SlideShare uma empresa Scribd logo
Despotismo Pombalino

 Um Projecto Modernizador




        Prof. Sílvia de Mendonça
Submissão dos Grupos
            Privilegiados
                     D. José I

Chamou o diplomata
Sebastião José de Carvalho e Melo

     Para o Governo e mais tarde deu –lhe os
                 seguintes títulos:
• Título de Conde de Oeiras – 1759
• Marquês de Pombal - 1769

                  Prof. Sílvia de Mendonça
Sebastião José de
                    Rei D. José I
                                                                                         Carvalho e Melo,
                                                                                    1.º conde de Oeiras e
                                                                                   1.º marquês de Pombal
In, http://www.arqnet.pt/portal/portugal/temashistoria/jose1.html
                                                                          In, http://www.arqnet.pt/dicionario/pombal1m.html




                                                          Prof. Sílvia de Mendonça
Terramoto de 1755
• Terramoto

• Maremoto

• Destruiu uma grande parte de Lisboa e de
  várias localidades do centro e do sul do
  país.

                Prof. Sílvia de Mendonça
Terramoto de 1755




In, http://netin.ese.ipcb.pt/cp_vulcao/sismos.htm



                                                    Prof. Sílvia de Mendonça
Terramoto de 1755
           “O Terramoto de 1755 também conhecido por
      Terramoto de Lisboa, ocorreu no dia 1 de Novembro
      de 1755 às 9h20 da manhã, resultando na destruição
      quase completa da cidade de Lisboa, e atingindo ainda
      grande parte do litoral do Algarve. O sismo foi seguido
      de um tsunami - que se crê terá atingido a altura de 20
      metros - e de múltiplos incêndios, tendo feito mais de
      100 mil mortos.
           Foi um dos sismos mais mortíferos da História,
      marcando o que alguns historiadores chamam a pré-
      história da Europa Moderna. Os geólogos modernos
      estimam que o Sismo de 1755 atingiu 9 graus na escala
      Richter. “
In, http://netin.ese.ipcb.pt/cp_vulcao/sismos.htm



                                                    Prof. Sílvia de Mendonça
Medidas tomadas por Sebastião
    José de Carvalho e Melo
• Levaram o Rei D. José I, a nomear o Marquês
  de Pombal como Secretário de Estado dos
  Negócios do Reino.
• O futuro Marquês de Pombal era defensor do
  despotismo esclarecido.

  O Rei deveria governar”sem o povo mas para o
  povo”.
  O poder do Rei devia estar ao serviço do
  progresso e do bem – estar de todo o reino.
                 Prof. Sílvia de Mendonça
Medidas tomadas por
           Sebastião e Melo
• Submissão dos grupos privilegiados.
• Afastamento do poder dos membros da alta nobreza
  que desempenhavam cargos importantes.
• Estes cargos foram entregues a elementos da alta
  burguesia e a alguns nobres que tinham desempenhado
  cargos menos importantes.
• Atentado ao Rei – a família Távora (alta nobreza) e
  outros elementos da alta nobreza, foram acusados e
  condenados à morte.
• Expulsão dos Jesuítas de Portugal e dos territórios
  ultramarinos – acusados de cumplicidade no atentado
  ao Rei.
• Os bens dos Jesuítas foram confiscados pelo Rei.

                    Prof. Sílvia de Mendonça
Condenação da Família Távora




          In, http://www.sis.pt/pt/historia/origens.php



          Prof. Sílvia de Mendonça
Bibliografia
• OLIVEIRA, Ana – Novo História 8,
                  volume I, Texto
                  Editores, pág. 106
                  ,Lisboa,1ª edição, 1ª
                  tiragem, ISBN,978-972-
                  47-3297-8.



               Prof. Sílvia de Mendonça

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação powerpoint o despotismo esclarecido a cidade de lisboa como i...
Apresentação powerpoint  o despotismo esclarecido   a cidade de lisboa como i...Apresentação powerpoint  o despotismo esclarecido   a cidade de lisboa como i...
Apresentação powerpoint o despotismo esclarecido a cidade de lisboa como i...
isabelhortas
 
Marquês de Pombal
Marquês de PombalMarquês de Pombal
Marquês de Pombal
Inês Lucas
 
F3 - Marquês de Pombal
F3  -  Marquês de PombalF3  -  Marquês de Pombal
F3 - Marquês de Pombal
Rui Nobre
 
