SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
União Ibérica e  Invasão Holandesa TELA MOSTRA A BATALHA DE GUARARAPES DE 1648
MORTE DE D. SEBASTIÃO, REI DE PORTUGAL BATALHA DE ALKACER-KIBIR, NA ÁFRICA EM 1578 MORREU D. SEBASTIÃO SEM DEIXAR UM HERDEIRO.  NA BRIGA PELO TRONO ASSUMIU SEU PARENTE FILIPE II, REI DA ESPANHA, CONCRETIZANDO A  UNIÃO IBÉRICA,  EM 1580.  D. SEBASTIÃO ATENÇÃO : PELO “ JURAMENTO DE TOMAR ”, FILIPE II ACEITOU MANTER A ESTRUTURA POLÍTICA DE PORTUGAL QUE NÃO SOFREU ALTERAÇÕES COM A UNIÃO IBÉRICA.  FILIPE II
A ESPANHA ESTAVA NO  AUGE  DE SEU VASTO IMPÉRIO. DOMINAVA DE “ ONDE O SOL NASCE ATÉ ONDE O SOL SE PÕE ”. A EXPLORAÇÃO DE SUAS COLÔNIAS NA AMÉRICA LHE DEU TONELADAS DE METAIS PRECIOSOS.
NA EUROPA, A ESPANHA DOMINAVA VÁRIAS REGIÕES, INCLUINDO A HOLANDA, MAS NO FINAL DO SÉCULO XVI COMEÇOU A SUA  DECADÊNCIA .  TRÊS FATORES LEVARIAM A ISSO, E É O QUE VOCÊ VERÁ NAS 3 TELAS SEGUINTES.
A ESPANHA EXPLOROU SUAS COLÔNIAS AO MÁXIMO. NO FIM DO SÉCULO XVI, COMEÇOU O  ESGOTAMENTO DOS METAIS PRECIOSOS  DO MÉXICO, BOLÍVIA E PERU.  TONELADAS DE METAIS PRECIOSOS QUE ÍAM PARA A ESPANHA ALÉM DISSO SUA  PRODUÇÃO MANUFATUREIRA ERA INEXPRESSIVA  LHE TORNANDO DEPENDENTE E DEVEDORA DOS PAÍSES PRODUTORES.
TAMBÉM ENFRENTAVA  CONSTANTES CONFLITOS , A EXEMPLO DA INGLATERRA, QUE LHE IMPÔS A DERROTA DA “ INVENCÍVEL ARMADA ”, EM 1588. CADA CONFLITO OS GASTOS ERAM EXORBITANTES. INVENCÍVEL ARMADA  X  INGLATERRA EM 1588 O FILME “ELIZABETH – A ÉPOCA DE OURO” MOSTRA ESSE CONFLITO
A  INQUISIÇÃO  NA ESPANHA PERSEGUIU HEREGES, PROVOCANDO A FUGA EM MASSA DE JUDEUS QUE ABANDONARAM O PAÍS ABALANDO A SUA ECONOMIA. A TELA MOSTRA UM LOCAL DE TORTURA DA INQUISIÇÃO
PORTO DE AMSTERDÃ, NO SÉCULO XVII QUE MOVIMENTAVA O COMÉRCIO DO AÇÚCAR. NESSE CONTEXTO DE INTOLERÂNCIA E DECADÊNCIA, A  HOLANDA  ENFRENTOU A ESPANHA E SE TORNOU  INDEPENDENTE  EM 1610.  DE IMEDIATO A ESPANHA CRIOU DIFICULDADES NO COMÉRCIO DO AÇÚCAR. EM CONSEQUÊNCIA OS  HOLANDESES INVADIRAM O BRASIL . ATENÇÃO : QUEM DECIDIU INVADIR O BRASIL FOI A  COMPANHIA DAS ÍNDIAS OCIDENTAIS  QUE COMANDAVA O COMÉRCIO DE AÇÚCAR NA HOLANDA .
HOLANDESES NA BAHIA - 1624 EM 1624, OS HOLANDESES ATACARAM E DOMINARAM  SALVADOR  DURANTE 1 ANO, MAS TIVERAM DIFICULDADES EM MANTER O DOMÍNIO DA CIDADE. ,[object Object],[object Object]
EM 1625, CHEGOU NA BAHIA A  JORNADA DOS VASSALOS ,   DERROTANDO E EXPULSANDO OS HOLANDESES, MAS ELES RETORNARIAM AO BRASIL 5 ANOS DEPOIS. JORNADA DOS VASSALOS, EXPEDIÇÃO MILITAR LUSO-ESPANHOLA QUE ATACOU OS HOLANDESES, EM 1625
