SlideShare uma empresa Scribd logo
COLINOMIMÉTICOS
Sistema Nervoso Parassimpático
Conceito: Fármacos que mimetizam a ação da Ach liberada pela estimulação
do SN Parassimpático.
Torácica
Sacral
S2
S3
S4
Olhos
Glândulas
Pulmão
Coração
Pâncreas
Estômago
Intestino
Órgão sexual
Sistema Nervoso Parasimpático
ACh ACh
Receptor
muscarínico
Receptor
muscarínico
Classificação dos Receptores Colinérgicos
Mecanismos de Transdução
TIPOS Localização Efeitos Celulares
Nicotínico Muscular JNM Transmissão neuromuscular
Nicotínico neuronal Gânglios
SNC
Transmissão ganglionar
Muscarínico M1
“Neural”
Neural
SNC (córtex e hipocampo)
Gânglios entéricos
Células parietais
Excitação SNC (“memória”)
Motilidade GI
Secreção ácido gástrico
Muscarínico M2
“Cardíaco”
Coração Cronotropismo e
Inotropismo negativo
Muscarínico M3
“Glandular”
Glândulas
M, Lisa
Endotélio
Secreção
Contração
Liberação NO -
vasodilatação
Gq PLC
IP3
Liberação de
Ca++
do retículo
DAG
M1 e M3
Gi/o AC
↓ AMPc
Abertura IK
Fechamento ICa
M2
Receptores MuscarínicosReceptores Nicotínicos
Na+
Receptores Colinérgicos – Efeitos Mediados
TECIDOS EFEITOS MEDIADOS
Coração (M2) ↓FC - ↓Força - ↓DC - ↓Veloc. Condução
Vasos Sang. (M3) Vasodilatação (NO)
Pulmão (M3) Broncoconstricção
Glândulas (M3) Secreção salivar, sudorípara, lacrimal
Trato GI:
Músc. Liso (M3)
Esfincters (M3)
Céls parietais (M1)
↑Tônus e da motilidade
Relaxamento de esfinceters
Secreção de HCl
Bexiga:
Músc. Detrusor (M3)
Esfincter (M3)
Contração
Relaxamento
Órgão sexual (M3) Ereção
Olhos:
Pupila (M3)
Musc. Ciliar (M3)
Contração M. constrictor – Miose
Contração M. ciliar
Efeitos Adversos Contra-Indicações
Vasodilatação – Hipotensão
Bradicardia
Salivação – lacrimejamento
Sudorese
Náuseas – Vômitos – Diarréia
Dor abdominal
Miose
Micção – urgência urinária
Broncoconstrição - Asma
Insuficiência coronariana
Asma
Úlceras pépticas
Efeitos antagonizados
Pela ATROPINA
Indicações Clínicas
• Atonia gástrica - Betanecol – 10-20mg oral 3-4 x dia
• Retenção urinária não-obstrutiva - Betanecol
• Xerostalmia - Pilocarpina – 5-10mg
• Glaucoma –Pilocarpina 0.5-4%
ANTICOLINESTERÁSICOS –
Mecanismo de Ação e Classificação
Anticolinesterásicos reversível:
Carbamatos: Neostigmina
Fisostigmina
Piridostigmina
Anticolinesterásicos irreversível:
Organofosforados: Ecotiopato* (Glaucoma)
Diflos (inseticidas)
Paration, Malation (inseticidas)
Tabun – Sarin – Soman (gás dos nervos)
Mecanismo de Ação
COO-
HO
N
N
COO-
HO
N
N
COO-
O
N
N
COO-
O
N
N
COO-
O
N
N
Enzima Ativa
N+
O
ON
N
=O
Transferência do Carbamil
para o –OH da serina
Neostigmina
OPr
|
HO -P – OPr
OPr
|
HO -P – OPr
Organofosforados
Pralidoxina
Transferência do Fosfato
Para a Pralidoxina
Carbamil-serina
Hidrólise lenta
Reativação da enzima
Pralidoxima
Extensa aplicação como agentes tóxicos:
Inseticidas para a agricultura
“gases nervosos” químicos bélicos
Tratamento da doença de alzheimer
