SlideShare uma empresa Scribd logo
Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças
Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças
Agenda do Webinar
ü O que é cultura organizacional?
ü O que é espiritualidade?
ü Onde ambas se encontram?
ü O que são valores, comportamentos
ü e necessidades?
ü O papel dos líderes no tocante a valores, comportamentos
ü e necessidades.
ü Maslow e a hierarquia das necessidades.
ü Barret e a hierarquia de valores.
ü Consciência e espiritualidade juntas,
ü criam o propósito.
ü O propósito e a consciência: de mim para o todo.
ü Dicas práticas para cultivar a espiritualidade.
Por que algumas empresas são
bastante admiradas por colaboradores
e clientes enquanto outras tentam
chegar ao mesmo posicionamento sem
obter resultados?
A resposta pode estar no nível de consciência
dos líderes da empresa ou, em outras
palavras, na espiritualidade que costuma ser
traduzida pelos valores e posta em prática nas
estratégias e ações de uma organização.
CULTURA ORGANIZACIONAL
Cultura organizacional é como as coisas são
feitas em uma determinada organização e é um
reflexo das crenças, valores e comportamentos
(ou modos de agir) dos líderes e colaboradores
daquela organização.
Espiritualidade (Wikipédia)
”A espiritualidade pode ser definida como
uma "propensão humana a buscar
significado para a vida por meio de
conceitos que transcendem o tangível, à
procura de um sentido de conexão com algo
maior que si próprio". [1] A espiritualidade
pode ou não estar ligada a uma vivência
religiosa.” [2]
O QUE É ESPIRITUALIDADE?
Espiritualidade vem do latim ”spiritus” que significa
sopro de vida.
Um modo de ser e perceber, que ocorre pela
tomada de consciência de uma dimensão
transcendente, com a qual nos identificamos e nos
conectamos por meio de valores comuns a nós, aos
outros, à vida ou Algo Maior.
Cultura
organizacional
Espiritualidade
V
A
L
O
R
E
S
Alguns conceitos –chave a seguir:
• Valores
• Comportamentos
• Necessidades
O QUE SÃOVALORES?
”Valores são um método simplificado de descrever o
que é importante para nós, individual ou
coletivamente ( como uma organização, comunidade
ou nação) em qualquer momento do tempo”.
(Richard Barret)
Valores são descritos de forma sucinta, porque os
conceitos que eles representam podem ser
entendidos em uma palavra ou frase curta.
Os valores são universais, transcendem contextos.
VALORES
• Exemplos: honestidade, integridade, confiança, abertura,
compaixão, perspectiva de longo prazo, direitos humanos, etc...
• Os valores são sempre reflexos do que consideramos ser nossas
necessidades. (E podem ser de duas categorias: transitórios e ou
imutáveis).
Valores	podem	ser	positivos	ou	potencialmente	limitadores.	Por	exemplo,	o	valor	positivo	“confiança”	
é	fundamental	para	criar	uma	cultura	coesa	de	grupo.	Por	outro	lado,	o	valor	potencialmente	limitante	
de	“ser	querido”	pode	fazer	as	pessoas	comprometerem	sua	integridade	para	satisfazer	sua	
necessidade	de	conexão.
COMPORTAMENTOS
Comportamentos são manifestações (externas) de nossas
crenças e valores. São descritos de maneira extensa e
dependem do contexto.
Exemplo: comportamentos ligados à honestidade,
dependendo do contexto poderiam ser:
a) sempre falar a verdade;
b) nunca dizer uma mentira;
c) ser livre de enganos ou fraudes.
NECESSIDADES
Uma necessidade é algo que você deseja conseguir,
ter ou experienciar, que você acredita que aliviará o
seu sofrimento, ou estresse, e o fará mais feliz ou
mais alinhado com o que você é.
O quanto a organização e seus lideres estão cientes
ou atentos à essas necessidades de seus
colaboradores, da comunidade onde estão
inseridos ou da sociedade?
O Líder e osValores
Tom Peters, “In Search of Excellence:
Lessons from America’s best run companies”, 1983
O real papel do Líder é
gerenciar os valores da
Empresa.
Os	valores	que	compõem	a	cultura	de	uma	organização	são	um	reflexo	das	crenças	subjacentes	dos	lideres	
