SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO: CIÊNCIAS EM AÇÃO.
Público alvo: Alunos do 4º do Ensino Fundamental da escola EMEF Professor
Ivonete Amaral da Silva.
Duração: 11 meses
Responsáveis pelo desenvolvimento: Acadêmicas do curso de Pedagogia da FEF,
bolsistas do PIBID – Eduarda Saturnino Ferreira, Gabriele Francine Bazzo de Melo,
Ingrid Gomes Magarotti, Rosane Limeira Ximenes, Tainara Aparecida Sarti.
Acompanhamento: Responsabilidade da Professora Supervisora Cleide de Fátima
Moretti Girardi e da Professora Coordenadora Maria Jesus da Cunha Borges.
1. INTRODUÇÃO
Este projeto aborda as questões interdisciplinares relacionados às ciências.
Sua proposta tem como objetivo articular conteúdos do ensino fundamental, tais
como, meio ambiente e suas vertentes: água, lixo, plantas e animais, tecnologia,
corpo humano e alimentação.
O presente projeto visa organizar e sistematizar uma feira de ciências na escola
de educação básica EMEF Profª Ivonete Amaral da Silva Rosa. Envolvendo os alunos
do 4º ano A do Ensino Fundamental. Será desenvolvido pela professora responsável
da sala, juntamente com as alunas ingressantes do projeto PIBID.
A finalização do Projeto com a feira de ciências é uma maneira de socializar as
produções, contribuindo com a difusão do conhecimento entre a comunidade escolar
e um piquenique para finalizar o pibid com os alunos, envolvendo a escola Antônio
Maurício, em um parque municipal, onde as crianças poderiam brincar e se socializar
e integrar com a natureza. A ênfase será para que a produção dos trabalhos se de
coletivamente e com aspecto interdisciplinar. O projeto da feira de ciências visa
colaborar com o desenvolvimento do protagonismo através da pesquisa, investigação
e socialização dos resultados que serão apresentados pelos alunos a comunidade
escolar.
O projeto da feira de ciências permite também que os educandos coloquem a
"mão na massa" – vivenciando experiências concretas e lidando com grandes
conceitos e valores científicos em suas próprias observações.
Por tratar-se de um assunto que faz parte do currículo do 4º ano do ensino
fundamental, o referente trabalho deverá ser entendido como uma proposta
organizada e desenvolvida dos conteúdos com a participação de todos no processo
de construção do conhecimento.
2. JUSTIFICATIVA
A intenção deste projeto é fazer com que os alunos busquem a integração do
conhecimento científico, bem como reconhecer que a ciência é um mecanismo que
possibilita novas descobertas.
O projeto será trabalhado de forma interdisciplinar, desenvolvendo todas as
dimensões do conteúdo: conceitual, procedimental, atitudinal e factual, envolvendo
todas as áreas de conhecimento, proporcionando condições de conhecimento de
ciências, entrelaçado a natureza lúdica, podendo ser utilizados: textos informativos,
instrucional, jornalísticos, artigos científicos, atividades práticas, controle
experimental, artes, vídeos.
"Olhar o mundo através de um microscópio ou descobrir algo por meio de um
experimento deve encher crianças e jovens de satisfação. A ciência não deve estar
só nos livros didáticos. Suas páginas devem, contudo, direcionar os olhos dos alunos
para além de suas folhas do papel, num percurso que se inicia no ambiente da sala
de aula e termina, quem sabe, nas estrelas."
3 . OBJETIVOS
3.1 OBJETIVOS GERAIS
Identificar relações entre conhecimento cientifico, produção de tecnologia e
condições de vida no mundo de hoje e em suas evoluções históricas.
Formular questões, diagnosticar e propor soluções para problemas reais, a
partir de elemento das Ciências Naturais, colocando em prática conceitos,
procedimentos e atitudes desenvolvidas no aprendizado escolar.
Despertar no aluno a capacidade de desenvolver seus projetos e não ficar
atrás de uma maquete repetindo informações retiradas do livro, contextualizando de
maneira que faça sentido para si mesmo e para a comunidade a qual a escola está
inserida.
3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
➢ Saber utilizar conceitos científicos básicos associados a meio
ambiente, alimentação, corpo humano e tecnologia;
➢ Compreender a saúde pessoal, social e ambiental como bens
individuais e comuns que devem ser promovidos pela ação coletiva;
