SlideShare uma empresa Scribd logo
Caderno de temas
ALLAN KARDEC (“O Livro dos Espíritos”)
919. Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se
  melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal?

- “Um sábio da antiguidade vo-lo disse: Conhece-te a ti
   mesmo.”


                Santo Agostinho afirma:
    "O Conhecimento de Si Mesmo é, portanto, a chave do
                  progresso individual"
Dentre os muitos recursos que a E.A.E oferece ao
 seus alunos, o CADERNO DE TEMAS, é um dos
  instrumentos para iniciar o processo de auto
                 conhecimento.

             Caderno de temas,
              Para que serve?
   Para o aluno começar a refletir sobre o seu
comportamento em situações exteriores, ainda
 distantes nesse momento do seu eu (interior).
QUAL O OBJETIVO DOS TEMAS QUE NOS SÃO
APRESENTADOS:
   Os temas sugeridos funcionam como
estímulo para que reflitamos sobre o nosso
próprio comportamento.
Proporcionam uma auto análise ao escrevermos sobre
o tema proposto, a observar mais detidamente os
fatos e acontecimentos que ocorrem em nossa volta,
questionando a forma com que o tema pode contribuir
para uma mudança de sentimentos.
Um Caderno de Temas bem conduzido,
encarado com seriedade, representa para
todos nós, segundo a terminologia dos
especialistas, uma autêntica “REAÇÃO DO
ESPELHO” de efeitos assaz promissores.
PERMITIR -SE

QUE AS EMOÇÕES AFLOREM À
     SUPERFÍCIE PARA
    RECONHECIMENTO
Por que ler o tema?
 Para que eu comece a me expor, saindo de mim,
  do meu individualismo.
 Para experimentar o sentimento,
  compartilhando com o grupo a sua própria
  experiência.
 Para sentir que o grupo me escuta e me
  acolhe.
 Para sentir que tenho um ambiente favorável
  em que posso falar de minhas experiências,
  meus sentimentos e conflitos.
 Para aprender a escutar o outro e enriquecer-
  me com a troca de experiências.
asPeCtos gerais a serem observados
       no Caderno de temas:
 Padronização do tamanho, cor, etc.
 Identificação com nome do aluno.
 Escrita à caneta, de preferência.
 Colocar número do tema, título e data
  para facilitar o acompanhamento do
  dirigente.
 Evitar divagações, escrever sempre na
  primeira pessoa do singular (EU).
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
asPeCtos gerais a serem observados
       no Caderno de temas:

Observar a seqüência numérica dos
 temas e inserção no programa de aulas.
Observar o cuidado e organização (não
 colar adesivos, receitas, telefones,
 etc)...
Acompanhar o conteúdo dos temas
 quanto ao processo de R.I.
“Lembre-se sempre da chave de ouro para a porta da
prosperidade: tudo o que você precisa está dentro de
você e é inesgotável. Mas está num lugar que somente
você mesmo pode alcançar, não adianta buscar isso nos
outros ou esperar que os outros busquem para nós”.
“Escreve-se sempre para dar a
vida, para liberar a vida aí
onde ela está aprisionada,
 para traçar linhas de fuga”.

 (Gilles Deleuze)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EAE 2 a criação
EAE 2 a criaçãoEAE 2 a criação
EAE 2 a criação
Roseli Lemes
 
Caderneta pessoal
Caderneta pessoalCaderneta pessoal
Caderneta pessoal
E.A.E
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
Daniel de Melo
 
Eae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curasEae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curas
PatiSousa1
 
Eae 1 aula inaugural rev01
Eae 1   aula inaugural rev01Eae 1   aula inaugural rev01
Eae 1 aula inaugural rev01
Norberto Scavone Augusto
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Denise Tofoli
 
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
Daniel de Melo
 
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1aEscola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Roseli Lemes
 
Eae 22 À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
Eae 22  À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.Eae 22  À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
Eae 22 À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
PatiSousa1
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
Roseli Lemes
 
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
PatiSousa1
 
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
Eae   aula 4 - as Raças PrimitivasEae   aula 4 - as Raças Primitivas
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
Roberto Rossignatti
 
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aulaEae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Norberto Scavone Augusto
 
Curso Básico de Espiritismo 4
Curso Básico de Espiritismo 4Curso Básico de Espiritismo 4
Curso Básico de Espiritismo 4
Roseli Lemes
 
Eae 81 cosmogonia
Eae   81 cosmogoniaEae   81 cosmogonia
Eae 81 cosmogonia
Norberto Scavone Augusto
 