EM 1630, ATACARAM  PERNAMBUCO  COM 67 NAVIOS, 7.000 COMBATENTES E 1.200 CANHÕES. EM 2 DIAS TOMARAM A CIDADE DE  OLINDA . LOGO EM SEGUIDA OCUPARAM AS REGIÕES PRODUTORAS DE AÇÚCAR NO INTERIOR.  TOMADA DE PERNAMBUCO PELA ESQUADRA HOLANDESA.
O  DOMÍNIO HOLANDÊS  SE ESTENDEU PELO NORDESTE ATÉ O MARANHÃO, QUE UM POUCO ANTES ESTAVA SOB DOMÍNIO FRANCÊS.
SOB A ADMINISTRAÇÃO DE  NASSAU , PERNAMBUCO TEVE GRANDE DESENVOLVIMENTO. ORGANIZOU A PRODUÇÃO DE AÇÚCAR, TROUXE CIENTÍSTAS E ARTISTAS. FOI UMA ÉPOCA DE  TOLERÂNCIA RELIGIOSA PARA O NORDESTE HOLANDÊS, PERMITINDO A VINDA DE JUDEUS. QUADRO DE FRANZ POST, PINTOR HOLANDÊS ALGUMAS PONTES DE RECIFE FORAM CONSTRUÍDAS NA ÉPOCA DOS HOLANDESES.
DOMINARAM TAMBÉM A REGIÃO DE ANGOLA E NESSE PERÍODO OS ESCRAVOS DA REGIÃO FORAM EXCLUSIVIDADE HOLANDESA. ESCRAVOS PARA O NORDESTE HOLANDÊS. ,[object Object],[object Object]
AO LONGO DESSE PERÍODO HOUVE A  RESTAURAÇÃO  DE PORTUGAL, ( FIM DA UNIÃO IBÉRICA ) EM 1640, MAS SEM CAUSAR A EXPULSÃO DOS HOLANDESES. QUADRO SIMBOLIZA A RESTAURAÇÃO DE PORTUGAL EM 1640 GUERRA DOS 30 ANOS 1618 – 1648 TEVE A PARTICIPAÇÃO DA EUROPA INTEIRA. ATÉ QUE SE DEU O ACIRRAMENTO DA  GUERRA DOS 30 ANOS  COM PARTICIPAÇÃO DA HOLANDA, MUDANDO SUA POLÍTICA EM RELAÇÃO AO BRASIL. ,[object Object],[object Object]
ENTÃO OS PERNAMBUCANOS REAGIRAM NA ÉPICA  BATALHA DE GUARARAPES , EM 1648. APÓS ESSA DERROTA OS HOLANDESES GRADATIVAMENTE SAIRIAM DO BRASIL. BATALHA DE GUARARAPES - 1648
MAIOR CONSEQUÊNCIA DA INVASÃO HOLANDESA : LEVARAM A CANA-DE-AÇÚCAR PARA AS ANTILHAS. ESSA PRODUÇÃO CONCORRENTE CAUSOU A  DECADÊNCIA DO CICLO DO AÇÚCAR .
OUTRA CONSEQUÊNCIA DESSE PERÍODO : APÓS A UNIÃO IBÉRICA O  TRATADO DE TORDESILHAS  FOI EXTINTO E GRADATIVAMENTE O “LADO PORTUGUÊS” FOI AMPLIADO. TORDESILHAS
NA ÉPOCA DE DOMÍNIO HOLANDÊS O  QUILOMBO DOS PALMARES  AUMENTOU E SUA POPULAÇÃO CHEGOU A 40.000 HABITANTES. PLANTA DE PALMARES EM 1690 DESENVOLVERAM AGRICULTURA, PECUÁRIA E ARTESANATO. PRATICARAM COMÉRCIO COM VÁRIAS REGIÕES, MAS  PALMARES INCOMODAVA O SISTEMA . PARTE DESSA POPULAÇÃO ERA FORMADA POR ÍNDIOS.
A DESTRUIÇÃO EM 1694,SE DEU PELA  BANDEIRA  DE EXTERMÍNIO DE DOMINGOS JORGE VELHO . ZUMBI DOS PALMARES DOMINGOS JORGE VELHO  SEU LÍDER MAIS FAMOSO FOI  ZUMBI  QUE LIDEROU A RESISTÊNCIA FINAL. ATENÇÃO:  ESSAS BANDEIRAS DE EXTERMÍNIO DE QUILOMBOS SE CHAMARAM  SERTANISMO DE CONTRATO .
COM A  QUEDA DO AÇÚCAR  COMEÇARIA UMA NOVA ERA. RESTAVA A VELHA ESPERANÇA DOS  METAIS PRECIOSOS .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
Ciclo do açúcar
Ciclo do açúcarCiclo do açúcar
Ciclo do açúcar
Lucas Reis
 