➢ Compreender a natureza como um todo dinâmico, sendo um ser
humano parte integrante e agente de transformações do mundo em
que vive;
➢ Desenvolver a competência leitora e de compreensão de textos
informativos e científicos;
➢ Ter conhecimento sobre preservação respeito e cuidado com a
natureza;
➢ Incentivar a pesquisa;
➢ Saber valorizar o trabalho em grupo, como um meio de desenvolver
uma ação crítica e cooperativa para construção coletiva do
conhecimento;
➢ Conhecer a evolução da tecnologia;
➢ Despertar atitudes de curiosidade, de respeito à diversidade de
opiniões de persistência na busca e compreensão das informações.
4. MATERIAL DE APOIO
➢ Materiais tecnológicos de época;
➢ Reportagens sobre o tema;
➢ Expectativas de aprendizagem do 4º ano do Ensino
Fundamental;
➢ Vídeos;
➢ Diferentes textos referentes à temática;
➢ Tabelas e gráficos;
➢ Sites que possibilitam o aprimoramento da pesquisa;
➢ Slides;
5. METODOLOGIA - Plano de Ação
● Convidar os alunos a participar do projeto;
● Levantar conhecimentos prévios sobre o tema do mesmo;
● Buscar materiais para a realização de projetos e atividades;
● Desenvolver formas de envolver o conhecimento e aprendizagem;
● Orientar os alunos para a busca de informações;
● Ligar os problemas a prática social dos alunos ao seu cotidiano;
● Colocar os alunos em contato com os temas a serem desenvolvidos;
● Despertar a sua curiosidade e motivando-os para a aprendizagem;
● Organizar uma feira expositiva de ciências sobre os temas abordados e
trabalhados;
Etapa 1: Apresentar o tema para os alunos com base em textos informativos
e científicos, com a intenção de levantar os conhecimentos prévios e, para
despertar o interesse dos mesmos serão apresentadas experiências.
Etapa 2: Estudar questões relativas ao meio ambiente e suas vertentes:
animais, água, lixo, solo e plantas de maneira lúdica e teórica para que assim,
possam compreender o conteúdo trabalhado em sala de aula.
Etapa 3: Estudar questões relativas à alimentação, bem como desperdício,
alimentos saudáveis e não saudáveis e a importância dos alimentos para uma boa
saúde. Desenvolvimento e crescimento.
Etapa 4: Estudar questões relativas ao corpo humano, bem como seus órgãos
e sistemas do corpo, com a intenção de fazer com que os alunos se percebam,
e pensem sobre a constituição e importância do mesmo, através de aula
prática.
Etapa 5: Estudar questões relativas à tecnologia, bem como sua evolução,
pois ela está cada vez mais presente em nossas vidas e os instrumentos
tecnológicos podem ser ferramentas eficazes para o desenvolvimento das
competências e habilidades dos educando, promovendo a autonomia,
autoconfiança, autodeterminação entre outros, que facilitam a aprendizagem
integral do aprendiz.
Etapa 6: Estabelecer relações entre os temas estudados, para que tenhamos
uma compreensão coletiva e sanar todas as dúvidas que surgir ao decorrer
das aulas.
Etapa 7: Dividir a sala em 5 grupos, em que cada um ficará responsável por
um tema, para a organização e montagem da Feira de Ciências que será
utilizada como produto final do projeto.
Etapa 8: Apresentação do produto final - Feira de Ciências, onde os alunos irão
apresentar os temas que foram abordados e suas experiências realizadas no
decorrer do projeto.
5.1. Produto Final:
Feira de Ciências que será realizada com as atividades, experiências
realizadas pelos alunos.
6. CRONOGRAMA
FEVEREIRO Elaboração do Projeto
MARÇO Etapa 1 e 2
ABRIL Etapa 3
MAIO Etapa 4
JUNHO Etapa 5
JULHO Férias
AGOSTO Etapa 5
SETEMBRO Etapa 6
OUTUBRO Etapa 7
NOVEMBRO Etapa 8
7. AVALIAÇÃO: Será contínua durante a realização de cada etapa, qualitativa
analisando a socialização, interação participação e conhecimento que o aluno terá
com as atividades, com seus colegas e professores durante as atividades.
8. ANEXOS: Atividades desenvolvidas em sala de aula, fotos, filmagens, registros
das experiências vividas.
Referências Bibliográficas:
http://www.mma.gov.br/estruturas/sedrproecotur/publica%C3%A7%C3%A3o090620
09025910.pdf
www.manualdomundo.com.br
www.cienciahoje.org.br
www.revistarecreio.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em GeociênciasPedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
Petgeologia
 
Projeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karlaProjeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karla
karlajanys
 
Considerações sobre a área de ciências naturais
Considerações sobre a área de ciências naturaisConsiderações sobre a área de ciências naturais
Considerações sobre a área de ciências naturais
familiaestagio
 
Caderno de resumos i seminário de biologia
Caderno de resumos   i seminário de biologiaCaderno de resumos   i seminário de biologia
Caderno de resumos i seminário de biologia
Grace Gonçalves
 
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Israel serique
 
Projeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,sProjeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,s
leilareny
 
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
meirelucio
 
Projeto feira de ciências
Projeto feira de ciênciasProjeto feira de ciências
Projeto feira de ciências
Ailton Gordiano
 
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
Temas ambientais no ensino de química  recurso didáticoTemas ambientais no ensino de química  recurso didático
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
DanielSFaria
 
Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011
ROSANI BORGES
 
Projeto feira do conhecimento
Projeto feira do conhecimentoProjeto feira do conhecimento
Projeto feira do conhecimento
dilailendj
 
Cientistas xs
Cientistas xs Cientistas xs
Cientistas xs
Maria Amaral
 
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da BatalhaProjeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
Agrupamento de Escolas da Batalha
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciências
fimepecim
 
Tecnologias PCN- Ciências Naturais
Tecnologias PCN- Ciências NaturaisTecnologias PCN- Ciências Naturais
Tecnologias PCN- Ciências Naturais
Juliiana Tavares
 
Cie naturais1 4
Cie naturais1 4Cie naturais1 4
Cie naturais1 4
Neemias
 
Pcn
PcnPcn
Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1
Mariana Oliveira
 
Resumo PCN Ciências
Resumo PCN CiênciasResumo PCN Ciências
Resumo PCN Ciências
neofobica
 
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADEAMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
Daniel Raber
 

Mais procurados (20)

Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em GeociênciasPedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
Pedra sobre Pedra: Construindo o Conhecimento em Geociências
 
Projeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karlaProjeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karla
 
Considerações sobre a área de ciências naturais
Considerações sobre a área de ciências naturaisConsiderações sobre a área de ciências naturais
Considerações sobre a área de ciências naturais
 
Caderno de resumos i seminário de biologia
Caderno de resumos   i seminário de biologiaCaderno de resumos   i seminário de biologia
Caderno de resumos i seminário de biologia
 
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
 
Projeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,sProjeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,s
 
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
Questões e exemplos de implementação e uso de objetos de aprendizagem
 
Projeto feira de ciências
Projeto feira de ciênciasProjeto feira de ciências
Projeto feira de ciências
 
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
Temas ambientais no ensino de química  recurso didáticoTemas ambientais no ensino de química  recurso didático
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
 
Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011Poster empreenderciencia2011
Poster empreenderciencia2011
 
Projeto feira do conhecimento
Projeto feira do conhecimentoProjeto feira do conhecimento
Projeto feira do conhecimento
 
Cientistas xs
Cientistas xs Cientistas xs
Cientistas xs
 
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da BatalhaProjeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
Projeto Aprender e Inovar com TIC: Agrupamento de escolas da Batalha
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciências
 
Tecnologias PCN- Ciências Naturais
Tecnologias PCN- Ciências NaturaisTecnologias PCN- Ciências Naturais
Tecnologias PCN- Ciências Naturais
 
Cie naturais1 4
Cie naturais1 4Cie naturais1 4
Cie naturais1 4
 
Pcn
PcnPcn
Pcn
 
Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1Sessão5 tarefa1
Sessão5 tarefa1
 
Resumo PCN Ciências
Resumo PCN CiênciasResumo PCN Ciências
Resumo PCN Ciências
 
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADEAMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
AMBIENTE ESCOLAR E SUSTENTABILIDADE
 

Semelhante a Arq 5abb951a24f90

ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptxELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
FranciscaalineBrito
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
Juh Mello
 
Metodologias
MetodologiasMetodologias
Metodologias
jmpg2011
 
Metodologias
MetodologiasMetodologias
Metodologias
jmpg2011
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológias
Renato De Souza Abelha
 
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Catarina Fontinha
 
Projeto Didático
Projeto DidáticoProjeto Didático
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na EscolaProjeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
Michel Eichelberger
 
Projeto feira de ciências pdf correto
Projeto feira de ciências pdf corretoProjeto feira de ciências pdf correto
Projeto feira de ciências pdf correto
Michel Eichelberger
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
Sandra Semedo
 