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
Daniel de Melo
 
Concentração Aura e Irradiação
Concentração Aura e IrradiaçãoConcentração Aura e Irradiação
Concentração Aura e Irradiação
Graça Maciel
 
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
liliancostadias
 
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae   86 - o plano divino e a lei da evoluçãoEae   86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Norberto Scavone Augusto
 
EAE 111
EAE 111EAE 111
EAE 111
Roseli Lemes
 

Mais procurados (20)

EAE 2 a criação
EAE 2 a criaçãoEAE 2 a criação
EAE 2 a criação
 
Caderneta pessoal
Caderneta pessoalCaderneta pessoal
Caderneta pessoal
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
 
Eae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curasEae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curas
 
Eae 1 aula inaugural rev01
Eae 1   aula inaugural rev01Eae 1   aula inaugural rev01
Eae 1 aula inaugural rev01
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
 
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
 
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1aEscola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
 
Eae 22 À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
Eae 22  À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.Eae 22  À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
Eae 22 À volta a Jerusalém e as escolas rabínicas.
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
 
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
Eae 87 A Lei do Trabalho / A Lei da Justiça
 
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
Eae   aula 4 - as Raças PrimitivasEae   aula 4 - as Raças Primitivas
Eae aula 4 - as Raças Primitivas
 
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aulaEae   68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
Eae 68 - vícios e defeitos - roteiro da aula
 
Curso Básico de Espiritismo 4
Curso Básico de Espiritismo 4Curso Básico de Espiritismo 4
Curso Básico de Espiritismo 4
 
Eae 81 cosmogonia
Eae   81 cosmogoniaEae   81 cosmogonia
Eae 81 cosmogonia
 
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
 
Concentração Aura e Irradiação
Concentração Aura e IrradiaçãoConcentração Aura e Irradiação
Concentração Aura e Irradiação
 
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 09_O Decálogo_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae   86 - o plano divino e a lei da evoluçãoEae   86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
 
EAE 111
EAE 111EAE 111
EAE 111
 

Destaque

Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do EvangelhoExemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Flávio Darin Buongermino
 
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃOREFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
Norberto Scavone Augusto
 
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1bEscola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Roseli Lemes
 
Origem da escola aprendizes do evangelho
Origem da escola aprendizes do evangelhoOrigem da escola aprendizes do evangelho
Origem da escola aprendizes do evangelho
Darlene Cesar
 
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do EvangelhoO que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
E.A.E
 
Um olhar sobre o mundo espiritual parte ii
Um olhar sobre o mundo espiritual   parte iiUm olhar sobre o mundo espiritual   parte ii
Um olhar sobre o mundo espiritual parte ii
Sônia Marques
 
Em Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorandoEm Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorando
Idéias Luz
 
Eae 94 - estrutura da aliança
Eae   94 - estrutura da aliançaEae   94 - estrutura da aliança
Eae 94 - estrutura da aliança
Norberto Scavone Augusto
 
Liberdade responsabilidade e doenças mentais
Liberdade responsabilidade e doenças mentaisLiberdade responsabilidade e doenças mentais
Liberdade responsabilidade e doenças mentais
Ponte de Luz ASEC
 
Datashow - Os vícios na visão espírita
Datashow  - Os vícios na visão espíritaDatashow  - Os vícios na visão espírita
Datashow - Os vícios na visão espírita
Alfredo Lopes
 
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃOAULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
Daniel de Melo
 
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
Aula 1   inaugural - 18ª Turma Aula 1   inaugural - 18ª Turma
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
Flávio Darin Buongermino
 
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
Grupo de Orações
 
Aula 2 - Umbral e Colônias Espirituais
Aula 2 -  Umbral e Colônias EspirituaisAula 2 -  Umbral e Colônias Espirituais
Aula 2 - Umbral e Colônias Espirituais
Breno Ortiz Tavares Costa
 
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard ArmondAula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Os exilados de capela edgard armond
Os exilados de capela   edgard armondOs exilados de capela   edgard armond
Os exilados de capela edgard armond
havatar
 
Eae 3 - o nosso planeta rev 03
Eae   3 - o nosso planeta rev 03Eae   3 - o nosso planeta rev 03
Eae 3 - o nosso planeta rev 03
Norberto Scavone Augusto
 
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDORCERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
Alex Silva
 
Fluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_cFluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_c
carlos freire
 
curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12
Roseli Lemes
 

Destaque (20)

Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do EvangelhoExemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
Exemplo - Caderneta Pessoal - Escola de Aprendizes do Evangelho
 
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃOREFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
REFERENCIA PARA OS ALUNDOS - EAE 2 - OS 7 DIAS DA CRIAÇÃO
 
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1bEscola de Aprendizes do Evangelho 1b
Escola de Aprendizes do Evangelho 1b
 
Origem da escola aprendizes do evangelho
Origem da escola aprendizes do evangelhoOrigem da escola aprendizes do evangelho
Origem da escola aprendizes do evangelho
 
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do EvangelhoO que é escola de Aprendizes do Evangelho
O que é escola de Aprendizes do Evangelho
 
Um olhar sobre o mundo espiritual parte ii
Um olhar sobre o mundo espiritual   parte iiUm olhar sobre o mundo espiritual   parte ii
Um olhar sobre o mundo espiritual parte ii
 
Em Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorandoEm Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorando
 
Eae 94 - estrutura da aliança
Eae   94 - estrutura da aliançaEae   94 - estrutura da aliança
Eae 94 - estrutura da aliança
 
Liberdade responsabilidade e doenças mentais
Liberdade responsabilidade e doenças mentaisLiberdade responsabilidade e doenças mentais
Liberdade responsabilidade e doenças mentais
 
Datashow - Os vícios na visão espírita
Datashow  - Os vícios na visão espíritaDatashow  - Os vícios na visão espírita
Datashow - Os vícios na visão espírita
 
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃOAULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
 
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
Aula 1   inaugural - 18ª Turma Aula 1   inaugural - 18ª Turma
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
 
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
Passes e-irradiacoes-i-110701093214-phpapp02
 
Aula 2 - Umbral e Colônias Espirituais
Aula 2 -  Umbral e Colônias EspirituaisAula 2 -  Umbral e Colônias Espirituais
Aula 2 - Umbral e Colônias Espirituais
 
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard ArmondAula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
Aula M1 (27/01/2012) - Edgard Armond
 
Os exilados de capela edgard armond
Os exilados de capela   edgard armondOs exilados de capela   edgard armond
Os exilados de capela edgard armond
 
Eae 3 - o nosso planeta rev 03
Eae   3 - o nosso planeta rev 03Eae   3 - o nosso planeta rev 03
Eae 3 - o nosso planeta rev 03
 
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDORCERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
CERIMÔNIA DE PASSAGEM GRAU DE SERVIDOR
 
Fluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_cFluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_c
 
curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12curso básico de espiritismo 12
curso básico de espiritismo 12
 

Semelhante a Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas

Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
Simônica Salgado
 
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pwEbook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
Renato Dias Martino
 
Projeto auto
Projeto autoProjeto auto
Projeto auto
Patricia Kelly
 
Texto para reflexão
Texto para reflexãoTexto para reflexão
Texto para reflexão
Kênia Bomtempo
 
Prévia e book lab cria
Prévia e book lab criaPrévia e book lab cria
Prévia e book lab cria
supimpainovacao
 
Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)
Alice Lirio
 
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - AmorAula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Como Realizar Seus Desejos
Como Realizar Seus DesejosComo Realizar Seus Desejos
Como Realizar Seus Desejos
andremanoel06
 
1 pensar, sentir e agir fund i
1 pensar, sentir e agir fund i1 pensar, sentir e agir fund i
1 pensar, sentir e agir fund i
LuzDoSaber1
 
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãOOficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
Aninha Felix Vieira Dias
 
Educando o olhar
Educando o olharEducando o olhar
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Ana Caetano
 
10 técnicas revolucionárias de augusto cury
10 técnicas revolucionárias de augusto cury10 técnicas revolucionárias de augusto cury
10 técnicas revolucionárias de augusto cury
IRACI SARTORI
 
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptxEDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
CRISTINA380470
 
A sabedoria do silencio interno
A sabedoria do silencio internoA sabedoria do silencio interno
A sabedoria do silencio interno
Joaquim Fontes
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
Ana Dias
 
Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011
newton bandini
 
Reavaliando Conceitos
Reavaliando ConceitosReavaliando Conceitos
Reavaliando Conceitos
Márcio Melânia
 
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdfKRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
GlaucianeLourenoFrei
 

Semelhante a Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas (20)

Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
Guia para estimulação do cérebro infantil de 0 (2)
 
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pwEbook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
Ebook para alem da clinica autor renato dias martino no pw
 
