SlideShare uma empresa Scribd logo
Doenças do
sistema
respiratório
Prof. Me. Aroldo
Gavioli
REVISÃO DE
ANATOMIA E
FISIOLOGIA
Sistema  respiratório
Sistema  respiratório
Cavidade Nasal
Cavidade Nasal
Faringe
Laringe
Traquéia
Brônquios e Bronquíolos
Alvéolos
Pulmonares
Pleuras
Pleura
visceral
Pleura
parietal
Ventilação
Respiração
MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO ÁCIDO-BASE
Sistema Respiratório:
Hiperventilação
CO2 + H2O H⇔ 2CO3 H⇔ +
+ HCO3
-
Hipoventilação
CO2 + H2O H⇔ 2CO3 H⇔ +
+ HCO3
Aumento da [H+
]
7,4
Acidose
Alcalose
Queda do pH
Acúmulo de ácidos
Acúmulo de bases
Perda de ácidos
Perda de bases
Diminuição da [H+
]
Escala de pH
Aumento do pH
Alterações no pH
Sistema Hemoglobina
 Realiza o transporte de gases respiratórios e efeito
tampão;
• O pH do sangue venoso é ligeiramente mais baixo do que o do sangue
arterial;
 O efeito tampão evita que a concentração de H+
varie de
forma brusca, provocando variações de acidez .
Sangue arterial: 7,36 a 7,44
Sangue venoso: 7,44 a 7,46
HbH H+
+ Hb-
 O CO2 (tec.)  H2CO3  H+ e HCO3-.
 O bicarbonato é transportado aos pulmões e o H+ se liga a Hb.
Doenças do aparelho respiratório
Sinais e sintomas das 
doenças respiratórias
DISPNEIA
Tosse
escarro
Dor torácica
sibilos
Baquetamento dos dedos ou
hipocratismo digital
Hemoptise
cianose
DISTÚRBIOS DO TRATO 
RESPIRATÓRIO SUPERIOR
Infecções das Vias Aéreas 
Superiores (IVAS)
RINITES Infecções da cavidade nasal
SINUSITES 
Infecções dos seios 
paranasais
FARINGITES Infecções da faringe
 TONSILITES
Infecções das tonsilas 
palatinas
ADENOIDITES  Infecções da adenoide
LARINGITES Infecções da laringe
RINITE
Doenças do sistema respiratório
SINUSITE
Inflamação dos seios paranasais, resultante
de uma infecção respiratória alta não-
resolvida.
Sinais e sintomas:
FARINGITE
Inflamação febril da garganta causada por vírus
(70% dos casos).
Faringite crônica:Faringite crônica:
Amigdalite - tonsilite
ADENOIDITE
A infecção pode evoluir para:
Otite média aguda.
Ruptura espontânea do tímpano, provocando mastoidite
aguda e num processo crônico provocar surdez
permanente.
LARINGITE
Inflamação da laringe.
Uso abusivo da voz ou por exposição à poeira,
produtos químicos, fumaça, ou como parte de uma
infecção do trato respiratório superior.
A causa é quase sempre viral.
O início da infecção pode estar associado com a
exposição súbita às alterações da temperatura, às
deficiências dietéticas, à desnutrição e a falta de
imunidade.
Comum no inverno, facilmente transmitida.
Sinais e sintomas:
Rouquidão ou afonia.
Tosse intensa.
CUIDADOS DE
ENFERMAGEM
DOENÇAS DO TRATO
RESPIRATÓRIO SUPERIOR
Cuidados de enfermagem
(Rinite)
Cuidados de enfermagem
(Sinusite)
Promover a drenagem
sinusal pelo aumento
da umidade do
ambiente (inalar vapor).
Aumentar a ingestão
hídrica.
Aplicar calor local
(compressas de água
quente).
Cuidados de enfermagem
(Faringite)
Cuidados de enfermagem
(laringite)
Cuidados de enfermagem (Tonsilite e
Adenoidite)
Cuidados de enfermagem
Cuidados de enfermagem
Exercício:
•Concurso Enfermeiro - CISMEPAR 2011
•As infecções das vias aéreas superiores (IVAS) são um dos problemas mais
comuns encontrados em serviços de saúde. Em relação a esta patologia,
informe se é (V) verdadeiro ou (F) falso o que se afirma abaixo e, em seguida,
assinale a alternativa com a sequência correta.
•( ) A rinofaringite aguda abrange quadros como o do resfriado comum e ainda
outros englobados sob a denominação de rinite viral aguda. É a doença
infecciosa de vias aéreas superiores mais comum da infância.
•( ) A pneumonia é a IVAS que apresenta o quadro que requer maiores cuidados,
sendo necessário o tratamento com antimicrobianos.
•( ) Lavagem das mãos e cuidados com secreções e fômites provenientes do
paciente constituem-se medidas preventivas no controle da transmissão das
rinofaringites.
