SlideShare uma empresa Scribd logo
10/06/1510/06/15 1
Doenças Metabólica
Doenças Metabólica
10/06/15 2
OBJETIVOSOBJETIVOS
1 Definição das doenças metabólicas
2 Como se dá a resposta ao trauma
3 Ação dos hormônios no pós trauma
4 Atendimento inicial
10/06/15 3
Sindrome Metabólica é um conjunto de
fatores de risco de origem metabólica, que
estão envolvidos no desenvolvimento de
Diabetes e Doenças cardiovasculares.
10/06/15 4
10/06/15 5
Estímulos neuropsíquicos...
FUGA OU LUTA / FORÇA EXTRA / TERMOGÊNESE* /
OXIGENAÇÃO
• *Equilibrio temp. interna com o meio
Lesão tecidual
INFLAMAÇÃO, REGENERAÇÃO E REPARO
Alterações de volume , pressão, fluxo, gases e ,pH,
CONSERVAÇÃO DE VOLUME e PRESSÃO
Jejum + hipoglicemia
PRODUÇÃO DE ENERGIA
10/06/15 6
FUGA OU LUTA / FORÇA EXTRA / TERMOGÊNESE / OXIGENAÇÃO
Estímulos neuropsíquicos... medo , ansiedade , dor, instinto de autopreservaçãp hipotálamo/
hipófise/ adrenal etc / ACTH / cortisol /catecolaminas / opióides / T3 T4 )
INFLAMAÇÃO, REGENERAÇÃO E REPARO
Lesão tecidual , restos celulares linfócitos e macrófagos / cortisol, prostaglandinas, interleucinas,
histamina, bradicinina – fagocitose, miofibroblastos e colágeno)
CONSERVAÇÃO DE VOLUME e PRESSÃO
Alterações de volume , pressão, fluxo, gases e ,pH, osmolaridade / baroreceptores aórticos e
receptores de volume atriais , rim (mácula densa) ( adrenalina / vasoconstrição , renina-
angiotensina-aldosterona / reabsorção de sódio e água)
PRODUÇÃO DE ENERGIA
Jejum + hipoglicemia cortisol, catecol,GH, glucagon - glicogenólise, glicólise, (aa)
gliconeogênese ,lipólise )
10/06/15 7
• Fígado
• gliconeogênese (síntese de glicose/aa) / síntese proteica*
• Gliconeogênese ou neoglicogénese ou ainda neoglucogénese("formação de novo açúcar") é a
rota pela qual é produzida glicose a partir de compostos aglicanos (não-açúcares ou não-
carboidratos), sendo a maior parte deste processo realizado no fígado
• Pâncreas
• estimula liberação do glucagon – sinergia para antagonizar
insulina
• Músculo
• libera lactato / inibe captação e uso da glicose
• Tecido adiposo
• lipólise (substrato gliconeo + acs graxos)
• Cardiovascular
• induz a síntese de catecolaminas e atua no tônus vascular
Ação dos Glicocorticóides - CORTISOLAção dos Glicocorticóides - CORTISOL
10/06/15 8
• Simpático – piloereção, taquicardia, vasoconstricção,
broncodilatação, relaxamento esfincteriano, sudorese,
glicogenólise, gliconeogênese, lipólise
• Liberação de noradrenalina (gânglios simpáticos
periféricos) e adrenalina (células cromafins da medula
adrenal) 3:1(adre/nora)
CATECOLAMINASCATECOLAMINAS
10/06/15 9
• Trauma - hipoglicemia - secreção diminuida de insulina
• As catecolaminas, ACTH, cortisol, glucagon, GH e somatostatina
competem com ela para produzir aumento da glicose plasmática
• Ação anabólica proteica (utilização dos aa na síntese)
INSULINAINSULINA
10/06/15 10
• Liberado em presença de hipoglicemia
• Produz glicogenólise e gliconeogênese
O glucagon responde por 75 % da glicose
produzida pelo fígado.
GlucagonGlucagon
10/06/15 11
VasopressinaVasopressina
• Produzido no Núcleo supra-optico e armazenado na
Neuro-hipófise
• Estímulos para a liberação:
Aumento do sódio (osmol) ,dor, cortisol,catecolaminas,
hipovolemia, ato anestésico, angiotensina 2
• Vasoconstrição dos vasos esplâncnicos (oligúria e
edema)
VasopressinaVasopressina
10/06/15 12
3 ou mais dÓLICAos seguintes critérios:
•Perímetro de cintura aumentado:
Homem — Igual ou superior a 102 cm / 40 polegadas
Mulher — Igual ou superior a 88 cm / 35 polegadas
•Trigliceridémia elevada:
Igual ou superior a 150 mg/dL (ou a utilização de fármacos
para o controlo)
•Colesterol HDL (“bom”) diminuido
(ou a utilização de fármacos para a sua elevação):
Homem — Inferior ou igual a 45 mg/dL
Mulher - Inferior ou igual a 50 mg/Dl
•Pressão arterial elevada:
Igual ou superior a 130/85 mmHg (ou a utilização de fármacos para
o seu tratamento)
•Elevação da glicose em jejum:
Igual ou superior a 110 mg/dL (5.6 mmol/L) (ou a utilização de
fármacos para o tratamento da hiperglicémia)
10/06/15 13
10/06/15 14
•Obesidade central - circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e
102 cm no homem;
•Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica ³ 130 e/ou pressão arterial
diatólica ³ 85 mmHg;
•Glicemia alterada (glicemia ³110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes;
•Triglicerídeos ³ 150 mg/dl;
HDL colesterol £ 40 mg/dl em homens e £50 mg/dl em mulheres
10/06/15 15
10/06/15 16
10/06/15 17
Armazenamento da Gordura no Corpo
Humano
As enzimas conhecidas como lipases de
lipoproteína são responsáveis pela quebra das
gorduras nos ácidos graxos. Elas podem ser
encontradas no músculo cardíaco , músculo e
paredes dos vasos nos tecidos gordurosos.Sua
atividade depende do nível de insulina presente
no organismo humano, quando ela esta alta, as
lipases estão atuantes, ou ao contrário, quando
há baixa de insulina,elas tornam-se inoperantes
10/06/15 18
Com a ingestão de alimentos doces ou
gordurosos, os ácidos graxos são absorvidos pelo
sangue presente nas células adiposas,do fígado e
musculares. Com o estímulo da insulina, eles são
feitos em moléculas gordurosas, armazenadas
como gotas de gordura. Nas células adiposas,
outras lipases fazem a quebra delas em glicerol e
ácidos graxos.
10/06/15 19
10/06/15 20
10/06/15 21
10/06/15 22
10/06/15 23
ARTÉRIAS CORONÁRIAS
10/06/15 24
OBSTRUÇÃO CORONARIANA
10/06/15 25
DIABETESDIABETESDIABETESDIABETES
10/06/15 26
DIABETES
• Doença caracterizada pelo mal funcionamento do
pâncreas. Este, produz uma quantidade pequena de
insulina ou simplesmente é incapaz de produzi-la.
10/06/15 27
DIABETES
Aumento da taxa de glicose no sangue, tendo a
glicemia capilar MAIOR que 140 mg/dl.
10/06/15 28
DIABETES
Sinais e sintomas
Náuseas e vômitos;Náuseas e vômitos;
Hálito de frutas (cetônico);
Alteração do nível de consciência
(apatia/agitação, convulsão, inconsciência)
Sinais de desidratação;
10/06/15 29
DIABETES
Procedimentos de Suporte Básico
Realizar avaliação primária e secundária;
Avaliar glicemia capilar e comunicar a
Regulação Médica
Administrar oxigênio por cateter ou máscara;
Oximetria;
Transportar a vítima para o hospital sob
orientação da Regulação Médica;
Monitorar Sinais Vitais e saturação de oxigênio;
10/06/15 30
DIABETES
HIPOGLICEMIAHIPOGLICEMIAHIPOGLICEMIAHIPOGLICEMIA
10/06/15 31
DIABETES
Definição
Diminuição da taxa de glicose no sangue, tendo a
glicemia capilar MENOR que 45 mg/dl
10/06/15 32
DIABETES
Sinais e sintomas
Sudorese (pele pegajosa);Sudorese (pele pegajosa);
Palidez;
Alteração do nível de consciência
(apatia /agitação, convulsão, inconsciência);
10/06/15 33
DIABETES
Procedimentos de Suporte Básico
Realizar avaliação primária e secundária;
Avaliar glicemia capilar e comunicar a Regulação
Médica
Administrar oxigênio por cateter ou máscara;
Oximetria;
Transportar a vítima para o hospital sob orientação
da Regulação Médica;
10/06/15 34
DIABETES
Cetoacidose Diabética
Deficiência de Insulina do Glucagon
Coma Hiperosmolar não cetótico
glucagon – figodo tem resistencia ao Glucagon
hiperglicemia hepática