Chumbinho (Chumbinho (inseticida carbamato Aldicarb)inseticida carbamato Aldicarb)
É um produto clandestinoÉ um produto clandestino
1 grama apenas é capaz de matar uma pessoa de1 grama apenas é capaz de matar uma pessoa de
60 quilos60 quilos
Organosfosforados: ToxicidadeOrganosfosforados: Toxicidade
AgentesAgentes anticolinesterásicosanticolinesterásicos ( anti-ChE)( anti-ChE)
Droga Local de ação Observações
Edrofônio JNM Utilizado no diagnostico
de miastenia grave
Neostigmina JNM Via IV reverte o bloqueio
neuromuscular
V. oral T. miastemia grave
(efeitos colaterais viscerais)
Fisostigmina P T. gotas no glaucoma
Piridostigmina JNM V. oral T. miastemia grave
Duração de ação prolongada
JNM= junção neuromuscular
P= Junção parassimpatica pós-ganglionar
Ptose
Diplopia
Estrabismo
Disfagia
Disfonia
Miastemia Gravis: SintomasMiastemia Gravis: Sintomas
Queda da cabeça para diante
Fraqueza dos músculos dos membros
Fraqueza dos músculos respiratórios
Compostos regeneradores da colinesteraseCompostos regeneradores da colinesterase
Agentes OxímicosAgentes Oxímicos
PralidoximaPralidoxima
ObidoximaObidoxima
Diacetilmonoxima*Diacetilmonoxima*
Seu uso deve ser precoce ( primeiras 12 horas) pois
ligações mais duradouras (“enzima envelhecida”)
não são revertidas
Agentes anticolinesterásicos (anti-ChE): Olho
TacrinaTacrina
(hepatotoxico)(hepatotoxico)
DonepezilDonepezil
(inibidor seletivo)(inibidor seletivo)
RivastigminaRivastigmina
GalantaminaGalantamina
Doença deDoença de
AlzheimerAlzheimer
Efeitos dos Anticolinesterásicos
Efeitos nas sinapses
colinérgicas
Efeitos na
JNM
Efeitos no
SNC
↑secreções glandulares
↑peristaltismo
Broncoconstricção
Bradicardia – hipotensão
Miose
Contração → Paralisia
Excitação → Depressão
Convulsão →Perda da
Conciência e depres. respiratória
Neurotoxicidade
Dos OPs
“Desmielinização”
Fraqueza muscular
Perda sensorial
Indicações Clínicas dos Carbamatos:
• Atonia da bexiga e do íleo
• Anestesia: descurarização
• Intoxicação Atropínica
• Miastenia Grave
• Glaucoma (Ecotiopato)
• Doença de Alzheimer - Novos Agentes
( Donepezil, Rivastigmine – Galantamine)
Sintomas da Intoxicação com OPs:
Tratamento da intoxicação:
ATROPINA
PRALIDOXIMA
Miose, dor ocular, redução da visão
Rinorréia, hiperemia, broncoconstrição e aumento da secreção brônquica
GI: anorrexia, náuseas, vômitos, dor abdominal, diarréia
Fasciculações musculares → Paralisia (paralisia respiratória)
Salivação, defecação, urinação, sudorese, lacrimejamento, ereção peniana,
Hipotensão e bradicardia – colapso cv
SNC: confusão, ataxia, convulsão, coma, parada respiratória
COLINOLÍTICOS
Anticolinérgicos
BLOQUEADORES COLINÉRGICOS
 1. Antagonistas muscarínicos
ANTIMUSCARÍNICOS
• Atropina (atropa belladona)
• Hioscina = escopalima
• Ipratrópio
• Pirenzepina
•Tropicamida
2. Mecanismo de Ação
Antagonista Competitivo dos receptores 
muscarínicos
 
