Marquês de pombal power-point

5.689 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.689
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
114
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marquês de pombal power-point

  1. 1. 1História e Geografia de Portugal
  2. 2. Introdução;Biografia do Marquês de Pombal;Objectivos do Marquês através do Absolutismo;Problemas económicos;O Terramoto de 1755;Medidas tomadas pelo Marquês após o Terramoto;Reconstrução da cidade de Lisboa;Baixa Pombalina;Reformas do Marquês de Pombal;Reformas económicas;Reformas sociais;Reformas no ensino;Término do reinado de D. José I.2História e Geografia de Portugal
  3. 3. Em 1750, D. João V morreu e sucedeu-lhe oseu filho, D. José I, o “Reformador” quenomeou para ministro do Reino, SebastiãoJosé de Carvalho e Melo. Concedeu-lhe ostítulos de Conde de Oeiras e, maistarde, Marquês de Pombal. Este foi um dosgrandes protagonistas da História dePortugal.3História e Geografia de Portugal
  4. 4. Nasceu em Lisboa no dia 13 de Maio de 1699;Pertencia a uma família nobre, mas com poucodinheiro – O seu pai chamava-se Manuel deCarvalho e Ataíde e a sua mãe Teresa Luísa deMendonça e Melo.Estudou na Universidade de Coimbra;Representou Portugal em Londres e Viena emmissões diplomáticas, entre 1738 e 1749.História e Geografia de Portugal 4História e Geografia de Portugal
  5. 5. O Marquês defendia o absolutismo, daítomou medidas para dar mais poder ao rei eretirá-lo ao Clero. Por isso, tinha comoobjectivos:Proteger o comércio português;Criar companhias monopolistas;Reorganizar o exército.História e Geografia de Portugal 5História e Geografia de Portugal
  6. 6. No início do reinado de D. José I, Portugalpassava por diversos problemas económicos:Diminuíram as entregas de ouro, açúcar,tabaco e café que vinham do Brasil;A indústria e a agricultura portuguesaspermaneciam pouco amplificadas;O país importava quase tudo o queprecisava.História e Geografia de Portugal 6História e Geografia de Portugal
  7. 7. O Marquês tornou-se uma figura muitoimportante sobretudo após o terramoto. Nodia 1 de Novembro de 1755, a Baixa deLisboa ficou desmoronada devido a um sismoque durou 6 minutos, seguido por ummaremoto e um grande incêndio.Aproximadamente, morreram 12 000 pessoase 10 000 edifícios ficaram destruídos.7História e Geografia de Portugal
  8. 8. O Marquês de Pombal quis construir umacidade nova e moderna, mas antes tomou asseguintes medidas:Mandou cuidar dos vivos e enterrar osmortos;Ordenou vigilância nos palácios e igrejaspara evitar roubos;Ficou responsável pela reconstrução dacidade com uma “planta rigorosa e exigente”.8História e Geografia de Portugal
  9. 9. As características da “planta rigorosa e exigente” eram:Ruas largas, intercalando com ruas mais estreitas;Construção de passeios para peões;Distribuição dos ofícios por ruas para facilitar ocomércio;Instalação de uma rede de esgotos;Construção de casas com a mesma altura e comfachadas iguais;Utilização de formas de construção mais resistentes aossismos;Construção de uma praça central (Praça do Comércio).História e Geografia de Portugal 9História e Geografia de Portugal
  10. 10. O Marquês de Pombal fez com que a BaixaPombalina se tornasse idêntica a outrascidades europeias e pôde declarar o seudomínio sobre a nobreza e a burguesia.História e Geografia de Portugal 10História e Geografia de Portugal
  11. 11. Para recuperar a economia e desenvolvermais o país, o Marquês tomou váriasmedidas, designadamente:Na economia;Na sociedade;No ensino.História e Geografia de Portugal 11História e Geografia de Portugal
  12. 12. Nas reformas económicas evidenciam-se:A criação e reestruturação de várias manufacturas;A contratação de especialistas estrangeiros para expandira indústria nacional;A invenção de Companhias de Comércio para desenvolvero comércio com as colónias portuguesas;A fundação da Companhia Geral da Agricultura dasVinhas do Alto Douro.Com estes projectos, o Marquês de Pombal obteve aredução das importações de produtos e as dívidas dePortugal ao estrangeiro.História e Geografia de Portugal 12História e Geografia de Portugal
  13. 13. Nas reformas sociais, o Marquês de Pombal:Diminuiu a superioridade da nobreza;Auxiliou a burguesia;Aboliu a escravidão na Metrópole e os índios doBrasil foram tornados livres;Terminou a distinção entre cristãos-novos ecristãos-velhos;Executou um novo código penal;Expulsou os padres jesuítas.História e Geografia de Portugal 13História e Geografia de Portugal
  14. 14. História e Geografia de Portugal 14Por último, os progressos no ensinodistinguem-se na:Criação de escolas públicas primárias esecundárias, por todo o país, pondo fim aopoder que os frades jesuítas tinham no ensino;Fundação do Real Colégio dos Nobres, com afinalidade de aperfeiçoar aqueles que seriam osaltos funcionários do Estado;Reforma da Universidade deCoimbra, dotando-a de novos hábitos, estudose métodos de ensino.História e Geografia de Portugal
  15. 15. D. José I faleceu no dia 24 de Fevereiro de1777. Ainda em sua vida, foi levantada, noTerreiro do Paço, a sua estátua equestre.Após a morte do rei, o Marquês foicondenado por abuso de poder. Expulso daCorte, retirou-se para a sua propriedade ruralem Pombal, onde faleceu no dia 8 de Maio de1782.História e Geografia de Portugal 15História e Geografia de Portugal

×