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de casoAssistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
resenfe2013
 
Queimaduras
QueimadurasQueimaduras
Queimaduras
Alexandre Donha
 
RCP
RCPRCP
Insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíacaInsuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca
dapab
 
Emergencias clinicas
Emergencias clinicasEmergencias clinicas
Emergencias clinicas
Luísa Romanov
 
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagemPlanejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Daniel Félix dos Santos
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Danilo Nunes Anunciação
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
Aroldo Gavioli
 
Infarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do MiocárdioInfarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do Miocárdio
Heidy Hellebrandt
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
Janaína Lassala
 
AVC
AVCAVC
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-InvasivaMonitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
resenfe2013
 
Assistência de enfermagem ao homem vítima
Assistência de enfermagem ao homem vítimaAssistência de enfermagem ao homem vítima
Assistência de enfermagem ao homem vítima
Juliana Santos
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Proqualis
 
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia IntensivaCritérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Aroldo Gavioli
 
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
Infarto agudo do miocárdio   (IAM)Infarto agudo do miocárdio   (IAM)
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
Shirley Rodrigues
 
Diagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagemDiagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagem
resenfe2013
 
Curso UTI adulto
Curso UTI adulto Curso UTI adulto
Curso UTI adulto
Quézia Barcelar
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
Nome Sobrenome
 
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptxEMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
tuttitutti1
 

Mais procurados (20)

Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de casoAssistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
Assistência de enfermagem ao paciente com IAM com SST: estudo de caso
 
Queimaduras
QueimadurasQueimaduras
Queimaduras
 
RCP
RCPRCP
RCP
 
Insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíacaInsuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca
 
Emergencias clinicas
Emergencias clinicasEmergencias clinicas
Emergencias clinicas
 
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagemPlanejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagem
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Infarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do MiocárdioInfarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do Miocárdio
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 
AVC
AVCAVC
AVC
 
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-InvasivaMonitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
Monitorização Hemodinâmica Não-Invasiva
 
Assistência de enfermagem ao homem vítima
Assistência de enfermagem ao homem vítimaAssistência de enfermagem ao homem vítima
Assistência de enfermagem ao homem vítima
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
 
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia IntensivaCritérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
Critérios de admissão em Unidade de Terapia Intensiva
 
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
Infarto agudo do miocárdio   (IAM)Infarto agudo do miocárdio   (IAM)
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
 
Diagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagemDiagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagem
 
Curso UTI adulto
Curso UTI adulto Curso UTI adulto
Curso UTI adulto
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptxEMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
EMERGÊNCIAS NEUROLOGICAS.pptx
 

Destaque

9ª aula queimaduras e acidentes elétricos aph
9ª aula   queimaduras e acidentes elétricos aph9ª aula   queimaduras e acidentes elétricos aph
9ª aula queimaduras e acidentes elétricos aph
Prof Silvio Rosa
 
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
Prof Silvio Rosa
 
16ª aula choque e hemorragias Silvio
16ª aula   choque e hemorragias Silvio16ª aula   choque e hemorragias Silvio
16ª aula choque e hemorragias Silvio
Prof Silvio Rosa
 
19ª aula trauma na criança e idoso Silvio
19ª aula   trauma na criança e idoso Silvio19ª aula   trauma na criança e idoso Silvio
19ª aula trauma na criança e idoso Silvio
Prof Silvio Rosa
 
24ª aula trauma de tórax Silvio
24ª aula   trauma de tórax Silvio24ª aula   trauma de tórax Silvio
24ª aula trauma de tórax Silvio
Prof Silvio Rosa
 