3. Farmacocinética
 
4. Efeitos Farmacológicos
 
5. Efeitos Colaterais
ANTAGONISTAS COLINÉRGICOSANTAGONISTAS COLINÉRGICOS
Agentes antimuscarínicosAgentes antimuscarínicos
Atropina*Atropina*
Brometo ipratrópioBrometo ipratrópio
Brometo tiotrópioBrometo tiotrópio
Brometo de emeprônioBrometo de emeprônio
Escopolamina*Escopolamina*
Brometo de propantelina*Brometo de propantelina*
PirenzepinaPirenzepina
Cloridrato Oxibutinina*Cloridrato Oxibutinina*
Tolterodina*Tolterodina*
Darifenacina (M3)Darifenacina (M3)
SolifenacinaSolifenacina
Tripitamina (M2)Tripitamina (M2)
ATROPINAATROPINA
Bloqueia integralmente a
atividade colinérgica no
olho causando midríase
Cessação da resposta à luz
e cicloplegia
(incapacidade de focar a visão
próxima )
Em pacientes com glaucoma, a pressão intra-ocular 
pode aumentar perigosamente
ATROPINAATROPINA
APLICAÇÕES CLÍNICAS DOS
ANTAGONISTAS MUSCARÍNICOS
 
Cardiovascular: Bradicardia Sinusal (atropina iv)
 
Oftálmica: Para dilatar a pupila 
Ex: gotas oftálmicas de tropicamida (ação curta)
Gotas oftálmicas de ciclopentolato (ação prolongada)
 
Neurológica:
Prevenção da cinetose (escopolamina – oral ou transdérmica)
 
Respiratória: Asma – ipratrópio inalatório
 
Anestesia:  medicação pré-anestésica  -  para  reduzir  as  secreções  – 
atropina ou escopalamina injetável.
 
Gastro-intestinal:
Ação anti-espasmótica:  Facilita  a  endoscopia  e  radiologia 
gastrintestinal  (escopolamina  iv),  Síndrome  do  cólon  irritável  e 
diverticulite do cólon (propantelina)
Ülceras pépticas: Pirenzepina (menos usada que antagonistas H2 ou 
inibidor da Bomba de próton)
 
 
Urologia:
Incontinência urinária não-obstrutiva (enurese)
Espasmo da bexiga – Brometo de Propantelina
 
Tratamento das Intoxicações com compostos organofosforados.
Hiperatividade vesical Hiperatividade vesical 
AtropinaAtropina
PropantelinaPropantelina
OxibutininaOxibutinina
TolterodinaTolterodina
TróspioTróspio
Darifenacina (M3)Darifenacina (M3)
SolifenacinaSolifenacina
FlovaxatoFlovaxato
Brometo de PropantelinaBrometo de Propantelina
Indicações:Indicações:  
Diminuir atividade do detrusor:Diminuir atividade do detrusor:
Síndrome freqüência / urgência / Síndrome freqüência / urgência / 
incontinênciaincontinência
Anticolinérgico  (moderado) Anticolinérgico  (moderado) 
Miorelaxante  e anestésico local (doses altas)Miorelaxante  e anestésico local (doses altas)
IndicaçõesIndicações: : 
Diminuir atividade do detrusor: hiperreflexia e Diminuir atividade do detrusor: hiperreflexia e 
instabilidade vesicaisinstabilidade vesicais
UrodinâmicaUrodinâmica
Aumento da capacidade vesicalAumento da capacidade vesical
Diminui a freqüência CNIDiminui a freqüência CNI
OxibutininaOxibutinina
Goodman & Gilman 10ª Ed
Efeitos da atropina relacionados com a dose.
7. SINTOMAS DA INTOXICAÇÃO
 
Correlação entre dose e efeitos da Atropina:
TRATAMENTO DAS INTOXICAÇÕES:
Remoção da droga não-absorvida
Inibidor de AChE (fisostigmina)
Terapia de suporte: Delírio – BDZs
Causas de Intoxicação com Anticolinérgicos
Alcalóides da Belladona: Atropina, escopolamina
Anti-espasmótico: Diciclomina e propantelina
Antidepressivos Tricíclicos: Amitriptilina
Anti-histamínicos (anti-H1): Difenidramina
Drogas antiparkinsonianas: Benztropina
Antipsicóticos: Clorpromazina
Até a próxima!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e SimpatolíticosAula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
5. sistema nervoso
5. sistema nervoso5. sistema nervoso
5. sistema nervoso
Luiz Gonçalves Mendes Jr
 
Agonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgicoAgonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgico
tatiany ferreira de oliveira
 
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacosAula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Aula - Autacoides
Aula - AutacoidesAula - Autacoides
Aula - Autacoides
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Aula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
Aula - SNC - Ansiolíticos e HipnóticosAula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
Aula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Farmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do sncFarmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do snc
Julia Martins Ulhoa
 
