SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
Prof. Douglas Barraqui
O QUE HÁ EM COMUM ENTRE
AS PALAVRAS ABAIXO:
Beduínos – habitante do deserto
Caravanas
 Religião

Politeísta;
 Meca cidade

religiosa mais
importante;
Abū al-Qāsim Muḥ ammad ibn Abd Allāh ibn Abd al-Mu ṭṭ alib ibn Hāshim

 570 d.C. Nasceu

Muhamad (Maomé);

 Pertencia ao clã

Hachim;

 Tribo Coraixita;
 Pobre e orfão,

Maomé foi criado
pelo avô;

 596 casou-se com

Cadidja (Viúva
muito rica);
 Aos 40 anos passou a

viver como eremita;
 Meditava, orava e

refletia nas Cavernas
do Monte Hira;
 Ao pregar em Meca,

Maomé e seu seguidores
foram perseguidos;

 Maomé e seus seguidores

fugiram para Yatreb –
(passou a se chamar
Medina – Cidade do
profeta);

 O episódio da fuga de

Maomé é conhecido como
Hégira (marca o início do
calendário muçulmano)

 Em Medina Maomé

organizou uma primeira
comunidade baseada nos
princípios do que viria a
ser o Islã (Submissão a
Deus)
Maomé
conseguiu unificar
o povo árabe;
Costumes, modo
de vida, leis,
casamento e
organização das
comunidades
passou a ser
praticada segundo
o Corão (Livro
Sagrado do
Islamismo)
 Jihad (esforço
e caminho até
Deus)

A ascensão de Maomé ao céu
Arábia na época de Maomé (622-632)
Primeiras conquistas árabes (até 681)
Conquistas posteriores (até 750)
Limite máximo da entrada dos árabes
(732)
Legado da Civilização Islâmica
 Matemática:
- (0-9) números arábicos –

desenvolvimento da álgebra
e a aritmética
Legado da Civilização Islâmica

 Química:
- Álcool, sabão, extração do

mercúrio, vidro, ácidos e
esmalte;
Legado da Civilização Islâmica
 Medicina:
- Concepção de higiene;
- Farmacologia –

desenvolvimento de
remédios e estudo das
propriedades químicas e de
como elas atuam no corpo
humano;
- Desenvolvimento de vacinas;
(árabes foram os primeiros a
controlar a varíola)

Lepra e bisturi árabe
Legado da Civilização Islâmica
 Literatura:
- Difusão da língua árabe;
- Alcorão;

- “As mil e uma noites”
ArquiteturA ÁrAbe

Mesquita de Süleymaniye (Istambul)
Interior da Mesquita Azul
Mesquita de Yeni ou Mesquita Nova vista
da Ponte de Gálata.
MESQUITA DO SULTAN AHMED - Istambul
MESQUITA DE FAISAL - Islamabad
País -Paquistão
Cinco pilares do Islã
 Chahada

O primeiro pilar do islã é a
profissão de fé. Suas palavras
proclamam a unidade de Deus e a
importância do Profeta:

O símbolo do Islã, muito
comum no Oriente e em
alguns países do Ocidente, é
a
Lua
Crescente
que
representa o calendário lunar
que é regente das vidas
religiosas e seus principais
rituais.

"Só há um Deus e Maomé é o Seu
profeta".
A chahada é o testemunho da fé
islâmica e condição básica para a
conversão - ao recitar com
sinceridade essas palavras, o fiel
prova sua aceitação da fé.
Cinco pilares do Islã
 Salat

O salat (prece ritual) é o
segundo pilar do islã.
Um muçulmano deve orar cinco
vezes ao dia voltado para
Meca.
A oração em comum, Jum'a,
tem lugar na mesquita toda
sexta-feira à tarde. Os
horários do salat são
anunciados pelo almuadem na
mesquita.
Cinco pilares do Islã
 Zakat

Os muçulmanos são obrigados a
ajudar os necessitados assim
devem dar esmolas. Isso é
conhecido como zakat, ou
purificação, o terceiro pilar do
islã.
Ele implica a noção de que Deus
pode ser venerado
indiretamente ao mostrar
gratidão por seus favores.
Cinco pilares do Islã
 Sawn

O jejum, ou sawm, é o quarto
pilar do islã. Ele é praticado
durante o ramadã, nono mês
do ano lunar.
Os muçulmanos não devem comer
nem beber do amanhecer até
o fim da tarde.
O jejum é quebrado ao
anoitecer, em geral com
tâmaras e água, antes de se
fazer uma ceia em casa.
Cinco pilares do Islã
 Hadj

Os muçulmanos que têm
condições para isso devem
fazer o hadj, ou peregrinação
a Meca, ao menos uma vez
na vida.

