SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
1
INTRODUÇÃO
A alimentação tem um papel fundamental na nossaqualidade de vida,
sendo muito importante adoptar uma dieta saudável e adequada ao nosso
estilo de vida.
2
DESENVOLVIMENTO
NECESSIDADESALIMENTARES DO ORGANISMO
As nossas funções vitais requerem a obtenção permanente de matéria
e de energia, mesmo quando estamos em repouso, porque todas as nossas
células continuam a funcionar.
O nosso organismo tem vários tipos de necessidades que são satisfeitas
através da alimentação: energéticas, de construção, de protecção e de
regulação.
Para obterenergia, o nosso organismo tem de«gastar» certas substâncias que
funcionam como «combustível». Estas substâncias têm de ser repostas
através da alimentação.
Se não nos alimentássemos, a circulação do sangue, os movimentos
respiratórios e até mesmo um simples grito não se processavam, pois não
tínhamos energia para os realizar. O nosso corpo necessita, além de energia,
de materiais de construção que lhe permitam crescer ou substituir estruturas
envelhecidas.
Para a normal realização das funções vitais o organismo necessita de
determinadas substâncias que têm um papel protector e regulador de certas
funções. Porexemplo, sem flúor surge a cárie dentária e sem fibras - celulose
- o intestino não funciona normalmente.
Os alimentos são constituídos por substâncias designadas por
nutrientes:prótidos, lípidos, glúcidos, vitaminas, minerais, água e fibras.
Cada alimento é constituído por vários nutrientes, encontrando-se estes em
proporções variáveis. Quando os alimentos são consumidos de forma
adequada, os nutrientes que os constituem satisfazem as necessidades
energéticas, de construção e de protecção e regulação do organismo.
NECESSIDADESDO ORGANISMO
Diariamente o nosso organismo tem necessidades alimentares.
Quando corremos, jogamos, estudamos ou realizamos qualquer actividade,
efectuamos um trabalho.
Um trabalho implica sempre um gasto de energia. Mesmo quando
3
dormimos todas as células trabalham, o coração bate, os pulmões movem-
se,entre outras actividades vitais, há gasto de energia.
O Homem tem necessidades de estabelecer um equilíbrio entre a
energia obtida dos alimentos e a energia dispendida.
Uma alimentação para ser equilibrada terá de satisfazer as
necessidades quantitativas, mas também as necessidades qualitativas, isto é,
fornecer os nutrientes indispensáveis ao bom funcionamento do organismo
de acordo com as suas necessidades.
Muitos Portugueses têm uma alimentação desequilibrada, havendo casos de
carências, mas sobretudo deexcessos devido à persistência de certos hábitos
alimentares.
A DIFERENCIA
Nutricionalmente falando, alimento e nutriente não são a mesma coisa.
O alimento é o conjunto de produtos que os seres vivos comem e bebem
para obter a energia, funcionar de forma adequada e estar com vida. Trata-
se de todas aquelas substâncias que recebemos para nos nutrir.
nutrientes fazem parte dos alimentos. Trata-se do
composto que é aproveitado por nossas células e metabolizado pelo corpo,
para conseguir todas as propriedades que oferece ao nosso organismo. Os
nutrientes são essenciais pararealizar todas as nossas funções vitais de forma
adequada, pois se transformam nas calorias necessárias para que o corpo
funcione de forma correta.
ALIMENTAÇÃO E EQUILIBRIO
No corre-e-corre da vida agitada e estressante que acomete a maioria das
pessoas atualmente, é difícil concentrar-se pararealizar as refeições de forma
correta. O ideal é fazermos as refeições de maneira calma e com alimentos
ricos em vitaminas e minerais.
4
Homens e mulheres diferem nas preferências da alimentação. A ala
masculina gosta mais das carnes gordurosas, bebidas alcoólicas efrios, como
mortadela e salames. O preço desses prazeres são males como a obesidadee
as doenças cardiovasculares (infarto, pressão alta, diabetes, derrame).
Já no caso das mulheres, os vilões são os doces, principalmente o chocolate.
A gostosura é quase unâmine na preferência da ala feminina. As mulheres,
com receio de engordar, comem mal pela manhã, e à tarde estão mais
ansiosas, o que faz com que sintam mais vontade de consumir chocolate.
Principais erros alimentares
Hoje em dia muito se comenta sobre a alimentação, quais são os melhores
alimentos e qual a maneira certa de comer, mas as pessoas generalizam a
realidade e impõem a sociedade regras que em poucos meses são
desmentidas.
A verdade é que cada pessoa funciona diferentemente das outras e que
ocorrem variações mesmo numa mesma pessoa, pois é através dos anos de
vida que o nosso sistema digestivo amadurece.
Assim como na infância há quem não goste de verduras e que depois passa
a adorá-las, também há quem apresente intolerância a alguns alimentos e que
posteriormente passaa digeri-los completamente. É porisso que não há uma
dieta certa. É o paciente que acompanhado por um profissional capacitado,
vai descobrir o que funciona melhor para ele.
Mas na infância pode prestar atenção na criança e descobrir o que funciona
melhor para ela nesta fase. Existem várias tabelas alimentares para
orientarem os pais sobre quais alimentos devem ser introduzidos e quando,
mas é observando o padrão digestivo das fezes e reflexo dos bebês é que
usada é a mais adequada.
5
Alimentação inapropriada de qualquer pessoa ou animal; contrário de
alimentação saudável. Uma boa alimentação deve ser equilibrada, isto é,
haver pelo menos um de cada grupo alimentar: Energéticos, Construtores e
Reguladores.
A má alimentação ocorre principalmente nos países subdesenvolvidos, por
