Relevo Submarino e Eras Geológicas

3.457 visualizações

Publicada em

Relevo Submarino e Eras Geológicas

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
757
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relevo Submarino e Eras Geológicas

  1. 1. Prof. Guilherme Lemos. RELEVO TERRESTRE E SUBMARINO:
  2. 2. • Origem do Homem. Dobramentos Modernos. • De 1 milhão a 69 milhões de anos. CENOZÓICA • De 70 a 220 milhões de anos. • Grandes répteis (dinossauros) e origem dos mamíferos. MESOZÓICA • De 220 a 600 milhões de anos. • Florestas primitivas, peixes e Pangeia.PALEOZÓICA PRÉ- CAMBRIANO AZÓICA •De 600 milhões a mais de 1 bilhão de anos. •Vida primitiva nos oceanos. •4,5 bilhões de anos. •Formação da Terra.
  3. 3. Relevo: são as diversas formas da superfície terrestre, resultantes dos chamados agentes internos e externos de formação do relevo. A ciência que se ocupa no estudo do relevo é a Geomorfologia. O estudo do relevo divide-se em duas: Relevo Submarino e Relevo Continental.
  4. 4. FORMAS DE RELEVO SUBMARINO  Plataforma continental: continuação do continente, chegando até 200 m de profundidade e com importantes atividades econômicas associadas;  Talude Continental: região de transição entre a plataforma continental e a região pelágica – declive acentuado.  Região pelágica: região marcada por diversas formas de relevo e profundidades que variam de 1000m até 5000 m.  Região abissal: profundidades superiores a 5000m, com pouca luminosidade e grandes pressões – Seres vivos estranhos.
  5. 5. RELEVO CONTINENTAL  Montanhas: Regiões geralmente acima de 3000 m de altitude, formadas por dobras, falhas, arcos vulcânicos e erosões.  Planaltos: superfícies irregulares com altitudes acima de 300 m, onde o processo de erosão é maior que o processo de sedimentação.  Planícies: superfícies planas com altitudes inferiores a 100 m, onde o processo de sedimentação é maior que o de erosão.  Depressões: áreas mais ou menos planas que sofreram prolongados processos de erosão. As altitudes variam de 100 a 500 m e dividem-se em depressões relativas e depressões absolutas.
  6. 6. Descrição Magnitude Efeitos Frequência Micro < 2,0 Micro tremor de terra, não se sente[1]. ~ 8000 por dia Muito pequeno 2,0-2,9 Geralmente não se sente mas é detectado/registado. ~1000 por dia Pequeno 3,0-3,9 Frequentemente sentido mas raramente causa danos. ~49000 por ano Ligeiro 4,0-4,9 Tremor notório de objectos no interior de habitações, ruídos de choque entre objectos. Danos importantes pouco comuns. ~ 6200 por ano Moderado 5,0-5,9 Pode causar danos maiores em edifícios mal concebidos em zonas restritas. Provoca danos ligeiros nos edifícios bem construídos. 800 por ano Forte 6,0-6,9 Pode ser destruidor em zonas num raio de até 180 quilómetros em áreas habitadas. 120 por ano Grande 7,0-7,9 Pode provocar danos graves em zonas mais vastas. 18 por ano Importante 8,0-8,9 Pode causar danos sérios em zonas num raio de centenas de quilómetros. 1 por ano Excepcional 9,0 < Devasta zonas num raio de milhares de quilómetros. 1 a cada 20 anos A Escala Richter – Elaborada em 1935, por Charles Francis Richter e Beno Gutemberg. Maior registro: 9,5 na escala Richter, Chile (1960).
  7. 7. X SAIR ALISONWRIGHT/CORBIS/LATINSTOCK 2. As principais formas de relevo terrestre O Everest, na Ásia, é o pico mais alto da Terra. Montanhas
  8. 8. As principais unidades do relevo Planaltos: superfícies mais ou menos planas em que predominam processos de erosão.
  9. 9. X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre Planaltos Serra da Bocaina (SP) IVANIASANT'ANNA/KINO Mar de morros com o vale do Paraíba (SP) ao fundo Chapada Diamantina (BA) Escarpa
  10. 10. As principais unidades do relevo Depressões: superfícies que sofreram grave processo erosivo, estando acima ou abaixo do nível do mar.
  11. 11. X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre Perfil de relevo: região Nordeste do Brasil, sentido oeste-leste. A depressão Sertaneja, uma depressão relativa, localiza-se a oeste do planalto da Borborema (PE). O mar Morto é um lago de águas salgadas em uma depressão absoluta. Podem ser:  absolutas  relativas Depressões ATLANTIDEPHOTOTRAVEL/CORBIS/LATINSTOCK
  12. 12. As principais unidades do relevo  Planícies: superfícies mais ou menos planas em que predominam processos de sedimentação.  Planícies costeiras: regiões litorâneas.  Planícies continentais: interior do país.
  13. 13. X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre Planícies Planície do rio Ganges, Varanasi (Índia) YANNARTHUS-BERTRAND/CORBIS/LATINSTOCK
  14. 14. Estrutura Geológica do Brasil É de formação geológica antiga; Apresenta escudos, bacias sedimentares e dobramentos antigos; 64% do território – bacias sedimentares, 36% escudos cristalinos.

×