O Despotismo Pombalino MarquêS De Pombal
O Despotismo Pombalino   MarquêS De PombalO Despotismo Pombalino   MarquêS De Pombal
O Despotismo Pombalino MarquêS De Pombal
Sílvia Mendonça
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
Stelian Ravas
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
Diizinha
 
Marquês de pombal corrigido
Marquês de pombal  corrigidoMarquês de pombal  corrigido
Marquês de pombal corrigido
ceufaias
 
O despotismo pombalino
O despotismo pombalinoO despotismo pombalino
O despotismo pombalino
borgia
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
Joana Filipa Rodrigues
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
sylvialuzo
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-point
PAFB
 
Reformas pombalinas
Reformas pombalinasReformas pombalinas
Reformas pombalinas
Chromus Master
 
Sebastião josé de carvalho e mello
Sebastião josé de carvalho e melloSebastião josé de carvalho e mello
Sebastião josé de carvalho e mello
berenvaz
 
Monarquia absoluta no tempo de D. josé I
Monarquia absoluta no tempo de D. josé IMonarquia absoluta no tempo de D. josé I
Monarquia absoluta no tempo de D. josé I
mariainesguterres
 
A governação do Marquês de Pombal
A governação do Marquês de PombalA governação do Marquês de Pombal
A governação do Marquês de Pombal
Zé Mário
 
Trabalho d.jose
Trabalho d.joseTrabalho d.jose
Trabalho d.jose
Carla Teixeira
 
O marquês de pombal
O marquês de pombalO marquês de pombal
O marquês de pombal
Linguagem e Identidade UFAC
 
Política econ. pombalina
Política econ. pombalinaPolítica econ. pombalina
Política econ. pombalina
EconomicSintese
 
Resumo História Antigo Regime
Resumo História Antigo RegimeResumo História Antigo Regime
Resumo História Antigo Regime
Maria Catarina Santos
 
O projecto pombalino de inspiração iluminista
O projecto pombalino de inspiração iluministaO projecto pombalino de inspiração iluminista
O projecto pombalino de inspiração iluminista
Carla Teixeira
 

Mais procurados (20)

Apresentação powerpoint o despotismo esclarecido a cidade de lisboa como i...
Apresentação powerpoint  o despotismo esclarecido   a cidade de lisboa como i...Apresentação powerpoint  o despotismo esclarecido   a cidade de lisboa como i...
Apresentação powerpoint o despotismo esclarecido a cidade de lisboa como i...
 
Marquês de Pombal
Marquês de PombalMarquês de Pombal
Marquês de Pombal
 
F3 - Marquês de Pombal
F3  -  Marquês de PombalF3  -  Marquês de Pombal
F3 - Marquês de Pombal
 
O Despotismo Pombalino MarquêS De Pombal
O Despotismo Pombalino   MarquêS De PombalO Despotismo Pombalino   MarquêS De Pombal
O Despotismo Pombalino MarquêS De Pombal
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
 
Marquês de pombal corrigido
Marquês de pombal  corrigidoMarquês de pombal  corrigido
Marquês de pombal corrigido
 
O despotismo pombalino
O despotismo pombalinoO despotismo pombalino
O despotismo pombalino
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-point
 
Reformas pombalinas
Reformas pombalinasReformas pombalinas
Reformas pombalinas
 
Sebastião josé de carvalho e mello
Sebastião josé de carvalho e melloSebastião josé de carvalho e mello
Sebastião josé de carvalho e mello
 
Monarquia absoluta no tempo de D. josé I
Monarquia absoluta no tempo de D. josé IMonarquia absoluta no tempo de D. josé I
Monarquia absoluta no tempo de D. josé I
 
A governação do Marquês de Pombal
A governação do Marquês de PombalA governação do Marquês de Pombal
A governação do Marquês de Pombal
 
Trabalho d.jose
Trabalho d.joseTrabalho d.jose
Trabalho d.jose
 
O marquês de pombal
O marquês de pombalO marquês de pombal
O marquês de pombal
 
Política econ. pombalina
Política econ. pombalinaPolítica econ. pombalina
Política econ. pombalina
 
Resumo História Antigo Regime
Resumo História Antigo RegimeResumo História Antigo Regime
Resumo História Antigo Regime
 
O projecto pombalino de inspiração iluminista
O projecto pombalino de inspiração iluministaO projecto pombalino de inspiração iluminista
O projecto pombalino de inspiração iluminista
 

Destaque

Barroco
BarrocoBarroco
O Despotismo Pombalino
O Despotismo PombalinoO Despotismo Pombalino
O Despotismo Pombalino
crie_historia8
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
mundica broda
 
