SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Prof. Guilherme Lemos
• Ígneas ou magmáticas
– Intrusiva ou plutônica - Granito
– Extrusiva ou vulcânica - Basalto
• Sedimentares
– Detríticas – Arenitos
– Químicas
• Inorgânicas - Lateritos
• Orgânicas - Calcários
• Metamórficas
– Ardósias, gnaisses, mármore e quartizitos
Natureza e Origem das Rochas
Minerais: são substâncias sólidas não
orgânicas, encontradas na crosta
terrestre. Existem mais de 2000 minerais
conhecidos;
Rochas: conjunto de substâncias
minerais, que estão na litosfera;
ROCHAS
Magmáticas – formadas a partir de magma
Podem ser:
Intrusivas ou plutônicas – formadas dentro
da crosta – Granitos
Extrusivas ou vulcânicas – formadas por magma
na superfície do planeta – Basalto.
Metamórficas – formadas pela transformação de
rochas pré-existentes por altas temperaturas e
pressão – gnaisses e mármores.
Rochas Sedimentares – formadas a partir do desgaste
de uma rocha pré-existente – Arenito, Folhelho
Rocha Magmática/Ígnea
Basalto Granito
Rocha Sedimentar
Arenito
Calcário Varvito
Rocha Metamórfica
Xisto
Ardósia
MármoreGnaisse
1
2
3 6
5
4
9
8
7
Granito
Calcário
Basalto
Arenito
Gnaisse
Mármore
Quartzito
RitmitoDiabásio
ÍGNEAS METAMÓRFICASSEDIMENTARES
 Tectonismo
 Vulcanismo
 Abalos Sísmicos
Os Agentes do Relevo
Dinâmica Interna
 Águas correntes
 Dinâmica glacial
 Ventos
 Intemperismo
Os Agentes do Relevo
Dinâmica Externa
Prof. Guilherme Lemos.
ESTRUTURA GEOLÓGICA E O
RELEVO BRASILEIRO:
*Estrutura geológica
Dobramentos Modernos (não ocorrem no Brasil)
X SAIR
ALISONWRIGHT/CORBIS/LATINSTOCK
2. As principais formas de relevo terrestre
O Everest, na Ásia, é o pico mais alto da Terra.
Montanhas
As principais unidades do relevo
Planaltos:
superfícies mais
ou menos
planas em que
predominam
processos de
erosão.
As principais unidades do relevo
Planaltos:
superfícies mais
ou menos
planas em que
predominam
processos de
erosão.
X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre
Planaltos
Serra da Bocaina (SP)
IVANIASANT'ANNA/KINO
Mar de morros
com o vale do
Paraíba (SP)
ao fundo
Chapada Diamantina (BA)
Escarpa
As principais unidades do relevo
Depressões:
superfícies que
sofreram grave
processo
erosivo, estando
acima ou abaixo
do nível do mar.
X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre
Perfil de relevo: região Nordeste do Brasil, sentido oeste-leste. A depressão Sertaneja,
uma depressão relativa, localiza-se a oeste do planalto da Borborema (PE).
O mar Morto é um lago de águas salgadas em uma depressão absoluta.
Podem ser:
 absolutas
 relativas
Depressões
ATLANTIDEPHOTOTRAVEL/CORBIS/LATINSTOCK
As principais unidades do relevo
 Planícies: superfícies mais
ou menos planas em que
predominam processos de
sedimentação.
 Planícies costeiras: regiões
litorâneas.
 Planícies continentais:
interior do país.
X SAIR2. As principais formas de relevo terrestre
Planícies
Planície do rio
Ganges, Varanasi (Índia)
YANNARTHUS-BERTRAND/CORBIS/LATINSTOCK
Estrutura Geológica do Brasil
É de formação geológica antiga;
Apresenta escudos, bacias sedimentares
e dobramentos antigos;
64% do território – bacias
sedimentares, 36% escudos cristalinos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
Professor
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
profacacio
 
2º estudo de geografia (processos exógenos) 6º ano – 3º trimestre - Outubro...
2º estudo de geografia (processos exógenos)   6º ano – 3º trimestre - Outubro...2º estudo de geografia (processos exógenos)   6º ano – 3º trimestre - Outubro...
2º estudo de geografia (processos exógenos) 6º ano – 3º trimestre - Outubro...
Luiza Collet
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
Professor
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
Professor
 