falta de alimentos; de maus hábitos alimentares, na maioria das vezes por
haver alimentos pouco nutritivos, como os fast-foods;edefalta de exercícios
físicos. A má alimentação pode causar diversas doenças, pois causa no
indivíduo um desequilíbrio físico-energético, acarretando uma série de
distúrbios físicos e mentais e deixando-o vulnerável as doenças. As
principais consequências da má alimentação são: obesidade, colesterol
elevado, gastrite, diabetes e hipertensão.
1) Evitar jejuns prolongados, comer em intervalos máximos de 4 horas;
2) Evitar refeições volumosas;
3) Mastigar bem os alimentos e treinar comer mais devagar. Uma dica é
descansar os talheres à mesa entre uma garfada e outra;
4) Evitar ingerir líquidos juntos às refeições, principalmente os gaseificados.
De preferência, ingerir líquidos até uma hora antes da refeição ou duas horas
após;
5) Não deitar após as refeições, principalmente líquidas. Dar um tempo de
duas horas;
6) Evitar roupas e cintos muito apertados;
7) Buscar sempre alcançar o peso ideal;
8) Não abusar do cafezinho. Tentar consumir, no máximo, duas xícaras por
dia;
9) Evitar frituras e comidas gordurosas;
10) Ficar atento às suas intolerâncias e tentar respeitá-las.
A alimentação é uma necessidade vital. Uma vez que se observe
Sabe-se que a mudança do estilo de vida e o sedentarismo vêm causando o
aumento de indivíduos obesos e, como conseqüência, o aparecimento de
doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, câncer e também
osteoporose. Em vista deste quadro, cientistas estão cada vez mais
6
desenvolvendo estudos nesta área, resultando no aparecimento de
medicamentos e dietas em busca de soluções.
A alimentação é uma necessidade vital. Uma vez que se observem
certas recomendações, ela atuará como fatorpreventivo e promotor desaúde.
Ao preferir uma refeição balanceada comvitaminas, sais minerais, proteínas,
hidrato de carbono, gorduras e fibras, vocêestará criando condições para um
melhor desempenho físico. Aderir, portanto à princípios de vida mais
saudáveis, torna-se fundamental para quem acredita que "prevenir é melhor
que remediar". Com isso alguns conselhos podem ser tomados como regra
no dia a dia. São eles: Manter o peso, com dietas de calorias adequadas e
exercícios.
Grupos alimentares
Para poder determinar a qualidade dos diferentes alimentos e registar as
bases para uma dieta saudável, o mais indicado é classificá-los em grupos
integrados por produtos com composição nutritiva equivalente.
 > Classificação
 > Grupos básicos
 > Quanto mais informação, melhor
 > As tabelas de composição dos alimentos
Classificação
Sempre que definimos as características deuma alimentação saudável,
o mais habitual, e com maior fundamento, é falar de nutrientes e na
determinada percentagem de uns e de outros. No entanto, salvo algumas
excepções, os alimentos são constituídos por combinações variadas dos
diversos nutrientes. Como não é possívelconhecer-se a exacta composição
de cadaalimento, o melhor é agrupar os diferentes alimentos que apresentam
qualidades nutritivas semelhantes.
Muitas são as classificações pro-postas, porque é possívelter em conta não
só questões exclusivamente nutricionais, mas também aspectos culinários e
gastronómicos, os tipos de alimentos mais abundantes em determinadas
regiões ou, inclusive, os hábitos específicos de cada sociedade. Toda a
classificação que seja pertinente é útil e, por isso, não se pode afirmar que
uma seja melhor que outra.
7
Grupos básicos
• Cereais, tubérculos e legumes. Nos alimentos deste grupo, destaca-se o
elevado conteúdo de hidratos de carbono complexos, pois constituem a
principal fonte energética do organismo.
• Leite e derivados lácteos. Os produtos deste grupo apresentam um
considerável conteúdo dos diversos nutrientes elementares, pois são
alimentos muito completos.
• Carne, peixe e ovos. Estes alimentos proporcionam, sobretudo, proteínas
de alto valor biológico, ou seja, os nutrientes plásticos que o organismo
necessita para formar e regenerar os seus tecidos.
• Hortaliças. Emboratenham um potencial energético mínimo, os alimentos
deste grupo proporcionam, ao mesmo tempo, uma grande variedade de
minerais e vitaminas, todos eles elementos reguladores indispensáveis para
o correcto funcionamento do metabolismo orgânico.
• Fruta. Nos alimentos destegrupo aprecia-se um grande conteúdo de água,
a presença de importantes vitaminas e uma variável percentagem de açúcar.
• Gorduras e doces. Os alimentos integrados neste grupo heterogéneo
caracterizam-se pelo seu elevado potencial energético, sendo assim bons
complementos da dieta, desde que o seu consumo seja moderado.
8
Conclusão
A alimentação é o processo pelo qual os organismos obtêm e
assimilam alimentos ou nutrientes para as suas funções vitais, incluindo
ocrescimento, movimento, reprodução e manutenção da temperatura do
corpo.
Na linguagem vernácula, alimentação é o conjunto de hábitos
e substâncias que o homem usa, não só em relação às suas funções vitais,
mas também como um elemento da sua cultura e para manter ou melhorar a
sua saúde.
No que diz respeito aos animais, há quatro tipos de alimentação, sendo elas:
 Alimentação por filtro - obter comida suspensa na água.
 Alimentação por sedimentos - obter partículas de comida no solo.
 Alimentação de fluidos - obter comida consumindo fluidos de outros
organismos.
 Alimentação em massa - obter comida comendo peças de outros
organismos.
9
REFERENCIA
https://pt.wikipedia.org/wiki/Alimenta%C3%A7%C3%A3o
https://pt.wikipedia.org/wiki/Alimentação_saudáve

