Auto_Barca_Inferno_Alcoviteira

4.197 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Auto_Barca_Inferno_Alcoviteira

  1. 1. Por : M. R., L. S.,K. K. & L. de M.
  2. 2. Voluntários para ler esta cena?• Anjo• Diabo• Companheiro do Diabo• Alcoviteira Brízida
  3. 3.  Naquele tempo: Aquela que vive à custa de prostitutas.- Alcoviteira = alcova (quarto interior de dormir) +eira(profissão). A Alcoviteira é uma personagem tipo pois representa umgrupo social, as muitas mulheres que têm esta profissão. Hoje em dia: uma alcoviteira é uma coscuvilheira
  4. 4. São osministrossagradosNa Idade Médiatinhamprivilégio nasociedade feudal
  5. 5. “Úrsula era uma jovem de beleza excepcional, filha de um soberano Bretão, quefoi secretamente consagrada a Deus mas foi pedida em casamento pelopríncipe pagão Ereo. A recusa da virgem deu início a uma guerra e por isso,aconselhada por um anjo quando teve uma visão em um sonho, pediu paraprorrogar a sua decisão por três anos, para melhor compreender a vontade doSenhor e na esperança que o noivo prometido se convertesse ao Cristianismo emudasse de ideia.”Esta foi martirizada com mais onze mil virgens.- Wikipedia
  6. 6. • A prostituição ainda acontece no século XXI.• Ao ler esta cena dá para perceber que esta profissão já começou háséculos apesar do que se pensa.Em oito países europeus a prostituição é legal :• Alemanha• Áustria• Suíça• Grécia• Turquia• Hungria• Letónia
  7. 7. 1. “Seiscentos virgos postiços”2. “três arcas de feitiços”3. “Três almários de mentir”4. “Cinco cofres de enleos”5. “Furtos alheos”6. “Jóias de vestir”7. “Guarda-roupa de encobrir”8. “Casa movediça”9. “Um estrado de cortiça”10. “Dez coxins de embair”1. Representa 600 raparigas que estãodispostas a trabalhar na prostituição.2. O povo achava que estas raparigas erambruxas e também ela enganava as pessoas emuitas vezes parecia uma espécie de feitiço.3. Todas as mentiras que contou.4. Representa os seus mexericos.5. Isto representa roubo e enganar6. As jóias representam o luxo.7. A roupa representa o que usavam por cimapara encobrir a actividade e os seus defeitos.8. Não era só uma casa deprostituição, mudavam muito de lugar.9. Um estrado é uma parte da cama, istorepresenta relações sexuais. A parte decortiça representa a má qualidade do sítio.10. Coxins são almofadas e embair, enganar.Isto representa como ela enganou as pessoase tinha que iludir as pessoas do seutrabalho.
  8. 8. Nesta cena o Diabo acaba por não acusar a Alcoviteira de nada pois elafá-lo sozinha.“que dava as moças a molhos/a”“A mor cárrega queé:/essas moças quevendia.”
  9. 9.  Salvou as meninas de pobreza Diz que se for para o Inferno, todaa gente vai Diz que já passou por muito Diz que converteu muitasmeninasEx.“Açoutes tenho levados, e tormentossuportados que ninguém me foi igual. Seeu fosse ao fogo infernal lá iria todo omundo! A estoutra barca, cá fundo, mevou, que é mais real”.
  10. 10. - Criticar as mulheres pois estão a usar o corpo para dinheiro, sendoexploradas e usadas. Eram interesseiras, sendo descaradas, não tendofé ou respeito por elas próprias.- As raparigas eram criticadas por serem “convertidas” nesta profissãoe venderem o seu corpo. Também porque a Brízida era mentirosa emanipuladora dizendo que “convertia meninas”.- Está também a criticar o clero porque a personagem na cena antes éum frade que traz consigo uma acompanhante.Ex. Diabo- “Essa dama, é ela vossa?”Frade- “Por minha lá tenho eu, e sempre ative de meu” Diabo- “E não punham lágrosa, no vosso convento santo?” Frade-“E eles fazem outro tanto!”. Esta a dizerque os membros do clero, são adúlteros etêm uma falsa religião.Ex. “criava asmeninas pera oscónegos da Sé”