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
Maria Gomes
 
O Mercantilismo Em Portugal
O Mercantilismo Em PortugalO Mercantilismo Em Portugal
O Mercantilismo Em Portugal
Sílvia Mendonça
 
Reformas Pombalinas
Reformas PombalinasReformas Pombalinas
Reformas Pombalinas
crie_historia8
 
Reformas pombalinas: educação
Reformas pombalinas: educaçãoReformas pombalinas: educação
Reformas pombalinas: educação
Maria Gomes
 
Revolução cientifica sec. XVII-XVIII
Revolução cientifica sec. XVII-XVIIIRevolução cientifica sec. XVII-XVIII
Revolução cientifica sec. XVII-XVIII
mmarijose
 
Sociedade de ordens
Sociedade de ordensSociedade de ordens
Sociedade de ordens
Maria Gomes
 
Teste de história 8º ano
Teste de história 8º anoTeste de história 8º ano
Teste de história 8º ano
Acima da Média
 
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadoresUnidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Vítor Santos
 
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrializaçãoUnidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
Vítor Santos
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
Maria Gomes
 
Resumo De História do 8º Ano
Resumo De História do 8º AnoResumo De História do 8º Ano
Resumo De História do 8º Ano
Denis Best
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
Vítor Santos
 
E2 renascimento e reforma blogue
E2 renascimento e reforma blogueE2 renascimento e reforma blogue
E2 renascimento e reforma blogue
Vítor Santos
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Rui Neto
 

Destaque (17)

Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
O Despotismo Pombalino
O Despotismo PombalinoO Despotismo Pombalino
O Despotismo Pombalino
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
 
O Mercantilismo Em Portugal
O Mercantilismo Em PortugalO Mercantilismo Em Portugal
O Mercantilismo Em Portugal
 
Reformas Pombalinas
Reformas PombalinasReformas Pombalinas
Reformas Pombalinas
 
Reformas pombalinas: educação
Reformas pombalinas: educaçãoReformas pombalinas: educação
Reformas pombalinas: educação
 
Revolução cientifica sec. XVII-XVIII
Revolução cientifica sec. XVII-XVIIIRevolução cientifica sec. XVII-XVIII
Revolução cientifica sec. XVII-XVIII
 
Sociedade de ordens
Sociedade de ordensSociedade de ordens
Sociedade de ordens
 
Teste de história 8º ano
Teste de história 8º anoTeste de história 8º ano
Teste de história 8º ano
 
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadoresUnidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
 
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrializaçãoUnidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
Unidade 7 mundo industrializado e países de dificil industrialização
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
 
Resumo De História do 8º Ano
Resumo De História do 8º AnoResumo De História do 8º Ano
Resumo De História do 8º Ano
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
 
E2 renascimento e reforma blogue
E2 renascimento e reforma blogueE2 renascimento e reforma blogue
E2 renascimento e reforma blogue
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 

Semelhante a Despotismo Pombalino

O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755
reisdeportugal234
 
Cronologia BiográFica LuíS De Meneses
Cronologia BiográFica    LuíS De  MenesesCronologia BiográFica    LuíS De  Meneses
Cronologia BiográFica LuíS De Meneses
Sílvia Mendonça
 
O Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em PortugalO Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em Portugal
Sílvia Mendonça
 
O império colonial português no século XVIII
O império colonial português no século XVIIIO império colonial português no século XVIII
O império colonial português no século XVIII
anabelasilvasobral
 
O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755
Jorge Almeida
 
A historia de portugal
A historia de portugalA historia de portugal
A historia de portugal
gracindacasais
 
D.carlos (lacrimosa)
D.carlos (lacrimosa)D.carlos (lacrimosa)
D.carlos (lacrimosa)
cab3032
 
32 despotismo pombalino
32   despotismo pombalino32   despotismo pombalino
32 despotismo pombalino
Carla Freitas
 
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIIIhgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
MafaldaClaro1
 
5 outubro biblio
5 outubro biblio5 outubro biblio
5 outubro biblio
mileituras
 
Império e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviiiImpério e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviii
Carlos Vaz
 
Crónica de D. João I.pptx
Crónica de D. João I.pptxCrónica de D. João I.pptx
Crónica de D. João I.pptx
IriaVasconcelos
 
O terramoto de 1755
O terramoto de 1755O terramoto de 1755
O terramoto de 1755
José Palma
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
sylvialuzo
 