Economia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIIIEconomia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIII
Lú Carvalho
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
As revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-anoAs revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-ano
Lucas Degiovani
 

Mais procurados (20)

Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
 
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesasBrasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
 
Administração colonial brasil
Administração colonial  brasilAdministração colonial  brasil
Administração colonial brasil
 
Brasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareiraBrasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareira
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Civilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-ColombianasCivilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-Colombianas
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
 
Ciclo do açúcar
Ciclo do açúcarCiclo do açúcar
Ciclo do açúcar
 
Economia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIIIEconomia mineradora século XVIII
Economia mineradora século XVIII
 
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoFormação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
As revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-anoAs revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-ano
 

Destaque

Brasil holandês
Brasil holandêsBrasil holandês
Brasil holandês
Jonas
 
Holandeses no brasil
Holandeses no brasilHolandeses no brasil
Holandeses no brasil
Jonas
 
PPT - As Invasões holandesas no Brasil
PPT - As Invasões holandesas no BrasilPPT - As Invasões holandesas no Brasil
PPT - As Invasões holandesas no Brasil
josafaslima
 
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da ArteInfluência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Carson Souza
 
Invasão Holandesa
Invasão HolandesaInvasão Holandesa
Invasão Holandesa
Pré Master
 
A união ibérica
A união ibérica A união ibérica
A união ibérica
Laís Uchôa
 

Destaque (20)

Invasões Holandesas
   Invasões Holandesas   Invasões Holandesas
Invasões Holandesas
 
Brasil Holandês
Brasil HolandêsBrasil Holandês
Brasil Holandês
 
O brasil holandês
O brasil holandêsO brasil holandês
O brasil holandês
 
Invasao holandesa
Invasao holandesaInvasao holandesa
Invasao holandesa
 
Brasil holandês
Brasil holandêsBrasil holandês
Brasil holandês
 
Resumo Brasil holandês
Resumo Brasil holandêsResumo Brasil holandês
Resumo Brasil holandês
 
O Brasil holandês
O Brasil holandêsO Brasil holandês
O Brasil holandês
 
Holandeses no brasil
Holandeses no brasilHolandeses no brasil
Holandeses no brasil
 
Invasões holandesas
Invasões holandesasInvasões holandesas
Invasões holandesas
 
PPT - As Invasões holandesas no Brasil
PPT - As Invasões holandesas no BrasilPPT - As Invasões holandesas no Brasil
PPT - As Invasões holandesas no Brasil
 
Holandeses no Nordeste
Holandeses no NordesteHolandeses no Nordeste
Holandeses no Nordeste
 
A união ibérica e invasões holandesas.filé
A união ibérica e invasões holandesas.filéA união ibérica e invasões holandesas.filé
A união ibérica e invasões holandesas.filé
 
Brasil holandês
Brasil holandêsBrasil holandês
Brasil holandês
 
A União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandêsA União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandês
 
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da ArteInfluência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
 
173 abcde brasil colonial 1640 1711 restauração portuguesa, expulsão dos hola...
173 abcde brasil colonial 1640 1711 restauração portuguesa, expulsão dos hola...173 abcde brasil colonial 1640 1711 restauração portuguesa, expulsão dos hola...
173 abcde brasil colonial 1640 1711 restauração portuguesa, expulsão dos hola...
 
