Cuidados paliativos e nutrição

2.166 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cuidados paliativos e nutrição

  1. 1. Discentes: •Anna Paula Mota •Ialana Vitória da Costa Gama •Jarson Pedro da Costa Pereira •Luis Henrique Dantas Mendes •Renatha Celiana da S. Brito Docente: Anne Cristine Damasio Disciplina: Antropologia e História da Alimentação
  2. 2.  Cuidar global do paciente, que não apresenta mais respostas aos tratamentos;  Proporcionar melhor qualidade de vida do individuo terminal e aos familiares;  Com enfoque, principalmente: no controle da dor, sofrimento e melhora dos sintomas.
  3. 3.  A visão filosófica dos cuidados paliativos está pautada em princípios fundamentais: valoriza a vida e considera a morte como um processo natural; nem abrevia e nem prolonga a vida.  Sua prática, é um desafio que demanda assistência de uma equipe interdisciplinar treinada e capacitada ao atendimento humanizado. Cada profissional integrado à equipe decidirá junto com a família e o próprio paciente qual será a melhor conduta.  Comunicação: fundamental no cuidado ao paciente.
  4. 4.  Os cuidados paliativos tratam frequentemente o tema bioética, pois lidam com a dor, a perda, o sofrimento e a morte. Nessa concepção, o paciente, ainda que sem possibilidade de cura ou em fase terminal, deve ser tratado com dignidade.  Na alimentação, é comum encontrar dilemas com a bioética, pois está relacionada ao estilo de vida e bem-estar, cultura, prazer e à vida.
  5. 5.  A alimentação é considerada um ícone associado à saúde e ao bem-estar, essencial à sobrevivência humana, com representatividades social e emocional, tornando-se importante nos cuidados paliativos. Sendo fonte de vida, a sua privação significa atentar contra a vida. Não poder ou não conseguir se alimentar significa, portanto, em muitos casos, a piora da saúde.
  6. 6.  Objetivo do cuidado nutricional: melhorar a qualidade de vida, através do controle de sintomas associado ao consumo de alimentos.  Avaliação Subjetiva Global: recomendada na doença terminal, após a internação do paciente.  Qualquer instrumento de avaliação nutricional que possa gerar desconforto físico ou emocional não deve ser utilizado.
  7. 7.  Os pacientes com doença avançada podem apresentar sinais e sintomas como náuseas, vômitos, alteração no paladar, saciedade precoce, anorexia, fraqueza e dispneia. Esse quadro é de relevância clínica, uma vez que leva à menor ingestão de alimentos, resultando em efeitos consideráveis, na medida em que agrava o quadro clínico e prejudica a qualidade de vida.
  8. 8.  No momento em que o paciente percebe mudanças na sua autoimagem, ocorre um forte impacto negativo, pois simboliza a aproximação da morte, a perda de autonomia, a fraqueza física e psicológica, refletindo diretamente na piora da sua qualidade de vida.
  9. 9.  Há situações em que a recusa voluntária de alimentos e água pelo paciente está relacionada à intenção de apressar a morte, em decorrência de depressão, que, se tratada, pode reverter esse quadro.
  10. 10.  A nutrição é uma importante ferramenta nos cuidados paliativos, podendo ajudar os pacientes nos cuidados físicos e psicológicos, além de promover o bem-estar e a qualidade de vida, mesmo não efetuando a sua função principal, que é de recuperar e garantir o estado nutricional adequado em sua totalidade.  A sensibilidade e criatividade farão a diferença durante a avaliação e o aconselhamento nutricionais. Deve-se respeitar o paciente e considerar os recursos terapêuticos para o controle de sintomas, valorizando os alimentos preferenciais, a adequação da dieta e o desejo do próprio paciente por alimentos.
  11. 11.  Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 25(9):1875- 1882, set, 2009. 1875. Bioética e nutrição em cuidados paliativos oncológicos em adultos.  SILVA, Rudval Souza da; AMARAL, Juliana Bezerra do; MALAGUTTI, William. ENFERMAGEM EM CUIDADOS PALIATIVOS: CUIDANDO PARA UMA BOA MORTE. 1.ed. Martinari, 2013. 427 p.  http://www.clinicaacallanto.com.br/news/campanhas /0810-dia-mundial-de-cuidados-paliativos  http://www.newsfarma.pt/agenda/dia-mundial-dos- cuidados-paliativos-2013

×