SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
BRASIL: FUGA DA CORTE
Prof. Douglas Barraqui
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 Contexto externo:
- Era napoleônica (1799-1815)
INGLATERRA X FRANÇA
- Bloqueio Continental
- Laços econômicos entre
Portugal e Inglaterra
O Imperador Napoleão em seus
estudos em Tulherias, de
Jacques-Louis David.
O primeiro-cônsul
Napoleão cruzando os
Alpes no passo de
Grande São Bernardo,
por Jacques-Louis
David,
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
Dom João VI de Portugal, era o
príncipe regente de Portugal
•D. Maria I de Portugal "a Louca”
•Filha de El-Rei José I, perseguidor
dos Jesuítas,
•Dr. Willis, psiquiatra e médico real
de Jorge III
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 D. João VI era casado com Carlota
Joaquina (confinada no Palácio de
Queluz por tramar tirar o poder do
marido)
 “[...]seus cabelos sujos e revoltos,
seus lábios muito finos e arroxeados
adornados por um buço espesso,
seus dentes desiguais como a flauta
de Pã [...] Não podia convencer-me
de que ela era uma mulher e,
entretanto, sabia de fatos nessa
época que provavam fartamente o
contrário". Palavras da duquesa de
Abrantes, Laura Junot
 Inimigos afirmavam que
somente cinco dos seus
nove filhos eram filhos de
Dom João VI, já que
Carlota Joaquina era uma
ninfomaníaca.
 Sonhava em ser a
regente de todas as
Américas;
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 D. João VI desacata o
Bloqueio Continental,
 Napoleão manda
tropas,lideradas pelo
General Junot para
Portugal;
 Ingleses se propuseram
ajudar Portugal em um
antigo plano, o de transferir
a corte para o Brasil
Jean-Andoche Junot
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 1 de novembro chega um
recado a D. João VI: “Se
Portugal não fizer o que
quero, a Casa de Bragança
não reinara mais na Europa
dentro de dois meses”.
 Antes de partir D. João
assina acordo com a
Inglaterra prometendo abrir
os portos do Brasil
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 No Cais do Rio Tejo o povo
português acompanhava o
embarque da família real e quase
15 mil pessoas entre
nobres,militares, juízes e
serviçais. Além de muita
bagagem: roupas, jóias e animais.
O próprio D. João levou metade
do dinheiro em circulação em
Portugal, 80 milhões de cruzados.
 “Mais devagar! Vão pensar que
estamos fugindo” Teria dito D.
Maria “a louca”
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 Dia 29 de novembro de 1807
cerca de 50 mil soldados
liderados pelo general Junot
Chegam a Cidade do Porto
(Lisboa).
 Quatro navios da marinha inglesa
lideradas pelo almirante Sydney
Smith escoltaram a família real
portuguesa;
 Conta-se que as naus de D. João
ainda eram vistas no horizonte
quando as tropas de Napoleão
entraram em Lisboa
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 Os fortes ventos
empurraram os navios para
o norte;
 Três dias depois deram
continuidade a viagem para
o Sul.
 Ao chegarem nas Ilhas uma
tempestade separou os
navios
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 Ao fim de dezembro uma
calmaria, na altura do
Equador, paralisa as
embarcações; (para
percorrer 30 léguas as naus
demoram 10 dias)
1 légua = 6.600 metros
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 17 de janeiro de 1808 a nau
Medusa atraca em Recife
com problemas no casco;
 Três dias antes outra
comitiva já havia alcançado
o Rio de Janeiro;
 No dia 22 de janeiro, após
54 dias no mar, o príncipe
chega em Salvador, onde
ficaram por 36 dias.
A FUGA DA CORTE
PORTUGUESA
 7 de março de 1808, pela
tarde, a comitiva de D. João
VI chega no Rio de Janeiro;
 Os festejos duraram 9
noites;
Principais Medidas tomadas por
D. João VI:
 Abertura dos portos aos países amigos de
Portugal.
 Tratado de Aliança, Amizade, Navegação e
Comércio com Inglaterra;
15% Inglaterra
16% Portugal
24% outros países
Principais Medidas tomadas por
D. João VI:
 Estímulo ao estabelecimento de indústrias
no Brasil,
 Construção de estradas,
 Reformas em portos,
 Criação do Banco do Brasil
 Criação da Casa da Moeda
 Instalação da Junta de Comércio.
Principais Medidas tomadas por
D. João VI:
 O rei trouxe a Missão Francesa para o Brasil,
 Estimulou o desenvolvimento das artes em nosso
país.
 Criou o Museu Nacional,
 Biblioteca Real,
 Jardim Botânico
 Escola Real de Artes
 Observatório Astronômico.
 Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e em
Salvador
Museu Nacional
Biblioteca Real
Jardim Botânico
Referências:
 ABUD, K. M.; SILVA, A. C. M.; ALVES, R.
C. Ensino de História. São Paulo: Cengage
Learning, 2010 (Coleção Ideias em ação).
 Projeto Teláris, Editora Abril 8º ano.
 Projeto Araribá, Editora Moderna 8º ano.
 GOMES, Laurentino. 1808: como uma rainha
louca, um príncipe medroso e uma corte
corrupta enganaram Napoleão e mudaram a
História de Portugal e do Brasil. São Paulo:
Planeta do Brasil, 2007. 414 p.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Isaquel Silva
 