Projeto mostra de cultura metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
Projeto mostra de cultura  metodologia em oficinas interdisciplinares- anexoProjeto mostra de cultura  metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
Projeto mostra de cultura metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
familiaestagio
 
Atividade 3.4 projeto do curso
Atividade 3.4   projeto do cursoAtividade 3.4   projeto do curso
Atividade 3.4 projeto do curso
elianegeraldo
 
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - ExperimentaçãoPrograma de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
Sílvia Sousa
 
Fis planej 1medio
Fis planej 1medioFis planej 1medio
Fis planej 1medio
Tarcisio Uzinski
 
Fis planej 1medio
Fis planej 1medioFis planej 1medio
Fis planej 1medio
Erisvaldo Vieira
 
Projeto de eletiva jovem cientista.docx
Projeto de eletiva jovem cientista.docxProjeto de eletiva jovem cientista.docx
Projeto de eletiva jovem cientista.docx
luceliaandrade8
 
Projeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,sProjeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,s
leilareny
 
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
Marisa Correia
 
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
mariacarmcorreia
 
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptxoensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
ZoraideVieiraCruz
 

Semelhante a Arq 5abb951a24f90 (20)

ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptxELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
ELETIVA PRATICAS EXPERIMENTAIS DO PRIMEIRO ANOslide eletiva.pptx
 
Plano de ensino
Plano de ensinoPlano de ensino
Plano de ensino
 
Metodologias
MetodologiasMetodologias
Metodologias
 
Metodologias
MetodologiasMetodologias
Metodologias
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológias
 
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
 
Projeto Didático
Projeto DidáticoProjeto Didático
Projeto Didático
 
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na EscolaProjeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
Projeto Geral I Feira de Ciências e Mostra Científica na Escola
 
Projeto feira de ciências pdf correto
Projeto feira de ciências pdf corretoProjeto feira de ciências pdf correto
Projeto feira de ciências pdf correto
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
 
Projeto mostra de cultura metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
Projeto mostra de cultura  metodologia em oficinas interdisciplinares- anexoProjeto mostra de cultura  metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
Projeto mostra de cultura metodologia em oficinas interdisciplinares- anexo
 
Atividade 3.4 projeto do curso
Atividade 3.4   projeto do cursoAtividade 3.4   projeto do curso
Atividade 3.4 projeto do curso
 
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - ExperimentaçãoPrograma de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
Programa de Ciências Integradas 3º e 4º anos - Experimentação
 
Fis planej 1medio
Fis planej 1medioFis planej 1medio
Fis planej 1medio
 
Fis planej 1medio
Fis planej 1medioFis planej 1medio
Fis planej 1medio
 
Projeto de eletiva jovem cientista.docx
Projeto de eletiva jovem cientista.docxProjeto de eletiva jovem cientista.docx
Projeto de eletiva jovem cientista.docx
 
Projeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,sProjeto escolar tic,s
Projeto escolar tic,s
 
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
ATIVIDADES PROMOTORAS DE PENSAMENTO CRÍTICO EM AULAS DE CIÊNCIAS NATURAIS NO ...
 
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
 
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptxoensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
oensinodecinciasesuasmetodolgias-140323143039-phpapp02.pptx
 

Mais de Leonardo Ferreira

Mastite
MastiteMastite
Doc matematica _1547615560
Doc matematica _1547615560Doc matematica _1547615560
Doc matematica _1547615560
Leonardo Ferreira
 
Exerc cios de c lculo
Exerc cios de c lculoExerc cios de c lculo
Exerc cios de c lculo
Leonardo Ferreira
 
Estatistica introdução
Estatistica introduçãoEstatistica introdução
Estatistica introdução
Leonardo Ferreira
 
Aula1 estatistica
Aula1 estatisticaAula1 estatistica
Aula1 estatistica
Leonardo Ferreira
 
Exercícios resolvidos
Exercícios resolvidosExercícios resolvidos
Exercícios resolvidos
Leonardo Ferreira
 
01
0101

Mais de Leonardo Ferreira (7)

Mastite
MastiteMastite
Mastite
 
Doc matematica _1547615560
Doc matematica _1547615560Doc matematica _1547615560
Doc matematica _1547615560
 
Exerc cios de c lculo
Exerc cios de c lculoExerc cios de c lculo
Exerc cios de c lculo
 
Estatistica introdução
Estatistica introduçãoEstatistica introdução
Estatistica introdução
 