•( ) Sinusite aguda pode ser definida como infecção bacteriana dos seios
paranasais, com duração menor de 30 dias.
•(A) V – V – V – F.
•(B) F – V – V – F.
•(C) F – F – V – V.
•(D) V – V – F – F
•(E) V – F – V – V
DISTÚRBIOS DO TRATO
RESPIRATÓRIO INFERIOR
TRAQUEOBRONQUITE Infecções da traqueia
BRONQUITE Inflamação dos brônquios
ASMA Inflamação dos bronquíolos
ENFISEMA PULMONAR Inflamação dos alvéolos
DOENÇA PULMONAR
OBSTRUTIVA CRÔNICA
Infecção crônica dos
brônquios
PNEUMONIA
Infecção nos pulmões
TUBERCULOSE PULMONAR
TRAQUEOBRONQUITE
Doenças do sistema respiratório
BRONQUITE
Doenças do sistema respiratório
ASMA
Transpiração excessiva
devida a hiperatividade do
SNS.
Ou dermatite. Qualquer
inflamação da pele.
Erupções cutâneas em
consequência de
doenças agudas
ENFISEMA
Enfisema Pulmonar
Fisiopatologia
Doenças do sistema respiratório
Imagens do Cor Pulmonale
Hipertrofia do VD Paciente crônico
Doenças do sistema respiratório
DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA
CRÔNICA (DPOC)
Fisiopatologia
Doenças do sistema respiratório
PNEUMONIA
Fisiopatologia
Sinais e sintomas:
TUBERCULOSE
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
Baciloscopia de escarro
CUIDADOS DE
ENFERMAGEM
Trato
respiratório
Inferior
Cuidados de enfermagem
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
Outras
Complicações
ATELECTASIA
A atelectasia pode ocorrer:
BRONQUIECTASIA
Sinais e sintomas:
EMBOLIA PULMONAR
Doenças do sistema respiratório
Sinais e sintomas:
 Dispnéia
 Taquipnéia
 Dor torácica súbita
 Febre
 Diaforese
 Taquicardia
 Síncope
 Tosse
 Hemoptise
 Morte súbita – parada cardiorrespiratória (AESP 5T)
DERRAME PLEURAL
Sinais e sintomas:
Nível líquido
Derrame
pleural
Área
Cardíaca
aproximada
EDEMA PULMONAR
Sinais e sintomas:
Angústia respiratória
crescente
Aerofagia
Cianose dos lábios e
unhas
Tosse
Confusão e letargia
INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA (IRA)
 É a condição clínica na qual o sistema respiratório não consegue
manter os valores da pressão arterial de oxigênio (PaO2) e/ou
da pressão arterial de gás carbônico (PaCO2) dentro dos
limites da normalidade, para determinada demanda metabólica.
INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA
AGUDA (IRA)
INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA
AGUDA (IRA)
Sinais e sintomas:
SÍNDROME DA ANGÚSTIA
RESPIRATÓRIA AGUDA
Sinais e sintomas:
Dispnéia grave
Respiração laboriosa
Taquipnéia
HIPERTENSÃO PULMONAR
Sinais e sintomas:
Dispnéia
Dor torácica
Fraqueza
Fadiga
Desmaio
Sinais de insuficiência cardíaca (edema
periférico, ascite, distensão das veias do
pescoço, ingurgitamento hepático).
PNEUMOTÓRAX
PNEUMOTÓRAX
Causas
Pneumotórax traumático
É aquele que resulta de um traumatismo na região do tórax
(ferimentos por faca, tiro de arma de fogo, atropelamentos,
procedimentos torácicos invasivos).
Pneumotórax hipertensivo
Decorrente de uma laceração no pulmão ou de um
pequeno orifício na parede torácica, onde o ar que entra a
cada inspiração, fica aprisionado aumentando a tensão
(pressão positiva) no espaço pleural.
Sinais e sintomas:
NEOPLASIA PULMONAR
Causas
Sinais e sintomas: O câncer de pulmão geralmente é
insidioso, assintomático e depende da localização e
tamanho do tumor, do grau de obstrução e da existência
de metástase.
 Tosse ou alteração nas características de uma tosse
crônica
 Ronco – obstrução brônquica pelo tumor
 Dispnéia
 Hemoptise
 Febre
 Dor torácica ou no ombro
Cuidados de enfermagem
Cuidados de enfermagem
Cuidados de enfermagem
Cuidados de enfermagem
Cuidados de enfermagem
(Derrame pleural)
Cuidados de enfermagem
OxigenoterapiaOxigenoterapia
Oxigenoterapia
Cuidado em oxigenoterapia
Cateter nasal tipo óculos
Cateter nasal tipo óculos
Cateter nasal tipo óculos
Desvantagens:
Requer a respiração pelo nariz.
Quantidade de oxigênio oferecida é incerta.
Pouco oxigênio é suprido se o paciente respira