atuais	– especialmente	o	CEO	– ou	o	reflexo	de	uma	herança	de	lideres	do	passado.
Mais de 85% dos gerentes acreditam que os funcionários
desejam uma empresa atraídos por “bons salários” ou
"melhores oportunidades". Na verdade, mais de 80% dos
funcionários afirmam que foram "empurrados" a deixar a
empresa devido a práticas de gerência pobres ou culturas
empresariais tóxicas.
Fonte: The 7 Hidden Reasons Employees Leave: How to Recognize the Subtle Signs and
Act Before It’sToo Late
Leigh Branham – January 2005
O que a Liderança representa…
WWW.VALUESCENTER.COM
Valores éticos
Acreditar em valores éticos e exercê-los é o primeiro
passo para a prática da espiritualidade nos negócios,
por parte da liderança.
Exemplos de valores éticos no ambiente
organizacional interno:
Valorizar o ser humano propiciando seu
desenvolvimento individual por meio de aprendizado e
crescimento contínuo;
Confiança e respeito mútuo entre os colaboradores
por meio da honestidade e transparência criando um
ambiente livre de medos e abusos.
A hierarquia das necessidades
Necessidades	de	Crescimento
Oferecem	satisfação	permanente	no	
tempo	e	geram	níveis	mais	profundos	de
motivação	e	compromisso.
Necessidades		baseadas	
em	deficiências
Não	geram	um	sentimento	de	
satisfação	duradoura	e	o	
indivíduo	vive	ansioso	
enquanto	as	necessidades	não	
são	satisfeitas.Fisiológicas
Segurança
Amar e Pertencer
Auto Estima
Compreensão
Abraham Maslow
Auto Realização
WWW.VALUESCENTER.COM
Das necessidades de Maslow para a
Consciência de Barrett.
Know and
Understand
Fisiológicas
Segurança
Amar e Pertencer
Auto Estima
Abraham Maslow
Compreensão
N e c e s s i d a d e s C o n s c i ê n c i a
Auto Realização
Richard Barrett
WWW.VALUESCENTER.COM
Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças
Consciência é
conhecimento
Espiritualidade é
conhecimento com um
propósito maior
PROPÓSITO: UM SENTIDO PARA AVIDA PESSOAL E PROFISSIONAL
O melhor para mim
O melhor para a equipe
O melhor para a empresa
O melhor para o Setor
O melhor para a sociedade
O melhor para todos
O melhor para o planeta
O que seria espiritualidade nas empresas?
O encontro entre valores
individuais e organizacionais
explicitados claramente e a
prática dos mesmos no
ambiente corporativo, com um
propósito maior, dando
sentido às nossas vidas
pessoal e profissionalmente.
• Escutar você no interior de seu coração, em silencio, é o primeiro passo para uma
conexão com sua espiritualidade. Sente-se, feche os olhos, inspire e expire lentamente
por algumas vezes e formule a pergunta:
• "O que é que me faz sentir mais cheio de vida, mais preenchido. Quais são os meus
valores mais profundos ?"
• A sua voz intuitiva responderá com criatividade.
• Você não pode receber o novo enquanto você não tiver abertura para largar o velho
padrão.
CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE
• Contato com amigos ou colegas que ”praticam” a espiritualidade. Obtenha dicas de
grupos de prática ou livros.
• Pratique empatia e compaixão. Pense em como você se sentiria em determinada
situação que um amigo, familiar ou colega está passando. Ofereça uma escuta
verdadeiramente ativa.
• AprendaYoga ( e sua filosofia) como um caminho de individuação.
• Aprenda meditação diária. Desligue-se do mundo exterior e e conecte-se à uma
energia capaz de aliviar tensões / stress.
CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE
CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE
• Respire profundamente sempre que sentir que está estressado. Inspire e
expire abdominalmente por algumas vezes até sentir-se melhor.
• Não se pré-ocupe com o futuro. Ocupe-se com o presente e espere pelo
melhor. Olhe para o que você já tem ao invés do que lhe falta.
• Estude diversas religiões e, se sentir vontade, entre em contato. O desejo de
participar deve ser espontâneo.
rricardofarahcoach@gmail.com
Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o RastroLiderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Diego Cordovez
 
