SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
Escola Secundária José Saramago
Trabalho elaborado por:
Jéssica Ferreira, nº9
Maria Inês, nº14
Sofia Neves, nº20
Olena Kolodiy, nº21
Disciplina: Psicologia B
Professora: Isabel Amorim
• Introdução………………….………………………………1
• A Medula Espinal…………….…………………………….2
• O Cérebro…………………………………………………5
• Hemisférios Cerebrais……………………………………. .9
• Lobos Cerebrais……………………………….………….12
• Conclusão………………………………..………………...21
• Bibliografia……………………………………………….23
• Anexos…………………………………………………….25
• Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de
Psicologia B.
• Apresentaremos a turma conteúdos relativos ao funcionamento
global do cérebro humano.
• Podemos considerar o cérebro como um sistema, ou seja, uma
unidade interativa em que se estabelecem relações de
interdependência entre diversas áreas.
1
• Função condutora – os nervos espinais
conduzem informação somatossensorial
para o cérebro e tornam possível que
informações motoras, provenientes do
cérebro, sejam transmitidas aos músculos.
• Função coordenadora – Coordena as
actividades reflexas ou, mais
propriamente falando, automáticas,
involuntárias.
Espesso conjunto de fibras nervosas que, começando na base do cérebro, se estende
ao longo de 40 cm pela coluna vertebral (seu invulcro protector).
2
Sistema nervoso central
Espinal-medula Encéfalo
Função condutora
Função
coordenadora
Processamento
de informação
Atribuição de
significados
3
• "O encéfalo humanoapresenta-se como um gigantesco
conjunto de dezenas de milhares de milhões de "teias de
aranha" neuronais enredadas umas nas outras e nas quais
"crepitam" e se propagam miríades de impulsos elétricos
substituídos aqui e acolá por uma rica paleta de estímulos
químicos" Changeux
4
• Trata-se de uma massa nervosa que se encontra protegida por uma estrutura óssea -
a caixa craniana.
• O córtex cerebral ocupa toda a superfície externa do cérebro (cerca de 90% da
totalidade cerebral).
• É a estrutura nervosa que assegura a superioridade humana (processar informações
e atribuir significados às situações e aos acontecimentos do mundo).
O córtex, enquanto camada que cobre a
superfície do cérebro (dando-lhe um aspecto
rugoso, cheio de sulcos ou circunfusões –
desenrugado, o córtex atingirá uma área de
aproximadamente dois metros quadrados),
reveste os dois hemisférios cerebrais
5
Hipotálamo –
Regulação de
necessidades biológicas
básicas e interação com
o sistema nervoso
autónomo e o endócrino
Amígdala –
Parte do sistema
límbico que
controla reações
emocionais como
o medo e a
agressividade.
Hipocampo – Parte
do sistema límbico
responsável pela
formação de
memórias Sistema reticular ativante –
Responsável pela filtragem da
informação sensorial e pelo
estado de alerta do organismo
Cerebelo – estrutura
que coordena atos
motores que exigem
precisão e que
asseguram o equilíbrio
do corpo
Tálamo – Estrutura que
grava quase toda a
informação sensorial
encaminhando-a para
zonas especificas do
córtex.
6
Córtex cerebral
Áreas funcionais
Áreas primárias
(sensoriais)
Áreas secundárias
(psicossensoriais)
7
As áreas primárias (ou
sensoriais)
Informação
sensorial.
As áreas secundárias (ou
psicossensoriais)
Coordenam
Integram
Recebem
Produzem
dados sensoriais
funções motoras.
Interpretam
informação
recebida
pelas áreas
sensoriais.
8
Hemisfério esquerdo
• Especializado em:
• - simbologia
• - lógica
• Ocupa-se do pensamento mais
analítico, linear e verbal.
Hemisfério direito
• Responsável pela:
• - organização das percepções
espaciais
• Encarrega-se do pensamento mais
sintético, holístico e imagístico.
• Acidentes, tromboses e tumores
provocam distúrbios na leitura, na
escrita, na fala, no raciocínio
aritmético e, em geral, na
capacidade de compreender.
• As lesões não têm efeitos tão dramáticos
como as ocorridas no hemisfério esquerdo.
Daí que, até cerca de 1960, o hemisfério
esquerdo fosse considerado como
“dominante” e o direito como “menor”.
10
• Os hemisférios direito e esquerdo trabalham coordenadamente, desempenhando
papéis complementares.
11
• O córtex que cobre cada hemisfério
apresenta quatro regiões (lobos
cerebrais), separados por fendas:
• O lobo occipital, responsável pela
visão.
• O lobo temporal, responsável pela
audição.
• O lobo parietal, responsável pelas
sensações do corpo.
• O lobo frontal responsável pelos
movimentos. Lobo Parietal
Lobo occipital
Lobo temporal
Lobo frontal
12
13
• ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA
Função:
Recebe as
informações
captadas
pelos olhos.
Disfunção:
Se esta área for lesionada,
perde-se a capacidade de
ver- cegueira cortical.
Função:
Coordena os
estímulos visuais,
identifica e
reconhece o que se
vê. Esta é a função
global. Tem, além
disso, uma função
particular: o
reconhecimento da
palavra escrita.
Disfunção:
A danificação da área
secundária do córtex
visual provoca agnosia
visual.
Uma lesão no centro
visual das palavras ou
de reconhecimento da
palavra escrita provoca
cegueira verbal (alexia).
14
15
• ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA
Função:
Recebe as
informações e
impressões
auditivas.
Disfunção:
Uma lesão nesta
área provoca
surdez cortical
(incapacidade de
ouvir sons).
Função:
Analisar identifica e
interpreta os dados
auditivos.
Junto da área
secundária do córtex
auditivo situa-se a área
de Wernicke - área
auditiva da linguagem.
• Função:
compreender e dar
sentido as palavras
pronunciadas por
outros.
Disfunção:
Uma lesão na área
secundária do córtex
visual provoca
agnosia auditiva.
Uma lesão na área de
Wernicke provoca
surdez verbal ou
afasia de Wernicke.
16
Área de Wernicke
• Lesões nesta área pode provocar
perda quase completa da
capacidade de falar.
• Importante na nossa capacidade de
falar.
Área da Broca
• Lesões nesta área implica
perturbações na linguagem (surdez
verbal).
• Importante para compreender o que
os outros dizem
Exemplo: Descrever a situação em que
dois miúdos roubam bolos: « A mãe está
fora de casa a trabalhar o seu trabalho
para se sentir melhor, mas quando olha
os dois rapazes olham no outro lado.»
Exemplo: Sim… segunda-feira, …
quarta-feira… jogo… e… bilhetes.
• ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA
Função:
Recebe as
sensações do
corpo e
mensagens
relativas a
consciência da
localização das
diversas partes
do corpo.
Disfunção:
Uma lesão na área
somatossensorial
primárias do córtex
provoca a anestesia
cortical.
Função:
Localiza as
sensações no
corpo e
distingue as
sensações
quanto a
qualidade e
intensidade.
Disfunção:
Uma lesão na área
secundária do córtex
somatossensorial provoca
a agnosia
somatossensorial ou
somatestesica.
17
• O Homúnculo Sensório-Motor ou “Homúnculo de Penfield” é uma
representação psiconeuroanatômica das funções do organismo
humano: uma imagem corporal que o homem tem de mesmo.
18
19
• ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA
Função:
A área motora
primária controla os
movimentos finos.
Disfunção:
Uma lesão nesta
área provoca
paralisia cortical.
Função:
A área motora
secundária organiza
e coordena os
movimentos.
Disfunção:
Uma lesão nesta
área provoca
apraxia.
20
A elaboração deste trabalho permitiu-nos compreender que a essência de
um individuo resulta do complexo mecanismo cerebral . Este é responsável
pelas funções mentais que permitem pensar, perceber, amar, odiar, aprender,
lembrar, resolver problemas, comunicar (através da fala e da escrita), criar.
Ao estudarmos o funcionamento das diferentes estruturas cerebrais e as
respectivas disfunções ficamos esclarecidas quanto a origem de certos desvios
comportamentais que as pessoas, por vezes, manifestam.
Consequentemente, tornamo-nos, portanto, em pessoas mais sensiveis e
tolerantes.
21
• Para elaborar um teste que parte(s)
do cérebro usas?
• RODRIGUES, Luís ― Psicologia B, Platano Editores, 2004
• ABRUNHOSA, Maria; LEITAO, Miguel ― Psicologia B, ASA Editores, 2011
23
• PONTES, Inês. “Psicologia B”.
Disponível em: http://psicologiab.wordpress.com/ Acedido no dia 26 de
setembro de 2013
• “TED”.
Disponível em: http://www.ted.com/ Acedido no dia 26 de setembro de 2013
• Imagens do “Google”.
Disponível em: http://www.google.com Acedido entre 26 de setembro e 31
de outubro.
24
• http://www.ted.com/pla
ylists/1/how_does_my_
brain_work.html
• Daniel Wolpert: The real
reason for brains
• http://www.ted.com/pla
ylists/1/how_does_my_
brain_work.html
• Allan Jones: A map of
the brain
26
O funcionamento do cérebro humano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Psicologia - a mente, as emoções e a conação
Psicologia - a mente, as emoções e a conaçãoPsicologia - a mente, as emoções e a conação
Psicologia - a mente, as emoções e a conação
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Psicologia - A memória
Psicologia - A memóriaPsicologia - A memória
Psicologia - A memória
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Memorial do convento
Memorial do conventoMemorial do convento
Memorial do convento
 