Invasão Holandesa
Invasão HolandesaInvasão Holandesa
Invasão Holandesa
 
A união ibérica
A união ibérica A união ibérica
A união ibérica
 
Uniao iberica
Uniao ibericaUniao iberica
Uniao iberica
 
Invasões holandesas
Invasões holandesasInvasões holandesas
Invasões holandesas
 

Semelhante a Invasão Holandesa

6º tema i - da união ibérica a d. josé i
6º   tema i - da união ibérica a d. josé i6º   tema i - da união ibérica a d. josé i
6º tema i - da união ibérica a d. josé i
liedson
 
A colonizacao da america do norte - 8-ano
A colonizacao da america do norte - 8-anoA colonizacao da america do norte - 8-ano
A colonizacao da america do norte - 8-ano
Lucas Degiovani
 
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
Sidnea Marinho
 
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil ColôniaRetrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Fabio Santos
 

Semelhante a Invasão Holandesa (20)

6º tema i - da união ibérica a d. josé i
6º   tema i - da união ibérica a d. josé i6º   tema i - da união ibérica a d. josé i
6º tema i - da união ibérica a d. josé i
 
Mineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIIIMineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIII
 
o brasil flamenguista
o brasil flamenguistao brasil flamenguista
o brasil flamenguista
 
A colonizacao da america do norte - 8-ano
A colonizacao da america do norte - 8-anoA colonizacao da america do norte - 8-ano
A colonizacao da america do norte - 8-ano
 
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do BrasilSistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
 
Unidade zero da união ibérica à restauração e o nascer do 2º império
Unidade zero da união ibérica à restauração e o nascer do 2º impérioUnidade zero da união ibérica à restauração e o nascer do 2º império
Unidade zero da união ibérica à restauração e o nascer do 2º império
 
Da UniãO Ibérica a D. João V
Da UniãO Ibérica a D. João VDa UniãO Ibérica a D. João V
Da UniãO Ibérica a D. João V
 
A descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouroA descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouro
 
HISTÓRIA DO BRASIL COLONIAL: AULA EM SLIDES SOBRE A HISTÓRIA DO BRASIL COLÔNIA.
HISTÓRIA DO BRASIL COLONIAL: AULA EM SLIDES SOBRE A HISTÓRIA DO BRASIL COLÔNIA.HISTÓRIA DO BRASIL COLONIAL: AULA EM SLIDES SOBRE A HISTÓRIA DO BRASIL COLÔNIA.
HISTÓRIA DO BRASIL COLONIAL: AULA EM SLIDES SOBRE A HISTÓRIA DO BRASIL COLÔNIA.
 
Brasil colonial
Brasil colonialBrasil colonial
Brasil colonial
 
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
 
Brasil Colônia II
Brasil Colônia IIBrasil Colônia II
Brasil Colônia II
 
Brasil colonia
Brasil coloniaBrasil colonia
Brasil colonia
 
História 6º
História 6ºHistória 6º
História 6º
 
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil ColôniaRetrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
A economia açucareira.pptx
A economia açucareira.pptxA economia açucareira.pptx
A economia açucareira.pptx
 
História do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesaHistória do brasil, invasões holandesas e francesa
História do brasil, invasões holandesas e francesa
 
Cultura Holandesa
Cultura HolandesaCultura Holandesa
Cultura Holandesa
 
Monarquias Nacionais
Monarquias NacionaisMonarquias Nacionais
Monarquias Nacionais
 

Mais de Aulas de História

Independência do Brasil e da Bahia
Independência do Brasil e da BahiaIndependência do Brasil e da Bahia
Independência do Brasil e da Bahia
Aulas de História
 

Mais de Aulas de História (20)

Brasil Regência
Brasil RegênciaBrasil Regência
Brasil Regência
 
Primeiro Reinado e Regência
Primeiro Reinado e RegênciaPrimeiro Reinado e Regência
Primeiro Reinado e Regência
 
A Era do Imperialismo
A Era do ImperialismoA Era do Imperialismo
A Era do Imperialismo
 
Europa Napoleônica
Europa NapoleônicaEuropa Napoleônica
Europa Napoleônica
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Independência dos Estados Unidos
Independência dos Estados UnidosIndependência dos Estados Unidos
Independência dos Estados Unidos
 
Conjuração baiana
Conjuração baianaConjuração baiana
Conjuração baiana
 
Conjuração mineira
Conjuração mineiraConjuração mineira
Conjuração mineira
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
 