pela boca.
Irritação e ressecamento da mucosa nasal e
faríngea.
Fluxos muito altos podem causar dor nos seios
frontais.
Uso prolongado causa incômodo para o paciente.
Máscara de venturi
Máscara de venturi
Máscaras de alta concentração de
Oxigênio
Máscara Hudson
Válvula unidirecional sem
reinalação
Impede a reinalação através de válvulas unidirecionais
 Concentração de O2: 80 a 95 %
 Fluxo de O2: 10 a 15 L.
 Indicada no pac. grave IRA
Bolsa de reanimação manual
(AMBÚ)
Bolsa de reanimação manual
(AMBÚ)
 Fornece alta concentração de O2 ao paciente com
esforço inspiratório insuficiente. Geralmente utilizado na
parada cardiorespiratória, hiperinsuflação durante a
aspiração ou transporte de paciente dependentes de
respirador.
 Com máscara, utiliza a via aérea superior, fornecendo
oxigênio pela boca e nariz do paciente.
 Sem a máscara, o adaptador encaixa-se no tubo
endotraqueal ou de traqueostomia.
Ventilador mecânico
Cânula de traqueostomia
Cânula de traqueostomia
Cânula de traqueostomia
Cuidados de enfermagem
 Manter a permeabilidade da cânula através de aspiração
frequente e umidificarão adequada do ar inspirado;
 Manter a cânula fixa;
 Manter o curativo da traqueostomia e cadarço sempre limpos;
 Observar as condições da traqueostomia, qualquer
anormalidade comunicar ao médico;
 Controlar e observar o padrão respiratório do paciente;
 Lavar a cânula do traqueostomia sempre que suspeitar de
obstrução;
 Educar o paciente para o autocuidado.
Cuidados de enfermagem
Cuidados com a Fixação da Cânula
 Ao colocar o cadarço, certifique-se que a cânula não se
desloque, solicitar a ajuda de outra pessoa para firmar
a cânula enquanto o cadarço estiver sendo posto.
 Realizar a troca do cadarço sempre que tiver sujo ou
úmido.
 Uso de avental, máscara e óculos se suspeita de
processo infeccioso pulmonar ou HIV+.
 Atenda o portador de traqueostomia colocando-se ao
seu lado, evite deixar seu rosto à frente do estoma, o
cliente pode apresentar episódio de tosse inesperado.
Cuidados de enfermagem
Traqueostomia
Dreno de tórax
Dreno de tórax
Cuidados de enfermagem
 Lavar as mãos, secar e fazer antissepsia com álcool 70%.
 Preencher o selo d´água com 500 ml de soro fisiológico
0,9%.
 Após-instalação do dreno, a mensuração dos débitos dos
drenos deverá ser feita a cada 6 hora ou intervalos
menores caso haja registros de débitos superiores a 100
ml/hora.
 A mensuração deverá ser feita colocando uma fita adesiva
ao lado da graduação do frasco, onde o técnico de
enfermagem deverá marcar com uma caneta o volume
drenado marcando também a hora da conferência.
Cuidados de enfermagem
 A troca do selo d´água deverá ser feita a cada 12h
 Clampear o dreno para que não haja entrada de ar para a
cavidade torácica e após a troca, lembrar sempre que o
dreno deve ser desclampado.
 Os curativos na inserção dos drenos devem ser trocados
diariamente utilizando os produtos preconizados pelo
Serviço de Infecção Hospitalar de cada instituição
 Colocar frasco de drenagem no piso, dentro de
suporte,próximo ao leito do paciente ou dependurá-lo na
parte inferior do leito, evitando-se desconexões acidentais
ou tombamento do frasco.
Cuidados de enfermagem
"Ordenhar" ou massagear a tubulação na direção
do frasco coletor de drenagem de 2 em 2horas ou
conforme protocolo da instituição.
Nunca elevar frasco de drenagem acima do tórax
sem ser clampeado.
Lavar as mãos após procedimento e sempre que
houver necessidade de "ordenhar" tubulação.
Referências:
SMELTEZER Suzanne C; BARE Brenda G.
BRUNER e SUDDARTH. Tratado de
Enfermagem Médico Cirúrgica. 9. ed. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional
do Câncer. Estimativa 2010: incidência de
câncer no Brasil/ Instituto Nacional do Câncer.
Rio de Janeiro: INCA, 2009.
OBRIGADO !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
Will Nunes
 