11ª aula quase afogamento correta Silvio
11ª aula   quase afogamento correta Silvio11ª aula   quase afogamento correta Silvio
11ª aula quase afogamento correta Silvio
Prof Silvio Rosa
 
22ª aula trauma de crânio Silvio
22ª aula   trauma de crânio Silvio22ª aula   trauma de crânio Silvio
22ª aula trauma de crânio Silvio
Prof Silvio Rosa
 
Multiplas vitimas Prof Silvio
 Multiplas vitimas Prof Silvio Multiplas vitimas Prof Silvio
Multiplas vitimas Prof Silvio
Prof Silvio Rosa
 
Gestão de recursos materiais no aph Silvio
Gestão de recursos materiais no aph SilvioGestão de recursos materiais no aph Silvio
Gestão de recursos materiais no aph Silvio
Prof Silvio Rosa
 
15ª aula emergencia psiquiatrica
15ª aula   emergencia psiquiatrica15ª aula   emergencia psiquiatrica
15ª aula emergencia psiquiatrica
Prof Silvio Rosa
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no trauma
Prof Silvio Rosa
 
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Prof Silvio Rosa
 
25ª aula trauma abdominal Silvio
25ª aula   trauma abdominal Silvio25ª aula   trauma abdominal Silvio
25ª aula trauma abdominal Silvio
Prof Silvio Rosa
 
15ª aula emergencia psiquiatrica Silvio
15ª aula   emergencia psiquiatrica Silvio15ª aula   emergencia psiquiatrica Silvio
15ª aula emergencia psiquiatrica Silvio
Prof Silvio Rosa
 
14ª aula intoxicações exogenas Silvio
14ª aula   intoxicações exogenas Silvio14ª aula   intoxicações exogenas Silvio
14ª aula intoxicações exogenas Silvio
Prof Silvio Rosa
 
21ª aula trauma na gestante Silvio
21ª aula   trauma na gestante Silvio21ª aula   trauma na gestante Silvio
21ª aula trauma na gestante Silvio
Prof Silvio Rosa
 
23ª aula trauma raquimedular Silvio
23ª aula   trauma raquimedular Silvio23ª aula   trauma raquimedular Silvio
23ª aula trauma raquimedular Silvio
Prof Silvio Rosa
 
17ª aula doenças circulatórias Silvio
17ª aula   doenças circulatórias Silvio17ª aula   doenças circulatórias Silvio
17ª aula doenças circulatórias Silvio
Prof Silvio Rosa
 

Destaque (18)

9ª aula queimaduras e acidentes elétricos aph
9ª aula   queimaduras e acidentes elétricos aph9ª aula   queimaduras e acidentes elétricos aph
9ª aula queimaduras e acidentes elétricos aph
 
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.) Silvio
 
16ª aula choque e hemorragias Silvio
16ª aula   choque e hemorragias Silvio16ª aula   choque e hemorragias Silvio
16ª aula choque e hemorragias Silvio
 
19ª aula trauma na criança e idoso Silvio
19ª aula   trauma na criança e idoso Silvio19ª aula   trauma na criança e idoso Silvio
19ª aula trauma na criança e idoso Silvio
 
24ª aula trauma de tórax Silvio
24ª aula   trauma de tórax Silvio24ª aula   trauma de tórax Silvio
24ª aula trauma de tórax Silvio
 
11ª aula quase afogamento correta Silvio
11ª aula   quase afogamento correta Silvio11ª aula   quase afogamento correta Silvio
11ª aula quase afogamento correta Silvio
 
22ª aula trauma de crânio Silvio
22ª aula   trauma de crânio Silvio22ª aula   trauma de crânio Silvio
22ª aula trauma de crânio Silvio
 
Multiplas vitimas Prof Silvio
 Multiplas vitimas Prof Silvio Multiplas vitimas Prof Silvio
Multiplas vitimas Prof Silvio
 
Gestão de recursos materiais no aph Silvio
Gestão de recursos materiais no aph SilvioGestão de recursos materiais no aph Silvio
Gestão de recursos materiais no aph Silvio
 
15ª aula emergencia psiquiatrica
15ª aula   emergencia psiquiatrica15ª aula   emergencia psiquiatrica
15ª aula emergencia psiquiatrica
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no trauma
 