República Velha
República VelhaRepública Velha
República Velha
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
Renascimento Comercial
Renascimento ComercialRenascimento Comercial
Renascimento Comercial
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Independência do Brasil e da Bahia
Independência do Brasil e da BahiaIndependência do Brasil e da Bahia
Independência do Brasil e da Bahia
 

Último

No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
azulassessoria9
 

Último (20)

O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
 
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptxOrações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Aula de ampliação e redução - matemática
Aula de ampliação e redução - matemáticaAula de ampliação e redução - matemática
Aula de ampliação e redução - matemática
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptxM0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
M0 Atendimento – Definição, Importância .pptx
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 

Invasão Holandesa

  • 1. União Ibérica e Invasão Holandesa TELA MOSTRA A BATALHA DE GUARARAPES DE 1648
  • 2. MORTE DE D. SEBASTIÃO, REI DE PORTUGAL BATALHA DE ALKACER-KIBIR, NA ÁFRICA EM 1578 MORREU D. SEBASTIÃO SEM DEIXAR UM HERDEIRO. NA BRIGA PELO TRONO ASSUMIU SEU PARENTE FILIPE II, REI DA ESPANHA, CONCRETIZANDO A UNIÃO IBÉRICA, EM 1580. D. SEBASTIÃO ATENÇÃO : PELO “ JURAMENTO DE TOMAR ”, FILIPE II ACEITOU MANTER A ESTRUTURA POLÍTICA DE PORTUGAL QUE NÃO SOFREU ALTERAÇÕES COM A UNIÃO IBÉRICA. FILIPE II
  • 3. A ESPANHA ESTAVA NO AUGE DE SEU VASTO IMPÉRIO. DOMINAVA DE “ ONDE O SOL NASCE ATÉ ONDE O SOL SE PÕE ”. A EXPLORAÇÃO DE SUAS COLÔNIAS NA AMÉRICA LHE DEU TONELADAS DE METAIS PRECIOSOS.
  • 4. NA EUROPA, A ESPANHA DOMINAVA VÁRIAS REGIÕES, INCLUINDO A HOLANDA, MAS NO FINAL DO SÉCULO XVI COMEÇOU A SUA DECADÊNCIA . TRÊS FATORES LEVARIAM A ISSO, E É O QUE VOCÊ VERÁ NAS 3 TELAS SEGUINTES.
  • 5. A ESPANHA EXPLOROU SUAS COLÔNIAS AO MÁXIMO. NO FIM DO SÉCULO XVI, COMEÇOU O ESGOTAMENTO DOS METAIS PRECIOSOS DO MÉXICO, BOLÍVIA E PERU. TONELADAS DE METAIS PRECIOSOS QUE ÍAM PARA A ESPANHA ALÉM DISSO SUA PRODUÇÃO MANUFATUREIRA ERA INEXPRESSIVA LHE TORNANDO DEPENDENTE E DEVEDORA DOS PAÍSES PRODUTORES.
  • 6. TAMBÉM ENFRENTAVA CONSTANTES CONFLITOS , A EXEMPLO DA INGLATERRA, QUE LHE IMPÔS A DERROTA DA “ INVENCÍVEL ARMADA ”, EM 1588. CADA CONFLITO OS GASTOS ERAM EXORBITANTES. INVENCÍVEL ARMADA X INGLATERRA EM 1588 O FILME “ELIZABETH – A ÉPOCA DE OURO” MOSTRA ESSE CONFLITO
  • 7. A INQUISIÇÃO NA ESPANHA PERSEGUIU HEREGES, PROVOCANDO A FUGA EM MASSA DE JUDEUS QUE ABANDONARAM O PAÍS ABALANDO A SUA ECONOMIA. A TELA MOSTRA UM LOCAL DE TORTURA DA INQUISIÇÃO
