A mineração no brasil colonial

2.396 visualizações

Publicada em

Ciclo Minerador; Sociedade

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.396
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A mineração no brasil colonial

  1. 1. Prof.ª Marília Pimentel A MINERAÇÃO NO BRASIL COLONIAL
  2. 2. A INTERIORIZAÇÃO DA OCUPAÇÃO COLONIAL
  3. 3. A PECUÁRIA  Necessidade de grandes áreas = fator importante no desbravamento do interior brasileiro;  Trajeto percorrido pelas comitivas, ou tropas de gado Formação de núcleos populacionais (instalação de feiras)  Responsável principalmente pela ocupação de grandes áreas do Sul (Campanha gaúcha) e do Nordeste, áreas no Sudeste( sul de Minas e Campo dos Goitacazes) e no Norte( Ilha de Marajó).
  4. 4. MISSÕES RELIGIOSAS  Também chamadas de reduções ou aldeamentos;  Catequese indígena agricultura, carpintaria.;  Índios aldeados = alvo preferido dos caçadores de escravos(bandeiras);  Para fugir dos ataques, as missões foram deslocadas para lugares distantes da ação das bandeiras.  Situaram-se na região que corresponde atualmente ao estado do Rio Grande do Sul (região entre os rios Apa e Miranda) e à região amazônica (margem do Rio amazonas).
  5. 5. BANDEIRISMO  Surge: Vila de São Paulo de Piratininga (capitania de São Vicente);  Objetivos:  de apresamento ou preação – expedições de caça aos índios;  de prospecção ou mineração – encontrar metais preciosos;  De sertanismo de contrato – combater quilombolas e ííndios rebelados;  de monções – expedições comerciais que saiam de São Paulo e navegavam pelo Rio Tietê em direção ao Centro- Oeste.
  6. 6. NOVOS TRATADOS DE LIMITES A movimentação no interior do continente provocou mudanças na divisão definida em 1494 pelo Tratado de Tordesilhas. Para acertar a nova partilha, foram assinados outros tratados entre Portugal e Espanha:  1º Tratado de Utrecht (1713) : Definiu o Rio Oiapoque como fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa.  2º Tratado de Utrecht (1715): Reafirmava o direito de Portugal sobre a Colônia do Sacramento.
  7. 7.  Tratado de Madri (1750): Estabeleceu o princípio do uti possidetis ( terra pertenceria a quem a tivesse colonizado) Colônia do Sacramento = Espanha; considerou portuguesas as áreas percorridas pelas bandeiras e aquelas onde havia missões religiosas.  Tratado de Santo Ildefonso (1777): Reafirmou a posse da Colônia do Sacramento pela Espanha, que também passava a ter domínio sobre Sete Povos das Missões. Ao norte, ratificava a fronteira marcada pelo Rio Oiapoque.  Tratado de Badajoz (1801): Fim a uma guerra entre Portugal e Espanha, por causa de Sete Povos das Missões (incorporada ao território brasileiro).
  8. 8. A caminho das Gerais, o ouro foi encontrado
  9. 9.  Após recuperar a autonomia em relação à Espanha, Portugal deparou-se com uma grave crise econômica provocada pela falta de recursos para manter as importações.  Pressionado pela crise, o governo metropolitano decidiu incentivar a busca de metais preciosos no Brasil,e, na Segunda metade do século XVII, prometeu vantagens financeiras para quem encontrasse ouro e outras riquezas minerais.
  10. 10.  As bandeiras de prospecção haviam percorrido vários caminhos em busca de metais e, em 1694, a bandeira chefiada por Bartolomeu Bueno da Silva encontrou as jazidas da Serra de Itaberaba, no atual estado de Minas Gerais.
  11. 11. O Bandeirante Borba Gato: Líder dos paulistas na Guerra dos Emboabas.
  12. 12.  A administração aurífera:  Intendência das Minas (1702) – órgão criado por Portugal para administrar a região das minas.  Divisão em lotes (DATAS);  Cobrança de impostos:  Quinto (20%).  Casas de Fundição (1720).  Capitação (1735 – imposto sobre escravos)  100 arroubas anuais (1500kg/ano).  Derrama (cobrança de impostos atrasados).  Submissão de Portugal aos interesses ingleses: Tratado de Methuen (1703) – acordo panos e vinhos.
  13. 13. Mudanças do Brasil a partir da descoberta de ouro: Aumento populacional. Aumento do mercado interno. Integração econômica. Integração do sul (gado). Deslocamento do eixo econômico (NE – SE). Mudança da capital (RJ – 1763). Interiorização. Urbanização (Vila Rica, Mariana, Sabará, Diamantina...). Surgimento de classe média urbana. Mobilidade social relativa.
  14. 14.  A arte na época do ouro:  Estilo barroco.  Obras de caráter religioso.  Antônio Francisco Lisboa – O Aleijadinho (maior representante).
  15. 15. Mudanças do Brasil a partir da descoberta de ouro: Aumento populacional. Aumento do mercado interno. Integração econômica. Integração do sul (gado). Deslocamento do eixo econômico (NE – SE). Mudança da capital (RJ – 1763). Interiorização. Urbanização (Vila Rica, Mariana, Sabará, Diamantina...). Surgimento de classe média urbana. Mobilidade social relativa.
  16. 16.  Aumento do escravismo.
  17. 17. BILBIOGRAFIA

×