Revolução russa slide
Revolução russa slideRevolução russa slide
Revolução russa slideIsabel Aguiar
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilGeová da Silva
 
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil Isabela Espíndola
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joaninodmflores21
 
A economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasilA economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasilRogerio Alves
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteValéria Shoujofan
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasilMarco Santos
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européiaedna2
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilCristianerocharibas
 
Colonização da América Espanhola
Colonização da América EspanholaColonização da América Espanhola
Colonização da América EspanholaEdenilson Morais
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesaeiprofessor
 

Mais procurados (20)

Governo Collor
Governo Collor Governo Collor
Governo Collor
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Revolução russa slide
Revolução russa slideRevolução russa slide
Revolução russa slide
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Invasão Holandesa
Invasão HolandesaInvasão Holandesa
Invasão Holandesa
 
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
Aula cfgv - A vinda da família real para o Brasil
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
 
Brasil Período Joanino
Brasil Período JoaninoBrasil Período Joanino
Brasil Período Joanino
 
A economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasilA economia açucareira no brasil
A economia açucareira no brasil
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Brasil Holandês
Brasil HolandêsBrasil Holandês
Brasil Holandês
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Colonização da América Espanhola
Colonização da América EspanholaColonização da América Espanhola
Colonização da América Espanhola
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 

Destaque

Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraDouglas Barraqui
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?Douglas Barraqui
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasDouglas Barraqui
 
2M4 G3 - Fase D João VI
2M4 G3 - Fase D João VI 2M4 G3 - Fase D João VI
2M4 G3 - Fase D João VI Valesca Defante
 
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013Douglas Barraqui
 
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINAHIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINADouglas Barraqui
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilhistoriando
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalDouglas Barraqui
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaDouglas Barraqui
 

Destaque (20)

Mundo árabe
Mundo árabeMundo árabe
Mundo árabe
 
SEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRASEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRA
 
Governos democráticos
Governos democráticosGovernos democráticos
Governos democráticos
 
A família Real Portuguesa no Brasil
A família Real Portuguesa no BrasilA família Real Portuguesa no Brasil
A família Real Portuguesa no Brasil
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 
2M4 G3 - Fase D João VI
2M4 G3 - Fase D João VI 2M4 G3 - Fase D João VI
2M4 G3 - Fase D João VI
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
 
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINAHIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
 
Processo de independência
Processo de independênciaProcesso de independência
Processo de independência
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humana
 

Semelhante a Fuga da corte portuguesa para o Brasil

A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptcarloshistoriador
 
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptcarloshistoriador
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilhistoriando
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilhistoriando
 
O período joanino 1
O período joanino   1O período joanino   1
O período joanino 1felipe_paes
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilNelia Salles Nantes
 