Inteligência
InteligênciaInteligência
Inteligência
 
Psicologia 12º
Psicologia 12ºPsicologia 12º
Psicologia 12º
 
As leis da perceção
As leis da perceçãoAs leis da perceção
As leis da perceção
 
Esquecimento e memoria
Esquecimento e memoriaEsquecimento e memoria
Esquecimento e memoria
 
Cerebro
Cerebro Cerebro
Cerebro
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
 
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/PoéticoFernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
Fernando Pessoa - Fingimento Artístico/Poético
 
O Cérebro
O CérebroO Cérebro
O Cérebro
 
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação CríticaEstrutura do Texto de Apreciação Crítica
Estrutura do Texto de Apreciação Crítica
 
Processos Conativos
Processos ConativosProcessos Conativos
Processos Conativos
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 
A aprendizagem
A aprendizagem A aprendizagem
A aprendizagem
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Capítulo XXII - MC
Capítulo XXII - MCCapítulo XXII - MC
Capítulo XXII - MC
 

Destaque

Psicologia: a cultura
Psicologia: a culturaPsicologia: a cultura
Psicologia: a culturadavidaaduarte
 
Psicologia-12ºAno
Psicologia-12ºAnoPsicologia-12ºAno
Psicologia-12ºAnoFilipe Leal
 
O cérebro e o conhecimento humano
O cérebro e o conhecimento humanoO cérebro e o conhecimento humano
O cérebro e o conhecimento humanomluisavalente
 
Business High Performance
Business High PerformanceBusiness High Performance
Business High Performancefebracis
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºbmluisavalente
 
12 Horas De Coaching For Money
12 Horas De Coaching For Money12 Horas De Coaching For Money
12 Horas De Coaching For Moneyfebracis
 
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivasHidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivasGisele Cortoni Calia
 
Sistema nervoso Central e Periférico
Sistema nervoso Central e PeriféricoSistema nervoso Central e Periférico
Sistema nervoso Central e Periféricomiguelcmartins
 
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoAs Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoCelismara Seleguin
 
2 genotipo e fenotipo e gémeos
2   genotipo e fenotipo e gémeos2   genotipo e fenotipo e gémeos
2 genotipo e fenotipo e gémeosHenrique Vieira
 
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...Fisioterapeuta
 
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de Saúde
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de SaúdeCuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de Saúde
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de SaúdeRosemar Prota
 
Anatomia do sistema nervoso i
Anatomia do sistema nervoso iAnatomia do sistema nervoso i
Anatomia do sistema nervoso iKárita Botelho
 

Destaque (20)

Trabalho Cérebro
Trabalho CérebroTrabalho Cérebro
Trabalho Cérebro
 
Psicologia: a cultura
Psicologia: a culturaPsicologia: a cultura
Psicologia: a cultura
 
Psicologia-12ºAno
Psicologia-12ºAnoPsicologia-12ºAno
Psicologia-12ºAno
 
O cérebro e o conhecimento humano
O cérebro e o conhecimento humanoO cérebro e o conhecimento humano
O cérebro e o conhecimento humano
 
Business High Performance
Business High PerformanceBusiness High Performance
Business High Performance
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºb
 
Ensaio Cisne Negro (Gonçalo)
Ensaio Cisne Negro (Gonçalo)Ensaio Cisne Negro (Gonçalo)
Ensaio Cisne Negro (Gonçalo)
 
