha a natureza espiritual. • Deus permite que “os lobos” convivam com “os cordeiros” devido ao estágio evolutivo do nosso planeta. • Mas...as “ovelhas” de hoje, provavelmente, foram os “lobos” de ontem.
  • 19. Minha infelicidade não é resultado do que as pessoas fizeram pra mim, mas sim o que EU fiz com o que as pessoas fizeram pra mim. (Alberto Almeida)
  • 20. Perdão é a nossa estratégia de libertação. Razões para perdoar:
  • 22. O rancor e a mágoa nos petrifica, nos faz estacionar e perder precioso tempo.
  • 23. • Precisamos trabalhar o nosso estado interior para dominarmos mais facilmente os nossos instintos. • Trabalhar seriamente e disciplinadamente a nossa REFORMA ÍNTIMA
  • 24. Perdão • Perdoar é um hábito de se caminhar. Só o tempo, o amor e a perseverança são capazes de consolidá-lo em nossos corações. Precisamos de TEMPO para digerirmos nossas “tragédias”.
  • 25. • Perdoar não é ser conivente com o mal causado, mas sim, não querer revidar, não querer pagar com mal com o mal. • Perdoar é enfrentar minhas provações com humildade e intensa vontade de vencê-la.
  • 26. Somente o riso, o amor e a caridade merecem revanche. O resto, é perda de tempo, é perda de vida!
  • 27. Perdão precisa ir sendo elaborado AÇÃO Coração Cabeça
  • 28. Perdão é um tratamento longo e diário que nos trará a paz e nos permitirá recuperar o nosso poder de assumir a responsabilidade de como nos sentimos.
  • 30. FAMÍLIA X PERDÃO • Encarnar que em uma mesma família podemos ter pessoas afins ou antigos desafetos. • Relacionamentos afetivos são uma universidade da evolução. Ainda precisamos de “instrumentos” para nossa evolução. • Conviver em família é muito difícil, não porque obrigatoriamente teremos na família antigos inimigos, mas principalmente pelo fato de ainda sermos espíritos imperfeitos.
  • 31. FAMÍLIA X PERDÃO • É muito importante aprendermos a analisar situações imparcialmente, como se não fizéssemos parte dela, separando a atitude, da pessoa. • Perdoar nos ensina que podemos discordar de alguém, porém não precisamos odiá-lo por isso.
  • 32. FAMÍLIA X PERDÃO • A falta de perdão por si só, não condena o ofensor, pois se o mesmo se arrepender e corrigir, será perdoado e continuará sua evolução . (Divaldo P. Franco)
  • 33. FAMÍLIA X PERDÃO • Longos relacionamentos podem nos trazer feridas. Isso é normal no estágio evolutivo em que nos encontramos. • Precisamos aprender a enxergar as criaturas do tamanho que elas são. Não devemos alimentar expectativas irreais.
  • 35. • A adversidade questiona as nossas limitações e nos convida ou “empurra” para evolução. • Acredite! Somente nós mesmos somos capazes de curar nossas dores. • Faça o que dever ser feito, com ética e amor, sempre. Independentemente do que o outro nos faça.
  • 36. • Aprenda a olhar o mundo de forma mais branda, menos impulsiva. Dê-se tempo para “digerir” as situações. • Supere a você mesmo! Vá além de suas limitações. • Esteja pronto e disposto a recomeçar SEMPRE! • Fortaleça-se com a vida!
  • 37. O perdão não é algo que precisamos resolver com quem nos ofendeu, é uma questão que precisa ser resolvida com a gente mesmo, e só conseguiremos isto, quando nosso amor, o amor assim como Jesus nos ensinou, for maior que nosso orgulho. Por fim...

Notas do Editor

  1. Item 2: Muitas vezes não conseguimos perdoar pq a decepção da pessoa não ser quem eu criei me traz mais dor do que a ofensa.