Lisboa Pombalina
Lisboa PombalinaLisboa Pombalina
Lisboa Pombalina
Beatriz Moscatel
 
O império colonial português no século xviii
O império colonial português no século xviiiO império colonial português no século xviii
O império colonial português no século xviii
Anabela Sobral
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
Luã Lança
 
Proposta res-guias-de-estudo
Proposta res-guias-de-estudoProposta res-guias-de-estudo
Proposta res-guias-de-estudo
cgouveia
 
Apresentação1 terramoto
Apresentação1 terramotoApresentação1 terramoto
Apresentação1 terramoto
Carla Teixeira
 

Semelhante a Despotismo Pombalino (20)

O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755
 
Cronologia BiográFica LuíS De Meneses
Cronologia BiográFica    LuíS De  MenesesCronologia BiográFica    LuíS De  Meneses
Cronologia BiográFica LuíS De Meneses
 
O Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em PortugalO Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em Portugal
 
O império colonial português no século XVIII
O império colonial português no século XVIIIO império colonial português no século XVIII
O império colonial português no século XVIII
 
O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755O Terramoto de 1755
O Terramoto de 1755
 
A historia de portugal
A historia de portugalA historia de portugal
A historia de portugal
 
D.carlos (lacrimosa)
D.carlos (lacrimosa)D.carlos (lacrimosa)
D.carlos (lacrimosa)
 
32 despotismo pombalino
32   despotismo pombalino32   despotismo pombalino
32 despotismo pombalino
 
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
Universidade Sénior contemporânea - História do Porto Rua do Almada - Artur ^...
 
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIIIhgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
hgp6_A Sociedade Portuguesa no século XVIII
 
5 outubro biblio
5 outubro biblio5 outubro biblio
5 outubro biblio
 
Império e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviiiImpério e monarquia absoluta no século xviii
Império e monarquia absoluta no século xviii
 
Crónica de D. João I.pptx
Crónica de D. João I.pptxCrónica de D. João I.pptx
Crónica de D. João I.pptx
 
O terramoto de 1755
O terramoto de 1755O terramoto de 1755
O terramoto de 1755
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
 
Lisboa Pombalina
Lisboa PombalinaLisboa Pombalina
Lisboa Pombalina
 
O império colonial português no século xviii
O império colonial português no século xviiiO império colonial português no século xviii
O império colonial português no século xviii
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
 
Proposta res-guias-de-estudo
Proposta res-guias-de-estudoProposta res-guias-de-estudo
Proposta res-guias-de-estudo
 
Apresentação1 terramoto
Apresentação1 terramotoApresentação1 terramoto
Apresentação1 terramoto
 

Mais de Sílvia Mendonça

Pirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalistaPirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalista
Sílvia Mendonça
 
Primeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª repúblicaPrimeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª república
Sílvia Mendonça
 
O Culto Dos Mortos
O Culto Dos MortosO Culto Dos Mortos
O Culto Dos Mortos
Sílvia Mendonça
 
Governo Do Farao
Governo Do FaraoGoverno Do Farao
Governo Do Farao
Sílvia Mendonça
 
Estratificacao Egipto
Estratificacao EgiptoEstratificacao Egipto
Estratificacao Egipto
Sílvia Mendonça
 
As Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No EgiptoAs Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No Egipto
Sílvia Mendonça
 
A Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No EgiptoA Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No Egipto
Sílvia Mendonça
 
A Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia GeografiaA Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia Geografia
Sílvia Mendonça
 
Religiao Egipcia
Religiao EgipciaReligiao Egipcia
Religiao Egipcia
Sílvia Mendonça
 
Barcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos DescobrimentosBarcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos Descobrimentos
Sílvia Mendonça
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
Sílvia Mendonça
 
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
Sílvia Mendonça
 
CondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãOCondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãO
Sílvia Mendonça
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
O Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêSO Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêS
Sílvia Mendonça
 
Urbanismo Pombalino
Urbanismo PombalinoUrbanismo Pombalino
Urbanismo Pombalino
Sílvia Mendonça
 
ReforçO Do Estado Absolutismo
ReforçO Do Estado   AbsolutismoReforçO Do Estado   Absolutismo
ReforçO Do Estado Absolutismo
Sílvia Mendonça
 
O Mercantilismo
O MercantilismoO Mercantilismo
O Mercantilismo
Sílvia Mendonça
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
Sílvia Mendonça
 

Mais de Sílvia Mendonça (20)

Pirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalistaPirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalista
 
Primeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª repúblicaPrimeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª república
 