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes  ciclos da vidaNutrientes nos diferentes  ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes ciclos da vidaMarcelo Silva
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação SaudávelLiraIngrid
 
Equilíbrio do organismo- Distúrbios Alimentares
Equilíbrio do organismo- Distúrbios AlimentaresEquilíbrio do organismo- Distúrbios Alimentares
Equilíbrio do organismo- Distúrbios AlimentaresMelissa Matos
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saudedianaoskli
 
Dicionário 25 4
Dicionário 25 4Dicionário 25 4
Dicionário 25 4nucane
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentaresMaria Pires
 
Slides qualidade de vida e saúde
Slides qualidade de vida e saúdeSlides qualidade de vida e saúde
Slides qualidade de vida e saúdeMARCIA FAVARO
 
Comportamentos Alimentares
Comportamentos AlimentaresComportamentos Alimentares
Comportamentos Alimentaresivasantos
 
Hábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaHábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaeebniltonkucker
 
Sociedade tecnologia e ciência
Sociedade tecnologia e ciênciaSociedade tecnologia e ciência
Sociedade tecnologia e ciênciastcnsaidjv
 
Trabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a AlimentaçãoTrabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a Alimentaçãoraquelpiress
 
Nutrição e atividade física
Nutrição e atividade físicaNutrição e atividade física
Nutrição e atividade físicaAndre Rui Dorta
 
20110325 folder alimentação
20110325 folder alimentação20110325 folder alimentação
20110325 folder alimentaçãosaudefieb
 
Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013bgripp
 

Mais procurados (20)

Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes  ciclos da vidaNutrientes nos diferentes  ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Equilíbrio do organismo- Distúrbios Alimentares
Equilíbrio do organismo- Distúrbios AlimentaresEquilíbrio do organismo- Distúrbios Alimentares
Equilíbrio do organismo- Distúrbios Alimentares
 
Alimentacaoe Saude
Alimentacaoe SaudeAlimentacaoe Saude
Alimentacaoe Saude
 
Dicionário 25 4
Dicionário 25 4Dicionário 25 4
Dicionário 25 4
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
 