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
 
25ª aula trauma abdominal Silvio
25ª aula   trauma abdominal Silvio25ª aula   trauma abdominal Silvio
25ª aula trauma abdominal Silvio
 
15ª aula emergencia psiquiatrica Silvio
15ª aula   emergencia psiquiatrica Silvio15ª aula   emergencia psiquiatrica Silvio
15ª aula emergencia psiquiatrica Silvio
 
14ª aula intoxicações exogenas Silvio
14ª aula   intoxicações exogenas Silvio14ª aula   intoxicações exogenas Silvio
14ª aula intoxicações exogenas Silvio
 
21ª aula trauma na gestante Silvio
21ª aula   trauma na gestante Silvio21ª aula   trauma na gestante Silvio
21ª aula trauma na gestante Silvio
 
23ª aula trauma raquimedular Silvio
23ª aula   trauma raquimedular Silvio23ª aula   trauma raquimedular Silvio
23ª aula trauma raquimedular Silvio
 
17ª aula doenças circulatórias Silvio
17ª aula   doenças circulatórias Silvio17ª aula   doenças circulatórias Silvio
17ª aula doenças circulatórias Silvio
 

Semelhante a 13ª aula doenças metabólicas Silvio

Diabetes 2014
Diabetes 2014Diabetes 2014
Diabetes 2014
Thiago Bezerra
 
Cartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetesCartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetes
Roberto Silva
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
bioemanuel
 
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica Glicemia
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica   Glicemia2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica   Glicemia
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica Glicemia
Jose Eduardo
 
Ginastica E Diabetes
Ginastica E DiabetesGinastica E Diabetes
Ginastica E Diabetes
guest4290779
 
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃODIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
Andréa Dantas
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Mel Medina
 
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
Thiago Paulino
 
intro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptxintro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptx
GustavoWallace10
 
Seminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitusSeminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitus
Artemosfera Cia de Artes
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Mel Medina
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
Roberto Rosmaninho
 
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacionalDiabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
Isabellagr
 
Aula Anorexígenos Na Obesidade
Aula Anorexígenos Na ObesidadeAula Anorexígenos Na Obesidade
Aula Anorexígenos Na Obesidade
Fernanda Melo
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Denise Selegato
 
09. Diabetes-1-1.pdf
09. Diabetes-1-1.pdf09. Diabetes-1-1.pdf
09. Diabetes-1-1.pdf
RGTREINAMENTOS1
 
AULA_INSULINOTERAPIA.pptx
AULA_INSULINOTERAPIA.pptxAULA_INSULINOTERAPIA.pptx
AULA_INSULINOTERAPIA.pptx
PriscilaBiggi1
 
Protocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitusProtocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitus
adrianomedico
 
Dislipidemias
DislipidemiasDislipidemias
Dislipidemias
Cíntia Costa
 
aula anorexgenos na obesidade.pdf
aula anorexgenos na obesidade.pdfaula anorexgenos na obesidade.pdf
aula anorexgenos na obesidade.pdf
LucieneOliveiraMorai
 

Semelhante a 13ª aula doenças metabólicas Silvio (20)

Diabetes 2014
Diabetes 2014Diabetes 2014
Diabetes 2014
 
Cartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetesCartilha sobre diabetes
Cartilha sobre diabetes
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica Glicemia
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica   Glicemia2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica   Glicemia
2o Ano.Bioquimica.Seminario De Pratica Glicemia
 
Ginastica E Diabetes
Ginastica E DiabetesGinastica E Diabetes
Ginastica E Diabetes
 
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃODIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
DIABETE MELLITUS; TRATAMENTO E INTERVENÇÃO
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico29 04-11 - técnico
29 04-11 - técnico
 
intro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptxintro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptx
 
Seminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitusSeminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitus
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
 
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacionalDiabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
Diabetes tipo 1 tipo 2 e gestacional
 
Aula Anorexígenos Na Obesidade
Aula Anorexígenos Na ObesidadeAula Anorexígenos Na Obesidade
Aula Anorexígenos Na Obesidade
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
09. Diabetes-1-1.pdf
09. Diabetes-1-1.pdf09. Diabetes-1-1.pdf
09. Diabetes-1-1.pdf
 
