SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
RISCOS ASSOCIADOS AO
AMBIENTE TÉRMICO
E.B. 2,3 António Bento Franco – Ericeira
HSST - Prof.ª Isabel Lourenço
Conforto térmico
   O ambiente térmico pode ser definido como o conjunto dos
    factores térmicos ou meteorológicos no local de trabalho, que
    influenciam as trocas de calor entre o meio e o organismo humano,
    sendo de extrema importância para a saúde e bem-estar. 

   Para sentir conforto térmico a temperatura deve situar-se entre os
    21°C e os 26°C 

   Outros factores podem afectar o conforto térmico:
    - a humidade relativa do ar (deve estar entre os 55% a 65%);
    - a velocidade do ar (deve ser cerca de 0,12 m/s);
    - o nível da actividade do indivíduo;
    - a resistência térmica das roupas.
Classificação dos ambientes
térmicos
   Quentes: fundições, fornos cerâmicos, padarias, …
   Frios: armazéns frigoríficos, atividades piscatórias, …
   Neutros: escritórios, …


   Os problemas normalmente ocorrem em ambientes frios ou
    quentes e são mais graves quando estes dois ambientes se
    combinam.
Reacção do corpo 
                             Frio                    Quente
 Situação normal



                       “Pele de galinha”          Transpiração
                           Tremor                     Sede
                    Redução da circulação     Aumento da circulação
                    sanguínea superficial      sanguínea superficial
                        (pele + roxa)            (pele + vermelha)

                          Muito frio              Muito quente
 Stress térmico




                   Redução da destreza e da   Redução da capacidade
                            força                   muscular
                           Frieiras               Desidratação
                        Enregelamento          Tonturas e desmaios
                          Hipotermia              Golpe de calor
Hipotermia
   A hipotermia é uma temperatura corporal anormalmente baixa,
    ocorre quando o corpo perde calor mais rapidamente do que leva a
    queimar energia para o repor.
   Sintomas:
       movimentos lentos e entorpecidos
       tempo de reacção mais lento
       mente turva, pensamento sem clareza, alucinações
       as pessoas podem cair, andar sem destino fixo ou até deitar-se para descansar
        e até morrer
   Urgência: até que seja levada ao hospital a vítima deve vestir
    roupa seca e aconchegante, tomar bebidas quentes ou embrulhar-
    se numa manta seca e quente ou até num saco-cama com outra
    pessoa
Golpe de calor
   O golpe de calor é uma doença que pode pôr a vida em perigo, que
    deriva de uma prolongada exposição ao calor e na qual uma
    pessoa não pode suar o suficiente para fazer descer a sua
    temperatura corporal.
   Sintomas:
       Sinais que antecedem: dor de cabeça, vertigens, fadiga
       Sudação diminui
       Pele quente, avermelhada e seca
       Ritmo cardiaco acelerado (160/180 pulsações por minuto)
       Temperatura corporal aumenta (40C, “fogo interior”)
   Pode provocar lesão permanente dos órgãos e ser fatal
   Urgência: até que seja levada ao hospital a vítima deve ser
    envolvida com água e arrefecida (lençóis molhados, banheira com
    água fria ou até gelo)
Medidas de prevenção 
                  Ambientes de calor               Ambientes muito frios
                  intenso
 Construtivas     •Ventilação natural ou           •Isolamento de fonte de
                  artificial (de acordo com o nº   calor
                  de trabalhadores, tipo de        •Isolamento térmico das
                  equipamentos e máquinas,         paredes e coberturas
                  exposição à radiação solar,
                  humidade relativa, etc.)
Organizacionais   •Pausas para                     •Pausas para
                  repouso/turnos                   repouso/turnos
                  •Reposição hídrica               •Uma boa alimentação
                  adequada
  Protecção       •Usar roupas e óculos            •Uso de roupas e óculos
  individual      adequados no caso de calor       adequados
                  por radiação
                  •Isolar-se de fontes de calor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Riscos profissionais
Riscos profissionaisRiscos profissionais
Riscos profissionaiscattonia
 
Saúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no TrabalhoLeonardo Machado
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoHP Safety Engenharia
 
Palestra Proteção auditiva
Palestra Proteção auditivaPalestra Proteção auditiva
Palestra Proteção auditivaFlávia Piol
 
Manual de Segurança no Trabalho - resumido
Manual de Segurança no Trabalho - resumidoManual de Segurança no Trabalho - resumido
Manual de Segurança no Trabalho - resumidoproftstsergioetm
 
Acidente do trabalho e doenças ocupacionais
Acidente do trabalho e doenças ocupacionaisAcidente do trabalho e doenças ocupacionais
Acidente do trabalho e doenças ocupacionaisRONALDO COSTA
 
Manual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalhoManual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalhoFilipa Andrade
 
Modelo de PGR.pdf
Modelo de PGR.pdfModelo de PGR.pdf
Modelo de PGR.pdfNelmaLeite1
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Jonas B. Larrosa
 
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)Jupira Silva
 

Mais procurados (20)

Integração de Segurança
Integração de SegurançaIntegração de Segurança
Integração de Segurança
 