Slides qualidade de vida e saúde
Slides qualidade de vida e saúdeSlides qualidade de vida e saúde
Slides qualidade de vida e saúde
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
Crescer sudavel
Crescer sudavelCrescer sudavel
Crescer sudavel
 
Allimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idosoAllimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idoso
 
Alimentação e nutrição
Alimentação e nutriçãoAlimentação e nutrição
Alimentação e nutrição
 
Comportamentos Alimentares
Comportamentos AlimentaresComportamentos Alimentares
Comportamentos Alimentares
 
Hábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaHábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vida
 
Sociedade tecnologia e ciência
Sociedade tecnologia e ciênciaSociedade tecnologia e ciência
Sociedade tecnologia e ciência
 
Trabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a AlimentaçãoTrabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a Alimentação
 
Aula 03 hábitos alimentares
Aula 03   hábitos alimentaresAula 03   hábitos alimentares
Aula 03 hábitos alimentares
 
Nutrição e atividade física
Nutrição e atividade físicaNutrição e atividade física
Nutrição e atividade física
 
20110325 folder alimentação
20110325 folder alimentação20110325 folder alimentação
20110325 folder alimentação
 
Alimetação saudavel
Alimetação saudavelAlimetação saudavel
Alimetação saudavel
 
Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013Apostila de Educação Física 2013
Apostila de Educação Física 2013
 

Destaque

Handouts, study guides, and visuals
Handouts, study guides, and visualsHandouts, study guides, and visuals
Handouts, study guides, and visualscw8842
 
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...Pedro Capitan
 
Antropologia bem feito
Antropologia bem feitoAntropologia bem feito
Antropologia bem feitoPedro Kangombe
 
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК России
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК РоссииЮ.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК России
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК РоссииMoscow School of Economics (MSE MSU)
 
3Com 20-0264-001
3Com 20-0264-0013Com 20-0264-001
3Com 20-0264-001savomir
 
Como hacer bistec a caballo
Como hacer bistec a caballoComo hacer bistec a caballo
Como hacer bistec a caballomilton monroy
 
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sul
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sulA argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sul
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sulCésar Ferreira
 
O marketing político e o marketing de relacionamento
O marketing político e o marketing de relacionamentoO marketing político e o marketing de relacionamento
O marketing político e o marketing de relacionamentoCésar Ferreira
 
Trabalho de ampútação e prótese
Trabalho de ampútação e próteseTrabalho de ampútação e prótese
Trabalho de ampútação e próteseCarlos Oliveira
 

Destaque (20)

Amigladalite
AmigladaliteAmigladalite
Amigladalite
 
Teclas de Funçao
Teclas de FunçaoTeclas de Funçao
Teclas de Funçao
 
Anoidetite
AnoidetiteAnoidetite
Anoidetite
 
Parênquima
ParênquimaParênquima
Parênquima
 
Handouts, study guides, and visuals
Handouts, study guides, and visualsHandouts, study guides, and visuals
Handouts, study guides, and visuals
 
Final 01
Final 01 Final 01
Final 01
 
Higiene no ouvido
Higiene no ouvidoHigiene no ouvido
Higiene no ouvido
 
Presalvarocattiniv19353330
Presalvarocattiniv19353330Presalvarocattiniv19353330
Presalvarocattiniv19353330
 
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...
Progama de prevenciona antidrogas a ser aplicado al personal de tropa del 608...
 
Antropologia bem feito
Antropologia bem feitoAntropologia bem feito
Antropologia bem feito
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Negociacion
NegociacionNegociacion
Negociacion
 
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК России
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК РоссииЮ.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК России
Ю.В. Синяк - Новые явления в мировой энергетике и их влияние на ТЭК России
 
3Com 20-0264-001
3Com 20-0264-0013Com 20-0264-001
3Com 20-0264-001
 
Como hacer bistec a caballo
Como hacer bistec a caballoComo hacer bistec a caballo
Como hacer bistec a caballo
 
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sul
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sulA argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sul
A argentina e os investimentos das empresas portuguesas na américa do sul
 
Fundicion
FundicionFundicion
Fundicion
 
Pro tuberculosis
Pro tuberculosisPro tuberculosis
Pro tuberculosis
 
O marketing político e o marketing de relacionamento
O marketing político e o marketing de relacionamentoO marketing político e o marketing de relacionamento
O marketing político e o marketing de relacionamento
 
Trabalho de ampútação e prótese
Trabalho de ampútação e próteseTrabalho de ampútação e prótese
Trabalho de ampútação e prótese
 