Farmacologia
FarmacologiaFarmacologia
Farmacologia
Dalvânia Santos
 
Aula - Quimioterápicos - Antiparasitários
Aula - Quimioterápicos - AntiparasitáriosAula - Quimioterápicos - Antiparasitários
Aula - Quimioterápicos - Antiparasitários
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoáriosFármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Taillany Caroline
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos AntidepressivosAula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Jaqueline Almeida
 
Antidepressivos
AntidepressivosAntidepressivos
Antidepressivos
Isabel Teixeira
 
Aula - Cardiovascular - Anticoagulantes
Aula - Cardiovascular  - AnticoagulantesAula - Cardiovascular  - Anticoagulantes
Aula - Cardiovascular - Anticoagulantes
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Pharmacokinetics and pharmacodynamics
Pharmacokinetics and pharmacodynamicsPharmacokinetics and pharmacodynamics
Pharmacokinetics and pharmacodynamics
Carlos D A Bersot
 
Opióides
OpióidesOpióides
Aula antihipertensivos
Aula  antihipertensivosAula  antihipertensivos
Aula antihipertensivos
Renato Santos
 
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatóriaAula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Aula - SNC - Anticonvulsivantes
Aula -  SNC - AnticonvulsivantesAula -  SNC - Anticonvulsivantes
Aula - SNC - Anticonvulsivantes
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidaisAula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Mauro Cunha Xavier Pinto
 

Mais procurados (20)

Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
Aula - SNA - Farmacologia Colinérgica - Parassimpatomiméticos e Parassimpatol...
 
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e SimpatolíticosAula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
Aula - SNA - Farmacologia Adrenérgica - Simpatomiméticos e Simpatolíticos
 
5. sistema nervoso
5. sistema nervoso5. sistema nervoso
5. sistema nervoso
 
Agonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgicoAgonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgico
 
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacosAula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
Aula - Farmacologia básica - Eliminação de fármacos
 
Aula - Autacoides
Aula - AutacoidesAula - Autacoides
Aula - Autacoides
 
Aula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
Aula - SNC - Ansiolíticos e HipnóticosAula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
Aula - SNC - Ansiolíticos e Hipnóticos
 
Farmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do sncFarmacologia das drogas do snc
Farmacologia das drogas do snc
 
Farmacologia
FarmacologiaFarmacologia
Farmacologia
 
Aula - Quimioterápicos - Antiparasitários
Aula - Quimioterápicos - AntiparasitáriosAula - Quimioterápicos - Antiparasitários
Aula - Quimioterápicos - Antiparasitários
 
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoáriosFármacos anti helmínticos e anti-protozoários
Fármacos anti helmínticos e anti-protozoários
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos AntidepressivosAula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
 
Antidepressivos
AntidepressivosAntidepressivos
Antidepressivos
 
Aula - Cardiovascular - Anticoagulantes
Aula - Cardiovascular  - AnticoagulantesAula - Cardiovascular  - Anticoagulantes
Aula - Cardiovascular - Anticoagulantes
 
Pharmacokinetics and pharmacodynamics
Pharmacokinetics and pharmacodynamicsPharmacokinetics and pharmacodynamics
Pharmacokinetics and pharmacodynamics
 
Opióides
OpióidesOpióides
Opióides
 
Aula antihipertensivos
Aula  antihipertensivosAula  antihipertensivos
Aula antihipertensivos
 
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatóriaAula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
Aula - SNC - Tratamento para dor neuropática e dor inflamatória
 
Aula - SNC - Anticonvulsivantes
Aula -  SNC - AnticonvulsivantesAula -  SNC - Anticonvulsivantes
Aula - SNC - Anticonvulsivantes
 
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidaisAula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
 

Semelhante a Colinomiméticos e antimuscarinicos

Simpatomimeticos E Simpaticoliticos
Simpatomimeticos E SimpaticoliticosSimpatomimeticos E Simpaticoliticos
Simpatomimeticos E Simpaticoliticos
lidypvh
 
Aula 5 - Medicina 1
Aula 5 - Medicina 1Aula 5 - Medicina 1
Aula 5 - Medicina 1
Caio Maximino
 