12 Horas De Coaching For Money
12 Horas De Coaching For Money12 Horas De Coaching For Money
12 Horas De Coaching For Money
 
Psi b.ensaio.francisco
Psi b.ensaio.franciscoPsi b.ensaio.francisco
Psi b.ensaio.francisco
 
Ensaio do filme, psicologia
Ensaio do filme, psicologiaEnsaio do filme, psicologia
Ensaio do filme, psicologia
 
Ensaio "Cisne negro" - Catarina
Ensaio "Cisne negro" - CatarinaEnsaio "Cisne negro" - Catarina
Ensaio "Cisne negro" - Catarina
 
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivasHidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
 
Sistema nervoso Central e Periférico
Sistema nervoso Central e PeriféricoSistema nervoso Central e Periférico
Sistema nervoso Central e Periférico
 
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoAs Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
 
2 genotipo e fenotipo e gémeos
2   genotipo e fenotipo e gémeos2   genotipo e fenotipo e gémeos
2 genotipo e fenotipo e gémeos
 
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...
A interferência da alteração de tônus sobre a reabilitação fisioterapêutica a...
 
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de Saúde
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de SaúdeCuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de Saúde
Cuidados em Saúde Mental na Atenção Básica de Saúde
 
Linguagem características gerais
Linguagem   características geraisLinguagem   características gerais
Linguagem características gerais
 
D I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L OD I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L O
 
Anatomia do sistema nervoso i
Anatomia do sistema nervoso iAnatomia do sistema nervoso i
Anatomia do sistema nervoso i
 

Semelhante a O funcionamento do cérebro humano

Semelhante a O funcionamento do cérebro humano (20)

Sistema nervoso central acabado1
Sistema nervoso central acabado1Sistema nervoso central acabado1
Sistema nervoso central acabado1
 
O cérebro cópia
O cérebro   cópiaO cérebro   cópia
O cérebro cópia
 
Cérebro 010-f
Cérebro 010-fCérebro 010-f
Cérebro 010-f
 
Encéfalo e memória.
Encéfalo e memória.Encéfalo e memória.
Encéfalo e memória.
 
Funções corticais
Funções corticais Funções corticais
Funções corticais
 
Sistema_nervoso_----_corrigido_ (1).pptx
Sistema_nervoso_----_corrigido_ (1).pptxSistema_nervoso_----_corrigido_ (1).pptx
Sistema_nervoso_----_corrigido_ (1).pptx
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso CentralSistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central
 
Cérebro
CérebroCérebro
Cérebro
 
Cortex cerebral
Cortex cerebralCortex cerebral
Cortex cerebral
 
Cérebro
CérebroCérebro
Cérebro
 
Aspectos psiconeurológicos do desenvolvimento
Aspectos psiconeurológicos do desenvolvimentoAspectos psiconeurológicos do desenvolvimento
Aspectos psiconeurológicos do desenvolvimento
 
Iemag ieducar bases neurologicas da aprendizagem
Iemag   ieducar bases neurologicas da aprendizagem Iemag   ieducar bases neurologicas da aprendizagem
Iemag ieducar bases neurologicas da aprendizagem
 
Memória extracerebral - Estudo sobre a reecarnação
Memória extracerebral - Estudo sobre a reecarnaçãoMemória extracerebral - Estudo sobre a reecarnação
Memória extracerebral - Estudo sobre a reecarnação
 
O papel do cérebro no desenvolvimento do conhecimento
O papel do cérebro no desenvolvimento do conhecimentoO papel do cérebro no desenvolvimento do conhecimento
O papel do cérebro no desenvolvimento do conhecimento
 
Funções corticais 2015
Funções corticais 2015Funções corticais 2015
Funções corticais 2015
 
O cortex cerebral
 O cortex cerebral O cortex cerebral
O cortex cerebral
 
Neurociencia e educação
Neurociencia e educaçãoNeurociencia e educação
Neurociencia e educação
 
Cérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções CognitivasCérebro e Funções Cognitivas
Cérebro e Funções Cognitivas
 
Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)Sistema Nervoso (Final)
Sistema Nervoso (Final)
 

Último

Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 

Último (20)

Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 

O funcionamento do cérebro humano

  • 1. Escola Secundária José Saramago Trabalho elaborado por: Jéssica Ferreira, nº9 Maria Inês, nº14 Sofia Neves, nº20 Olena Kolodiy, nº21 Disciplina: Psicologia B Professora: Isabel Amorim
  • 2. • Introdução………………….………………………………1 • A Medula Espinal…………….…………………………….2 • O Cérebro…………………………………………………5 • Hemisférios Cerebrais……………………………………. .9 • Lobos Cerebrais……………………………….………….12 • Conclusão………………………………..………………...21 • Bibliografia……………………………………………….23 • Anexos…………………………………………………….25
  • 3. • Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Psicologia B. • Apresentaremos a turma conteúdos relativos ao funcionamento global do cérebro humano. • Podemos considerar o cérebro como um sistema, ou seja, uma unidade interativa em que se estabelecem relações de interdependência entre diversas áreas. 1
  • 4. • Função condutora – os nervos espinais conduzem informação somatossensorial para o cérebro e tornam possível que informações motoras, provenientes do cérebro, sejam transmitidas aos músculos. • Função coordenadora – Coordena as actividades reflexas ou, mais propriamente falando, automáticas, involuntárias. Espesso conjunto de fibras nervosas que, começando na base do cérebro, se estende ao longo de 40 cm pela coluna vertebral (seu invulcro protector). 2
  • 5. Sistema nervoso central Espinal-medula Encéfalo Função condutora Função coordenadora Processamento de informação Atribuição de significados 3
  • 6. • "O encéfalo humanoapresenta-se como um gigantesco conjunto de dezenas de milhares de milhões de "teias de aranha" neuronais enredadas umas nas outras e nas quais "crepitam" e se propagam miríades de impulsos elétricos substituídos aqui e acolá por uma rica paleta de estímulos químicos" Changeux 4
  • 7. • Trata-se de uma massa nervosa que se encontra protegida por uma estrutura óssea - a caixa craniana. • O córtex cerebral ocupa toda a superfície externa do cérebro (cerca de 90% da totalidade cerebral). • É a estrutura nervosa que assegura a superioridade humana (processar informações e atribuir significados às situações e aos acontecimentos do mundo). O córtex, enquanto camada que cobre a superfície do cérebro (dando-lhe um aspecto rugoso, cheio de sulcos ou circunfusões – desenrugado, o córtex atingirá uma área de aproximadamente dois metros quadrados), reveste os dois hemisférios cerebrais 5
  • 8. Hipotálamo – Regulação de necessidades biológicas básicas e interação com o sistema nervoso autónomo e o endócrino Amígdala – Parte do sistema límbico que controla reações emocionais como o medo e a agressividade. Hipocampo – Parte do sistema límbico responsável pela formação de memórias Sistema reticular ativante – Responsável pela filtragem da informação sensorial e pelo estado de alerta do organismo Cerebelo – estrutura que coordena atos motores que exigem precisão e que asseguram o equilíbrio do corpo Tálamo – Estrutura que grava quase toda a informação sensorial encaminhando-a para zonas especificas do córtex. 6
  • 9. Córtex cerebral Áreas funcionais Áreas primárias (sensoriais) Áreas secundárias (psicossensoriais) 7
  • 10. As áreas primárias (ou sensoriais) Informação sensorial. As áreas secundárias (ou psicossensoriais) Coordenam Integram Recebem Produzem dados sensoriais funções motoras. Interpretam informação recebida pelas áreas sensoriais. 8
  • 11.
  • 12. Hemisfério esquerdo • Especializado em: • - simbologia • - lógica • Ocupa-se do pensamento mais analítico, linear e verbal. Hemisfério direito • Responsável pela: • - organização das percepções espaciais • Encarrega-se do pensamento mais sintético, holístico e imagístico. • Acidentes, tromboses e tumores provocam distúrbios na leitura, na escrita, na fala, no raciocínio aritmético e, em geral, na capacidade de compreender. • As lesões não têm efeitos tão dramáticos como as ocorridas no hemisfério esquerdo. Daí que, até cerca de 1960, o hemisfério esquerdo fosse considerado como “dominante” e o direito como “menor”. 10
  • 13. • Os hemisférios direito e esquerdo trabalham coordenadamente, desempenhando papéis complementares. 11