Conceitos de Liderança
Conceitos de LiderançaConceitos de Liderança
Conceitos de Liderança
Gerente Consciente
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- Introdução
Marcos Alves
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura Organizacional
Rafaela Marques
 
Aula 5 - Liderança servidora.pptx
Aula 5 - Liderança servidora.pptxAula 5 - Liderança servidora.pptx
Aula 5 - Liderança servidora.pptx
Professor Cristiano Barreto
 
Cultura e clima organizacional
Cultura e clima organizacionalCultura e clima organizacional
Cultura e clima organizacional
osvaldocostasoares
 
A espiritualidade no trabalho
A espiritualidade no trabalhoA espiritualidade no trabalho
A espiritualidade no trabalho
Helio Okamoto
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
Fillipe Lobo
 
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento pessoalDesenvolvimento pessoal
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
mvaf_rj
 
Rh E Dp
Rh E DpRh E Dp
Apresentação Joel Dutra
Apresentação Joel DutraApresentação Joel Dutra
Apresentação Joel Dutra
gusebs
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
martinssoul
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Fabrício Ottoni
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
Sebastião Gazolla Jr
 
Processo empreendedor
Processo empreendedorProcesso empreendedor
Processo empreendedor
Alessandra Aparecida Sanches
 
Gestão por Competencias
Gestão por CompetenciasGestão por Competencias
Gestão por Competencias
Kenneth Corrêa
 
Lideranca
LiderancaLideranca
Lideranca
lojaspoci
 
Felicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-EstarFelicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-Estar
Daniel Santos
 
Pesquisa de Clima Organizacional
Pesquisa de Clima OrganizacionalPesquisa de Clima Organizacional
Pesquisa de Clima Organizacional
Boog Consultoria
 

Mais procurados (20)

Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o RastroLiderança de Alta Performance - Siga o Rastro
Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro
 
Conceitos de Liderança
Conceitos de LiderançaConceitos de Liderança
Conceitos de Liderança
 
Gestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- IntroduçãoGestão de Pessoas- Introdução
Gestão de Pessoas- Introdução
 
Aula 2 Cultura Organizacional
Aula 2  Cultura OrganizacionalAula 2  Cultura Organizacional
Aula 2 Cultura Organizacional
 
Aula 5 - Liderança servidora.pptx
Aula 5 - Liderança servidora.pptxAula 5 - Liderança servidora.pptx
Aula 5 - Liderança servidora.pptx
 
Cultura e clima organizacional
Cultura e clima organizacionalCultura e clima organizacional
Cultura e clima organizacional
 
A espiritualidade no trabalho
A espiritualidade no trabalhoA espiritualidade no trabalho
A espiritualidade no trabalho
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento pessoalDesenvolvimento pessoal
Desenvolvimento pessoal
 
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1   evolução na gestão de pessoasCapítulo 1   evolução na gestão de pessoas
Capítulo 1 evolução na gestão de pessoas
 
Rh E Dp
Rh E DpRh E Dp
Rh E Dp
 
Apresentação Joel Dutra
Apresentação Joel DutraApresentação Joel Dutra
Apresentação Joel Dutra
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
 
Processo empreendedor
Processo empreendedorProcesso empreendedor
Processo empreendedor
 
Gestão por Competencias
Gestão por CompetenciasGestão por Competencias
Gestão por Competencias
 
Lideranca
LiderancaLideranca
Lideranca
 
Felicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-EstarFelicidade e Bem-Estar
Felicidade e Bem-Estar
 
Pesquisa de Clima Organizacional
Pesquisa de Clima OrganizacionalPesquisa de Clima Organizacional
Pesquisa de Clima Organizacional
 

Semelhante a Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
Magri Senai
 
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissionalCoaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Katia Manangão
 
Boletim coaching julho 2014
Boletim coaching   julho 2014Boletim coaching   julho 2014
Boletim coaching julho 2014
Myrthes Lutke
 
