SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Estratificação/Hierarquização da Sociedade
                   Egípcia

                   Sociedade estratificada ou hierarquizada




Sociedade dividida em camadas, que se sobrepõem umas às outras de acordo
                   com o seu grau de poder e de riqueza.



    Estratos Sociais                            Funções
                        Era o Rei do Alto e do Baixo Egipto, detinha o poder
         Faraó
                        religioso, militar e político – governante absoluto.
                        Numeroso conjunto de parentes do Faraó que ocupavam
    Família do Faraó
                        cargos importantes.
    Nobres e Altos      Defendiam e administravam o território em nome do
    Funcionários        faraó.
                        Existiam diversas categorias de sacerdotes. em nome do
      Sacerdotes        Faraó, asseguravam o culto aos deuses nos templos e
                        administravam os bens dos templos.
                        Desempenhavam graças aos seus conhecimentos (escrita
                        e cálculo), diversos cargos (magistrados, contabilistas,
        Escribas
                        recebedores de impostos e todos os registos relacionados
                        com a produção agrícola).
                        Trabalhavam nas oficinas do rei, dos templos e dos
       Artesãos
                        nobres.
                        Cultivavam as terras do faraó, dos templos e dos nobres.
     Camponeses         Estavam sujeitos a pesados impostos e a muitas
                        privações.
                        Eram prisioneiros de guerra.
       Escravos         Faziam os serviços mais pesados (domésticos, exploração
                        de minas, construção de pirâmides...)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O EgitoCorreção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O EgitoPatrícia Morais
 
Fenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e PersasFenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e PersasSilmara Nogueira
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaMila E Wlamir
 
Instrumentos de medição do tempo
Instrumentos de medição do tempoInstrumentos de medição do tempo
Instrumentos de medição do tempoKelly Delfino
 
Antigo Egito - escrita, ciência e arte
Antigo Egito - escrita, ciência e arteAntigo Egito - escrita, ciência e arte
Antigo Egito - escrita, ciência e arteCarlos Pinheiro
 
Os Três Reis do Oriente - Andreia Carvalho
Os Três Reis do Oriente - Andreia CarvalhoOs Três Reis do Oriente - Andreia Carvalho
Os Três Reis do Oriente - Andreia CarvalhoBe Alvito
 
Cruzadinha de História: Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impérios
Cruzadinha  de História:  Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impériosCruzadinha  de História:  Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impérios
Cruzadinha de História: Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impériosMary Alvarenga
 
Primeiras civilizações
Primeiras civilizaçõesPrimeiras civilizações
Primeiras civilizaçõesCarla Freitas
 
Linha do tempo da pré-história
Linha do tempo da pré-históriaLinha do tempo da pré-história
Linha do tempo da pré-históriaMariaHelenaPassos
 
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasTeste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasPatrícia Morais
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresIvanilton Junior
 
lista dos imperadores romanos (1).pdf
lista dos imperadores romanos (1).pdflista dos imperadores romanos (1).pdf
lista dos imperadores romanos (1).pdffelipescherner
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correçãovaltervnunes
 

Mais procurados (20)

Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O EgitoCorreção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
 
Fenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e PersasFenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e Persas
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano grecia
 
Instrumentos de medição do tempo
Instrumentos de medição do tempoInstrumentos de medição do tempo
Instrumentos de medição do tempo
 
Antigo Egito - escrita, ciência e arte
Antigo Egito - escrita, ciência e arteAntigo Egito - escrita, ciência e arte
Antigo Egito - escrita, ciência e arte
 
Os Três Reis do Oriente - Andreia Carvalho
Os Três Reis do Oriente - Andreia CarvalhoOs Três Reis do Oriente - Andreia Carvalho
Os Três Reis do Oriente - Andreia Carvalho
 
Povos barbaros
Povos barbarosPovos barbaros
Povos barbaros
 
A grécia antiga
A grécia antigaA grécia antiga
A grécia antiga
 
Povo hebreu
Povo hebreuPovo hebreu
Povo hebreu
 
Cruzadinha de História: Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impérios
Cruzadinha  de História:  Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impériosCruzadinha  de História:  Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impérios
Cruzadinha de História: Povos da Antiguidade - As primeiras cidades e impérios
 
Primeiras civilizações
Primeiras civilizaçõesPrimeiras civilizações
Primeiras civilizações
 
Linha do tempo da pré-história
Linha do tempo da pré-históriaLinha do tempo da pré-história
Linha do tempo da pré-história
 
Hebreus e Fenicios
Hebreus e  FeniciosHebreus e  Fenicios
Hebreus e Fenicios
 
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasTeste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
 
Exercício Grécia 7º ano
Exercício Grécia 7º anoExercício Grécia 7º ano
Exercício Grécia 7º ano
 
A Grécia Antiga
A  Grécia AntigaA  Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
 
O tempo em historia
O tempo em historiaO tempo em historia
O tempo em historia
 
lista dos imperadores romanos (1).pdf
lista dos imperadores romanos (1).pdflista dos imperadores romanos (1).pdf
lista dos imperadores romanos (1).pdf
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
 

Semelhante a Estratificacao Egipto

Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Nefer19
 
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedade
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedadeEgito Antigo: Nilo, economia e sociedade
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedadeCarlos Pinheiro
 
