SlideShare uma empresa Scribd logo

Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica

Aderência ao tratamento multidisciplinar, as dificuldades do retorno do paciente, comparação com os modelos da epilepsia e do TBH com o uso crônico de medicações. Perda Resistência ao retorno à equipe da bariátrica: pós-operatório sem sintomas.

1 de 29
Baixar para ler offline
Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica
!
Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica
O conceito americano com o qual se trabalha 
não é ao tratamento, mas 
Consentimento 
Conformidade 
Aceitação e tolerância ao 
comportamento do outro 
Expectativas do profissional de saúde 
•Que o paciente siga suas orientações 
•Que o paciente procure em caso de efeitos adversos
NULA 
TOTAL 
PARCIAL 
ERRÁTICA
Sentimentos 
Motivação 
Pensamentos (cognição) 
Senso de valor e auto-estima 
Energia 
Atenção e Memória

Recomendados

Aula 8 mecanismos de coping
Aula 8 mecanismos de copingAula 8 mecanismos de coping
Aula 8 mecanismos de copingFuturos Medicos
 
Adesão ao tratamento medicamentoso
Adesão ao tratamento medicamentosoAdesão ao tratamento medicamentoso
Adesão ao tratamento medicamentosocarlabastos
 
Aula 4 a relação médico_paciente
Aula 4 a relação médico_pacienteAula 4 a relação médico_paciente
Aula 4 a relação médico_pacienteFuturos Medicos
 
Aula 10 o paciente cirúrgico
Aula 10 o paciente cirúrgicoAula 10 o paciente cirúrgico
Aula 10 o paciente cirúrgicoFuturos Medicos
 
Aula 9 crencas dos medicos
Aula 9 crencas dos medicosAula 9 crencas dos medicos
Aula 9 crencas dos medicosFuturos Medicos
 
Competnciados pacientesemtomadasdedecisesquantoaseus
Competnciados pacientesemtomadasdedecisesquantoaseusCompetnciados pacientesemtomadasdedecisesquantoaseus
Competnciados pacientesemtomadasdedecisesquantoaseusAnilton Cerqueira
 
Anorexia nervosa diagnostico_e_prognostico
Anorexia nervosa diagnostico_e_prognosticoAnorexia nervosa diagnostico_e_prognostico
Anorexia nervosa diagnostico_e_prognosticoArquivo-FClinico
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Adesão ao tratamento
Adesão ao tratamentoAdesão ao tratamento
Adesão ao tratamentobia_agena
 
Aula 5 o doente no meio hospitalar
Aula 5 o doente no meio hospitalarAula 5 o doente no meio hospitalar
Aula 5 o doente no meio hospitalarFuturos Medicos
 
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...angelitamelo
 
Roteiro de-entrevista-nasf
Roteiro de-entrevista-nasfRoteiro de-entrevista-nasf
Roteiro de-entrevista-nasfkeillinda Rosa
 
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados FarmacêuticosMétodo Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados FarmacêuticosCassyano Correr
 
Transt Ansiedade RefratáRios
Transt Ansiedade RefratáRiosTranst Ansiedade RefratáRios
Transt Ansiedade RefratáRiosygoraf
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDygoraf
 
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doenca
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doencaAula 7 reaccoes psicologicas face a doenca
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doencaFuturos Medicos
 
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica Viva
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica VivaDependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica Viva
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica VivaClínica Terapêutica Viva
 
Cultura e interacao paciente-profissional
Cultura e interacao paciente-profissionalCultura e interacao paciente-profissional
Cultura e interacao paciente-profissionalLuís Fernando Tófoli
 
Introdução à MBE para MFC
Introdução à MBE para MFCIntrodução à MBE para MFC
Introdução à MBE para MFCguestbb4fc1
 
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshare
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslidesharePrescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshare
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshareangelitamelo
 

Mais procurados (18)

Adesão ao tratamento
Adesão ao tratamentoAdesão ao tratamento
Adesão ao tratamento
 
Aula 5 o doente no meio hospitalar
Aula 5 o doente no meio hospitalarAula 5 o doente no meio hospitalar
Aula 5 o doente no meio hospitalar
 
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
As bases do raciocínio clínico para a prescrição farmacêutica e provisão de s...
 
Roteiro de-entrevista-nasf
Roteiro de-entrevista-nasfRoteiro de-entrevista-nasf
Roteiro de-entrevista-nasf
 
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados FarmacêuticosMétodo Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
Método Clínico para os Cuidados Farmacêuticos
 
Transt Ansiedade RefratáRios
Transt Ansiedade RefratáRiosTranst Ansiedade RefratáRios
Transt Ansiedade RefratáRios
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCD
 
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doenca
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doencaAula 7 reaccoes psicologicas face a doenca
Aula 7 reaccoes psicologicas face a doenca
 
O paciente difícil
O paciente difícilO paciente difícil
O paciente difícil
 
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAPMétodo Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
 
Aula31 07 2014
Aula31 07 2014Aula31 07 2014
Aula31 07 2014
 
Joana_Entrevista_motivacional
Joana_Entrevista_motivacionalJoana_Entrevista_motivacional
Joana_Entrevista_motivacional
 
O que é delirium em idosos?
O que é delirium em idosos? O que é delirium em idosos?
O que é delirium em idosos?
 