AULA_INSULINOTERAPIA.pptx
AULA_INSULINOTERAPIA.pptxAULA_INSULINOTERAPIA.pptx
AULA_INSULINOTERAPIA.pptx
 
Protocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitusProtocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitus
 
Dislipidemias
DislipidemiasDislipidemias
Dislipidemias
 
aula anorexgenos na obesidade.pdf
aula anorexgenos na obesidade.pdfaula anorexgenos na obesidade.pdf
aula anorexgenos na obesidade.pdf
 

Mais de Prof Silvio Rosa

Manual de-aph Combate/Siate
Manual de-aph  Combate/SiateManual de-aph  Combate/Siate
Manual de-aph Combate/Siate
Prof Silvio Rosa
 
Cap 10 hemorragia-choque
Cap 10 hemorragia-choqueCap 10 hemorragia-choque
Cap 10 hemorragia-choque
Prof Silvio Rosa
 
Cap 09-rcp
Cap 09-rcpCap 09-rcp
Cap 09-rcp
Prof Silvio Rosa
 
Cap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereasCap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereas
Prof Silvio Rosa
 
Cap 07 atendimento-inicial
Cap 07 atendimento-inicialCap 07 atendimento-inicial
Cap 07 atendimento-inicial
Prof Silvio Rosa
 
Cap 06 sinais-vitais
Cap 06 sinais-vitaisCap 06 sinais-vitais
Cap 06 sinais-vitais
Prof Silvio Rosa
 
Cap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensivaCap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensiva
Prof Silvio Rosa
 
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
Prof Silvio Rosa
 
Protocolo sav novo
Protocolo sav novoProtocolo sav novo
Protocolo sav novo
Prof Silvio Rosa
 
Protocolo básico novo
Protocolo básico novoProtocolo básico novo
Protocolo básico novo
Prof Silvio Rosa
 
Aula do DEA Silvio
Aula do DEA SilvioAula do DEA Silvio
Aula do DEA Silvio
Prof Silvio Rosa
 
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
Prof Silvio Rosa
 
11ª aula quase afogamento correta
11ª aula   quase afogamento correta11ª aula   quase afogamento correta
11ª aula quase afogamento correta
Prof Silvio Rosa
 
Ficha de socio estadual original
Ficha de socio estadual originalFicha de socio estadual original
Ficha de socio estadual original
Prof Silvio Rosa
 

Mais de Prof Silvio Rosa (14)

Manual de-aph Combate/Siate
Manual de-aph  Combate/SiateManual de-aph  Combate/Siate
Manual de-aph Combate/Siate
 
Cap 10 hemorragia-choque
Cap 10 hemorragia-choqueCap 10 hemorragia-choque
Cap 10 hemorragia-choque
 
Cap 09-rcp
Cap 09-rcpCap 09-rcp
Cap 09-rcp
 
Cap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereasCap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereas
 
Cap 07 atendimento-inicial
Cap 07 atendimento-inicialCap 07 atendimento-inicial
Cap 07 atendimento-inicial
 
Cap 06 sinais-vitais
Cap 06 sinais-vitaisCap 06 sinais-vitais
Cap 06 sinais-vitais
 
Cap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensivaCap 03 direcao-defensiva
Cap 03 direcao-defensiva
 
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
Atendimentoemprimeirossocorrosbasicos 111007114243-phpapp02
 
Protocolo sav novo
Protocolo sav novoProtocolo sav novo
Protocolo sav novo
 
Protocolo básico novo
Protocolo básico novoProtocolo básico novo
Protocolo básico novo
 
Aula do DEA Silvio
Aula do DEA SilvioAula do DEA Silvio
Aula do DEA Silvio
 
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)12ª aula   sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
12ª aula sofrimento respiratório agudo (s.a.r.a.)
 