Projeto auto
Projeto autoProjeto auto
Projeto auto
 
Texto para reflexão
Texto para reflexãoTexto para reflexão
Texto para reflexão
 
Prévia e book lab cria
Prévia e book lab criaPrévia e book lab cria
Prévia e book lab cria
 
Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)
 
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - AmorAula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
 
Como Realizar Seus Desejos
Como Realizar Seus DesejosComo Realizar Seus Desejos
Como Realizar Seus Desejos
 
1 pensar, sentir e agir fund i
1 pensar, sentir e agir fund i1 pensar, sentir e agir fund i
1 pensar, sentir e agir fund i
 
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãOOficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
Oficina Dos Sentimentos ImplantaçãO
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
 
Educando o olhar
Educando o olharEducando o olhar
Educando o olhar
 
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
 
10 técnicas revolucionárias de augusto cury
10 técnicas revolucionárias de augusto cury10 técnicas revolucionárias de augusto cury
10 técnicas revolucionárias de augusto cury
 
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptxEDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
EDUCAR PARA NOVOS TEMPOS.pptx
 
A sabedoria do silencio interno
A sabedoria do silencio internoA sabedoria do silencio interno
A sabedoria do silencio interno
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
 
Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011Curso Expositor Espírita 2011
Curso Expositor Espírita 2011
 
Reavaliando Conceitos
Reavaliando ConceitosReavaliando Conceitos
Reavaliando Conceitos
 
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdfKRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
KRISHNAMURTI-Como-Somos-As-One-Is-V2.pdf
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 

Último (15)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 

Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas

  • 2. ALLAN KARDEC (“O Livro dos Espíritos”) 919. Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal? - “Um sábio da antiguidade vo-lo disse: Conhece-te a ti mesmo.” Santo Agostinho afirma: "O Conhecimento de Si Mesmo é, portanto, a chave do progresso individual"
  • 3. Dentre os muitos recursos que a E.A.E oferece ao seus alunos, o CADERNO DE TEMAS, é um dos instrumentos para iniciar o processo de auto conhecimento. Caderno de temas, Para que serve? Para o aluno começar a refletir sobre o seu comportamento em situações exteriores, ainda distantes nesse momento do seu eu (interior).
  • 4. QUAL O OBJETIVO DOS TEMAS QUE NOS SÃO APRESENTADOS: Os temas sugeridos funcionam como estímulo para que reflitamos sobre o nosso próprio comportamento. Proporcionam uma auto análise ao escrevermos sobre o tema proposto, a observar mais detidamente os fatos e acontecimentos que ocorrem em nossa volta, questionando a forma com que o tema pode contribuir para uma mudança de sentimentos.
  • 5. Um Caderno de Temas bem conduzido, encarado com seriedade, representa para todos nós, segundo a terminologia dos especialistas, uma autêntica “REAÇÃO DO ESPELHO” de efeitos assaz promissores.
  • 6. PERMITIR -SE QUE AS EMOÇÕES AFLOREM À SUPERFÍCIE PARA RECONHECIMENTO
  • 7. Por que ler o tema?  Para que eu comece a me expor, saindo de mim, do meu individualismo.  Para experimentar o sentimento, compartilhando com o grupo a sua própria experiência.  Para sentir que o grupo me escuta e me acolhe.  Para sentir que tenho um ambiente favorável em que posso falar de minhas experiências, meus sentimentos e conflitos.  Para aprender a escutar o outro e enriquecer- me com a troca de experiências.
  • 8. asPeCtos gerais a serem observados no Caderno de temas:  Padronização do tamanho, cor, etc.  Identificação com nome do aluno.  Escrita à caneta, de preferência.  Colocar número do tema, título e data para facilitar o acompanhamento do dirigente.  Evitar divagações, escrever sempre na primeira pessoa do singular (EU).
  • 11. asPeCtos gerais a serem observados no Caderno de temas: Observar a seqüência numérica dos temas e inserção no programa de aulas. Observar o cuidado e organização (não colar adesivos, receitas, telefones, etc)... Acompanhar o conteúdo dos temas quanto ao processo de R.I.
  • 12. “Lembre-se sempre da chave de ouro para a porta da prosperidade: tudo o que você precisa está dentro de você e é inesgotável. Mas está num lugar que somente você mesmo pode alcançar, não adianta buscar isso nos outros ou esperar que os outros busquem para nós”.
  • 13. “Escreve-se sempre para dar a vida, para liberar a vida aí onde ela está aprisionada, para traçar linhas de fuga”. (Gilles Deleuze)