Semelhante a Alimentação da vida

Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudávelSasuke Sakura
 
A alimentação saudável
A alimentação saudávelA alimentação saudável
A alimentação saudávelMisterytu8
 
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Nicole Gouveia
 
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Catiafernandes88
 
Trabalho de alimentação gui l , ana , caetana
Trabalho de alimentação   gui l , ana , caetanaTrabalho de alimentação   gui l , ana , caetana
Trabalho de alimentação gui l , ana , caetanaEscolaFonteJoana
 
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdfE. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdfNeuraciGuedesRibeiro2
 
Cuidados com alimentação na terceira idade
Cuidados com alimentação na terceira idadeCuidados com alimentação na terceira idade
Cuidados com alimentação na terceira idadeLiane Agostini de Souza
 
Alimentaã§ã£o final
Alimentaã§ã£o finalAlimentaã§ã£o final
Alimentaã§ã£o finalnoemiajesus
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentaçãoebtic
 
AlimentacaoAdequada.pdf
AlimentacaoAdequada.pdfAlimentacaoAdequada.pdf
AlimentacaoAdequada.pdfTniaMarie
 
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdf
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdfDesvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdf
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdfEGUINALDO ELEOTERIO
 
Almentação saudável
Almentação saudávelAlmentação saudável
Almentação saudávelPatrys Gen
 
Ache nutricao web
Ache nutricao webAche nutricao web
Ache nutricao websaudefieb
 
DistúRbios Alimentares
DistúRbios AlimentaresDistúRbios Alimentares
DistúRbios AlimentaresEmidioFilipe
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúdeJoao Ferreira
 
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saude
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saudepalestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saude
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saudePauloLimadeazevedo
 

Semelhante a Alimentação da vida (20)

Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
A alimentação saudável
A alimentação saudávelA alimentação saudável
A alimentação saudável
 
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.
 
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
 
Trabalho de alimentação gui l , ana , caetana
Trabalho de alimentação   gui l , ana , caetanaTrabalho de alimentação   gui l , ana , caetana
Trabalho de alimentação gui l , ana , caetana
 
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdfE. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
E. MÉDIO 2 TARDE DÊ UM LIKE PRA SAÚDE 10 07 2023 PIRÂMIDE ALIMENTAR P2.pdf
 
Cuidados com alimentação na terceira idade
Cuidados com alimentação na terceira idadeCuidados com alimentação na terceira idade
Cuidados com alimentação na terceira idade
 
Alimentaã§ã£o final
Alimentaã§ã£o finalAlimentaã§ã£o final
Alimentaã§ã£o final
 
Guia alimentacao-saudavel
Guia alimentacao-saudavelGuia alimentacao-saudavel
Guia alimentacao-saudavel
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
AlimentacaoAdequada.pdf
AlimentacaoAdequada.pdfAlimentacaoAdequada.pdf
AlimentacaoAdequada.pdf
 
1 ano ativ. 02 - alimentos
1 ano   ativ. 02 - alimentos1 ano   ativ. 02 - alimentos
1 ano ativ. 02 - alimentos
 
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdf
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdfDesvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdf
Desvendando os Mistérios da Alimentação Equilibrada.pdf
 
Almentação saudável
Almentação saudávelAlmentação saudável
Almentação saudável
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
Ache nutricao web
Ache nutricao webAche nutricao web
Ache nutricao web
 
DistúRbios Alimentares
DistúRbios AlimentaresDistúRbios Alimentares
DistúRbios Alimentares
 
Me Ajuda Aê
Me Ajuda AêMe Ajuda Aê
Me Ajuda Aê
 
Alimentação e saúde
Alimentação e saúdeAlimentação e saúde
Alimentação e saúde
 
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saude
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saudepalestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saude
palestrasobrealimentacaosaudavel-150414060946-conversion-gate01.pptvida e saude
 

Mais de Pedro Kangombe

Actuação do secretario nas organizações educacionais
Actuação do secretario nas organizações educacionais Actuação do secretario nas organizações educacionais
Actuação do secretario nas organizações educacionais Pedro Kangombe
 
O que é o cosmocentrismo
O que é o cosmocentrismoO que é o cosmocentrismo
O que é o cosmocentrismoPedro Kangombe
 
A teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do DarwinA teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do DarwinPedro Kangombe
 
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...Pedro Kangombe
 
Hibridação sp sp2 e sp3
Hibridação sp sp2 e sp3Hibridação sp sp2 e sp3
Hibridação sp sp2 e sp3Pedro Kangombe
 