Punção venosa.
Punção venosa.Punção venosa.
Punção venosa.
Centro Universitário Ages
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
César Milani
 
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Alexandre Naime Barbosa
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
José Alexandre Pires de Almeida
 
Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
lacmuam
 
Infarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do MiocárdioInfarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do Miocárdio
Danielle Alexia
 
Oxigenoterapia
Oxigenoterapia Oxigenoterapia
Oxigenoterapia
resenfe2013
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
Viviane da Silva
 
Bronquite
BronquiteBronquite
Bronquite
Mônica Firmida
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
resenfe2013
 
Sinais vitais
Sinais vitaisSinais vitais
Sinais vitais
Marcos Antonio
 
Edema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de PulmãoEdema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de Pulmão
resenfe2013
 
Bronquite[1]
Bronquite[1]Bronquite[1]
Bronquite[1]
emefguerreiro
 
Avaliação Cardiovascular
Avaliação CardiovascularAvaliação Cardiovascular
Avaliação Cardiovascular
resenfe2013
 
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Cleiton Ribeiro Alves
 
5ª aula vias de administração
5ª aula   vias de administração5ª aula   vias de administração
5ª aula vias de administração
Claudio Luis Venturini
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
resenfe2013
 
DPOC
DPOCDPOC
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Cláudia Moura
 

Mais procurados (20)

Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
 
Punção venosa.
Punção venosa.Punção venosa.
Punção venosa.
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
 
Exame Físico
Exame FísicoExame Físico
Exame Físico
 
Infarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do MiocárdioInfarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do Miocárdio
 
Oxigenoterapia
Oxigenoterapia Oxigenoterapia
Oxigenoterapia
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
 
Bronquite
BronquiteBronquite
Bronquite
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
 
Sinais vitais
Sinais vitaisSinais vitais
Sinais vitais
 
Edema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de PulmãoEdema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de Pulmão
 
Bronquite[1]
Bronquite[1]Bronquite[1]
Bronquite[1]
 
Avaliação Cardiovascular
Avaliação CardiovascularAvaliação Cardiovascular
Avaliação Cardiovascular
 
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
 
5ª aula vias de administração
5ª aula   vias de administração5ª aula   vias de administração
5ª aula vias de administração
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
 
DPOC
DPOCDPOC
DPOC
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 

Destaque

Doenças respiratórias
Doenças respiratóriasDoenças respiratórias
Doenças respiratórias
Caroline Magnabosco
 
Doenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionaisDoenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionais
Isabel Araujo
 
Rinite
RiniteRinite
Cartilha dcnt
Cartilha dcntCartilha dcnt
Cartilha dcnt
Gláucia Castro
 
Doenças Renais
Doenças RenaisDoenças Renais
Doenças Renais
Felipe Santos
 
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....pptEstudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
William Damasceno
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares Doenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
Gabriela Bruno
 
Alimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcntAlimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcnt
karinelc
 
Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015
belmiro decimo
 
CN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovascularesCN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovasculares
Rita Rainho
 
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Maria Freitas
 
DoençAs RespiratóRias
DoençAs RespiratóRiasDoençAs RespiratóRias
DoençAs RespiratóRias
guest787ebb4
 
Doenças respiratorias
Doenças respiratoriasDoenças respiratorias
Doenças respiratorias
clinicansl
 
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumoniaAssistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Teresa Oliveira
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Flávia Salame
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de caso
Danimilene
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilis
luzienne moraes
 
Síndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana AgudaSíndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana Aguda
PCare Fisioterapia
 