13 princpios nida
13 princpios nida13 princpios nida
13 princpios nida
 
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica Viva
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica VivaDependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica Viva
Dependencia Quimica - Planos de Tratamento Clínica Viva
 
Cultura e interacao paciente-profissional
Cultura e interacao paciente-profissionalCultura e interacao paciente-profissional
Cultura e interacao paciente-profissional
 
Introdução à MBE para MFC
Introdução à MBE para MFCIntrodução à MBE para MFC
Introdução à MBE para MFC
 
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshare
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslidesharePrescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshare
Prescrição farmacêutica em situações comuns farmácias drogariasslideshare
 

Semelhante a Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica

Revisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao TratamentoRevisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao TratamentoCassyano Correr
 
Avaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da FarmacoterapiaAvaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da FarmacoterapiaCassyano Correr
 
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticosAdesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticosClarissa Lessa
 
41 artigo5
41 artigo541 artigo5
41 artigo5itesoto
 
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicados
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicadosComo melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicados
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicadosangelitamelo
 
Dissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souzaDissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souzaLASCES UFPR
 
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...LAFARCLIN UFPB
 
Aula PAR reumato
Aula PAR reumatoAula PAR reumato
Aula PAR reumatoReumatoguia
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDygoraf
 
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUSGuilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUSAutismo & Realidade
 
Medicalização no contexto da atenção psicossocial
Medicalização no contexto da atenção psicossocialMedicalização no contexto da atenção psicossocial
Medicalização no contexto da atenção psicossocialCENAT Cursos
 
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...LAFARCLIN UFPB
 
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama Metastático
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama MetastáticoII Encontro Vivenco com Câncer de Mama Metastático
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama MetastáticoOncoguia
 
O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?Cassyano Correr
 

Semelhante a Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica (20)

Gislaine Cresmashi Lima Padovan
Gislaine Cresmashi Lima PadovanGislaine Cresmashi Lima Padovan
Gislaine Cresmashi Lima Padovan
 
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao TratamentoRevisão sobre Adesão ao Tratamento
Revisão sobre Adesão ao Tratamento
 
Cuidados paliativos
Cuidados paliativosCuidados paliativos
Cuidados paliativos
 
Mcp e doenças crônicas
Mcp e doenças crônicasMcp e doenças crônicas
Mcp e doenças crônicas
 
Avaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da FarmacoterapiaAvaliação Global da Farmacoterapia
Avaliação Global da Farmacoterapia
 
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticosAdesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
 
Adesão antirretroviral
Adesão antirretroviralAdesão antirretroviral
Adesão antirretroviral
 
Adesão antirretroviral HAAT
Adesão antirretroviral HAATAdesão antirretroviral HAAT
Adesão antirretroviral HAAT
 
41 artigo5
41 artigo541 artigo5
41 artigo5
 
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicados
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicadosComo melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicados
Como melhorar o controle clínico de pacientes adultos polimedicados
 
Dissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souzaDissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souza
 
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
 
Aula PAR reumato
Aula PAR reumatoAula PAR reumato
Aula PAR reumato
 
Entrevis
EntrevisEntrevis
Entrevis
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCD
 
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUSGuilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
Guilherme Polanczyk - 30mai14 1º Congresso A&R SUS
 
Medicalização no contexto da atenção psicossocial
Medicalização no contexto da atenção psicossocialMedicalização no contexto da atenção psicossocial
Medicalização no contexto da atenção psicossocial
 
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 04 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
 
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama Metastático
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama MetastáticoII Encontro Vivenco com Câncer de Mama Metastático
II Encontro Vivenco com Câncer de Mama Metastático
 
O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?O que são transtornos menores?
O que são transtornos menores?
 

Último

Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosEmagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosAna Clara
 
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...viviane30gsa
 
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisemagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisjacianejudite
 
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugasMitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugaslucasoliveiraa2247
 
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...VictorRodriguesFonse
 
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...oliveiraaladiane
 
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades  da dieta low carbDesvendando os mitos e verdades  da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carbgviviane619
 
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdf
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdfProfissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdf
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdfendres.bazz bazz
 
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoChef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoDiogoFerrazSantana
 
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da PeleDesvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pelerljss12
 
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdfCONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdffcris0021
 
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...deiserabello223
 
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfAlcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfRafaelSantos459300
 
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de PesoComo o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Pesopeixotoartes95
 
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...macedoytam
 
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + VerisolRosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisolelainelalves91
 
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Irapoan Dantas
 
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxAula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxchrislannebmc
 
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Janaina Master
 

Último (19)

Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultadosEmagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
Emagrecimento saudável com suplementação. Pontecialize seus resultados
 
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
Encontrando o equilíbrio: um guia para mulheres acima dos 40 na busca por um ...
 