 Esse é o quinto pilar do islã.
 É realizado no décimo

segundo mês do ano,
conhecido como dhu al-hijja.
Os peregrinos vestem roupas
brancas sem costura
(ihrams), também usadas
como mortalhas.
Violência contra a mulher no
mundo Islâmico
A história de Bibi Aisha
doze anos de idade ela e uma irmã mais
nova foram entregue para um
comandante do Taliban uma guerrilha
fundamentalista islâmica, 
Seu  marido e sua família eram muitos
violentos então ela fugiu de volta para
casa,  porem um dia milicianos talibans
foram a casa de Bibi exigindo a sua
punição por ter abandonado o marido. Na
cultura pashtun, quando um homem se
envergonha da mulher usa a expressão
“perdeu o nariz”, vem daí o seu castigo.
Referências:
 CAPELLARI, Marcos Alexandre; NOGUEIRA, Fausto Henrique

Gomes. História: ser protagonista - Volume único. Ensino Médio.
1ª Ed. São Paulo: SM. 2010.
 COTRIM, Gilberto. História Global – Brasil e Geral. Volume
Único. Ensino Médio. 8ª Ed. São Paulo: Saraiva 2005.
 Projeto Araribá: História – 7º ano. /Obra coletiva/ São Paulo:
Editora Moderna, 2010. Editora Responsável: Maria Raquel
Apolinário Melani.
 AZEVEDO, Gislane Campos; SERIACOPI, Reinaldo. Projeto
Teláris: história 7º ano. São Paulo: Ática, 1º ed., 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Islamismo
Islamismo Islamismo
Islamismo
 
Reinos africanos
Reinos africanosReinos africanos
Reinos africanos
 
Povos nativos da América.
Povos nativos da América.Povos nativos da América.
Povos nativos da América.
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Incas , astecas e maias
Incas , astecas e maiasIncas , astecas e maias
Incas , astecas e maias
 
Primeira republica
Primeira republicaPrimeira republica
Primeira republica
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
renascimento cultural 7º ano
  renascimento cultural 7º ano  renascimento cultural 7º ano
renascimento cultural 7º ano
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
Conjuração Baiana
Conjuração BaianaConjuração Baiana
Conjuração Baiana
 
Cultura Medieval
Cultura Medieval Cultura Medieval
Cultura Medieval
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Ditaduras na América Latina - Resumo
Ditaduras na América Latina - ResumoDitaduras na América Latina - Resumo
Ditaduras na América Latina - Resumo
 
Escravidão africana no brasil
Escravidão africana no brasilEscravidão africana no brasil
Escravidão africana no brasil
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 

Destaque

Civilização árabe
Civilização árabeCivilização árabe
Civilização árabeElton Zanoni
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalDouglas Barraqui
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?Douglas Barraqui
 
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013Douglas Barraqui
 
Civilização Árabe
Civilização ÁrabeCivilização Árabe
Civilização ÁrabeJoão Marcelo
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraDouglas Barraqui
 
História idade média arábes
História idade média arábesHistória idade média arábes
História idade média arábesGiorgia Marrone
 
As origens e a expansão do islamismo
As origens e a expansão do islamismoAs origens e a expansão do islamismo
As origens e a expansão do islamismoLucas Degiovani
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaDouglas Barraqui
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDouglas Barraqui
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasDouglas Barraqui
 

Destaque (20)

1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe 1º ano - Civilização Árabe
1º ano - Civilização Árabe
 
Civilização árabe
Civilização árabeCivilização árabe
Civilização árabe
 
Brasil fuga da corte
Brasil fuga da corteBrasil fuga da corte
Brasil fuga da corte
 
Cultura Arabe
Cultura ArabeCultura Arabe
Cultura Arabe
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudalCrise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
Crise do feudalismo: as transformações no sistema feudal
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
SEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRASEGUNDA GRANDE GUERRA
SEGUNDA GRANDE GUERRA
 
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
PERÍODO DEMOCRÁTICO DA HISTÓRIA DO BRASIL 1985 A 2013
 
Governos democráticos
Governos democráticosGovernos democráticos
Governos democráticos
 
Civilização Islâmica
Civilização IslâmicaCivilização Islâmica
Civilização Islâmica
 