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império Português
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império PortuguêsHISTÓRIA: De Colônia à sede do Império Português
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império PortuguêsBlogSJuniinho
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilNelia Salles Nantes
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilNelia Salles Nantes
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilNelia Salles Nantes
 
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptx
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptxA Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptx
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptxDANILOARAUJOSANTANA
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilBrunno Andrade
 
Resumos Para O Teste
Resumos Para O TesteResumos Para O Teste
Resumos Para O Testejdlimaaear
 
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptBrandoneLeeOficial
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808ProfessoresColeguium
 
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasilChegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasilFelipe de Souza
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilPORTAL69
 
Crise o império Português e União Ibérica.pptx
Crise o império Português e União Ibérica.pptxCrise o império Português e União Ibérica.pptx
Crise o império Português e União Ibérica.pptxConceio10
 
Resumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realResumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realJanine Schwartz
 
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.ppt
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.pptD. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.ppt
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.pptCarlosNunes251270
 

Semelhante a Fuga da corte portuguesa para o Brasil (20)

A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
 
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
O período joanino 1
O período joanino   1O período joanino   1
O período joanino 1
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império Português
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império PortuguêsHISTÓRIA: De Colônia à sede do Império Português
HISTÓRIA: De Colônia à sede do Império Português
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptx
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptxA Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptx
A Corte Portuguesa no Novo Mundo.pptx
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasil
 
Resumos Para O Teste
Resumos Para O TesteResumos Para O Teste
Resumos Para O Teste
 
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.pptA Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
A Corte portuguesa no Brasil o Reino Unido.ppt
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808
 
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasilChegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
Chegada da Família Real – início do processo de independência do brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Crise o império Português e União Ibérica.pptx
Crise o império Português e União Ibérica.pptxCrise o império Português e União Ibérica.pptx
Crise o império Português e União Ibérica.pptx
 
Resumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família realResumo sobre a vinda da família real
Resumo sobre a vinda da família real
 
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.ppt
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.pptD. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.ppt
D. João VI no Brasil – Início do Processo de Independência do Brasil.ppt
 

Mais de Douglas Barraqui

FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?Douglas Barraqui
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLADouglas Barraqui
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADEDouglas Barraqui
 
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃOA BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃODouglas Barraqui
 
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGAOS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGADouglas Barraqui
 
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASFORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASDouglas Barraqui
 
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERSOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERDouglas Barraqui
 
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALMÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALDouglas Barraqui
 
História da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaHistória da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaDouglas Barraqui
 
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãRevolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãDouglas Barraqui
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilDouglas Barraqui
 
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaReleitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaDouglas Barraqui
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDouglas Barraqui
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaDouglas Barraqui
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisDouglas Barraqui
 
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico   revolução agrícola e as primeiras cidadesNeolítico   revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidadesDouglas Barraqui
 

Mais de Douglas Barraqui (20)

FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
 
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃOA BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
 
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGAOS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
 
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASFORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
 
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERSOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALMÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
História da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaHistória da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônica
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãRevolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaReleitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico   revolução agrícola e as primeiras cidadesNeolítico   revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
 