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveisemagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
emagrecimento saudável ; refeições rápidas e saudáveis
 
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugasMitos e Verdades Revelados sobre as rugas
Mitos e Verdades Revelados sobre as rugas
 
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
“Procrastinação: O Obstáculo Silencioso no Caminho do Seu Sucesso - Descubra ...
 
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
Desvendando Mitos e Verdades sobre Emagrecimento_ Rumo a uma Transformação Sa...
 
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades  da dieta low carbDesvendando os mitos e verdades  da dieta low carb
Desvendando os mitos e verdades da dieta low carb
 
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdf
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdfProfissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdf
Profissionais indicam 9 formas de perder peso rápido sem dieta.pdf
 
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu CorpoChef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
Chef do Emagrecimento: Receitas Simples que Moldam seu Corpo
 
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da PeleDesvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
Desvendando os Mistérios das Rugas. Uma jornada para revelar a beleza da Pele
 
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdfCONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
CONHEÇA O SEGREDO DA FÓRMULA DO LIFT DETOX BLACK.pdf
 
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...
EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL GUIA COMPLETO ...
 
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdfAlcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
Alcançando o Sucesso no Emagrecimento A Importância de Metas Realistas.pdf
 
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de PesoComo o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
Como o Gerenciamento do Estresse Pode Acelerar sua Jornada de Perda de Peso
 
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
Transforme seu Corpo em 24 Horas: Rotina de Exercícios de Alta Intensidade Re...
 
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + VerisolRosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
Rosa amazônica - Rosa Mosqueta +Ácido Hialuronico + Retinol + Verisol
 
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
Emagrecimento com Sabor: Descomplicando sua jornada!
 
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptxAula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
Aula 1. Introdução a Epidemiologia Veterinária.pptx
 
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
Emagrecimento Saudável: Transformando sua Vida através da Alimentação Equilib...
 