  • 14. • O córtex que cobre cada hemisfério apresenta quatro regiões (lobos cerebrais), separados por fendas: • O lobo occipital, responsável pela visão. • O lobo temporal, responsável pela audição. • O lobo parietal, responsável pelas sensações do corpo. • O lobo frontal responsável pelos movimentos. Lobo Parietal Lobo occipital Lobo temporal Lobo frontal 12
  • 15. 13
  • 16. • ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA Função: Recebe as informações captadas pelos olhos. Disfunção: Se esta área for lesionada, perde-se a capacidade de ver- cegueira cortical. Função: Coordena os estímulos visuais, identifica e reconhece o que se vê. Esta é a função global. Tem, além disso, uma função particular: o reconhecimento da palavra escrita. Disfunção: A danificação da área secundária do córtex visual provoca agnosia visual. Uma lesão no centro visual das palavras ou de reconhecimento da palavra escrita provoca cegueira verbal (alexia). 14
  • 17. 15
  • 18. • ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA Função: Recebe as informações e impressões auditivas. Disfunção: Uma lesão nesta área provoca surdez cortical (incapacidade de ouvir sons). Função: Analisar identifica e interpreta os dados auditivos. Junto da área secundária do córtex auditivo situa-se a área de Wernicke - área auditiva da linguagem. • Função: compreender e dar sentido as palavras pronunciadas por outros. Disfunção: Uma lesão na área secundária do córtex visual provoca agnosia auditiva. Uma lesão na área de Wernicke provoca surdez verbal ou afasia de Wernicke. 16
  • 19. Área de Wernicke • Lesões nesta área pode provocar perda quase completa da capacidade de falar. • Importante na nossa capacidade de falar. Área da Broca • Lesões nesta área implica perturbações na linguagem (surdez verbal). • Importante para compreender o que os outros dizem Exemplo: Descrever a situação em que dois miúdos roubam bolos: « A mãe está fora de casa a trabalhar o seu trabalho para se sentir melhor, mas quando olha os dois rapazes olham no outro lado.» Exemplo: Sim… segunda-feira, … quarta-feira… jogo… e… bilhetes.
  • 20.
  • 21. • ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA Função: Recebe as sensações do corpo e mensagens relativas a consciência da localização das diversas partes do corpo. Disfunção: Uma lesão na área somatossensorial primárias do córtex provoca a anestesia cortical. Função: Localiza as sensações no corpo e distingue as sensações quanto a qualidade e intensidade. Disfunção: Uma lesão na área secundária do córtex somatossensorial provoca a agnosia somatossensorial ou somatestesica. 17
  • 22. • O Homúnculo Sensório-Motor ou “Homúnculo de Penfield” é uma representação psiconeuroanatômica das funções do organismo humano: uma imagem corporal que o homem tem de mesmo. 18
  • 23. 19
  • 24. • ÁREA PRIMÁRIA • ÁREA SECUNDÁRIA Função: A área motora primária controla os movimentos finos. Disfunção: Uma lesão nesta área provoca paralisia cortical. Função: A área motora secundária organiza e coordena os movimentos. Disfunção: Uma lesão nesta área provoca apraxia. 20
  • 25. A elaboração deste trabalho permitiu-nos compreender que a essência de um individuo resulta do complexo mecanismo cerebral . Este é responsável pelas funções mentais que permitem pensar, perceber, amar, odiar, aprender, lembrar, resolver problemas, comunicar (através da fala e da escrita), criar. Ao estudarmos o funcionamento das diferentes estruturas cerebrais e as respectivas disfunções ficamos esclarecidas quanto a origem de certos desvios comportamentais que as pessoas, por vezes, manifestam. Consequentemente, tornamo-nos, portanto, em pessoas mais sensiveis e tolerantes. 21
  • 26. • Para elaborar um teste que parte(s) do cérebro usas?
  • 27. • RODRIGUES, Luís ― Psicologia B, Platano Editores, 2004 • ABRUNHOSA, Maria; LEITAO, Miguel ― Psicologia B, ASA Editores, 2011 23
  • 28. • PONTES, Inês. “Psicologia B”. Disponível em: http://psicologiab.wordpress.com/ Acedido no dia 26 de setembro de 2013 • “TED”. Disponível em: http://www.ted.com/ Acedido no dia 26 de setembro de 2013 • Imagens do “Google”. Disponível em: http://www.google.com Acedido entre 26 de setembro e 31 de outubro. 24
  • 29.
  • 30. • http://www.ted.com/pla ylists/1/how_does_my_ brain_work.html • Daniel Wolpert: The real reason for brains • http://www.ted.com/pla ylists/1/how_does_my_ brain_work.html • Allan Jones: A map of the brain 26