11ª aula quase afogamento correta
11ª aula   quase afogamento correta11ª aula   quase afogamento correta
11ª aula quase afogamento correta
 
Ficha de socio estadual original
Ficha de socio estadual originalFicha de socio estadual original
Ficha de socio estadual original
 

13ª aula doenças metabólicas Silvio

  • 2. 10/06/15 2 OBJETIVOSOBJETIVOS 1 Definição das doenças metabólicas 2 Como se dá a resposta ao trauma 3 Ação dos hormônios no pós trauma 4 Atendimento inicial
  • 3. 10/06/15 3 Sindrome Metabólica é um conjunto de fatores de risco de origem metabólica, que estão envolvidos no desenvolvimento de Diabetes e Doenças cardiovasculares.
  • 5. 10/06/15 5 Estímulos neuropsíquicos... FUGA OU LUTA / FORÇA EXTRA / TERMOGÊNESE* / OXIGENAÇÃO • *Equilibrio temp. interna com o meio Lesão tecidual INFLAMAÇÃO, REGENERAÇÃO E REPARO Alterações de volume , pressão, fluxo, gases e ,pH, CONSERVAÇÃO DE VOLUME e PRESSÃO Jejum + hipoglicemia PRODUÇÃO DE ENERGIA
  • 6. 10/06/15 6 FUGA OU LUTA / FORÇA EXTRA / TERMOGÊNESE / OXIGENAÇÃO Estímulos neuropsíquicos... medo , ansiedade , dor, instinto de autopreservaçãp hipotálamo/ hipófise/ adrenal etc / ACTH / cortisol /catecolaminas / opióides / T3 T4 ) INFLAMAÇÃO, REGENERAÇÃO E REPARO Lesão tecidual , restos celulares linfócitos e macrófagos / cortisol, prostaglandinas, interleucinas, histamina, bradicinina – fagocitose, miofibroblastos e colágeno) CONSERVAÇÃO DE VOLUME e PRESSÃO Alterações de volume , pressão, fluxo, gases e ,pH, osmolaridade / baroreceptores aórticos e receptores de volume atriais , rim (mácula densa) ( adrenalina / vasoconstrição , renina- angiotensina-aldosterona / reabsorção de sódio e água) PRODUÇÃO DE ENERGIA Jejum + hipoglicemia cortisol, catecol,GH, glucagon - glicogenólise, glicólise, (aa) gliconeogênese ,lipólise )
  • 7. 10/06/15 7 • Fígado • gliconeogênese (síntese de glicose/aa) / síntese proteica* • Gliconeogênese ou neoglicogénese ou ainda neoglucogénese("formação de novo açúcar") é a rota pela qual é produzida glicose a partir de compostos aglicanos (não-açúcares ou não- carboidratos), sendo a maior parte deste processo realizado no fígado • Pâncreas • estimula liberação do glucagon – sinergia para antagonizar insulina • Músculo • libera lactato / inibe captação e uso da glicose • Tecido adiposo • lipólise (substrato gliconeo + acs graxos) • Cardiovascular • induz a síntese de catecolaminas e atua no tônus vascular Ação dos Glicocorticóides - CORTISOLAção dos Glicocorticóides - CORTISOL
  • 8. 10/06/15 8 • Simpático – piloereção, taquicardia, vasoconstricção, broncodilatação, relaxamento esfincteriano, sudorese, glicogenólise, gliconeogênese, lipólise • Liberação de noradrenalina (gânglios simpáticos periféricos) e adrenalina (células cromafins da medula adrenal) 3:1(adre/nora) CATECOLAMINASCATECOLAMINAS
  • 9. 10/06/15 9 • Trauma - hipoglicemia - secreção diminuida de insulina • As catecolaminas, ACTH, cortisol, glucagon, GH e somatostatina competem com ela para produzir aumento da glicose plasmática • Ação anabólica proteica (utilização dos aa na síntese) INSULINAINSULINA
  • 10. 10/06/15 10 • Liberado em presença de hipoglicemia • Produz glicogenólise e gliconeogênese O glucagon responde por 75 % da glicose produzida pelo fígado. GlucagonGlucagon
  • 11. 10/06/15 11 VasopressinaVasopressina • Produzido no Núcleo supra-optico e armazenado na Neuro-hipófise • Estímulos para a liberação: Aumento do sódio (osmol) ,dor, cortisol,catecolaminas, hipovolemia, ato anestésico, angiotensina 2 • Vasoconstrição dos vasos esplâncnicos (oligúria e edema) VasopressinaVasopressina