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egiAntiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egiGerson Luis Lanzarini
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Orientaleiprofessor
 
www.reforcoescolarapoio.com.br - História - O Egito Antigo
www.reforcoescolarapoio.com.br - História -  O Egito Antigowww.reforcoescolarapoio.com.br - História -  O Egito Antigo
www.reforcoescolarapoio.com.br - História - O Egito AntigoCarmem Lopes
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - O Egito Antigo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  O Egito Antigowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  O Egito Antigo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - O Egito AntigoAulasDeHistoriaApoio
 
www.aulaparticularonline.net.br - História - O Egito Antigo
www.aulaparticularonline.net.br - História -  O Egito Antigowww.aulaparticularonline.net.br - História -  O Egito Antigo
www.aulaparticularonline.net.br - História - O Egito AntigoLucia Silveira
 
www.AulasParticulares.Info - História - O Egito Antigo
www.AulasParticulares.Info - História -  O Egito Antigowww.AulasParticulares.Info - História -  O Egito Antigo
www.AulasParticulares.Info - História - O Egito AntigoAulasParticularesInfo
 
06 império egípcio
06   império egípcio06   império egípcio
06 império egípcioCarla Freitas
 

Semelhante a Estratificacao Egipto (20)

Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
Antigo egito
Antigo egitoAntigo egito
Antigo egito
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedade
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedadeEgito Antigo: Nilo, economia e sociedade
Egito Antigo: Nilo, economia e sociedade
 
Antiguidade Oriental _ Egito
Antiguidade Oriental _ EgitoAntiguidade Oriental _ Egito
Antiguidade Oriental _ Egito
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egiAntiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
 
Egito
EgitoEgito
Egito
 
Egito antigo
Egito antigo Egito antigo
Egito antigo
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 
www.reforcoescolarapoio.com.br - História - O Egito Antigo
www.reforcoescolarapoio.com.br - História -  O Egito Antigowww.reforcoescolarapoio.com.br - História -  O Egito Antigo
www.reforcoescolarapoio.com.br - História - O Egito Antigo
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - O Egito Antigo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  O Egito Antigowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  O Egito Antigo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - O Egito Antigo
 
www.aulaparticularonline.net.br - História - O Egito Antigo
www.aulaparticularonline.net.br - História -  O Egito Antigowww.aulaparticularonline.net.br - História -  O Egito Antigo
www.aulaparticularonline.net.br - História - O Egito Antigo
 
www.AulasParticulares.Info - História - O Egito Antigo
www.AulasParticulares.Info - História -  O Egito Antigowww.AulasParticulares.Info - História -  O Egito Antigo
www.AulasParticulares.Info - História - O Egito Antigo
 
Egitoantigo 1993
Egitoantigo 1993Egitoantigo 1993
Egitoantigo 1993
 
Aula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil HebAula Egito Babil Heb
Aula Egito Babil Heb
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
06 império egípcio
06   império egípcio06   império egípcio
06 império egípcio
 
Antigo egito alexandre
Antigo egito alexandreAntigo egito alexandre
Antigo egito alexandre
 

Mais de Sílvia Mendonça

Mais de Sílvia Mendonça (20)

Pirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalistaPirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalista
 
Primeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª repúblicaPrimeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª república
 
O Culto Dos Mortos
O Culto Dos MortosO Culto Dos Mortos
O Culto Dos Mortos
 
Governo Do Farao
Governo Do FaraoGoverno Do Farao
Governo Do Farao
 
As Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No EgiptoAs Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No Egipto
 
A Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No EgiptoA Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No Egipto
 
A Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia GeografiaA Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia Geografia
 
Religiao Egipcia
Religiao EgipciaReligiao Egipcia
Religiao Egipcia
 
Barcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos DescobrimentosBarcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos Descobrimentos
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
 
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
 
CondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãOCondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãO
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
O Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêSO Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêS
 
Urbanismo Pombalino
Urbanismo PombalinoUrbanismo Pombalino
Urbanismo Pombalino
 
ReforçO Do Estado Absolutismo
ReforçO Do Estado   AbsolutismoReforçO Do Estado   Absolutismo
ReforçO Do Estado Absolutismo
 
O Mercantilismo
O MercantilismoO Mercantilismo
O Mercantilismo
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
 
O Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em PortugalO Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em Portugal
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 

Estratificacao Egipto

  • 1. Estratificação/Hierarquização da Sociedade Egípcia Sociedade estratificada ou hierarquizada Sociedade dividida em camadas, que se sobrepõem umas às outras de acordo com o seu grau de poder e de riqueza. Estratos Sociais Funções Era o Rei do Alto e do Baixo Egipto, detinha o poder Faraó religioso, militar e político – governante absoluto. Numeroso conjunto de parentes do Faraó que ocupavam Família do Faraó cargos importantes. Nobres e Altos Defendiam e administravam o território em nome do Funcionários faraó. Existiam diversas categorias de sacerdotes. em nome do Sacerdotes Faraó, asseguravam o culto aos deuses nos templos e administravam os bens dos templos. Desempenhavam graças aos seus conhecimentos (escrita e cálculo), diversos cargos (magistrados, contabilistas, Escribas recebedores de impostos e todos os registos relacionados com a produção agrícola). Trabalhavam nas oficinas do rei, dos templos e dos Artesãos nobres. Cultivavam as terras do faraó, dos templos e dos nobres. Camponeses Estavam sujeitos a pesados impostos e a muitas privações. Eram prisioneiros de guerra. Escravos Faziam os serviços mais pesados (domésticos, exploração de minas, construção de pirâmides...)