Riscos profissionais
Riscos profissionaisRiscos profissionais
Riscos profissionais
 
pressões anormais
pressões anormais pressões anormais
pressões anormais
 
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do TrabalhoAula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
Aula 1 - Higiene e Segurança do Trabalho
 
Saúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no TrabalhoSaúde e Segurança no Trabalho
Saúde e Segurança no Trabalho
 
NR 15 - Insalubridade e Periculosidade
NR 15 - Insalubridade e PericulosidadeNR 15 - Insalubridade e Periculosidade
NR 15 - Insalubridade e Periculosidade
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
Nr – 16
Nr – 16Nr – 16
Nr – 16
 
Palestra Proteção auditiva
Palestra Proteção auditivaPalestra Proteção auditiva
Palestra Proteção auditiva
 
Manual de Segurança no Trabalho - resumido
Manual de Segurança no Trabalho - resumidoManual de Segurança no Trabalho - resumido
Manual de Segurança no Trabalho - resumido
 
Prevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de TrabalhoPrevenção de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
Acidente do trabalho e doenças ocupacionais
Acidente do trabalho e doenças ocupacionaisAcidente do trabalho e doenças ocupacionais
Acidente do trabalho e doenças ocupacionais
 
Manual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalhoManual higiene e segurança no trabalho
Manual higiene e segurança no trabalho
 
Nr – 17
Nr – 17Nr – 17
Nr – 17
 
Modelo de PGR.pdf
Modelo de PGR.pdfModelo de PGR.pdf
Modelo de PGR.pdf
 
Higiene, saúde e segurança do trabalho
Higiene, saúde e segurança do trabalhoHigiene, saúde e segurança do trabalho
Higiene, saúde e segurança do trabalho
 
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
Acidente de trabalho - Causas, Consequências e Prevenção.
 
Treinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeiraTreinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeira
 
Aula 6 epc
Aula 6   epcAula 6   epc
Aula 6 epc
 
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)
Nr 36 apresentação - padrão - workshop (1)
 

Semelhante a Riscos ambientais térmicos

Semelhante a Riscos ambientais térmicos (20)

Slide Temperaturas Extremas
Slide Temperaturas ExtremasSlide Temperaturas Extremas
Slide Temperaturas Extremas
 
temperaturas extremas
temperaturas extremastemperaturas extremas
temperaturas extremas
 
Febre 2014
Febre 2014Febre 2014
Febre 2014
 
Hipotermia e hipertermia
Hipotermia e hipertermiaHipotermia e hipertermia
Hipotermia e hipertermia
 
Apostila de saude ocupacional
Apostila de saude ocupacionalApostila de saude ocupacional
Apostila de saude ocupacional
 
Termorregulação - Fisiologia
Termorregulação - FisiologiaTermorregulação - Fisiologia
Termorregulação - Fisiologia
 
Hegiene ocupacional calor e frio
Hegiene ocupacional calor e frioHegiene ocupacional calor e frio
Hegiene ocupacional calor e frio
 
Doencas causadas pelo_calor
Doencas causadas pelo_calorDoencas causadas pelo_calor
Doencas causadas pelo_calor
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
 
Aula agente fisico calor
Aula agente fisico calorAula agente fisico calor
Aula agente fisico calor
 
AGENTES DE RISCO FÍSICO- AULA 2.pptx
AGENTES DE RISCO FÍSICO- AULA 2.pptxAGENTES DE RISCO FÍSICO- AULA 2.pptx
AGENTES DE RISCO FÍSICO- AULA 2.pptx
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
 
382
382382
382
 
Calor possebon-2 (1)
Calor possebon-2 (1)Calor possebon-2 (1)
Calor possebon-2 (1)
 
Aula 10 termoterapia e crioterapia
Aula 10  termoterapia e crioterapiaAula 10  termoterapia e crioterapia
Aula 10 termoterapia e crioterapia
 
4 queimad e insolaça
4  queimad e insolaça4  queimad e insolaça
4 queimad e insolaça
 
termorregulação_2018.pdf
termorregulação_2018.pdftermorregulação_2018.pdf
termorregulação_2018.pdf
 
Trabalho em Camara fria.ppt
Trabalho em Camara fria.pptTrabalho em Camara fria.ppt
Trabalho em Camara fria.ppt
 
Seminario febre
Seminario febreSeminario febre
Seminario febre
 
Termoterapia
TermoterapiaTermoterapia
Termoterapia
 

Mais de isabelourenco

Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoRiscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoisabelourenco
 
Stress no local de trabalho
Stress no local de trabalhoStress no local de trabalho
Stress no local de trabalhoisabelourenco
 
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoRiscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoisabelourenco
 
Riscos associados a electricidade
Riscos associados a electricidadeRiscos associados a electricidade
Riscos associados a electricidadeisabelourenco
 
Risco de incêndio e explosão
Risco de incêndio e explosãoRisco de incêndio e explosão
Risco de incêndio e explosãoisabelourenco
 
Riscos profissionais i
Riscos profissionais iRiscos profissionais i
Riscos profissionais iisabelourenco
 