Fuga da corte portuguesa para o Brasil

  • 1. BRASIL: FUGA DA CORTE Prof. Douglas Barraqui
  • 2. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  Contexto externo: - Era napoleônica (1799-1815) INGLATERRA X FRANÇA - Bloqueio Continental - Laços econômicos entre Portugal e Inglaterra O Imperador Napoleão em seus estudos em Tulherias, de Jacques-Louis David.
  • 3. O primeiro-cônsul Napoleão cruzando os Alpes no passo de Grande São Bernardo, por Jacques-Louis David,
  • 4. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA Dom João VI de Portugal, era o príncipe regente de Portugal •D. Maria I de Portugal "a Louca” •Filha de El-Rei José I, perseguidor dos Jesuítas, •Dr. Willis, psiquiatra e médico real de Jorge III
  • 5. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  D. João VI era casado com Carlota Joaquina (confinada no Palácio de Queluz por tramar tirar o poder do marido)  “[...]seus cabelos sujos e revoltos, seus lábios muito finos e arroxeados adornados por um buço espesso, seus dentes desiguais como a flauta de Pã [...] Não podia convencer-me de que ela era uma mulher e, entretanto, sabia de fatos nessa época que provavam fartamente o contrário". Palavras da duquesa de Abrantes, Laura Junot
  • 6.  Inimigos afirmavam que somente cinco dos seus nove filhos eram filhos de Dom João VI, já que Carlota Joaquina era uma ninfomaníaca.  Sonhava em ser a regente de todas as Américas;
  • 7. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  D. João VI desacata o Bloqueio Continental,  Napoleão manda tropas,lideradas pelo General Junot para Portugal;  Ingleses se propuseram ajudar Portugal em um antigo plano, o de transferir a corte para o Brasil Jean-Andoche Junot
  • 8. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  1 de novembro chega um recado a D. João VI: “Se Portugal não fizer o que quero, a Casa de Bragança não reinara mais na Europa dentro de dois meses”.  Antes de partir D. João assina acordo com a Inglaterra prometendo abrir os portos do Brasil
  • 9. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  No Cais do Rio Tejo o povo português acompanhava o embarque da família real e quase 15 mil pessoas entre nobres,militares, juízes e serviçais. Além de muita bagagem: roupas, jóias e animais. O próprio D. João levou metade do dinheiro em circulação em Portugal, 80 milhões de cruzados.  “Mais devagar! Vão pensar que estamos fugindo” Teria dito D. Maria “a louca”
  • 10. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  Dia 29 de novembro de 1807 cerca de 50 mil soldados liderados pelo general Junot Chegam a Cidade do Porto (Lisboa).  Quatro navios da marinha inglesa lideradas pelo almirante Sydney Smith escoltaram a família real portuguesa;  Conta-se que as naus de D. João ainda eram vistas no horizonte quando as tropas de Napoleão entraram em Lisboa
  • 11. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  Os fortes ventos empurraram os navios para o norte;  Três dias depois deram continuidade a viagem para o Sul.  Ao chegarem nas Ilhas uma tempestade separou os navios
  • 12. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  Ao fim de dezembro uma calmaria, na altura do Equador, paralisa as embarcações; (para percorrer 30 léguas as naus demoram 10 dias) 1 légua = 6.600 metros
  • 13. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  17 de janeiro de 1808 a nau Medusa atraca em Recife com problemas no casco;  Três dias antes outra comitiva já havia alcançado o Rio de Janeiro;  No dia 22 de janeiro, após 54 dias no mar, o príncipe chega em Salvador, onde ficaram por 36 dias.
  • 14. A FUGA DA CORTE PORTUGUESA  7 de março de 1808, pela tarde, a comitiva de D. João VI chega no Rio de Janeiro;  Os festejos duraram 9 noites;
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. Principais Medidas tomadas por D. João VI:  Abertura dos portos aos países amigos de Portugal.  Tratado de Aliança, Amizade, Navegação e Comércio com Inglaterra; 15% Inglaterra 16% Portugal 24% outros países
  • 19. Principais Medidas tomadas por D. João VI:  Estímulo ao estabelecimento de indústrias no Brasil,  Construção de estradas,  Reformas em portos,  Criação do Banco do Brasil  Criação da Casa da Moeda  Instalação da Junta de Comércio.
  • 20. Principais Medidas tomadas por D. João VI:  O rei trouxe a Missão Francesa para o Brasil,  Estimulou o desenvolvimento das artes em nosso país.  Criou o Museu Nacional,  Biblioteca Real,  Jardim Botânico  Escola Real de Artes  Observatório Astronômico.  Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e em Salvador
  • 24.
  • 25. Referências:  ABUD, K. M.; SILVA, A. C. M.; ALVES, R. C. Ensino de História. São Paulo: Cengage Learning, 2010 (Coleção Ideias em ação).  Projeto Teláris, Editora Abril 8º ano.  Projeto Araribá, Editora Moderna 8º ano.  GOMES, Laurentino. 1808: como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil. São Paulo: Planeta do Brasil, 2007. 414 p.