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...Pedro Kangombe
 
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e Regras
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e RegrasO que são Valores, Principios, Leis, Normas e Regras
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e RegrasPedro Kangombe
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasPedro Kangombe
 
A importância da flexibilidade
A importância da flexibilidadeA importância da flexibilidade
A importância da flexibilidadePedro Kangombe
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.Pedro Kangombe
 
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolviment
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolvimentOs sectores prioritários para um país em via de desenvolviment
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolvimentPedro Kangombe
 
Introdução a Informatica Basica
Introdução a Informatica BasicaIntrodução a Informatica Basica
Introdução a Informatica BasicaPedro Kangombe
 

Mais de Pedro Kangombe (20)

Actuação do secretario nas organizações educacionais
Actuação do secretario nas organizações educacionais Actuação do secretario nas organizações educacionais
Actuação do secretario nas organizações educacionais
 
Inflação
InflaçãoInflação
Inflação
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Continente Asiatico
Continente AsiaticoContinente Asiatico
Continente Asiatico
 
O que é o cosmocentrismo
O que é o cosmocentrismoO que é o cosmocentrismo
O que é o cosmocentrismo
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
 
A teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do DarwinA teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do Darwin
 
União africana
União africanaUnião africana
União africana
 
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...
Briot ruffini matemático e médico estudou matemática e medicina na universida...
 
O que é a saude
O que é a saudeO que é a saude
O que é a saude
 
A utilidade da água
A utilidade da águaA utilidade da água
A utilidade da água
 
Hibridação sp sp2 e sp3
Hibridação sp sp2 e sp3Hibridação sp sp2 e sp3
Hibridação sp sp2 e sp3
 
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...
Estudo estatístico de produção e venda dos produtos agropecuários no período ...
 
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e Regras
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e RegrasO que são Valores, Principios, Leis, Normas e Regras
O que são Valores, Principios, Leis, Normas e Regras
 
Os ganhos de comboio
Os ganhos de comboio Os ganhos de comboio
Os ganhos de comboio
 
Estrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativasEstrutura organizacional e funções administrativas
Estrutura organizacional e funções administrativas
 
A importância da flexibilidade
A importância da flexibilidadeA importância da flexibilidade
A importância da flexibilidade
 
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
MATERIAL DE APOIO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ESTUDANTES.
 
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolviment
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolvimentOs sectores prioritários para um país em via de desenvolviment
Os sectores prioritários para um país em via de desenvolviment
 
Introdução a Informatica Basica
Introdução a Informatica BasicaIntrodução a Informatica Basica
Introdução a Informatica Basica
 

Último

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 

Último (20)