Utilizações da Genética
Utilizações da GenéticaUtilizações da Genética
Utilizações da Genéticaisabelourenco
 
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeos
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeosHereditariedade dos Grupos SanguíNeos
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeosisabelourenco
 
Hereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhosHereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhosisabelourenco
 

Mais de isabelourenco (14)

Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoRiscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
 
Stress no local de trabalho
Stress no local de trabalhoStress no local de trabalho
Stress no local de trabalho
 
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalhoRiscos associados à iluminação nos locais de trabalho
Riscos associados à iluminação nos locais de trabalho
 
Riscos associados a electricidade
Riscos associados a electricidadeRiscos associados a electricidade
Riscos associados a electricidade
 
Risco de incêndio e explosão
Risco de incêndio e explosãoRisco de incêndio e explosão
Risco de incêndio e explosão
 
Riscos profissionais i
Riscos profissionais iRiscos profissionais i
Riscos profissionais i
 
Viver No EspaçO
Viver No EspaçOViver No EspaçO
Viver No EspaçO
 
Foi Há 40 Anos
Foi Há 40 AnosFoi Há 40 Anos
Foi Há 40 Anos
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Utilizações da Genética
Utilizações da GenéticaUtilizações da Genética
Utilizações da Genética
 
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeos
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeosHereditariedade dos Grupos SanguíNeos
Hereditariedade dos Grupos SanguíNeos
 
O Material Genetico
O Material GeneticoO Material Genetico
O Material Genetico
 
Hereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhosHereditariedade da cor dos olhos
Hereditariedade da cor dos olhos
 

Último

Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 

Riscos ambientais térmicos

  • 1. RISCOS ASSOCIADOS AO AMBIENTE TÉRMICO E.B. 2,3 António Bento Franco – Ericeira HSST - Prof.ª Isabel Lourenço
  • 2. Conforto térmico  O ambiente térmico pode ser definido como o conjunto dos factores térmicos ou meteorológicos no local de trabalho, que influenciam as trocas de calor entre o meio e o organismo humano, sendo de extrema importância para a saúde e bem-estar.   Para sentir conforto térmico a temperatura deve situar-se entre os 21°C e os 26°C   Outros factores podem afectar o conforto térmico: - a humidade relativa do ar (deve estar entre os 55% a 65%); - a velocidade do ar (deve ser cerca de 0,12 m/s); - o nível da actividade do indivíduo; - a resistência térmica das roupas.
  • 3. Classificação dos ambientes térmicos  Quentes: fundições, fornos cerâmicos, padarias, …  Frios: armazéns frigoríficos, atividades piscatórias, …  Neutros: escritórios, …  Os problemas normalmente ocorrem em ambientes frios ou quentes e são mais graves quando estes dois ambientes se combinam.
  • 4. Reacção do corpo  Frio Quente Situação normal “Pele de galinha” Transpiração Tremor Sede Redução da circulação Aumento da circulação sanguínea superficial sanguínea superficial (pele + roxa) (pele + vermelha) Muito frio Muito quente Stress térmico Redução da destreza e da Redução da capacidade força muscular Frieiras Desidratação Enregelamento Tonturas e desmaios Hipotermia Golpe de calor
  • 5. Hipotermia  A hipotermia é uma temperatura corporal anormalmente baixa, ocorre quando o corpo perde calor mais rapidamente do que leva a queimar energia para o repor.  Sintomas:  movimentos lentos e entorpecidos  tempo de reacção mais lento  mente turva, pensamento sem clareza, alucinações  as pessoas podem cair, andar sem destino fixo ou até deitar-se para descansar e até morrer  Urgência: até que seja levada ao hospital a vítima deve vestir roupa seca e aconchegante, tomar bebidas quentes ou embrulhar- se numa manta seca e quente ou até num saco-cama com outra pessoa
  • 6. Golpe de calor  O golpe de calor é uma doença que pode pôr a vida em perigo, que deriva de uma prolongada exposição ao calor e na qual uma pessoa não pode suar o suficiente para fazer descer a sua temperatura corporal.  Sintomas:  Sinais que antecedem: dor de cabeça, vertigens, fadiga  Sudação diminui  Pele quente, avermelhada e seca  Ritmo cardiaco acelerado (160/180 pulsações por minuto)  Temperatura corporal aumenta (40C, “fogo interior”)  Pode provocar lesão permanente dos órgãos e ser fatal  Urgência: até que seja levada ao hospital a vítima deve ser envolvida com água e arrefecida (lençóis molhados, banheira com água fria ou até gelo)
  • 7. Medidas de prevenção  Ambientes de calor Ambientes muito frios intenso Construtivas •Ventilação natural ou •Isolamento de fonte de artificial (de acordo com o nº calor de trabalhadores, tipo de •Isolamento térmico das equipamentos e máquinas, paredes e coberturas exposição à radiação solar, humidade relativa, etc.) Organizacionais •Pausas para •Pausas para repouso/turnos repouso/turnos •Reposição hídrica •Uma boa alimentação adequada Protecção •Usar roupas e óculos •Uso de roupas e óculos individual adequados no caso de calor adequados por radiação •Isolar-se de fontes de calor