Civilização Árabe
Civilização ÁrabeCivilização Árabe
Civilização Árabe
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
História idade média arábes
História idade média arábesHistória idade média arábes
História idade média arábes
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
As origens e a expansão do islamismo
As origens e a expansão do islamismoAs origens e a expansão do islamismo
As origens e a expansão do islamismo
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humana
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 

Semelhante a Mundo árabe (20)

O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
 
Islamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e HeresiasIslamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e Heresias
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕESBREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
BREVE HISTÓRICO DAS RELIGIÕES
 
Os árabes
Os árabesOs árabes
Os árabes
 
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de HistóriaExpansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
ISLAMISMO
ISLAMISMOISLAMISMO
ISLAMISMO
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
Islamismo
Islamismo  Islamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Civilização muçulmana
Civilização muçulmanaCivilização muçulmana
Civilização muçulmana
 
Império islamico
Império islamicoImpério islamico
Império islamico
 
A religião muçulmana
A religião muçulmanaA religião muçulmana
A religião muçulmana
 
Islamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único DeusIslamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único Deus
 
7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo7 ano ul2_islamismo
7 ano ul2_islamismo
 
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
 
Os árabes
Os árabesOs árabes
Os árabes
 

Mais de Douglas Barraqui

FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?Douglas Barraqui
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLADouglas Barraqui
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADEDouglas Barraqui
 
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃOA BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃODouglas Barraqui
 
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGAOS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGADouglas Barraqui
 
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASFORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASDouglas Barraqui
 
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERSOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERDouglas Barraqui
 
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALMÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALDouglas Barraqui
 
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINAHIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINADouglas Barraqui
 
História da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaHistória da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaDouglas Barraqui
 
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãRevolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãDouglas Barraqui
 
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaReleitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaDouglas Barraqui
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaDouglas Barraqui
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisDouglas Barraqui
 

Mais de Douglas Barraqui (20)

FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - MÓDULO 01 - O QUE É O SER HUMANO?
 
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLAINDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
 
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃOA BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
A BUSCA PELA VERDADE: SÓCRATES E PLATÃO
 
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGAOS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
OS PRIMÓRDIOS DA FILOSOFIA GREGA
 
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTASFORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS ABSOLUTISTAS
 
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBERSOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
SOCIOLOGIA - DURKHEIM E WEBER
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIALMÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
MÓDULO 01 – POSITIVISMO E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINAHIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
HIROSHIMA - BIANCA REIS - DARWIN COLATINA
 
História da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônicaHistória da américa anglo saxônica
História da américa anglo saxônica
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do VietnãRevolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
Revolução Socialista na China e a Guerra do Vietnã
 
Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento AvanzaReleitura das obras de Nice Nascimento Avanza
Releitura das obras de Nice Nascimento Avanza
 
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reformaAs Reformas Protestantes e a Contra-reforma
As Reformas Protestantes e a Contra-reforma
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 

Último

Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxalessandraoliveira324
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 

Último (20)

Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 

Mundo árabe

  • 2. O QUE HÁ EM COMUM ENTRE AS PALAVRAS ABAIXO:
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 15.  Religião Politeísta;  Meca cidade religiosa mais importante;
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Abū al-Qāsim Muḥ ammad ibn Abd Allāh ibn Abd al-Mu ṭṭ alib ibn Hāshim  570 d.C. Nasceu Muhamad (Maomé);  Pertencia ao clã Hachim;  Tribo Coraixita;
  • 22.  Pobre e orfão, Maomé foi criado pelo avô;  596 casou-se com Cadidja (Viúva muito rica);
  • 23.  Aos 40 anos passou a viver como eremita;  Meditava, orava e refletia nas Cavernas do Monte Hira;
  • 24.
  • 25.  Ao pregar em Meca, Maomé e seu seguidores foram perseguidos;  Maomé e seus seguidores fugiram para Yatreb – (passou a se chamar Medina – Cidade do profeta);  O episódio da fuga de Maomé é conhecido como Hégira (marca o início do calendário muçulmano)  Em Medina Maomé organizou uma primeira comunidade baseada nos princípios do que viria a ser o Islã (Submissão a Deus)
  • 26. Maomé conseguiu unificar o povo árabe; Costumes, modo de vida, leis, casamento e organização das comunidades passou a ser praticada segundo o Corão (Livro Sagrado do Islamismo)  Jihad (esforço e caminho até Deus) A ascensão de Maomé ao céu
  • 27. Arábia na época de Maomé (622-632) Primeiras conquistas árabes (até 681) Conquistas posteriores (até 750) Limite máximo da entrada dos árabes (732)
  • 28. Legado da Civilização Islâmica  Matemática: - (0-9) números arábicos – desenvolvimento da álgebra e a aritmética
  • 29. Legado da Civilização Islâmica  Química: - Álcool, sabão, extração do mercúrio, vidro, ácidos e esmalte;
  • 30.
  • 31.
  • 32. Legado da Civilização Islâmica  Medicina: - Concepção de higiene; - Farmacologia – desenvolvimento de remédios e estudo das propriedades químicas e de como elas atuam no corpo humano; - Desenvolvimento de vacinas; (árabes foram os primeiros a controlar a varíola) Lepra e bisturi árabe
  • 33. Legado da Civilização Islâmica  Literatura: - Difusão da língua árabe; - Alcorão; - “As mil e uma noites”
  • 34.
  • 35. ArquiteturA ÁrAbe Mesquita de Süleymaniye (Istambul)
  • 37. Mesquita de Yeni ou Mesquita Nova vista da Ponte de Gálata.
  • 38. MESQUITA DO SULTAN AHMED - Istambul
  • 39. MESQUITA DE FAISAL - Islamabad País -Paquistão
  • 40. Cinco pilares do Islã  Chahada O primeiro pilar do islã é a profissão de fé. Suas palavras proclamam a unidade de Deus e a importância do Profeta: O símbolo do Islã, muito comum no Oriente e em alguns países do Ocidente, é a Lua Crescente que representa o calendário lunar que é regente das vidas religiosas e seus principais rituais. "Só há um Deus e Maomé é o Seu profeta". A chahada é o testemunho da fé islâmica e condição básica para a conversão - ao recitar com sinceridade essas palavras, o fiel prova sua aceitação da fé.
  • 41. Cinco pilares do Islã  Salat O salat (prece ritual) é o segundo pilar do islã. Um muçulmano deve orar cinco vezes ao dia voltado para Meca. A oração em comum, Jum'a, tem lugar na mesquita toda sexta-feira à tarde. Os horários do salat são anunciados pelo almuadem na mesquita.
  • 42. Cinco pilares do Islã  Zakat Os muçulmanos são obrigados a ajudar os necessitados assim devem dar esmolas. Isso é conhecido como zakat, ou purificação, o terceiro pilar do islã. Ele implica a noção de que Deus pode ser venerado indiretamente ao mostrar gratidão por seus favores.
  • 43. Cinco pilares do Islã  Sawn O jejum, ou sawm, é o quarto pilar do islã. Ele é praticado durante o ramadã, nono mês do ano lunar. Os muçulmanos não devem comer nem beber do amanhecer até o fim da tarde. O jejum é quebrado ao anoitecer, em geral com tâmaras e água, antes de se fazer uma ceia em casa.
  • 44. Cinco pilares do Islã  Hadj Os muçulmanos que têm condições para isso devem fazer o hadj, ou peregrinação a Meca, ao menos uma vez na vida.  Esse é o quinto pilar do islã.  É realizado no décimo segundo mês do ano, conhecido como dhu al-hijja. Os peregrinos vestem roupas brancas sem costura (ihrams), também usadas como mortalhas.
  • 45. Violência contra a mulher no mundo Islâmico A história de Bibi Aisha doze anos de idade ela e uma irmã mais nova foram entregue para um comandante do Taliban uma guerrilha fundamentalista islâmica,  Seu  marido e sua família eram muitos violentos então ela fugiu de volta para casa,  porem um dia milicianos talibans foram a casa de Bibi exigindo a sua punição por ter abandonado o marido. Na cultura pashtun, quando um homem se envergonha da mulher usa a expressão “perdeu o nariz”, vem daí o seu castigo.
  • 46. Referências:  CAPELLARI, Marcos Alexandre; NOGUEIRA, Fausto Henrique Gomes. História: ser protagonista - Volume único. Ensino Médio. 1ª Ed. São Paulo: SM. 2010.  COTRIM, Gilberto. História Global – Brasil e Geral. Volume Único. Ensino Médio. 8ª Ed. São Paulo: Saraiva 2005.  Projeto Araribá: História – 7º ano. /Obra coletiva/ São Paulo: Editora Moderna, 2010. Editora Responsável: Maria Raquel Apolinário Melani.  AZEVEDO, Gislane Campos; SERIACOPI, Reinaldo. Projeto Teláris: história 7º ano. São Paulo: Ática, 1º ed., 2012.