O Culto Dos Mortos
O Culto Dos MortosO Culto Dos Mortos
O Culto Dos Mortos
 
Governo Do Farao
Governo Do FaraoGoverno Do Farao
Governo Do Farao
 
Estratificacao Egipto
Estratificacao EgiptoEstratificacao Egipto
Estratificacao Egipto
 
As Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No EgiptoAs Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No Egipto
 
A Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No EgiptoA Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No Egipto
 
A Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia GeografiaA Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia Geografia
 
Religiao Egipcia
Religiao EgipciaReligiao Egipcia
Religiao Egipcia
 
Barcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos DescobrimentosBarcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos Descobrimentos
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
 
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
 
CondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãOCondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãO
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
O Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêSO Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêS
 
Urbanismo Pombalino
Urbanismo PombalinoUrbanismo Pombalino
Urbanismo Pombalino
 
ReforçO Do Estado Absolutismo
ReforçO Do Estado   AbsolutismoReforçO Do Estado   Absolutismo
ReforçO Do Estado Absolutismo
 
O Mercantilismo
O MercantilismoO Mercantilismo
O Mercantilismo
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
 

Último

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 

Despotismo Pombalino

  • 1. Despotismo Pombalino Um Projecto Modernizador Prof. Sílvia de Mendonça
  • 2. Submissão dos Grupos Privilegiados D. José I Chamou o diplomata Sebastião José de Carvalho e Melo Para o Governo e mais tarde deu –lhe os seguintes títulos: • Título de Conde de Oeiras – 1759 • Marquês de Pombal - 1769 Prof. Sílvia de Mendonça
  • 3. Sebastião José de Rei D. José I Carvalho e Melo, 1.º conde de Oeiras e 1.º marquês de Pombal In, http://www.arqnet.pt/portal/portugal/temashistoria/jose1.html In, http://www.arqnet.pt/dicionario/pombal1m.html Prof. Sílvia de Mendonça
  • 4. Terramoto de 1755 • Terramoto • Maremoto • Destruiu uma grande parte de Lisboa e de várias localidades do centro e do sul do país. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 5. Terramoto de 1755 In, http://netin.ese.ipcb.pt/cp_vulcao/sismos.htm Prof. Sílvia de Mendonça
  • 6. Terramoto de 1755 “O Terramoto de 1755 também conhecido por Terramoto de Lisboa, ocorreu no dia 1 de Novembro de 1755 às 9h20 da manhã, resultando na destruição quase completa da cidade de Lisboa, e atingindo ainda grande parte do litoral do Algarve. O sismo foi seguido de um tsunami - que se crê terá atingido a altura de 20 metros - e de múltiplos incêndios, tendo feito mais de 100 mil mortos. Foi um dos sismos mais mortíferos da História, marcando o que alguns historiadores chamam a pré- história da Europa Moderna. Os geólogos modernos estimam que o Sismo de 1755 atingiu 9 graus na escala Richter. “ In, http://netin.ese.ipcb.pt/cp_vulcao/sismos.htm Prof. Sílvia de Mendonça
  • 7. Medidas tomadas por Sebastião José de Carvalho e Melo • Levaram o Rei D. José I, a nomear o Marquês de Pombal como Secretário de Estado dos Negócios do Reino. • O futuro Marquês de Pombal era defensor do despotismo esclarecido. O Rei deveria governar”sem o povo mas para o povo”. O poder do Rei devia estar ao serviço do progresso e do bem – estar de todo o reino. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 8. Medidas tomadas por Sebastião e Melo • Submissão dos grupos privilegiados. • Afastamento do poder dos membros da alta nobreza que desempenhavam cargos importantes. • Estes cargos foram entregues a elementos da alta burguesia e a alguns nobres que tinham desempenhado cargos menos importantes. • Atentado ao Rei – a família Távora (alta nobreza) e outros elementos da alta nobreza, foram acusados e condenados à morte. • Expulsão dos Jesuítas de Portugal e dos territórios ultramarinos – acusados de cumplicidade no atentado ao Rei. • Os bens dos Jesuítas foram confiscados pelo Rei. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 9. Condenação da Família Távora In, http://www.sis.pt/pt/historia/origens.php Prof. Sílvia de Mendonça
  • 10. Bibliografia • OLIVEIRA, Ana – Novo História 8, volume I, Texto Editores, pág. 106 ,Lisboa,1ª edição, 1ª tiragem, ISBN,978-972- 47-3297-8. Prof. Sílvia de Mendonça