Thesis presentation
Thesis   presentationThesis   presentation
Thesis presentation
Miguel Oliveira
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Turma_do_Marketing
 
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
AnderayneAraujoNobre
 
Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013
Ivana M T Hilgert
 
Artigo Soul Leadership
Artigo Soul LeadershipArtigo Soul Leadership
Artigo Soul Leadership
IntegraleVision
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissional
João Rafael Lopes
 
Ap 1 conheça a si mesmo
Ap 1   conheça a si mesmoAp 1   conheça a si mesmo
Ap 1 conheça a si mesmo
Flavio Freitas
 
Valores, uma introdução.
Valores, uma introdução.Valores, uma introdução.
Valores, uma introdução.
Katya Hochleitner
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissional
João Rafael Lopes
 
As 5 etapas da transformação cultural
As 5 etapas da transformação culturalAs 5 etapas da transformação cultural
As 5 etapas da transformação cultural
MrioKojima
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
mfcorreia
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
MiguelCarapinha94
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
NdiaCortez
 
Lider coach
Lider coachLider coach
Personalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudesPersonalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudes
Alexandre Cavalcanti
 
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptxaula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
ClaytonAlvesdosSanto1
 
liderança e motivação no trabalho.pptx
liderança e motivação no trabalho.pptxliderança e motivação no trabalho.pptx
liderança e motivação no trabalho.pptx
MENTORAMONIZEALMEIDA
 

Semelhante a Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças (20)

Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissionalCoaching para desenvolvimento pessoal e profissional
Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional
 
Boletim coaching julho 2014
Boletim coaching   julho 2014Boletim coaching   julho 2014
Boletim coaching julho 2014
 
Thesis presentation
Thesis   presentationThesis   presentation
Thesis presentation
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
 
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx1.2  e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
1.2 e 1.3 Gestão de Pessoas.pptx
 
Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013
 
Artigo Soul Leadership
Artigo Soul LeadershipArtigo Soul Leadership
Artigo Soul Leadership
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissional
 
Ap 1 conheça a si mesmo
Ap 1   conheça a si mesmoAp 1   conheça a si mesmo
Ap 1 conheça a si mesmo
 
Valores, uma introdução.
Valores, uma introdução.Valores, uma introdução.
Valores, uma introdução.
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissional
 
As 5 etapas da transformação cultural
As 5 etapas da transformação culturalAs 5 etapas da transformação cultural
As 5 etapas da transformação cultural
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Lider coach
Lider coachLider coach
Lider coach
 
Personalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudesPersonalidade valores e atitudes
Personalidade valores e atitudes
 
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptxaula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
aula-motivacao-e-lideranca-2020.pptx
 
liderança e motivação no trabalho.pptx
liderança e motivação no trabalho.pptxliderança e motivação no trabalho.pptx
liderança e motivação no trabalho.pptx
 

Mais de Waggl Brasil

Waggl Brasil Intitucional
Waggl Brasil IntitucionalWaggl Brasil Intitucional
Waggl Brasil Intitucional
Waggl Brasil
 
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de FuncionáriosConstruindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
Waggl Brasil
 
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
Waggl Brasil
 
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução IndustrialWaggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
Waggl Brasil
 
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do CrowdsourcingWaggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
Waggl Brasil
 
Os Desafios do RH
Os Desafios do RHOs Desafios do RH
Os Desafios do RH
Waggl Brasil
 
A estréia do Líder
A estréia do LíderA estréia do Líder
A estréia do Líder
Waggl Brasil
 
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma perguntaNet Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
Waggl Brasil
 
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing. Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
Waggl Brasil
 

Mais de Waggl Brasil (9)

Waggl Brasil Intitucional
Waggl Brasil IntitucionalWaggl Brasil Intitucional
Waggl Brasil Intitucional
 
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de FuncionáriosConstruindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
Construindo um Programa de Pesquisa de Engajamento de Funcionários
 
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
Crowdsourcing e a revolução na tomada de decisões empresariais.
 