  • 8. PORTO DE AMSTERDÃ, NO SÉCULO XVII QUE MOVIMENTAVA O COMÉRCIO DO AÇÚCAR. NESSE CONTEXTO DE INTOLERÂNCIA E DECADÊNCIA, A HOLANDA ENFRENTOU A ESPANHA E SE TORNOU INDEPENDENTE EM 1610. DE IMEDIATO A ESPANHA CRIOU DIFICULDADES NO COMÉRCIO DO AÇÚCAR. EM CONSEQUÊNCIA OS HOLANDESES INVADIRAM O BRASIL . ATENÇÃO : QUEM DECIDIU INVADIR O BRASIL FOI A COMPANHIA DAS ÍNDIAS OCIDENTAIS QUE COMANDAVA O COMÉRCIO DE AÇÚCAR NA HOLANDA .
  • 9.
  • 10. EM 1625, CHEGOU NA BAHIA A JORNADA DOS VASSALOS , DERROTANDO E EXPULSANDO OS HOLANDESES, MAS ELES RETORNARIAM AO BRASIL 5 ANOS DEPOIS. JORNADA DOS VASSALOS, EXPEDIÇÃO MILITAR LUSO-ESPANHOLA QUE ATACOU OS HOLANDESES, EM 1625
  • 11. EM 1630, ATACARAM PERNAMBUCO COM 67 NAVIOS, 7.000 COMBATENTES E 1.200 CANHÕES. EM 2 DIAS TOMARAM A CIDADE DE OLINDA . LOGO EM SEGUIDA OCUPARAM AS REGIÕES PRODUTORAS DE AÇÚCAR NO INTERIOR. TOMADA DE PERNAMBUCO PELA ESQUADRA HOLANDESA.
  • 12. O DOMÍNIO HOLANDÊS SE ESTENDEU PELO NORDESTE ATÉ O MARANHÃO, QUE UM POUCO ANTES ESTAVA SOB DOMÍNIO FRANCÊS.
  • 13. SOB A ADMINISTRAÇÃO DE NASSAU , PERNAMBUCO TEVE GRANDE DESENVOLVIMENTO. ORGANIZOU A PRODUÇÃO DE AÇÚCAR, TROUXE CIENTÍSTAS E ARTISTAS. FOI UMA ÉPOCA DE TOLERÂNCIA RELIGIOSA PARA O NORDESTE HOLANDÊS, PERMITINDO A VINDA DE JUDEUS. QUADRO DE FRANZ POST, PINTOR HOLANDÊS ALGUMAS PONTES DE RECIFE FORAM CONSTRUÍDAS NA ÉPOCA DOS HOLANDESES.
  • 14.
  • 15.
  • 16. ENTÃO OS PERNAMBUCANOS REAGIRAM NA ÉPICA BATALHA DE GUARARAPES , EM 1648. APÓS ESSA DERROTA OS HOLANDESES GRADATIVAMENTE SAIRIAM DO BRASIL. BATALHA DE GUARARAPES - 1648
  • 17. MAIOR CONSEQUÊNCIA DA INVASÃO HOLANDESA : LEVARAM A CANA-DE-AÇÚCAR PARA AS ANTILHAS. ESSA PRODUÇÃO CONCORRENTE CAUSOU A DECADÊNCIA DO CICLO DO AÇÚCAR .
  • 18. OUTRA CONSEQUÊNCIA DESSE PERÍODO : APÓS A UNIÃO IBÉRICA O TRATADO DE TORDESILHAS FOI EXTINTO E GRADATIVAMENTE O “LADO PORTUGUÊS” FOI AMPLIADO. TORDESILHAS
  • 19. NA ÉPOCA DE DOMÍNIO HOLANDÊS O QUILOMBO DOS PALMARES AUMENTOU E SUA POPULAÇÃO CHEGOU A 40.000 HABITANTES. PLANTA DE PALMARES EM 1690 DESENVOLVERAM AGRICULTURA, PECUÁRIA E ARTESANATO. PRATICARAM COMÉRCIO COM VÁRIAS REGIÕES, MAS PALMARES INCOMODAVA O SISTEMA . PARTE DESSA POPULAÇÃO ERA FORMADA POR ÍNDIOS.
  • 20. A DESTRUIÇÃO EM 1694,SE DEU PELA BANDEIRA DE EXTERMÍNIO DE DOMINGOS JORGE VELHO . ZUMBI DOS PALMARES DOMINGOS JORGE VELHO SEU LÍDER MAIS FAMOSO FOI ZUMBI QUE LIDEROU A RESISTÊNCIA FINAL. ATENÇÃO: ESSAS BANDEIRAS DE EXTERMÍNIO DE QUILOMBOS SE CHAMARAM SERTANISMO DE CONTRATO .
  • 21. COM A QUEDA DO AÇÚCAR COMEÇARIA UMA NOVA ERA. RESTAVA A VELHA ESPERANÇA DOS METAIS PRECIOSOS .