  11. 11. - É manipuladora e inteligente pois usa palavras religiosas para convencer oAnjo a deixá-la entrar.Ex.“Santa Úrsula não converteu tantas cachopas como eu: todas salvas polomeu, que nenhua se perdeu!” (verso 542)- É interesseira porque usou as miúdas e os seus corpos por dinheiro.- É hipócrita e calculista porque tentar seduzir o Anjo, mas quando fala como Diabo ela é completamente diferente.Ex. (Diabo)“Não é essa barca a que eu cato!”Ex. (Anjo)“meu amor, minha boninas, olhos perlinhas finas”
  12. 12. 1º momento- diz que não vai entrar na barca do diabo (vs. 486- 525)- “Não quero eu entrar lá”2º momento- O anjo não a aceita na barca (vs. 526- 557)- “Eu não sei quem te trás cá”3º momento- Entra na barca do diabo (vs. 558- 565)- “Ora entrai, minha senhora, e series bem recebida” 
  13. 13. LinguagemA forma como a Alcoviteira falava e as palavras que usava naseduçãoEx. “Cuidais que trago piolhos?”CarácterEla acha que pode continuar o negócio no ParaísoSituaçãoQuando ela tentava seduzir as pessoas e quando chega carregadacom aquelas coisas todasEx. “Minha rosa”
  14. 14. - Interjeições e exclamaçõesEx. “Hui, houlá da barca!- Perguntas retóricas“Cuidais que dormia sono..?”- IroniaEx. “Que saboroso arrecear”- EufemismoEx. “fogo infernal”- ComparaçãoEx. “Santa Úrsula nom converteo tantas cachopas como eu”- MetáforaEx. “meu amor, minhas boninas, olho de perlinhas finas”- ConotaçãoEx. “salvar”, “converter” e “perder”AAlcoviteira usava estas palavras num modo religiosa, para tentar convencero Anjo que fez coisas boas e merece ir para o Paraíso.
  15. 15. http://www.youtube.com/watch?v=4FZLasoaR3AMinuto 1:15
  16. 16. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuaisSímbolos cénicos e suasimbologia• Seiscentos virgos postiços• Três arcas de feitiços• Três almários de mentir• “Cinco cofres de enleos• “Furtos alheosPercurso cénico 1º momento-(vs. 486- 525)  2º momento- (vs. 526- 557) 3º momento- (vs. 558- 565)Argumentos de defesa(da personagem a embarcar) Em sua defesa a Alcoviteira diz que: Salvou as meninas de pobreza Diz que se for para o Inferno, toda a gente vai Diz que já passou por muito Diz que converteu muitas meninas• “Jóias de vestir• “Guarda-roupa deencobrir• “Casa movediça• “Um estrado de cortiça• Dez coxins de embair
  17. 17. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuaisArgumentos de defesa(da personagem aembarcar)Em sua defesa a Alcoviteira diz que: Salvou as meninas de pobreza Diz que se for para o Inferno, toda a gente vai Diz que já passou por muito Diz que converteu muitas meninasArgumentos deacusação(das outraspersonagens)Nesta cena o Diabo acaba por não acusar a Alcoviteira de nadapois ela o faz sozinha.Ex.: “A mor cárrega que é:/essas moças que vendia.”
  18. 18. Aspectos a analisar Conclusões & elementos textuaisCaracterização Esta personagem é manipuladora, inteligente, intersseira,hipócrita e calcalculista.Ex.“Santa Úrsula não converteu tantas cachopas como eu:todas salvas polo meu, que nenhua se perdeu!” (verso 542)Sentença AAlcoviteira foi condenada ao inferno.Recursos expressivos Interjeições e exclamaçõesEx. “Hui, houlá da barca!- Perguntas retóricas“Cuidais que dormia sono..?”- ComparaçãoEx. “Santa Úrsula nom converteotantas cachopas como eu”- IroniaEx. “Que saborosoarrecear”- EufemismoEx. “fogo infernal”- ConotaçãoEx.“salvar”, “converter”e “perder”

×