Mais procurados (20)

As paisagens e o relevo
As paisagens e o relevoAs paisagens e o relevo
As paisagens e o relevo
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
 
TERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura GeologicaTERRA - Estrutura Geologica
TERRA - Estrutura Geologica
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
 
2º estudo de geografia (processos exógenos) 6º ano – 3º trimestre - Outubro...
2º estudo de geografia (processos exógenos)   6º ano – 3º trimestre - Outubro...2º estudo de geografia (processos exógenos)   6º ano – 3º trimestre - Outubro...
2º estudo de geografia (processos exógenos) 6º ano – 3º trimestre - Outubro...
 
O café no Segundo Reinado e a Proclamação da República
O café no Segundo Reinado e a Proclamação da RepúblicaO café no Segundo Reinado e a Proclamação da República
O café no Segundo Reinado e a Proclamação da República
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Estrutura geológica
Estrutura geológicaEstrutura geológica
Estrutura geológica
 
Geografia movimentos populacionais
Geografia   movimentos populacionaisGeografia   movimentos populacionais
Geografia movimentos populacionais
 
Agricultura brasileira
Agricultura brasileiraAgricultura brasileira
Agricultura brasileira
 
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASILESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
 
Oceanos e mares
Oceanos e maresOceanos e mares
Oceanos e mares
 
Estrutura da Terra
Estrutura da TerraEstrutura da Terra
Estrutura da Terra
 

Destaque

Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
catiacsantos
 
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
sandranascimento
 
Estrutura da terra
Estrutura da terraEstrutura da terra
Estrutura da terra
saritacvg
 
Código penal drogas e pedofilia 2
Código penal   drogas e pedofilia 2Código penal   drogas e pedofilia 2
Código penal drogas e pedofilia 2
Guilherme Lemos
 
Estrutura Da Terra
Estrutura Da  TerraEstrutura Da  Terra
Estrutura Da Terra
guestdbe434
 

Destaque (20)

Pena de morte - Maratona de Atualidades
Pena de morte - Maratona de AtualidadesPena de morte - Maratona de Atualidades
Pena de morte - Maratona de Atualidades
 
Ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo
Ataque ao jornal satírico Charlie HebdoAtaque ao jornal satírico Charlie Hebdo
Ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo
 
O grupo terrorista Estado Islâmico
O grupo terrorista Estado IslâmicoO grupo terrorista Estado Islâmico
O grupo terrorista Estado Islâmico
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
COPA DO MUNDO NO BRASIL: FRANCE FOOTBALL
COPA DO MUNDO NO BRASIL: FRANCE FOOTBALLCOPA DO MUNDO NO BRASIL: FRANCE FOOTBALL
COPA DO MUNDO NO BRASIL: FRANCE FOOTBALL
 
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
3- DINÂMICA INTERNA DA TERRA II
 
Estrutura da terra
Estrutura da terraEstrutura da terra
Estrutura da terra
 
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
Relatório de Ciências-Experiência vulcânica
 
Estrutura da terra
Estrutura da terraEstrutura da terra
Estrutura da terra
 
Código penal drogas e pedofilia 2
Código penal   drogas e pedofilia 2Código penal   drogas e pedofilia 2
Código penal drogas e pedofilia 2
 
POLÊMICA SOBRE PESQUISA DO IPEA - "NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA".
POLÊMICA SOBRE PESQUISA DO IPEA - "NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA".POLÊMICA SOBRE PESQUISA DO IPEA - "NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA".
POLÊMICA SOBRE PESQUISA DO IPEA - "NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA".
 