Aderência ao Tratamento Pós Bariátrica

  • 2. !
  • 4. O conceito americano com o qual se trabalha não é ao tratamento, mas Consentimento Conformidade Aceitação e tolerância ao comportamento do outro Expectativas do profissional de saúde •Que o paciente siga suas orientações •Que o paciente procure em caso de efeitos adversos
  • 5. NULA TOTAL PARCIAL ERRÁTICA
  • 6. Sentimentos Motivação Pensamentos (cognição) Senso de valor e auto-estima Energia Atenção e Memória
  • 7. BIPOLARIDADE TIPO II DEPRESSÃO UNIPOLAR ANSIEDADES ESPECTRO T.O.C. Tipos de Ansiedade
  • 8. Drogas Anti-Medo “Pró-Raiva” AD Dopaminérgicos; Lítio; Ansiolíticos Drogas Anti-Raiva “Pró-Medo” Antipsicóticos
  • 9. Foco na dinâmica da Personalidade –busca da estabilidade relativa A proposta de tratamento é não corromper o temperamento de base
  • 10. (Perlis et al., 2004; Benazi e Akiskal, 2005) Diogo Lara 2006
  • 11. Dados do Professor E. Vieta: 40%dos pacientes não tomam suas medicações adequadamente 27%aderem parcialmente às instruções do seu médico 13%não adere a nada. Pacientes que aderem parcialmente decidem por pular uma dose ou outra, em especial nos finais de semana, ou reduzir doses. A Psico-Educação Pode Ajudar Bipolares na Adesão ao Tratamento? MedWire –ISBD 2006 (Edinburgh, Scotland), Agosto 2, 2006
  • 12. Joyce A. Cramer Connecticut Dep. Neurobiologia QOL and Compliance 94
  • 13. As razões não são muito distintas: Social Econômico Psicológico Eficácia Efeitos Colaterais Esquecimento Muito Caro Dúvida no Diagnóstico Continuida- de do Sintoma Cansaço Outras Prioridades Muito Remédio Dúvida sobre Necessidade Da medicação do sintoma Mas sem Remissão Dificuldade Para Pensar Vergonha Falta de Exclareci- mento Ausência do Sintoma qdo Esquece dose Agitação S/ tempo P/ procurar o Médico Mal-estar Estomacal Dificuldade de Engolir
  • 14. Educação do Paciente Fazer o paciente compreender a noção de qualidadede vida X cura ( conceito mágico) Estabelecer os objetivos do tratamento Definir quais os custos existenciais do tratamento Compreender dentro do temperamento do paciente como ele usará o plano terapêutico proposto pelo profissional
  • 15. Relação: profissional de saúde-paciente Investir na possibilidade de negociação sobre o tratamento ( regras da clínica, horários de medicações, dosagens, porções e qualidades e alternativas alimentares) Informações sobre a obesidade, a cirurgia, a alimentação, tratamento continuado com base em pesquisa e experiência clínica Educação sobre recursos Terapia Cirúrgica da Obesidade /Tratamento Clínico Posterior •Ação •Doses ( medicações ) •Efeitos esperados •Efeitos adversos
  • 16. Patients Postoperatively Forget Aspects of Preoperative Patient Education Authors: Madan, Atul K.1;Tichansky, David S.1 Obesity Surgery, Volume 15,No7, Agosto 2005 ( V ) ”A Cirurgia da Obesidade é basicamente uma ajuda para a dieta: o que não significa que você poderá perder peso não importando o que venha a comer ou a fazer” ( F ) “Diabetes, pressão arterial alta, dores nas costas e outras doenças sempre melhoram após a cirurgia.” 46% (63 PCTES) tiveram erros no teste V ou F realizados pela 1ª vez No pós-op < 1 ano 80% questõesC No pós-op > 1 ano 36% questões C
  • 19. Tratar cada paciente como indivíduo único, fazendo questões diretas Facilitar e encorajar o envolvimento familiar com a questão do indivíduo ( a obesidade, seus efeitos e seu tratamento continuado) Ajudar a desenvolver a aderência/complacência ao tratamento escrevendo materiais sobre o assunto Encorajar os pacientes a participar dos recursos terapêuticos de suporte
  • 20. Pacientes e profissionais de saúde divergem sobre a seriedade do tratamento continuado: •grau de conhecimento •grau de resistência. Os pacientes em geral param com seus suplementos e TTOS: •Medos •Preconceitos Os pacientes em geral não gostam de medicações porque: Os fazem recordar de que já foram obesos ou de que possuem uma doença crônica (hormonal ou do humor) Sentem-se controlados emocionalmente pela medicação Medo de ganhar peso Efeitos colaterais sexuais
  • 21. COMUNICAÇÃO DIAGNÓSTICO PLANO DE TRATAMENTO ACOMPANHAMENTO RAZÕES PARA O ACOMPANHAMENTO SLIDE BY PSYMONE Joyce A. Cramer
  • 22. CONTROLE DA DOENÇA Slide by psymone PROGRAMA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE FATORES PREDISPONENTES Acreditar no Diagnóstico Acreditar na remissão dos sintomas Acreditar nos benefícios do tratamento Habilidade do paciente em agendar consultas e programar medicações Padrão familiar de manifestação da doença Atitudes diante do tratamento FATORES INCAPACITANTES Regime medicamentoso Custo da medicação (pcte/fmlia) Adeqüação e aplicabilidade Cobertura do Seguro de Saúde Compatibilidade do papel de paciente com os outros papéis (trabalho, responsabilidades familiares) Capacidade de prover os custos da doença FATORES REFORÇADORES Suporte familiar Relação médico paciente Tratamento Continuado Tempo de espera para o atendimento Satisfação com experiências anteriores Retorno do paciente do Paciente ADESÃO AOS CONSELHOS MÉDICOS Recursos Intervenções Educacionais Antecedentes Comportamentais Padrão de Resposta Comunicação com O paciente e sua família Comunicação com A Previdência e/ou Plano de Saúde e a Família COMUNIDADE ORGANIZAÇÃO E TREINAMENTO Joyce A. Cramer
  • 23. Estratégias para a Aderência IMEDIATA LONGO PRAZO SLIDE BY PSYMONE Joyce A. Cramer DEVOLUTIVAS CONTATO DA CLÍNICA (FONE/ E-MAIL) CX DE MEDICAM. GRUPOS DE DISCUSSÃO TESTES DE SANGUE FREQÜÊNCIA DE VISITAS LISTA DE MEDICAÇÃO FILMES CONTAGEM DE DOSES CARTÕES DE MEMÓRIA CÁPSULAS PANFLETAGEM CONTAGEM DE MEDICAÇÕES TRANSPORTE PROGRAMADO DOSES PERGUNTAS DIRETAS CONSULTA MARCADA DROGAS VERBAL MONITORAÇÃO AGENDAMENTO DE CONSULTAS DOSAGEM EDUCAÇÃO VERBAL ESCRITA FOLDER PLANEJAMENTO DE MEMÓRIA
  • 24. Sem Apetite Com o Mesmo Apetite Anterior à Cirurgia fome fome
  • 25. MELHOR Nível de Adesão PIOR Nível de Adesão Adesão sem Questões Adesão Problemática ZERO DEZ