  • 12. 10/06/15 12 3 ou mais dÓLICAos seguintes critérios: •Perímetro de cintura aumentado: Homem — Igual ou superior a 102 cm / 40 polegadas Mulher — Igual ou superior a 88 cm / 35 polegadas •Trigliceridémia elevada: Igual ou superior a 150 mg/dL (ou a utilização de fármacos para o controlo) •Colesterol HDL (“bom”) diminuido (ou a utilização de fármacos para a sua elevação): Homem — Inferior ou igual a 45 mg/dL Mulher - Inferior ou igual a 50 mg/Dl •Pressão arterial elevada: Igual ou superior a 130/85 mmHg (ou a utilização de fármacos para o seu tratamento) •Elevação da glicose em jejum: Igual ou superior a 110 mg/dL (5.6 mmol/L) (ou a utilização de fármacos para o tratamento da hiperglicémia)
  • 14. 10/06/15 14 •Obesidade central - circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem; •Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica ³ 130 e/ou pressão arterial diatólica ³ 85 mmHg; •Glicemia alterada (glicemia ³110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes; •Triglicerídeos ³ 150 mg/dl; HDL colesterol £ 40 mg/dl em homens e £50 mg/dl em mulheres
  • 17. 10/06/15 17 Armazenamento da Gordura no Corpo Humano As enzimas conhecidas como lipases de lipoproteína são responsáveis pela quebra das gorduras nos ácidos graxos. Elas podem ser encontradas no músculo cardíaco , músculo e paredes dos vasos nos tecidos gordurosos.Sua atividade depende do nível de insulina presente no organismo humano, quando ela esta alta, as lipases estão atuantes, ou ao contrário, quando há baixa de insulina,elas tornam-se inoperantes
  • 18. 10/06/15 18 Com a ingestão de alimentos doces ou gordurosos, os ácidos graxos são absorvidos pelo sangue presente nas células adiposas,do fígado e musculares. Com o estímulo da insulina, eles são feitos em moléculas gordurosas, armazenadas como gotas de gordura. Nas células adiposas, outras lipases fazem a quebra delas em glicerol e ácidos graxos.
  • 26. 10/06/15 26 DIABETES • Doença caracterizada pelo mal funcionamento do pâncreas. Este, produz uma quantidade pequena de insulina ou simplesmente é incapaz de produzi-la.
  • 27. 10/06/15 27 DIABETES Aumento da taxa de glicose no sangue, tendo a glicemia capilar MAIOR que 140 mg/dl.
  • 28. 10/06/15 28 DIABETES Sinais e sintomas Náuseas e vômitos;Náuseas e vômitos; Hálito de frutas (cetônico); Alteração do nível de consciência (apatia/agitação, convulsão, inconsciência) Sinais de desidratação;
  • 29. 10/06/15 29 DIABETES Procedimentos de Suporte Básico Realizar avaliação primária e secundária; Avaliar glicemia capilar e comunicar a Regulação Médica Administrar oxigênio por cateter ou máscara; Oximetria; Transportar a vítima para o hospital sob orientação da Regulação Médica; Monitorar Sinais Vitais e saturação de oxigênio;
  • 31. 10/06/15 31 DIABETES Definição Diminuição da taxa de glicose no sangue, tendo a glicemia capilar MENOR que 45 mg/dl
  • 32. 10/06/15 32 DIABETES Sinais e sintomas Sudorese (pele pegajosa);Sudorese (pele pegajosa); Palidez; Alteração do nível de consciência (apatia /agitação, convulsão, inconsciência);
  • 33. 10/06/15 33 DIABETES Procedimentos de Suporte Básico Realizar avaliação primária e secundária; Avaliar glicemia capilar e comunicar a Regulação Médica Administrar oxigênio por cateter ou máscara; Oximetria; Transportar a vítima para o hospital sob orientação da Regulação Médica;
  • 34. 10/06/15 34 DIABETES Cetoacidose Diabética Deficiência de Insulina do Glucagon Coma Hiperosmolar não cetótico glucagon – figodo tem resistencia ao Glucagon hiperglicemia hepática