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução IndustrialWaggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - 4a Revolução Industrial
 
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do CrowdsourcingWaggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
Waggl Brasil Crowdsourcing Summit 2018 - O Poder do Crowdsourcing
 
Os Desafios do RH
Os Desafios do RHOs Desafios do RH
Os Desafios do RH
 
A estréia do Líder
A estréia do LíderA estréia do Líder
A estréia do Líder
 
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma perguntaNet Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
Net Promoter Score - Medindo a satisfação do cliente com apenas uma pergunta
 
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing. Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
Desenvolvendo soluções inovadoras através do internal crowdsourcing.
 

Cultura Organizacional e Espiritualidade em tempos de mudanças

  • 3. Agenda do Webinar ü O que é cultura organizacional? ü O que é espiritualidade? ü Onde ambas se encontram? ü O que são valores, comportamentos ü e necessidades? ü O papel dos líderes no tocante a valores, comportamentos ü e necessidades. ü Maslow e a hierarquia das necessidades. ü Barret e a hierarquia de valores. ü Consciência e espiritualidade juntas, ü criam o propósito. ü O propósito e a consciência: de mim para o todo. ü Dicas práticas para cultivar a espiritualidade.
  • 4. Por que algumas empresas são bastante admiradas por colaboradores e clientes enquanto outras tentam chegar ao mesmo posicionamento sem obter resultados? A resposta pode estar no nível de consciência dos líderes da empresa ou, em outras palavras, na espiritualidade que costuma ser traduzida pelos valores e posta em prática nas estratégias e ações de uma organização.
  • 5. CULTURA ORGANIZACIONAL Cultura organizacional é como as coisas são feitas em uma determinada organização e é um reflexo das crenças, valores e comportamentos (ou modos de agir) dos líderes e colaboradores daquela organização.
  • 6. Espiritualidade (Wikipédia) ”A espiritualidade pode ser definida como uma "propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível, à procura de um sentido de conexão com algo maior que si próprio". [1] A espiritualidade pode ou não estar ligada a uma vivência religiosa.” [2]
  • 7. O QUE É ESPIRITUALIDADE? Espiritualidade vem do latim ”spiritus” que significa sopro de vida. Um modo de ser e perceber, que ocorre pela tomada de consciência de uma dimensão transcendente, com a qual nos identificamos e nos conectamos por meio de valores comuns a nós, aos outros, à vida ou Algo Maior.
  • 9. Alguns conceitos –chave a seguir: • Valores • Comportamentos • Necessidades
  • 10. O QUE SÃOVALORES? ”Valores são um método simplificado de descrever o que é importante para nós, individual ou coletivamente ( como uma organização, comunidade ou nação) em qualquer momento do tempo”. (Richard Barret) Valores são descritos de forma sucinta, porque os conceitos que eles representam podem ser entendidos em uma palavra ou frase curta. Os valores são universais, transcendem contextos.
  • 11. VALORES • Exemplos: honestidade, integridade, confiança, abertura, compaixão, perspectiva de longo prazo, direitos humanos, etc... • Os valores são sempre reflexos do que consideramos ser nossas necessidades. (E podem ser de duas categorias: transitórios e ou imutáveis). Valores podem ser positivos ou potencialmente limitadores. Por exemplo, o valor positivo “confiança” é fundamental para criar uma cultura coesa de grupo. Por outro lado, o valor potencialmente limitante de “ser querido” pode fazer as pessoas comprometerem sua integridade para satisfazer sua necessidade de conexão.
  • 12. COMPORTAMENTOS Comportamentos são manifestações (externas) de nossas crenças e valores. São descritos de maneira extensa e dependem do contexto. Exemplo: comportamentos ligados à honestidade, dependendo do contexto poderiam ser: a) sempre falar a verdade; b) nunca dizer uma mentira; c) ser livre de enganos ou fraudes.