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 

Alimentação da vida

  • 1. 1 INTRODUÇÃO A alimentação tem um papel fundamental na nossaqualidade de vida, sendo muito importante adoptar uma dieta saudável e adequada ao nosso estilo de vida.
  • 2. 2 DESENVOLVIMENTO NECESSIDADESALIMENTARES DO ORGANISMO As nossas funções vitais requerem a obtenção permanente de matéria e de energia, mesmo quando estamos em repouso, porque todas as nossas células continuam a funcionar. O nosso organismo tem vários tipos de necessidades que são satisfeitas através da alimentação: energéticas, de construção, de protecção e de regulação. Para obterenergia, o nosso organismo tem de«gastar» certas substâncias que funcionam como «combustível». Estas substâncias têm de ser repostas através da alimentação. Se não nos alimentássemos, a circulação do sangue, os movimentos respiratórios e até mesmo um simples grito não se processavam, pois não tínhamos energia para os realizar. O nosso corpo necessita, além de energia, de materiais de construção que lhe permitam crescer ou substituir estruturas envelhecidas. Para a normal realização das funções vitais o organismo necessita de determinadas substâncias que têm um papel protector e regulador de certas funções. Porexemplo, sem flúor surge a cárie dentária e sem fibras - celulose - o intestino não funciona normalmente. Os alimentos são constituídos por substâncias designadas por nutrientes:prótidos, lípidos, glúcidos, vitaminas, minerais, água e fibras. Cada alimento é constituído por vários nutrientes, encontrando-se estes em proporções variáveis. Quando os alimentos são consumidos de forma adequada, os nutrientes que os constituem satisfazem as necessidades energéticas, de construção e de protecção e regulação do organismo. NECESSIDADESDO ORGANISMO Diariamente o nosso organismo tem necessidades alimentares. Quando corremos, jogamos, estudamos ou realizamos qualquer actividade, efectuamos um trabalho. Um trabalho implica sempre um gasto de energia. Mesmo quando
  • 3. 3 dormimos todas as células trabalham, o coração bate, os pulmões movem- se,entre outras actividades vitais, há gasto de energia. O Homem tem necessidades de estabelecer um equilíbrio entre a energia obtida dos alimentos e a energia dispendida. Uma alimentação para ser equilibrada terá de satisfazer as necessidades quantitativas, mas também as necessidades qualitativas, isto é, fornecer os nutrientes indispensáveis ao bom funcionamento do organismo de acordo com as suas necessidades. Muitos Portugueses têm uma alimentação desequilibrada, havendo casos de carências, mas sobretudo deexcessos devido à persistência de certos hábitos alimentares. A DIFERENCIA Nutricionalmente falando, alimento e nutriente não são a mesma coisa. O alimento é o conjunto de produtos que os seres vivos comem e bebem para obter a energia, funcionar de forma adequada e estar com vida. Trata- se de todas aquelas substâncias que recebemos para nos nutrir. nutrientes fazem parte dos alimentos. Trata-se do composto que é aproveitado por nossas células e metabolizado pelo corpo, para conseguir todas as propriedades que oferece ao nosso organismo. Os nutrientes são essenciais pararealizar todas as nossas funções vitais de forma adequada, pois se transformam nas calorias necessárias para que o corpo funcione de forma correta. ALIMENTAÇÃO E EQUILIBRIO No corre-e-corre da vida agitada e estressante que acomete a maioria das pessoas atualmente, é difícil concentrar-se pararealizar as refeições de forma correta. O ideal é fazermos as refeições de maneira calma e com alimentos ricos em vitaminas e minerais.
  • 4. 4 Homens e mulheres diferem nas preferências da alimentação. A ala masculina gosta mais das carnes gordurosas, bebidas alcoólicas efrios, como mortadela e salames. O preço desses prazeres são males como a obesidadee as doenças cardiovasculares (infarto, pressão alta, diabetes, derrame). Já no caso das mulheres, os vilões são os doces, principalmente o chocolate. A gostosura é quase unâmine na preferência da ala feminina. As mulheres, com receio de engordar, comem mal pela manhã, e à tarde estão mais ansiosas, o que faz com que sintam mais vontade de consumir chocolate. Principais erros alimentares Hoje em dia muito se comenta sobre a alimentação, quais são os melhores alimentos e qual a maneira certa de comer, mas as pessoas generalizam a realidade e impõem a sociedade regras que em poucos meses são desmentidas. A verdade é que cada pessoa funciona diferentemente das outras e que ocorrem variações mesmo numa mesma pessoa, pois é através dos anos de vida que o nosso sistema digestivo amadurece. Assim como na infância há quem não goste de verduras e que depois passa a adorá-las, também há quem apresente intolerância a alguns alimentos e que posteriormente passaa digeri-los completamente. É porisso que não há uma dieta certa. É o paciente que acompanhado por um profissional capacitado, vai descobrir o que funciona melhor para ele. Mas na infância pode prestar atenção na criança e descobrir o que funciona melhor para ela nesta fase. Existem várias tabelas alimentares para orientarem os pais sobre quais alimentos devem ser introduzidos e quando, mas é observando o padrão digestivo das fezes e reflexo dos bebês é que usada é a mais adequada.