Aula1 estatistica
Aula1 estatisticaAula1 estatistica
Aula1 estatistica
 
Exercícios resolvidos
Exercícios resolvidosExercícios resolvidos
Exercícios resolvidos
 
01
0101
01
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

Arq 5abb951a24f90

  • 1. PROJETO: CIÊNCIAS EM AÇÃO. Público alvo: Alunos do 4º do Ensino Fundamental da escola EMEF Professor Ivonete Amaral da Silva. Duração: 11 meses Responsáveis pelo desenvolvimento: Acadêmicas do curso de Pedagogia da FEF, bolsistas do PIBID – Eduarda Saturnino Ferreira, Gabriele Francine Bazzo de Melo, Ingrid Gomes Magarotti, Rosane Limeira Ximenes, Tainara Aparecida Sarti. Acompanhamento: Responsabilidade da Professora Supervisora Cleide de Fátima Moretti Girardi e da Professora Coordenadora Maria Jesus da Cunha Borges. 1. INTRODUÇÃO Este projeto aborda as questões interdisciplinares relacionados às ciências. Sua proposta tem como objetivo articular conteúdos do ensino fundamental, tais como, meio ambiente e suas vertentes: água, lixo, plantas e animais, tecnologia, corpo humano e alimentação. O presente projeto visa organizar e sistematizar uma feira de ciências na escola de educação básica EMEF Profª Ivonete Amaral da Silva Rosa. Envolvendo os alunos do 4º ano A do Ensino Fundamental. Será desenvolvido pela professora responsável da sala, juntamente com as alunas ingressantes do projeto PIBID. A finalização do Projeto com a feira de ciências é uma maneira de socializar as produções, contribuindo com a difusão do conhecimento entre a comunidade escolar e um piquenique para finalizar o pibid com os alunos, envolvendo a escola Antônio Maurício, em um parque municipal, onde as crianças poderiam brincar e se socializar e integrar com a natureza. A ênfase será para que a produção dos trabalhos se de coletivamente e com aspecto interdisciplinar. O projeto da feira de ciências visa colaborar com o desenvolvimento do protagonismo através da pesquisa, investigação
  • 2. e socialização dos resultados que serão apresentados pelos alunos a comunidade escolar. O projeto da feira de ciências permite também que os educandos coloquem a "mão na massa" – vivenciando experiências concretas e lidando com grandes conceitos e valores científicos em suas próprias observações. Por tratar-se de um assunto que faz parte do currículo do 4º ano do ensino fundamental, o referente trabalho deverá ser entendido como uma proposta organizada e desenvolvida dos conteúdos com a participação de todos no processo de construção do conhecimento. 2. JUSTIFICATIVA A intenção deste projeto é fazer com que os alunos busquem a integração do conhecimento científico, bem como reconhecer que a ciência é um mecanismo que possibilita novas descobertas. O projeto será trabalhado de forma interdisciplinar, desenvolvendo todas as dimensões do conteúdo: conceitual, procedimental, atitudinal e factual, envolvendo todas as áreas de conhecimento, proporcionando condições de conhecimento de ciências, entrelaçado a natureza lúdica, podendo ser utilizados: textos informativos, instrucional, jornalísticos, artigos científicos, atividades práticas, controle experimental, artes, vídeos. "Olhar o mundo através de um microscópio ou descobrir algo por meio de um experimento deve encher crianças e jovens de satisfação. A ciência não deve estar só nos livros didáticos. Suas páginas devem, contudo, direcionar os olhos dos alunos para além de suas folhas do papel, num percurso que se inicia no ambiente da sala de aula e termina, quem sabe, nas estrelas." 3 . OBJETIVOS 3.1 OBJETIVOS GERAIS
  • 3. Identificar relações entre conhecimento cientifico, produção de tecnologia e condições de vida no mundo de hoje e em suas evoluções históricas. Formular questões, diagnosticar e propor soluções para problemas reais, a partir de elemento das Ciências Naturais, colocando em prática conceitos, procedimentos e atitudes desenvolvidas no aprendizado escolar. Despertar no aluno a capacidade de desenvolver seus projetos e não ficar atrás de uma maquete repetindo informações retiradas do livro, contextualizando de maneira que faça sentido para si mesmo e para a comunidade a qual a escola está inserida. 