Pátria Educadora
Pátria EducadoraPátria Educadora
Pátria Educadora
 
Maratona de Atualidades - Prof. Guilherme Lemos 2014
Maratona de Atualidades - Prof. Guilherme Lemos 2014Maratona de Atualidades - Prof. Guilherme Lemos 2014
Maratona de Atualidades - Prof. Guilherme Lemos 2014
 
Estrutura Da Terra
Estrutura Da  TerraEstrutura Da  Terra
Estrutura Da Terra
 
PROGRAMA MAIS MÉDICOS - SITUAÇÃO TRABALHISTA DOS CUBANOS
PROGRAMA MAIS MÉDICOS - SITUAÇÃO TRABALHISTA DOS CUBANOSPROGRAMA MAIS MÉDICOS - SITUAÇÃO TRABALHISTA DOS CUBANOS
PROGRAMA MAIS MÉDICOS - SITUAÇÃO TRABALHISTA DOS CUBANOS
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
 
dobras e falhas
dobras e falhasdobras e falhas
dobras e falhas
 
Estrutura interna da Terra
Estrutura interna da TerraEstrutura interna da Terra
Estrutura interna da Terra
 
A estrutura da terra
A estrutura da terraA estrutura da terra
A estrutura da terra
 
Relevo Submarino e Eras Geológicas
Relevo Submarino e Eras GeológicasRelevo Submarino e Eras Geológicas
Relevo Submarino e Eras Geológicas
 

Semelhante a ESTRUTURA INTERNA DA TERRA

G E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I AG E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I A
Amanda Oliveira
 
Estrutura e rochas
Estrutura e rochasEstrutura e rochas
Estrutura e rochas
Professor
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
Professor
 
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Italo Alan
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
guest8f5984
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Ana Castro
 
Relevo do Brasil
Relevo do BrasilRelevo do Brasil
Relevo do Brasil
Isabele.geo
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
guest8f5984
 
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortalezaunidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
marinhoanapaula036
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
ceama
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
guest8f5984
 
Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros
Laguat
 
Gabarito exercícios 1
Gabarito exercícios 1Gabarito exercícios 1
Gabarito exercícios 1
Raquel Avila
 

Semelhante a ESTRUTURA INTERNA DA TERRA (20)

G E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I AG E O M O R F O L O G I A
G E O M O R F O L O G I A
 
Aula - Relevo Brasil
Aula - Relevo BrasilAula - Relevo Brasil
Aula - Relevo Brasil
 
Estrutura e rochas
Estrutura e rochasEstrutura e rochas
Estrutura e rochas
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
Aularelevobrasil 110622201155-phpapp02
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
Relevo do Brasil
Relevo do BrasilRelevo do Brasil
Relevo do Brasil
 
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
Modulo 04   O planeta Terra - RelevoModulo 04   O planeta Terra - Relevo
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
 
Aula 03 relevo do brasil
Aula 03   relevo do brasilAula 03   relevo do brasil
Aula 03 relevo do brasil
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
 
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortalezaunidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
unidades geomorfológicas e geológicas do cânion fortaleza
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
 
Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros
 
geomorfologia[902].pptx
geomorfologia[902].pptxgeomorfologia[902].pptx
geomorfologia[902].pptx
 
Gabarito exercícios 1
Gabarito exercícios 1Gabarito exercícios 1
Gabarito exercícios 1
 

Mais de Guilherme Lemos

Rolezinhos - Conceito e Precedentes
Rolezinhos - Conceito e PrecedentesRolezinhos - Conceito e Precedentes
Rolezinhos - Conceito e Precedentes
Guilherme Lemos
 

Mais de Guilherme Lemos (20)

PREVISÃO DE ATUALIDADES - DESTAK TURMAS FMJ
PREVISÃO DE ATUALIDADES - DESTAK TURMAS FMJPREVISÃO DE ATUALIDADES - DESTAK TURMAS FMJ
PREVISÃO DE ATUALIDADES - DESTAK TURMAS FMJ
 
CRISE DA PETROBRÁS
CRISE DA PETROBRÁSCRISE DA PETROBRÁS
CRISE DA PETROBRÁS
 
GASTOS COM A COPA DO MUNDO
GASTOS COM A COPA DO MUNDOGASTOS COM A COPA DO MUNDO
GASTOS COM A COPA DO MUNDO
 
EXPLORANDO MELHOR GASTOS COM A COPA
EXPLORANDO MELHOR GASTOS COM A COPAEXPLORANDO MELHOR GASTOS COM A COPA
EXPLORANDO MELHOR GASTOS COM A COPA
 
LADO B DA COPA DO MUNDO - O LEGADO DO MEGAEVENTO.
LADO B DA COPA DO MUNDO - O LEGADO DO MEGAEVENTO.LADO B DA COPA DO MUNDO - O LEGADO DO MEGAEVENTO.
LADO B DA COPA DO MUNDO - O LEGADO DO MEGAEVENTO.
 