  • 13. NECESSIDADES Uma necessidade é algo que você deseja conseguir, ter ou experienciar, que você acredita que aliviará o seu sofrimento, ou estresse, e o fará mais feliz ou mais alinhado com o que você é. O quanto a organização e seus lideres estão cientes ou atentos à essas necessidades de seus colaboradores, da comunidade onde estão inseridos ou da sociedade?
  • 14. O Líder e osValores Tom Peters, “In Search of Excellence: Lessons from America’s best run companies”, 1983 O real papel do Líder é gerenciar os valores da Empresa. Os valores que compõem a cultura de uma organização são um reflexo das crenças subjacentes dos lideres atuais – especialmente o CEO – ou o reflexo de uma herança de lideres do passado.
  • 15. Mais de 85% dos gerentes acreditam que os funcionários desejam uma empresa atraídos por “bons salários” ou "melhores oportunidades". Na verdade, mais de 80% dos funcionários afirmam que foram "empurrados" a deixar a empresa devido a práticas de gerência pobres ou culturas empresariais tóxicas. Fonte: The 7 Hidden Reasons Employees Leave: How to Recognize the Subtle Signs and Act Before It’sToo Late Leigh Branham – January 2005 O que a Liderança representa… WWW.VALUESCENTER.COM
  • 16. Valores éticos Acreditar em valores éticos e exercê-los é o primeiro passo para a prática da espiritualidade nos negócios, por parte da liderança. Exemplos de valores éticos no ambiente organizacional interno: Valorizar o ser humano propiciando seu desenvolvimento individual por meio de aprendizado e crescimento contínuo; Confiança e respeito mútuo entre os colaboradores por meio da honestidade e transparência criando um ambiente livre de medos e abusos.
  • 17. A hierarquia das necessidades Necessidades de Crescimento Oferecem satisfação permanente no tempo e geram níveis mais profundos de motivação e compromisso. Necessidades baseadas em deficiências Não geram um sentimento de satisfação duradoura e o indivíduo vive ansioso enquanto as necessidades não são satisfeitas.Fisiológicas Segurança Amar e Pertencer Auto Estima Compreensão Abraham Maslow Auto Realização WWW.VALUESCENTER.COM
  • 18. Das necessidades de Maslow para a Consciência de Barrett. Know and Understand Fisiológicas Segurança Amar e Pertencer Auto Estima Abraham Maslow Compreensão N e c e s s i d a d e s C o n s c i ê n c i a Auto Realização Richard Barrett WWW.VALUESCENTER.COM
  • 21. Espiritualidade é conhecimento com um propósito maior
  • 22. PROPÓSITO: UM SENTIDO PARA AVIDA PESSOAL E PROFISSIONAL O melhor para mim O melhor para a equipe O melhor para a empresa O melhor para o Setor O melhor para a sociedade O melhor para todos O melhor para o planeta
  • 23. O que seria espiritualidade nas empresas? O encontro entre valores individuais e organizacionais explicitados claramente e a prática dos mesmos no ambiente corporativo, com um propósito maior, dando sentido às nossas vidas pessoal e profissionalmente.
  • 24. • Escutar você no interior de seu coração, em silencio, é o primeiro passo para uma conexão com sua espiritualidade. Sente-se, feche os olhos, inspire e expire lentamente por algumas vezes e formule a pergunta: • "O que é que me faz sentir mais cheio de vida, mais preenchido. Quais são os meus valores mais profundos ?" • A sua voz intuitiva responderá com criatividade. • Você não pode receber o novo enquanto você não tiver abertura para largar o velho padrão. CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE
  • 25. • Contato com amigos ou colegas que ”praticam” a espiritualidade. Obtenha dicas de grupos de prática ou livros. • Pratique empatia e compaixão. Pense em como você se sentiria em determinada situação que um amigo, familiar ou colega está passando. Ofereça uma escuta verdadeiramente ativa. • AprendaYoga ( e sua filosofia) como um caminho de individuação. • Aprenda meditação diária. Desligue-se do mundo exterior e e conecte-se à uma energia capaz de aliviar tensões / stress. CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE
  • 26. CULTIVANDO A ESPIRITUALIDADE • Respire profundamente sempre que sentir que está estressado. Inspire e expire abdominalmente por algumas vezes até sentir-se melhor. • Não se pré-ocupe com o futuro. Ocupe-se com o presente e espere pelo melhor. Olhe para o que você já tem ao invés do que lhe falta. • Estude diversas religiões e, se sentir vontade, entre em contato. O desejo de participar deve ser espontâneo.