3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS ➢ Saber utilizar conceitos científicos básicos associados a meio ambiente, alimentação, corpo humano e tecnologia; ➢ Compreender a saúde pessoal, social e ambiental como bens individuais e comuns que devem ser promovidos pela ação coletiva; ➢ Compreender a natureza como um todo dinâmico, sendo um ser humano parte integrante e agente de transformações do mundo em que vive; ➢ Desenvolver a competência leitora e de compreensão de textos informativos e científicos; ➢ Ter conhecimento sobre preservação respeito e cuidado com a natureza; ➢ Incentivar a pesquisa; ➢ Saber valorizar o trabalho em grupo, como um meio de desenvolver uma ação crítica e cooperativa para construção coletiva do conhecimento; ➢ Conhecer a evolução da tecnologia;
  • 4. ➢ Despertar atitudes de curiosidade, de respeito à diversidade de opiniões de persistência na busca e compreensão das informações. 4. MATERIAL DE APOIO ➢ Materiais tecnológicos de época; ➢ Reportagens sobre o tema; ➢ Expectativas de aprendizagem do 4º ano do Ensino Fundamental; ➢ Vídeos; ➢ Diferentes textos referentes à temática; ➢ Tabelas e gráficos; ➢ Sites que possibilitam o aprimoramento da pesquisa; ➢ Slides; 5. METODOLOGIA - Plano de Ação ● Convidar os alunos a participar do projeto; ● Levantar conhecimentos prévios sobre o tema do mesmo; ● Buscar materiais para a realização de projetos e atividades; ● Desenvolver formas de envolver o conhecimento e aprendizagem; ● Orientar os alunos para a busca de informações; ● Ligar os problemas a prática social dos alunos ao seu cotidiano; ● Colocar os alunos em contato com os temas a serem desenvolvidos; ● Despertar a sua curiosidade e motivando-os para a aprendizagem; ● Organizar uma feira expositiva de ciências sobre os temas abordados e trabalhados;
  • 5. Etapa 1: Apresentar o tema para os alunos com base em textos informativos e científicos, com a intenção de levantar os conhecimentos prévios e, para despertar o interesse dos mesmos serão apresentadas experiências. Etapa 2: Estudar questões relativas ao meio ambiente e suas vertentes: animais, água, lixo, solo e plantas de maneira lúdica e teórica para que assim, possam compreender o conteúdo trabalhado em sala de aula. Etapa 3: Estudar questões relativas à alimentação, bem como desperdício, alimentos saudáveis e não saudáveis e a importância dos alimentos para uma boa saúde. Desenvolvimento e crescimento. Etapa 4: Estudar questões relativas ao corpo humano, bem como seus órgãos e sistemas do corpo, com a intenção de fazer com que os alunos se percebam, e pensem sobre a constituição e importância do mesmo, através de aula prática. Etapa 5: Estudar questões relativas à tecnologia, bem como sua evolução, pois ela está cada vez mais presente em nossas vidas e os instrumentos tecnológicos podem ser ferramentas eficazes para o desenvolvimento das competências e habilidades dos educando, promovendo a autonomia, autoconfiança, autodeterminação entre outros, que facilitam a aprendizagem integral do aprendiz. Etapa 6: Estabelecer relações entre os temas estudados, para que tenhamos uma compreensão coletiva e sanar todas as dúvidas que surgir ao decorrer das aulas.
  • 6. Etapa 7: Dividir a sala em 5 grupos, em que cada um ficará responsável por um tema, para a organização e montagem da Feira de Ciências que será utilizada como produto final do projeto. Etapa 8: Apresentação do produto final - Feira de Ciências, onde os alunos irão apresentar os temas que foram abordados e suas experiências realizadas no decorrer do projeto. 5.1. Produto Final: Feira de Ciências que será realizada com as atividades, experiências realizadas pelos alunos. 6. CRONOGRAMA FEVEREIRO Elaboração do Projeto MARÇO Etapa 1 e 2 ABRIL Etapa 3 MAIO Etapa 4 JUNHO Etapa 5 JULHO Férias AGOSTO Etapa 5 SETEMBRO Etapa 6 OUTUBRO Etapa 7 NOVEMBRO Etapa 8 7. AVALIAÇÃO: Será contínua durante a realização de cada etapa, qualitativa analisando a socialização, interação participação e conhecimento que o aluno terá com as atividades, com seus colegas e professores durante as atividades.
  • 7. 8. ANEXOS: Atividades desenvolvidas em sala de aula, fotos, filmagens, registros das experiências vividas. Referências Bibliográficas: http://www.mma.gov.br/estruturas/sedrproecotur/publica%C3%A7%C3%A3o090620 09025910.pdf www.manualdomundo.com.br www.cienciahoje.org.br www.revistarecreio.com.br