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
 
Marco Civil da Internet - AI-5 DIGITAL OU CONSTITUIÇÃO DA INTERNET?
Marco Civil da Internet - AI-5 DIGITAL OU CONSTITUIÇÃO DA INTERNET?Marco Civil da Internet - AI-5 DIGITAL OU CONSTITUIÇÃO DA INTERNET?
Marco Civil da Internet - AI-5 DIGITAL OU CONSTITUIÇÃO DA INTERNET?
 
TRÁFICO HUMANO - CF 2014 - UNODC
TRÁFICO HUMANO - CF 2014 - UNODCTRÁFICO HUMANO - CF 2014 - UNODC
TRÁFICO HUMANO - CF 2014 - UNODC
 
Eutanásia na sociedade atual
Eutanásia na sociedade atualEutanásia na sociedade atual
Eutanásia na sociedade atual
 
MAPA DA VIOLÊNCIA: PEDRINHAS -MARANHÃO.
MAPA DA VIOLÊNCIA: PEDRINHAS -MARANHÃO.MAPA DA VIOLÊNCIA: PEDRINHAS -MARANHÃO.
MAPA DA VIOLÊNCIA: PEDRINHAS -MARANHÃO.
 
PROTESTOS NA UCRÂNIA: A DISPUTA DE FORÇAS.
PROTESTOS NA UCRÂNIA: A DISPUTA DE FORÇAS.PROTESTOS NA UCRÂNIA: A DISPUTA DE FORÇAS.
PROTESTOS NA UCRÂNIA: A DISPUTA DE FORÇAS.
 
PROTESTOS NA VENEZUELA-MOVIMENTO 12F OU A SAÍDA EU APOIO!
PROTESTOS NA VENEZUELA-MOVIMENTO 12F OU A SAÍDA EU APOIO!PROTESTOS NA VENEZUELA-MOVIMENTO 12F OU A SAÍDA EU APOIO!
PROTESTOS NA VENEZUELA-MOVIMENTO 12F OU A SAÍDA EU APOIO!
 
REDES SOCIAIS - FACEBOOK.
REDES SOCIAIS - FACEBOOK.REDES SOCIAIS - FACEBOOK.
REDES SOCIAIS - FACEBOOK.
 
Rolezinhos - Conceito e Precedentes
Rolezinhos - Conceito e PrecedentesRolezinhos - Conceito e Precedentes
Rolezinhos - Conceito e Precedentes
 
MOVIMENTO "NÃO VAI TER COPA" E OS ROLEZINHOS
MOVIMENTO "NÃO VAI TER COPA" E OS ROLEZINHOSMOVIMENTO "NÃO VAI TER COPA" E OS ROLEZINHOS
MOVIMENTO "NÃO VAI TER COPA" E OS ROLEZINHOS
 
Rolezinhos
RolezinhosRolezinhos
Rolezinhos
 
DEMOGRAFIA MUNDIAL E A PRÁTICA DA ENTOMOFAGIA
DEMOGRAFIA MUNDIAL E A PRÁTICA DA ENTOMOFAGIADEMOGRAFIA MUNDIAL E A PRÁTICA DA ENTOMOFAGIA
DEMOGRAFIA MUNDIAL E A PRÁTICA DA ENTOMOFAGIA
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
TEORIAS DEMOGRÁFICAS (DE MALTHUS A TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA)
 
CAPITALISMO X SOCIALISMO: COMPLEMENTO
CAPITALISMO X SOCIALISMO: COMPLEMENTOCAPITALISMO X SOCIALISMO: COMPLEMENTO
CAPITALISMO X SOCIALISMO: COMPLEMENTO
 
LEGALIZAÇÃO DA MACONHA NO URUGUAI: NOVO SISTEMA
LEGALIZAÇÃO DA MACONHA NO URUGUAI: NOVO SISTEMALEGALIZAÇÃO DA MACONHA NO URUGUAI: NOVO SISTEMA
LEGALIZAÇÃO DA MACONHA NO URUGUAI: NOVO SISTEMA
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 

ESTRUTURA INTERNA DA TERRA