  • 5. 5 Alimentação inapropriada de qualquer pessoa ou animal; contrário de alimentação saudável. Uma boa alimentação deve ser equilibrada, isto é, haver pelo menos um de cada grupo alimentar: Energéticos, Construtores e Reguladores. A má alimentação ocorre principalmente nos países subdesenvolvidos, por falta de alimentos; de maus hábitos alimentares, na maioria das vezes por haver alimentos pouco nutritivos, como os fast-foods;edefalta de exercícios físicos. A má alimentação pode causar diversas doenças, pois causa no indivíduo um desequilíbrio físico-energético, acarretando uma série de distúrbios físicos e mentais e deixando-o vulnerável as doenças. As principais consequências da má alimentação são: obesidade, colesterol elevado, gastrite, diabetes e hipertensão. 1) Evitar jejuns prolongados, comer em intervalos máximos de 4 horas; 2) Evitar refeições volumosas; 3) Mastigar bem os alimentos e treinar comer mais devagar. Uma dica é descansar os talheres à mesa entre uma garfada e outra; 4) Evitar ingerir líquidos juntos às refeições, principalmente os gaseificados. De preferência, ingerir líquidos até uma hora antes da refeição ou duas horas após; 5) Não deitar após as refeições, principalmente líquidas. Dar um tempo de duas horas; 6) Evitar roupas e cintos muito apertados; 7) Buscar sempre alcançar o peso ideal; 8) Não abusar do cafezinho. Tentar consumir, no máximo, duas xícaras por dia; 9) Evitar frituras e comidas gordurosas; 10) Ficar atento às suas intolerâncias e tentar respeitá-las. A alimentação é uma necessidade vital. Uma vez que se observe Sabe-se que a mudança do estilo de vida e o sedentarismo vêm causando o aumento de indivíduos obesos e, como conseqüência, o aparecimento de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, câncer e também osteoporose. Em vista deste quadro, cientistas estão cada vez mais
  • 6. 6 desenvolvendo estudos nesta área, resultando no aparecimento de medicamentos e dietas em busca de soluções. A alimentação é uma necessidade vital. Uma vez que se observem certas recomendações, ela atuará como fatorpreventivo e promotor desaúde. Ao preferir uma refeição balanceada comvitaminas, sais minerais, proteínas, hidrato de carbono, gorduras e fibras, vocêestará criando condições para um melhor desempenho físico. Aderir, portanto à princípios de vida mais saudáveis, torna-se fundamental para quem acredita que "prevenir é melhor que remediar". Com isso alguns conselhos podem ser tomados como regra no dia a dia. São eles: Manter o peso, com dietas de calorias adequadas e exercícios. Grupos alimentares Para poder determinar a qualidade dos diferentes alimentos e registar as bases para uma dieta saudável, o mais indicado é classificá-los em grupos integrados por produtos com composição nutritiva equivalente.  > Classificação  > Grupos básicos  > Quanto mais informação, melhor  > As tabelas de composição dos alimentos Classificação Sempre que definimos as características deuma alimentação saudável, o mais habitual, e com maior fundamento, é falar de nutrientes e na determinada percentagem de uns e de outros. No entanto, salvo algumas excepções, os alimentos são constituídos por combinações variadas dos diversos nutrientes. Como não é possívelconhecer-se a exacta composição de cadaalimento, o melhor é agrupar os diferentes alimentos que apresentam qualidades nutritivas semelhantes. Muitas são as classificações pro-postas, porque é possívelter em conta não só questões exclusivamente nutricionais, mas também aspectos culinários e gastronómicos, os tipos de alimentos mais abundantes em determinadas regiões ou, inclusive, os hábitos específicos de cada sociedade. Toda a classificação que seja pertinente é útil e, por isso, não se pode afirmar que uma seja melhor que outra.
  • 7. 7 Grupos básicos • Cereais, tubérculos e legumes. Nos alimentos deste grupo, destaca-se o elevado conteúdo de hidratos de carbono complexos, pois constituem a principal fonte energética do organismo. • Leite e derivados lácteos. Os produtos deste grupo apresentam um considerável conteúdo dos diversos nutrientes elementares, pois são alimentos muito completos. • Carne, peixe e ovos. Estes alimentos proporcionam, sobretudo, proteínas de alto valor biológico, ou seja, os nutrientes plásticos que o organismo necessita para formar e regenerar os seus tecidos. • Hortaliças. Emboratenham um potencial energético mínimo, os alimentos deste grupo proporcionam, ao mesmo tempo, uma grande variedade de minerais e vitaminas, todos eles elementos reguladores indispensáveis para o correcto funcionamento do metabolismo orgânico. • Fruta. Nos alimentos destegrupo aprecia-se um grande conteúdo de água, a presença de importantes vitaminas e uma variável percentagem de açúcar. • Gorduras e doces. Os alimentos integrados neste grupo heterogéneo caracterizam-se pelo seu elevado potencial energético, sendo assim bons complementos da dieta, desde que o seu consumo seja moderado.
  • 8. 8 Conclusão A alimentação é o processo pelo qual os organismos obtêm e assimilam alimentos ou nutrientes para as suas funções vitais, incluindo ocrescimento, movimento, reprodução e manutenção da temperatura do corpo. Na linguagem vernácula, alimentação é o conjunto de hábitos e substâncias que o homem usa, não só em relação às suas funções vitais, mas também como um elemento da sua cultura e para manter ou melhorar a sua saúde. No que diz respeito aos animais, há quatro tipos de alimentação, sendo elas:  Alimentação por filtro - obter comida suspensa na água.  Alimentação por sedimentos - obter partículas de comida no solo.  Alimentação de fluidos - obter comida consumindo fluidos de outros organismos.  Alimentação em massa - obter comida comendo peças de outros organismos.