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Clebson Reinaldo
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
calaisgarcia
 

Destaque (20)

Doenças respiratórias
Doenças respiratóriasDoenças respiratórias
Doenças respiratórias
 
Doenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionaisDoenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionais
 
Rinite
RiniteRinite
Rinite
 
Cartilha dcnt
Cartilha dcntCartilha dcnt
Cartilha dcnt
 
Doenças Renais
Doenças RenaisDoenças Renais
Doenças Renais
 
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....pptEstudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
Estudo de caso da disciplina de saúde da mulher (diabetes gestacional).....ppt
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares Doenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
 
Alimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcntAlimentacao saudavel e dcnt
Alimentacao saudavel e dcnt
 
Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015Doenças renais power point 2015
Doenças renais power point 2015
 
CN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovascularesCN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovasculares
 
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
 
DoençAs RespiratóRias
DoençAs RespiratóRiasDoençAs RespiratóRias
DoençAs RespiratóRias
 
Doenças respiratorias
Doenças respiratoriasDoenças respiratorias
Doenças respiratorias
 
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumoniaAssistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais Pulmonares
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de caso
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilis
 
Síndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana AgudaSíndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana Aguda
 
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
 

Semelhante a Doenças do sistema respiratório

DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptxDOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
enfermeiraelainnechr
 
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdfAula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
Giza Carla Nitz
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
JessiellyGuimares
 
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 anoTraumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
JssicaMorais30
 
Manejo da via aerea - Fisioterapeuta
Manejo da via aerea - FisioterapeutaManejo da via aerea - Fisioterapeuta
Manejo da via aerea - Fisioterapeuta
Janderson Physios
 
Patologia do Sistema Respiratório
Patologia do Sistema RespiratórioPatologia do Sistema Respiratório
Patologia do Sistema Respiratório
Raimundo Tostes
 
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptxcepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
prontoatendimentohbm
 
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
JotaBSN
 
Disturbios Respirátorio_VI e VNI
 Disturbios Respirátorio_VI e VNI Disturbios Respirátorio_VI e VNI
Disturbios Respirátorio_VI e VNI
EduardoMachado777773
 
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de TóraxMonitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
Lucas Samuel
 
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas PulmonaresMonitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
Hercules Antonio Kozorosky Junior
 
Edema agudo de pulmão 1
Edema agudo de pulmão 1Edema agudo de pulmão 1
Edema agudo de pulmão 1
Tharles Müller
 
Aspiração 12.07.12
Aspiração 12.07.12Aspiração 12.07.12
Aspiração 12.07.12
upload718
 
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEPABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
victorinocachipa
 
Doenca pulmonar obs_cronica_dpoc
Doenca pulmonar obs_cronica_dpocDoenca pulmonar obs_cronica_dpoc
Doenca pulmonar obs_cronica_dpoc
Jordan Gomes
 
Aspiração 12.07.12 final
Aspiração 12.07.12 finalAspiração 12.07.12 final
Aspiração 12.07.12 final
upload718
 
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptxpneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
EvertonMonteiro19
 
Respiratorio1 2010 1
Respiratorio1 2010 1Respiratorio1 2010 1
Respiratorio1 2010 1
UFPEL
 
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes AnimaisAfecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
Mariana Benitez Fini
 
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdffisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
Raqueli Viecili
 

Semelhante a Doenças do sistema respiratório (20)

DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptxDOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
DOENÇAS RESPIRATORIAS.pptx
 
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdfAula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
Aula 15 - Doenças Respiratórias - Pneumonia.pdf
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
 
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 anoTraumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
Traumatismos torácico.pptx medicina 3 ano
 
Manejo da via aerea - Fisioterapeuta
Manejo da via aerea - FisioterapeutaManejo da via aerea - Fisioterapeuta
Manejo da via aerea - Fisioterapeuta
 
Patologia do Sistema Respiratório
Patologia do Sistema RespiratórioPatologia do Sistema Respiratório
Patologia do Sistema Respiratório
 
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptxcepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
cepeti-manejo-de-vias-aereas-9a7b76f7.pptx
 
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
1. APH MR - VVAA e Av. Primária.pdf
 
Disturbios Respirátorio_VI e VNI
 Disturbios Respirátorio_VI e VNI Disturbios Respirátorio_VI e VNI
Disturbios Respirátorio_VI e VNI
 