Aula - SNA.ppt
Aula - SNA.pptAula - SNA.ppt
Aula - SNA.ppt
DanielleBraga22
 
Nutrição cerebral e neurotransmissores
Nutrição cerebral e neurotransmissoresNutrição cerebral e neurotransmissores
Nutrição cerebral e neurotransmissores
Clínica Higashi
 
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicosAula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
Irisdalva Oliveira
 
Fi aula-5-farmacologia-sna-completo
Fi aula-5-farmacologia-sna-completoFi aula-5-farmacologia-sna-completo
Fi aula-5-farmacologia-sna-completo
Claudia Auditore
 
Farmacologia_adrenergica.pdf
Farmacologia_adrenergica.pdfFarmacologia_adrenergica.pdf
Farmacologia_adrenergica.pdf
ProfYasminBlanco
 
Aula 6 Biomedicina
Aula 6 BiomedicinaAula 6 Biomedicina
Aula 6 Biomedicina
Caio Maximino
 
Aula 6 Biomedicina
Aula 6 BiomedicinaAula 6 Biomedicina
Aula 6 Biomedicina
Caio Maximino
 
Aula colinergicos 070515
Aula colinergicos 070515Aula colinergicos 070515
Aula colinergicos 070515
Juliette Borba
 
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecularNeurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
Clínica Higashi
 
farmacologia do sistema nervoso autonomo
farmacologia do sistema nervoso autonomofarmacologia do sistema nervoso autonomo
farmacologia do sistema nervoso autonomo
PedroNabarrete
 
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
Roberta Giovanini
 
Aula 8 Biomedicina
Aula 8 BiomedicinaAula 8 Biomedicina
Aula 8 Biomedicina
Caio Maximino
 
Aula 8 Biomedicina
Aula 8 BiomedicinaAula 8 Biomedicina
Aula 8 Biomedicina
Caio Maximino
 
Sistema nervoso autônomo reduzido
Sistema nervoso autônomo reduzidoSistema nervoso autônomo reduzido
Sistema nervoso autônomo reduzido
neuroliga-nortemineira
 
Seminário neuroendocrinologia
Seminário neuroendocrinologiaSeminário neuroendocrinologia
Seminário neuroendocrinologia
Caio Maximino
 
Sistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomoSistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomo
SoniaCruz89
 
Aula 7 Biomedicina
Aula 7 BiomedicinaAula 7 Biomedicina
Aula 7 Biomedicina
Caio Maximino
 
Fisiologia sistema endócrino suprarenais
Fisiologia sistema endócrino suprarenaisFisiologia sistema endócrino suprarenais
Fisiologia sistema endócrino suprarenais
jrdsm06
 

Semelhante a Colinomiméticos e antimuscarinicos (20)

Simpatomimeticos E Simpaticoliticos
Simpatomimeticos E SimpaticoliticosSimpatomimeticos E Simpaticoliticos
Simpatomimeticos E Simpaticoliticos
 
Aula 5 - Medicina 1
Aula 5 - Medicina 1Aula 5 - Medicina 1
Aula 5 - Medicina 1
 
Aula - SNA.ppt
Aula - SNA.pptAula - SNA.ppt
Aula - SNA.ppt
 
Nutrição cerebral e neurotransmissores
Nutrição cerebral e neurotransmissoresNutrição cerebral e neurotransmissores
Nutrição cerebral e neurotransmissores
 
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicosAula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
Aula 4 drogas colinérgicas e bloqueadores colinergicos
 
Fi aula-5-farmacologia-sna-completo
Fi aula-5-farmacologia-sna-completoFi aula-5-farmacologia-sna-completo
Fi aula-5-farmacologia-sna-completo
 
Farmacologia_adrenergica.pdf
Farmacologia_adrenergica.pdfFarmacologia_adrenergica.pdf
Farmacologia_adrenergica.pdf
 
Aula 6 Biomedicina
Aula 6 BiomedicinaAula 6 Biomedicina
Aula 6 Biomedicina
 
Aula 6 Biomedicina
Aula 6 BiomedicinaAula 6 Biomedicina
Aula 6 Biomedicina
 
Aula colinergicos 070515
Aula colinergicos 070515Aula colinergicos 070515
Aula colinergicos 070515
 
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecularNeurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
Neurotransmissor cerebral na medicina ortomolecular
 
farmacologia do sistema nervoso autonomo
farmacologia do sistema nervoso autonomofarmacologia do sistema nervoso autonomo
farmacologia do sistema nervoso autonomo
 
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
Equilíbrio ácido-básico. Profa. Carolina Coimbra Marinho Escola de Medicina _...
 