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de TóraxMonitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
Monitoria Patologias Pulmonares na Radiografia Simples de Tórax
 
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas PulmonaresMonitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
Monitoria Radiografia de Tórax - Manifestações Patológicas Pulmonares
 
Edema agudo de pulmão 1
Edema agudo de pulmão 1Edema agudo de pulmão 1
Edema agudo de pulmão 1
 
Aspiração 12.07.12
Aspiração 12.07.12Aspiração 12.07.12
Aspiração 12.07.12
 
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEPABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
ABSCESSO PULMONAR ORIGINAL CETEP
 
Doenca pulmonar obs_cronica_dpoc
Doenca pulmonar obs_cronica_dpocDoenca pulmonar obs_cronica_dpoc
Doenca pulmonar obs_cronica_dpoc
 
Aspiração 12.07.12 final
Aspiração 12.07.12 finalAspiração 12.07.12 final
Aspiração 12.07.12 final
 
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptxpneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
 
Respiratorio1 2010 1
Respiratorio1 2010 1Respiratorio1 2010 1
Respiratorio1 2010 1
 
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes AnimaisAfecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
Afecções Respiratórias Cirúrgicas de Grandes Animais
 
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdffisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
fisioterapia-em-neonatologia-e-pediatria_compress.pdf
 

Mais de Aroldo Gavioli

Transtornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicosTranstornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicos
Aroldo Gavioli
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
Aroldo Gavioli
 
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicosSíndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
Aroldo Gavioli
 
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
Aroldo Gavioli
 
psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2
Aroldo Gavioli
 
Grupos terapêuticos e intervenção em família
Grupos terapêuticos e intervenção em famíliaGrupos terapêuticos e intervenção em família
Grupos terapêuticos e intervenção em família
Aroldo Gavioli
 
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mentalO diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
Aroldo Gavioli
 
Exame Físico em Saúde Mental
Exame Físico em Saúde MentalExame Físico em Saúde Mental
Exame Físico em Saúde Mental
Aroldo Gavioli
 
Rede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mentalRede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mental
Aroldo Gavioli
 
Drogas psicotrópica
Drogas psicotrópicaDrogas psicotrópica
Drogas psicotrópica
Aroldo Gavioli
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
Aroldo Gavioli
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Aroldo Gavioli
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
Aroldo Gavioli
 
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia IntensivaCritérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Aroldo Gavioli
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crises
Aroldo Gavioli
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgência
Aroldo Gavioli
 
Métodos dialíticos intermitentes
Métodos dialíticos intermitentesMétodos dialíticos intermitentes
Métodos dialíticos intermitentes
Aroldo Gavioli
 
Métodos dialíticos contínuos
Métodos dialíticos contínuosMétodos dialíticos contínuos
Métodos dialíticos contínuos
Aroldo Gavioli
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
Aroldo Gavioli
 
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mentalO Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
Aroldo Gavioli
 

Mais de Aroldo Gavioli (20)

Transtornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicosTranstornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicos
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicosSíndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
Síndrome de dependência de substâncias – aspectos neurobiológicos
 
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
A Política Nacional de Saúde Mental e a Organização da Rede de Atenção Psicos...
 
psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2
 
Grupos terapêuticos e intervenção em família
Grupos terapêuticos e intervenção em famíliaGrupos terapêuticos e intervenção em família
Grupos terapêuticos e intervenção em família
 
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mentalO diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
 
Exame Físico em Saúde Mental
Exame Físico em Saúde MentalExame Físico em Saúde Mental
Exame Físico em Saúde Mental
 
Rede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mentalRede de atenção em saude mental
Rede de atenção em saude mental
 
Drogas psicotrópica
Drogas psicotrópicaDrogas psicotrópica
Drogas psicotrópica
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
 
Psicofarmacologia
PsicofarmacologiaPsicofarmacologia
Psicofarmacologia
 
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia IntensivaCritérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crises
 
Segurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgênciaSegurança do paciente em unidades de urgência
Segurança do paciente em unidades de urgência
 
Métodos dialíticos intermitentes
Métodos dialíticos intermitentesMétodos dialíticos intermitentes
Métodos dialíticos intermitentes
 
Métodos dialíticos contínuos
Métodos dialíticos contínuosMétodos dialíticos contínuos
Métodos dialíticos contínuos
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
 
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mentalO Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
O Processo de enfermagem na enfermagem em saúde mental
 

Doenças do sistema respiratório