Aula 8 Biomedicina
Aula 8 BiomedicinaAula 8 Biomedicina
Aula 8 Biomedicina
 
Aula 8 Biomedicina
Aula 8 BiomedicinaAula 8 Biomedicina
Aula 8 Biomedicina
 
Sistema nervoso autônomo reduzido
Sistema nervoso autônomo reduzidoSistema nervoso autônomo reduzido
Sistema nervoso autônomo reduzido
 
Seminário neuroendocrinologia
Seminário neuroendocrinologiaSeminário neuroendocrinologia
Seminário neuroendocrinologia
 
Sistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomoSistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomo
 
Aula 7 Biomedicina
Aula 7 BiomedicinaAula 7 Biomedicina
Aula 7 Biomedicina
 
Fisiologia sistema endócrino suprarenais
Fisiologia sistema endócrino suprarenaisFisiologia sistema endócrino suprarenais
Fisiologia sistema endócrino suprarenais
 

Mais de Bernadete Soares

Farmaco ii 2011.2
Farmaco ii 2011.2Farmaco ii 2011.2
Farmaco ii 2011.2
Bernadete Soares
 
Anestesicos locais unesa - vet - 2010-1
Anestesicos locais   unesa - vet - 2010-1Anestesicos locais   unesa - vet - 2010-1
Anestesicos locais unesa - vet - 2010-1
Bernadete Soares
 
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
Bernadete Soares
 
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Anotaçoes   soluções de dispersão com alsAnotaçoes   soluções de dispersão com als
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Bernadete Soares
 
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Anotaçoes   soluções de dispersão com alsAnotaçoes   soluções de dispersão com als
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Bernadete Soares
 
Estudo dirigido farmacologia dos sistemas
Estudo dirigido   farmacologia dos sistemasEstudo dirigido   farmacologia dos sistemas
Estudo dirigido farmacologia dos sistemas
Bernadete Soares
 
Formas de expressar a concentração
Formas de expressar a concentraçãoFormas de expressar a concentração
Formas de expressar a concentração
Bernadete Soares
 
ED - BIOQUIMICA
ED - BIOQUIMICAED - BIOQUIMICA
ED - BIOQUIMICA
Bernadete Soares
 
Antiparasitários med vet
Antiparasitários   med vetAntiparasitários   med vet
Antiparasitários med vet
Bernadete Soares
 

Mais de Bernadete Soares (9)

Farmaco ii 2011.2
Farmaco ii 2011.2Farmaco ii 2011.2
Farmaco ii 2011.2
 
Anestesicos locais unesa - vet - 2010-1
Anestesicos locais   unesa - vet - 2010-1Anestesicos locais   unesa - vet - 2010-1
Anestesicos locais unesa - vet - 2010-1
 
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
Acidificar e alcalinizar a urina reabsorção tubular distal ou difusão passiva...
 
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Anotaçoes   soluções de dispersão com alsAnotaçoes   soluções de dispersão com als
Anotaçoes soluções de dispersão com als
 
Anotaçoes soluções de dispersão com als
Anotaçoes   soluções de dispersão com alsAnotaçoes   soluções de dispersão com als
Anotaçoes soluções de dispersão com als
 
Estudo dirigido farmacologia dos sistemas
Estudo dirigido   farmacologia dos sistemasEstudo dirigido   farmacologia dos sistemas
Estudo dirigido farmacologia dos sistemas
 
Formas de expressar a concentração
Formas de expressar a concentraçãoFormas de expressar a concentração
Formas de expressar a concentração
 
ED - BIOQUIMICA
ED - BIOQUIMICAED - BIOQUIMICA
ED - BIOQUIMICA
 
Antiparasitários med vet
Antiparasitários   med vetAntiparasitários   med vet
Antiparasitários med vet
 

Colinomiméticos e antimuscarinicos

Notas do Editor

  1. Disfagia = dificuldade de deglutição; disfonia = alteração dos sons vocais; diplopia=visão dupla; estrabismo=perda do paralelismo dos olhos